GINCANA TRIGONOMETRIA APLICADA – GTA

Сomentários

Transcrição

GINCANA TRIGONOMETRIA APLICADA – GTA
GINCANA TRIGONOMETRIA APLICADA – GTA
¹Soliana Nunes Medeiros (UFCG/CES), ²Roberia Sousa Santos (UFCG/CES), ³Wellisson Gomes Casado (UFCG/CES), 4Maria
Aparecida Dantas (UFCG/CES), 5Alecxandro Alves Vieira (UFCG/CES).
¹Bolsista, e-mail: [email protected]; ²Bolsista, e-mail: [email protected]; ³Bolsista, e-mail:
[email protected]; 4Supervisor da Escola Orlando Venâncio: [email protected]; 5Coordenador do Subprojeto do PIBID
Matemática UFCG/CES, e-mail: [email protected];
INTRODUÇÃO
I) Construção do Círculo Trigonométrico: O desafio
O Subprojeto PIBID de Matemática do CES/UFCG, por meio de sua equipe atuante
consistiu em construir um círculo trigonométrico com 1
na escola Orlando Venâncio dos Santos, Cuité-PB, mostra através deste trabalho, a
m de raio. O espaço apropriado para realização desta
relevância de se trabalhar a matemática de forma lúdica, utilizando-se de materiais
atividade foi o campo da escola, onde os alunos
concretos e envolvendo situações voltadas ao senso comum.
dispuseram de barbante e pregos, os quais foram
As ações pedagógicas aqui descritas, foram desenvolvidas por meio de uma gincana
voltada ao Ensino de Trigonometria, colocando em disputa as duas turmas do segundo ano
utilizados
em
substituição
aos
convencionais de régua e compasso (figura 01).
do ensino médio da escola parceira. Todos os desafios foram pensados para serem
realizados no ambiente extraclasse e com o intuito dos alunos competirem saudavelmente
entre si, mostrando suas habilidades e domínio do conteúdo. Dentre os temas abordados
na gincana, destacamos: a Construção do Círculo Trigonométrico, o Teorema de
Pitágoras, o Teorema de Tales, Seno e Cosseno e as Relações Métricas nos Triângulos.
Figura 01: ciclo trigonométrico
II) Aplicação do Teorema de Pitágoras: Os alunos deveriam calcular medidas de
comprimento e altura aplicando o Teorema de Pitágoras. O espaço apropriado para
realização desta atividade foi o pátio da escola, onde os alunos dispuseram de fita
métrica, barbante e pregos, os quais foram utilizado em substituição aos instrumentos
convencionais de régua, transferidor e compasso.
OBJETIVOS
III)
Aplicação do Teorema de Tales: Os
alunos foram levados a pensar sobre a
OBJETIVO GERAL: Oportunizar aos alunos a apropriação do conhecimento de
utilização do teorema de tales. E como desafio,
trigonometria, criando um elo entre a teoria e prática;
tiveram que calcular suas alturas por meio de
OBJETIVOS ESPECÍFICOS:
•
instrumentos
sua sombra projetada no piso (figura 02).
Estimular o trabalho em equipe;
• Verificar as dificuldades que os alunos possuem com relação à Trigonometria;
Figura 02: aplicação teorema de tales
• Estimular o aluno a pensar e desenvolver o raciocínio lógico frente aos problemas
IV) Aplicação das leis trigonométricas de um triângulo: Seno e Cosseno - Os
propostos;
• Verificar a eficácia da metodologia de ensino de trigonometria por meio das oficinas
alunos dispunham de uma ficha contendo os desafios e tabela contendo os ângulos, os
mesmos deveriam agir de forma condizente a atividade aplicando a definição de seno e
realizadas;
cosseno de maneira correta.
METODOLOGIA
V) Relações Métricas nos Triângulos: A atividade consistiu em utilizar o jogo tangram
A partir da compreensão de que não há sentido em aprender diversos conceitos
matemáticos sem que exista uma compreensão da aplicação destes conceitos, mesmo que
para calcular as áreas e as medidas dos ângulos internos das figuras planas que
compõem o tangram.
em situações hipotéticas, realizamos uma gincana voltada ao Ensino de Trigonometria e
RESULTADOS E DISCUSSÃO
Geometria, colocando em disputa as duas turmas do segundo ano ensino médio (Turma A
e Turma B) que são lecionadas pela professora supervisora. Para isso, foi proposto a
Os alunos se mostraram primeiramente curiosos com os desafios propostos visto que
divisão de cada uma das duas turmas, por meio de sorteio, em cinco equipes destinadas a
se envolveram muito nas atividades. As atividades foram realizadas sem que as equipes
realizar cinco desafios.
se distraíssem ou se dispersarem durante toda realização da mesma, seguindo fielmente a
Os membros de cada equipe, responsáveis por um determinado tema, tiveram que
proposta apresentada. Com criatividade, todas as equipes conseguiram expressar de
mostrar suas habilidades no manuseio dos recursos disponíveis, desenvolver um bom
maneiras distintas o resultado procurado. Entretanto, entendemos que a atuação do
trabalho de equipe e demonstrar domínio dos conteúdos matemáticos necessários. Os
professor não deve limitar-se a este tipo de atividade, mas devem ser buscadas novas
desafios foram os seguintes:
metodologias que se adequem ao perfil dos alunos e ao conteúdo estudado.
CONCLUSÃO
A partir de uma avaliação quantitativa e qualitativa do desempenho das equipes perante a realização da gincana, foi possível observar que a atividade aumentou a motivação e a interação
entre as turmas, despertando a curiosidade de seus agentes pela matemática. Dessa maneira, entende-se que o trabalho tem boa aplicabilidade e pode ser utilizado nas aulas.
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
DANTE, Luis Ribeiro. Matemática Vol. Único: Livro do Professor. 1ª Edição. São Paulo: Ática, 2005.
DOLCE, Osvaldo. POMPEO, José Nicolau. Fundamentos de Matemática Elementar 9: geometria plana. 8ª ed. São Paulo: Atual, 2005
OLIVEIRA, Juliane Amaral de. Teorema de Pitágoras. Monografia. Minas Gerais, 2008.
SOUZA, Joamir Roberto de. Novo Olhar Matemática. Vol. 2. 1ª Ed. Editora FTD, São Paulo, 2010.