FORMATAÇÃO teste

Сomentários

Transcrição

FORMATAÇÃO teste
Relação da mídia impressa com a publicidade e propaganda
O primeiro cartaz publicitário de que há conhecimento foi impresso em 1482 e
anunciava uma procissão em honra à Maria, mãe de Jesus, em Reims, na França.
Outra relação bastante interessante é a proporcionalidade da proliferação dos
livros à forma de vendê-los através da publicidade. Os catálogos de livros do
século (XVI), feitos pelos editores, passaram a atuar como peça de informação e
venda, contendo não apenas os títulos, mas valores dos exemplares. Na Itália, o
primeiro catálogo de preços de livros data de 1541.
As Feiras de Livros em Frankfurt e Leipzig, na Alemanha, possibilitaram não
apenas alavancar as vendas de livros, mas tornar autores e obras
internacionalmente conhecidos, estabelecendo uma estratégia do que chamamos
hoje de promoção de vendas e merchandising. A utilização do próprio livro para
vender/propagar outros títulos foi uma prática comum da época, sobretudo nas
páginas iniciais e finais.
O desenvolvimento da publicidade seguiu com mais força e visibilidade nos
séculos seguintes, graças aos avanços não apenas tecnológicos, mas da relação
entre leitor e mercado (consumidor/anunciante).
Justamente por isso, anunciantes perceberam que os jornais, por atingir um
número elevado de leitores, poderiam se tornar espaços eficazes de negociação,
com a propagação da oferta de produtos e serviços. O primeiro anúncio
publicitário na imprensa foi veiculado no jornal Mercurius Britanicus (1625) e
anunciava um livro. Enquanto que na França, por volta de 1631, Thèophraste
Renaudot cria na sua gazeta uma pequena seção de anúncios, resultando numa
significativa fonte de renda para o jornal.
A primeira agência de publicidade foi criada em 1841, por Volney B. Palmer, para
atender anunciantes da Filadélfia e Boston, nos Estados Unidos. E a primeira
1/2
campanha publicitária foi planejada por John Wanamaker, para uma marca de
roupas masculinas, também na Filadélfia.
2/3