Texto Bomba atômica

Сomentários

Transcrição

Texto Bomba atômica
Bomba Atômica
Bomba:
Projétil de forma oca, carregado de matéria explosiva, incendiária,
química ou iluminaria; lançado antigamente por canhões, morteiros de
trincheiras (1ª Guerra Mundial). Hoje exclusivamente por Aviões.
Obs.: As bombas aéreas são compostas de um corpo de paredes pouco
espessas, estabilizador e cápsula detonante.
Bomba Atômica:
O princípio da bomba atômica é o da pilha atômica; a única diferença
consiste na velocidade da reação nuclear. Usa-se Urânio 235 ou o Plutônio,
procurando-se evitar as impurezas suscetíveis de retardar os nêutrons. Para
que a reação em cadeia possa se desenvolver, é preciso que a massa da
matéria físsil ultrapasse um valor “critico”, a fim de que as perdas de nêutrons
pela superfície exterior sejam suficientemente pequenas. A bomba pode ser
concebida com formada também de diversos elementos, individualmente
menores que o volume critico que reunidos dão um volume superior.
Fissão Nuclear:
•
•
Divisão de um núcleo atômico pesado, geralmente em duas partes
( produtos de fissão), com liberação de energia de nêutrons.
Um núcleo de urânio, bombardeado por nêutrons lentos, se rompe
produzindo dois elementos de massa média. Diversos nêutrons (dois ou
ter em média) são emitidos e uma grande quantidade de energia
liberada. Esses nêutrons emitidos são capazes de induzir novas fissões
estabelecendo uma reação em cadeia no seio de uma massa de urânio
em quantidade bem definida. Todos os núcleos dos elementos pesados,
a partir do tório, podem experimentar a fissão.
A fissão de todos os núcleos de 1 grama de urânio libera 25000 kWh, isto é,
tanta energia quanto a combustão de 3 toneladas de carvão.
Bomba Atômica
Histórico:
No dia 6 de Agosto de 1945, ao final da Segunda Guerra Mundial, a
primeira bomba atômica feita pelo homem, chamada de “Little Boy”, e usada
contra a própria humanidade, explodiu na cidade japonesa de Hiroshima pela
força aérea americana, matando mais de 80 mil habitantes. Ela destruiu tudo o
que encontrava num raio de dois quilômetros e meio, devastando vegetação e
estrutura da cidade. Não satisfeitos com tamanha atrocidade, três dias depois a
segunda bomba, denominada de “Fat Man”, caiu sobre a cidade de Nagasaki,
matando mais de 20 mil pessoas. Ela era mais potente, porém teve um efeito
menos devastador comparado ao de Hiroshima. As bombas explodiram nos
centros das cidades e pulverizaram escolas, escritórios, prisões, lares, igrejas e
hospitais. No centro do ataque, tudo virou pó, não havia cadáveres. A
radioatividade se espalhou provocando chuvas ácidas, causando a
contaminação da região, incluindo lagos, rios, plantações. Os sobreviventes
foram atendidos dias depois, o que ocasionou a morte lenta e agonizante de
muitos. Até os dias de hoje os descendentes dos habitantes afetados sofrem os
efeitos da radioatividade.
Consequências:




Hiroshima:
400.000 habitantes;
90% da cidade destruída pela 1ª bomba atômica lançada sobre o Japão
em 1945 no dia 6 de agosto;
80.000 mortos;
130.000 feridos.
Nagasaki:
 430.000 habitantes;
 Destruída pela 2ª bomba atômica lançada sobre o Japão em 1945 no dia
9 de agosto;
 20.000 mortos;
 50.000 feridos.

Documentos relacionados

A história do surgimento da bomba atômica

A história do surgimento da bomba atômica capacidade para gerar grandes quantidades de energia e que, se ela ocorresse de forma descontrolada, em uma fração de segundos a liberação de energia seria gigantesca, provocando dessa forma uma ex...

Leia mais

FISSÃO NUCLEAR: UM ESTUDO A PARTIR DA BOMBA ATÔMICA

FISSÃO NUCLEAR: UM ESTUDO A PARTIR DA BOMBA ATÔMICA Pouco antes das 8 horas da manhã, toca a sirene avisando sobre a presença de aviação inimiga. O alerta era tão corriqueiro que pouca gente correu para os abrigos antiaéreos. A sirene parou. Às 8:15...

Leia mais