30.º Aniversário de tocha a vila

Сomentários

Transcrição

30.º Aniversário de tocha a vila
SEXTA-FEIRA | 10 JUL 2015 | 11
DiáriodeCoimbra
Cantanhede
REGIÃO DAS BEIRAS
Gentes da Tocha elevaram vila repleta
de orgulho de uma rebeldia com 30 anos
Poder local A sessão solene comemorativa do 30.º aniversário da elevação da Tocha a vila ficou marcada pelas palavras
carregadas de emoção de Júlio Oliveira e Manuel Queiró, dois dos protagonistas de uma “luta” que colocou a vila “no mapa”
MARTA SANTOS
João Henriques
O orgulho esteve lá todo. Esgotou o salão (por sinal designado
de nobre) da Junta de Freguesia.
Mas, há 30 anos, a elevação da
Tocha a vila partiu do povo.
Gente de fibra, de garra, de vontade, capaz de enfrentar as adversidades. Gente da Tocha que
aproveitou a rebeldia para fazer
o resto. E não foi pouco.
Tudo isto foi recordado, ontem, na sessão solene comemorativa do 30.º aniversário da
elevação a vila, que ficou marcada por diversas homenagens,
mas também pelas intervenções emotivas de Júlio Oliveira,
presidente da Junta de Freguesia da Tocha entre 1984 e 2013,
e Manuel Queiró, actual presidente do Conselho de Administração da CP, que, à época, era
deputado da Assembleia da República.
Ontem, Júlio Oliveira fez um
resumo histórico da elevação
da Tocha a vila e recordou que
«teve de ter muitos apoios, muitos amigos e muitas manobras», tendo mesmo contado
algumas. Em jeito de reconhe-
Há 30 anos, tal como ontem, Manuel Queiró e Júlio Oliveira estiveram unidos na defesa da Tocha
Três instituições receberam agradecimento da junta
A Câmara de Cantanhede, a
Inova e a Comissão de
Compartes dos Baldios da
Freguesia da Tocha foram
as três instituições distinguidas pelo «grande contributo que têm dado ao de-
Homenagem a Santos
Silva a título póstumo
RECONHECIMENTO O antigo presidente da Câmara Municipal de Cantanhede, Manuel
Santos Silva, foi, ontem, alvo de
uma homenagem a título póstumo no dia da comemoração
do 30.º aniversário da elevação
da Tocha a vila. A filha Rosa
Santos Silva recebeu uma placa
das mãos de Fernando Pais Alves, actual líder do executivo
da Tocha, que, desta forma, reconheceu o trabalho desenvolvido pelo antigo autarca.|
senvolvimento da freguesia». Também ontem, foram
homenageadas «as pessoas
da freguesia que, ao longo
dos últimos 30 anos, integraram os executivos camarários ou foram presi-
dentes da Assembleia Municipal de Cantanhede». A
saber: José Tereso, José
Maia Gomes, Sérgio Repas,
Manuel Maricato, José António Pinheiro e Icília Moço
Gomes. |
Ex-deputados e antigos
autarcas distinguidos
CONTRIBUTO Júlio Oliveira,
Amaral Cruz, Fernando Manco
e Carlos Guerra faziam parte,
há 30 anos, da Junta de Freguesia da Tocha aquando da
elevação a vila, razão pela qual
foram, também eles, homena-
geados. Manuel Queiró e Horácio Marçal, que, à data, eram
deputados da Assembleia da
República, foram distinguidos,
em virtude de terem sido «pessoas que muito contribuíram no
processo de elevação a vila».|
cimento, fez questão de ressaltar a «grande ajuda» de Manuel
Queiró e Horácio Marçal, então
deputados pelo CDS na Assembleia da República. «Foram os
dois principais subscritores da
nossa subida a vila», transmitiu
Júlio Oliveira.
Em dia de celebração, Manuel
Queiró deu os «parabéns à Tocha e às gentes da Tocha», optando por desvalorizar o papel
que teve. «Se quisessem personalizar em alguém, tinha de ser
no Júlio, que foi a alma da freguesia nos últimos anos», expressou o antigo deputado,
realçando que «a Tocha era o
farol da rebeldia».
Manuel Queiró emocionouse quando recordou Francisco
Lucas Pires, que, disse, «adoptou a Tocha», antes de lembrar
o «companheiro de luta» Horácio Marçal. «ATocha ficou no
mapa. A Tocha, hoje, é uma pequena pátria. É um orgulho em
si mesma», expressou o antigo
deputado da Assembleia da República.
Na sessão comemorativa,
João Moura destacou a «significativa celebração», valori-
zando o «reconhecimento institucional de um estatuto». O
presidente do município de
Cantanhede elogiou a «energia
colectiva que une os que aqui
têm raízes», antes mesmo de
realçar que «a Tocha é um
grande exemplo como a história do poder local deve muito
aos cidadãos».
O autarca aproveitou a ocasião para, de entre os homenageados, «destacar uma pessoa:
Júlio Oliveira, que está há várias
décadas dedicado à causa pública». «Não podemos esquecer
ninguém que no seu quotidiano
constrói a sua vida e a sua comunidade», reforçou João
Moura, realçando o facto da elevação a vila ter «acentuado o
progresso da freguesia».
A elevação da Tocha à categoria de vila foi aprovada a 9
de Julho de 1985. Ontem, Fernando Pais Alves fez uma resenha evolutiva da freguesia da
Tocha, com o actual presidente
da Junta de Freguesia a assumir o «engrandecimento» da
vila. «Com esta força, a nossa
chama nunca se apagará», concretizou.|

Documentos relacionados