Reunião Matinal - XP Investimentos

Сomentários

Transcrição

Reunião Matinal - XP Investimentos
1 de novembro de 2012
Reunião Matinal/
Highlights/
Destaques/
Abertura
 WEGE3 -
O Ibovespa Futuro aponta para uma abertura em alta nesta quinta-feira. Os investidores
atuam em compasso de espera de dados sobre a economia norte-americana.
No continente asiático, onde os mercados já estão fechados, o sinal positivo foi predominante, após um indicador apontar a primeira expansão da indústria chinesa em três meses.
O PMI (Índice de Gerentes de Compra) da China, medido pelo HSBC, subiu para 49,5 em
outubro - seu maior nível em oito meses - em comparação com a leitura final de 47,9 em
setembro. Ainda que o índice continue em território de contração, a alta é o mais recente
sinal de recuperação da economia chinesa. Pouco antes, o governo chinês publicou o PMI
oficial do país, o qual aumentou para 50,2 em outubro, de 49,8 em setembro. Neste caso,
o indicador sugeriu expansão da atividade, uma vez que ficou acima dos 50.
Nos EUA, teremos o ADP Employment, relatório que revela o número de postos de trabalho
no setor privado no país. Além disso, será divulgado o Initial Claims, indicador que calcula
a quantidade de pedidos de auxílio-desemprego. Ainda teremos o Productivity & Costs,
índice mede a produtividade da mão-de-obra da economia norte-americana, excluída a
agropecuária. Enquanto isso, a Associação de Executivos de Compras dos EUA divulga o
ISM (Institute for Supply Management), também conhecido como NAPM Index, responsável
pela mensuração do nível de atividade industrial no país. Também será divulgado a confiança do consumidor e os estoques de petróleo do país. Por fim, o Departamento de Comércio publica o Construction Spending de setembro, que mede os gastos decorrentes da
construção de imóveis.
Aquisição da Injetel
 AMAR3
- Marisa entrega bom resultado no 3T12
 USIM5 - Ainda fraco
 CSNA3
- Bom por um lado, ruim por
outro
Bolsas Internacionais ∆%/
Pais Pontos
Dia
Ibovespa
Índice
BRA
57.068
(1,1)
Mês
(3,6)
2012
Dow Jones
EUA
13.097
-
(2,5)
6,6
S&P 500
EUA
1.412
-
(2,0)
11,8
FTSE 100
GBR
5.783
(1,1)
0,7
C AC 40
FRA
3.429
(0,9)
2,2
9,6
DAX
DEU
7.261
(0,3)
0,6
24,1
NIKKEI 225
JPN
8.928
1,0
0,7
6,3
SHASHR
SHA
2.166
0,3
(0,8)
(4,9)
0,6
3,9
Maiores Altas e Baixas /
Nome
Horário
País
Indicador
Referência
Estimativa
Anterior
quinta-feira, 1 de novembro de 2012
Ticker
∆%
Part. (%)¹
C IA DE TRANSMISA
TRPL4
4,5
0,15
LOJAS RENNER SA
LREN3
3,3
1,04
MMX MINERAC AO
MMXM3
2,6
1,06
LOC ALIZA
RENT3
2,0
0,71
GAFISA
GFSA3
(4,1)
1,61
PETROBRAS
PETR3
(3,6)
2,69
03:00
Japão
Vehicle Sales YoY
outubro
---
-8,10%
06:15
Espanha
Spain October Manufacturing PMI
outubro
44.1
44.5
07:30
UK
PMI Manufacturing
outubro
48.0
48.4
08:00
Brasil
IPC -S
outubro
0,52%
0,57%
ROSSI RESID
RSID3
(3,4)
0,96
09:00
Brasil
Produção Industrial
setembro
-0,50%
1,50%
PETROBRAS-PREF
PETR4
(3,4)
8,78
09:30
US
C hallenger Job C uts YoY
outubro
---
-70,80%
10:00
Brasil
PMI manufacturing
outubro
---
49,80
10:15
US
ADP Employment C hange
outubro
135k
162k
10:30
US
Nonfarm Productivity
3Q
1,5%
2,20%
10:30
US
Unit Labor C osts
3Q
1,10%
1,50%
10:30
US
Initial Jobless C laims
semanal
370k
369k
10:58
US
Markit US PMI Final
outubro
51.5
51.1
12:00
US
ISM Manufacturing
outubro
51.1
51.5
12:00
US
C onstruction Spending MoM
setembro
0,7%
-0,6%
14:30
US
Fed's Lockhart Speaks on the Economy
---
---
---
15:00
Brasil
Balança C omercial
outubro
US$ 2.1 bi
US$ 2.6 bi
19:00
US
Total Vehicle Sales
outubro
15M
14.88M
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
1- P articipação no índice Ibo vespa
Cotações/
Bolsas Internacionais ∆%/
Índice
Pontos
Pais
Dia
Mês
2012
Américas
Ibovespa
Brasil
57.068
(1,1)
(3,6)
0,6
Dow Jones
EUA
13.097
-
(2,5)
6,6
S&P 500
EUA
1.412
-
(2,0)
11,8
MEXBOL
México
41.626
0,1
1,9
11,9
5.783
(1,1)
0,7
3,9
Zona do Euro
FTSE 100
Reino Unido
C AC 40
França
3.429
(0,9)
2,2
9,6
Commodities Index ∆%/
Cotação
Dia
Mês
2012
Soja
1.548,8
0,8
(3,4)
28,1
Milho
755,8
1,9
(0,1)
29,9
Trigo
864,5
0,9
(4,2)
21,2
Açucar
19,5
(0,5)
(4,7)
(17,6)
Algodão
70,1
(1,2)
(0,8)
(20,2)
154,7
(1,6)
(10,9)
(33,6)
106,5
(0,9)
(6,1)
(36,3)
2.388,0
(0,1)
(5,1)
10,8
Índice
Grãos
Agrícolas
DAX
Alemanha
7.261
(0,3)
0,6
24,1
C afé
IBEX
Espanha
7.843
0,1
1,7
(7,6)
Suco de Laranja
C acau
Ásia
NIKKEI 225
Japão
SHASHR
Shangai
HANG SENG
Hong Kong
6,3
Energia
8.928
1,0
0,7
2.166
0,3
(0,8)
(4,9)
Petróleo Bruto (WTI)
86,1
0,5
(6,9)
(12,7)
21.642
1,0
3,8
17,6
Óleo C alefação
306,8
(0,6)
(2,9)
6,3
RBOB Gasolina
276,2
1,2
(5,4)
9,7
3,7
0,0
2,1
(2,4)
1.721,9
0,6
(2,9)
11,0
32,3
1,4
(6,7)
17,5
352,2
0,5
(6,3)
3,6
125,9
(0,3)
0,9
(2,8)
78,3
0,3
6,2
(1,5)
Bolsa Nacional ∆%/
GásNatural
Metais
Pontos
Dia
Mês
2012
Ibovespa
IBOV
57.068
(1,1)
(3,6)
0,6
Ouro
IBX
IBX
20.741
(1,0)
(1,1)
5,3
Prata
Small C aps
SMLLBV
1.459
0,4
(0,6)
21,5
C obre
C onsumo
IC ONBV
2.249
0,4
4,6
32,9
Financeiro
IFNC BV
Industrial
INDX
Imobiliário
IMOBBV
Índice
Ticker
3.557
(0,9)
(2,6)
2,6
11.303
(0,5)
0,4
17,5
888
(0,8)
(4,1)
18,5
Criação
Boi Gordo (EUA)
Porco Magro
Moedas ∆%/
Ticker
Cotação
Dia
Mês
2012
Dólar/Real
USDBRL
2,03
0,0
0,2
8,8
Euro/Real
EURBRL
2,63
0,0
1,0
9,0
Euro/Dolar
EURUSD
1,30
0,0
0,8
(0,0)
Yuan/Dólar
C NYUSD
0,16
0,1
0,8
1,3
JPYUSD
0,01
(0,2)
(2,3)
(2,7)
Divisa
Performance Setorial (∆%)/
Yen/Dólar
Performance Setorial
Diária ∆%
Indicadores Econômicos /
Infraestrutura
Varejo e Consumo
Unidade
2012E*
2013E*
∆
Selic
fim do período
7,25%
7,75%
0,5 p.p.
IPC A
% ao ano
5,45%
5,40%
-0,1 p.p.
IGP-M
% ao ano
8,30%
5,16%
-3,1 p.p.
PIB
% ao ano
1,54%
4,00%
2,5 p.p.
*Fo nte: B o letim Fo cus
Energia Elétrica
Mineração e Siderurgia
Financeiro
Papel & Celulose
Construção Civil
Aviação e Logística
Petróleo & Gás
Telecomunicações
-2,0
-1,5
-1,0
-0,5
0,0
0,5
1,0
1,5
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
Proventos/
Lista de empresas que anunciaram pagamento de proventos
Empresa
KEPLER WEBER
OBRASCON HUARTE
PORTO SEGURO SA
SUL AMERICA-UNIT
BANESTES
ITAU UNIBANCO
ITAU UNIBAN-PREF
BRADESCO SA
BRADESCO SA-PREF
ETERNIT
GRENDENE SA
KLABIN SA-PREF
PAO ACUCA-PREF
PROVIDENCIA
TRACTEBEL
AREZZO INDUSTRIA
Tipo
Frequência
Yield do
Provento
Yield da
Empresa
(12m)
-
JC P
Quadrimestral
-
2,1%
-
Dividendo
Semi anual
-
2,9%
Data Ex
Data de
PGTO
Líquido
Bruto
KEPL3
30/10/2012
14/11/12
-
OHLB3
30/10/2012
-
-
PSSA3
31/10/2012
Código
-
0,511
0,601
JC P
Anual
2,4%
4,6%
SULA11 31/10/2012
22/11/12
0,036
0,036
Dividendo
Irregular
0,2%
5,1%
BEES3
01/11/2012
03/12/12
0,002
0,003
JC P
Anual
0,4%
6,3%
ITUB3
01/11/2012
03/12/12
0,015
0,015
Dividendo
Mensal
0,1%
4,3%
ITUB4
01/11/2012
03/12/12
0,015
0,015
Dividendo
Mensal
0,1%
3,8%
BBDC 3
05/11/2012
03/12/12
0,016
0,019
JC P
Mensal
0,1%
3,9%
BBDC 4
05/11/2012
03/12/12
0,018
0,021
JC P
Mensal
0,1%
3,5%
ETER3
06/11/2012
14/11/12
0,136
0,136
Dividendo
Trimestral
1,6%
8,3%
GRND3
07/11/2012
21/11/12
0,288
0,288
Dividendo
Trimestral
1,9%
5,4%
KLBN4
13/11/2012
21/11/12
0,087
0,087
Dividendo
Quadrimestral
0,7%
2,5%
PC AR4
13/11/2012
23/11/12
0,094
0,110
JC P
Trimestral
0,1%
0,8%
PRVI3
14/11/2012
26/11/12
0,241
0,241
Dividendo
Semi anual
3,0%
6,1%
TBLE3
26/11/2012
-
0,360
0,423
JC P
Irregular
1,0%
6,4%
ARZZ3
01/07/2013
31/07/13
0,085
0,100
JC P
Irregular
0,2%
1,1%
Fonte: Análise XP e Bloomberg
1 - Dividend Yield estimado da empresa no ano em questão, com base no consenso das previsões do Bloomberg.
2 - Yield do provento a ser distribuído (valor bruto do provento ÷ preço de fechamento)
Atenção: A lista de empresa descrita acima tem caráter informativo, aconselhamos a verificação das informações junto a empresa (fato
relevante) para a validação de qualquer informação.
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
Painel Corporativo/
WEG - WEGE3/
WEG SA
AQUISIÇÃO DA INJETEL
Recomendação
A WEG, empresa atuante no segmento de bens de capital, anunciou a aquisição da Injetel
Indústria e Comércio de Componentes Plásticos. A companhia adquirida é especializada na
fabricação e comercialização de interruptores, tomadas e plugues para aplicações comerciais e prediais, contanto com cerca de 50 colaboradores e tendo gerado, aproximadamente,
R$ 7 milhões de receita em 2011. O valor envolvido na negociação não foi divulgado pela
Weg, uma vez que a aquisição não representa investimentos relevantes em termos financeiros. Por fim, a WEG ressaltou que tal aquisição não aciona o direito de recesso aos acionistas.
Considerando o porte da aquisição (representa apenas 0,1% da receita líquida de
2011), acreditamos que o deal não é um trigger para as ações da Weg nesta sessão. A incorporação da Injetel parece uma estratégia acessória para as atividades
finais da companhia, não sugerindo nenhum grande ganho operacional, apenas
oportuno. No segmento de Bens de Capital, preferimos a exposição em OSX
(OSXB3), dado seu valuation extremamente atrativo e capacidade de incorporar
novos pedidos.
-
Setor
Bens de C apital
Valor de Mercado (MM)
R$ 14.485,7
C otação
R$ 23,33
Preço Alvo¹
R$ 22,78
Upside
Máx e Min 52 sem.
-2,4%
R$ 24,11 - R$ 16,96
Volume Méd. 30D (M)
R$ 5,8
Dividend Yield
2,4%
Beta
0,5
P/L 2012e¹
21,6x
Fo nte: A nálise XP e B lo o mberg
1- Co nsenso de mercado B lo o mberg
LOJAS MARISA - AMAR3/
MARISA LOJAS SA
Recomendação
MARISA ENTREGA BOM RESULTADO NO 3T12
Setor
A Marisa, maior varejista de moda feminina e íntima do país, divulgou seu resultado referente ao 3T12, acima da expectativa do mercado.
•Receita líquida da empresa aumentou consideravelmente (30,7%), mostrando que a estratégia “Projeto mais por m²” tem agregado valor. No 3T12, a Marisa incluiu o setor de calçados em mais de 100 lojas, totalizando 125 lojas. O indicador vendas nas mesmas lojas
também surpreendeu, com crescimento de 17,2%, ante alta de 6,9% no mesmo período do
ano passado.
Varejo Vestuário
Valor de Mercado (MM)
R$ 5.501,5
C otação
R$ 29,81
Preço Alvo¹
R$ 29,54
Upside
Máx e Min 52 sem.
•Despesas Gerais e Administrativas recuaram 19% para R$ 25 milhões. Se fizermos a comparação como percentual da receita líquida, as despesas caíram 2,7%. Isso é resultado da
iniciativa da empresa em controlar os custos administrativos, a quantidade média de funcionários do Escritório Central foi reduzida em 16,5%.
Volume Méd. 30D (M)
•Participação dos Cartões Marisa no total de vendas aumentou 0,5% para 47,6% em relação ao 3T11. Se a recuperação, em especial, do Cartão Private Label ocorrer, isso poderá
incrementar os próximos resultados da companhia.
P/L 2012e¹
-0,9%
R$ 30 - R$ 16,54
Dividend Yield
Beta
Fo nte: A nálise XP e B lo o mberg
1- Co nsenso de mercado B lo o mberg
MARISA
Receita Líquida
3T12
3T12E¹
Δ%
3T11
Δ%
2T12
Δ%
729,9
5,2%
630,4
15,8%
558,2
30,7%
693,5
EBITDA ajustado²
124,6
105,7
17,9%
82,5
51,0%
120,7
3,2%
Margem EBITDA ajustado
17,1%
16,8%
1,8%
14,8%
15,5%
17,4%
-1,9%
43,6
52,1%
34,0
94,9%
47,6
39,3%
6,92%
31,3%
6,1%
49,0%
6,9%
32,3%
Lucro Líquido
Margem Líquida
66,3
9,08%
Fonte: Bloomberg, Broadcast e Análise XP
1.Médias das estimativas de mercado
2.Ajustado em itens não recorrentes, sem impacto caixa.
Interpretamos o resultado como POSITIVO para a Marisa, que mostrou com os
números que sua estratégia de gerar mais valor por metro quadrado está funcionando. Sendo assim, a empresa dá mais destaque aos produtos que geram mais
receitas como, por exemplo, a venda de calçados em parte de suas lojas. O indicador de receita nas mesmas lojas aumentou acima de suas concorrentes que já
apresentaram o resultado (Renner +13,2%; Arezzo +14,2%; Hering +1%), outro
fator positivo. Contudo, não vemos grande upside para os papéis da empresa, dado que as ações da Marisa já valorizaram mais de 75% em 2012, acreditamos em
uma manutenção desse movimento de alta.
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
R$ 8,9
0,6%
0,8
27,8x
Painel Corporativo/
USIMINAS - USIM5/
USIMINAS-PREF A
AINDA FRACO
Recomendação
Usiminas divulgou seus resultados agora pela manhã, vamos aos destaques:
Vendas. Em suma vimos números ainda fracos como fica evidente pela avaliação da tabela
abaixo. Decepção grande para queda dos volumes de venda de minério de ferro (-24% ante
o 2T12) e para os fracos volumes de aço (-7% ante o 2T12) enquanto a CSN conseguiu
incrementar ambos. No entanto, cabe ressalva importante que a empresa melhorou o mix
de vendas e direcionou uma parte maior para o mercado interno e com isso conseguiu surpreender positivamente no top line.
Operacional e última linha. Os custos seguem pressionando, mas a empresa conseguiu
manter margem bruta. No entanto, dois efeitos negativos extraordinários pesaram sobre as
despesas (provisão de contrato de transporte com a MRS e provisão de contingências em
aquisição de participações societárias) e fizeram com que a empresa tivesse uma margem
operacional negativa mais uma vez e, consequentemente, prejuízo na última linha.
Não Atrativa
Setor
Siderurgia
Valor de Mercado (MM)
C otação
R$ 9,81
Preço Alvo¹
R$ 10,89
Upside
Máx e Min 52 sem.
11,1%
R$ 13,77 - R$ 5,57
Volume Méd. 30D (M)
Dividend Yield
Beta
P/L 2012e¹
Fo nte: A nálise XP e B lo o mberg
1- Co nsenso de mercado B lo o mberg
Apesar da melhora de mix de vendas, classificamos os números da Usiminas como
fracos e aquém do esperado. Os fracos volumes e a queda no preço do minério
pesaram forte e vimos os dois principais segmentos perderem margem Ebitda: a
siderurgia de 6%, no 2T12, para 2%; e a mineração de 47% para 36%. Chama
atenção sua elevada Dívida Líquida de R$ 4,1 bilhão frente a um Ebitda de R$ 844
milhões nos últimos 12 meses, levando a um indicador DL/Ebitda de 4,9x, o que
consideramos muito elevado.
Depois dos avanços em seu ciclo financeiro apresentado no 2T12 e os incentivos
governamentais dado ao setor, esperávamos um pouco mais da empresa. Seguimos com nossa visão não atrativa e seguimos céticos quanto à capacidade da empresa em agregar valor. Considerando a dificuldade de se obter melhoras operacionais e com múltiplos bastante elevados (P/L 2013E de 25x e EV/Ebitda 2013E de
10x), acreditamos que a relação risco x retorno do investimento em ações de Usiminas não se justifique.
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
R$ 10.354,6
R$ 77,4
0,9%
1,4
-
Painel Corporativo/
CSN - CSNA3/
SID NACIONAL
BOM POR UM LADO, RUIM POR OUTRO
Vendas. A CSN reportou um resultado com forte melhora de venda de volume de aço
(+13% ante o 2T12 e 35% superior ao 3T11), com destaque para o mercado interno, que
ajudou a compensar a redução no preço do minério e levou ao incremento de topline em
ambas comparações.
Operacional. No entanto, a pressão de custos permaneceu e as despesas cresceram em
linha com o aumento de volumes, com isso a empresa teve mais uma vez queda de margens (bruta de -1p.p ante o 2T12 e Ebitda de 2 p.p ante o 2T12) no seu resultado consolidado, ainda que em linha com o esperado.
Lucro. Diferentemente do 2T12 quando a empresa contabilizou o prejuízo de seus investimentos em ações da Usiminas, este resultado não foi impactado por tal evento. No entanto,
as despesas financeiras pesaram (resultado financeiro negativo em R$ 497 milhões) e o
resultado na última linha ficou aquém do esperado pelo mercado.
Recomendação
-
Setor
Siderurgia
Valor de Mercado (MM)
R$ 16.373,0
C otação
R$ 11,23
Preço Alvo¹
R$ 13,95
Upside
Máx e Min 52 sem.
24,2%
R$ 19,55 - R$ 9
Volume Méd. 30D (M)
Dividend Yield
Beta
P/L 2012e¹
Fo nte: A nálise XP e B lo o mberg
1- Co nsenso de mercado B lo o mberg
Classificamos o resultado da CSN como marginalmente negativo essencialmente
pelo fraco resultado na última linha. Operacionalmente o segmento de siderurgia
realmente apresentou melhora importante com incremento de volumes (acima do
esperado pelo mercado) e conseguindo incremento de 1 p.p de margem Ebitda,
mesmo com a pressão de custos e considerando preços flat. No entanto, os menores preços de minério pesaram negativamente, com o segmento apresentando
queda de 11p.p de margem Ebitda na esteira de menores preços. No entanto, o
aumento de seu endividamento pesou e afetou a última linha. Chama atenção tal
ponto, uma vez que a empresa trabalha, hoje, com uma relação dívida líquida/
EBITDA de 3,28x, o que consideramos elevado. Apesar das melhores margens em
comparação a Gerdau e Usiminas, não recomendamos exposição ao papel, em função de tal endividamento, pela estratégia de investimentos da empresa (caso do
investimento em Usiminas, por exemplo) e pelos desafios enfrentados pela empresa em incrementar sua capacidade de produção de minério de ferro
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
R$ 57,1
7,3%
1,2
114,6x
Recomendações/
Carteiras Recomendadas
Top Picks
Ativo
Performance
Data de
Compra
Cotação
Atual *
Semanal
4 semanas Em 2012
Inicial**
Multiplus ON
MPLU3
22-out-12
46,72
1,9%
12,9%
52,5%
8,5%
C etip ON
C TIP3
03-set-12
23,56
2,6%
-9,8%
-11,5%
-10,1%
P.Acucar-C bd PN
PC AR4
24-set-12
93,00
0,0%
-4,3%
41,3%
5,3%
BR Properties ON
BRPR3
29-out-12
26,34
0,8%
-0,9%
46,7%
0,8%
Santos Brp UNT N2
STBP11
08-out-12
29,11
9,1%
-1,4%
19,8%
-1,4%
2,9%
-2,7%
8,4%
31,7%
0,7%
-2,7%
1,1%
-14,8%
Top Picks
Ibovespa
* P reço s médio s
Carteiras Mensais
**P erfo rmance desde 03 de maio de 2010
Performance
Na
semana
No mês
Em 2012
Em 2011
Inicial*
Carteira Recomendada XP
1,4%
-1,7%
27,5%
-12,1%
129,2%
Carteira XP Dividendos
0,2%
4,3%
10,8%
4,0%
95,5%
Carteira XP Small Caps
-0,9%
-0,7%
30,4%
-18,9%
-
Ibovespa
-0,4%
-3,6%
0,6%
-18,1%
20,7%
*P erfo rmance desde 30 de abril de 2009
Carteira XP Small Caps/
110
100
90
80
70
jun-11
Small Caps XP
ago-11
out-11
dez-11
Ibovespa
fev-12
abr-12
Top Picks/
150
130
110
90
70
mai-10
TOP PICKS XP
set-10
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
jan-11
mai-11
IBOV
set-11
jan-12
Recomendações/
Mapa de Recomendações/
Nome
Código
Recomendação
Nome
Código
Recomendação
AES Tietê
GETI4
Neutra
M Dias Branco
MDIA3
Neutra
Aliansce
ALSC 3
Neutra
Magnesita
MAGG3
Neutra
ALL
ALLL3
Neutra
MetalLeve
LEVE3
Neutra
Alpargatas
ALPA4
Atrativa
Marfrig
MRFG3
Não Atrativa
Ambev
AMBV4
Atrativa
Mills
MILS3
Atrativa
Arrezo
ARZZ3
Não Atrativa
MPX Energia
MPXE3
Atrativa
BR Malls
BRML3
Neutra
MRV
MRVE3
Neutra
BR Properties
BRPR3
Atrativa
Multiplan
MULT3
Neutra
Bradesco
BBDC 3
Neutra
Odontoprev
ODPV3
Neutra
Banco do Brasil
BBAS3
Neutra
OGX
OGXP3
Neutra
Brasil Agro
AGRO3
Atrativa
OHL
OHLB3
Atrativa
BRF Foods
BRFS3
Neutra
OI Pn
OIBR4
Atrativa
Brookfield
BISA3
Neutra
OSX
OSXB3
Atrativa
CCR
C C RO3
Neutra
Panamericano
BPNM4
Neutra
C etip
C TIP3
Atrativa
Pão de Açúcar
PC AR4
Atrativa
C ielo
C IEL3
Neutra
PDG Realty
PDGR3
Neutra
C oelce
C OC E5
Neutra
Petrobras ON
PETR3
Neutra
C omgás
C GAS5
Atrativa
Positivo Informática
POSI3
Não Atrativa
C opasa
C SMG3
Neutra
RaiaDrogasil
RADL3
Neutra
C osan
C SAN3
Neutra
Randon
EC O Rodovias
EC OR3
Atrativa
Eletropaulo
ELPL4
Estácio
RAPT4
Neutra
Trans. Paulista
RNEW11
Atrativa
Não Atrativa
Santos Brasil
STBP11
Atrativa
ESTC 3
Neutra
São Martinho
SMTO3
Atrativa
Eternit
ETER3
Neutra
Sierra Brasil
SSBR3
Atrativa
Fer Heringer
FHER3
Neutra
SLC Agrícola
SLC E3
Atrativa
General Shoppings
GSHP3
Neutra
Sul America
SULA11
Atrativa
Met. Gerdau
GOAU4
Neutra
Taesa
TAEE11
Atrativa
Grendene
GRND3
Neutra
Technos
TEC N3
Atrativa
Ideiasnet
IDNT3
Restritos
Tecnisa
TC SA3
Neutra
Iguatemi Shoppings
IGTA3
Neutra
Telefonica Brasil
VIVT4
Atrativa
IMC
IMC H3
Atrativa
T4F
SHOW3
Atrativa
Iochpe Maxion
MYPK3
Atrativa
Tractebel
TBLE3
Atrativa
Itausa
ITSA4
Atrativa
Trans. Paulista
TRPL4
Neutra
JBS
JBSS3
Não Atrativa
Ultrapar
UGPA3
Neutra
Julio Simões
JSLG3
Atrativa
Usiminas PNA
USIM5
Não Atrativa
Light
LIGT3
Neutra
Vale ON
VALE3
Atrativa
LLX
LLXL3
Neutra
Valid
VLID3
Atrativa
Lojas Renner
LREN3
Não Atrativa
Vanguarda Agro
VAGR3
Neutra
Lupatech
LUPA3
Neutra
*Fo nte: A nálise XP
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
Fundos Acompanhados/
Relatório Diário - Fundos de Investimento Imobiliário
31/10/2012
19:11
Maiores Altas
Fundo
Código
Preço Atual
Var %
Fundo
Código
RB Capital Renda I
FIIP11B
R$ 173,00
8,06%
Hotel Maxinvest
R$ 317,00
-3,65%
Hospital da Criança
HCRI11B
R$ 300,00
7,14%
Square Faria Lima
FLMA11
R$ 2,18
-2,68%
Memorial Office
FMOF11
R$ 220,00
4,51%
BB Renda de Papéis
RNDP11
R$ 932,00
-1,89%
Industrial do Brasil
FIIB11
R$ 364,95
4,27%
BB Renda Corporativa
BBRC11
R$ 110,90
-1,85%
Projeto Água Branca
FPAB11
R$ 410,00
2,24%
BB Votorantim JHSF Cidade
BBVJ11
Jardim Continental
R$ 118,10
Tower
-1,58%
XP Gaia
Código
HTMX11B
XPGA11
Código
MXRF11
R$ 109,50
Último Negócio
R$ 113,40
Cota Inicial
R$ 100,00
Cota Inicial
R$ 100,00
R$ 0,84
15/out/12
Próx./Ult. Rendimento:
R$ 1,12
Rend./Ult. Negócio
0,77%
Rend./Ult. Negócio
0,99%
Rend./Cota Inicial
0,84%
Rend./Cota Inicial
1,12%
Quant. Negociada
9.455
Quant. Negociada
Quant. De Negócios
11.332
98
Quant. De Negócios
AESEPAR
RNGO11
Código
AEFI11
Último Negócio
R$ 101,00
Último Negócio
R$ 114,80
Cota Inicial
R$ 100,00
Cota Inicial
R$ 100,00
Próx./Ult Rendimento:
R$ 0,83
15/out/12
Próx./Ult Rendimento:
R$ 0,86
Rend./Ult. Negócio
0,82%
Rend./Ult. Negócio
0,75%
Rend./Cota Inicial
0,83%
Rend./Cota Inicial
0,86%
Quant. Negociada
9.592
Quant. Negociada
3.357
Quant. De Negócios
166
Quant. De Negócios
BTG Fundo de Fundos
Código
BCFF11B
Último Negócio
R$ 131,99
Cota Inicial
R$ 100,00
Próx./Ult Rendimento:
R$ 1,49
15/out/12
VBI FL 4440
R$ 111,99
Cota Inicial
R$ 100,00
Próx./Ult Rendimento:
Rend./Ult. Negócio
Rend./Cota Inicial
1,49%
Rend./Cota Inicial
Quant. Negociada
4.891
Quant. Negociada
Quant. De Negócios
CENESP
Código
FVBI11B
Último Negócio
1,13%
83
R$ 0,75
0,75%
11.163
112
BTG Pactual Corporate Office Fund
CNES11B
Código
BRCR11
R$ 128,00
Último Negócio
R$ 153,90
Cota Inicial
R$ 100,00
Cota Inicial
R$ 100,00
R$ 0,82
29/out/12
Próx./Ult Rendimento:
R$ 0,83
Rend./Ult. Negócio
0,64%
Rend./Ult. Negócio
0,54%
Rend./Cota Inicial
0,82%
Rend./Cota Inicial
0,83%
Quant. Negociada
414
Quant. Negociada
6.645
Quant. De Negócios
12
05/out/12
0,67%
Último Negócio
Próx./Ult Rendimento:
15/out/12
53
Código
Rend./Ult. Negócio
Quant. De Negócios
15/out/12
106
Rio Negro
Código
Var %
Maxi Renda
Último Negócio
Próx./Ult Rendimento:
Preço Atual
Quant. De Negócios
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br
32
15/out/12
Disclosure/
Rossano Oltramari
William Castro Alves
Analista, CNPI
Analista, CNPI
[email protected]
[email protected]
Equipe/
Analistas
Caio Sasaki, CNPI-T
Gustavo Carrizo, CNPI-T
Assistentes de Análise
[email protected]
[email protected]
Daniel Noronha
Diego Muniz
Lauro Vilares, CNPI-T
[email protected]
Martha Matsumura
Luiz Augusto Cerávolo, CNPI-T
[email protected]
Priscila Pereira
Rossano Oltramari, CNPI
Tito Gusmão, CNPI-T
William Alves, CNPI
[email protected]
[email protected]
[email protected]
[email protected]
Richard Cole
[email protected]
Revisão
tito.gusmã[email protected]
w [email protected]
[email protected]
Yordanna Colombo
[email protected]
Disclaimer/
1.
O atendimento de nossos clientes pessoas físicas e jurídicas (não-institucionais) é realizado por escritórios parceiros de agentes autônomos de investimento. Todos os agentes autônomos de investimento que atuam através da XP Investimentos CCTVM S/A (“XP Investimentos Corretora”) encontram-se devidamente
registrados na Comissão de Valores Mobiliários. A relação completa dos agentes autônomos vinculados à XP Investimentos Corretora pode ser consultada no site
www.cvm.gov.br <http://www.cvm.gov.br/> > Agentes Autônomos > Relação dos Agentes Autônomos contratados por uma Instituição Financeira > Corretoras >
XP Investimentos. Na forma da legislação da CVM, o agente autônomo de investimento não pode administrar ou gerir o patrimônio de investidores. O agente autônomo é um intermediário e depende da autorização prévia do cliente para realizar operações no mercado financeiro.
2.
Este relatório foi elaborado pela XP Investimentos CCTVM S/A (´XP Investimentos Corretora´) e tem como único propósito fornecer informações que
possam ajudar o investidor a tomar sua decisão de investimento. Este relatório não constitui oferta ou solicitação de compra ou venda de qualquer instrumento
financeiro. As informações contidas neste relatório são consideradas confiáveis na data da divulgação deste relatório e foram obtidas de fontes públicas consideradas
confiáveis.
3.
O analista de investimento responsável pela elaboração deste relatório, em conformidade ao artigo 17, I, da Instrução Normativa CVM n. 483/10, declara
que as recomendações expressas neste relatório refletem única e exclusivamente suas opiniões pessoais e foram produzidas de forma independente, inclusive em
relação à pessoa ou a instituição à qual está vinculado.
4.
O analista de investimento está indiretamente envolvido na intermediação dos valores mobiliários objeto deste relatório, em conformidade ao artigo 17, II,
c, da Instrução Normativa CVM n. 483/10.
5.
A remuneração do analista de investimento responsável por este relatório é indiretamente influenciada pelas receitas provenientes dos negócios e operações financeiras realizadas pela pessoa a que esteja vinculado, em conformidade ao artigo 17, II, e, da Instrução Normativa CVM n, 483/10.
6.
Os instrumentos financeiros discutidos neste relatório podem não ser adequados para todos os investidores. Este relatório não leva em consideração os
objetivos de investimento, situação financeira ou necessidades específicas de cada investidor. Os investidores devem obter orientação financeira independente, com
base em suas características pessoais, antes de tomar uma decisão de investimento. A rentabilidade de instrumentos financeiros pode apresentar variações, e seu
preço ou valor pode aumentar ou diminuir. Os desempenhos anteriores não são necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste relatório em relação a desempenhos futuros. A XP Investimentos Corretora se exime de qualquer responsabilidade
por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste relatório ou seu conteúdo.
7.
Este relatório não pode ser reproduzido ou redistribuído para qualquer pessoa, no todo ou em parte, qualquer que seja o propósito, sem o prévio consentimento por escrito da XP Investimentos Corretora. Informações adicionais sobre os instrumentos financeiros discutidos neste relatório se encontram disponíveis
quando solicitadas.
8.
A Ouvidoria da XP Investimentos Corretora tem a missão de servir de canal de contato sempre que os clientes que não se sentirem satisfeitos com as
soluções dadas pela empresa aos seus problemas. Para contato, ligue 0800 722 3710.
9.
O custo da operação e a política de cobrança estão definidos nas tabelas de custos operacionais disponibilizadas no site da Corretora: www.xpi.com.br.
10.
Inexistem situações de conflitos de interesses entre a XP Investimentos e a utilização desse produto.
11.
Este relatório é baseado na avaliação dos fundamentos de determinadas empresas e dos diferentes setores da economia. A análi se do ativo objeto do
relatório utiliza como informação os resultados divulgados pelas companhias emissoras e suas projeções. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os
eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento.
12.
Este produto é indicado, sobretudo, a investidores cujo perfil haja sido definido como Moderado, Moderado-agressivo, Agressivo, de acordo com a Política
de Suitability empregada pela XP Investimentos.
13.
Ação é uma fração do capital de uma empresa que é negociada no mercado. É um título de renda variável, ou seja, um investimento no qual a rentabilidade não é preestabelecida, dependendo das cotações nos mercados. O investimento em ações é um investimento de risco e os desempenhos anteriores não são
necessariamente indicativos de resultados futuros e nenhuma declaração ou garantia, de forma expressa ou implícita, é feita neste material em relação a desempenhos. As condições de mercado, o cenário macroeconômico, os eventos específicos da empresa e do setor podem afetar o desempenho do investimento, podendo
resultar até mesmo em significativas perdas patrimoniais. A duração recomendada para o investimento é de médio-longo prazo. O patrimônio do cliente não está
garantido neste tipo de produto.
Análise XP Investimentos | www.xpi.com.br

Documentos relacionados

Reunião Matinal - XP Investimentos

Reunião Matinal - XP Investimentos de telefonia celular atingiu um estágio de maturidade no Brasil, e que as adições brutas de linha devem ser menores daqui para frente. No entanto, vemos algum potencial de recuperação neste segment...

Leia mais