noite de luar

Сomentários

Transcrição

noite de luar
Direitos exclusivos para língua portuguesa:
Copyright © 2005 da Autora
Midi: Vincente (Starry Night) - Josh Groban
Distribuição exclusiva através da
Biblioteca Virtual "Cá Estamos Nós".
Autorizadas a reprodução e distribuição gratuita
desde que sejam preservadas as características
originais da obra.
"Cá Estamos Nós" - Fundado em 15-07-98
Portal "Cá Estamos Nós":
1ª Edição Eletrônica
Edição Eletrônica: L P Baçan
Julho de 2005
Somos Produtores e não Repassadores
Director: Carlos Leite Ribeiro
http://carlosleiteribeiro.portalcen.org
SUMÁRIO
A AUTORA
A INGRATIDÃO
AS MULHERES MODERNAS
CRIANÇAS NA RUA
MINHA PRIMEIRA BONECA
DANDO NÓ EM TRILHO
MEU SONHO DE MENINA
NA ESTRADA DA VIDA
MINHAS LEMBRANÇAS
MUDAR É PRECISO...
O MARGINAL
NATAL
NOITE DE LUAR
NOSSA FILHA QUE PARTIU
NOSSOS PAIS
O MUNDO DÁ MUITAS VOLTAS
PAZ
QUANDO A VELHICE CHEGAR
SABEDORIA POPULAR
SAUDADE
UMA VIAGEM INESQUECÍVEL
SÔNIA MARIA TEIXEIRA DA SILVA
Data de nascimento: 4 de outubro de 1942
Naturalidade: Belém/PA
Filiação: Manoel Teodoro Negrão Teixeira e
Cleodomira de Moura Teixeira
Profissões: Advogada e Professora.
FORMAÇÃO:
Magistério – Colégio Gentil Bittencourt –
1957/1959
Direito – Universidade da
Amazônia–UNAMA – 1985/1989
Pós-Graduação em Direito – Universidade da
Amazônia-UNAMA – 1992/1994
PRODUÇÃO LITERÁRIA:
- Diversos artigos jurídicos publicados via
INTERNET, livros e revistas.
CONTOS: VIVER O PRESENTE - 2004
(Concurso de Talentos da Maturidade)
A TRISTEZA DE JOÃO – 2004.
Home page: Clique aqui
e
A INGRATIDÃO
A ingratidão causa tristeza
em quem sempre estendeu a mão.
A pessoa que se doa
nada espera e até perdoa,
mas não suporta a ingratidão.
Ser grato é fazer um trato
com seu próprio coração.
Quem recebe uma boa ação,
deve retribuir com gratidão.
Ser ingrato é não saber agradecer;
é só se preocupar em receber,
e do seu benfeitor esquecer.
Esquecer quem lhe estendeu a mão
é uma enorme ingratidão
e só traz amargura ao coração.
AS MULHERES MODERNAS
As mulheres de hoje reclamam
que os homens não querem nada.
Quem sabe a atitude dos homens
não seja uma reação às mulheres?
Elas fazem tudo sozinhas,
sem precisar deles pra nada.
Eles se sentem menores
e tomam a atitude errada.
As mulheres devem deixar
que os homens assumam o comando.
Assim eles pensarão que têm
um grande poder de mando.
Eles se sentem felizes e fazem tudo por elas.
Elas, na retaguarda,
são realmente as que mandam.
MINHA PRIMEIRA BONECA
CRIANÇAS NA RUA
Crianças na rua, sem ter um caminho,
cheirando cola, sem ter um carinho.
Crianças com fome, tremendo de frio,
com tantos vícios, que dá arrepio.
Crianças carentes, caladas, sofridas,
pedindo um trocado, pra sobreviver.
Crianças bandidas, coitadas, perdidas,
sem saber viver.
Adulto culpado por ter sido votado
e nada fazer.
Pais arrasados, de braços cruzados,
sem saber o que dizer.
Recordo-me muito bem
de quando ainda era criança.
Ganhei meu primeiro bem;
foi uma boneca de trança.
Ela era muito pretinha,
com fitinha em cada trança;
seu vestido de bolinha
parecia uma criança.
Eu gostava muito dela;
lembrava minha babá.
Em sua cor era bela,
tanto quanto minha bá.
DANDO NÓ EM TRILHO
Postos os dois de castigo,
com caras de "nem te ligo",
assim que eram liberados,
voltavam a ser danados.
Pedro e Ana eram uns diabinhos;
dois moleques danadinhos.
Davam trabalho a seus pais,
que já não agüentavam mais.
Todos os seus professores
diziam em estribilho:
vocês dois dão nó em trilho.
Amolavam os vizinhos,
prendiam os passarinhos,
jogavam gatos lá do alto,
pra ver se eram bons de salto.
Quebravam os vidros da janela,
punham o cachorro na panela,
o telefone na geladeira.
Depois era aquela choradeira.
MEU SONHO DE MENINA
Quando eu era pequenina,
inventava mil histórias.
Meu avô sempre dizia:
- será romancista esta menina?
Em todas as minhas histórias,
havia amor, casamento e justiça.
Sendo ainda tão pequena,
não sei de onde vinham tais memórias.
Tinha uma infinidade de personagens,
casa, marido e diálogos.
Minha babá me recriminava:
- menina, pare com essas bobagens!
Marido, filhas e profissão,
hoje, na maturidade,
trazem-me a convicção
de que tudo virou realidade.
NA ESTRADA DA VIDA
Na estrada da vida, temos que ter
muita atenção.
Há lombadas, buracos e até contramão.
Nas lombadas passamos sem atropelos.
Os buracos são grandes demais
e exigem preparo:
caiu, levantou e o próximo é fácil.
Se, entretanto, não há o preparo:
caiu, atolou, e sair não é fácil.
Pior é a contramão,
pois nos pega de supetão.
Temos que ser verdadeiros artistas,
para trilhar a estrada da vida.
MINHAS LEMBRANÇAS
Tenho lindas lembranças das festas de fim de ano.
Mas as melhores que tenho foram no sul que vivi.
Sentí-me em Gramado e Canela como num conto
de fadas.
Não é à-toa que as festas se chamam:
Sonho de Natal, em Canela, e Natal Luz, em
Gramado.
Cidades muito floridas, onde as hortênsias
dominam.
O artesanato, que lindo! É dos mais atrativos pra
mim.
Vive-se o clima de festa muito antes do Natal.
Clima esse que termina quase perto do carnaval.
A Aldeia do Papai Noel, à noite, é algo que não se
pode deixar de ver.
Outra atração à parte: o Minimundo. Uma
verdadeira obra de arte!
A degustação de vinhos e queijos, o delicioso
fondue,
assim como as minhas lembranças, são de dar
água na boca e
muita vontade de repetir.
MUDAR É PRECISO...
Para renovar, inovar,
ter esperanças de melhorar.
Às vezes, mudar é piorar,
mas temos que tentar.
Quando tentamos e acertamos,
ganhamos.
Quando tentamos e erramos,
perdemos.
Mas a vida é uma expectativa,
onde vale a tentativa,
para se ter como assertiva
nunca ter dado à sorte uma negativa.
Envelhecer e mudar
é renovar.
Envelhecer e estagnar
é naufragar.
O MARGINAL
Quem não te conhece
que faça uma prece
pedindo por ti,
pois quem te conhece
não tem mais coragem
de rezar por ti.
És bandido famoso,
um cara teimoso,
não ouves ninguém.
Teus pais sofrem tanto!
Teus filhos pequenos
te vêem com desdém.
NATAL
Em dezembro já começam os preparativos
para a festa mais bonita do ano.
Prédios enfeitados, lojas cheias de atrativos.
Todos à espera de um Natal mais humano.
Luzes em profusão, lindas árvores decoradas,
festa em todos os lares; é o Natal que vem
chegando.
Pessoas mais cordatas, muito bem-humoradas;
é o milagre do Natal; é Jesus comemorando.
Se todos permanecessem com o espírito do Natal,
o mundo seria bem melhor e Jesus exultaria.
Cestas, frutas, presentes, doações sem igual
alegram muita gente que vive na periferia.
NATAL LEMBRA CRIANÇA, ORAÇÃO E POESIA.
NATAL LEMBRA PAPAI NOEL E MUITA FANTASIA.
NATAL LEMBRA JESUS E A VIRGEM MARIA.
NOITE DE LUAR
Numa noite de luar
vi um barco a navegar.
Nunca pude imaginar
meu amor a me deixar.
Sem um aperto de mão,
sem pedido de perdão,
estraçalhou meu coração
e só ficou recordação.
Era noite de luar,
quando te vi aproximar.
Nem te deixei falar.
Só queria te amar.
NOSSA FILHA QUE PARTIU
Ainda jovem e bela,
cheia de vida e de planos,
a nossa filha partiu;
só ficou a saudade dela.
De festa muito gostava
e de reunir os amigos,
mas em primeiro lugar,
a família que adorava.
Cedo, Deus precisou dela,
não nos dando muito tempo
de curtir nossa filhinha,
inteligente e tão bela.
Morreu no início da vida,
com um sorriso nos lábios,
toda vestida de branco,
parecendo estar dormindo.
SAUDADES, FILHA QUERIDA!
NOSSOS PAIS
Acertam e erram.
São ríspidos e benevolentes.
Brigam e acariciam.
Fazem-nos muito contentes.
Educam e deseducam.
Dão bons e maus conselhos.
Unem e afastam.
São nossos espelhos.
Carinhosos e frios.
Estão ausentes e presentes.
Próximos e arredios.
Deixam-nos impacientes.
São nossos pais.
Antes de tudo, seres humanos,
que nos amam demais
e minimizam nossos desenganos.
O MUNDO DÁ MUITAS VOLTAS
O mundo te ensina
que muitas voltas ele dá.
Em cada volta aprendes
que é um pra lá, outro pra cá.
Hoje, vives de glória.
Amanhã, de história.
Hoje, tens bajuladores.
Amanhã, só desertores.
Hoje, estás rodeado de amigos.
Amanhã, de alguns conhecidos.
Deves acompanhar o mundo
nas voltas que ele dá
e conhecer a fundo
quem são os de lá e os de cá.
PAZ
Sonhada
Decantada
Difícil de ser alcançada
Fácil de ser praticada
Basta o perdão
Um olhar amistoso
Um toque de mão
Ser carinhoso
Compreensão
Em abundância
Ouvir o coração
Ter tolerância
Entre os povos
Com os amigos
Entre velhos e novos
Com os inimigos
Conviver com desiguais
Realçar qualidade
Esquecer rivais
Cultivar bondade
Tem começo no lar
Sua chave é o perdão
Para daí se propagar
Por toda a Nação.
Viver é sonhar sempre, até o fim da vida.
Quem não sonha não tem motivação para viver.
Os sonhos nos desprendem da realidade
e nos transportam numa viagem só de ida.
Os sonhos não nos conduzem de volta.
Somos deles arrancados bruscamente pela
realidade,
que às vezes é boa, outras vezes é má.
Por isso sonhar é preciso, para evitar a revolta.
QUANDO A VELHICE CHEGAR
Não quero me impressionar, nem sofrer.
Quero relembrar tudo de bom que vivi,
mas não quero viver só de lembranças.
Quero aproveitar a minha velhice até morrer.
Quando a velhice chegar, quero ter muito orgulho
de ter vivido uma vida com muita dignidade e
justiça.
Quero viver o presente, sonhando com o futuro,
cuidando da minha mente, pra não ser só um
embrulho.
SABEDORIA POPULAR
Às vezes, fico pensando: como pessoas tão
simples,
quase sem instrução, têm tanta sabedoria,
passam tanta emoção!
Dizem coisas que vêm do fundo da alma,
com muita filosofia, que me causa espanto
de ver tanta sabedoria.
Não têm mestrado, não são doutores,
mas têm a vida que lhes ensina.
O sofrimento, a dor, a perda de um grande amor,
a fome, a luta pela sobrevivência,
trazem a essas pessoas muita experiência.
Gosto de conversar com essa gente tão simples,
pois com elas aprendo: a vida é mais bela
quando se luta por ela.
SAUDADE
É uma palavra doce que lembra ausência,
distância.
Só do que é bom se sente saudade.
Saudade de pessoas queridas que Deus levou
e de nós distanciou.
Saudade de momentos mágicos e nunca dos
trágicos.
A saudade nos conduz ao passado
e quando retornamos ao presente
temos a sensação de ter encontrado
o que buscamos em nossa mente.
Por mais pobres e sofridas que sejam as pessoas,
sempre guardam na memória algumas coisas boas
e é exatamente a saudade
que lhes trará fragmentos de felicidade.
Podemos recordar sem ter saudade,
mas não podemos ter saudade sem recordar.
Recordar é apenas lembrar.
Ter saudade é lembrar e sentir.
UMA VIAGEM INESQUECÍVEL
Nada melhor do que viajar, para espairecer,
relaxar.
Era dia de Natal quando visitamos os parques da
Disney World.
Muitas luzes, muito colorido, muita alegria em
todos os rostos.
Os olhos de minhas filhas brilhavam de
encantamento
e eu vibrava por mim e por elas.
Meu marido também parecia ter voltado à
infância.
É o mundo de magia que foi criado por Walt
Disney.
Tudo feito para crianças e adultos ficarem
esquecidos
de suas preocupações, de seus problemas, de sua
rotina.
Ali, sentimo-nos como crianças, brincando,
passeando,
comendo guloseimas, rindo à toa.
Quando chegamos a Nova York foi outra alegria
sem igual.
Vimos museus, ONU, igrejas, Empire State,
Central Park, Quinta Avenida,
Estátua da Liberdade, muitas coisas lindas para
comprar.
As expressões maravilhadas de minhas filhas
jamais serão por mim esquecidas.
Foi uma viagem memorável, pois todos nós nos
divertimos intensamente,
conhecemos novos costumes, fizemos novas
amizades, vimos um outro mundo.