Liturgia Dominical - Arquidiocese de Belo Horizonte

Сomentários

Transcrição

Liturgia Dominical - Arquidiocese de Belo Horizonte
Sugestões para
Liturgia Dominical
08 de Novembro de 2015 | 32º Domingo do Tempo Comum – Ano B
Doai o coração!
Textos Bíblico-litúrgicos: 1Rs 17,10-16// Sl 145/146 // Hb 9,24-28// Mc 12,38-44.
Antífona de Entrada: “Chegue até vós a minha súplica; inclinai vosso ouvido à minha prece”.
Oração do dia: “Deus de poder e misericórdia, afastai de nós todo obstáculo para que, inteiramente disponíveis, nos dediquemos ao vosso serviço [...]”.
Aclamação ao Evangelho: “Felizes os pobres em espírito, porque deles é o Reino dos Céus”.
Oração sobre as oferendas: “Lançai, ó Deus, sobre o nosso sacrifício um olhar de perdão e de paz, para que,
celebrando a paixão do vosso Filho, possamos viver o seu mistério [...]”.
Antífona da comunhão: “O Senhor é o pastor que me conduz, não me falta coisa alguma. Pelos prados e
campinas verdejantes ele me leva a descansar”.
Oração depois da comunhão: “Fortificados por este alimento sagrado, nós vos damos graças, ó Deus, e
imploramos a vossa clemência; fazei que perseverem na sinceridade do vosso amor aqueles que fortalecestes
pela infusão do Espírito Santo [...]”.
A liturgia hoje nos coloca diante de duas posturas completamente distintas: a dos escribas e ricos e a da
viúva. Ambos estão em atitude de doação, eles vão até o templo de Jerusalém e deitam moedas como oferta
no cofre das esmolas. Jesus está sentado diante do cofre e observa tudo atentamente. Essa narrativa do Evangelho é precedida pela leitura do Livro dos Reis, que narra o encontro de Elias com a viúva de Sarepta. Elias se
dirige à viúva para pedir-lhe água e pão. A viúva não tem mais do que o sustento daquele dia para si e para
seu filho, porém, oferece ao profeta o pouco que ela possuía. O profeta recebe a oferta da viúva e lhe promete
que Deus não deixará faltar farinha e azeite em sua mesa, até que a chuva regue suas terras. No Evangelho,
Jesus demonstra, mais uma vez, a sua proximidade com os pobres, na simplicidade de sua fé, nos seus gestos
de caridade e na sua entrega a Deus e aos irmãos. A liturgia hoje nos encaminha, como Igreja, à uma profunda reflexão, no sentido de compreendermos a missão de nos doarmos no serviço ao Reino e aos irmãos.
Assim, rezamos na oração do dia, pedindo: “Deus de poder e misericórdia, afastai de nós todo obstáculo para
que, inteiramente disponíveis, nos dediquemos ao vosso serviço”. Por essa razão, Jesus, que observava as
pessoas no templo, louvou o gesto da viúva de ofertar as únicas moedas que possuía. Ele aponta a hipocrisia
daqueles que achavam que podiam comprar a benevolência divina com “generosas ofertas”. A oferta da Igreja de Cristo é outra, pois consiste na atitude de misericórdia, diante da necessidade dos irmãos, em sintonia
plena com os ensinamentos e gestos de Jesus. Celebrando – dominicalmente – a eucaristia, unidos em torno
da mesa, que possamos aprender a viver comunitariamente, buscando no Cristo o exemplo para a nossa vida
e missão, acolhendo os excluídos, os marginalizados de nossas sociedades, que trazem a generosidade de
seus corações para partilhar com toda igreja. Assim, quando entoamos hoje o salmo 145, proclamando que o
“Senhor é fiel para sempre, faz justiça aos que são oprimidos; ele dá alimento aos famintos, é o Senhor quem
liberta os cativos”, nós nos colocamos como agentes da misericórdia, que restitui a dignidade e a justiça aos
oprimidos. A liturgia nos transforma para a vida como novos Cristos no mundo.
Sugestões litúrgicas
1. Sugerimos os cantos propostos pelo Hinário Litúrgico da Arquidiocese de Belo Horizonte: “Canta, meu povo”.
(http://www.arquidiocesebh.org.br/site/noticias.php?id_noticia=10952).
2. Como saudação presidencial sugerimos a fórmula (f) do Missal Romano: “Irmãos eleitos segundo a presciência de Deus Pai, pela santificação do Espírito para obedecer a Jesus Cristo e participar da bênção da aspersão
do seu sangue, graça e paz vos sejam concedidos abundantemente”.
3. Sugerimos a Oração Eucarística IV.
4. Antes das leituras, um refrão meditativo é sempre bem-vindo. Sugerimos “Que arda como brasa”, que pode
ser encontrado no Hinário do Ofício Divino das Comunidades e no Hinário da Arquidiocese de Belo Horizonte.
(https://www.youtube.com/watch?v=ushj5sKNvUE).
Homilia e Sugestões Litúrgicas: Daniel Couto | Revisão: Maria Lúcia Carvalho Alves

Documentos relacionados

Liturgia Dominical (síntese e sugestões)

Liturgia Dominical (síntese e sugestões) que, ao celebrarmos o sacramento que nos destes, se realizem em nós as maravilhas da salvação [...]” . Prefácio Advento II: “[...] O próprio Senhor nos dá a alegria de entrarmos agora no mistério d...

Leia mais

Liturgia Dominical (síntese e sugestões)

Liturgia Dominical (síntese e sugestões) Sugestões litúrgicas 1. A comunidade reunida escuta a Palavra do Senhor que a convida a segui-lo pelas estradas da vida. Por isso a Liturgia da Palavra é Mesa, na qual o próprio Senhor se dá como ...

Leia mais

Liturgia Dominical

Liturgia Dominical Sugestões litúrgicas 1. Aproximando-se do fim de mais um ano litúrgico, a assembleia celebrante reforça seu coro pela vinda do Senhor. Ela crê, louva e suplica a Deus a instauração definitiva do Re...

Leia mais

Liturgia Dominical (síntese e sugestões)

Liturgia Dominical (síntese e sugestões) A liturgia deste domingo, em consonância com a anterior, recorda-nos sobre a presença de Deus na história da humanidade. Nas alegrias e tristezas, nas angústias e sofrimentos do povo, Deus está pre...

Leia mais