Pictures

Сomentários

Transcrição

Pictures
APRESENTAÇÃO
5
PRÉMIO DO
PÚBLICO -TV5 MONDE
6
APRESENTAÇÃO
L’amour est un crime parfait Attila Marcel Au bonheur des ogres
Brooklyn
Camping à la ferme Les Combattants
Comme un lion La Cour de Babel Eastern Boys
Elle l’adore
Gemma Bovery
Hope
Libre et assoupi Né quelque part Sous X
New Territories
Pas son genre Les Profs Run
Sur le chemin de l’école
Tristesse Club
Les vacances du petit Nicolas
Vandal
10
12
14
15
16
17
18
21
22
24
26
28
30
33
34
35
36
38
39
41
42
44
46
ANIMAÇÃO
Ma petite planète chérie
Les 4 saisons de Léon Ma maman est en Amérique,
elle a recontré Buffalo Bill
Le Père Frimas
Mia et le Migou L’œil du loup
La prophétie des grenouilles Une vie de chat
PADRINHOS
E CONVIDADOS
Padrinhos
MOVIMENTO DANSAPARTE Convidados
Anne Fontaine
Pascal Tessaud
Nicolas Pagnol
Philippe Godeau
Fabianny Deschamps
Jean-Pierre Sinapi
61
62
63
64
65
66
67
FESTA NA ALDEIA
69
HOMENAGEM
ALAIN RESNAIS
Biografia de Alain Resnais Aimer, boire et chanter
Vous n'avez encore rien vu
71
72
73
HOMENAGEM
MARCEL PAGNOL
Apresentação de Marcel Pagnol Le Schpountz
Naïs
Lettres de mon moulin Topaze
74
75
76
77
78
INFORMAÇÕES ÚTEIS
49
50
51
52
53
54
55
56
80-85
programa sujeito a alterações
consultar www.festadocinemafrances.com
ou facebook.com/festadocinemafrances
15ª Festa do Cinema Francês
3
Organizada pela Embaixada de França, o Institut Français du Portugal e a rede das Alliances Françaises em Portugal, a Festa
do Cinema Francês festeja este ano o seu 15° aniversário. Ultrapassou-se mais uma etapa. A Festa cresceu. Expandiu-se.
Tendo estado no ano passado em sete cidades do país, este ano serão perto de vinte as nossas anfitriãs. E até em algumas
das aldeias do Norte, já que a novidade desta edição é a FESTA NA ALDEIA numa dúzia de locais onde filmes franceses
serão projectados num ecrã insuflável. O cinema é mágico. Vai a todo o lado. Engrandece para sempre os nossos
espíritos.
Quem, de entre nós, não tem gravado na memória um filme da sua infância?
Esta FESTA é a vitrina cultural francesa com maior visibilidade e a mais conhecida dos nossos amigos portugueses.
Aplaudida desde há 15 anos desejamos este ano fazer uma FESTA à imagem de França: um país em movimento, que
muda e que inova; a França que amamos, a França da diversidade, da hospitalidade, da convivialidade e da proximidade
do outro. É nesta perspectiva, que foram escolhidos os filmes programados para Outubro e Novembro.
A edição 2014 será rica em qualidade, em diversidade e em quantidade. Com mais de 20 ante-estreias, uma homenagem
a Alain Resnais, um ciclo dedicado a Marcel Pagnol, filmes de animação, convidados, realizadores, produtores e surpresas
muitas para este aniversário…
Agradeço muito sinceramente os mecenas desta décima quinta FESTA pelo empenhamento e pelo apoio a esta
bela iniciativa. Sim o cinema é mágico e a FESTA será, desde a primeira noite – a 2 de Outubro no Cinema São
Jorge de Lisboa - um grande momento de pura emoção, humor, alegria, encontros e intercâmbios.
É isto a França. Viva o cinema e viva a amizade franco-portuguesa.
Jean-François Blarel
Embaixador de França em Portugal
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
15ª Festa do Cinema Francês
5
5
filme legendado em português
6
15ª Festa do Cinema Francês
Vamos de novo a votos!
O prémio do público, atribuído pelos espectadores da Festa do Cinema Francês
aos filmes com distribuição garantida em Portugal, tem tido, anualmente, uma forte
adesão. Estão a concurso os filmes em Antestreia cujos direitos já foram adquiridos
por distribuidores portugueses.
O Prémio no valor de 2500€ é oferecido pela TV5 Monde e é destinado ao apoio à
promoção e divulgação do filme vencedor. O seu filme preferido precisa de si!
A concurso:
L'amour est un crime parfait de Arnaud et Jean-Marie Larrieu (NOS)
Au bonheur des ogres de Nicolas Bary (NOS)
Elle l'adore de Jeanne Herry (NOS)
Né quelque part de Mohamed Hamidi (LEGENDMAIN FILMES)
Les profs de Pierre-François Partin-Laval (NOS)
Sur le chemin de l'école de Pascal Plisson (NOS)
Les vacances du petit Nicolas de Laurent Tirard (NOS)
Attila Marcel de Sylvain Chomet (NOS)
Les combattants de Thomas Cailley (FILMS4YOU)
Aimer, boire et chanter de Alain Resnais (ALAMBIQUE)
Vous n’avez encore rien vu de Alain Resnais (MIDAS)
Modalidades de votação: no local depois das projeções ou www.festadocinemafrances.com
6
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
7
filme legendado em português
8
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
9
EST UN CRIME PARFAIT
Arnaud Larrieu, Jean-Marie Larrieu | 2014 | Thriler | 1h51 | M12
SINOPSE
Professor de literatura na Universidade de Lausanne, Marc tem a reputação de coleccionar aventuras amorosas com as suas alunas. Alguns dias depois do desaparecimento da
mais brilhante das estudantes, a última das suas conquistas, encontra Ana que procura
compreender o que aconteceu com a bela jovem desaparecida...
OS REALIZADORES
A partir de meados dos anos 80, os irmãos Larrieu realizam numerosas curtas-metragens como Les Baigneurs (1991), Bernard ou Les Apparitions (1993). Demoram dois anos
a aperfeiçoar o argumento da primeira longa-metragem: Fin d’été (1999). Em 2000 dirigem Mathieu Amalric em La Brèche de Roland e depois Un homme, un vrai. Os dois realizadores partem depois para os Alpes para filmar Peindre ou faire l'amour. Beneficiando
de um elenco particularmente interessante (Daniel Auteuil et Sabine Azéma), este filme
foi apresentado em competição no Festival de Cannes em 2005. Três anos mais tarde
voltam ao território de eleição para filmar um filme cheio de imprevistos e de fantasia, novamente com Sabine Azéma e Jean-Pierre Darrousin.
CRÍTICAS
"Com uma intriga astuciosamente perversa e um argumento sofisticado, os irmãos
Larrieu conseguem um sucesso com este policial erótico-literário original.
Le Figaroscope
COM: Mathieu Amalric, Karin Viard, Maïwenn,
Sara Forestier, Denis Podalydès, Marion Duval
PRODUÇÃO: Arena Films
ARGUMENTO: Philippe Djian
FOTOGRAFIA: Guillaume Deffontaines
MONTAGEM: Annette Dutertre
SOM: Olivier Mauvezin, Béatice Wick, Luc Thomas
DISTRIBUIDOR: Gaumont Distribution
ORIGEM: França
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: NOS
ESTREIA EM FRANÇA: 15/01/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival International du Film de Münich
2014 - Festival Varilux de Cinéma Français au Brésil
2014 - Rendez-Vous With French Cinema à New York
filme legendado em português
10
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
11
MARCEL
Sylvain Chomet | 2013 | Comédia | 1h46 | M12
SINOPSE
Paulo, trintão, vive no seu apartamento parisiense com as tias, duas idosas
aristocratas que o educaram desde bebé e que sonham vê-lo transformar-se
num exímio pianista. A sua vida resume-se a uma rotina quotidiana, entre o
piano da sala e a aula de dança das suas tias onde trabalha como acompanhante. Isolado do resto do mundo, Paul envelhece sem nunca ter realmente
vivido… Até ao dia em que encontra a senhora Proust, a sua vizinha do 4°
andar, uma mulher excêntrica. Com ela, Paul vai finalmente viver a sua vida.
O REALIZADOR
Desenhador de banda-desenhada, Sylvain Chomet realiza a sua primeira
curta- metragem La Vieille Dame et les pigeons em 1996 e é nomeado para
os César e para o Óscar da melhor curta-metragem de animação em 1998.
A sua primeira longa-metragem de animação, Les Triplettes de Belleville,
foi apresentada na selecção fora de competição em Cannes em 2003. Em
2005, Sylvain Chomet participa no filme colectivo Paris je t’aime, onde dirige
a actriz Yolande Moreau. Depois volta à sua área de eleição e adapta o script
inacabado de Jacques Tati, L’illusionniste. O filme ganha o César do Melhor
Filme de animação em 2011.
CRITICAS
“No papel de Paul, Guillaume Gouix consegue uma composição minimalista
e gráfica: um espantoso toque à Sempé.”
Guillemette Odicino, Télérama
COM: Guillaume Gouix, Anne Le Ny, Bernadette
Lafont, Hélène Vincent, Luis Rego, Fanny Touron
PRODUÇÃO: Eurowide Film Production
ARGUMENTO: Sylvain Chomet
FOTOGRAFIA: Antoine Roch
MONTAGEM: Simon Jacquet
SOM: Jean-Paul Mugel
DISTRIBUIDOR: Pathé Distribution
ORIGEM: França
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: NOS
ESTREIA EM FRANÇA: 30/10/2013
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival du Film d’Istanbul
2014 - Festival international de Hong Kong
2014 - Festival du film français de Richmond
2014 - Rendez-vous avec le nouveau Cinéma
français à Rome
“Vindo do cinema de animação, Sylvain Chomet consegue um grande êxito com
a sua longa-metragem, comédia doce-amarga sobre a infância perdida”.
Stéphane Dreyfus, La Croix
filme legendado em português
12
15ª Festa do Cinema Francês
DES OGRES
Nicolas Bary | 2013 | Comédia | 1h32 | M12
SINOPSE
Na tribo dos Malaussène, há algo de curioso, de estranho, de anormal diriam certas
pessoas. Mas vendo bem de perto, é a felicidade que reina nesta família alegremente
desorganizada cuja mãe, de paixão em paixão, se dispersou na escolha dos pais das
suas crianças. Para Benjamim Malaussène, irmão mais velho, responsável por esta
família, a vida é tudo menos monótona. E quando os incidentes surgem por onde ele
passa, chamando a si os olhares suspeitos da polícia e dos seus colegas de trabalho,
torna-se rapidamente urgente para ele saber porquê, como e sobretudo quem é
que pode estar contra ele e desta forma? Benjamin Malussène vai ter de fazer o seu
próprio inquérito ao lado de uma jornalista determinada, conhecida como a “Tia Júlia”
para encontrar as respostas que procura.
O REALIZADOR
Nicolas Bary autoproduziu (sobretudo graças ao seu trabalho como publicitário) as suas
duas primeiras curtas-metragens profissionais: Fragile em 2003 e Before...em 2004.
Esta última serve de projecto-piloto para a sua primeira longa-metragem Les Enfants de
Timpelbach. Em 2005 a terceira curta-metragem Judas. Trabalha ainda na adaptação
da banda desenhada Soda. Em 2008 co-funda uma sociedade de produção: Les Partenaires. Au bonheur des ogres é a sua segunda longa-metragem, adaptação do romance
homónimo de Daniel Pennac.
COM: Raphaël Personnaz, Bérénice Bejo,
Guillaume De Tonquédec, Emir Kusturica,
Thierry Neuvic, Mélanie Bernier
PRODUÇÃO: Chapter 2, Pathé Films
ARGUMENTO: Nicolas Bary / Jérôme Fansten
A partir de uma obra de Daniel Pennac
FOTOGRAFIA: Patrick Duroux
MONTAGEM: Véronique Lange
SOM: Arnaud Julien, Nicolas Tran Trong, Nicolas
Leroy, Charles Autrand, Michel Schillings
ORIGEM: França
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: NOS
ESTREIA EM FRANÇA: 15/01/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Rendez-vous du cinéma français à Paris
2013 - Festival International du Film de Rome
2013 - Festival du Film Français d’Helvétie - Bienne
CRÍTICAS
“Um templo construído em honra de Pennac, que finalmente conhece sua consagração no cinema com uma adaptação que convoca toda a magia e fantasia do autor
com os meios de uma produção francesa opulenta (...).
Frédéric Mignard, aVoir-aLire.com
O resultado (...) testemunha um incontestável saber-fazer e permite aos actores divertirem-se com as personagens que nele desempenham.
Olivier De Bruyn de Positif
14
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
Pascal Tessaud | 2014 | Drama | 1h23 | M12
SINOPSE
Coralie evade-se da sua Suíça natal e vai para Paris tentar a sua sorte no rap.
Entretanto, encontra um lugar de cozinheira numa associação musical em
Saint-Denis. É lá que trava conhecimento com Issa, uma estrela em ascenção...
COM: KT Gorique , Rafal Uchiwa, Ysmahane Yagini
PRODUÇÃO: Les Enfants de la Dalle
ARGUMENTO: Pascal Tessaud
O REALIZADOR
Pascal Tessaud é realizador, ator,argumentista, produtor e também figurinista.
Realizou também City of Light ( 2012), Faciès (2008) (2007), L’été de Noura
(2005) e Les Noctambules (2003). Apoiante e defensor de uma cultura popular
digna, interventiva e tenaz, depois do documentário que realizou sobre o Slam,
Tessaud aborda o rap em Brooklyn, o seu mais recente filme.
FOTOGRAFIA: Pierre Aïm
MONTAGEM: Nicolas Milteau Amandine
Normand
SOM: Alexandre Abrard
MÚSICA: Khulibai Calogero Di Benedetto,
DJ Dusty
ORIGEM: França
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - ACID, Cannes
2014 - Paris Hip-Hop Festival
2014 - Trinidad e Tobago Film Festival
2014 - Francophone Film Festival de
Tuebingen - Stuttgart, Alemanha
2014 - Cinébanlieue Festival de Saint Denis
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
15
À LA FERMME
Jean-Pierre Sinapi | 2005 | Ficção | 1h32 | M6
SINOPSE
Seis jovens problemáticos dos arredores de Paris chegam à província,
acompanhados pelo educador. Devem mostrar a sua boa vontade e efectuar
trabalhos de interesse público impostos pela juíza efervescente que ao atribuir
as penas lhes dá uma última oportunidade. Entre o telemóvel colado à orelha
de um, o pit-bull do outro ou ainda as orações muçulmanas do terceiro, estes
adolescentes vão transformar a vida tranquila desta pequena localidade.
COM: Roschdy Zem, Rafik Ben Mebarek,
Jean-Noël Cridlig-Veneziano, Hassan Ouled-Bouarif
PRODUÇÃO: Pan-Européenne
ARGUMENTO: Azouz Begag / Jean-Pierre
Sinapi / Daniel Tonachella
FOTOGRAFIA: Pierre Aïm
O REALIZADOR
Jean-Pierre Sinai trabalha como argumentista para a televisão e assina algumas
sagas de grande sucesso como La Vallée des espoirs de Jean-Pierre Marchand
(1984/1985) e La Rivière espérance de Josée Dayan (1994). Passa à realização
em 1996 com o telefilme Un arbre dans la tête. Em 2003 surge a segunda longametragem: Vivre me tue adaptado do livro homónimo de Paul Smail sobre
as dificuldades de um jovem diplomado de origem marroquina em encontrar
trabalho. Reúne entretanto Roschdy Zem e Julie Gayet em Camping à la ferme.
MONTAGEM: Catherine Schwartz
SOM: Jean-Michel Chauvet
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 29/06/2005
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2005 - Festival des films du monde de Montréal
CRÍTICAS
“Jean-Pierre Sinapi assina uma simpática comédia social, bem calorosa. Roschdy
Zem pedagogo charmoso, faz astuciosamente a ligação entre os ratos das cidades
e os ratos do campo.”
Marie-Noëlle Tranchant, Le Figaroscope
filme legendado em português
16
15ª Festa do Cinema Francês
COMBATTANTS
Thomas Cailley | 2014 | Drama | 1h38 | M12
SINOPSE
Entre os seus amigos e a empresa familiar, o Verão de Arnaud anuncia-se tranquilo…
Tranquilo até ao encontro com Madeleine, tão bonita quanto fria, um conjunto
de músculos em tensão e de profecias catastróficas. Ele não espera nada, ela
prepara-se para o pior. Até onde Arnaud a deve seguir já que ela nada lhe pede?
Uma história de amor. Ou uma história de sobrevivência. Ou as duas.
COM: Adèle Haenel, Kevin Azaïs, William
Lebghil, Brigitte Roüan, Frederic Pellegeay
PRODUÇÃO: Nord-Ouest Films
ARGUMENTO: Thomas Cailley / Claude Le Pape
FOTOGRAFIA: David Cailley
O REALIZADOR
Depois de ter estudado ciências políticas, Thomas Cailley entrou na Fémis, no
departamento de Argumentos. Realiza de seguida Paris-Shanghaï, curta-metragem
premiada em numerosos festivais. Les Combattants é a sua primeira longa-metragem.
CRÍTICAS
“Uma comédia tão romântica quanto divertida.”
Télérama
“Uma bela surpresa (...) revelando o actor Kevin Azaïs (que já tínhamos visto em
“Je fais le mort”), confirma igualmente o potencial da talentosa Adèle Haenel
que, com toda a legitimidade, foi premiada com um César e assume neste
filme um registo cómico com uma naturalidade e facilidade desconcertantes.”
Thomas Perillon, Le Nouvel Observateur
MONTAGEM: Lilian Corbeille
SOM: Jean-Luc Audy
ORIGEM: França
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: Films4you
ESTREIA EM FRANÇA: 20/08/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Quinzaine des Réalisateurs - France
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
17
UN LION
Samuel Collardey | 2012 | Drama | 1h42 | M6
SINOPSE
O Mitri tem 15 anos e vive numa aldeia no Senegal. Como todos os jovens
da sua idade, joga futebol e sonha com o Barça e o Chelsea. Quando
um olheiro o descobre, Mitri acredita na sua sorte. Mas para sair à conquista
dos grandes clubes europeus, é necessário dinheiro. A família dá o que
pode e endivida-se para o ajudar. Chegado a Paris tudo se desmorona: Mitri
encontra-se abandonado sem dinheiro e nem quer imaginar enfrentar
a vergonha do regresso à aldeia. Começa então uma odisseia do “desenrasca”.
Mas o seu sonho de ser futebolista surge inesperadamente num novo
encontro.
O REALIZADOR
O filme Du soleil en hiver recebe numerosos prémios dos quais o prémio SACD
na Quinzaine des Réalisateurs do Festival de Cannes e o prémio especial
do Jury em Clermont-Ferrand. Em 2008 surge a primeira longa-metragem
l’Apprenti. Um documentário-ficção que faz o retrato de um jovem
aprendiz numa quinta do Haut-Doubs. O filme recebe o prémio da semana,
da crítica em Veneza, e o prémio Louis-Delluc do melhor primeiro filme.
Comme un lion é a sua segunda longa-metragem.
COM: Marc Barbé, Mytri Attal, Anne Coesens,
Marc Berman, Jean-François Stévenin
PRODUÇÃO: Geko Films
ARGUMENTO: Catherine Paillé / Nadège
Trebal / Samuel Collardey
FOTOGRAFIA: Charles Wilhelem, Samuel
Collardey, Stéphane Raymond
MONTAGEM: Sylvie Lager
SOM: Vincent Verdoux, Julien Roig
DISTRIBUIDOR: Pyramide Distribution
ESTREIA EM FRANÇA: 09/01/2013
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2012 - Festival International du Film de Marrakech
2014 - Lumières de la presse étrangère - Paris
CRÍTICAS
“Entre ficção e documentário, Samuel Collardey filma com um grande
rigor, uma história de sucesso realista e inteligente. ”
Sandrine Marques, Le Monde
filme legendado em português
18
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
20
15ª Festa do Cinema Francês
DE BABEL
Julie Bertuccelli | 2014 | Documentário | 1h29 | M6
SINOPSE
São irlandeses, sérvios, brasileiros, tunisinos, chineses ou senegaleses e acabam
de chegar a França….Durante um ano, Julie Bertucelli filmou os intercâmbios, os conflitos e as alegrias deste grupo de alunos com idades entre os 11 e 15 anos, todos reunidos
numa mesma sala de aula para aprender francês. Neste pequeno teatro do mundo
exprime-se a inocência, a energia e as contradições destes adolescentes que, animados
pela mesma vontade de mudar de vida, põem em causa muitas das ideias “feitas” sobre
a juventude e a integração fazendo-nos acreditar no futuro...
A REALIZADORA
Filha de Jean-Louis Bertuccelli, Julie Bertuccelli começa a sua carreira como assistente
de realização junto de realizadores de prestígio tais como Otar Iosseliani, Rithy Panh,
Emmanuel Finkiel, Krzysztof Kieslowski (Trois couleurs - Bleu) ou Bertrand Tavernier
(L' Appât). Seguidamente realiza vários documentários e longas-metragens. Em 2003
com Depuis qu'Otar est parti, traça o retrato de três gerações “oriundas da Geórgia” para
dele fazer uma fotografia da vida no Cáucaso de hoje. Grande prémio de “Semaine de
la Critique à Cannes”, o filme é premiado com o César do melhor filme em 2004. A
cineasta volta alguns anos mais tarde e realiza L’Arbre com Charlotte Gainsbourg, uma
história de família agitada por uma árvore “incarnada”.
PRODUÇÃO: Les Films du Poisson , Sampek
Productions
ARGUMENTO: Julie Bertuccelli
FOTOGRAFIA: Julie Bertuccelli
MONTAGEM: Josiane Zardoya
SOM: Jean-Michel Chauvet
DISTRIBUIDOR: Pyramide Distribution
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 12/03/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival du film français au Japon
2014 - Festival international du film de San
Francisco
CRÍTICAS
“Vêem do mundo inteiro para aprender francês num liceu parisiense. Este bonito documentário conta-nos a sua integração, as suas dúvidas e as suas esperanças.”
Pierre Vavasseur, LE PARISIEN
“Uma lição de vida e de liberdade para o espectador.”
Marie-Noëlle Tranchant, Le Figaroscope
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
21
BOYS
Robin Campillo | 2014 | Drama | 2h08 | M12
SINOPSE
Daniel aborda Marek numa estação de comboios em Paris onde este
passa o tempo com os seus amigos. Daniel propõe-lhe um encontro
na sua casa. No dia seguinte, no momento em que Daniel abre a porta
do seu apartamento, está longe de imaginar a armadilha na qual está
prestes a cair e que lhe vai mudar a vida.
O REALIZADOR
Robin Campillo, produtor, argumentista e realizador. Com Laurent Cantet,
co-escreveu e produziu L’Emploi du Temps (2001), Vers le Sud (2005)
e Palma de Ouro do Festival de Cannes em 2008, Entre les murs.
CRÍTICAS
“Eastern Boys situações embaraçosas e de desconforto extremas onde
os personagens se exprimem apenas através de silêncios ensurdecedores,
de jogos de olhares determinantes (…). Um filme único e bem acima da média.”
Le Journal du Dimanche
COM: Olivier Rabourdin, Kirikk Emelyanov,
Daniil Vorobjev, Edea Darcque, Camila
Chanirova, Beka Markozashvili, Bislan
Yakhiaev, Mohamed Doukouzov, Aitor Bourgade
PRODUÇÃO: Les Films de Pierre
ARGUMENTO: Robin Campilho
FOTOGRAFIA: Sophie Audier
MONTAGEM: Robin Campilho
SOM: Jeanne Lapoirie
DISTRIBUIDOR: Sophie Dulac Distribution
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 02/04/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Mostra internationale de cinéma
de Vénise - ITALIA
filme legendado em português
22
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
23
L’ADORE
Jeanne Herry | 2014 | Comédia | 1h44 | M12
SINOPSE
Muriel é esteticista. Mas acima de tudo é fã. É a maior admiradora francesa
de Vincent Lacroix, um cantor popular no topo da carreira. Naquela noite, Muriel,
atónita, encantada abre a porta ao seu ídolo. Vincent Lacroix solicita a sua
ajuda para se livrar de uma encomenda incómoda: o corpo de uma mulher
que tem escondido na bagageira do seu carro. E mais ainda ela não pode
colocar qualquer questão. Sem hesitação, Muriel aceita. Naquela noite, Muriel
abriu a porta ao seu ídolo. Naquela noite, os problemas começaram.
A REALIZADORA
Jeanne Herry - principais filmes : Marcher (2009), La route, la nuit (2007),
Gabrielle (2004) – curiosidade : filha de Miou-Miou e de Julien Clerc.
COM: Sandrine Kiberlain, Laurent Lafitte,
Pascal Demolon, Benjamin Lavernhe, Nicolas
Berger-Vachon, Emilie Gavois-Kahn
PRODUÇÃO: Les Productions du Trésor
ARGUMENTO: Jeanne Herry
DISTRIBUIDOR: Studiocanal
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 24/09/2014
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: NOS
filme legendado em português
24
15ª Festa do Cinema Francês
BOVERY
Anne Fontaine | 2014 | Comédia | 1h39 | M12
SINOPSE
Martin é um “ex-bobo” parisiense (pessoa da esquerda caviar-ecologista) que se tornou
mais ou menos voluntariamente padeiro numa aldeia da Normandia. Das suas
ambições de juventude, resta-lhe uma forte capacidade de imaginação, e uma
verdadeira paixão pela literatura, em particular por Gustave Flaubert. Podemos
adivinhar como ficou empolgado quando descobriu que o casal inglês instalado
na casa ao lado, não só tem nomes como Gemma e Charles Bovery, mas também
os seus comportamentos parecem inspirados nos heróis de Flaubert. Para
o criativo adormecido em Martin, é a ocasião de moldar, além da farinha, o destino
dos personagens de carne e osso. Mas a bela Gemma Bovery, desconhece a literatura
clássica e decide seguir a sua própria vida.
A REALIZADORA
Bailarina de formação, Anne Fontaine começa no cinema nos anos 80 participando em algumas comédias nomeadamente Profs. Em 1986, passa à encenação e colabora numa adaptação de Voyage au bout de la nuit de Louis Ferdinand Céline com
Fabrice Lucchini. Seguidamente faz a sua primeira longa-metragem Les Histoires
finissent mal … en général, depois as médias-metragens, Augustin, roi du Kung-fu
e Nouvelle chance. Muda entretanto de estilo com o thriller Nettoyage à sec com MiouMiou e Charles Berling que reencontra em 2001 em Comment j’ai tué mon père.
Escreve e realiza o drama psicológico Nathalie… com Fanny Ardant, Emmanuelle
Béart e Gérard Depardieu e realiza Entre ses mains com Bénoît Poelvoorde. En 2010,
filma Mon pire cauchemar com Isabelle Hupert. Em 2013, Anne Fontaine adapta
com Christopher Hampton um conto de Doris Lessing (Les Grands-Mères) Perfect
Mothers com Naomi Watts e Robin Weight. Gemma Bovery, é o seu novo filme
adaptado do romance gráfico da autora inglesa Posy Simmonds.
COM: Fabrice Lucchini, Gemma Arterton,
Jason Flemyng, Niels Schneider, Isabelle Candelier,
Mel Raido, Kacey Mottet Klein, Elsa Zylberstein,
Pip Torrens
PRODUÇÃO: Ciné@, Albertine Productions
ARGUMENTO: Anne Fontaine / Pascal Bonitzer
A PARTIR DA OBRA DE: Posy Simmonds
FOTOGRAFIA: Christophe Beaucarne
MONTAGEM: Annette Dutertre
SOM: Brigitte Taillandier, Francis Wargnier,
Jean-Pierre Laforce
DISTRIBUIDOR: Gaumont Distribution
ESTREIA EM FRANÇA: 10/09/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival International du Fim de Toronto
- Canada
filme legendado em português
26
15ª Festa do Cinema Francês
Boris Lojkine | 2014 | Drama | 1h26 | M12
SINOPSE
Durante a travessia do Sara para chegar até à Europa, Léonard, um jovem
camaronês, acaba por ter de ajudar Hope, uma nigeriana. Num mundo
hostil onde cada um deve ficar com os seus, eles vão tentar permanecer
juntos e amarem-se.
O REALIZADOR
Professor de filosofia, Boris Lojkine realiza o seu primeiro documentário,
“Ceux qui restent”, um retrato dos antigos combatentes vietnamitas e evocação
dos laços que ainda unem desaparecidos e sobreviventes. Seguiu-se
“Les Âmes errantes”.
COM: Justin Wang, Endurance Newton,
Dieudonné Bertrand Balo’o, Martial Eric
Italien, Bobby Igiebor, Richmond Ndiri Kouassi
PRODUÇÃO: Zadig Films
ARGUMENTO: Boris Lojkine
FOTOGRAFIA: Elin Kirschfink
MONTAGEM: Gilles Volta
SOM: Marc-Olivier Brullé
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 28/01/2015
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Semaine de la Critique, Cannes
2014 - Le cinéma français aujourd’hui au Kazakhstan
filme legendado em português
28
15ª Festa do Cinema Francês
ET ASSOUPI
Benjamin Guedj | 2013 | Ficção | 1h33 | M12
SINOPSE
Sébastien só tem uma ambição na vida: não fazer nada. O seu horizonte é o seu
sofá. Ele não pretende viver a sua vida mas sim contemplá-la. Mas hoje, se não
fizeres nada, não és ninguém … Então convencido pelos seus colegas de casa,
eternos estagiários com pequenos trabalhos, a decidida Anna e o mais ou menos
decidido Bruno, Sébastien vai ter de fazer alguma coisa...
COM: Baptiste Lecaplain, Charlotte Le Bon,
Félix Moati, Denis Podalydès, Isabelle Candelier,
Jean-Yves Berteloot, Suliane Brahim, Benjamin
Lavernhe, Richard Guedj, Jean-Michel Lahmi,
Bernard Menez
PRODUÇÃO: Gaumont
ARGUMENTO: Benjamin Guedj
O REALIZADOR
Depois de ter sido argumentista quando escreveu 3 episódios de Plus belle la
vie em 2004, escreveu em 2005 o argumento do telefilme L’homme qui voulait
passer à la télé. Em 2009, continua como argumentista em Cyprien. Lança-se
igualmente na realização com a mini-série Déformations professionnelles. Em
2010, escreve os diálogos do filme Il reste du jambon. Libre et assoupi é a sua
primeira longa-metragem.
FOTOGRAFIA: George Lechaptois
MONTAGEM: Yann Malcor
SOM: Rémi Daru, Jon Goc, Alexandre Widmer
DISTRIBUIDOR: Gaumont Distribution
ESTREIA EM FRANÇA: 07/05/2014
CRÍTICAS
“Neste primeiro filme Benkamin Guedj retrata um personagem atípico, um
anti-herói que em companhia dos seus dois acólitos nos faz rir bastante. Esta
comédia social e romântica tem momentos com alguma poesia.”
Barbara Théate, Le Journal du Dimanche
filme legendado em português
30
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
32
15ª Festa do Cinema Francês
PART
Mohamed Hamidi | 2013 | Comédia Dramática | 1h27 | M12
SINOPSE
Farid, jovem francês de 26 anos deve ir para a Argélia salvar a casa do pai.
Descobre então o país onde nunca tinha estado, e fica apaixonado pelo charme
de um conjunto de personagens fantásticos cujo humor e simplicidade o vão
tocar profundamente. No meio deles, um primo, um jovem cheio de vida desenrascado que alimenta o sonho de conseguir ir para França...
O REALIZADOR
Mohamed Hamidi professor de economia-gestão, ensinou em Bobigny. Foi cofundador e presidente da associação Alter-Egaux que ajuda os jovens oriundos
dos bairros populares nas suas escolhas escolares e profissionais. Participou na
direcção artística e realização do "Marrakech du rire", espectáculos de Jamel
Debbouze. Co-escreveu e realizou Malik se la raconte de Malik Bentalha,
Vie de chien de Abdelkader Secteur, Dans la tête de Redouanne Harjane.
CRITICAS
“Jamel Debbouze-Tewfik Jallab fazem esta crónica com tanto dinamismo
e sinceridade demonstrando-nos que o sorriso não é incompatível com a reflexão …”
Caroline Vié, 20 MINUTES
COM: Tewfik Jallab, Jamel Debbouze, Fatsah
Bouyahmed, Abdelkader Secteur, Malik
Bentalha, Miloud Khetib
PRODUÇÃO: BBDA Quad Productions /
Kiss Films
ARGUMENTO: Mohamed Hamidi / AlainMichel Blanc
FOTOGRAFIA: Alex Lamarque
MONTAGEM: Marion Monier
SOM: Pierre Excoffier, Olivier Varenne
DISTRIBUIDOR: Mars Distribution
ORIGEM: França
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL:
Legendman Filmes
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - The Alliance Française French Film
Festival (Australie)
2014 - Rendez-vous du cinéma français à Paris
2013 - Festival international du film de Dubaï
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
33
FILME SURPRESA
filme legendado em português
34
15ª Festa do Cinema Francês
TERRITORIES
Fabianny Deschamps | 2014 | Drama | 1h48 | M12
SINOPSE
New Territories é uma viagem iniciática às fronteiras da vida e das crenças. Duas
mulheres nos antípodas, dois percursos; uma francesa, mulher de negócios,
a outra chinesa, operária têxtil de Guangdong. Enquanto Li Yu, se dispõe a passar
clandestinamente em Hong Kong, Eve decide vir conquistar o mercado asiático
com uma nova gestão funerária. É na fronteira destes dois mundos, entre fascínio
e posse que os seus destinos se vão confundir…
A REALIZADORA
Fabianny Deschamps nasceu em 1975, aprendeu no terreno durante 12 anos
com grupos de teatro. Seguiu-se o Conservatório, o Curso Florent e a Universidade
antes de começar com a encenação. Primeiro o teatro como actriz e assistente
de encenação, passa depois o cinema como decoradora e assistente de
realização antes de começar a realizar as suas curtas-metragens: a primeira Histoires de Bonsaï em 2001 (35mm, 17 m). Por essa ocasião encontra a produtora
Nathalie Trafford que produzirá as suas 3 curtas-metragens seguintes: En mon sein
(35 mm, 18m), Le grand bassin (35mm, 30m) e La lisière (35mm, 18m) que serão
divulgadas por France 2 e várias vezes premiadas em concursos internacionais.
New Territories é a sua primeira longa-metragem.
COM: Ève Bitoun, Yilin Yang, Dimitri Sani
PRODUÇÃO: Audimage Production, Paraiso
Production Diffusion
ARGUMENTO: Fabianny Deschamps
FOTOGRAFIA: Tommaso Fiorilli
MONTAGEM: Raphaëlle Martin-Holger
SOM: Alexandre Hecker
ORIGEM: França, China
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - ACID - Cannes
GENRE
Lucas Belvaux | 2014 | Comédia, Romance | 1h51 | M12
SINOPSE
Clément, jovem professor de filosofia, parisiense é destacado para Arras por um
período de um ano. Longe de Paris e das suas luzes, Clément não sabe como
ocupar os seus tempos livres. Eis então que encontra Jennifer, uma linda
cabeleireira, que logo se torna sua amante. Se a vida de Clément é regulada por
Kant e Proust, a de Jennifer é ritmada por leitura de romances populares, de revistas
cor-de-rosa e de noites de karaoke com as amigas. Corações e corpos estão livres
para viver o mais belo dos amores, mas será isso suficiente para derrubar as barreiras
culturais e sociais?
COM: Emilie Duquenne, Loïc Corbery, Sandra
Nkake, Charlotte Talpaert, Anne Coesens,
Daniela Bisconti, Didier Sandre, Martine
Chevallier
ARGUMENTO: Lucas Belvaux
A PARTIR DA OBRA DE: Philippe Vilain
FOTOGRAFIA: Pierrick Gantelmi d’Ille
MONTAGEM: Ludo Troch
O REALIZADOR
Obtém o seu primeiro papel como actor em Allons z’enfants de Yves Boisset, ao
lado de Jean Carmet. Filma igualmente com Claude Chabrol em Poulet au vinaigre e Madame Bovary, Jacques Rivete (Hurlevent) ou Olivier Assayas (Désordre). Realizador e autor da famosa trilogia constituída pelos filmes Un couple
épatant, Cavale e Après la vie com a qual ganhou o prémio Louis-Delluc em
2003. Seguem-se Rapt (2009) e 38 Témoins (2012).
CRÍTICAS
“De forma acutilante, mas com delicadeza, ficamos presos a esta história de amor
que hesita entre um belo futuro comum e um possível fracasso por razões sociais.”
Alain Grasset, Le Parisien
SOM: Henri Morelle
DISTRIBUIDOR: Diaphana Films
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 30/04/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - City of Lights, City of Angels (Col-Coa)
- Los Angeles
“Lucas Belvaux conta-nos uma fantástica história de amor, uma comédia com
amor e lágrimas, que nos fala do racismo dos sentimentos e dos lugares comuns”
Danielle Attali, Journal Du Dimanche
filme legendado em português
36
15ª Festa do Cinema Francês
PROFS
Pierre-François Martin-Laval | 2013 | Ficção | 1h28 | M6
SINOPSE
Com 12% de aproveitamento ao nível do 12° ano, o Liceu Jules Ferry é o pior liceu
de França. Tendo esgotado todos os métodos convencionais, o Director da Inspecção
académica, desesperado, aceita os conselhos do seu adjunto. Este propõe-lhe recrutar
uma equipa de professores segundo uma nova fórmula: para os piores alunos
recrutam-se os piores professores, o mal resolve-se com o mal … esta é a última
tentativa de salvar o estabelecimento, com a condição de ultrapassar o limite dos 50%
de aprovação no 12° ano. O Inspector aceita, para o bem e… para o mal.
O REALIZADOR
De Marselha, Pierre François Martin-Laval, dito “PEF “ fica conhecido por ter criado
vários personagens burlescos para a televisão: Richard Coeur-de-Lion, Pouf le
Cascadeur, le flic Van Loc ou ainda Monsieur Merdocu. Com Daniel Prévost em La
Vérité si je mens ! 2 (2001) e Astérix et Obélix : mission Cléopâtre (2002), ao lado
de Eric e Ramzy em La Tour Montparnasse infernale (2001) e Edouard Baer em
Le Bison (2003). Ele surpreende com a sua primeira longa-metragem, o romântico
Essaye-moi, seguindo-se King Guillaume, a sua segunda realização.
COM: Christian Clavier, Isabelle Nanty, PierreFrançois Martin-Laval, Kev Adams, François Morel
PRODUÇÃO: Les Films du 24
ARGUMENTO: Pierre-François Martin-Laval
/ Mathias Gavarry
FOTOGRAFIA: Régis Blondeau
MONTAGEM: Thibaut Damade
SOM: Pierre André
DISTRIBUIDOR: UGC Distribution
ORIGEM: França
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: NOS
ESTREIA EM FRANÇA: 17/04/2013
CRÍTICAS
“Um filme sobre uma sucessão « desopilante » de sketches que relembra
os delírios humorísticos dos não muito capazes que fizeram o 12° ano”
Frédéric Mignard, aVoir-aLire.com
filme legendado em português
38
15ª Festa do Cinema Francês
Philippe Lacôte | 2014 | Thriler, Drama | 1h40 | M12
SINOPSE
Run foge… Acaba de matar o primeiro-ministro. Para isso, usou o rosto e as
roupas de um louco, que vagueava pela cidade. A vida passa-lhe em flashes;
a infância com o mestre Tourou, as aventuras com Gladys, o seu passado de
miliciano no conflito politico-militar da Costa do Marfim…. Run nunca escolheu
as suas vidas. Limitou-se a deixar-se levar, fugindo da vida anterior. É por isso que
se chama Run.
COM: Isaach de Bankolé, Abdoul Karim Konaté,
Rasmané Ouédraogo
PRODUÇÃO: Banshee Films
ARGUMENTO: Philippe Lacôte / Gino Ventriglia
/ Michel Fessle
FOTOGRAFIA: Daniel Mille
O REALIZADOR
Philippe Lacôte nasceu em Abidjan. Começou como projeccionista e depois assistente de programação no Le Cratère. Somnambule foi a sua primeira curtametragem. Segue-se em 1995, Le Passeur, curta seleccionada para o Festival
Internacional de Rotterdam. Em nome individual ou em co-realização, assina:
Libinski e o documentário Cairo Hours, (2001; Chroniques de guerre en Côte
d’Ivoire (2002); Le Journal d’Andréï Tarkovski (2004) e, em 2013, um dos filmes
da colecção African Metropolis: To Repel Ghost.
Em 2014, é a vez de Run, a sua primeira longa-metragem. O filme venceu o
Primeiro Prémio do Jerusalem Film Lab, foi seleccionado para o 67º Festival de
Cannes, na secção Un Certain Regard e obteve 7 nomeações.
CRÍTICAS
"Run é o primeiro filme da Costa do Marfim desde há 29 anos que aparece numa
secção do Festival de Cannes"
RFI, Les voix du monde
"Em Philippe Lacôte, nota-se a necessidade urgente e sincera de fazer cinema (…)
ele será provavelmente um grande cineasta daqueles que criam a sua própria linguagem e traz para a sua causa um público à espera de pontos de vista fortes"
Emannuelle Spadacenta , CinémaTeaser
MONTAGEM: Barbara Bossuet
SOM: Alioune Mbow, Michel Tsagli
ORIGEM: Costa do Marfim
ESTREIA EM FRANÇA: 05/11/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival de Cannes – Secção Un Certain
Regard
2014 - Festival International du Film de Münich
filme legendado em português
40
15ª Festa do Cinema Francês
CHEMIN DE L’ÉCOLE
Pascal Plisson | 2013a | Documentário | 1h17 | M6
SINOPSE
4 histórias extraordinárias - estas crianças dos quatro cantos do mundo partilham
a mesma sede de saber. Compreenderam que apenas com a educação poderão
melhorar as suas vidas. SUR LE CHEMIN DE L’ECOLE leva-nos a quotidianos fora
do comum, ao lado destas crianças cuja vontade segue um sonho… mas até onde?
O REALIZADOR
Realizador, argumentista e autor, Pascal Plisson começou a sua carreira fazendo
reportagens de partidas de polo americano para várias cadeias televisivas.
Em 1994 dedica-se ao documentário sobre homens que vivem em condições
limite: Les Routiers de Sibérie, Sibérie terre de la soif, Australie 50° de solitude.
A partir de 1997 especializa-se na realização de documentários sobre África
que ele vai conhecendo bem (viveu no Quénia, na Tanzânia, no Uganda...)
para a National Geographic, a BBC e o Canal+. Em 2003, realiza a sua primeira
longa-metragem Massai, les guerriers de la pluie, uma ficção sobre uma realidade
que ele conhece e um filme bem acolhido pela crítica. Em 2005 assina
a realização de Les Mystères de Clipperton e, a consagração acontece com
Sur le chemin de l’école (2012) que reúne a unanimidade público/crítica, faz
mais de 1 milhão e 200 mil espectadores e vence o César para Melhor Documentário, entre outros prémios. Pascal Plisson foi também o argumentista dos
seus filmes e de Safari (2008).
CRÍTICAS
“Um documentário muito envolvente e uma bela homenagem à educação”
Marie Noelle, Le Figaroscope
PRODUÇÃO: Winds
ARGUMENTO: Marie-Claire Javoy
/Pascal Plisson
FOTOGRAFIA: Simon Watel
MONTAGEM: Sarah Anderson, Sylvie Lager
SOM: Emmanuel Guionet
DISTRIBUIDOR: Walt Disney Studios Motion
Pictures International (ex-Buena Vista International
France)
ORIGEM: França
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: NOS
ESTREIA EM FRANÇA: 25/09/2013
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - City of Lights, City of Angels (Col-Coa)
- Los Angeles
2014 - Festival du Film français en Israël
2014 - César du cinéma français
PRÉMIOS:
2014 - César du meilleur film documentaire
2014 - Prix Henri-Langlois du Film documentaire
2014 - Prix INIS du 17e festival du film pour
enfants de Montréal7 pour Sur le chemin
de l'école
CLUB
Vincent Mariette | 2014 | Comédia Dramática | 1h30 | M12
SINOPSE
Se gosta de jogos de dicas, de velhos Porsches, dos lagos e dos seus segredos:
seja bem-vindos ao grupo.
O REALIZADOR
Com um diploma da FEMIS em 2009 de argumento, Vincent Mariette lança-se
na realização de curtas-metragens. Em 2010, realiza a sua primeira longametragem Chiens Errants. O seu segundo filme le Meilleur Ami de l’Homme,
obtém uma menção especial do júri no Festival City of Lights, City of Angels
de Los Angeles.
CRÍTICAS
“Tristesse Club trata de forma encorajadora do fracasso e evoca
alegremente a depressão. Além disso há uma reconciliação com a família
por mais desengonçada que esta seja.”
Isabelle Danel, Premiere
COM: Ludivine Sagnier, Laurent Lafitte, Vincent
Macaigne, Noémie Lvovsky, Dominique Reymond,
Anne Azoulay, Philippe Rebbot, Thomas
de Pourquery, Théo Cholbi
PRODUÇÃO: Kazak Productions
ARGUMENTO: Vicent Mariette / Vincent Pymiro
FOTOGRAFIA: Julien Roux
MONTAGEM: Nicolas Desmaison
SOM: Nicolas Waschkwoski
DISTRIBUIDOR: Hautet Court
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 04/06/2014
filme legendado em português
42
15ª Festa do Cinema Francês
DU PETIT NICOLAS
Laurent Tirard | 2014 | Comédia/ Familia | 1h37 | M6
SINOPSE
É o fim do ano escolar. O momento tão esperado das férias chegou. O pequeno
Nicolas, os seus pais e a avó fazem-se à estrada com destino à praia e instalam-se
por algum tempo no Hotel Beau-Rivage. Na praia, Nicolas, faz rapidamente novos
amigos e conhece Isabelle, uma menina que está sempre a olhar para ele
com os olhos muitos abertos e preocupados. Parece-lhe que os pais querem
que o casamento entre eles se faça … As aventuras não param, os disparates
tão pouco. Uma coisa é certa : para toda a gente estas férias tornaram-se
inesquecíveis!
COM: Valérie Lemercier, Kad Merad, Dominique
Lavanant, Mathéo Boisselier, François-Xavier
Demaison, Bouli Lanners, Francis Perrin
PRODUÇÃO: Fidélité Films
ARGUMENTO: Laurent Tirard / Grégoire Vigneron
A PARTIR DA OBRA DE: René Goscinny /
Jean-Jacques Semp
FOTOGRAFIA: Denis Rouden
O REALIZADOR
Depois de várias curtas-metragens, Laurent Tirard realiza a sua primeira longametragem, Mensonges et trahisons et plus si affinités..., uma comédia de Edouard
Baer e Marie-Josée Croze, co-argumentista de Prête-moi ta main (2006)
de Eric Lartigau, Laurent Tirard dedica-se então à realização de Molière (2007).
Outros filmes : Obélix au service de sa majesté (2011), Sans laisser de traces
(2009), Le petit Nicolas (2008)
CRÍTICAS
“(…) um filme sob influências estivais, festivas e delirantes.”
Caroline Vié, 20 minutes
MONTAGEM: Valérie Desseine
SOM: Eric Neveuxi
DISTRIBUIDOR: Wild Bunch Distribution
DISTRIBUIDOR EM PORTUGAL: NOS
ORIGEM: França
ESTREIA EM FRANÇA: 09/07/2014
filme legendado em português
44
15ª Festa do Cinema Francês
Hélier Cisterne | 2014 | Drama | 1h24 | M12
SINOPSE
Chérif, 15 anos, é um adolescente rebelde e solitário. A mãe incapaz de ultrapassar
a situação, decide que ele irá viver com os tios em Strasbourg, onde poderá concluir
o seu curso de pedreiro. É a sua última oportunidade. Rapidamente nesta nova
vida, Chérif sufoca. Mas todas as noites, grafitistas criam obras nos muros
da cidade. Um novo mundo surge para Chérif...
O REALIZADOR
Actor, realizador, argumentista, Hélier Cisterne estudou filosofia na Universidade
Paris VIII onde realizou a sua primeira curta-metragem aos 22 anos. Em 2008,
ganhou o “Prix Jean-Vigo” das curtas-metragens com Les Paradis perdus que
vencerá também o Lutin para Melhor argumento na Nuit des Lutins 2009, um
prémio partilhado com Claire Begin, Gilles Taurand.
CRÍTICAS
“(...) um primeiro filme singular e arrebatador."
Romain Blondeau, Les inrockuptibles
COM: Zinedine Benchenine, Chloé Lecerf,
Emilie Berling, Jean-Marc Barr, Brigitte Sy,
Ramzy Bedia, Marina Foïs, Corinne Masiero,
Isabelle Sadoyan, Sophie Cattani Synopsis
PRODUÇÃO: Les Films du Bélier
ARGUMENTO: Hélier Cisterne /Gilles Taurand/
Katell Quillévéré
FOTOGRAFIA: Hichame Hallaouié
MONTAGEM: Thomas Marchand
SOM: Florent Klockenbring, Benjamin Viau
DISTRIBUIDOR: Pyramide Distribution
ESTREIA EM FRANÇA: 09/10/2013
PRÉMIO:
2014 - Prémio da Crítica no City of Lights, City
of Angels (Col-Coa) - Los Angeles
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - City of Lights, City of Angels (Col-Coa)
- Los Angeles
2014 -Panorama du cinéma français en Chine
2013 - Festival international du film francophone
de Namur
filme legendado em português
46
15ª Festa do Cinema Francês
PLANÈTE CHÉRIE
Jacques-Rémy Girerd | 2010 | Animação | 44min | M6
SINOPSE
Coline e o seu irmão mais novo Gaston preparam-se para adormecer.
Antes de dormir, falam de isto e daquilo sobre ecologia. E eis quando
surge a aranha benvinda Zina que os leva a viver aventuras por todo o
lado na Terra e os sensibiliza para os problemas do ambiente: 9 histórias
que falam sobre a ecologia de maneira divertida e poética.
O REALIZADOR
Jacques-Rémy Girerd realiza a sua primeira curta-metragem em 1978, 4000
imagens de ecografia de foetos. Em 1984 o realizador funda o estúdio Folimage, que tem por objectivo criar pequenos filmes de animação originais e
de qualidade. O objectivo é rapidamente conseguido visto que o César da
melhor curta-metragem de animação é atribuído ao filme Le Petit Cirque
de toutes les couleurs. Realizado por Patrick Deniau, a curta-metragem é
uma produção directamente oriunda da empresa Folimage. Em 1998, realiza
L’Enfant au grelot. Premiado em vários festivais, esta curta-metragem de 28
minutos recebe o Cartoon d’Or, atribuído ao melhor filme de animação europeu e é nomeado no mesmo ano para os Emmy Awards. En 1999 cria
a sua própria escola de realização La Poudrière. Em 2003 escreve e realiza
a sua primeira longa-metragem de animação La prophétie des grenouilles.
O filme consegue um sucesso enorme visto ter ultrapassado um milhão de
espectadores em França. Em 2008 aparece a segunda longa-metragem Mia
et le Migou no qual deram voz Dany Boon, Jean-Pierre Coffe e Yolande
Moreau, entre outros.
CRÍTICAS
"(…) nove histórias que abordam a ecologia de maneira divertida e poética”
Le Figaroscope
PRODUÇÃO: Folimage
FOTOGRAFIA: Patrick Tallaron
MONTAGEM: Hervé Guichard
SOM/ AUTOR DA MÚSICA: Serge Besset
ESTREIA EM FRANÇA: 20/10/2010
PRÉMIOS:
Atribuição de vários prémios entre os quais:
o prémio da Fundação de França, o Prémio
UNICEF no Festival de Annecy, ou ainda
o Prémio do Melhor Filme da Juventude
em São Petersburgo.
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
49
SAISONS DE LÉON
Pierre-Luc Granjon, Antoine Lanciaux, Pascal Le Nôtre | 2012 | Animação | 4x 26min | M6
SINOPSE
Do Inverno ao Outono, passam-se coisas estranhas no pequeno reino
de Escampette. Uma epidemia espalha-se, os livros são misteriosamente
esvaziados das suas histórias… Léon e os seus amigos vão tentar não cair
nas armadilhas de Boniface o contador de histórias!
Nestas curtas metragens são agradavelmente abordados temas como:
amor, abandono, idade-média, Natal, infância, adolescência, adopção,
educação, separação, medo, família, humor, conflitos, animais, estações.
PRODUÇÃO: Folimage
ARGUMENTO: Pierre-Luc Granjon,
Antoine Lanciaux
ESTREIA EM FRANÇA: 05/11/2014
ORIGEM: Costa do Marfim
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2008 - Festival international d'animation
d'Ottawa
OS REALIZADORES
Pierre-Luc Granjon – Outros fimes Petite escapade (2001), Le Loup-blanc (2006)
Antoine Lanciaux – Pougne le hérisson (2012)
filme legendado em português
50
15ª Festa do Cinema Francês
EN AMÉRIQUE, ELLE A RENCONTRÉ BUFFALO BILL
Marc Boreal, Thibaut Chatel | 2013 | Animação | 1h15 | M6
SINOPSE
Uma pequena cidade de província. Anos 70, Jean tem 6 anos e vai para a escola.
Quando a professora lhe pergunta a profissão do pai e depois da mãe, Jean dá-se
conta que não é como os outros, fica preocupado e inventa uma resposta: “a minha
mãe é secretária”. Afinal de contas, a mãe do Jean está sempre a viajar e a enviar
postais à Michèle, a pequena vizinha que já sabe ler e que lê as cartas ao Jean.
Jean decide sonhar.
VOZES: Marc Lavoine / Julie Depardieu /
Tom Trouffier / Alice Orsat
PRODUÇÃO: Label Anim
ARGUMENTO: Jean Regnaud,
Stéphane Bernasconi
MONTAGEM: Valérie Dabos
CRÍTICAS
"(...) uma historia realista sobre a dificuldade de ser criança"
Raphaëlle Besançon, Prémiere
"(...) o filme emocionante, encontra um equilíbrio perfeito entre melancolia
e humor, gravidade e despreocupação. Um sucesso."
Stéphanie Belpêche, Le Journal du Dimanche
"(...) este belo filme de animação, engraçado, emocionante e coerente no
plano psicológico trata a infância confrontada com o desaparecimento
de um próximo; Toca, perturba sem fazer chantagem com a emoção."
Virgile Dumez, aVoir-aLire
SOM: Stéphane Gaultier
ESTREIA EM FRANÇA: 23/10/2013
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival du Film d'Istanbul
2014 - BAFICI - Festival international du cinéma
indépendant de Buenos Aires
2014 - The Alliance Française French Film
Festival (Australie)
2014 - César du cinéma français
2013 - Dublin French Film Festival
2013 - Festival International du Film de Rome
2013 - Filmfest Hamburg - Festival International
de Hambourg
PRÉMIO: «menção especial» no Festival
du Film d'Animation d'Annecy (édition
n°53) partilhado com Thibaut Chatel
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
51
FRIMAS
Youri Tcherenkov | 2012 | Animação | 26min | M6
SINOPSE
No topo dos Alpes, vive o Pai Frimas, uma maravilhosa personagem com
poderes de encantar. Todos os invernos, ele faz com que a neve cubra
bem toda a floresta. Mas este ano, nada se passa como habitualmente.
Sylvain, o espirito da floresta, sai bruscamente da sua hibernação faminto
e de mau humor…
O REALIZADOR
Youri Tcherenkov, realizador e argumentista: outro filme – Le Chat Bayoun (2004)
CRÍTICAS
"Média-metragem maliciosa e poética"
La Croix
PRODUÇÃO: Les Films de l'Arlequin
ARGUMENTO: Youri Tcherenkov
MONTAGEM: Cécile Pradère
SOM: Alexandre Lormeau
ESTREIA EM FRANÇA: 05/11/2014
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival du dessin animé et du film
d'animation de Bruxelles (Anima)
"Um programa de Natal composto por duas magníficas curtas-metragens
de animação cheia de magia e deslumbramento."
Le Nouvel Observateur
filme legendado em português
52
15ª Festa do Cinema Francês
LE MIGOU
Jacques-Rémy Girerd | 2008 | Animação | 1h31 | M6
SINOPSE
Mia uma menina, com apenas 10 anos alertada por um pressentimento,
decidiu deixar a sua terra natal e partiu para a América do Sul para procurar
o seu pai. Este último trabalha numa gigantesca obra que visa transformar
uma floresta tropical num luxuoso complexo hoteleiro. A viagem é longa e povoada
de seres misteriosos… uma experiência extraordinária.
CRÍTICAS
"Um belo filme de animação com um grafismo inspirado no fauvismo e com
uma mensagem ecológica poética e poderosa"
Figaroscope
VOZES: Dany Boon, Jean-Pierre, Coffe, Yolande
Moreau, Romain Bouteille, Jean-François
Derec, Pierre Richard, Laurent Gamelon,
Carim Messati, Garance Lagraa, Charlie Girerd
PRODUÇÃO: Folimage Studio
ARGUMENTO: Jacques-Rémy Girerd, Antoine
Lanciaux, Iouri Tcherenkov, Benoît Chieux
FOTOGRAFIA: Benoît Razy
MONTAGEM: Hervé Guichard
SOM: Loïc Burkhardt
ESTREIA EM FRANÇA: 10/12/2008
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2009 - European Film Awards - Alemanha
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
53
DU LOUP
Hoël Caouissin | 1998 | Animação | 26min | M6
SINOPSE
Esta história de amizade entre um lobo do Alasca e uma criança africana
é uma bela lição de tolerância. Atrás das grades do Jardim das Plantas, cada
um vai contar a sua história, evocar os bons como os maus momentos.
Das planícies nevadas do Alasca às terras quentes de Africa, este filme
é simultaneamente engraçado, emocionante e dramático.
O REALIZADOR
Outro filme – Peur (s) du noir (2007)
VOZES: Anouk Grinberg, Michel Piccoli, Michel
Galabru, Annie Girardot, Jacques Higelin,
Romain Bouteille
PRODUÇÃO: Cinégroupe, Les cinemas
de l’Arlequin
ARGUMENTO: Hoël Caouissin et René Laloux
MONTAGEM: Nathalie Lamoureaux
SOM: Sylvain Bourgault
CRÍTICAS
"A esta sensualidade de cores responde o prazer evidente dos artistas a dar
voz aos personagens"
Thomas Sotinel, Le Monde
"A intriga está agradavelmente conduzida mas o mais importante para além
das vozes, da música e do ritmo induzido pela montagem, é sem dúvida o grafismo.
Encanta-nos na sua simplicidade aparente como na subtileza do detalhe."
Jean Roy, l´Humanité
ESTREIA EM FRANÇA: 1998
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
Prémio Gémini - do melhor programa da animação
/ Academia Canadienne Cinema & TV Silver
Certificate / Festival Prix Leonardo (Italia)
1998 - Premio Especial do Júri - Primeiro Festival
do Livro e do Filme de Aventura / Forum de Bailly
1998 - Grande Prémio da Camara de Genebra Festival do Enfant Lune
1998 - Prémio Especial Kenneth F. & Harle G.
Montgomery - Festival Internacional do Filme para
crianças; Chicago, USA
1998 - Grande prémio, júri dos Países - Seoul
International Family Film Festival
1998 - Primeiro prémio, júri das Crianças - Seoul
International Family Film Festival
1998 - Prémio do Publico e Júri Jovens do melhor
metragem - Festival de Bourg en Bresse
1998 - Medalha de Bronze - no 41 Festival
International de New York
filme legendado em português
54
15ª Festa do Cinema Francês
DES GRENOUILLES
Jacques-Rémy Girerd | 2001 | Animação | 1h30 | M6
SINOPSE
Um novo dilúvio acontece sobre a Terra. Apenas um pequeno grupo
heterogéneo conduzido por Ferdinand, o Noé dos nossos dias, consegue
desafiar os efeitos da natureza. Humanos e animais envolvem-se num
turbilhão de uma aventura rocambolesca… La Prophétie des grenouilles
é uma fábula avassaladora em que homens e animais vão ter de aprender
a viver em conjunto, o que nem sempre é fácil…
O REALIZADOR
Youri Tcherenkov, realizador e argumentista: outro filme – Le Chat Bayoun (2004)
CRITICAS
"A esta sensualidade de cores responde o prazer evidente dos artistas a dar
voz aos personagens"
Thomas Sotinel, Le Monde
VOZES: Anouk Grinberg, Michel Piccoli, Michel
Galabru, Annie Girardot, Jacques Higelin,
Romain Bouteille
PRODUÇÃO: Folimage Studio
ARGUMENTO: Jacques-Rémy Girard, Antoine
Lanciaux, Louri Tcherenkov
MONTAGEM: Hervé Guichard
SOM: Frédéric Attal
ESTREIA EM FRANÇA: 03/12/2003
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2006 - Festa do Cinema Francês - Portugal
2005 - Rendez-vous du cinéma français à Paris,
França
"A intriga está agradavelmente conduzida mais o mais importante para além
das vozes, da música e do ritmo induzido pela montagem, é sem dúvida o grafismo.
Encanta-nos na sua simplicidade aparente como na subtileza do detalhe."
Jean Roy, l’Humanité
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
55
DE CHAT
Jean-Loup Felicioli & Alain Gagnol | 2010 | Animação | 1h10 | M6
SINOPSE
Dino é um gato que se divide entre duas vidas paralelas. De dia, vive com Zoé,
a filha única de Jeanne, uma comissária de polícia. De noite, sobe aos telhados
de Paris na companhia de Nico, ladrão de grande habilidade. A comissária Jeanne
tem duas missões: encontrar o escalador responsável por diversos roubos de jóias
e vigiar uma estátua gigante que é cobiçada por Victor Costa, o mais famoso
dos ladrões da cidade. A pequena Zoé vai ajudar a resolver a situação…
OS REALIZADORES
Os dois realizadores conheceram-se quando fizeram o serviço civil, em alternativa
ao serviço militar, no final dos anos 80, nos conhecidos estúdios de animação
Folimage. Jean-Loup Felicioli começou por realizar duas curtas-metragens:
Sculpture/Sculptures, em 1989, e Le Wall, em 1991, ambas premiadas em diferentes
festivais de animação. Alain Gagnol escreveu vários romances policiais e livros para
jovens, como Pire que terrible. Foi em 1996 que começaram a filmar juntos. Referem
habitualmente que o grande pontapé de saída foi o prémio que receberam
em Espinho, em 1996, quando apresentaram a curta L’Égoïste. Posteriormente,
filmaram curtas como Le Nez à fenêtre, em 2001, Le Couloir, em 2005, e Mauvais
temps, no ano seguinte. Une vie de chat é a primeira longa-metragem de Felicioli
e Gagnol.
VOZES: Dominique Blanc, Jean Benguigui,
Bruno Salomone, Bernadette Lafont
PRODUÇÃO: Folimage Studio
ARGUMENTO: Alain Gagnol
MONTAGEM: Hervé Guichard
SOM: Loïc Burkhardt
ESTREIA EM FRANÇA: 15/12/2010
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2012 - Festival du Film Français de Cuba
2012 - Rendez-vous avec le nouveau Cinéma
français à Rome
2011 - Semaine du film français de Berlin
2011 - Festival international du film de Rio de Janeiro
2011 - Festival de Cinema de Sarajevo
2011 - Festival de Cinema de Hong Kong
2011 - Berlinale – Festival de Cinema de Berlim,
CRÍTICAS
"O argumento desenrola-se de forma hábil. O grafismo enquadra-se
maravilhosamente na atmosfera retro, no ambiente jazzy, na encenação
ágil e graciosa e nas personagens bem escolhidas."
Gilles Ciment, In Positif
filme legendado em português
56
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
58
15ª Festa do Cinema Francês
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
59
60
15ª Festa do Cinema Francês
MOVIMENTO DANSASAPARTE
O grupo Movimento DansasAparte foi criado em Setembro de 2005. Actualmente, é constituído por 11 “bailarinos” orientados por dois técnicos. Tem como objectivos a produção
artística no âmbito da expressão corporal e dança; a exploração das possibilidades do corpo no espaço e com o outro; a valorização das potencialidades corporais e a sensibilização
de comunidade para as capacidades e potencialidades da população com deficiência.
Esta peça alia a serenidade e a beleza sonora com a expressão e libertação de movimentos.
15ª Festa do Cinema Francês
61
ANNE
FONTAINE
De: NOME DO REALIZADOR | ANO DE PRODUÇÂO | Genero | Duração
Anne Fontaine, nasceu a 15 de Julho de 1959 no Luxemburgo. Bailarina de formação, volta-se
para o cinema nos anos 80 onde começa como actriz. Aparece sobretudo nas comédias Si
ma gueule vous plaît… em 1981 e P.R.O.F.S em 1985. Depois de ter colaborado na encenação
da peça Voyage au bout de la nuit em 1986 com Fabrice Luchini, encontra o seu futuro
marido Philippe Carcassonne que produz o seu primeiro filme Les Histoires d’amour finissent
mal… en général, prémio Jean Vigo em 1993.
Dois anos mais tarde, com a sua média metragem Augustin, constrói o retrato de um homem
tímido e fraco que se vê confrontado com a possibilidade de participar num filme com
Thierry Lhermitte. Este personagem fantasista feito pelo seu irmão Jean-Chrétien SibertinBlanc, será igualmente o herói de Augustin roi du Kung-fu realizado em 1999, e ilustrará
sete anos mais tarde numa outra comédia da cineasta Nouvelle chance, ao lado de Danielle
Darrieux e de Arielle Dombasle.
Entretanto dedica-se a um outro estilo e dirige o triângulo “amoroso” Charles Berling / MiouMiou / Stanislas Merhar no notável Nettoyage à sec (1997). Quatro anos mais tarde com
Comment j’ai tué mon père um drama familiar que dará a Michel Bouquet o César do melhor
actor. Um outro triângulo amoroso Fanny Ardant, Emmanuelle Béart et Gérard Depardieu
entram na obra Nathalie (2003). Em 2009 reúne em Coco avant Chanel Audrey, Benoit
Poelvoorde assim como Alessandro Nivola. Segue-se Mon pire cauchemar com Isabelle
Huppert, André Dussolier e Virginia Efira.
Em 2013, adapta com Christopher Hampton a história de Doris Lessing, Perfect Mothers, retrato de mulheres empenhadas em ligações de paixão escondidas e cruzadas. Nesta ocasião
dirige Naomi Watts e Robin Wright. Em 2014 continua na adaptação de um novo romance
gráfico de Posy Simmonds e dá Fabrice Luchini um dos papeis principais da sua realização
Gemma Bovery com Gemma Arterton.
62
15ª Festa do Cinema Francês
PASCAL TESSAUD
Pascal Tessaud é realizador, actor,argumentista, produtor e figurinista.
Realizou City of Light ( 2012) , Faciès (2008) Slam, ce qui nous brûle(2007) , L’été de Noura
(2005) e Les Noctambules(2003). Apoiante e defensor de uma cultura popular digna, interventiva e tenaz, depois do documentário que realizou sobre o Slam, Tessaud aborda o rap
em Brooklyn, o seu mais recente filme.
15ª Festa do Cinema Francês
63
NICOLAS PAGNOL
Nicolas Pagnol, neto de Marcel Pagnol e de Jacqueline Bouvier, fez o liceu em Nice, e fez os
seus estudos em História na Universidade.
Desde 2004, Nicolas Pagnol tornou-se gestor da obra do seu avô sendo o Presidente de
“Marcel Pagnol Communication” (MPF) e gere ainda duas outras empresas: “Les Editions de
la Treille” que reeditam os textos do autor da “Gloire de mon père” (Glória do meu pai), e a
“Compagnie Méditérranéenne de films”, criada em 1944 pelo próprio avô.
Lamenta que o “Château de la Buzine” em Marselha tenha sido transformado em “Maison
des Cinémas de la Méditérranée” e não em “Musée Marcel Pagnol”.
64
15ª Festa do Cinema Francês
PHILIPPE
GODEAU
De: NOME DO REALIZADOR | ANO DE PRODUÇÂO | Genero | Duração
Philippe Godeau emergiu como produtor nos anos 1990. O seu percurso levou-o de início à
distribuição de filmes, no seio da Gaumont.
Entre 1990 e 1996, criou a Pan-Européenne distribution que conheceu os seus momentos de
glória com sessenta longas-metragens assinadas por Olivier Assayas, Arnaud Desplechin,
Jacques Doillon, Christian Vincent, André Téchiné ou Jacques Rivette, mas também pelos
irmãos Coen ou Bryan Singer. A sociedade retomou a sua actividade em 2000 e até 2006.
A distribuição monopolizou-o, primeiro a PXP Productions e depois a Pan-Européenne com
filmes de cineastas emergentes a cineastas consagrados (1990-1995), mantendo-se fiel a
muitos deles. Defendeu também projectos difíceis e votados ao fracasso.
Ao seu enorme leque de actividades acresce ainda, a realização de DERNIER POUR LA
ROUTE (2009), a transposição para o grande ecrã da autobiografia do jornalista e produtor
Hervé Chabalier, em luta acesa com o álcool, com interpretação de François Cluzet e Mélanie
Thierry. O filme foi nomeado para o César de Melhor Primeira Obra e para o César Melhor
Adaptação (em parceria com Agnès de Sacy). Puilippe Godeau volta a trabalhar com a sua
estrela, François Cluzet, em 11.6 (2013).
15ª Festa do Cinema Francês
65
FABIANNY DESCHAMPS
Fabianny Deschamps, nasceu em 1975, aprendeu no terreno durante 12 anos com grupos
de teatro. Passou depois pelo Conservatório, Curso Florent e pela Universidade antes de
começar com a encenação.
Começa no teatro como actriz e assistente de encenação, passa depois para o cinema e
aí é decoradora, assistente de realização antes de começar a realizar as suas curtas metragens: a primeira Histoires de Bonsaï em 2001 (35mm, 17 m). Nesta ocasião encontrou
Nathalie Trafford que produzirá En mon sein (35 mm, 18m), Le grand bassin (35mm, 30m)
e La lisière (35mm, 18m) que serão divulgadas por France 2 e várias vezes premiadas em
concursos internacionais.
66
15ª Festa do Cinema Francês
JEAN-PIERRE SINAPI
Filho de operários, após os estudos de Engenharia eletrotécnica, Jean-Pierre Sinapi lança-se
na escrita. Durante 15 anos trabalhou como argumentista para a televisão e assinou alguns
grandes sucessos tais como La Vallée des espoirs de Jean-Pierre Marchand (1984/1985) e
La Rivière espérance de Josée Dayan (1994).
Em 1996 mudou-se para a realização com o telefilme Un arbre dans la tête. Depois disso foi
contactado pelo produtor Jacques Fansten para a coleção Petites caméras divulgado na Arte.
Jean-Pierre Sinapi optou então por realizar um filme sobre a sexualidade dos deficientes motores: Nationale 7 projetado nas salas de cinema no ano 2000. Em 2003, estreou a sua segunda longa-metragem: Vivre me tue, adaptada do livro com o mesmo nome de Paul Smail
que fala da dificuldade, de um jovem licenciado marroquino, em encontrar um trabalho. Mais
tarde reúne Roschdy Zem e Julie Gayet para o Camping à la ferme, uma comédia campestre
com um fundo de fábula social.
15ª Festa do Cinema Francês
67
A Festa do Cinema Francês quer chegar cada vez mais próximo de si e
levar o que de melhor e mais recente tem a cinematografia de produção
francesa, um cinema para todos os gostos, diverso, divertido, sério, fantástico, animado, tocante...
SIM, este ano há Festa na aldeia!
E as aldeias no mapa da 15ª Festa do Cinema Francês são :
Vila Chã de Braciosa – Palaçoulo – Malhadas – S. Martinho (Miranda
do Douro), Lage (Vila Verde), Escariz (União de Freguesias de Escariz São
Mamede e Escariz São Martinho)
Para além das 18 cidades de norte a sul, são estas as aldeias do norte/
interior do país que responderam ao desafio e aceitaram receber a Festa
do Cinema Francês.
Bem hajam!
68
15ª Festa do Cinema Francês
15ª Festa do Cinema Francês
68
15ª Festa do Cinema Francês
69
filme legendado em português
70
15ª Festa do Cinema Francês
RESNAIS
Alain Resnais faz os seus primeiros passos como realizador
com a curta-metragem documentário Van Gogh em 1948
com a qual ganha um Oscar e uma recompensa na Bienal
de Veneza. Em 1959, realiza o seu filme mais emblemático
Hiroshima mon amour com Emmanuelle Riva. De seguida
atira-se a vários géneros: a ficção científica (je t’aime, je
t’aime, 1968), o teatro (Mélo,1986), a Banda desenhada (I
want to go home, 1989). Alain Resnais recebeu múltiplas
recompensas durante a sua carreira entre as quais dois CESAR de melhor realizador (Providence em 1978 e Smoking/
No Smoking en 1980), um grande prémio do Júri em Cannes
(Mon oncle d’Amérique em 1980), três CESAR do melhor
filme (Prodivence, Smoking / No Smoking et On connaît la
chanson em 1998) entre outros. Dirigiu nove vezes Pierre
Arditti (La Vie est un roman, L’Amour à mort, Pas sur la
bouche…), oito vezes André Dussollier (On connaît la chanson, Mélo, Cœurs…), quatro vezes Lambert Wilson (Pas sur
la bouche, Vous n’avez encore rien vu…) e dez vezes Sabine
Azéma, a sua actriz « fétiche » com quem casou em 1998.
Alain Resnais faleceu a 1 de Março de 2014 com 91 anos,
antes da estreia, deste que acabou por ser o seu último filme
Aimer, boire et chanter.
Homenagem organisada em parceiria com
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
71
BOIRE ET CHANTER
Alain Resnais | 2014 | Comédia | 1h48 | M12
SINOPSE
Na província de Yorkshire, da Primavera ao Outono, a vida de três casais é
transtornada durante alguns meses, pelo comportamento enigmático do
amigo comum George Riley. Quando o médico Colin conta à sua esposa
Kathryn que o seu paciente George Riley corre o risco de ter os dias contados, ignora que este último tinha sido o primeiro namorado de Kathryn. O
casal que ensaia uma peça de teatro com o grupo local, convence George
a juntar-se ao grupo. George acaba por ter as cenas amorosas com Tamara,
a esposa do seu melhor amigo Jack, homem de negócios rico e muito infiel.
Jack, triste, tenta persuadir Mónica a esposa de George que o deixou para
viver com Simeon, para voltar para o marido e acompanhá-lo nos últimos
meses de vida.
Para surpresa dos homens com quem estas mulheres partilham as vidas,
George exerce uma estranha sedução sobre as 3 mulheres: Mónica, Tamara e Kathryn. Qual delas George Riley levará de férias aTenerife?
COM: Sabine Azéma, Hippolyte Girardot,
Caroline Sihol, Michel Vuillermoz, Sandrine
Kiberlain, André Dussolier, Alba Gaïa Bellugi
PRODUÇÃO: F CommeFilm
DISTRIBUIDOR: Alambique
ESTREIA EM FRANÇA: 26/03/2014
PRÉMIO:
2014 - Festival internacional de Cinema de
Berlin (Berlinale)
PRESENÇA EM FESTIVAIS:
2014 - Festival internacional de Cinema de
Berlin (Berlinale)
CRÍTICAS
''Attention: filme jubilatório. A última pirueta de um mágico do cinema antes
da sua saída de cena.''
Franck Nouchi , Le Monde
''(…) a vida de três casais numa farsa divertida, ligeira e bem-disposta.''
Alain Grasset, Le Parisien
filme legendado em português
72
15ª Festa do Cinema Francês
ENCORE RIEN VU
Alain Resnais | 2012 | Drama | 1h55 | M12
SINOPSE
Antoine d’Anthac, célebre autor dramático, convoca, para depois da sua morte, todos os seus amigos artistas que interpretaram a sua peça « Eurydice ». Gravou, antes de morrer, uma declaração, na qual lhes pedia para visualizarem uma captação
dos ensaios desta peça por um jovem grupo de actores, a companhia La Colombe.
Será que o amor, a vida, o amor depois da morte, terão ainda lugar numa cena de
teatro? Cabe-lhes a eles decidir. As surpresas serão mais que muitas…
COM: Mathieu Amalric,
Pierre Arditi,
Sabine Azéma, Jean-Noël Brouté, Denis
Podalydès
PRODUÇÃO: F Comme Film
DISTRIBUIDOR: Midas
ESTREIA EM FRANÇA: 26/09/2012
CRÍTICAS
"De qualquer madeira Resnais faz fogo, da lama ele faz ouro"
Jean-Baptiste Morain, Les Inrockuptibles
"Original do princípio ao fim, este filme intemporal com gosto a eternidade remexe
os sentimentos humanos como a massa de moldar as almas."
Alain Spira, Paris Match
"O mestre Alain Resnais convida-nos a celebrar a vida, o espectáculo e a criação no
seu último filme "Vous n'avez encore rien vu"
Florence Maillard, Transfuge
Programação completa : www.festadocinemafrances.com e
www.cinemateca.pt
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
73
PAGNOL
MARIUS, FANNY, CESAR, LA FEMME DU BOULANGER, REGAIN, ANGELE, LA FILLE DU PUISATIER, LE SCHPOUNTZ,
MANON DES SOURCES, TOPAZE, LES SOUVENIRS
D’ENFANCE…Marcel Pagnol é um dos criadores mais produtivos do século XX.
Teatro, cinema, ensaios, romances, trata todos os géneros
com sucesso conseguindo chegar ao coração do público
do mundo inteiro. As suas personagens simples mas muito
coloridas, púdicas mas expansivas são o reflexo da sua personalidade, das suas origens latinas, clássicas. Oscilando
entre o riso e as emoções a sua obra é profundamente
humana e mergulha-nos num universo moldado pelos valores universais: amizade, família, perdão e respeito pela
natureza. Soube atingir o universal falando da sua região da
Provence, das suas particularidades. “O universal atinge-se
a partir da nossa casa” tinha ele o hábito de dizer. Dissecando os comportamentos destas gentes que ele tão bem conhecia, Marcel Pagnol desenhou um retrato da
humanidade com os seus pequenos defeitos e as suas grandes virtudes. Aqui, inscreve-se na tradição da
Comédia Humana.
Tornando-se um dos grandes representantes culturais de França, a sua obra é estudada no mundo inteiro e
numerosos “remakes” foram produzidos tanto na China como no Japão ou ainda nos Estados Unidos ou no
Egipto. Graças a ele, a Provence, conseguiu a sua notoriedade no mundo.
Não desdenhando as honras, foi nomeado em 1954 Cônsul Honorário de Portugal no Mónaco e visita Lisboa em
companhia da sua mulher Jacqueline Bouvier.
Cineasta, romancista, autor dramático, director de estúdios de cinema e de agências de distribuição, adido de
imprensa … é bem difícil atribuir-lhe uma categoria. Escreveu de resto acerca de si próprio “quando vejo a longa
lista de personagens que desempenhei na minha vida, pergunto-me o que realmente sou”.
O mais fácil para partir ao seu encontro é sem dúvida mergulhar na sua obra que reflecte os diferentes aspectos
da sua personalidade. Uma visão pessimista da humanidade descrita com muita ternura e humanismo.
filme legendado em português
74
15ª Festa do Cinema Francês
15ª Festa do Cinema Francês
75
SCHPOUNTZ
Marcel Pagnol | 1938 | Ficção | 2h40 | M6
SINOPSE
Irénée Fabre (Fernandel) sonha vir a ser uma vedeta no mundo do
cinema. Uma equipa de rodagem de passagem pelo Midi, fá-lo acreditar
num contrato magnífico. Irénée apercebe-se, depois de várias aventuras,
que estavam a gozar com ele. Françoise tem pena dele e arranja-lhe um
trabalho fazendo com que lhe seja confiado um papel importante. É o
sucesso …a vida vai mudar completamente para Irénée...
COM: Fernandel, Fernand Charpin, Orane
Demazis
PRODUÇÃO: Les Films Marcel Pagnol
ARGUMENTO: Marcel Pagnol
FOTOGRAFIA: Willy-Gricha
SOM: Marcel Laboignat, Jean Lecoq
MONTAGEM: Suzanne Cabon, Suzanne De
Troeye
ESTREIA EM FRANÇA: 06/04/1938
filme legendado em português
76
15ª Festa do Cinema Francês
Raymond Leboursier, Marcel Pagnol | 1945 | Ficção | 1h57 | M6
SINOPSE
Fréderic Rostaing, filho de burgueses ricos, seduz Naïs a filha do intendente.
Toine um corcunda, protege-os. Mas um dia, o pai de Naïs surpreende-os
e tem um ataque de raiva. Decide despedir Frédéric para acabar com a
desonra. Mas a sua maldade volta-se contra ele e Naïs deixa-o e vai viver
com a família de Frédéric.
COM: Fernandel, Jacqueline Pagnol, Raymond Pellegrin
PRODUÇÃO: Les Films Marcel Pagnol
SOM: René Privat
MONTAGEM: Jeanne Rongier
FOTOGRAFIA: Charles Suin
ESTREIA EM FRANÇA: 22/11/1945
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
77
DE MON MOULIN
Marcel Pagnol | 1954 | Ficção | 2h40 | M6
SINOPSE
Numa noite de Natal, uma história destaca um dos pecados mortais : a
gula. O padre dom Balaguère vai ser tentado por Garrigou que estava
possuído pelo demónio e um réveillon de iguarias vai ter lugar …
L'Elixir du père Gaucher : Para salvar o abade da ruina, o Padre Gaucher
lança-se no fabrico de um elixir … Ou será antes um licor ?
Le Secret de maître Cornille : As velas do moinho do velho Meste
Cornille continuam a rodar apesar de nenhum habitante da aldeia lhe
trazer trigo … Donde vêem então todos estes sacos de farinha ? Qual é
o segredo do Mestre Cornille ?
COM: Rellys, Robert Vattier, Christian Lude
PRODUÇÃO: Compagnie Méditerranéenne
de Films (CMF)
SOM: Marcel Royné
MONTAGEM: Monique Lacombe
FOTOGRAFIA: Willy-Gricha
ESTREIA EM FRANÇA: 05/11/1954
filme legendado em português
78
15ª Festa do Cinema Francês
Marcel Pagnol | 1950 | Ficção | 2h16 | M6
SINOPSE
Topaze, é professor, e está secretamente apaixonado por Ernestine, a
filha do director da escola. Quando este último descobriu os sentimentos de Topaze despediu-o de imediato. Topaze aliou-se a um político
corrupto, experiência que o transforma completamente.
COM: Rellys, Robert Vattier, Christian Lude
ARGUMENTO: Marcel Pagnol
PRODUÇÃO: Les Fims Marcel Pagnol
SOM: Marcel Royné
MONTAGEM: Monique Lacombe
FOTOGRAFIA: Philippe Agostini
ESTREIA EM FRANÇA: 02/02/1951
filme legendado em português
15ª Festa do Cinema Francês
79
INFORMAÇÕES ÚTEIS
Bilhetes à venda nos locais e www.bilheteiraonline.pt e www.ticketline.pt
Preços variáveis segundo as cidades. Consultar os sítios das salas, das Alliances françaises e
www.festadocinemafrances.com (secção “por cidades”).
LISBOA
2 - 18 Outubro
LEIRIA
4 - 6 Novembro
SEIXAL
4 - 10 Outubro
CALDAS DA RAINHA
6 - 8 Novembro
COIMBRA
6 -10 Outubro
SÃO PEDRO DO SUL
7 - 9 Novembro
PORTIMÃO
9 - 11 Outubro
VIANA DO CASTELO
11- 14 Novembro
PORTO
13 - 19 Outubro
ALMADA
12 - 16 Novembro
FARO
21 -26 Outubro
SETUBAL
13 - 15 Novembro
BRAGA
28 - 30 Outubro
AVEIRO
20 - 21 Novembro
GUIMARÃES
31 Outubro - 4 Novembro
SANTAREM
21 - 23 Novembro
BEJA
4 - 9 Novembro
FUNCHAL
25, 26 e 28 Novembro
filme legendado em português
80
15ª Festa do Cinema Francês
LISBOA
Cinema São Jorge
SETÚBAL
Cinéma Charlot
ALMADA
Auditório Fernando Lopes-Graça
PORTIMÃO
Teatro Tempo - Teatro Municipal de Portimão
COIMBRA
Teatro Académico de Gil Vicente
FUNCHAL
Teatro Municipal Baltazar Dias
Avenida da Liberdade 175, 1250-141 Lisboa
Praça da Liberdade, 2800 - 648 Almada
Rua Dr. António Gamito, 11, 2900-285 Setúbal
Largo 1.º de Dezembro - 8500-538 Portimão
Praça da República, 3000-343 Coimbra
Avenida Arriaga - 9000-060 Funchal
PORTO
Casa das Artes
VIANA DO CASTELO
Teatro Sá da Bandeira (Sá de Miranda)
FARO
Teatro Municipal de Faro
SÃO PEDRO DO SUL
Cineteatro Jaime Gralheiro
GUIMARÃES
Centro Cultural de Vila Flor
AVEIRO
Teatro Aveirense
BEJA
PAX Julia
SEIXAL
Auditório Municipal do Forum Cultural do Seixal
CALDAS DA RAINHA
Centro Cultural de Caldas da Rainha
BRAGA
Theatro Circo
LEIRIA
Teatro Miguel Franco
SANTARÉM
Teatro Sá da Bandeira
Rua Ruben A, 210 - 4150-639 Porto
Horta das Figuras - Estrada Nacional 125 - 8005-518 Faro
Av D Afonso Henriques 4810-701 Guimarães
Praça da República 7800 - 427 Beja
Rua Dr. Leonel Sotto Mayor, 2500-227 Caldas da Rainha
Rua Dr. Américo Cortez Pinto, 2400-093 Leiria
Rua Sá de Miranda, 4900-529 Viana do Castelo
Rua António Correia de Oliveira 3660-426 S. Pedro do Sul
Rua Belém do Pará - 3810-066 Aveiro
Quinta dos Franceses, 2840-499 Seixal
Av. da Liberdade, 697, 4710-251 Braga
Rua João Afonso n.º 7, 2000-055 Santarém
15ª Festa do Cinema Francês
81
INFORMAÇÕES ÚTEIS
ALLIANCE FRANÇAISE DE L'ALGARVE
(FARO) – 351006
RUA 1º DE MAIO, 15
8000-411 FARO
[email protected]
OU [email protected]
TÉL/FAX : 289 828 881
ALLIANCE FRANÇAISE DE BEJA
351013
RUA DOS INFANTES, 44 – 2º
7800-495 BEJA
[email protected]
OU [email protected]
ALLIANCE FRANÇAISE DE CALDAS
DA RAINHA – 351012
RUA MIGUEL BOMBARDA, 11 – 1º - APARTADO
207
2500-238 CALDAS DA RAINHA
[email protected]
TÉL : 262 823 200 – FAX : 262 823 202
ALLIANCE FRANÇAISE DE SANTARÉM
AV. ANTÓNIO SANTOS, 5, 1° ESQ.
SANTARÉM
TÉL : 243 371 071
ALLIANCE FRANÇAISE DE COIMBRA
– 351005
RUA PINHEIRO CHAGAS, 60 – APARTADO
2049
3000-333 COIMBRA
INFO : [email protected]
TÉL : 239 701 252 – FAX : 239 404 850
ALLIANCE FRANÇAISE DE
GUIMARÃES – 351009
RUA DE CAMÕES, 30
4810-442 GUIMARÃES
[email protected]
TÉL / FAX : 253 415 653
82
15ª Festa do Cinema Francês
ANEXO BRAGA:
[email protected]
TÉL : 253 615 128
ALLIANCE FRANÇAISE DE LEIRIA -
351010
AVENIDA HERÓIS DE ANGOLA, 35 – 1º ESQ.
2400-154 LEIRIA
[email protected]
TÉL / FAX : 244 832 948
ALLIANCE FRANÇAISE DE LISBONNE
– 351001
AV. LUÍS BÍVAR, 91
1069-141 LISBOA
[email protected]
TÉL : 213 111 484/82 – FAX : 213 111 480
ALLIANCE FRANÇAISE DE PORTO
351008
RUA SANTA ISABEL 88
4050-536 PORTO
[email protected]
TÉL : 226 098 616 – FAX : 226 094 014
ALLIANCE FRANÇAISE DE SETÚBAL
351011
RUA ALMEIDA GARRETT, 27, R/C - APARTADO
219
2901-901 SETÚBAL
[email protected]
TÉL : 265 235 389 – FAX : 265 522 530
ACADEMIA DE LÍNGUAS DA MADEIRA
351003
RUA DO RIBEIRINHO DE BAIXO, 33B, 2°
9050-447 FUNCHAL
TÉL: 291 231 069
[email protected]
C O N T I N U A
A partir de 17 de Outubro
Sala VIP das AMOREIRAS
Consulte www.festadocinemafrances.com
15ª Festa do Cinema Francês
83
EQUIPA
A FESTA DO CINEMA FRANCÊS é organizada pelo Institut français du Portugal, a
Embaixada de França e a rede das Alliances françaises.
Director do Institut français du Portugal
Azouz Begag
Assistente do Director
Elsa Sobral Noura
Adido audiovisual Jean-Chrétien Sibertin Blanc
ComunicaçãoMargarida A. Silva
Parcerias e MecenatoDiogo Ferreira
Coordenação no PortoBernard Despomadères
Assistentes
Jocelyne Barreto, Carolina Cardoso,
Alice Afonso, Ana Mota
Apoio à organização
Anaïs Goger, Pauline Casaux, Aurélie Goguin et
Anne Ricordel
Secretariado geral e contabilidade
Henrique Dupart-Tanimoto (até Agosto 2014) e
Odran Trumel
Cristina Ferreira
Apoio técnicoJosé Neves
Apoio logístico
Carlos Gorito, Fernando Martins, Manuel Pedreiro,
Francisco Rebouço, Adelaide Vinagre e Graça Martins
Cafetaria L´Escale
Maria João Alves, Vanessa Oliveira e Béatrice Dupasquier
Visual e identidade gráficaPublicis Portugal
Adaptação e gestão do site web
Maud Téphany
Assessoria de imprensa
Hill + Knowlton Strategies
Spots TV e filme institucional
LoveMagna e Dizplay
OBRIGADO a TODOS !
Sem vós esta FESTA não seria possível!
87
15ª Festa do Cinema Francês
www.festadocinemafrances.com
facebook.com/festadocinemafrances

Documentos relacionados