Orientação Fonoaudiológica para Transexuais Masculinos

Сomentários

Transcrição

Orientação Fonoaudiológica para Transexuais Masculinos
Rua Dom Pedro II 891 conj. 604 CEP: 90550-142 - Porto Alegre – RS – Brasil
Fone/Fax: + 55 51 33376566 / 33256444 / 37791570
www.laringe.com.br
E-mail: [email protected]
[email protected]
A voz no indivíduo transexual masculino
Distúrbios vocais mais freqüentes
Tratamento cirúrgico: tireoplastia tipo IV e redução da
proeminência laríngea (pomo de adão)
Fonoterapia: monitoramento da voz durante a cirurgia e
terapia vocal pós cirúrgica.
A voz no indivíduo transexual masculino
Sendo a voz um produto altruísta e absolutamente individual e único,
se torna possível defini-la como um dos mais significativos meios de
expressão e de identificação do indivíduo. É através da voz que o sujeito
transmite sua identidade, estabelecendo a função primordial que o
diferencia das demais espécies: a comunicação. Portanto, o objetivo
considerado como uma das prioridades máximas de indivíduos transexuais
masculinos consiste em adaptar-se à função vocal feminina.
_____________________________________________________________________
Este Boletim Informativo tem circulação restrita aos nossos pacientes
Rua Dom Pedro II 891 conj. 604 CEP: 90550-142 - Porto Alegre – RS – Brasil
Fone/Fax: + 55 51 33376566 / 33256444 / 37791570
www.laringe.com.br
E-mail: [email protected]
[email protected]
A androfonia, voz grave característica dos homens, se constitui em um
dos principais obstáculos na comunicação do dia de transexuais, por
denunciar a situação do mesmo, ou seja, voz masculina em imagem física
feminina.
Distúrbios vocais mais freqüentes
Entre as dificuldades referentes a produção vocal de indivíduos
transexuais do gênero masculino, encontram-se:
- Não identificação com o padrão condizente com a estrutura
laríngea masculina.
- Constantes dificuldades na manutenção da voz optimal, ou
seja, a voz mais próxima ao padrão vocal feminino.
Quanto aos parâmetros vocais mais comumente referidos estão a
manutenção da altura vocal, intensidade e ressonância. Fatores estes
considerados na literatura científica como principais parâmetros na
identificação do sexo de um indivíduo.
_____________________________________________________________________
Este Boletim Informativo tem circulação restrita aos nossos pacientes
Rua Dom Pedro II 891 conj. 604 CEP: 90550-142 - Porto Alegre – RS – Brasil
Fone/Fax: + 55 51 33376566 / 33256444 / 37791570
www.laringe.com.br
E-mail: [email protected]
[email protected]
Tratamento cirúrgico
De relevante importância para a optimização do padrão vocal
idealizado por transexuais que almejam uma voz condizente a sua imagem
física.
A tireoplastia tipo IV promoverá uma condição anátomo-funcional
adequada a estrutura laríngea feminina, pois reduzirá a extensão
vibratória das pregas vocais e, consequentemente, elevará a freqüência da
voz.
Concomitantemente a cirurgia, a realização do monitoramento do
ajuste da voz mediante o controle da distância entre as cartilagens
tireóidea e cricóidea, se videncia como um procedimento de mensuração
importante para a nova condição laríngea do paciente. Tal procedimento é
realizado por profissional Fonoaudiólogo, o qual utiliza como aparelho de
mensuração um afinador musical digital em escala cromática, a qual
permite a análise de ganho em semitons da nova freqüência obtida na
cirurgia que será compatível a produzida por indivíduos do sexo feminino.
A redução da proeminência laríngea, mais comumente conhecida
como pomo de adão também se constitui em um procedimento cirúrgico
estético de sucesso a uma imagem física plena se associado a tireoplastia
já mencionada acima.
_____________________________________________________________________
Este Boletim Informativo tem circulação restrita aos nossos pacientes
Rua Dom Pedro II 891 conj. 604 CEP: 90550-142 - Porto Alegre – RS – Brasil
Fone/Fax: + 55 51 33376566 / 33256444 / 37791570
www.laringe.com.br
E-mail: [email protected]
[email protected]
Terapia vocal
Em relação aos parâmetros vocais a serem trabalhados na
fonoterapia, estão a adaptação da nova freqüência obtida na proporcional
extensão vocal que o paciente apresentará após a intervenção cirúrgica,
agora dentro do padrão vocal feminino.
Recursos como eliminação da ressonância de peito, principal
parâmetro que denuncia a voz masculina, é de suma importância para a
produção da nova voz. Para tal, técnicas fonoterápicas específicas são
aplicadas a fim de promover uma ressonância adequada a altura tonal do
paciente em questão.
Elementos como modulação, maneirismos, estudo do vocabulário
feminino, variação melódica, entre outros procedimentos consistem como
importantes recursos a serem utilizados na terapia vocal, visando a
obtenção do propósito almejado.
_____________________________________________________________________
Este Boletim Informativo tem circulação restrita aos nossos pacientes
Rua Dom Pedro II 891 conj. 604 CEP: 90550-142 - Porto Alegre – RS – Brasil
Fone/Fax: + 55 51 33376566 / 33256444 / 37791570
www.laringe.com.br
E-mail: [email protected]
[email protected]
Dados científicos a respeito dos procedimentos no arcabouço laríngeo:
Isshiki, N. et al. Auris Nasus Larynx 1985; 12 Suppl. 2: S 217-20.
Isshiki, N. et al. Acta Otolaryngol 1974; 78 (5-6): 451-7.
Isshiki, N. Folia Phoniatr (Basel) 1980; 32 (2): 119-54.
Tsuji, D.H. et al. Rev. Bras. Otorrinol 2002: 68 (1).
Tsuji, D.H. et al. Arq. Int. ORL 2003: 7 (3).
Maiores Informações:
www.laringe.com.br
_____________________________________________________________________
Este Boletim Informativo tem circulação restrita aos nossos pacientes