Noite de “mérito e excelência” premeia estudantes e individualidades

Сomentários

Transcrição

Noite de “mérito e excelência” premeia estudantes e individualidades
THE LEADER
PORTUGUESE CANADIAN NEWSPAPER • CANADA’S LEADING AND LARGEST PORTUGUESE LANGUAGE NEWSPAPER
Semanário / Weekly | Director António Perinú | Editora Alice Perinú
Ano XXXII | Edição 1579 | Sexta-feira, 13 de Março de 2015 | Preço $1.95 | 40 páginas
Tel 416 538-1788 | Fax 416 538-7953 | [email protected] | www.solnet.com
FPCBP:
Noite de “mérito e excelência” premeia
estudantes e individualidades
Por Isabel Alves
Sol Português
A celebrar o seu 33.º
aniversário, a Federação de
Empresários e Profissionais
Luso-Canadianos (FPCBP,
na sigla em inglês), organizou no passado sábado (7),
um jantar de gala durante o
qual procedeu à entrega de
bolsas de estudo e outros
prémios “de mérito e excelência” a três individualidades luso-canadianas.
Cerca de duas centenas de pessoas marcaram
presença...
Págs. 14-15
Perito informático avisa
os canadianos: cuidado
com o ‘Superfish’
Um perito em segurança informática, em
Whitehorse, está a lançar
um alerta para os canadianos terem cuidado com
uma vulnerabilidade nos
computadores, e diz mesPág. 4
mo o nome...
Pelo 4.º ano consecutivo:
Jovens da Academia do Sporting de Toronto Luso Canadian
Charitable Society
preparam-se para visitar Portugal
Por Isabel Alves
Sol Português
Trinta e cinco crianças inscritas na Academia
de Futebol do Sporting de
Toronto vão deslocar-se a
Portugal durante o período
das férias de Março, uma
visita que esta escola
desportiva realiza pelo
quarto ano consecutivo e
que representa uma oportunidade para estes jovens se
mostrarem perante treinadores portugueses.
Com a duração de uma
semana e um programa de
actividades diversificado, a
comitiva parte de Toronto
já este domingo... Pág. 4
distingue principais
dadores
Pág. 16
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
2
13 de Março de 2015
CANADÁ EM FOCO
Ontário:
Kathleen Wynne quer
acabar com a violência
sexual na província
A Primeira-ministra do Ontário, Kathleen Wynne,
quer reformar o modo como a província trata a violência e
o assédio sexual, nomeadamente o modo como a sua prevenção e tratamento são feitos por instituições como, por
exemplo, as universidades.
Wynne apresentou, sexta-feira, o seu novo projecto
“para acabar com o assédio e a violência sexual”, que inclui:
- uma campanha
multimédia
para
alertar a consciência
das pessoas para estes dois tipos de problemas;
- treino para os
trabalhadores dos cuidados de saúde, justiça e turismo, por serem os potenciais primeiros contactos em casos de queixas sobre este tipo de
comportamentos;
- aumento de financiamento para centros de crise que
tratam deste tipo de casos;
- combater a cultura da misoginia, começando nos
primeiros anos do ciclo escolar, com o novo currículo de
educação sexual;
- aconselhamento legal gratuito para as vítimas de
assédio e violência sexual;
- alterações à legislação para permitir denúncias mais
rápidas deste tipo de actos.
Kathleen Wynne deu a esta campanha o nome de,
“Nunca está OK”, e disse que o seu objectivo é acabar com
a “cultura de misoginia” que está profundamente enraizada
na sociedade.
A implementação deste plano deverá ter um custo de
41 milhões de dólares.
Toronto:
John Tory está “furioso” com os atrasos
nas obras do metropolitano
O Presidente da Câmara Municipal de Toronto,
John Tory, está “furioso” com os atrasos e o aumento
dos custos da construção da extensão do
metropolitano, York-Spadina, e promete uma alteração radical no modo como
os serviços da Câmara funcionam.
Numa conferência de imprensa
dada na passada sexta-feira, Tory revelou que a inacabada extensão de 8,6
quilómetros do metro de Toronto, entre
as estações de Downsview e Universidade de York, e depois até Vaughan, já
ultrapassou os valores orçamentados inicialmente. Segundo o jornal Toronto
Star, o custo do projecto já está 400
milhões de dólares acima do orçamentado, e as obras
já têm um atraso de cerca de dois anos.
Um relatório completo sobre o estado da cons-
trução da extensão do metropolitano deverá ser entregue à Câmara no dia 26 de Março, mas John Tory disse
que o Director-executivo dos Transportes Públicos de Toronto (TPT – TTC, na
sigla inglesa) já lhe fez um resumo verbal
do relatório, dando-lhe conta das derrapagens no projecto.
“O facto é que, ao longo dos anos,
temos andado de fiasco em fiasco. É tempo de dizer basta. Tal como os habitantes
de Toronto, eu estou furioso por isto
acontecer de forma sucessiva.”, disse
Tory durante a conferência de imprensa.
O edil prometeu que, depois de ter
o orçamento para este ano aprovado, irá
tratar do problema das derrapagens nos projectos
camarários: “Eu vou procurar um novo rumo, e as
coisas vão mudar.”
Comunicações da polícia de Toronto
passaram a ser encriptadas
O Chefe da Polícia de Toronto, Bill Blair, confirmou que o sistema de comunicações via rádio passou a ser encriptado, como já acontece em muitas
outras polícias no continente americano.
“Nós encriptámos os nossos rádios, como muitas polícias fazem na América do Norte, para manter
a segurança e a integridade das nossas operações.”,
revelou Blair na semana passada.
O Chefe da Polícia acrescentou que este passo
significa que o público em geral e a comunicação
social deixaram de ser capazes de “espiar” as comunicações da polícia.
No entanto, Bill Blair esclareceu que os serviços
policiais tomarão medidas para manter a população
informada sobre as suas actividades, nomeadamente
através dos meios de comunicação social.
Bill Blair está nas últimas semanas de exercício
do cargo de Chefe da Polícia de Toronto, depois de ter
passado uma década no desempenho
destas funções.
Ainda tentou um
terceiro mandato,
mas não conseguiu
a recondução para
o lugar de “principal” polícia da cidade.
Apesar de uma certa desilusão por não ter conseguido o terceiro mandato, Blair disse estar disponível para ajudar o seu sucessor: “Se algum dia precisarem do meu conselho, estarei aí para ajudar.”
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
CANADÁ EM FOCO
Stephen Harper volta a classificar
como inaceitável o uso do véu islâmico
O Primeiro-ministro, Stephen Harper, voltou
a reafirmar, esta terça-feira, a sua aversão ao véu
usado por algumas mulheres muçulmanas para cobrirem o rosto, afirmando tratar-se de um produto
de uma cultura que é “anti-mulher”.
cidadania), que nem é transparente, nem aberta e,
francamente, tem raízes numa cultura que é antimulher?”
Justin Trudeau respondeu mais tarde a estas
declarações de Stephen Harper, afirmando que elas
mostram que os Conservadores estão “de facto a
duplicar a política do medo”. E acrescentou que o
governo “tem vontade de confundir e conflitualizar
a questão, de um modo que encoraja a ignorância
(…) e aumenta o medo e a ansiedade, numa altura
em que as pessoas estão preocupadas com o terrorismo e o extremismo”.
Também o Partido da Nova Democracia criticou a postura de Harper. Charlie Angus acusou o
líder do governo federal de caracterizar “uma religião inteira” como anti-mulher. “Se eu fosse um
muçulmano canadiano, eu ficaria muito, muito,
muito preocupado acerca do objectivo do Primeiro-ministro com esta retórica racista”, disse Angus.
O chefe do governo federal aumentou, assim,
Stephen Harper, entretanto, já prometeu reo tom da sua retórica contra o uso do véu islâmico correr da decisão judicial que anulou a proibição do
(designado niqab), apesar do líder do Partido Liberal, Justin Trudeau, o ter acusado, e aos seus ministros, de alimentarem os preconceitos contra os
muçulmanos.
Harper voltou a afirmar, tal como já o tinha
feito no mês passado, que é “ofensivo” que alguém
cubra o rosto com um véu enquanto está a fazer o
juramento de cidadania canadiana. O Primeiroministro acrescentou que Trudeau parece não entender “por que é que quase todos os canadianos se
opõem ao uso de um véu a cobrir o rosto, durante as
cerimónias de cidadania”.
“É muito fácil de entender.”, disse Harper,
acrescentando: “Por que é que os canadianos, contrariando os nossos próprios valores, deveriam ade- uso do véu islâmico durante as cerimónias de cidarir a uma prática, durante aquela cerimónia (da dania.
3
Mercado
habitacional caiu
em Fevereiro
O ritmo de construção de novas casas no Canadá,
durante o último mês de Fevereiro, caiu para o nível mais
baixo desde Julho de 2009.
Segundo Laura Cooper, do Royal Bank, as zonas mais
afectadas pelo abrandamento da construção foram o Ontário
e as províncias
atlânticas, que viveram sob temperaturas muito baixas e grandes tempestades de neve.
Embora admita
uma reanimação do
sector da construção de novas casa à
medida que as temperaturas sobem, com a chegada da Primavera, Cooper
salienta que a incerteza no mercado mundial do petróleo
pode ter influência nesse ritmo de reanimação, sobretudo,
nas Prairies.
A Corporação Canadiana da Construção e Hipoteca
anunciou, na segunda-feira, que o número de novas construções caiu de 187.025, em Janeiro, para 156.276, em
Fevereiro. Os analistas tinham previsto que as novas construções chegassem às 179.000 unidades, no mês passado.
As novas construções nas áreas urbanas do país caíram de 171.950, em Janeiro, para 140.722, em Fevereiro.
Nas áreas urbanas do Ontário, a queda foi de 58.785, no
primeiro mês do ano, para 42.617, no mês passado.
Anuncie, Leia e Divulgue Sol Português o jornal de Língua
portuguesa de maior projecção no Canadá
Tel: 416-538-1788- Fax: 416-538-7953
E-mail: [email protected]
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
4
13 de Março de 2015
CANADÁ EM FOCO
Pelo 4.º ano consecutivo:
Jovens da Academia do Sporting de Toronto
preparam-se para visitar Portugal
Por Isabel Alves
Sol Português
Trinta e cinco crianças inscritas na Academia
de Futebol do Sporting de
Toronto vão deslocar-se a
Portugal durante o período
das férias de Março, uma
visita que esta escola
desportiva realiza pelo
quarto ano consecutivo e
que representa uma oportunidade para estes jovens se
mostrarem perante treinadores portugueses.
Com a duração de uma
semana e um programa de
actividades diversificado, a
comitiva parte de Toronto
já este domingo, dia 15,
como explicou à nossa reportagem o director técnico da Academia do Sporting
nesta cidade.
Segundo Pedro Dias,
para além da participação
em vários treinos dirigidos
por equipas técnicas portuguesas e em jogos contra
outras academias do
Sporting, está prevista a
Perito informático avisa
os canadianos: cuidado
com o ‘Superfish’
Um perito em segurança informática, em
Whitehorse, está a lançar um alerta para os canadianos
terem cuidado com uma vulnerabilidade nos computadores, e diz mesmo o nome da marca em causa:
Lenovo.
Martin Lehner, um especialista em segurança
informática na empresa Orange Technology, em
Whitehorse, afirma que os utilizadores dos computadores Lenovo devem fazer uma verificação do software
pré-instalado.
Segundo Lehner, muitos computadores Lenovo
têm um software chamado ‘Superfish’, que é instalado na fábrica. O software está desenhado para introduzir publicidade patrocinadora em sítios da internet,
mas ao fazê-lo abre uma porta aos piratas informáticos.
Por isso, a realização de operações bancárias online,
a consulta de sítios de revenda, e outros tipos de
operações na internet, como por exemplo a leitura das
edições digitais dos jornais, podem estar comprometidas, devido a este tipo de software.
A Orange Technology não vende computadores
Lenovo , mas já se ofereceu para os inspeccionar
gratuitamente.
Nos Estados Unidos, uma acção judicial pede
compensações monetárias à Lenovo, que se defende
afirmando que já não está a instalar aquele tipo de
software nos seus computadores. O ‘Superfish’ foi
encontrado em computadores vendidos entre os meses de Setembro e Dezembro de 2014.
presença dos jovens no programa televisivo “Agora
Nós” da RTP, uma visita ao
estádio de Alvalade e ao
Museu do Sporting, além
de passeios pela cidade de
Lisboa e ainda, a finalizar,
assistir ao jogo SportingVitória de Guimarães.
a inscreverem os filhos porque, na sua perspectiva,
estas academias proporcionam experiências positivas.
“Não só porque educam para a actividade
desportiva, mas também
porque ocupam as crianças”
nos seus tempos livres, re-
Apesar desta Academia estar intimamente ligada à comunidade portuguesa e ter, por isso, como principais patrocinadores empresas luso-canadianas, são
de várias nacionalidades os
jovens que integram as suas
equipas e que participam
nestas viagens a Portugal,
incluindo gregos, italianos,
iranianos e russos.
De acordo com Pedro
Dias, “todos eles adoram
Portugal”, que admiram pelo
bom tempo, a boa comida e
a beleza do país em si.
Na pretérita quartafeira (4), as três dezenas e
meia de crianças que este
ano irão nesta viagem a
Portugal e alguns dos pais
que participam no projecto
receberam das mãos de dois
dos principais patrocinadores da iniciativa t-shirts comemorativas da viagem.
Na simbólica cerimónia, que decorreu no restaurante português Churrasqueira Martins, o seu proprietário, Carlos Martins,
considerou “bem empregue” o dinheiro dos seus
patrocínios, pela organização e excelente trabalho que
a Academia desenvolve junto dos mais novos.
Em declarações ao
jornal Sol Português, o empresário – que tem o filho
Rui Martins inscrito no programa – disse-se satisfeito
com o trabalho desenvolvido e aconselha todos os pais
portugueses, como o
Cristiano Ronaldo”, além
de outros.
A reconhecida capacidade da Academia do
Sporting em formar talentos é um dos seus principais atractivos, facto que
não escapa aos pais dos jovens que frequentam esta
filial torontina.
Domingos Sereno é o
pai de um desses jogadores
e, como explicou à nossa
reportagem, o filho já passou por outros clubes, mas
acha que esta academia incentiva mais as crianças e
presença de individualidades do Sporting Clube de
Portugal – Pedro Dias faz
um balanço bastante positivo dos muitos jovens que a
integram.
Apesar de só 35 se
deslocarem nesta viagem a
Portugal, devido aos eleva-
alçou, evitando que vagueiem pelas ruas.
Entretanto, e na visão
de outro patrocinador,
Pedro Maia, fundador da
empresa de seguros e investimentos Maia and
Associates, esta viagem a
Portugal, representa “uma
grande oportunidade” para
os jovens canadianos, lusodescendentes ou não, terem
uma experiência no futebol
europeu.
Ressalva o facto de ter
sido na Academia do
Sporting que jogadores que
são hoje de renome mundi-
tem “muito mais disciplina”, acrescentando que
considera também os treinadores mais profissionais
do que noutros clubes amadores.
Com o quarto aniver-
dos custos para os pais, a
Academia conta com muitos mais alunos – tantos que
lhe permitem constituir
nove equipas, integradas em
diferentes escalões.
Como realça o direc-
al tiveram a sua formação e
remata com um exemplo:
“Vamos lembrar que da
Academia do Sporting saíram os melhores jogadores
sário da Academia do
Sporting de Toronto à porta –festa anunciada para dia
30 de Maio e na qual os
responsáveis esperam ter a
tor técnico com orgulho, várias encontram-se entre os
três lugares cimeiros nas tabelas qualificativas dos seus
respectivos grupos.
Director: António Perinú | Editora: Alice Perinú | Director- Adjunto: Vasco Evaristo | Assistente de Editor: Vasco Evaristo
Weekly Newspaper | Jornal Semanário
Published, owned and operated by:
SOL PORTUGUÊS PUBLISHING INC.
977 College Street, Toronto, Ontario M6H 1A6
Tel.: (416) 538-1788 | Fax: (416) 538-7953
Email: [email protected]
www.solnet.com
Corpo Redactorial: Alexandra Faria, Alfredo Ponte, Alice Perinú, António Cardoso, António Justo, António Perinú, Carlos Valente, Cristina da
Cunha, Dina Oliveira, Prof. Dinis Borges, Eduardo Bettencourt Pinto, Edmundo Macedo, Dr. Elias Cima, Fátima Martins, Fátima Roque Antunes,
Fernando Agnelo, Francisco G. de Amorim, Hélio Bernardo Lopes, Idalina Da Silva, Inácio de Natividade, Isabel Alves, João Machado, Joaquim
Fernandes António, João Costa, Jorge Oliveira, Jorge Silva, Judite Teodoro, Júlio Fortes, Lino Mendes, Lúcia Franco DaSilva, Luís Marcelino, Manuel
B.Silva, Manuel Fernandes, Maria da Silveira, Mário Salsa, Mauricio do Vale, Noémia Gomes, Nuno Vieira, Pedro Maia, Prof. Onésimo T. Almeida,
Prof. Paulo Geraldo, Rosana Brasil, Serafim Marques, Sérgio Rezendes, Thatiana Tondato, Vanina Araújo, Vasco M.C. Evaristo.
Delegação em Lisboa: Lagoas da Silva -Tel: 764 99 92 -Fax: 760 91 88 - Portugal
Todo o trabalho literário e de arte gráfica neste jornal é da pertença
exclusiva de Sol Português Publishing Inc. o qual se reserva todos os
direitos de autor. Qualquer cópia do material exposto neste jornal
constitui um furto do mesmo pelo que a companhia deixa aqui bem
vincada a sua firme intenção de processar qualquer pessoa ou entidade
que o faça sem a sua autorização.
Publications Mail Registration No. 7333
O Jornal Sol Português declina toda a adesão ideológica, política e
responsabilidades legais. Assim, todos os artigos (opiniões emitidas e teses
expostas) serão sempre e exclusivamente da inteira responsabilidade dos seus
signatários, não reflectindo necessariamente as ideias deste jornal. Contudo,
o Jornal Sol Português reserva-se o direito de não publicar textos (ou omitir
trechos de textos) que possam, de qualquer forma, ferir intencionalmente a
integridade moral de quem quer que seja e ainda de dar ou não resposta às
opiniões emitidas.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
CANADÁ EM FOCO
5
Ser Português-Canadiano
Por Mara Isabel Tomaz
Era uma vez uma jovem de origem portuguesa,
já de terceira geração, que
estava a trabalhar numa loja
situada na comunidade portuguesa. Num sábado à tarde, quando tudo estava calmo, um cliente entrou na
loja. “Boa tarde”, disse a
jovem empregada. “Olá”,
disse ele. Ele foi ver o que
lhe interessava. Quando
encontrou o que queria, foi
ao balcão para pagar.
A jovem disse: “É
tudo, para o senhor?”,
“Sim, sim, é tudo, obrigado”. E, assim, eles começaram a falar. Durante a conversa, a jovem quis responder ao cliente, mas como
lhe faltava uma palavra em
português, disse-a em inglês:
“Talvez on Thursday,
o shipment vai chegar.”
O senhor português
ficou desapontado com a
jovem e respondeu, “o dia é
quinta-feira, devias saber
falar melhor português, estás a trabalhar na comunidade”.
A jovem ficou surpreendida e triste porque ela
estava a falar com ele em
português e só esqueceu
umas palavras. A jovem
sentiu-se envergonhada e
pediu desculpa. “Eu tento
praticar o meu português,
mas às vezes não me lembro”. A conversa continuou.
“Sim, mas a menina
deve falar, escrever e ler
português! Os teus pais não
falam português em casa?”
“Sim e não, os meus
pais were born aqui no
Canadá.”
“Nasceram, e isso é
ainda mais uma razão para
falar português! Não interessa, tu devias saber.”
“I understand what
you mean.”
“O quê?”
“I mean, “eu sabe o
que o senhor está a dizer.”
Eu era esta jovem há
uns anos atrás. Eu falava
português suficiente para
ter alguma conversa com as
pessoas, mas o meu português não era perfeito. Nunca fui a uma escola de português não porque eu não
queria, mas porque nunca
morei perto duma escola de
português. Além disso, os
meus pais são do Canadá.
Então só o facto de que eu
já consigo ter uma conversa em português deveria ser
uma coisa boa. Esta situação não foi a primeira nem
a última que me aconteceu.
Eu concordo com a importância de saber a língua
portuguesa, de qualquer
forma eu não concordo que
o falar a língua seja a única
maneira de alguém poder
“ser português”. Com pes-
soas que já estão na segunda e terceira geração, este
facto não é o único elemento que os faz sentir que pertencem à comunidade. Há
outros aspetos que nos ligam à cultura portuguesa,
como por exemplo: cozinhar receitas tradicionais,
fazer parte de um grupo folclórico, clube desportivo,
estudar a história do país,
ouvir ou cantar músicas
portuguesas, etc.
Os
movimentos
associativos da comunidade estão a diminuir, algo
que pode ser bom ou mau.
A parte má é que a presença
da cultura vai diminuindo,
embora não se apague. Por
outro lado, a parte boa é o
facto de a comunidade ficar mais integrada na sociedade e cultura canadianas.
Eu não quero que a nossa
cultura desapareça. Eu gosto das nossas tradições, da
música, da nossa história,
quer relativamente à nossa
presença aqui no Canadá
quer à história de Portugal.
O ponto que eu gostava de
discutir aqui relaciona-se
com esta história pessoal
que relatei, as minhas reflexões sobre a “exclusão”
que, infelizmente, ainda é
realidade para muitos.
Como
não
falam
corretamente, não se sentem incluídos na “comunidade”.
Durante os meus estudos neste semestre eu tive a
oportunidade de ler muitos
artigos sobre a comunidade
portuguesa. O artigo que
mais me marcou, da autoria
de Emanuel da Silva “(De)constructing
Portuguese Language and
Culture outside of the
classroom: a Tale of Two
Portuguese-Canadian
University
Student
Associations”-, é sobre o
envolvimento da comunidade com os clubes portugueses nas universidades aqui
em Toronto.
Os clubes fazem parte
do sistema de ajuda a jovens luso-canadianos para
irem para a universidade.
Como nós sabemos, os nossos jovens estão entre os
grupos de maior percentagem de desistência escolar.
Os clubes portugueses nas
universidades sabem disso.
Portanto, eles promovem
atividades e eventos para
coletar fundos para bolsas
destinadas a estudantes
luso-canadianos que queiram seguir os seus estudos
nalguma universidade.
O artigo fala sobre os
eventos que os clubes fazem; nessas ocasiões, pedem à nossa comunidade
para ajudar. Pode ser um
pedido de ajuda a alguém
ligado a negócios, convidar pessoas para os eventos, ou aos média portugueses para ajudarem na promoção. Num dos anos, a
presidente de um dos clubes planeou um evento que
não era focado em rancho
nem num baile mas noutras
atividades que fazem parte
da cultura portuguesa. Esta
presidente não sabia falar
português bem, então, durante o evento, e quando
ela estava a pedir a ajuda
da comunidade, falava em
inglês. O objetivo era ainda
o mesmo, ajudar os jovens.
O resultado foi que menos
pessoas da comunidade participaram, e os média portugueses não ajudaram a
promover esse evento. Entretanto, no ano seguinte,
havia um novo presidente.
Falava português e o programa era completamente
cheio de rancho, fado, pastéis de nata. A comunidade
aderiu completamente.
Qual foi a diferença? O
objetivo e o mais importante era ajudar os jovens. Parece que, afinal, era uma
certa “portugalidade” e o
falar em português o mais
importante.
Parece-me que muitos
jovens descendentes de portugueses não querem envolver-se na comunidade porque não se sentem confortáveis: só porque não sabem falar português.
Nós todos devíamos
dar valor a tudo que é português. A cultura já evoluiu
e tem tanto para oferecer!
A língua portuguesa é um
dos elementos de acesso,
mas não se deve excluir alguém da cultura só porque
não domina a língua. A ser
assim, que sentido faria a
divulgação internacional de
tantos músicos ou outros
artistas portugueses? Aqui
no Canadá há artistas portugueses a fazer concertos,
que não são só para a comunidade – são para todos.
Porque é algo bonito, com
valor, que merece ser divulgado.
Como disse, eu nunca
fui para uma escola para
aprender português. Eu
nunca fui forçada a aprender. Quando eu era pequena, não pensava muito em
falar português, eu tinha
outras preocupações como
quem vai vir para os meus
anos, quando é que a escola
vai acabar, porque eu queria o Verão. Com tempo e
maturidade, quando eu já
tinha 20 anos, foi só nessa
altura que eu decidi aprender a ler, escrever e falar
melhor português. Mesmo
assim, antes disso, eu sempre me identifiquei como
portuguesa e canadiana. Eu
gosto de ir a Portugal, ouvir algumas músicas portuguesas e bacalhau cozido é
ainda o meu prato favorito.
Era tudo isso que me levava
a identificar-me com “ser
português”, e não a língua.
Uma maneira de a co-
munidade evoluir é, talvez,
todos reconhecermos que há
múltiplas maneiras de ser
português. Reconhecer que
a nossa cultura já tem pessoas que são de terceira e
quarta geração. Isso tem
valor também. Isso significa uma continuidade, uma
estabilidade, a consolidação e a prosperidade da
comunidade portuguesa em
território canadiano! Significa que estes portugueses
se sentiram bem aqui, que
se tornaram canadianos e
que participam do crescimento social e económico
da cidade/do país onde vivemos. Estas pessoas das
gerações mais novas talvez
tenham ideias para ajudar a
comunidade, mas não se
sentem confortáveis para
fazer parte da comunidade.
Uma realidade para pensar.
E para mudar. Mas é preciso lembrarmo-nos de que a
mudança não se deve só
esperar da parte dos outros:
começa em cada um de nós.
Mara Isabel Tomaz
Estudante
de
“Advanced Portuguese” e de
“Topics in Luso-Canadian
Education” - Portuguese
Studies, York University
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
6
13 de Março de 2015
PENA E LÁPIS
Correspondente do Brasil:
Os Cemitérios da discórdia
Por Francisco G. de Amorim
Sol Português
protestantes não podiam ser enterrados ao lado dos católicos. Em Lisboa há outro. No Rio de Janeiro e em muitos
outros lugares. E cemitérios para judeus também os há
Há dias um bando de adolescentes que sempre se por todo o lado.
mostraram “muito tranquilos” (?!), depredaram, numa
pequena provação em França, um cemitério judeu. Depois dos ataques que estes sofreram no país foi mais um
escândalo que o francisquinho da Holanda aproveitou
para voltar a falar na “liberté”, nos “Valeurs de la
République” e mais uma vez afirmar que governar “c’est
pas facile.”
Foi um acto besta de adolescentes entre 15 e 18
anos que demonstraram assaz capacidade de destruição e
falta de respeito pelos vivos e sobretudo pelas ossadas
que ali descansavam. A pena, “coitadinhos dos ados”,
vai ser fraca. Direitos humanos.
Mas entretanto ficou-se a saber que durante 2014 o
vandalismo mórbido de destruir cemitérios, em França,
alcançou números extraordinários: 214 cemitérios cristãos, 40 ou 50 judaicos e uns 20 de muçulmanos.
Vai tempo em que os grandes reis eram enterrados
cheios de jóias e ouro, vivos eram abatidos e depois lhes
retiravam dentes de ouro que os nazis vendiam aos muito
sérios e isentos judeus suíços! Agora não vale a pena
“fuçar” nas tumbas, porque nada de valor lá se encontra.
Então porque isto?
É uma evidente demonstração de covardia. Nojenta, abominável. Ir perturbar as ossadas dos que já cá não
Ao que chegava (e chega) a estupidez humana: marido,
estão e não se podem defender.
protestante, e mulher católica, unidos por cimento em
Mas a estupidez começa pela separação do local
cemitérios separados! - (Holanda, final séc. XIX)
onde pode ser enterrado cada corpo conforme a religião
É incompreensível esta psicose de se separarem os
que praticou. Até entre cristãos, católicos e protestantes!
mortos.
Razão tinham os hindus que cremavam os corAté em Angola houve o Cemitério dos Ingleses:
Mostra de cinema luso-brasileiro na Trofa
com duas dezenas de sessões e tertúlias
O FesTrofa, mostra de cinema luso-brasileiro que
decorre de 25 a 29 de Março na Trofa, contará com duas
dezenas de sessões e tertúlias, anunciou sábado a organização, que diz querer “marcar o calendário cinéfilo do
Norte”.
O FesTrofa, que tem o actor Ruy de Carvalho como
padrinho, abre a 25 de Março com a projecção do filme
“As Pupilas do Senhor Reitor” de 1935, película que será
exibida com máquina de projecção de fita de 35 milímetros, com o apoio da Cinemateca Nacional, indicou à
agência Lusa o presidente do CineClube da Trofa, Joaquim Azevedo.
Numa região onde ao longo dos anos foram fechando todas as salas de cinema, segue-se - espalhada por
cinco espaços ou auditórios de instituições e clubes do
concelho da Trofa e em jeito de homenagem a Vasco
Santana, Beatriz Costa e António Silva - a projecção de
filmes como “A Canção de Lisboa” ou “O Pai Tirano”.
Para o dia seguinte, estão agendadas as homenagens, também a título póstumo, aos brasileiros Paulo
Gracindo e José Wilker através de filmes como “Dona
Flor e seus dois maridos” ou “Amor Bandido”.
Entre 27 e 28 de Março o FesTrofa assinala o Dia
do Realizador e o do Actor com a exibição de filmes
como “O Convento”, “Cidade de Deus”, “Os Imortais”,
“Capitães de Abril” e o “O Rio do Ouro”, entre outros.
Em jeito de síntese de cinco dias em que o cinema
está de regresso à Trofa, concelho do distrito do Porto,
os críticos Rui Tendinha e Mário Augusto vão falar na
sessão “Cinema Luso-Brasileiro: Qual o seu futuro?”.
“Queremos reacender o gosto da região pelo cinema e
aumentar a oferta, privilegiando a língua portuguesa”,
sustentou Joaquim Azevedo que confirmou a presença
nas tertúlias de Nicolau Breyner e Ricardo Carriço, prometendo para 2016 a participação de actores brasileiros.
O responsável avançou que foram estabelecidos
protocolos com entidades como a Agência Nacional de
Cinema do Brasil, o Instituto de Cinema e Audiovisuais
de Portugal, bem como a Cinemateca Nacional.
Já a parceria com a Escola Superior Artística do
Porto reflectir-se-á na mostra através dos workshops
dedicados à realização, produção e representação que
contam com a presença de professores e alunos deste
estabelecimento de ensino.
pos; muitos deles mandavam levar
as cinzas para o templo do deus da
sua crença. Como é evidente ninguém vandalizava caixinhas com
cinzas.
As penalidades de lei deviam
ser mais duras para quem pratica
esses crimes, repito, crimes, porque
esses actos são piores do que simples vandalismo: são manifestações de intolerância e de
total covardia. E ninguém aprende sem não levar umas
palmadas bem dadas. Até o Papa Francisco diz que dar
uma palmada aos filhos – nada de brutalidade – só os
ajuda a melhor distinguirem o certo do errado.
Todos, eu, e tu, e aquele monte, e o Sol que agora
se esconde, são moléculas do mesmo Todo, governadas
pela mesma Lei, rolando para o mesmo Fim somos. (Eça
– Civilização)
Hoje o politicamente correcto não permite que se
bata nos filhos; se um vizinho vir uma cena dessas pode
fazer queixa e os pais perderem a guarda dos filhos.
Em África, nas populações ainda com magnífica
vida primitiva, ninguém bate nos filhos. Eles crescem em
total liberdade. A verdade é que vivem cercadas de
carinho e não têm como ter “ataques de fúria” e, por
exemplo, quebrar um prato ou a televisão. Também não
roubam um dinheirinho da carteira da mamãe para comprar cigarros, nem ficam à janela a chamar nomes feios
a quem passa na rua!
Lembro um episódio curioso: a minha filha Helena
teria uns 12 ou 13 anos. Sem suspeitar que eu estava em
casa, entrou porta dentro a fumar! Levou um tapa na cara,
o cigarro voou e ela nunca mais na vida voltou a fumar.
É ela quem conta essa história e que agradece o tapa que
levou!
Diz um provérbio cuanhama que “O tronco da
árvore se endireita enquanto é novo e verde.” E para que
continue a crescer bem direita tem que se amarrar a uma
estaca.
O mesmo com a juventude, antes que se desgarre:
educação firme “amarrados à estaca do respeito e do
amor aos outros, ao respeito pelos pais e mestres, etc.”,
do mesmo modo que têm que receber destes o exemplo.
Todos os anos há vandalismo nos cemitérios. Aqui
no Brasil a finalidade não é política, mas unicamente
destruidora: roubar cruzes e outras imagens de bronze ou
ferro, para vender a receptadores que, mais ainda estes,
deveriam sofrer pesadas sentenças.
Destruir pela simples finalidade de destruir só acontece mesmo na cabeça dos que nada têm dentro dela.
Então a solução para esses marginais deverá ser encherlhes a caixa craneana. Se não a encheram por dentro com
boa formação e respeito, quando crianças e adolescentes, agora só por fora, com um monte de bordoada e uns
anos na cadeia.
Pelo andar da desumanização, nem depois de morto
se consegue descansar... em paz.
www.fgamorim.blogspot.com
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
PENA E LÁPIS
7
Correspondente de Portugal:
Momentos inesquecíveis
Por Hélio Bernardo Lopes
Sol Português
O tempo de vida da nossa III República está já
repleto de episódios verdadeiramente inesquecíveis e
que virão um dia a propiciar a publicação de uma engraçada obra de “Apanhados da política portuguesa tal e
qual”. Uma obra que, a ser escrita, encontrará neste
último ano que antecede o próximo acto eleitoral um
fantástico alfobre de coisas plenas de graça. Recordemos alguns destes inimagináveis episódios.
Em primeiro lugar, a presença oficial do Presidente Cavaco Silva na República Checa, onde proferiu, tal
como o seu homólogo checo, algumas considerações,
sendo que as deste foram fora do propósito diplomático
minimamente aceitável, embora se tenham visto acompanhadas do politicamente condenável silêncio do nosso Presidente da República.
Recordo, a este propósito, a histórica e quixotesca
declaração de Charles De Gaulle na sua chegada ao
Quebeque, onde logo declarou: “Vive le Quebeque livre!” Como pôde ver-se, ninguém o impediu de dizer
tais palavras, mas a visita ao Canadá, que ali se iniciava,
de pronto viu, também ali, o seu fim. Lá diz o velho
ditado popular digno de registo: “quem cala consente.”
Em segundo lugar, e mais uma vez por via de uma
intervenção do Presidente Cavaco Silva, as suas lamentáveis palavras no seu discurso de Ano Novo, apontando
que Portugal poderia estar a caminhar para uma situação
explosiva.
De pouco importa agora saber do rigor destas
palavras, mas apenas ter presente que as mesmas necessariamente colocavam a imagem do País nos mercados
numa situação pior do que aquela em que já se pudesse
encontrar. Nem mesmo os portugueses, sabedores de
tais palavras, poderiam tomar em mãos uma qualquer
mudança de rumo dos acontecimentos políticos internos. Tudo somado, apenas um contributo para piorar a
situação da imagem de Portugal.
Imagine-se que George Marshall discordava da estratégia de Eisenhower para a
tomada da Europa. Com tudo já a desenvolver-se no seio da coligação aliada, seria aceitável que Marshall viesse declarar em público – para o mundo, portanto – que a estratégia
aliada poderia vir a conduzir a uma situação
explosiva, mesma que não explicitada? Claro
que não! Como ficaria o moral das tropas da
coligação, à beira do desembarque em solo
europeu?
Em terceiro lugar, as pândegas declarações de Luís
Montenegro, a cuja luz, embora os portugueses estivessem pior, Portugal estava melhor. Como possa separar-se
Portugal dos portugueses! A uma primeira vista, se Portugal chegasse aos píncaros nos índices internacionais
em termos relativos, tudo estaria óptimo, ainda que os
portugueses pudessem estar, na sua generalidade, na
pobreza, na miséria ou a ter que debandar do seu país.
Uma maravilha em Ciência Política!!
Em quarto lugar, a recente presença de Maria Luís
Albuquerque, lado a lado com o seu homólogo alemão,
que sem mais se determinou a utilizar o (falso) exemplo
de Portugal para vergastar os resultados das eleições
democráticas gregas que deram a vitória ao SYRIZA.
Sorrindo sempre e mantendo o silêncio pensado como
mais adequado, Maria Luís Albuquerque terá posto um
fim no que muitos pensaram poder vir a ser um trunfo
político para o PSD. E tudo isto quando metade dos
portugueses defende e apoia as ideias de acção política
do SYRIZA...
Em quinto lugar, o silêncio de António Guterres ao
redor da sua hipotética candidatura a Presidente da República. Como muito bem salientou Digo Freitas do Amaral,
este silêncio, para lá de certo limite temporal, acabará
por prejudicar o próprio PS nas eleições legislativas que
se aproximam.
Em sexto lugar, a recente gafe de António Costa no
encontro com a comunidade chinesa em Portugal. Sendo
António Costa um político experimentado, na
governação do País e no Poder Local, custa
perceber a dificuldade em bem escolher entre a
realidade e a incorrecção. Um trunfo que irá
agora ser brandido contra si e contra o PS,
embora sem reais efeitos práticos.
Em sétimo lugar, as fantásticas considerações de Vera Jardim à Renascença, salientando
uma possível coligação do PS com o CDS/PP!!
Mas será possível que Vera Jardim já não se
recorde das palavras de Adelino Amaro da Costa a um
jornal, na sequência da ruptura do CDS com o PS, no
segundo Governo de Soares: juntámo-nos a eles para os
destruir?! Simplesmente inenarrável!
E, em oitavo lugar, o mais recente episódio que
envolveu o Primeiro-Ministro, Pedro Passos Coelho.
Dado que o mesmo está já amplamente escalpelizado,
refiro, aqui e agora, o caso de Jack Straw e Malcolm
Rifkind, que já dirigiram a diplomacia britânica.
Ao que agora se soube, ambos pediram a uma
empresa de comunicação chinesa, em troca da sua influência política, seis mil e oitocentos euros por dia. Uma
empresa que nem sequer existe e cujos representantes
eram jornalistas do “Daily Telegraph” e do “Channel 4”.
Pois, caro leitor, os dois deputados em causa foram já
suspensos dos seus grupos parlamentares. Consegue imaginar algo similar em Portugal? Ou tudo terminaria com
a explicação de mero equívoco, desatenção ou esquecimento?
Enfim, por todos estes momentos inesquecíveis se
pode facilmente perceber que só pôde chegar-se à realidade que é a nossa porque a generalidade dos portugueses (quase) nada liga à democracia. Foi sempre assim.
Anuncie em Sol Português, o jornal de Língua
Portuguesa de maior projecção no Canadá.
Tel: 416-538-1788 - E-mail: [email protected]
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
8
13 de Março de 2015
PENA E LÁPIS
Folhetim Lusitano
O valor do nada
Por João Machado
Sol Português
Encontro-me deveras, como que, meio perdido, sinto em mim uma profunda nostalgia, e não é
apenas uma invocação da alma, mas também um
poderoso sentimento de revolta com as mais recentes notícias. Nesta época de contrastes, assistimos a uma era de um conformismo apático, onde
se torna difícil a capacidade de manter as convicções.
Cruzam-se no ar imprecações, injúrias, ameaças, brados
de terror, gritos de sofrimento, e isto, não são gestos de
defesa ou de coragem, mas antes obstinações
provocatórias em forma de actos de retaliação contra o
que simplesmente, alguns não acreditam.
A destruição das ruínas de Hatra, com cerca de
2.300 anos e classificadas como Património Cultural da
Humanidade pela UNESCO, levada a cabo nesta semana,
a exemplo de outras limpezas culturais como a do Museu
da Civilização de Mossul, pelos jihadistas do estado
Islâmico, não só é uma assustadora limpeza religiosa
com também, uma destruição deliberada da herança cultural da humanidade. Este mundo passará de agora em
diante a contar apenas com o resíduo de uma história, que
já não é um espólio cultural, pois esse já acabou, de um
brutal ataque perpetuado por quem tem o olhar perdido
na distância onde só vê o que nunca existiu. O que se
despedaçou nunca voltará a ser como era.
Há imenso tempo que olho com paternal censura, o
florescimento desta nova seita de hereges, pois de tementes a Deus e à sua criação de nada têm, assim como
na questão da defesa da vida que só Deus, Alá, Jeová, ou
qualquer outro nome que lhe atribuamos, tem o direito a
retirar. Gostaria de, enquanto me é permitido caminhar
pela face da terra, não ver a humanidade tiranizada por
seguidores da opressão, do ódio, do crime, da guerra e da
destruição. Apelidam-se estes sequazes de seguidores do
profeta Maomé e dos seus ensinamentos, sentem-se chamados a causas grandiosas, com vozes que apenas apelam para a destruição, que fermentam a raiva, que perigosamente roubam o presente dos seus membros, e pelo
caminho, apenas deixam um rasto de destruição e pedras
que dormem nas montanhas, pois de edificação nada lhes
é por agora reconhecido.
Com a voz calma, mas assoprada de uma irritação
inescapável, os líderes, suposta raça de homens tementes
a Deus, chamam com vozes que significam trabalho,
sacrifício e morte. É até perturbador a facilidade com
que espalham pelas diversas vias propagandísticas fábulas impossíveis, com um toque simultaneamente
apocalíptico, revestido pelo fascínio do poderio envolvido pelo ódio, e imerso numa fé ardente perturbante que
impõe a única maneira de cumprir a missão individual de
cada um na terra.
Proclamam uma espécie de felicidade que não possui palavras que a sustentem, nem adjectivos que a
definam ou a materializem. É preciso acreditar até às
profundezas da alma pensamos, mas, eu julgo tratar-se
mais do esvaziar de pensamentos próprios e obscuração
dos corações insensatos.
Estes sequazes não serão mais do que
mentes pobres e vazias, grotescos, e limitados nos conhecimentos, capazes de retirar uma vida com o olhar insolente de quem
julga que vale mais que qualquer outro, e
sem mover um único músculo do rosto.
Chegam a impressionar estes discípulos
exemplares, confiantes, submissos, devotos, dotados dessa qualidade que é a admiração por outrem. Transformados em verdadeiros mercenários sem alma, abrindo caminho para horrores que nem
sequer conseguimos imaginar, deixando atrás da sua loucura apenas as areias tristes do deserto.
Estes são tempos em que se respira insegurança, em
que as comportas da mágoa e da incerteza parecem estar
prestes a rebentar completamente, tempos em que somos
forçados a ter o temor em nós, porque quem sabe estamos
a conviver com pessoas, sobretudo jovens, que partilham
os ideais de destruição desta seita. Os nossos inimigos
poderão não ser os adversários que nos aparecem à frente
no ecrã da televisão, mas quem sabe algum cobarde com o
qual partilhamos a nossa revolta, e que está aí disposto a
testar a nossa fraqueza.
Esta sede de sangue que vibra em segredo dentro
destes indivíduos, impede-os de exercer o livre arbítrio
pelo bem comum que lhes rouba a descriminação. Passam
a ter dentro de si restos de outros dias passados, de outras
vidas, de outros sonhos, e apenas anseiam que os tempos
de piedade vividos, se transformem em tempos de perseguição e de errância, tempos em que possam impor e
obrigar os demais a entregar as suas vidas, a sua decência
e sabedoria nas mãos da força que aspiram representar.
Preocupados, descrentes ou temerosos, ou então tomados pela cegueira da arrogância humana, os governantes
das nações limitam-se a muitas das vezes a assobiar para
o ar, a deixar o tempo passar, pois isto não acontece todos
os dias, e se acontece, é longe da sua cadeira do poder,
pensam. Apesar do conhecimento não ser a verdade absoluta sobre o que quer que seja, depois de tomado conhecimento e criada consciência do problema é necessário os
regentes deste mundo tomarem o trabalho com as suas
próprias mãos, deixarem de pertencer à sombra onde não
existem palavras nem actos, e articularem a sonoridade
dos seus discursos com as suas ideias para avançarem no
sentido daquilo que nos ajuda a viver e a enfrentar os
desafios desta agora vida pouco quotidiana.
Esta inoperância tem vindo a desnortear incontáveis
estrategas, estudiosos e até sábios, e apesar de parecer já
estarmos mesmo só a um passo de uma tomada de posição
em larga escala contra estes rústicos, a verdade é que o
tempo urge, e não nos podemos permitir que a história nos
recorde como aqueles que quase deixaram destruir traços
humanistas e as relíquias que nos identificam com os
nossos antepassados, pois ninguém sabe o que virá a
seguir.
Assistimos a momentos que para sempre lamentaremos termos podido testemunhar, por isso, perdoem-me a
imodéstia, mas é tudo o que nos resta quando parece que
já não nos escutam, porque sou pertencente aquela raça de
homens que se permitem sonhar, e que aspiram a deixar de
herança às gerações vindouras um mundo melhor. E
apesar de nestas idades a vida nos parecer fugir como os
grãos de areia pelos dedos das mãos, nem tudo é mutuamente compatível no que respeita à alma humana, pois
no final deste período nocturno para a humanidade, a
madrugada já não poderá deixar o mundo continuar o
rumo que teve até agora.
Cada um de nós poderá tirar as conclusões que
quiser da brandura da nossa actuação, mas como alguém disse um dia: “…não afirmes que não podes
salvar o mundo. Se não, então quem? Se não agora, então
quando?...”
Dia Internacional
da Mulher
Por António Justo
Sol Português
O Dia Internacional da Mulher pretende fortalecer a luta por melhores condições de vida e trabalho e igualdade de direitos sociais. É um testemunho
da injustiça reinante no trato entre o género masculino e o género feminino.
Grande maioria parlamentar alemã fortalece
a posição das mulheres nas chefias
O Parlamento decidiu uma quota de 30 por
cento para mulheres nos conselhos administrativos
de empresas cotadas na bolsa. A lei aplica-se a partir
de 2016.
Cerca de 100 empresas terão de eleger 180
mulheres. Alguns empresários consideram a lei um
envolvimento na liberdade empresarial.
Esta é a vantagem de uma coligação dos partidos da maioria (neste caso a coligação CDU/CSUSPD): conseguir publicar leis que um governo só de
SPD e esquerda ou de CDU e CSU não conseguiriam.
A lei tem um carácter simbólico no sentido de
mudar hábitos e condições sociais.
Observa-se uma mudança cultural e um sinal
para os direitos da mulher a nível mundial.
A presença de mulheres nos andares superiores
das empresas tornar-se-á mais visível.
Esterilização de 5 milhões de mulheres por
ano na Índia
Na índia morreram 12 mulheres depois da sua
esterilização num hospital no âmbito de um programa grátis de planeamento familiar. Outras 30 encontram-se em perigo de vida. Um só médico terá esterilizado 80 mulheres no mesmo dia. O governo fomenta o programa de esterilização de mulheres porque para homens é tabu.
Anualmente são esterilizadas 5 milhões de mulheres na Índia. As autoridades oferecem prémios
para mulheres que se submetem à esterilização. A
índia tem 1,2 mil milhões de habitantes.
Mulheres europeias alistam-se para o jihad na
Síria
O Jihad atrai mulheres muçulmanas para o combate na Síria ao lado dos “mártires” jihadistas na luta
pela formação de um estado islâmico. Da Inglaterra
encontram-se 60 mulheres e meninas jovens em combate ao lado dos jihadistas na Síria e no Iraque .
Os terroristas louvam o papel das mulheres de
um mártir, através de redes sociais e de contactos
pessoais junto de jovens. Estes não estão preparados
para a argumentação dos salafistas e outros extremistas tornando-se suas vítimas fáceis. Os salafistas
assumem, neste sentido, um papel preponderante.
Muitos jihadistas usam as Companhias Aéreas
Turcas para chegarem à Síria e ao Iraque.
Segundo informação das autoridades alemãs 11
por cento dos 600 muçulmanos de nacionalidade
alemã a combater no “Estado Islâmico” são mulheres. 75 islamistas alemães já morreram na Síria e no
Iraque.
António da Cunha Duarte Justo
Jornalista
www.antonio-justo.eu
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
CANADÁ EM FOCO
9
Deputada luso-canadiana divulga programa de subsídios
para organizações com programas para idosos
Pouco após ter sido
revelado que o governo do
Ontário renovou um programa de subsídios para as organizações com programas
para idosos, a deputada
Cristina Martins fez valer a
sua promessa de divulgar a
iniciativa junto dos grupos
sedeados no seu distrito.
No dia 26 de Fevereiro, a política lusocanadiana acompanhou o
Sergio, numa visita à esco- realizar entre 15 de Junho e Toronto – o prazo para as já usufruíram deste subsíla católica St. Clare, em 31 de Março, os subsídios inscrições termina no dia dio no ano anterior e que
Toronto, onde deram a co- agora anunciados oscilam 27 de Março pelo que in- ofereceram uma aula de Tai
nhecer pormenores da iniChi ao ministro e à deputaciativa.
da.
Designado Seniors
A propósito da renoCommunity Grant, a iniciavação da iniciativa agora
anunciada, o ministro Mario Sergio justificou-a como
sendo um reconhecimento
do governo de que “os nos-
tiva prestou já auxilio a 179
projectos, estimando-se em
43.000 o número de idosos
beneficiados durante o primeiro ano em que esteve
em vigor.
entre 500 e 8.000 dólares e
serão atribuídos a organizações sem fins lucrativos
que apresentem os seus projectos para idosos para avaliação.
Segundo a deputada,
que representa o distrito de
Davenport – a principal
zona de concentração para
a comunidade lusófona e
ministro responsável pelos
Para o período 2015/ para muitas das suas colecassuntos dos idosos, Mario 16, que cobre actividades a tividades e associações em
centiva “as organizações
na comunidade portuguesa, e não só, a aproveitarem esta grande oportunidade.”
No decorrer do encontro na escola St. Clare
participaram várias organizações comunitárias
canadianas, incluindo representantes de associações
das comunidades portuguesa, italiana e hispânica, assim como um grupo de idosos
da
Associação
Vietnamita de Toronto, que
sos idosos merecem o nosso respeito” e prometeu
“com a ajuda dos nossos
parceiros”, continuarem a
garantir que estes “vivem
vidas saudáveis, seguras e
activas”
Como foi revelado, o
formulário para as organizações que desejem concorrer às verbas concedidas
através do programa pode
ser obtido electronicamente
em www.seniors.gov.on.ca/
en/srsorgs/scgp.php.
Para a deputada
Cristina Martins, o plano
de acção apresentado pelo
governo do Ontário para a
terceira idade é mais um
passo no sentido de “ajudar
a criar um ambiente favorável para os idosos do
Ontário”.
Fotos: Matthew Correia
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
10
13 de Março de 2015
COMUNIDADES EM FOCO
Antevisões da Primavera no Amor da Pátria
Por Natividade e Carlos Ledo
Sol Português
A Primavera vai chegando aos poucos e com ela
as temperaturas vão melhorando, depois de um Inverno cheio de neve e gelado
em que por vezes nem à rua
se pode – ou apetece – sair.
É assim a quadra fria
gos e familiares nos muitos
eventos festivos levados a
efeito nos clubes e associações da nossa comunidade.
Foi o que aconteceu
no sábado (7), quando o
clube Amor da Pátria de
Toronto levou a efeito a sua
por estas bandas, onde já
(quase) nos habituámos à
sua natureza rigorosa. Por
isso a Primavera é tão desejada neste altura, ao proporcionar maior oportunidade das pessoas se deslocarem e juntarem-se a ami-
tradicional Festa da Primavera, juntando sócios, amigos e simpatizantes na celebração duma das mais lindas estações do ano que
ansiosamente se antevê.
O encontro teve lugar
no salão de festas da Casa
dos Açores do Ontário,
onde o Amor da Pátria mantém também a sua sede desde há uns anos.
A festa começou cerca das 19h00 com a chegada dos primeiros convivas
que, alegres e sorridentes,
se cumprimentavam entre
si, felizes por se encontrarem de novo e assim poderem saborear momentos
como tantos outros já passados em torno de programas organizados pelo decano clube.
depois das portas abrirem
Durante um curto inuniu todos em torno da re- tervalo, Alvarino Cedros
feição conjunta.
subiu ao palco para coordeC o u b e a M a n u e l a nar a arrematação de alguGoularte, a mestre de
cerimónias dessa noite, dar
as boas-vindas ao público,
após o que foi servido o
jantar, preparado pelos voluntários da casa, que se
dedicam com prazer à causa de garantirem o futuro
da sua colectividade.
A música não faltou
ao serão, permitindo a todos quantos o desejaram
Este intercâmbio era,
sem dúvida, a componente
mais importante da noite,
mas não faltou entretenimento e outras diversões,
incluindo um jantar convívio que cerca de uma hora
fazer a darem um bom
pezinho de dança, desfrutando da selecção musical
proporcionada pelo D.J.
Five Stars.
mas ofertas, antes da diversão voltar de novo para a
componente musical e o
animado baile.
Enfermeira inicia campanha de
despistagem da diabetes na
comunidade portuguesa da Suíça
A enfermeira portuguesa Manuela Ventura lança este mês uma campanha
de prevenção e despistagem
gratuita de diabetes junto
da comunidade portuguesa
de Friburgo e de Zurique,
na Suíça, disse à Lusa aquela especialista em diabetologia.
De acordo com a
Manuela Ventura, a campanha realiza-se a 15 de
Março em Friburgo e a 21
de Março em Zurique em
Associações portuguesas
como a Selecção Portuguesa e o Centro Lusitano.
Com esta campanha,
a enfermeira espera “estimular outros enfermeiros a
investir mais na prevenção”.
Os
testes
de
despistagem de diabetes de
tipo 2 vão decorrer em locais associativos portugue-
ses de Friburgo e Zurique,
nomeadamente.
Natural de Faro, a enfermeira Manuela Ventura
chegou em 1990 à Suíça,
onde se especializou em
diabetologia e trabalha em
Friburgo como enfermeira
independente, na área de
cuidados ao domicílio.
Em paralelo, está a
preparar um estudo sobre o
tratamento dos diabéticos
nas prisões, que será apresentado pela primeira vez
no dia 1 Junho 2015 em
Montreal, Canadá, no congresso mundial das doenças crónicas (SIDIIEF
2015, na sigla em francês).
A diabetes é uma doença metabólica que destrói
as células beta do pâncreas
responsáveis pela produção
da insulina, uma hormona
que regula os açúcares no
sangue. Em casos graves,
as pessoas com diabetes têm
de ser amputadas.
Segundo a especialista, a alimentação tem um
papel importante para manter os níveis de açúcares e
uma refeição saudável deve
ser composta por 50% de
legumes, 25% de hidratos
de carbono, 25% de proteínas. “Isso é valido para todas as pessoas”, salientou.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
PORTUGAL EM FOCO
Salsicharia de Bragança cresce em tempo
de crise e espera duplicar facturação
Uma empresa de
enchidos e carnes de porco
bísaro de Bragança investiu mais de 900 mil euros
numa nova unidade para dar
resposta ao aumento da procura, sobretudo no mercado internacional.
“Andamos em contraciclo nos últimos anos. Temos crescido”, afirmou à
Lusa Alexandrina Fernandes,
a terceira geração de um negócio familiar que com base
em produtos locais conquistou mercado aquém e alémfronteiras, a partir da aldeia de Gimonde, no concelho de Bragança.
A Bísaro Salsicharia
Tradicional é uma das áreas de negócio, que nos últimos três anos cresceu mais
de 43 por cento e que com a
nova unidade de transformação espera duplicar a
facturação, que em 2014 rondou os 2,5 milhões de euros.
O investimento, comparticipado em 223 mil
euros pelo PRODER (Programa de Desenvolvimento
Regional) vai criar “entre
cinco a dez postos de trabalho nos próximos dois a três
anos” e vem dar resposta ao
aumento da procura dos
produtos certificados confeccionados nesta salsicharia
tradicional, como explicou
Alexandrina Fernandes.
A actual fábrica ficará mais vocacionada
para a alheira e os
enchidos, enquanto
a nova unidade está
direccionada para
produtos de cura natural mais demorada
como o presunto de
porco bísaro, com
uma cura mínima de
dois anos, e que ganhou visibilidade internacional com um aumento da
procura em países como
França, Noruega e Inglaterra.
“Os clientes valorizam o facto de os animais
andarem livres no campo e
ficam surpreendidos com o
produto, as características
da carne”, observou a jovem, que com o irmão gere
esta área de negócio, que
conta com duas explorações
com 1.100 animais, além de
negociar também com produtos locais.
O tipo de alimentação
à base de produtos do campo como as hortícolas, confere as características que
distinguem esta carne, nomeadamente a castanha que
também é dada aos animais
e “torna o sabor mais adocicado”, o que é apreciado
por alguns clientes internacionais.
Os enchidos foram os
primeiros a conquistar mercado e são consumidos em
França, Inglaterra, Macau,
Espanha, Itália, Noruega,
Luxemburgo, Angola e
Moçambique. Encontramse também em fase de habilitação para seguirem para
o Brasil.
As exportações representaram, em 2014, um terço das vendas.
Câmara de Tábua anuncia 300 novos
empregos no concelho ainda este ano
A Câmara de Tábua
anunciou segunda-feira a
criação de 300 postos de
trabalho na área do município, ainda este ano, com
a instalação de novas empresas e a expansão de outras, num concelho com um
índice de desemprego de
apenas 4%.
Maioritariamente, os
novos empregos resultam
da construção de mais uma
fábrica de mobiliário do
grupo Aquinos, que dará trabalho a cerca de 200 pessoas, disse o presidente da Câmara Municipal de Tábua,
Mário Loureiro, à Lusa.
Para permitir a realização deste investimento,
na ordem dos 30 milhões
de euros, a autarquia teve
de ampliar a Área Industri-
al e Empresarial Sinde-Tábua, neste município do interior do distrito de
Coimbra, com cerca de 12
mil habitantes.
“Esta fábrica está em
construção e deverá abrir no
segundo semestre deste ano”,
disse Mário Loureiro.
A família Aquino, que
detém em Tábua várias unidades industriais, decidiu
no ano passado apostar também na produção de espuma para sofás, colchões e
automóveis.
O presidente da Câmara congratulou-se com a
actual taxa de desemprego
no concelho – 4%, contra
13,4% a nível nacional –,
em resultado de um processo “que tem evoluído muito
favoravelmente” nos últi-
mos três anos.
A nova unidade fabril
do grupo Aquinos, o maior
empregador da região, com
quase 1.500 trabalhadores,
foi implantada num lote de
terreno com uma área superior a nove hectares.
Mário Loureiro salientou que a instalação de
novas empresas, com apoio
da autarquia, “tem garantido trabalho e estabilidade”
aos cidadãos de Tábua,
atraindo ainda mão-de-obra
de outros concelhos.
“Temos uma boa qualidade de vida para oferecer às pessoas”, o que é reforçado pelo trabalho de
“grandes instituições que
prestam apoio social à infância e à terceira idade”,
sublinhou.
No mercado português, esta salsicharia tradicional trabalha com a grande
distribuição, lojas gourmet
e “chefs” de cozinha de restaurantes “Michelin” como
Leonel Pereira e Vitor Matos.
O ministro-adjunto
e do Desenvolvimento
Regional, Miguel Poiares
Maduro, na terça-feira, a
nova unidade desta empresa de transformação e
comercialização de carnes
propriedade de um grupo
que emprega 40 pessoas e
nasceu de um negócio de
beira de estrada, a Taberna
D. Roberto.
O espaço ainda existe
mas há muito que extravasou o balcão onde o “primeiro” casal Fernandes
matava a sede a quem passava e vendia de tudo numa
mercearia.
Três gerações da mesma família transformaram
a taberna num dos restaurantes mais emblemáticos
da região, o D. Roberto, fizeram dos produtos regionais que os avós vendiam
uma salsicharia e aproveitaram o modelo para alojar
turistas em seis rústicas casas de turismo rural sem
faltar animação turística,
com a A. Montesinho e a
Quinta das Covas Sociedade Agroturística.
11
Douro leva 63 produtores à
maior feira de vinhos da
Europa
O Instituto dos Vinhos
do Douro e Porto (IVDP)
leva 63 produtores à
“ProWein”, na Alemanha,
à procura de novos negócios naquela que é considerada uma das maiores feiras
de vinhos da Europa.
Segundo anunciou o instituto público, com sede no
Peso da Régua, distrito de Vila Real, o Douro está a preparar “a
maior participação de
sempre” no certame que decorre entre os dias 15 e 17 de
Março, em Dusseldorf.
A “ProWein” espera
a visita de cerca de 50 mil
compradores, provenientes
de vários pontos do mundo.
“Sendo a ProWein uma feira de grande importância
para o sector, a participação permite-nos não só consolidar a nossa acção neste
mercado, como também é
uma forma de promoção e
avaliação de outros grandes mercados mundiais”,
afirmou hoje, em comunicado, o IVDP, Manuel de
Novaes Cabral.
Segundo o responsável, para esta edição o instituto público conta “com um
número recorde de produtores da Região Demarcada do
Douro”, o que considera que
“corrobora a importância e
reconhecimento do certame
no sector”.
Os 63 produtores da
mais antiga região demarcada do mundo levam na
bagagem uma “boa mostra”
do melhor do que é produzido no Douro.
O IVDP preparou
ainda a realização de 13
seminários e provas de
vinho.
O certame é dirigido a distribuidores e
profissionais dos sectores do vinho, gastronomia e
hotelaria e conta com a presença de cerca de quatro
mil expositores, oriundos
de cerca de 50 países.
Segundo o IVDP, a
Alemanha é o oitavo mercado principal para os vinhos do Porto e o sétimo
para os vinhos do Douro.
Em 2014, a exportação de vinho do Porto para
a Alemanha representou
mais de 12 milhões de euros
e quatro milhões de euros
para os vinhos do Douro.
Este instituto público
tem jurisdição sobre todo o
território nacional e tem
como missão fundamental
promover os vinhos do Porto e do Douro e defender as
denominações de origem
Douro e Porto e da indicação geográfica Duriense à
escala global.
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
12
13 de Março de 2015
COMUNIDADE EM FOCO
Império Mariense organiza noite culturalmente
gastronómica
Por António César
Cambridge, uma das cidades que nos últimos anos
tem verificado um rápido desenvolvimento em várias
áreas, foi palco, no passado sábado (7), de mais uma
manifestação cultural portuguesa.Foi a festa do peixe,
uma das duas grandes manifestações culturais que, anualmente, o Império Mariense de Cambridge organiza.
Fundado em 1972, por cerca de uma dezena de
naturais da ilha dourada – ou do sol, como é também
conhecida Santa Maria – o Império Mariense de
Cambridge ostenta o título do mais antigo do Canadá.
Tão antigo que, sem margem de erro, existem vivos, dois fundadores um dos quais ainda a residir em
Cambridge.
Num passado ainda recente, não chegou a dar-se a
queda do Império Mariense porque apareceram pessoas
dinâmicas e corajosas que “pegaram no que ninguém
queria fazer” e com dinamismo salvaram o Império
Mariense que actualmente se encontra numa situação
que se pode considerar “mais que razoavelmente boa”,
como nos afirmou a actual Presidente da direcção, Maria
Oliveira, que juntamente com Luciana Chaves (Vicepresidente), José Vicente (Secretário) e Linda Silva (
Tesoureira) mantêm o Império vivo e estável
Mas para isso ser possível há que adicionar a
dedicação e o muito esforço de mais 60 pessoas. Os
dedicados voluntários que nos bastidores vão alimentando com lenha, a chama viva deste punhados de heróis
comunitários.
odo de vida curto e que psicologicamente apoiam também os familiares.
Foi também neste encontro mariense que Fátima
Luz, professor de português na Escola Portuguesa de
Cambridge anunciou que este ano o XXIII encontro de
Professores de Português no Canada e Estados Unidos,
vai realiza-se em Cambridge, nos três últimos dias do
mês de Maio.
Soubemos que fazem parte da comissão
organizadora, além de Fátima Luz, Ana Jesus também de
Cambridge e Maria do Carmo Couto e Liliana Marcelino,
ambas da cidade de Montreal.
Uma verdadeira perícia demonstraram ter os cordiais voluntários que serviram o jantar com destaque para
as diversas variadas de peixe, todas elas uma delícia.
António Chaves, conhecido por toda a gente como
“Ventura” contou-nos que a ideia da fundação do Império foi a manutenção de uma das maiores tradições da sua
ilha: Os Impérios.
Império esse que ainda continua vivo e já lá vão 43
anos.
Recorde-se que o Império pode definir-se como
uma festa popular em honra do Espírito Santo, representado por uma Coroa de prata trabalhada e encimada por
E no sábado essa dedicação foi visível nas seis
centenas de pessoas presentes num salão com capacidade para 530 pessoas!
Aqui nota-se também a hospitalidade desta organização sem fins lucrativos que aproveitou” a festa para
anunciar, juntamente com uma das coordenadoras da
“Lisaard House” uma campanha de angariação de fundos
para a construção, já em fase inicial, de um outro Centro
na cidade de Kitchener.
Com o salão apinhado de gente, a circulação entre
as mesas tornou-se complicada mas a equipe liderada por
José Sousa, o cozinheiro, que na cozinha controlava as
operações foi excelente.
Presente esteve também o vereador do bairro (Ward)
7, Frank Monteiro que nos confidenciou que não falta a
um evento que recorde a terra que o viu nascer.
Tony Câmara e a banda Sonhos de Portugal animaram musicalmente a noite. Uma noite agradável e uma
uma pomba simbólica, que tem como acto central a
cerimónia da Coroação, realizada na igreja e presidida
pelo sacerdote.
Na sua realização está sempre presente o espírito
de partilha e caridade cristã, concretizado de forma
especial na prestação de ofertas alimentares abundantes
e alargadas, nomeadamente massas sovadas, carnes
guisadas e as apreciadas sopas do Espírito Santo.
Com este propósito, a responsável por este projecto humano, Janet Willard, na sua breve e eloquente
intervenção informou que este hospício, já com uma
unidade em Cambridge, está empenhado a ajudar pessoas a morrer de cancro, a viver os últimos tempos de vida
com dignidade e rodeados de amor.
Relembrou ainda que este centro presta, gratuitamente, cuidados para as pessoas que enfrentam um perí-
festa que motivaram a direcção a iniciar os preparativos
para o acontecimento mais enraizado nos “cagarros”, alcunha carinhoso pelos quais são conhecidos os naturais da
primeira ilha a ser avistada, por volta de 1427,pelo navegador português Diogo de Silves: A ilha de Santa Maria.
Trata-se da festa do Caldo dos Nabos, um dos
pratos mais simbólicos da terceira ilha mais pequena dos
Açores mas a maior de Cambridge.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
PORTUGAL EM FOCO
Nova Cerâmica de Valadares já exporta
um quarto da produção
A nova empresa da
Cerâmica de Valadares, de
nome ARCH, que realizou
segunda-feira a cerimónia
oficial de arranque da produção industrial, já exporta
cerca de 25% da sua produção, tendo por objectivo
ultrapassar os três milhões
em vendas.
“Nem foi preciso fazer grande esforço porque
a marca tinha já património
importante e alguns dos clientes vieram de sua iniciativa ter connosco. Isso
aconteceu em alguns domínios, nomeadamente no
Médio Oriente, alguns mercados da Europa, África
também, onde estamos a ter
já, sem fazer parte do nosso
plano, um nível de exportação interessante, quando,
no primeiro ano, o mercado
ibérico seria o nosso principal desígnio comercial”,
afirmou aos jornalistas o
administrador da ARCH
Henrique Barros.
Numa cerimónia perante cerca de uma centena
de pessoas, incluindo o secretário de Estado da Segu-
rança Social, Agostinho
Branquinho, na sala de exposição da Fábrica Cerâmica de Valadares, o novo
administrador da marca
(que ainda integra a massa
a autarquia fez a sua parte
ao atribuir isenções fiscais
ao novo projecto.
Por seu lado, o presidente da concelhia do PSD
de Gaia e vereador da opo-
insolvente) disse que conta
com 45 trabalhadores, tendo por objectivo contratar
um total de 130 pessoas.
Da parte da Câmara
Municipal de Vila Nova de
Gaia, o presidente, Eduardo Vítor Rodrigues, afirmou ser “indescritível em
termos de emoção e de sonho cumprido” a reabertura
da fábrica e disse sentir-se
Valadares, recordando que
sição, Firmino Pereira, congratulou-se, em comunicado, com a “revitalização e
arranque da produção industrial da Cerâmica de
Valadares” e pediu ao “actual Governo, através do
Ministério da Economia,
[para que] tudo faça para
apoiar este espirito empreendedor colocado ao serviço desta empresa”.
A ARCH (cuja sigla
se desdobra em “Advanced
Research
Ceramic
Heritage”) resulta de um
investimento de mais de 1,2
milhões de euros, proveniente de um grupo de investidores, portugueses e espanhóis, disse Henrique
Barros, também ele antigo
quadro da empresa.
O agora administrador
salientou que o objectivo da
nova companhia passa também pela abertura de uma
nova unidade industrial.
Todos os intervenientes na cerimónia destacaram
o papel do administrador da
insolvência, Rui Castro
Lima, que lançou o repto
para que a recuperação da
empresa avançasse.
“Só uma nova empresa, e não é só por questões
financeiras, poderia justificar retomar a actividade
neste lugar e defender a
marca que foi construída em
94 anos e que claramente está
no imaginário de muitos que
se cruzaram connosco, eu
diria um pouco de todos os
portugueses”,
realçou
Henrique Barros.
Estudo de Impacte Ambiental do novo
terminal vai avançar até final do mês
O Estudo de Impacte
Ambiental (EIA) do novo
terminal de contentores de
Lisboa deve ser lançado até
ao final do mês de Março,
disse o presidente da Câmara do Barreiro.
“O estudo mais pesado do ponto de vista técnico que se segue é o Estudo
Impacte Ambiental e pensamos que será ainda este
mês. Depois segue-se a sua
discussão pública, eventuais aprovações e preparação do caderno de encargos
para o concurso internacional”
disse
Carlos
Humberto, presidente da
autarquia do Barreiro.
O autarca explicou
que o EIA será lançado pela
administração do Porto de
Lisboa e acredita que até ao
final do ano “será possível
lançar o concurso público
para a construção” do novo
terminal.
O Barreiro recebeu
segunda-feira a visita do
presidente do Conselho de
Administração do Porto de
Santander, José Martínez
Sieso, que esteve no parque
empresarial da Baía do
Tejo, a conhecer o local
estudado para receber o
novo
terminal
de
contentores de Lisboa.
Carlos Humberto explicou que, apesar de não
ser impossível, é difícil que
o concurso público avance
ainda na actual legislatura
devido às questões legais
que é preciso cumprir e confirmou o interesse de investidores privados na
infra-estrutura.
“Continuamos a ter
conhecimento de novos interessados que até visitaram o concelho, mas não
posso divulgar nomes. Neste momento, se fosse só o
problema de investidores,
diria que tínhamos terminal”, salientou.
“De tudo o que vi, só
posso desejar que tenham
êxito. Este projecto poderá
ter uma repercussão muito
p o s i t i v a, não só para o
Barreiro ou zona de Lisboa,
mas em todo o país”, defendeu José Martínez Sieso.
Já o presidente da
Baía do Tejo, Jacinto Pereira, referiu que acredita
que os estudos vão mostrar
que o Barreiro é a melhor
opção para receber o novo
terminal, explicando que o
projecto será importante
para a revitalização do parque empresarial.
“Temos aqui 185 empresas neste parque do
Barreiro com a tendência
para subir. Só o facto de se
falar cada vez com mais
certeza do terminal aqui,
têm aumentado muito as
consultas de empresas nacionais e multinacionais
para se saberem as condições de aqui se localizarem”, salientou.
13
Governo dos Açores
celebra novo contrato de
seis meses com SATA
para voos inter-ilhas
O Governo Regional dos Açores vai celebrar
novo contracto com a SATA, por ajuste directo, para
concessão do transporte aéreo dentro do arquipélago
que vigorará até Outubro, quando entram em vigor
novas obrigações de serviço público nestas ligações.
Segundo uma resolução publicada na segundafeira (9) no Jornal Oficial da região, o Conselho do
Governo Regional decidiu “autorizar a realização de
um ajuste directo para a
formação de
um contracto
de concessão
do serviço público aéreo regular no interior da Região
Autónoma dos
Açores, entre
1 de Abril e 30 de Setembro de 2015”, com a companhia aérea açoriana, sendo o “valor de máximo” 15
milhões de euros.
Em Agosto de 2014, o executivo regional já
havia avançado com a celebração, também por ajuste
directo, de um contrato com a SATA, no valor de dez
milhões de euros, para os voos inter-ilhas para o
período de 1 de Outubro a 31 de Março.
Na ocasião, o Governo dos Açores dizia esperar
ter em vigor o novo modelo de transporte aéreo dentro
do arquipélago em Abril deste ano, o que não vai
acontecer, como assumiu no mês passado.
O Governo Regional apresentou a 13 de Fevereiro as novas obrigações de serviço público para os
voos inter-ilhas, que foram enviadas para Bruxelas,
para autorização e publicação no Jornal Oficial da
União Europeia, a que se seguirá a abertura de um
concurso público internacional, no valor de 135 milhões para a concessão deste serviço por um período
de cinco anos. O executivo açoriano espera que o
processo esteja concluído até 30 de Setembro.
A resolução segunda-feira publicada justifica
que não foi possível cumprir o prazo inicialmente
apontado porque as novas obrigações de serviço público para os voos entre os Açores e o continente,
acordadas com o Governo da República e que entram
em vigor no final deste mês, foram publicadas pela
Comissão Europeia mais tarde do que o esperado (a
27 de Janeiro).
“Só após a aprovação anteriormente referida foi
possível ao Governo Regional concluir o processo de
revisão das obrigações de serviço público de transporte aéreo regular inter-ilhas”, lê-se no texto, que
explica ainda que a legislação europeia estabelece
que “quando se trate de rotas às quais o acesso já se
encontre limitado a uma transportadora aérea, o aviso
do concurso deve ser publicado pelo menos com seis
meses de antecedência em relação à data de início da
nova concessão”.
As ligações aéreas entre as nove ilhas dos Açores são asseguradas em exclusivo pela SATA.
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
14
13 de Março de 2015
CANADÁ EM FOCO
FPCBP:
Noite de “mérito e excelência” premeia
estudantes e individualidades
Por Isabel Alves
Sol Português
A celebrar o seu 33.º aniversário, a Federação de
Empresários e Profissionais Luso-Canadianos (FPCBP,
na sigla em inglês), organizou no passado sábado (7), um
jantar de gala durante o qual procedeu à entrega de
bolsas de estudo e outros prémios “de mérito e excelência” a três individualidades luso-canadianas.
Cerca de duas centenas de pessoas marcaram presença na mais recente edição deste encontro anual, a
qual decorreu no centro de convenções Pearson, em
Brampton, reunindo de forma informal vários empresários e profissionais numa noite de glamour dedicada a
demonstrar o potencial e a excelência existente no seio
da comunidade portuguesa.
A dirigir as cerimónias esteve o vice-presidente da
FPCBP, Daniel Correia, e entre os convidados destaca-
Ausente por motivos de saúde, o ministro das Finanças do Ontário, Charles Sousa, fez-se representar
pela esposa, Zenaida Sousa, e pelo pai, António Sousa,
um dos pioneiros da imigração portuguesa para o Canadá.
Em representação do governo português esteve ainda o novo cônsul-geral de Portugal em Toronto, Luís
Barros, numa noite que foi assistida também por actuais
e ex-dirigentes da FPCBP, e pelo presidente da Câmara
de Comércio Italiana do Ontário, George Visintin –
talvez num prelúdio do estatuto que o organismo lusocanadiano pretende alcançar.
A abrir as solenidades e após se terem escutado os
hinos do Canadá e de Portugal discursou o actual presidente da Federação, Sérgio Ruivo, que deu as boasvindas e apresentou Louise Spense, a representante do
RBC, banco patrocinador da noite de gala, para que
proferisse também algumas palavras.
Escutar-se-ia também a recém-eleita edil Linda
convidados luso-canadianos que se destacaram no Canadá
nesse universo.
Numa mensagem de perseverança e dedicação ao
desporto esteve Michael Chaves, um jovem atleta de
origem lusa que já por várias vezes representou o Canadá
em competições internacionais.
De igual modo, Sid Seixeiro, um luso-canadiano
que apresenta o programa desportivo Tim and Sid Show,
deixou o seu depoimento procurando inspirar as novas
gerações de luso-descendentes a seguirem os estudos e
os seus sonhos.
Mais tarde e após o jantar – que foi acompanhado
musicalmente pelo Quarteto Tavares com som e luzes a
cargo da empresa luso-canadiana TNT Entertainment –
procedeu-se à entrega das bolsas de estudo da FPCBP,
sempre um dos momentos mais importantes desta gala,
que este ano viu premiados cerca de 30 jovens, em
diferentes estágios de formação.
ram-se várias entidades políticas, incluindo a deputada
provincial Cristina Martins, a vereadora Ana Bailão –
ambas eleitas pelo distrito torontino de Davenport às
suas respectivas assembleias – assim como a recém
eleita presidente da Câmara de Brampton, Linda Jeffrey,
e um dos novos vereadores deste município, o lusocanadiano Martin Medeiros.
Jeffrey, que aproveitou a ocasião para congratular a
comunidade portuguesa e esta organização pela importância da iniciativa, passando então o serão para o domínio dos jovens luso-canadianos.
Assim, e no ano em que a cidade de Toronto recebe
os jogos pan-americanos, o desporto foi o tema principal
deste encontro, sendo de registar os testemunhos de dois
Alexandra da Silva, Cassandra Juradinho, Daniel
Almeida, Maria Albuquerque, Mason Silveira, Melissa
Maltez, Adam Almeida, Ricky Rodrigues, Sarah
Moninhas, André Laranjeiro, Ashley Esteves, Daniel
Gaspar, Kimberly Cabral, Krystal dos Santos, Stella
Ribeiro, Tânia da Silva e Júlia Figueiredo foram os
premiados na categoria universitária.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
CANADÁ EM FOCO
A nível do ensino secundário foram bolsistas Adam
Gomes, Ana Sousa, Brittany Martins, Daniela da Silva,
Julia Mogus, Laura Matos, Manuel Helder Dias, Maria
Oliveira, Sarah da Costa, Stephanie Pereira e Vanessa
Dutra.
Uma categoria especial, a bolsa NOVA, iniciativa
conjunta da FPCBP com a Universidade Nova de Lisboa,
atribuiu os dois prémios deste ano a Matthew Slaman e
Justin Sousa, este último filho do ministro das Finanças
do Ontário.
Presente esteve também o comité de avaliação que
analisou todas as candidaturas, e que este ano foi composto por Noémia Couto, Irene Maria Blayer, John
Elias, Lisa Gomes, Paula Gouveia e Mário Monteiro.
O balanço da noite seria preenchido com o reconhecimento de três figuras distintas, de origem portuguesa, que atingiram destacado sucesso nas suas áreas
de actividade.
No sector empresarial foi premiado Luís Roque
Pavão, fundador do grupo de salsicharias Pavão e responsável pela rede Pavão Meats and Deli no Canadá.
Por seu turno, o líder associativo que durante
vários anos presidiu ao Executivo do Centro Cultural
Português de Mississauga, Gilberto Moniz, foi agraciado com o prémio de liderança cívica.
A finalizar, o prémio de distinção no sector profissional foi atribuído a Mário Monteiro, professor de
Química na Universidade de Guelph e figura de renome
internacional na área da medicina pelo seu contributo
para a pesquisa e desenvolvimento de importantes vacinas, nomeadamente no combate de problemas
gastrointestinais dos viajantes e de crianças com autismo.
No final da noite e em declarações ao jornal Sol
Português, Sérgio Ruivo fez um balanço positivo do
serão e do seu primeiro mandato à frente da FPCBP,
revelando os próximos projectos para a organização,
incluindo um almoço comemorativo do Dia da Mulher,
marcado para hoje, sexta (13), assim como o torneio de
golfe da Federação, que se irá realizar em Maio.
15
O actual presidente relembrou ainda que está em
curso um projecto destinado a elevar esta organização ao
estatuto de Câmara de Comércio, com o objectivo de
melhor promover o intercâmbio de negócios e ideias
entre empresas portuguesas e canadianas.
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
16
13 de Março de 2015
CANADÁ EM FOCO
Luso Canadian Charitable Society distingue principais dadores
Por Isabel Alves
Sol Português
Na passada quintafeira (5), a Luso Canadian
Charitable Society (LCCS),
organização caritativa que
se dedica à administração
de centros para deficientes,
sobretudo luso-canadianos,
prestou homenagem às firmas e particulares que durante o ano transacto mais
contribuíram para esta causa.
Durante o jantar de
agradecimento, que teve
lugar no restaurante New
Casa Abril – uma das empresas que apoia este projecto beneficente – estiveram presentes representantes de várias entidades que,
de diferente formas, contribuem para a sua obra.
A abrir este evento
singular – pequeno na dimensão, mas grande no sen-
timento – foi apresentado
um comovente vídeo com
imagens de algumas das
actividades desenvolvidas
nos dois centros sob administração da LCCS, em Toronto e Hamilton.
Uma das iniciativas
em curso para incentivar as
empresas e privados a tornarem-se apoiantes é o designado Programa Embaixador, no qual participam
actualmente cerca de três
dezenas de entidades.
Após o jantar estes
“embaixadores” foram reconhecidos pela sua generosidade, bem como as três
entidades que mais doaram
à LCCS no ano transacto e
que foram, na categoria de
Patrocinador Diamante, o
sindicato LIUNA Local
183, seguido pelo de Platina, a firma Elemental
Controls Limited, e o de
Ouro,
o
sindicato
Carpenter’s
District
Council of Ontario.
Como revelou aos jornais Sol Português e Voice
o comendador Jack Prazeres, presidente da LCCS, é
bastante simples integrar o
programa Embaixador, bastando doar anualmente
1000 dólares – com a vantagem desta quantia ser
dedutível na declaração de
rendimento e impostos.
Contudo, para ajudar
não é preciso chegar a estes
valores, lembra Jack Prazeres, que acrescenta que
“se todos os portugueses
dessem um dólar por ano,
não custava nada e tínhamos 20 ou 30 centros, não
tínhamos só dois”.
O dirigente deixou um
apelo à comunidade portuguesa, para que apoie esta
causa tão válida e que faz a
outras entidades que de formas diversificadas colaboraram com a Luso Canadian
Charitable Society, nomeadamente o grupo Amigos
do Toxofal de Baixo, o Centro Cultural Português de
Mississauga, o empresário
Januário Barros, do restaurante anfitrião nessa noite,
o banco BPI, os sindicatos
diferença junto daqueles que
“sem a nossa ajuda têm uma
vida muito difícil”, rematou.
Em primeira mão, falou-nos também da “Primeira Volta Lusa de Bicicleta”, que está agendada para
o próximo dia 30 de Maio e
tem como objectivo angariar fundos para a construção
de um elevador de maiores
dimensões no edifício do
centro, obra orçada em
180.000 dólares.
No decorrer da noite
foram ainda distinguidas
Drywall Acoustic Lathing
and Insulation Local 675 e
a LIUNA Ontario Provincial District Council, bem
como ainda a repartição da
empresa de aviação açoriana SATA no Canada, o
agente imobiliário Filipe
Ferreira da Royal LePage
Supreme e as empresas
Brampton Brick e Blair
Building Supplies.
Numa organização
que sobrevive em grande
parte pelo contributo de
voluntários, foram destacados
os que maior
contributo ofereceram durante
o ano transacto,
designadamente
Isaura Carneiro,
Luís
Brasil,
M i c h e l l e
B r a n d ã o ,
Stephanie
Grattan
e
Bernadette
Gouveia.
Foram ainda destinadas
algumas palavras de agradecimento aos meios de comunicação social que
apoiam e divulgam continuamente as actividades do
centro, seguindo-se uma
homenagem a um dos
utentes mais activos na
LCCS.
Pela alegria e energia
que constantemente transmite a quem o rodeia,
Andrew Aideira da Fonseca foi distinguido com o
prémio “Energizing Smile
Award”.
A
mãe,
Nancy
Aideira, funcionária do centro desde a sua abertura,
destacou à nossa reportagem o espírito familiar que
se vive na LCCS e que em
outros.
A natureza do evento
atraiu também algumas figuras do panorama político
que quiseram mostrar o seu
apoio a esta causa, sendo
de destacar as presenças de
Mike Sullivan, deputado
federal por York SulWeston; Laura Albanese,
deputada provincial na mesma circunscrição; e a lusocanadiana Cristina Martins,
deputada provincial que representa o distrito de
Davenport.
Fundada em 2007, a
muito se distingue das instituições públicas que apenas acolhem jovens até aos
21 anos de idade.
Como salientou, o
centro tem programas
educativos diversificados
que decorrem num ambiente de alegria e camarada-
Luso Canadian Charitable
Society é uma organização
sem fins lucrativos que acolhe nos seus dois centros
adultos portadores de deficiências físicas e mentais,
oferecendo-lhe um diversificado leque de programas
e actividades que têm como
gem, e onde diariamente
tem oportunidade de observar adultos com deficiência a ajudarem-se uns aos
finalidade promover o seu
desenvolvimento, sentido
de
independência
e
integração na sociedade.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
PORTUGAL EM FOCO
Museu de Angra do Heroísmo apresenta
mostra de paramentaria da Igreja do Colégio
A Direcção Regional
da Cultura, através do Museu de Angra do Heroísmo,
inaugura sábado, 14 de
Março, pelas 15h00, uma
mostra intitulada “Vestir a
Fé |Paramentos Antigos nos
Açores: os exemplares da
Igreja do Colégio”, que estará patente até 10 de Maio,
no 1.º momento da exposição “Do Mar e da Terra...
uma história no Atlântico”.
Na inauguração, Maria Manuel Velasquez Ribeiro fará uma comunicação sobre a singularidade
das peças de paramentaria
expostas, pertencentes à
Igreja do Colégio de Angra
do Heroísmo, que se destacam pela sua antiguidade –
finais do século XV e princípios do século XVI – e
pela sua suposta manufactura inglesa.
Com esta iniciativa,
realizada em parceria com
a Ordem Terceira de Nossa
Senhora do Carmo, o Museu de Angra do Heroísmo
dá início a um novo projecto, intitulado “Museu Adentro”, que visa divulgar e
potenciar as colecções e as
áreas temáticas representadas no seu acervo.
No âmbito desta ini-
ciativa, o museu organizará
periodicamente mostras de
peças oriundas das suas reservas ou facultadas por
entidades externas que, pela
sua natureza ou função, se
associem às temáticas dos
diferentes núcleos que compõem a exposição “Do Mar
e da Terra… uma história
no Atlântico”.
Com este projecto, o
Museu de Angra do
Heroísmo pretende continuar a chamar a comunidade
em que se insere, facultando formação e informação
no âmbito da história, da
arte, da religião e também
da ciência e da técnica.
A cada uma das mostras será associada uma comunicação de um especialista ou técnico, de forma a
explicitar o valor patrimonial, museológico ou
afectivo das obras ou artefactos expostos.
Paralelamente, será
editado um boletim em formato digital que, mediante
a colaboração com diversos fotógrafos, complementará o descritivo ou comentário das peças com uma
fotografia de natureza artística, de forma a valorizálas esteticamente.
Açores vão pedir medidas a Bruxelas para
enfrentar fim das quotas leiteiras
O secretário regional
da Agricultura dos Açores
declarou segunda-feira que
pediu uma reunião com o
comissário europeu que tem
a mesma pasta para debater
medidas a adoptar para a região face ao desmantelamento das quotas leiteiras.
“Vamos pedir um encontro com o senhor comissário [da Agricultura e Desenvolvimento Rural]. Não
foi possível ainda agendálo porque, estando a Comissão Europeia nos meses
iniciais das suas actividades, não foi possível ainda
encontrar uma data para que
este encontro acontecesse”,
declarou Luís Neto Viveiros.
O titular da pasta da
Agricultura nos Açores falava aos jornalistas, em conferência de imprensa, na Ribeira Grande, ilha de São
Miguel, onde neste dia foi
anfitrião de um fórum sobre o leite que visou reflectir o futuro do sector com
diversos agentes, face ao
desmantelamento do regime de quotas a 1 de Abril
de 2015.
Neto Viveiros declarou que vai levar ao comissário Phil Hogan as preocupações manifestadas pelo
sector e “sensibilizá-lo para
uma atenção diferenciada”
para a região ultraperiférica
dos Açores.
Também na última
reunião de presidentes das
regiões ultraperiféricas
europeias o executivo açoriano defendeu a necessidade de a Comissão contemplar, ao abrigo do programa POSEI, específico
para as ultraperiferias, um
envelope financeiro extraordinário para fazer face
aos impactos negativos que
a abolição das quotas terá
no arquipélago.
(...) Neto Viveiros declarou-se convicto de que o
sector, na região, tem capacidade “de enfrentar o
desafio” que se coloca e
destacou que os Açores conseguiram manter envelopes
financeiros europeus para a
agricultura num cenário de
contenção orçamental na UE.
O governante, que reiterou a importância de apostar em produtos com maior
valorização, defendeu que a
harmonia entre a produção,
indústria e distribuição é o
único caminho para vencer
os novos desafios.
O presidente da Federação Agrícola dos Açores
(FAA), também no âmbito
da conferência de imprensa,
declarou que saiu satisfeito
do encontro porque houve
“abertura total para discutir todos os assuntos” que
respeitam à fileira do leite.
“Agora, claramente
que para os produtores do
leite a expectativa neste tipo
de reuniões é que haja sempre soluções. Aqui, houve
muitas soluções apontadas
para o futuro, para o presente não”, declarou Jorge
Rita.
Jorge Rita considerou
que o desafio que se coloca
com o fim das quotas leiteiras não respeita apenas à
produção, que “respondeu
claramente” em termos de
produção e qualidade, mas
também à indústria, que
“deve transformar a qualidade em valor acrescentado”.
“Se nós hoje estamos
a produzir mais, estas mesmas indústrias, pelo menos
algumas, têm de ter capacidade de transformar este
leite que se produz a mais
em outros produtos. Essa já
não é a nossa responsabilidade”, defendeu.
Museu do Pico e Muitieramá prestam
homenagem a Dias de Melo
A Direcção Regional
da Cultura, através do Museu do Pico, promove a 13 e
14 de Março, no Auditório
do Museu dos Baleeiros,
nas Lajes do Pico, a apresentação da peça “Uma Estrela nas Mãos do Homem”,
em homenagem ao escritor
picoense Dias de Melo, da
responsabilidade do grupo
de teatro local Muitieramá.
Dias de Melo, que se
intitulava um escritor do Pico,
sendo esta ilha e as suas gentes
a matéria-prima da sua obra,
comemoraria a 8 de Abril o
90.º aniversário.
O Grupo de Teatro
Muitieramá celebra o nas-
cimento do autor com uma
homenagem que realça o facto de Dias de Melo ter levado
a identidade açoriana para
além dos limites geográficos
do arquipélago.
Os espectáculos, encenados por Terry Costa,
terão início pelas 21h00,
sendo a entrada gratuita.
17
A primeira resposta deve
ser de proximidade, afirma
Andreia Cardoso
A Secretária Regional da Solidariedade Social
afirmou terça-feira, na Horta, que o desenvolvimento
de cada uma das freguesias é, no seu objectivo último,
o desenvolvimento da Região.
“A resposta
primeira deve ser
uma de proximidade, adaptada às necessidades efectivas da população
e que solucione os
desafios diários
das populações”,
afirmou Andreia Cardoso, numa intervenção na inauguração da Creche do Centro Comunitário Divino
Espírito Santo do Faial.
A creche, com capacidade para cerca de 80 crianças, está instalada num terreno cedido à instituição por
um benemérito local, numa obra que envolveu um
investimento do Governo dos Açores superior a 1,5
milhões de euros.
“O Governo dos Açores está ao lado das famílias
açorianas. Trabalhamos diariamente para aprimorar
uma Rede Regional de Equipamentos Sociais que responda às suas necessidades, desde a primeira infância
à terceira idade”, frisou a Secretária Regional.
Para Andreia Cardoso, o objectivo é que “as
pessoas vivam a sua comunidade de forma plena e
próximos daqueles que lhes são mais queridos, que
respondam aos seus desafios profissionais com a segurança de que as suas crianças, os seus idosos e os seus
dependentes estão acautelados”.
Açores e Quebeque renovam
protocolo para a realização de
estágios profissionais
destinados a jovens
Os Açores e a província canadiana do Quebeque
renovaram, por mais três anos, o protocolo de cooperação assinado em Novembro de 2011 para a realização de estágios profissionais destinados a jovens dos
dois territórios que tenham concluído a sua formação
académica.
Este acordo, celebrado entre a Região Autónoma
dos Açores e o Office Québeq-Monde pour la Jeunesse,
permite que jovens com idades entre 18 e 35 anos
realizem, pelo período de três meses, uma experiência
profissional numa das regiões, reforçando a aquisição
de hábitos de trabalho, ferramenta imprescindível na
sua preparação para o mundo laboral.
O protocolo agora renovado permite também
apoiar as empresas através da participação de jovens
em acções que estimulem a iniciativa empresarial,
fomentando a cultura de empresa.
A troca de experiências culturais e a aquisição de
competências ao nível linguístico são, igualmente,
aspectos relevantes da execução deste protocolo, que tem
possibilitado aos Açores e ao Quebeque trocarem informações em matéria de formação profissional, considerada, nas duas regiões, como ferramenta determinante no
combate ao desemprego e à exclusão social.
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
18
13 de Março de 2015
PORTUGAL EM FOCO
Assunção Cristas acusa socialistas de “desleixo”
na gestão de recursos agrícolas
Por Tiago Petinga
dedicada à floresta portuguesa: sobreiro, pinheiro,
A ministra da Agricul- eucalipto.
tura, Assunção Cristas, laO jornal Público adimentou quarta-feira que
Portugal tenha que devolver a Bruxelas 143 milhões
de euros referentes a fundos agrícolas, acusando o
governo de José Sócrates
de ter praticado uma “má
gestão” no sector.
“É uma pesadíssima
herança da má governação
socialista, do desleixo, da
inacção, da falta de cuidado reiterada, porque estas
multas vêm a crescer”, disse.
“Fomos avisados em
2005, 2006, que não estávamos a cumprir, não hou- anta na edição de quartave acção coincidente com a feira que a Direcção-Geral
necessidade de resolver o da Agricultura e Desenvolproblema e a verdade é que vimento Rural da Comischegámos a 2011 com um são Europeia está a exigir
problema
m u i t í s s i m o ao governo português o reavolumado que está agora à embolso de 143,4 milhões
vista”, lamentou.
de euros relativos a pagaAssunção Cristas fa- mentos irregulares aos agrilava aos jornalistas em Pon- cultores portugueses nos
te de Sor (Portalegre), à anos de 2009, 2010 e 2011.
margem da visita do Presi“Portugal foi muito
dente da República, Cava- d e s l e i x a d o d u r a n t e a
co Silva, à unidade da governação socialista, não
Corticeira Amorim, inicia- fez a revisão do parcelário
tiva inserida na jornada agrícola e, portanto, nós te-
Investidores chineses mostram
interesse no terminal de
contentores do Barreiro
Investidores do banco chinês ICBC mostraramse quarta-feira interessados no projecto do novo terminal de contentores no Barreiro, numa visita ao local
durante a qual quiseram conhecer quais os incentivos
locais, comunitários e do Governo previstos.
A comitiva foi recebida pelo presidente da Câmara do Barreiro, Carlos Humberto, e pela presidente
da Administração do Porto de Lisboa, Marina Ferreira,
além de responsáveis do parque empresarial da Baía
do Tejo.
“São investidores chineses que vieram visitar
Portugal e aproveitaram para conhecer também as
potencialidades do Barreiro e do novo porto. É mais
uma entidade interessada e, segundo percebemos, é
importante pois é o maior banco do mundo”, disse
Carlos Humberto.
O autarca do Barreiro referiu que os investidores chineses mostraram-se interessados no projecto.
“Andam à procura de aplicar o seu dinheiro,
pareceram interessados e nós temos total abertura
para receber todos os interessados”, acrescentou.
A delegação chinesa, que recusou prestar declarações à comunicação social, percorreu vários locais
do território da Baia do Tejo, tendo feito algumas
questões sobre os incentivos locais e do Governo para
os investidores e as ajudas comunitárias que estão
previstas.
“Os fundos comunitários são sempre importantes, mas o que determina [a decisão] é o interesse na
operação logística, portuária e industrial, pois não é
claro que existam fundos comunitários para privados
a fundo perdido. Existem fundos para a
descontaminação, acessibilidades e mobilidade e acredito que, depois, existam empréstimos de acordo com
o plano Juncker”, concluiu o autarca.
mos multas, que são várias,
em lotes de três, multas que
dizem respeito a 2005,
2006, 2007, 2008, dizem
que é dada hoje, que é de
2009, 2010 e 2011 correspondente a 143 milhões de
euros”,
explicou
a
governante.
De acordo com a ministra da Agricultura, Portugal tem um total de “277
milhões de euros” para pagar a Bruxelas, sublinhando que o actual governo tem
“estancado” as multas a pagar, uma vez que foi feita a
revisão do parcelário agrícola.
“Neste momento o
problema está resolvido
para o futuro”, disse.
Assunção Cristas
acrescentou que já desenvolveu negociações com
respeito a 98 milhões de Bruxelas no sentido de paeuros e por fim a notícia gar as multas e, em 2014, o
governo já pagou “68 milhões de euros”, voltando
este ano a devolver “60 milhões de euros” e nos anos
subsequentes da mesma forma.
Em relação à multa
agora aplicada de 143 milhões de euros por Bruxelas, a governante adiantou
que Portugal está “a contestar” esse valor, no sentido de “baixar um bocadinho” a mesma verba.
A ministra da Agricultura acrescentou ainda que
tem uma reunião agendada
na segunda-feira, com a
Comissão Europeia, no sentido de negociar a dívida,
principalmente os valores
envolvidos no ano de 2011.
À margem desta situ-
ação, Assunção Cristas
acompanha hoje o dia do
Presidente da República
que começou com uma visita aos viveiros da Herdade de Espirra em Pegões,
Montijo, naquele que é considerado o maior viveiro de
plantas florestais da Europa, actualmente com 20 hectares.
Cavaco Silva ouviu
algumas explicações, entre
as quais do CEO do grupo
Portucel e Soporcel, Diogo
da Silveira, antes de iniciar
uma visita à estufa que dispõe agora de 250.000 pés–
mãe em exploração, que
contribuem para a produção de cerca de seis milhões de plantas clonais de
eucalipto.
Presidente da República quer portugueses
mobilizados para cuidarem da floresta
Por Tiago Petinga
O Chefe de Estado
discursava em Tramagal,
O Presidente da Re- concelho de Abrantes, dispública defendeu quarta- trito de Santarém, no âmbifeira a mobilização dos portugueses para cuidarem das
dimensões ambiental, social e económica da floresta,
para se alcançar maior rentabilidade mas com respeito pelos requisitos ambientais.
“Nós temos todos que
mobilizar os portugueses
para cuidarem destas três
dimensões, a dimensão
ambiental, social e económica, respondendo ao desafio de mais rentabilidade,
mas, ao mesmo tempo, respeitando todos os requisitos ambientais”, afirmou to de uma jornada dedicada
Aníbal Cavaco Silva.
à floresta portuguesa, antes
“É esse um dos gran- de um almoço de trabalho
des desafios que temos, de na herdade da Caniceira
facto, à nossa frente”, de- com produtores e investifendeu o Presidente da Re- gadores da floresta.
pública.
“Há aqui um trabalho
a fazer no domínio da produção para tentar atenuar a
escassez de matéria-prima”,
insistiu, apontando, ainda, a
importância da certificação
– apenas 10% da floresta nacional têm a sua gestão certificada – para a qualidade e
competitividade dos produtos da floresta.
Quanto à inovação e
investigação, o Presidente
da República considerou
que é por este caminho que
se vão “encontrar novos
produtos, desenvolver novos processos, novas formas de chegar aos exigentes consumidores dos produtos da floresta”.
A herdade da Caniceira
é uma unidade de produção
de pinheiro e eucalipto do
grupo Portucel Soporcel, o
maior produtor no país de
pinheiro e eucalipto.
A jornada, denominada “A Floresta com(n) Vida”,
é coorganizada pela Associação para a Competitividade
das Indústrias da Fileira Florestal com os seus associados, dedicada à inovação
na indústria de base florestal e à floresta portuguesa
que pretende chamar a atenção para o valor ambiental,
social e económico da floresta nacional.
Nunca deixei de pagar aquilo que devia e suportei
as consequências de atrasos, diz Passos Coelho
Por Manuel de Almeida
O Primeiro-ministro
assegurou quarta-feira que
nunca deixou de pagar aquilo que devia ao fisco ou à
Segurança Social e adiantou que eventuais atrasos
que tenha registado no passado obrigaram-no a suportar as consequências nos
termos da lei.
Pedro Passos Coelho
falava no debate quinzenal
na Assembleia da República, depois de o líder parlamentar do PS, Ferro
Rodrigues, ter defendido a
tese de que a questão do
Primeiro-ministro perante a
Segurança Social “é política e não pessoal”.
O líder do executivo,
na resposta, salientou que a
obrigação de cada contribuinte é ter sempre as suas
declarações completas e o
exercício de regularização
concluído.
“Nunca deixei de o
fazer. Não fui daqueles que
deixei de declarar o que tinha ao fisco e não deixei de
pagar o que devia. Em relação a falhas que possa ter
tido no passado, posso garantir que foram regularizadas e que nunca deixei
de suportar nos termos da
lei as consequências naturais de qualquer atraso”,
frisou o Primeiro-ministro.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
PÁGINA DESPORTIVA
Escolinha de Râguebi na Trofa ajuda a registar
100% de sucesso escolar
Por Estela Silva
A Escolinha de Rugby
da Trofa, um projecto de
inclusão social para formar
jovens e crianças através
do desporto, da educação e
da saúde, que usa a expressão “garra!” como grito de
guerra, regista 100% de
sucesso escolar.
A rotina da escolinha
começa ao final da tarde
com um treino de râguebi,
seguindo-se para os mais
pequenos (crianças dos
quatro aos 10 anos) actividades cognitivas e lúdicas
e para os dos 11 aos 15
apoio nos trabalhos de casa
e no estudo.
As bolas ovais típicas
do râguebi “invadiram” a
Trofa, concelho do distrito
do Porto, em Dezembro de
2013 por iniciativa de dois
jovens licenciados em Educação Social, Daniela
Vieira e Ricardo Costa,
que, através dos valores de
uma modalidade inclusiva,
motivam as crianças e adolescentes a “aGARRArem”
o futuro.
O facto de estas actividades serem gratuitas fez
com que a ideia se disseminasse sobretudo em contextos sociais menos favorecidos.
Segundo os responsáveis, 65 a 70% dos atletas
são residentes em empreendimentos sociais, mas
Daniela Vieira sublinha que
a ideia é “inclusiva” até no
facto de ter “vários estratos
sociais”. A isso se somam
as características de jogo e
de táctica que não exigem
um perfil físico específico,
numa modalidade que pode
ser mista até aos 14 anos.
“Existia uma falha ao
nível de prevenção primária, trabalhar jovens desde
tenra idade. O râguebi é um
veículo para a saúde e para
a escola”, resume Daniela
Vieira. A jovem licenciada
entreajuda. E enquanto os
pequenitos estão, por exemplo, a aprender como se lava
as mãos, os maiores fazem
os trabalhos de casa ou preparam o teste do dia seguinte.
“Desde que entrei
em Educação Social descreve mesmo casos de atletas
que até ingressarem nesta
escolinha registavam três
anos consecutivos de reprovação. Refere ainda os casos daqueles que antes experimentaram, sem êxito,
uma, duas ou três outras modalidades.
Assim, saltando do
rinque desportivo para a
sala de estudo, onde as bolas são trocadas por lápis e
réguas, monitores e voluntários trabalham aspectos
como autoconfiança e
para a escolinha comecei a
tirar boas notas na escola”,
contou à agência Lusa Ana
Sá, de 13 anos, uma das 42
atletas da Escolinha de
Rugby da Trofa.
Ana Sá ou outro dos
atletas, Rafael Costa, de 10
anos - que confessou “gostar do jogo e do convívio”
de um desporto que o faz
“sentir melhor” - são alguns
dos rostos que provam os
números.
“No último ano tivemos 100% de sucesso escolar. Notou-se uma franca
19
melhoria e toda a motivação do râguebi foi fundamental para esse sucesso”,
descreveu Ricardo Costa,
segundo o qual alguns atletas chegam à escolinha por
indicação de psicólogos
particulares ou ligados a escolas.
Já a ideia de que “os
pais confiam” neste projecto “como um apoio” é confirmada pela mãe de uma
menina de sete anos e de
um menino de 13, Olga
Ferreira. Ela confessou à
Lusa ter na Escolinha de
Rugby da Trofa “uma ajuda
muito grande” porque em
Também Luís Costa,
engenheiro que empresta algumas horas da sua semana
a este projecto como voluntário, para dar apoio sobretudo em áreas como matemática e ciências, confirma a ideia de que “a vontade e o querer” inerentes ao
râguebi fazem “os miúdos
quererem atingir novos objectivos e novas metas”.
A Escolinha de Rugby
da Trofa é um projecto da
Associação Polvilhar Alegria que reúne parcerias
com autoridades locais,
nomeadamente a Junta de
Freguesia e a Câmara, tan-
casa tinha dificuldade em
acompanhar as tarefas escolares dos filhos por causa do trabalho e por ser confrontada com matérias e
dúvidas que não aprendeu.
to para a utilização de instalações do Atlético Clube
Bougadense, como para a
realização de rastreios de
saúde oral e visual, entre
outras áreas.
Açores recebem este ano novas provas de ‘trail running’
Os Açores vão receber este ano duas novas provas de ‘trail running’ (corrida na natureza), uma delas ecológica e a outra repartida por três etapas e três
ilhas e que inclui a subida
ao ponto mais alto do país.
O concelho da Ribeira Grande, na ilha de São
Miguel, vai receber a 21 de
Junho o primeiro Eco Trail
Run Azores, que já conta
com inscrições de todo o
país.
“Iniciámos este projecto a pensar que iríamos
fazer um evento mais
direccionado para a população da ilha de São Miguel
mas rapidamente nos apercebemos de que isto teve
um impacto enorme a nível
nacional”, disse à Lusa Bruno Joel, presidente do Clube Desportivo “Os Metralhas”,
entidade
organizadora da prova.
Entre os nomes já con-
firmados estão Ester Alves
e João Colaço, que vão apadrinhar a prova.
“A Ester, que é neste
momento a melhor atleta fe-
o João Colaço, que é um
ultramaratonista português,
de referência, também internacional”, disse Bruno
Joel.
minina a nível nacional,
O Eco Trail Run
está em oitavo lugar do Azores é uma prova ecoló‘ranking mundial’, vai es- gica que, segundo a organitar presente juntamente com z a ç ã o , p r e t e n d e a p e n a s
“deixar na natureza o rasto
das pegadas dos atletas nos
trilhos”.
“Os abastecimentos
vão ser mais à base de frutas, de marmelada, coisas
que não tenham plásticos,
assim como o abastecimento de água será feito com
depósitos. Não vamos usar
garrafas de plástico e está
no regulamento que cada
participante terá de levar o
seu copo. Também a marcação do percurso será feita
com
materiais
reutilizáveis, vamos tentar
não utilizar fitas, a divulgação do evento não vai
imprimir cartazes nem espalhar panfletos”, explicou.
Esta prova vai ter o
limite de 250 participantes
e terá dois percursos, um
de 33 quilómetros e outro
de dez, a pensar nos atletas
profissionais e nos amadores. A organização pretende fazer uma segunda edi-
ção do Eco Trail Run
Azores em Outubro.
Por outro lado, entre
30 de Outubro e 1 de Novembro vai decorrer o
Azores Triangle Adventure,
uma prova de “‘trail’ por
etapas”, de 130 quilómetros no total, que decorrerá
ao longo de três dias e nas
três ilhas do triângulo
(Faial, Pico e São Jorge).
A prova começa no
Pico com um percurso de
42 quilómetros, “desde o
nível do mar até ao ponto
mais alto de Portugal, a
montanha do Pico, com 2.
351 metros de altitude”,
segundo um comunicado
distribuído pela organização.
No segundo dia, em
São Jorge, o trilho tem cerca de 45 quilómetros e percorre algumas fajãs da ilha.
A prova termina no
Faial, a 1 de Novembro,
percorrendo a ilha de este a
oeste (cerca de 45 quilómetros). O ponto de chegada é
a zona do vulcão dos
Capelinhos.
Segundo a organização, o Azores Triangle
Adventure tem um “desnível positivo equivalente a
subir o Evereste”.
Para além destas provas, realiza-se a 30 de Maio
a segunda edição do Azores
Trail Run, no Faial, que
passa este ano a contar para
o Circuito Nacional de Trail
Ultra e a qualificar para o
UTMB – Ultra Trail do
Monte Branco.
O UTMB, considerada a prova de referência internacional do ‘trail
running’, realiza-se em
Agosto, nos Alpes, num
percurso de cerca de 168
quilómetros, com 9.600
metros de desnível positivo
(metros que os atletas sobem).
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
20
13 de Março de 2015
FINANÇAS EM FOCO
Os direitos dos senhorios Tudo acontece quando
e dos inquilinos
menos se espera...
Por Jorge Oliveira
Sol Português
Esta semana damos por concluído o tópico começado o
mês passado dedicado à compra de uma propriedade para
alugar.
Um senhorio deve manter a propriedade que está a alugar
em boas condições. Tudo o que é oferecido ao rendeiro deve
funcionar e ser bem cuidado, incluindo electricidade, canalização, esgotos, aquecimentos, electrodomésticos, fechaduras, etc. Se algo se
estragar ou deixar de funcionar por causa do uso constante, o senhorio tem o dever
de verificar e consertar o artigo em causa.
Manutenção:
A propriedade que está alugada deve ser mantida limpa, incluindo as áreas de
entrada, corredores, elevadores, lavandaria, parque de estacionamento ou garagens.
Aquecimento:
Quando o senhorio é responsável pelo aquecimento, as temperaturas deverão
ser mantidas em concordância com a estação do ano. A maioria das cidades tem
regulamentos alistados quanto à temperatura média requerida para cada época do
ano. Por exemplo, a lei poderá indicar que entre o dia 15 de Setembro e o dia 15
de Maio será necessário manter a temperatura a 21 graus centígrados.
Obrigações de um inquilino:
Manter a casa / propriedade limpa. A pessoa que arrenda, tem como obrigação
manter a sua casa limpa nas medidas do possível. A propriedade deve ser mantida
limpa evitando qualquer desvantagem ao senhorio e vizinhos. Por exemplo, uma
casa suja ou rodeada de lixo atrai baratas, ratos ou mesmo outros animais que
procuram o mesmo para se alimentar. Se houver um problema de limpeza visível,
o inquilino poderá ser expulso da propriedade.
Reparações e estragos:
Um rendeiro é responsável em consertar qualquer estrago causado por si ou
por visitas suas. Seja este feito com intenção ou que aconteça por acidente. Se
houver estragos visíveis na propriedade arrendada e o inquilino se recusar a
arranjar ou a pagar para que os consertos sejam feitos, corre o risco de despejo.
Reduzir a Renda:
Se o senhorio não cumprir com o contrato de arrendamento ou com os
regulamentos estabelecidos pelo governo provincial ou da Câmara Municipal, o inquilino tem o direito de apelar ao Tribunal para que os seus direitos de inquilino sejam defendidos
(“Tenant
Application
About
Maintenance”).
Neste processo o inquilino poderá apelar para que a sua renda seja
reduzida ou para que o prazo de pagamento do montante da renda, ou pelo
menos de parte deste, seja prolongado.
Uma vez mais, o inquilino poderá também pedir uma recompensa relacionada com
qualquer despesa feita causada pelos problemas de manutenção.
Cancelamento de um contrato com motivo:
Alguns dos motivos que provocam o cancelamento de um contrato de aluguer
estão directamente relacionados com o comportamento dos inquilinos ou das suas
visitas, como por exemplo:
- Não pagar a renda por inteiro;
- Quando o pagamento da renda geralmente é feito em atraso;
- Actividades suspeitas (ilegais);
- Incomodar o bem-estar de outros inquilinos ou mesmo do senhorio;
- Autorizar muita gente ao mesmo tempo a viver no sítio alugado.
Animais de estimação:
Um senhorio poderá expulsar o inquilino devido à presença de um animal de
estimação se:
- O animal causar danos irrecuperáveis;
- O animal despertar reacções alérgicas a outras pessoas que vivem em redor,
incluindo o senhorio;
- O animal incomodar a tranquilidade da residência, criando um ambiente
desagradável para os outros inquilinos ou mesmo para o senhorio.
Razões sem motivo:
Por vezes, as razões que levam um senhorio a querer desocupar a propriedade
arrendada, não tem qualquer relação com o comportamento dos inquilinos. Algumas razões são, por exemplo:
- O senhorio necessita da propriedade para uso próprio ou para acomodar um
familiar (companheiro/a ou esposo/a , filhos que necessitam do seu próprio espaço
ou pais que vem viver com os filhos, etc...);
- O senhorio decidiu vender a propriedade a alguém que a quer utilizar em
parte ou em total como residência própria;
- O senhorio quer renovar ou reestruturar a propriedade e para tal é necessário
permissão legal para o fazer e a desocupação total da mesma propriedade;
- O senhorio decidiu demolir aquela propriedade.
Isto são apenas algumas das questões mais comuns que tenho recebido sobre
este tópico.
Jorge Oliveira é agente imobiliário em Toronto e pode ser contactado
através do telefone 416 535-8000.
Por Pedro Maia
Sol Português
As coisas surgem na nossa vida quando menos esperamos. Sejam os bons, os menos bons, ou até mesmo os maus
momentos. Os imprevistos ou situações menos esperadas – e
por isso é que lhes chamamos imprevistos – surgem-nos a
qualquer momento e sem aviso prévio.
Um exemplo é quando nos surge aquela outra “metade”
por quem sempre esperámos toda a vida. Muitas vezes até nos
julgamos num sonho. Um sonho que não passaria disso até ao dia – como tantos
outros neste longo caminho a que chamamos vida – em que ela nos aparece. É a
pessoa por quem nos apaixonamos de imediato, sem qualquer explicação ou lógica
para isso.
Mas, da mesma forma que nos surgem as coisas boas, de um dia para o outro
também nos surgem as situações menos boas, ou mesmo as más.
Este é um dos motivos pelo qual deveríamos tomar medidas no sentido de
minimizarmos as suas consequências, quando elas nos batem à porta na altura em
que menos se esperam.
Escrevo este artigo com base na experiência, porque com a nossa correria do
dia-a-dia, e da mesma forma que por vezes não paramos para ver quem está ao
nosso lado, também nos esquecemos de planear e pensar em determinados assuntos.
São matérias por vezes delicadas, mas deveras importantes, como, por
exemplo, aquelas pessoas que não tem preocupação em compreender qual a
cobertura correcta que deverão ter para o seu seguro de vida, de saúde, de invalidez
ou de doenças críticas – entre outros. Isto porque todos achamos que “amanhã
tenho tempo”.
São poucas as vezes em que paramos um pouco para pensar: “e se alguma
coisa má me acontecesse?”, como o caso de não poder trabalhar e o que isso
implicaria directamente em consequências também para a sua família. Ou, ainda
pior, a possibilidade de podermos não estar cá amanhã.
Uma das medidas mais tradicionais e garantidas para precaver essa situação
é através do seguro. Nada como nos protegermos para ficarmos mais tranquilos
face ao inesperado. Afinal, que outro bem é mais valioso do que a sua vida e a das
pessoas que ama e pelas quais se sente apaixonado?
Uma apólice de seguro, claro está, deve ser sempre efectuada com a ajuda e
o apoio de um especialista, com conhecimentos e experiência nesta área. Juntos,
poderão elaborar um estudo e fazer uma análise pessoal detalhada (pois cada caso
é um caso), para o aconselhar e indicar quais os tipos de seguros existentes no
mercado e qual o produto que melhor se adequa à sua situação específica.
Saliento hoje este tópico pois ainda chegam até nós exemplos de situações em
que as pessoas, quando nos consultam para os informarmos de qual a melhor
cobertura e o melhor produto segurador, já se apresentam com uma postura
adversa. Isto é, vêm já com uma ideia pré-formada, um preconceito, sobre qual o
valor pelo qual acham que devem pedir cobertura do seguro.
Por vezes, estas situações acontecem porque as pessoas não tiveram a
oportunidade de falar com alguém com conhecimentos, que lhes fizesse uma
análise adequada à sua situação.
Apesar de que não podemos obrigar ninguém a fazer um seguro de vida, ou
qualquer outro tipo de seguro, considero ser meu dever profissional – assim me diz
a consciência ao ouvido – que devo aconselhar e alertar as pessoas que dizem ou
pensam que não tem essa necessidade.
Muitas vezes quem o diz está preocupado apenas com o custo dessa protecção, ignorando os benefícios.
Já parou para pensar que, da mesma forma como nos surge aquela pessoa que
nos faz sentir felizes e apaixonados por ela e pela vida, poderemos vir a precisar
da protecção de um seguro?
A prevenção de certas situações é a base e a razão de ser dos seguros. É uma
atitude inteligente, consciente e preventiva para garantir a nossa protecção financeira e pessoal, em caso de alguma eventualidade que nos possa afectar negativamente, quer a nós, quer àqueles a quem amamos.
Por isso, repito-me aqui, aconselhando o leitor a consultar um profissional
neste ramo para com ele compreender a sua própria necessidade seguradora. Assim
terá mais tempo e sossego para se dedicar a todas as coisas maravilhosas da vida.
E fique atento pois, quando menos se espera, tudo pode acontecer…
Aproveite, por isso, cada minuto, porque o tempo não volta. O que volta é a
nossa vontade de voltar atrás no tempo!!!
Pedro Maia é fundador da firma Maia & Associates, consultores financeiros
e especialistas em seguros, e pode ser contactado através do telefone 905-3635800
Inquérito/BES: PSD e CDS-PP querem que MP
analise testemunho do contabilista da ESI
O PSD e o CDS-PP solicitaram que a acta da audição de Machado da Cruz, excontabilista da Espírito Santo International (ESI) seja enviada para o Ministério
Público (MP), para que este elimine as matérias que comprometam o segredo de
justiça.
Numa carta conjunta enviada pelos deputados dos dois grupos parlamentares ao
presidente da comissão parlamentar de inquérito ao caso Banco Espírito Santo (BES)/
Grupo Espírito Santo (GES), Fernando Negrão, é solicitado o envio para o MP da
transcrição da acta da reunião de 8 de Janeiro, em que foi ouvido Francisco Machado
da Cruz, cujo conteúdo se encontra sob segredo de justiça.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
21
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
22
13 de Março de 2015
CULINÁRIA EM FOCO
Bolinhos de noz
Arroz de bacalhau com pimentos
Ingredientes:
1 dl de água
250 gr de açúcar
1 colher de chá de manteiga
1 colher de café de sumo de limão
300 gr de miolo de noz
Óleo q.b.
Preparação: Leve ao lume brando a água com o açúcar, a manteiga e o sumo de
limão. Deixe ferver até obter caramelo claro.
Separe as nozes em metades. Adicione-as ao caramelo e envolva muito bem.
Unte uma colher de sopa com óleo e retire, de cada vez, duas metades de noz,
dispondo-as sobre forminhas de papel frisado.
Deixe arrefecer por completo.
Ingredientes:
4 postas de bacalhau
1 cebola
3 dentes de alho
1 dl de azeite
4 tomates maduros
200 gr de bacon
1 pimento verde
1 dl vinho branco
200 gr de arroz
1 L de água
Sal q.b.
Pimenta q.b.
Preparação: Demolhe o bacalhau, escame-o e retire-lhe as barbatanas. Corte-o
em pedaços não muito pequenos e reserve.
- Maria da Silveira.
Pique a cebola e os alhos; junte-lhes o azeite e leve ao microondas para refogar,
durante 2 minutos, na potência máxima.
Limpe o tomate, pique-o bem fino e junte ao refogado.
Acrescente o bacalhau e o bacon cortado em tiras pequenas e tempere de sal e
pimenta. Deixe estufar, durante 8 minutos na mesma potência. A meio do tempo junte
o pimento cortado em tiras e o vinho.
Deixe cozinhar tudo no resto do tempo. Retire e reserve.
À parte coza o arroz na água bem a ferver, temperada de sal durante 8 minutos
em potência máxima. Escorra e reserve 1.5 dl da água que reservou.
Leve de novo ao microondas e deixe cozinhar por mais 3 minutos.
Deixe repousar 1 minuto neste aparelho antes de servir.
- Maria da Silveira.
Chocolate Creme
Ingredientes:
200 gr de chocolate em tablete
1 colher de sopa de manteiga
1 lata de leite condensado
4 dl de natas
200 gr de tâmaras picadas
Preparação: Derreta o chocolate com a manteiga em banho-maria. Junte-lhe o
leite condensado e misture bem.
Envolva-lhe lentamente as natas
batidas e 150 gr de tâmaras.
Verta o preparado para as
tacinhas, decore com as restantes tâComo abrir nozes sem as partir?
maras picadas. Sirva bem fresco.
Quando quiser partir nozes, mergulhe-as durante uma noite em água açucara- Maria da Silveira.
da. Deste modo, quando as partir, elas ficarão inteiras.
- Maria da Silveira.
Dica:
Aceitam-se receitas
de cozinha
Pensamento da Semana
Se gosta de cozinhar e tem al-
“A República não era apenas uma
forma de Governo, cujas virtudes se julgavam adequadas (...). Era uma paixão
avassaladora, uma amante idolatrada e
absorvente”.
- Francisco Keil do Amaral (191075), arquitecto português.
guma receita que gostaria de partilhar connosco e vê-la publicada no
jornal, pode enviá-la por carta ou
por e-mail para o nosso escritório.
Colabore e faça também parte
da equipa de Sol Português.
H O R Ó S C O P O
CARNEIRO
21 Março a 20 Abril
Amor: Modere alguns comportamentos mais agressivos
para que uma ralação possa
continuar. Finanças: Evite
sentimentos de desconfiança
no que respeita a colegas ou
ao seu futuro. Saúde: Tente
descontrair-se um pouco
mais; não dê importância ao
que não tem.
BALANÇA
24 Setembro a 22 Outubro
Amor: Poderá ser alvo de alguns comportamentos ou criticas menos justas; alguns
gestos não lhe vão cair bem.
Finanças: Pode encontrar algumas dificuldades neste
momento; resoluções serão
adiadas. Saúde: Tente não
cometer exageros com a sua
saúde sobretudo de âmbito
alimentar.
TOURO
21 Abril a 21 Maio
Amor: Não beneficia nada em
expor-se demasiado; com calma e tempo uma relação evolui. Finanças: Terá grande
apego aos seus projectos; as
evoluções são muito favoráveis. Saúde: Poderá sentir-se
cansado/a; recupere energias organizando melhor o seu
tempo.
ESCORPIÃO
23 Outubro a 21 Novembro
Amor: Não é boa altura para
alterar o rumo que definiu
para sua vida. Uma nova relação evolui de forma favorável. Finanças: Poderá haver lugar a definições ou novas opções profissionais tente não abandonar em definitivo tarefas em curso. Saúde:
Poderá cansar-se mais do que
é habitual.
GÉMEOS
22 Maio a 21 Junho
Amor: A vida sentimental
está marcada por comodismo
e apatia; tente comportamentos diferentes. Finanças: Hesitações poderão valer-lhe
atrasos e perda de oportunidades. Saúde: Está sujeito/a
a limitações nas suas energias; período algo instável.
SAGITÁRIO
22 Novembro a 21 Dezembro
Amor: Poderá ter algumas
surpresas menos agradáveis
sobretudo se der menos do
que é habitual. Finanças:
Complicações com o sector
financeiro; deve analisar
melhor as suas despesas e
pagamentos. Saúde: Está sujeito/a a instabilidade de
sono; mesmo que não consiga dormir, deite-se cedo.
CARANGUEJO
22 Junho a 23 Julho
Amor: Poderá ter alguns momentos de solidão, aceite diferenças de tempo e de sensibilidade. Finanças: Terá de
virar as costas a algumas solicitações; o tempo tem de
ser organizado/a de forma a
chegar para tudo. Saúde: Tendência a momentos de muito
cansaço; se sente que está a
atingir o limite faça pausas.
CAPRICÓRNIO
22 Dezembro a 20 Janeiro
Amor: Período tranquilo; a
vida sentimental está estável
embora sem grande chama.
Finanças: Poderá surgir uma
nota dissonante se tiver alguma recusa inesperada mas
que terá total justificação.
Saúde: Faça exames de rotina e mais exercício físico.
Mantenha atenção à saúde.
LEÃO
24 Julho a 23 Agosto
Amor: Actue com naturalidade; o seu magnetismo e
sensualidade vão fazer o resto. Finanças: Aspectos
desarmoniosos acabarão por
se articular de forma correcta impulsionando a sua vida.
Saúde: Período positivo e
prazenteiro; aproveite intensamente todas as horas do dia.
AQUÁRIO
21 Janeiro a 19 Fevereiro
Amor: Pode sentir que uma
relação mudou e não lhe agrada totalmente; tente analisar
as causas. Finanças: Está sujeito/a a algumas críticas que
poderão aliás ser aproveitadas para melhorar as suas
actuações. Saúde: Exponhase um pouco mais; não é conveniente que faça uma vida
muito isolada.
VIRGEM
24 Agosto a 23 Setembro
Amor: Evite manter à força
uma relação que não lhe traz
satisfação, seja forte e coerente no tratamento de qualquer questão afectiva. Finanças: Tende a esquecimentos
que podem complicar o desempenho das suas actividades;
mantenha-se atento/a. Saúde:
Pode ter alguns problemas
devido a alergias ou sinusite.
PEIXES
20 Fevereiro a 20 Março
Amor: Concentre-se e dê destaque às coisas boas e positivas; uma relação tem muito
para dar. Finanças: O período é irregular mas terá horas
de grande produtividade e
que valerão pelas outras. Saúde: Não utilize medicamentos sem aconselhamento; não
facilite no que respeita a saúde.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
CULTURA EM FOCO
Espero por ti...
Por Luís Marcelino
Sol Português
Estou à tua espera
Aqui ao virar da esquina
Ter-te aqui quem me dera
Fazer o que a vida nos ensina
És a luz da minha vida
Minha flor de quimera
Aguarela colorida
Estou aqui à tua espera
Quero-te no meu caminho
Sem ti sinto-me sozinho
Ter-te aqui quem me dera
Espero pelo teu calor
Primavera, jardim em flor
Espero por ti...Primavera
Dia Internacional dos
Museus 2015 será dedicado
à sociedade sustentável
O Dia Internacional dos Museus, que se celebra
anualmente a 18 de Maio, vai ser dedicado este ano ao
contributo dos espaços museológicos para promover
uma sociedade sustentável.
“Museus para uma sociedade sustentável” será
o tema proposto pelo Conselho Internacional de Museus (sigla ICOM, em inglês), entidade que promove
a iniciativa para as comemorações, instituída em 1997,
com o objectivo de reforçar os laços dos museus com
a sociedade.
O tema proposto para 2015 tem como objectivo
“promover a consciência para os efeitos da actuação
humana sobre o ambiente, e destacar o papel dos
museus no desenvolvimento de novos métodos de
pensar e de agir, que garantam o respeito pelos limites e pela diversidade da natureza”.
Este ano, a Noite dos Museus, iniciativa lançada
em 2005, em França, e à qual Portugal também aderiu, vai acontecer a 16 de Maio, na noite de sábado
para domingo, e o Dia dos Museus, a 18 de Maio, uma
segunda-feira.
A Direcção-Geral do Património Cultural
(DGPC), coordenadora nacional do evento, está a
fazer um levantamento dos espaços museológicos
integrados na Rede Portuguesa de Museus que estejam dispostos a juntarem-se a estas duas iniciativas,
organizando programas e actividades para o público.
O programa integra anualmente visitas guiadas,
espectáculos de teatro, música e dança, palestras,
maratonas de leitura e ateliers para crianças, entre
outras iniciativas.
ªLeia e Divulgue Sol Português*
23
Actores António Capelo e Joaquim Nicolau
“servem” Poesia à Mesa em S. João da Madeira
Os actores António Capelo e Joaquim Nicolau serão os principais declamadores do programa “Poesia à
Mesa”, que a partir de hoje (sexta-feira) divulgará esse
género literário nas ruas, fábricas, espaços culturais,
cafés e restaurantes de S. João da Madeira.
A 12.ª edição do evento decorre até ao dia 27 de
Março e homenageia este ano o poeta José Régio (19011969) e o brasileiro Manuel Bandeira (1886-1968), assim como os portugueses Mário Cláudio, Álvaro Magalhães, Ana Marques Gastão e Inês Fonseca Santos, que
marcarão presença na “Peregrinação Poética” pelas ruas
da cidade, no dia 20.
“A campanha Poesia à Mesa é um evento
multifacetado, em que participam poetas e artistas consagrados, a par de outros emergentes e das associações
locais”, declarou à Lusa fonte da presidência da autarquia.
“Estrategicamente, tanto a sua componente
educativa como a cultural cumprem um importante papel
de valorização pessoal dos sanjoanenses e de todos os
que nos visitam a propósito da iniciativa”, acrescenta o
mesmo responsável.
Durante duas semanas, a obra dos autores homenageados em 2015 circulará pela cidade em dois formatos,
o primeiro dos quais envolve uma série de materiais
como toalhetes de mesa, sacos de pão, bases de copos,
aventais e lápis, sempre com um retrato estilizados dos
poetas em causa e alguns dos seus versos.
A segunda forma de divulgação abrange eventos concretos como tertúlias, apresentações de livros, exposições, conferências, oficinas, um concurso de poesia e
declamações em contexto fabril - nomeadamente nas unidades que integram o roteiro local de Turismo Industrial.
Um dos pontos altos dessa programação será a
III Curso de Verão
para Luso-descendentes
madeirenses
O Centro das Comunidades Madeirenses (CCM)
da Secretaria Regional da Cultura, Turismo e Transportes e o Centro de Competências de Artes e Humanidades da Universidade da Madeira (UMa) no âmbito
do Acordo de Colaboração assinado em 2013 preparam
a III Edição do Curso Intensivo de Verão para Lusodescendentes: Língua, Literatura e Cultura Madeirenses
a realizar no próximo mês de Julho na Região.
Trata-se de uma oferta formativa da Universidade da Madeira sob a designação de Cursos Livres
incidindo no aperfeiçoamento da língua portuguesa
que se destina principalmente a alunos pré-universitários, universitários ou outros, também adultos, que
tenham a vontade de melhorar o seu nível de entendimento da nossa língua. A exemplo do ano anterior, os
interessados suportam as suas próprias deslocações e,
aqueles que não têm cá família ou que esta não tenha
condições para os receber, poderão ficar alojados na
Residência Universitária de Nossa Senhora das Vitórias usufruindo de uma tarifa especial.
Nesta conformidade e caso esteja interessado
em frequentar este curso é favor enviar a sua précandidatura
para
o
seguinte
email
–
[email protected] até 31
de Março.
conferência de 19 de Março com o escritor Mário Cláudio, na Biblioteca Municipal, e outro a “Peregrinação
Poética” nocturna do dia seguinte, com animação de rua
e recitais informais por parte dos poetas homenageados
vivos, dos actores Joaquim Nicolau e Pedro Lamares, e
ainda do declamador José Fanha.
A 21, Dia Mundial da Poesia, os Paços da Cultura
recebem, por sua vez, um serão poético com o actor
António Capela e a harpista Ana Isabel Dias.
Oração dos Aflitos
Aflita se viu a Virgem aos pés da Cruz. Aflita me vejo eu,
valei-me mãe de Jesus. Confio em Deus com todas as minhas
forças, por isso, peço que abra os meus caminhos concedendo-me a graça que tanto desejo (faça o pedido e por mais
difícil que seja, será alcançado). Reze até que a graça seja
conseguida e publique no jornal. Agradecimento. E.A.
Novena-Oração
a S. Judas Tadeu
Para se recitar quando parece estarmos privados de todo
o auxílio, em casos difíceis e de grande aflição. S. Judas
Tadeu, Glorioso Apóstolo, fiel servo e amigo de Jesus, o
nome de traidor de Cristo, é causa de serdes esquecido
por muitos devotos, mas a Santa Igreja honramo-vos e
invoca-vos universalmente como Padroeiro de casos difíceis e sem remédio. Intercedei por mim miserável pecador, pondo em prática, eu vo-lo rogo, o privilégio particular que vos é concedido, de trazerdes auxílio pronto
onde ele é quase impossível. Vinde valer-me nesta necessidade, alcançai-me consolação e socorro do Céu em
todas as minhas aflições, necessidades e sofrimento,
particularmente (aqui mencionar a graça que se deseja
obter) e ajudai-me para que eu possa bendizer o Deus
convosco e com os Seus eleitos, por toda a eternidade. Eu
vos prometo Bem aventurado S. Judas Tadeu, ter sempre
presente esta graça de não cessar de honrar-vos como
meu especial e poderoso Protector, e fazer tudo quanto
possa, para que se propague esta devoção para convosco.
Assim seja. Pai Nosso. Ave Maria. Glória. E.A.
Oração a Santo Expedito
(Se você está com algum problema de difícil solução e precisa
de ajuda urgente, peça esta ajuda a Santo Expedito. Este Santo
é invocado nos negócios que demandam Pronta Solução e cuja
invocação nunca é tardia.). “Meu Santo Expedito das causas
justas e urgentes, interceda por mim
junto ao nosso Senhor Jesus Cristo,
socorre-me nesta hora de aflição e
desespero. Vós que sois um Santo
Guerreiro, Vós que sois o Santo dos
aflitos, Vós que sois o Santo dos
desesperados, Vós que sois o Santo
das causas urgentes, protegei-me,
ajudai-me, dai-me força, coragem e
serenidade. Atendei o meu pedido.
(Fazer o pedido) Meu Santo Expedito! Ajuda-me a superar estas horas
difíceis, proteja-me de todos que
possam prejudicar-me, proteja a minha família, atenda ao meu pedido
com urgência. Devolva-me a Paz e a tranquilidade. Meu Santo
Expedito! Serei grata(o) pelo resto da minha vida e levarei seu
nome a todos que têm fé. Muito Obrigada. (Rezar um Pai Nosso,
uma Avé Maria e fazer o sinal da Cruz. Mandar publicar após
o pedido). H.M.P.A.C.
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
24
13 de Março de 2015
SAÚDE EM FOCO
Doentes açorianos deslocados com novos apoios
que introduzem critérios de maior justiça
Os doentes açorianos
deslocados vão poder usufruir de um novo regime de
comparticipações financeiras, segunda-feira publicado em Jornal Oficial, que
introduz critérios de maior
justiça social, através do reforço de apoios a quem mais
precisa.
Com este novo regime deixa de haver
comparticipação consoante
o tempo de deslocação, passando a existir um apoio
por escalão consoante o rendimento do utente.
Entre as alterações,
destaca-se, especialmente,
o aumento do valor da diária
Identificadas 15 novas
variações genéticas que
aumentam risco de
cancro da mama
Cientistas identificaram 15 novas variações genéticas que aumentam o risco de cancro da mama,
revelou segunda-feira um estudo publicado na revista
Nature Genetics.
O estudo eleva para 90 a quantidade de “pontos
quentes” do ADN humano, em que a variação do
código genético está ligada ao desenvolvimento da
doença.
Equipas do Instituto para a Investigação do
Cancro, de Londres e da Universidade de Cambridge,
ambos no Reino Unido, analisaram o material genético de mais de 120 mil mulheres descendentes de
europeus, das quais algumas tiveram cancro da mama.
Os dados recolhidos permitiram identificar 15
novos polimorfismos de nucleotídeo simples, variações de uma só base de ADN (material genético) que
aumentam o risco de cancro da mama.
“Estamos perto do momento em que podemos
começar a estabelecer qual o risco de uma mulher
herdar cancro da mama, a partir de testes para diversas variações genéticas”, afirmou um dos co-autores
do estudo, Montserrat García-Closas, professora no
Instituto para a Investigação do Cancro.
Segundo a investigadora, a descoberta pode
facilitar o desenvolvimento de novos testes de avaliação do risco de cancro, ao acrescentar um novo
painel de marcadores genéticos.
“Cada um dos marcadores tem um pequeno efeito sobre o risco de se ter a doença, mas, combinando
a informação de muitos, poderemos identificar com
precisão que mulheres podem desenvolver cancro da
mama e adoptar estratégias para preveni-lo”, defendeu Montserrat García-Closas.
tendo em conta os rendimentos do doente e não a duração
da sua deslocação.
Um doente do escalão
A (com rendimentos mais
baixos) passa a usufruir de
uma comparticipação diária de 45,35 euros e o seu
acompanhante de 20 euros,
sendo a comparticipação
máxima diária de transporte
terrestre no valor de 10 euros.
Quanto ao valor de
comparticipação diária para
os doentes com maior rendimento fica estabelecido em
27,21 euros, valor superior
aos 24,27 euros praticado actualmente nas deslocações
inferiores a 30 dias.
O documento reforça
ainda a comparticipação às
grávidas e parturientes que
necessitem de se deslocar
da sua ilha de residência
para vigilância ou no período que antecede o parto, pois
passam a ser comparticipadas
de acordo com o escalão com
maior apoio.
O Complemento Especial para Doentes
Oncológicos será regulamentado, posteriormente,
em diploma próprio.
O reforço no apoio
abrange também o acompanhante, que passa a beneficiar da comparticipação diária equivalente à do doen-
te nas situações em que o
doente estiver internado.
As crianças até três
anos têm direito a dois
acompanhantes e as crianças e jovens entre os três e
os 18 anos têm sempre direito a um acompanhante.
O utente passa a poder escolher livremente o
local onde vai ficar alojado, uma vez que a diária
engloba o valor para efectuar esse pagamento, mas
haverá sempre a disponibilização de alojamento
convencionado aos utentes
que não poderá ultrapassar
60% do valor comparticipado aos utentes do escalão
com menor rendimento.
Fica também estabelecida a livre escolha por parte dos utentes do hospital
da Região onde pretendem
ser atendidos indexada ao
tempo máximo de resposta
garantido dos hospitais de
referência.
Estas novas medidas
vão ao encontro dos objectivos definidos no Programa do XI Governo que prevê a melhoria do apoio
disponibilizado aos doentes do Serviço Regional de
Saúde nas deslocações quer
na sua ilha de residência,
quer para outra ilha ou para
fora da Região.
Madeira antecipa em 6 semanas diagnóstico
precoce sobre malformações congénitas
O diagnóstico precoce sobre malformações congénitas em fetos humanos
passa a ser possível na Madeira a partir das dez semanas de gestação, anunciou
segunda-feira, no Funchal,
o presidente do Instituto
Nacional de Saúde Dr.
Ricardo Jorge (INSA).
Fernando de Almeida
explicou que a formação
dos profissionais na região
já começou e que, a partir
de agora, é possível antecipar os prazos de diagnóstico precoce em seis semanas, passando das actuais
16 para dez.
“Isto permite-nos melhorar a qualidade de vida
das pessoas e diminuir a
ansiedade e a pressão daquelas que estão dependentes de um diagnóstico que
só é feito às 16 semanas”,
salientou Fernando de
Almeida, durante a assinatura de um protocolo entre
o INSA, o Laboratório de
Genética Humana da Universidade da Madeira e o
Serviço de Saúde da Região Autónoma da Madeira.
“Este acordo tem uma
missão muito fundamental
em relação às pessoas. A
partir deste momento, é
possível propor e promover uma melhoria da qualidade de vida, através de um
diagnóstico cada vez mais
precoce de algumas eventuais anomalias genéticas e
fazer com que sejam resolvidas em tempo oportuno”,
sublinhou.
O secretário regional
dos Assuntos Sociais, Jardim Ramos, também evidenciou a importância da
colaboração com o INSA
na despistagem de doenças
genéticas.
“Num contexto em
que a natalidade está a diminuir, é cada vez mais
importante que façamos
com que as crianças que são
concebidas possam ser viáveis e tenham boa formação anatómica, fisiológica,
que possam ser crianças
saudáveis e depois adultos
saudáveis”, disse.
Jardim Ramos salientou, por outro lado, que a
cooperação entre os serviços de saúde da Madeira e o
INSA não se limita à vertente genética, mas também
abrange outros campos, tendo sido fundamental o apoio
durante o surto de dengue
em 2012.
O reitor da Universidade da Madeira, José
Carmo, destacou que o protocolo com o INSA vai permitir um aumento da formação e capacitação dos
investigadores e técnicos
madeirenses, e garantiu que
a instituição “vai continuar
o caminho de maior
interacção como o serviço
regional de saúde”.
Inspecção da Saúde acompanha inquérito a
morte de bebé em hospital no Alto Minho
A Inspecção Geral das
A ctividades em Saúde
(IGAS) está a acompanhar as
diligências da Unidade Local
de Saúde do Alto Minho
(ULSAM) ao caso de um bebé
de dez meses que morreu domingo na instituição.
A criança sofria de
uma cardiopatia congénita
e encontrava-se internada
naquela unidade hospital
com uma pneumonia, tendo
a família pedido várias vezes
para transferir o bebé para o
Hospital de São João, no Porto, onde este era seguido.
A avó do bebé, Maria
do Céu Antunes, disse que
levou o neto ao hospital,
quinta-feira dia 5, por apresentar tosse.
Segundo a avó, o me-
nino deu entrada no hospital de Viana, cerca das 08:40
dessa quinta-feira, “com
tosse mas sem febre”.
“Cerca das 10:30 começou a aparecer a febre.
Por sorte, o pediatra que o
acompanha no hospital de
Viana encontrava-se de serviço, e decidiu interná-lo”,
adiantou.
A avó do menino
garantiu que a partir de sexta-feira, “e porque a febre
não cedia”, a família “pediu várias vezes” para que
fosse efectuada a transferência para o Hospital de
São João, onde o menino
era seguido devido ao seu
problema de saúde.
“Na sexta-feira (6) às
21:30 a febre continuava a
não ceder e insistimos para
que o transferissem para o
Porto mas disseram-nos que
o estado de saúde do meu
neto não cumpria os requisitos para a transferência”,
sustentou.
No sábado, adiantou
a avó, o bebé “foi transferido do serviço de pediatria
para Neonatologia, no hospital da capital do Alto
Minho. “Cerca das 20:15,
depois do padre do hospital o ter baptizado pedimos
novamente para que fizessem a transferência para o
São João. O meu neto não
estava nada bem. Só o começaram a preparar para seguir
para o Porto cerca das 21:30.
Entretanto chegou a ambulância do São João mas já era
tarde”, explicou a avó.
De acordo com a nota
enviada à imprensa, a
ULSAM explicou que se
tratava de uma criança com
uma cardiopatia congénita,
acompanhada no Serviço de
Cardiologia Pediátrica do
Hospital de São João, doença que “condicionou fortemente o seu desenvolvimento ponderal e saúde,
com vários episódios prévios de descompensação
respiratória”.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
SAÚDE EM FOCO
25
Parceria entre hospitais de Caldas da Rainha e Santa
Maria reduz internamento psiquiátrico
Psiquiatras do Hospital de Santa Maria vão dar
consultas no Hospital das
Caldas da Rainha, no âmbito de um protocolo que as
administrações admitem
poder
reduzir
o
internamento de doentes da
região na unidade de saúde
de Lisboa.
A medida decorre de
um protocolo assinado sexta-feira (6) nas Caldas da
Rainha, estabelecendo que,
a partir do dia 23 de Março,
cinco psiquiatras do Centro Hospitalar Lisboa Norte (CHLN) assegurem, de
segunda a sexta-feira, as
consultas da especialidade
no Centro Hospitalar do
Oeste (CHO).
A parceria surge depois de, no final de 2014, o
CHO ter ficado sem con-
sultas de Psiquiatria na sequência do pedido de exoneração de funções por parte da coordenadora e única
médica a tempo inteiro no
serviço.
A colaboração entre
as duas unidades vai “evitar que os utentes tenham
de se deslocar ao Hospital
de Santa Maria”, promovendo “o acesso a cuidados
de saúde de proximidade”
e reduzindo a lista de espera para consultas que, segundo Carlos Sá, presidente de Conselho de Administração (CA) do CHO,
ascende a cerca de mil doentes.
Em consequência desta colaboração, como sublinhou o director do serviço do Hospital de Santa
Maria, Daniel Sampaio, “o
internamento de doentes do
Oeste, que corresponde a
20% do total [dos
internamentos em Santa
Maria], poderá ser reduzido para metade, uma vez
que as pessoas passarão a
ser acompanhadas em ambulatório”.
O acordo passará também pela prestação de
consultadoria ao Agrupamento de Centros de Saúde
(ACES) do Oeste Norte e
contribuirá, segundo o presidente do CA do CHLN,
Carlos Martins, para que “a
médio prazo o CHO possa
refundar o seu próprio serviço de psiquiatria”, aumentando a atractividade ao
nível da contratação de
médicos da especialidade,
cujos últimos concursos ficaram desertos.
O protocolo de
afiliação de unidades hospitalares foi “o primeiro do
país a ser assinado” e, segundo Carlos Martins, marca o início “de uma revolução tranquila em termos de
organização funcional” do
Hospital Universitário de
Santa Maria, que, pela primeira vez, “sai das suas
paredes”.
De acordo com o mesmo responsável o CHLN vai
assinar em breve protocolos similares com outras
unidades e, ainda este ano,
prevê assinar com o CHO
parcerias no âmbito de outras especialidades “fragilizadas”, mas que as administrações não revelaram.
O CHO integra os hospitais das Caldas da Rainha, Torres Vedras e
Instituições de solidariedade poderão vir a
acolher idosos abandonados nos hospitais
As Instituições Particulares de Solidariedade
Social (IPSS) poderão vir a
acolher, a partir de Maio,
idosos abandonados nos
hospitais por não terem
para onde ir, anunciou sábado o presidente da Confederação Nacional das
Instituições de Solidariedade (CNIS).
As IPSS, o ministério da Saúde e o ministério da Solidariedade e
Segurança Social estão a
estudar um acordo de cooperação que deverá ser
assinado até final de
Abril, frisou o padre Lino
Maia, à margem do I Encontro Nacional de Instituições de Solidariedade,
no Porto.
“Há pessoas abandonadas nos hospitais, apesar
de terem alta, porque não
têm retaguarda familiar,
nem meios financeiros e,
portanto, nós consideramos
que devemos dar a mão a lhes “algum apoio”.
essas pessoas que são as
As instituições têm
c a r e n c i a d a s e n t r e a s vagas e estão disponíveis
carenciadas”, salientou.
para as contratualizar, disse.
Na opinião do presiSem números quanto
dente da CNIS, e fazendo
alusão a uma visão
economicista, se essas pessoas estiverem a ocupar
camas nos hospitais ficam
“mais caras” ao Estado, por
isso, é necessário garantir-
aos idosos que são “deixados” nas unidades hospitalares, Lino Maia considerou haver “picos” que se
situam entre o período de
férias e as épocas festivas.
Lino Maia frisou que
nas grandes metrópoles os
casos de “abandono” de
idosos nos hospitais são
maiores porque não têm
apoio, já nas regiões do interior há uma maior retaguarda familiar.
Nos últimos anos,
os passos dados na área
social foram “bem dados”
e não podem sofrer inversão, frisou.
No futuro, o presidente da CNIS considerou que as instituições
devem ser vistas como
parceiras, entendendo ser
importante criar-se uma
plataforma do sector para
que haja uma “voz” onde
todos se reconheçam.
A CNIS, União das
Misericórdias Portuguesas
e União das Mutualidades
Portuguesas assinaram, no
final dos trabalhos, um Pacto de Confiança para regulamentar e reforçar a cooperação entre elas.
Peniche e abrange, além
destes concelhos, as populações
de
Óbidos,
Bombarral,
Cadaval,
Lourinhã e de parte dos concelhos de Alcobaça e de
Mafra, servindo mais de
292.500 pessoas.
Concelho de Viseu com
50 camas para cuidados
de longa duração
O concelho de Viseu vai dispor de 50 camas
para cuidados continuados, depois de inaugurar sábado uma unidade para 30 utentes e uma outra com 20
camas dentro de mês e meio.
De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Viseu, Almeida Henriques, esta é “uma conquista social que vinha sendo reclamada ao longo de
muitos anos” e que vai servir “não só Viseu como
todo o país”.
“A criação em Viseu desta oferta de cuidados de
saúde reforça o pilar social do concelho e a rede de
serviços sociais e de saúde da região, com particular
importância na população idosa”, acrescentou.
A Unidade de Cuidados Continuados de
Farminhão, no concelho de Viseu, é gerida pela Associação de Solidariedade Social de Farminhão e custou cerca de 1,7 milhões de euros. Metade da verba
foi suportada pelo Estado Central e a outra metade
por investimento local, através da associação.
Encontra-se a funcionar desde o dia 12 de Dezembro de 2014, tem actualmente as 30 camas ocupadas por utentes do distrito de Viseu e de outros pontos
do país e conta com uma equipa constituída por 11
enfermeiros, 12 auxiliares de saúde, um fisioterapeuta,
cinco médicos e um psicólogo a meio tempo.
Durante a cerimónia de inauguração desta
valência, Almeida Henriques avançou ainda que a
segunda unidade de cuidados continuados do concelho será inaugurada dentro de mês e meio em
Travassós, na freguesia de Rio de Loba, e terá capacidade para 20 camas.
“Teremos capacidade de resposta para 50 pessoas cerca de sete meses antes da entrada em vigor
dos novos contratos do Governo, um feito conseguido fruto do trabalho intenso entre autarquia, Governo
e esta instituição”, destacou.
O ministro da Solidariedade, Emprego e Segurança Social, Mota Soares, aproveitou a ocasião para
evidenciar que quando iniciou funções a rede de
cuidados continuados alocava 170 milhões de euros.
“Hoje passados mais de três anos conseguimos
aumentar essa dotação para cerca de 330 milhões de
euros, quase o dobro, reforçando a rede em mais duas
mil camas. Mas, não queremos ficar por aqui e, nos
próximos anos, queremos continuar a reforçar a rede
dos cuidados continuados alocando para isso mais
121 milhões de euros”, concluiu.
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
26
13 de Março de 2015
INTERNACIONAIS
Embaixada e duas editoras
promovem Portugal em
feira venezuelana do livro
A Embaixada de Portugal em Caracas e duas
editoras portuguesas vão estar presentes na 11.ª Feira
Internacional do Livro da Venezuela (Filven), avançou à Lusa fonte da coordenação do ensino do português na capital venezuelana.
Além do ‘stand’ da Embaixada de Portugal e do
instituto Camões, “estarão presentes a Lidel e a Porto
Editora”, com o objectivo promover a cultura portuguesa, adiantou a mesma fonte.
“Durante os dez dias em que durará a Filven,
procurar-se-á projectar e promover ainda mais a língua e a cultura portuguesas junto do público
venezuelano”, disse o coordenador do ensino de português em Caracas, Rainer Sousa.
Segundo este responsável, durante a feira, que
decorrerá de 12 a 22 de Março, nas instalações do
Teatro Teresa Carreño, em Caracas, “os visitantes
poderão ter conhecimento das diferentes instituições
luso-venezuelanas, onde se ensina a Língua Portuguesa, adquirir manuais dirigidos ao ensino do português e ter contacto com a literatura lusófona”.
Haverá ainda exibições de música de raiz tradicional, com a participação do Centro Português de
Caracas, “instituição de bastante projecção dentro da
comunidade portuguesa residente no país”, concluiu.
Breves Internacionais
Mãe e quatro filhos mortos em incêndio em casa no
norte de França
Uma mulher de 38 anos e os seus quatro filhos, entre
os oito e os 13 anos, morreram esta madrugada na
sequência de um incêndio na sua casa em Saint Jans
Cappel, no norte de França.
Presidente da Colômbia suspende
bombardeamentos contra a FARC
O Presidente colombiano, Juan Manuel Santos, ordenou quarta-feira a suspensão por um mês dos bombardeamentos contra as Forças Armadas Revolucionárias
da Colômbia (FARC) e a intensificação das operações
militares contra o Exército de Libertação Nacional.
PM timorense recorda Konis Santana e lamenta os
que traíram ideias da independência
O primeiro-ministro timorense recordou quarta-feira o comandante das Falintil, Konis Santana, quando se
cumprem 27 anos da sua morte, lamentando que o
aniversário coincida com uma operação conjunta para
travar os que “traem os ideais” da independência.
Nicolás Maduro quer poderes especiais para
legislar contra o imperialismo na Venezuela
O Presidente Nicolás Maduro, anunciou que irá pedir ao parlamento venezuelano que aprove uma “Lei
Habilitante” que lhe concede poderes especiais para
legislar por decreto contra o imperialismo na Venezuela.
Chineses continuam a liderar vistos ‘gold’ em Portugal
Os cidadãos chineses lideram os investimentos em
imobiliário em Portugal, , seguidos de brasileiros e
russos, ao abrigo do programa dos vistos ‘gold’, que no
mês passado registou 103 autorizações de residência,
segundo a Associação dos Profissionais e Empresas de
Mediação Imobiliária de Portugal (APEMIP).
Japão assinala quarto aniversário do sismo e
tsunami que fez 18 mil mortos
O Japão prepara-se para assinalar quarta-feira o
quarto aniversário do sismo seguido de tsunami que
deixou mais de 18 mil mortos e desaparecidos e desencadeou a crise nuclear de Fukushima.
Grécia não recebe dinheiro sem fazer reformas diz Presidente do Eurogrupo
O presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem,
reafirmou, durante uma entrevista a um canal de televisão holandês, que a Grécia não receberá dinheiro se
o Governo de Alexis Tsipras não fizer as reformas
necessárias.
Israel destrói abrigos financiados pela UE perto de
Jerusalém Oriental
As autoridades israelitas demoliram abrigos financiados pela União Europeia perto de Jerusalém, na área
palestiniana ocupada e anexada por Israel, denunciou
a UE. Segundo a autoridade israelita da natureza e dos
parques estes abrigos violavam a lei.
Grécia reclama à Alemanha devolução de
empréstimo forçado e reparações guerra
O primeiro-ministro grego disse que o seu governo
vai trabalhar para reclamar à Alemanha a devolução do
empréstimo forçado e as reparações de guerra às vítimas da ocupação nazi, de forma a ter resultados ainda
esta legislatura.
Identificadas nove galáxias anãs a orbitarem Via
Láctea, peça-chave para matéria escura
Astrónomos da universidade britânica de Cambridge
anunciaram a identificação de nove galáxias anãs a
orbitarem a Via Láctea, descoberta chave para o avanço do conhecimento da matéria escura, substância invisível que mantém unidas as galáxias no Universo.
Cabo Verde é o segundo país do mundo
com maior número de ministras
Cabo Verde é o segundo país a nível mundial
com o maior número de
ministras em 2015 e o primeiro entre os países
lusófonos, segundo o relatório da União Interparlamentar
(UIP), divulgado terça-feira
em Genebra.
A nível mundial, 30
países contabilizam pelo
menos 30% de mulheres ministras e Finlândia (62,5%),
Cabo Verde (52,9%), Suécia
(52,2%) ocupam os três primeiros lugares.
Até Janeiro de 2015,
entre os 17 ministérios do
Governo de Cabe Verde, 9
eram dirigidos por mulheres, de acordo com a UIP.
Na Finlândia, 10 dos
16 cargos de ministro são
ocupados por mulheres, enquanto a Suécia contabiliza
12 ministras em 23 ministérios.
Nos países de língua
oficial portuguesa, a Cabo
Verde seguem-se GuinéBissau, Moçambique, Portugal, Angola, Brasil, TimorLeste, Guiné Equatorial e São
Tomé e Príncipe.
A 18.ª posição no
‘ranking’ é ocupada pela
Guiné-Bissau com 31,9% de
ministras, sendo 5 ministérios em 16 dirigidos por
mulheres.
Portugal
e
Moçambique ocupam a 24.ª
posição, com 28,9% de
mulheres representadas nos
ministérios.
Portugal
contabiliza quatro ministras
entre 14 ministérios, enquanto Moçambique tem
oito ministras e 20 ministros.
Angola está no 37.°
lugar da classificação mundial, o número de ministras
é de oito para 36 postos de
ministros, correspondendo a
uma percentagem de 22,2%.
Já o Brasil, está na 52.°
posição, com 15,4% de
mulheres representadas em
2015, o que corresponde a
seis ministras entre 39 ministérios.
Segue-se Timor-Leste, no 62.° lugar, com 12,5%
de mulheres ministras, o
equivale a 2 ministras para
16 ministérios.
A Guiné Equatorial e
São Tomé e Príncipe ocupam respectivamente o 73.º
lugar, com 8,7% de mulheres ministras, e o 76.º lugar, com 7,7%.
A Guiné Equatorial,
que integrou recentemente
a Comunidade dos Países
de Língua portuguesa
(CPLP), contabiliza quatro
mulheres ministras para 46
ministérios.
São Tomé e Príncipe
tem uma ministra entre 13
ministérios.
A UIP destaca também que, a nível regional,
Cabo Verde é o país de África com maior número de
ministras, seguido pela
África do Sul, com 41,7% e
o Ruanda com 35,5%.
A nível mundial, 30
países contabilizam pelo
menos 30% de mulheres
ministras em 2015, contra
36 países no ano precedente.
Segundo o relatório,
as mulheres assumem geralmente pastas relacionadas com assuntos sociais,
educação, família e assuntos femininos.
No mundo, há 19 mulheres Presidentes, o maior
número registado até hoje,
e 15,8% de mulheres ocupam o cargo de Presidente
de Parlamento.
O relatório referencia
a nível mundial o número
de mulheres ministras até
dia 1 de Janeiro de 2015.
A directora da organização ONU mulheres,
Phumzile Mlambo-Ngcuka,
apelou a mais compromissos e novos investimentos
no quadro do programa de
Pequim para a emancipação das mulheres, adoptado em 1995.
“Se os dirigentes actuais se concentrarem na
igualdade dos sexos, se começarem a cumprir as promessas feitas há 20 anos, a
igualdade entre homens e
mulheres poderá ser uma
realidade em 2030”, disse a
directora, citada em comunicado.
A UIP agrupa 166
membros e 10 membros associados, foi criada em
1889, tendo a sua sede em
Genebra, Suíça.
Emigrantes angolanos ameaçam com
manifestações contra exclusão do voto
Um grupo de emigrantes angolanos, signatários de
uma petição com mais de
2.000 assinaturas, promete
recorrer a todos os mecanismos legais, incluindo manifestações, para contestar a lei
que os proíbe de votarem nas
eleições em Angola.
A posição foi terçafeira manifestada em conferência de imprensa, em
Luanda, pelos representantes de milhares de emigrantes angolanos que vivem em
países da Europa e América.
Em declarações à
Lusa, Emanuel Mayassi,
emigrante em França há 20
anos e um dos cinco elementos vindos do exterior
para entregar o abaixo-assinado à Assembleia Nacional, confirmou igualmente a entrega do documento
no parlamento angolano.
“Entregámos na ter-
ceira comissão. O senhor
presidente da Assembleia
Nacional, por razões de agenda não pôde receber-nos e
nós reunimo-nos com a terceira e a primeira comissão”,
referiu Emanuel Mayassi.
Em causa está a aprovação, na generalidade, da
nova Lei de Registo Eleitoral pela Assembleia Nacional, que permite apenas aos
cidadãos em missão de serviço oficial, em tratamento
médico ou estudantes votarem nas próximas eleições
gerais, previstas para 2017.
Estes emigrantes reclamam que a exclusão do
voto para os restantes emigrantes - como acontece
actualmente - é uma acção
discriminatória, face à
Constituição do país.
Segundo Emanuel
Mayassi, este grupo de angolanos na diáspora aguarda
agora por uma posição do
parlamento angolano, antes
da aprovação final da lei.
“Estamos à espera da
resposta da Assembleia
Nacional e de acordo com a
resposta nós iremos agir em
consequência, se a resposta
for boa, será bom para todos, se a resposta for negativa, nós iremos utilizar todos os mecanismos legais
ao nosso alcance para conquistarmos esse direito,
porque estamos mesmo determinados a alcançar esse
direito”, frisou.
Emanuel Mayassi reiterou que pretendem uma
resposta antes da aprovação final daquele diploma
legal, salientando que os
passos seguintes vão depender da solução. “Nós vamos ficar nos marcos da lei,
não vamos fazer nada de
ilegal, nós somos cidadãos
e tudo o que queremos é o
respeito da lei”, disse aquele emigrante, acrescentando que a manifestação é um
desses mecanismos.
“A manifestação está
na Constituição de Angola
e dos países onde vivemos,
é um dos mecanismos também, e nós não descartamos nenhum mecanismo,
vamos utilizar todos os que
forem possíveis”, assegurou.
Durante a sua estada
em Angola, o grupo manteve encontros com partidos
políticos da oposição com
representação parlamentar
e com a União Europeia.
O abaixo-assinado já reúne apoios de emigrantes angolanos em países como Reino
Unido, Holanda, Bélgica, França, Portugal, Brasil e Estados
Unidos da América, estando ainda em curso o processo de recolha de assinaturas.
Eurogrupo adverte que Portugal pode necessitar
de mais medidas para cumprir meta défice
O Eurogrupo advertiu
segunda-feira, em Bruxelas,
que Portugal poderá ter que
necessitar de mais medidas
para atingir o compromisso
do défice para este ano, um
objectivo “ainda ao alcance” mas cujo cumprimento
não está assegurado.
Os ministros das Finanças da zona euro, reunidos segunda-feira em Bruxelas, fizeram um ponto da
situação dos progressos realizados pelos sete Estadosmembros que foram identificados, em Dezembro de
2014, como estando “em
risco de incumprimento” do
Pacto de Estabilidade e
Crescimento em matéria de
cumprimento do défice, um
dos quais Portugal, que a
Comissão duvida que consiga colocar o défice abaixo dos 3% do PIB, tal como
se comprometeu.
Na avaliação realizada,
o Eurogrupo nota que Portugal “está a fazer alguns progressos com as reformas estruturais”, mas as projecções não
apontam ainda para uma “correcção atempada do défice excessivo em 2015, embora este
objectivo ainda esteja ao alcance”. Observando que a
mais recente projecção da
Comissão Europeia aponta
para um défice de 3,2% do
PIB, quando Portugal se
comprometeu a sair este ano
do procedimento por défice
excessivo - ou seja, abaixo dos
3% -, o Eurogrupo adverte que,
nesse cenário, “serão necessárias medidas efectivas para
permitir uma melhoria do
défice nominal de uma forma
durável, de modo a cumprir as
regras do Pacto de Estabilidade e Crescimento”.
“Neste quadro, saudamos a reafirmação por parte de Portugal do seu compromisso de Dezembro de 2014,
no sentido de implementar as
medidas necessárias para assegurar que os objectivos são
cumpridos em 2015”, indica o
Eurogrupo na declaração
adoptada no final da reunião
deste dia. A 8 de Dezembro de
2014, o Eurogrupo concordou
com a avaliação de Bruxelas,
feita com base na análise dos
planos orçamentais para 2015,
“de que há um risco de
incumprimento” das regras do
Pacto de Estabilidade e Crescimento no caso de Portugal,
instando as autoridades a tomar “as medidas necessárias para assegurar uma correcção atempada” do processo por défice excessivo.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
PORTUGAL EM FOCO
Madeira diz que regime de benefícios fiscais
da Zona Franca depende do Governo central
O secretário do Plano
e Finanças madeirense destacou terça-feira que foi
preciso muita “luta e persistência” para aprovar o
novo regime fiscal do Centro Internacional de Negócios da Madeira (CINM),
cuja entrada em vigor depende agora do Governo da
República.
“Foi uma negociação
extremamente difícil com a
União Europeia”, disse
Ventura Garcês numa conferência de imprensa na
sede da Sociedade de Desenvolvimento da Madeira
(SDM), empresa concessionária da denominada zona
franca da região.
O governante destacou que foi necessário muita “luta e persistência” do
Governo Regional, apoiado pelo executivo da República, apontando que neste
processo negocial quando
“já se tinham esgotado todos os esclarecimentos por
parte
da
Comissão
[Europeia], foram surpreendidos com um ultimato
da comissão” a indicar “outra orientação”, os novos
regimes de incentivos ao
funcionamento.
Segundo o responsável regional, “cabe agora
ao Governo da República
desencadear a adaptação da
legislação nacional para
depois a Madeira ter todos
os instrumentos para poder
admitir novas empresas”
com base neste novo regime cujos benefícios fiscais
se prolongam até 2027.
Ventura Garcês sublinhou a importância do novo
regime, que vai permitir
atrair mais empresas para o
CINM nas várias vertentes
(serviços internacionais,
Registo Internacional de
Navios e actividades da
zona franca industrial),
mencionando que este é
mais competitivo que outros a nível internacional
como é o caso do que vigora nas Ilhas Canárias.
O governante insular
admitiu ainda que o IV regime dos benefícios fiscais
aprovado agora pela Comissão Europeia “não foi a proposta inicial” apresentada
pelo executivo da Madeira,
mas “foi quase um ultimato” da Comissão Europeia.
“Tivemos que optar
pela (proposta) menos
penalizadora, que trouxesse vantagens competitivas
em relação à concorrência”,
disse Ventura Garcês, considerando que apesar de tudo
“foi uma boa negociação”.
O responsável do Governo demissionário da
Madeira realçou ainda a
importância do Centro Internacional de Negócios da
Madeira, não só em matéria
de arrecadação de receitas
fiscais, que foram na ordem
dos 100 milhões de euros
nos últimos anos, mas também na criação de postos
de trabalho e “no alavancar
de outras actividades associadas”.
O novo regime de benefícios fiscais do Centro
Internacional de Negócios
da Madeira (CINM) mantém as directivas do anterior, a aplicação de uma taxa
de IRC de 5%, repõe a isenção de tributação dos dividendos dos accionistas, os
limites dos ‘plafonds’ negociados em 2013 em função dos postos de trabalho
criados e aplica um limite
máximo de benefício fiscal
com base em um dos seguintes critérios: volume de
negócios (15,1%), do valor
acrescentado bruto (20,1%)
ou custo da respectiva massa salarial (20,5%)
A zona franca da Madeira tinha registadas, a 31
de Dezembro de 2014, um
total de 2.193 empresas, cujo
capital social agregado perfazia 5.180.979.377,00
euros.
Eleições/Madeira: CDS/PP defende novo ciclo
de relacionamento com os Açores
O líder do CDS/PP na
Madeira e candidato às eleições regionais de 29 de
Março defendeu terça-feira
um novo ciclo de relacionamento com os Açores e
lamentou que os dois arquipélagos tenham estado “de
costas voltadas”.
“Tenho de lamentar
que a Madeira e os Açores
tenham estado nos últimos
anos de costas voltadas,
apesar de terem interesses
comuns muito fortes a defender quer junto do Estado, quer junto da União
Europeia”, afirmou José
Manuel Rodrigues, após uma
audiência com o presidente
do Governo Regional dos
Açores, em Ponta Delgada.
O candidato às eleições legislativas antecipadas da Madeira considerou
que é possível iniciar “um
novo ciclo de relacionamento” entre as duas regiões autónomas portuguesas,
com “relações bilaterais
mais fortes”, aumentando as
trocas comerciais e os intercâmbios social, cultural
e científico, particularmente por via das duas universidades.
Vincando que estão em
causa “economias e sociedades de complementaridade e
não de rivalidade”, José Manuel Rodrigues defendeu a
melhoria dos transportes aéreos e marítimos entre a
Madeira e os Açores, reiterando que seria bom a Madeira vir a participar no
capital social da companhia
aérea açoriana SATA.
“Já há alguns anos que
o CDS da Madeira defende
que a região deveria participar no capital da SATA.
Infelizmente, na situação
dificílima da Madeira, do
ponto de vista financeiro,
julgo que nos próximos tempos não haverá essa capacidade”, afirmou o líder do
CDS/PP na Madeira, acrescentando que “a SATA poderia ser a companhia de
transporte quer dos Açores,
quer da Madeira”.
No Palácio de Santana,
sede do Governo Regional
dos Açores, José Manuel
Rodrigues saudou o presidente do executivo açoriano por
ter sido possível baixar nos
Açores a carga fiscal, lamentando que tal não seja
para já possível na Madeira, devido ao plano de ajustamento em curso.
Para o socialista
Vasco Cordeiro, as duas
regiões autónomas “não estão de costas voltadas”.
Vasco Cordeiro considerou que “uma maior visibilidade quanto a aspectos
dessa
cooperação
e
concertação de posições não
é algo que se deva rejeitar ou
excluir”, como aliás já havia
referido quando recebeu o
líder do PS/Madeira e candidato às eleições regionais no
início de Março.
“Naturalmente que
aguardamos que concluído
este processo eleitoral possamos, no fundo, passar à
fase seguinte deste processo”, afirmou, Vasco Cordeiro, acrescentando que do
ponto de vista institucional,
e nesta fase da vida democrática e política da Madeira, é isso que se espera que
o Governo dos Açores faça.
27
Madeira investe 17,8ME em
reflorestação e recuperação
de percursos pedonais
O secretário do Ambiente e Recursos Naturais da
Madeira, Manuel António Correia, anunciou terçafeira, em São Vicente, que este Governo Regional já
investiu 11 milhões de euros na reflorestação e 6,8
milhões na recuperação de percursos pedonais.
“Do ponto de vista das políticas, tentamos promover em primeiro lugar a valorização da floresta, que é
nossa, mas também do mundo”, disse Manuel António
Correia à margem das comemorações do 102.º aniversário do Corpo de Polícia Florestal, que decorreram no
concelho de São Vicente, no norte da ilha da Madeira.
O secretário realçou a “relação umbilical” da região com a floresta e sublinhou que as políticas do
executivo regional visam promovê-la e valorizá-la, dando como exemplo máximo desse trabalho a classificação
da Floresta Laurissilva pela UNESCO como Património
Natural da Humanidade, o único em Portugal.
“Investimos mais de 11 milhões de euros para
plantar cerca de 1,5 milhões de árvores, que são hoje
um activo muito importante, mas cujo efeito, obviamente, só se verá a médio e longo prazo”, salientou
Manuel António Correia, sublinhando que o Governo
adicionou, nos últimos anos, cerca de 2 mil hectares de
área florestal à posse pública.
“Não adquirimos esses 2 mil hectares como um fim
em si mesmo, mas como um instrumento para fazer
trabalhos de valorização de usufruto da floresta”, explicou.
O secretário do Ambiente e Recursos Naturais
realçou também que foram investidos 6,8 milhões de
euros na recuperação e manutenção de vários percursos pedonais, que atravessam a floresta e as montanhas
e constituem uma das principais atracções turísticas da
ilha.
O Corpo de Polícia Florestal, composto por 78
elementos, está distribuído pelo território da Madeira
e de Porto Santo, sendo guardião de 59.100 hectares
de área florestal, ou seja, 75% do território regional.
“Esta é das instituições mais marcantes na valorização e defesa da floresta”, disse Manuel António
Correia, salientando a boa articulação da polícia florestal com a população.
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
28
13 de Março de 2015
CLASSIFICADOS
ALUGA-SE |
FOR RENT (Residential)
ALUGA-SE |
FOR RENT (Residential)
ST. CLAIR & JANE – Apartamentos alugam-se de 1 e 2
quartos, muito espaçosos, conceito aberto, varanda grande, num excelente prédio. De $950 a $1400, tudo incluí12D270259
do. Contactar: 416-878-0065
APARTAMENTO aluga-se com 2 quartos, cozinha
e casa de banho. Localizado na área da Caledonia &
Rogers (McRoberts). Disponível a 1 de Abril. Contactar:
2P060337
416-400-0437
APARTAMENTOS alugam-se de 1 ou 3 quartos e
também uma cave. Localizados na área da Jane & 401.
2L130367
Contactar: 416-618-2018
APARTAMENTO na cave aluga-se com 1 quarto,
sala, cozinha, casa de banho, lavandaria e entrada
privada. TV por cabo incluída. Na área da St. Clair
& Caledonia. Disponível a 1 de Abril.
Contactar (depois das 18h00): 416-270-6465 ou
1P130341
416-651-2688
APARTAMENTO mobilado na cave aluga-se com
1 quarto, cozinha, casa de banho e despensa. Ideal
para homem trabalhador.
Não fumadores e sem animais.
Na St. Helens (entre a College e Bloor).
1P130342
Contactar: 647-522-4143
APARTAMENTO aluga-se com 3 quartos, sala, cozinha, casa de banho, lavandaria e estacionamento. Na
Caledonia, entre a Eglinton e Lawrence. Favor contactar:
1P130343
416-884-3389
APARTAMENTO NOVO, no 2.º andar aluga-se
com 2 quartos, casa de banho grande, lavandaria, alarme e aspiração central. Localizado na área da Rogers
& Old Weston Rd. Utilidades incluídas. Disponível
a 1 de Abril. Para mais informações é favor contactar:
5N130275
416-473-6460 ou 647-406-2994
CAVE aluga-se com entrada separada, estacionamento
para 1 carro e lavandaria. Perto de todas as conveniências e do metro da Finch. $850, utilidades incluídas. Na
área da Finch & 400. Para não fumadores e sem animais.
4O200223
Contactar: 416-806-4915
BLACK CREEK & WESTON RD – Cave aluga-se
numa casa. Para mais informações é favor contactar:
4O270249
647-300-1775 ou 647-341-6601
APARTAMENTO na cave aluga-se com 2 quartos, sala,
cozinha, casa de banho, lavandaria e estacionamento
para 1 carro. $1090 + luz. No 435 Lauder Ave. Contactar:
3O270254
416-799-1526
APARTAMENTO renovado aluga-se com 2 quartos, 2
salas, cozinha, casa de banho, lavandaria e estacionamento para 1 carro. $1290 + utilidades. No 336 Westmount
3O270255
Ave. Contactar: 416-799-1526
APARTAMENTO novo aluga-se no 1.º andar com 1
quarto, sala, cozinha, casa de banho e quintal. Contactar:
3O270263
647-929-4374
ST CLAIR & RUNNYMEDE
Apartamento soalheiro e limpo aluga-se com 1 quarto, cozinha com electrodomésticos novos combinada
com uma sala grande, casa de banho e lavandaria. $850.
3O270292
Contactar Anabela: 416-400-5825
APARTAMENTO no 2.º andar aluga-se, com 2 quartos,
sala de jantar, cozinha, casa de banho e entrada privada.
Localizado na área da Rogers & Dufferin. Sem animais.
2O060397
Contactar: 647-618-4683
APARTAMENTO na cave aluga-se com 1 quarto, sala
de jantar, cozinha, casa de banho e entrada privada.
Localizado na área da Rogers & Dufferin. Sem animais.
2O060398
Contactar: 647-618-4683
KEELE & LAWRENCE
Bungalow renovado aluga-se com 4 quartos, 2 casas de
banho, lavandaria e estacionamento. $2200 + utilidades.
Contactar Tina em inglês: 416-274-4179 ou
2P060301
[email protected]
ST. CLAIR & CALEDONIA – 1.º andar e cave de uma
casa alugam-se com 4 quartos. $1650 + luz + metade das
facturas da água e do gás. Lavandaria incluída. Não fumadores e sem animais. Perto da escola católica, da escola pública e de transportes públicos. Contactar em inglês:
2P060303
647-978-0017
APARTAMENTO na cave aluga-se com 1 quarto, sala,
cozinha e lavandaria. Na área da St. Clair & Caledonia.
2P060305
Contactar: 416-245-1143 ou 416-899-4902
APARTAMENTO novo e mobilado na cave aluga-se
com 1 quarto, sala e cozinha em comum, com electrodomésticos em aço inoxidável. Na área comercial da St.
2P060310
Clair & Keele. Contactar: 647-891-8596
BUNGALOW aluga-se com 3 quartos, sala, cozinha,
casa de banho e estacionamento para 1 carro. Localizado
na área da Keele & Lawrence. Disponível a 1 de Abril.
$1500, despesas incluídas. Contactar a partir das 18h00:
2P060312
416-846-1080
APARTAMENTO aluga-se com 1 quarto e lavandaria.
Ambiente familiar e sossegado. $750. Favor contactar:
2P060313
416-878-1537
ROGERS & SILVERTHORN – Cave (basement) privada aluga-se com 1 quarto, sala, cozinha e casa de banho. De preferência para 2 adultos. Utilidades incluídas.
2P060317
Favor contactar: 416-657-1552
APARTMENT for rent. St. Clair & Scarlett area.
2P060318
Contact: 416-766-3815
CAVE aluga-se com 1 quarto, na Rogers & Dufferin.
2P060320
Contactar: 416-828-3014
DUPONT & SYMINGTON – Apartamento aluga-se
com 1 quarto, sala, cozinha e casa de banho. Sem ani2P060336
mais. Contactar: 416-516-3815
CAVE aluga-se com 1 quarto, sala, cozinha, casa de banho, estacionamento para 1 carro e lavandaria. Na área
da Keele & Wilson. Contactar Tiago: 416-658-4987 ou
1P130344
647-526-0079
QUARTO mobilado aluga-se para homem, com cozinha.
2P130345
Contactar: 416-703-0157
QUARTO mobilado aluga-se. Para mais informações é
1P130346
favor contactar: 416-838-9473
2 bedroom semi basement apartment for rent.
Big and clean. No pets and no smokers.
Caledonia & St. Clair area. Available anytime.
3P130347
Please contact: 647-787-2888
APARTAMENTO aluga-se com utilidades e lavandaria
incluídas. Perto de transportes. $750. Favor contactar:
1P130348
416-249-3548
APARTAMENTO pequeno (bachelor) mobilado alugase, na área da Keele & Eglinton, com internet, TV por
cabo e lavandaria. Tudo incluído. Entrada imediata.
1P130349
Contactar: 647-885-5450
KEELE & ROGERS – Apartamento aluga-se com 3
quartos. Disponível a 1 de Abril. Para mais informações
1P130350
é favor contactar: 647-454-9076
BACHELOR na cave aluga-se, na área da Davenport &
Miller. $750, tudo incluído. Pede-se primeiro e último
2P130351
mês. Contactar: 416-819-5167
APARTAMENTO aluga-se com1 quarto, sala, cozinha e
casa de banho. $850 + luz. Para mais informações é favor
1P130352
contactar: 647-990-5465
CAVE aluga-se com 1 quarto, sala, cozinha, casa de banho e estacionamento para 1 carro. $1100, TV por cabo e
internet incluídas. Para mais informações é favor contac1P130353
tar: 647-990-5465
CAVE aluga-se com estacionamento e TV por cabo. Na
1P130354
College & Dufferin. Contactar: 416-856-1719
APARTAMENTO aluga-se com 2 quartos, sala grande, varanda e lavandaria. Na Fairbank Avenue, área da
1P130355
Dufferin & Eglinton. Contactar: 416-888-1528
APARTAMENTO no 1.º andar aluga-se com 3 quartos
e também com sala, lavandaria e quarto frio na cave. A
5 minutos do metro da Dufferin. $1550. Favor contactar:
1P130356
416-873-9123
APARTAMENTO aluga-se com 3 quartos, sala, cozinha
e estacionamento. Na Hway 400 & Wilson. Sem crian2P130357
ças. Contactar: 416-219-5867 ou 416-275-4936
APARTAMENTO novo na cave aluga-se com lavandaria. Localizado na área da Dufferin & Rogers. $850.
1P130358
Contactar: 416-659-0369
CAVE aluga-se com 2 quartos e sala. Favor contactar:
1P130377
416-658-9905
ST. CLAIR & RUNNYMEDE
Apartamento tipo loft aluga-se com 1 quarto. Cozinha e
sala espaçosas e conceito aberto sob um tecto com uma
grande clarabóia (skylight). $920 + luz. Disponível a 1
de Abril. Para mais informações é favor contactar:
1P130378
416-767-5428 ou 416-888-2966
ALUGA-SE |
FOR RENT (Commercial/Industrial)
QUARTO de estética aluga-se, na área da St. Clair &
3O270267
Dufferin. Contactar: 647-343-4455
www.solnet.com
ALUGA-SE/VENDE-SE |
FOR RENT/SALE (PT/BR)
CASA em São Miguel aluga-se perto da praia, no Populo.
XI230176
Contactar: 905-848-0256
CASA aluga-se para férias, em São Miguel, em Santana.
12N060235
Contactar: 416-937-1206
APARTAMENTOS alugam-se na Matriz da Ribeira
3N130385
Grande, São Miguel. Contactar: 416-856-1719
MAR À VISTA – ALGARVE
Apartamentos T1 e T2 alugam-se perto da praia do Vau
e da praia da Rocha, Portimão. Bons preços. Contactar
5P130359
durante o dia: 416-576-0916
ATENÇÃO!
Se você pretende comprar casa nos Biscoitos, Terceira,
Açores, em troca de uma no Canadá; se está interessado
em comprar lá e vender cá no Canadá, podemos fazer
negócio. Casa nova construída em 2003.
Contactar Manuel da Costa:
3P130360
1-705-429-9779
CASA todo equipada aluga-se, na zona da praia da
Areia Branca, Lourinhã, para férias. Favor contactar:
2P130361
01351 261 414 379 ou 01351 919 429 058
2 MORADIAS GEMINADAS, novas,
T3+1, com 4 casas de banho e anexo com
quintal, na área de Aveiro, Vagos, a 10 minutos da praia, para venda ou troca por propriedades em Toronto.
GRANDE MORADIA T5 com 4 casas
de banho, 3 garagens mais anexo, cave completa e grande terreno na parte de trás e ao
lado, também para venda ou troca.
4P130362
Contactar: 647-607-0130
ANÚNCIOS PESSOAIS |
PERSONAL ADS
CAVALHEIRO deseja conhecer senhora livre, entre os
55 e 70 anos, de maneira a sermos
bons amigos e mais tarde talvez casar.
4O200234
Contactar: 416-285-6477
APELOS/AVISOS |
NOTICES
MÓNICA CABELEIREIRA
de Vice Versa informa a todos os clientes e amigas
que está de volta em nova localização:
1030 St. Clair Ave. West.
2P130363
Contactar: 647-890-3743
COMPRA-SE/VENDE-SE |
BUY/SELL (Misc.)
COMPRO CARROS e carrinhas em
quaisquer situações. Pago em dinheiro.
Dundas & Scarlett – 4005 Dundas St. W.
Contactar: 647-857-5330
1N130389
3 CADELAS de caça a caçar bem e cachorros para
venda. Para mais informações é favor contactar:
2P130364
416-275-4936
OPORT. NEGÓCIOS |
BUSINESS OPPORT.
NEGÓCIO de jardinagem para venda. Contactar:
3P130365
416-410-8014
PRECISA-SE |
HELP WANTED
PART TIME CLEANER
Monday - Friday 10 am – 3 pm.
Etobicoke area.
Must have experience and high cleaning standards,
have no criminal record as a police check is required.
Must have SIN card. $12.70 per hour plus benefits. Send
resume to [email protected] 52R020191
Ajudamos-te a tirar a licença de
electricista, mecânico
automóvel e encanador.
Contactar Al: 647-627-3394 4A130302
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
13 de Março de 2015
29
CLASSIFICADOS
PRECISA-SE |
PRECISA-SE |
HELP WANTED
HELP WANTED
TRABALHADORES precisam-se para telhado plano,
com 2 ou mais anos de experiência. Para mais informa4M130341
ções é favor contactar: 416-276-7243
SERRALHEIRO precisa-se com alguma experiência,
para trabalhar em aço inoxidável. Para mais informações
2P060325
é favor contactar: 416-436-5071
FARMÁCIA EM BRAMPTON
Assistente de farmácia precisa-se a tempo inteiro e com conhecimentos em computadores.
Fluente em português e inglês.
Enviar resume por fax: 416-742-5312 8N060254
COMPANHIA DE TELHADOS (roof) precisa de encarregado (foreman) com experiência para trabalhar com
alcatrão (asphalt) e borracha (torch). Tem que ter carta
de condução. Ajudantes também se precisam com alguma experiência. Para mais informações é favor contactar
2P060326
Raul: 416-579-0128
CLEANING COMPANY looking for cleaning subcontractors to clean offices in Toronto, Mississauga,
Brampton, Oakville e Woodbridge. Must have business
6N130299
license. Call Joe: 416-617-4141
EMPREGADA de balcão precisa-se para o Neiva
Sports Bar. Para mais informações é favor contactar:
2P060327
416-662-6020 ou 416-658-0478
SENHORAS precisam-se para limpeza de casas, durante
o dia. $13.00/hora. Têm que ter cartão de trabalho e carta
de condução canadiana. Para mais informações é favor
4O200235
contactar: 416-781-5324
CARPINTEIROS ROUGH precisam-se para casas novas.
4O200238
Contactar: 416-450-7724
FÁBRICA DE ROUPA NA
DUFFERIN & LAWRENCE
Precisa de pessoa com experiência para
costura manual ou na máquina. Trabalho
a tempo inteiro e bons pagamentos.
Contactar Ana:
416-593-0242
4O200236
PADEIRO precisa-se com experiência. Bom salário. Pessoa para o caixa também se precisa. Que fale
inglês. Para mais informações é favor contactar Joe:
3P060330
416-533-6461
COMPANHIA de armários de cozinha precisa de instalador e fabricante, com experiência. Favor contactar:
4O200239
416-875-2884
ENCARREGADO (foreman) precisa-se para jardinagem
e que tenha carta de condução. O candidato tem de estar
disponível para trabalhar no mínimo 10 horas por dia,
estar legalizado e possuir cartão de trabalho. Contactar:
1P130366
416-516-2230
WOOD WORKING company, in Mississauga, is
looking for cabinet maker, wood finisher and wood san4P130367
der. Contact: 416-892-5410
is currently hiring roofing labors and
experienced workers to fulfill a position of
full-time employment in a healthy work
environment. Salary ranges from $22.00 to
$36.00 per hour, plus either company or Union
benefits. Please inquire by email:
[email protected]
Experienced upholsterers needed for piece work.
Best rates in the industry.
Earn over $1500 a week.
1P130370
Please call: 416-805-0883
SENHORA idosa, europeia quer contratar um senhor
idoso, português, com carro, para plantar alguns vegetais
e flores, esta Primavera, em Etobicoke. Pagamento razoável. Para mais informações é favor contactar só durante
1P130371
o dia: 416-248-8535
International Language
Academy of Canada
Located at 101 Yorkville Avenue, Toronto, Ontario, seek
permanent Homestay Coordinator (a.k.a. Lodging
House Managing Supervisor).
Job duties include:
•
•
ORIN CONTRACTING CORP.
Excavator and bobcat operators needed. Must have at
least 2 years’ experience, able to do rough grading/finishing and loading trucks. Contact: 905-738-6655 or
4O270274
Fax: 905-738-1995
•
ORIN CONTRACTING CORP.
Grading and sodding crews needed for residential subdivisions. Must be able to read drawings and operate grading equipment. Please contact: 905-738-6655 or Fax:
4O270275
905-738-1995
•
ORIN CONTRACTING CORP.
Landscape foreman and labourers needed. Must have 2
years’ experience with pre-cast, concrete,
natural stones and other landscaping services.
Able to multi-task and communicate effectively.
Contact: 905-738-6655
4O270276
or Fax: 905-738-1995
•
COMPANHIA de construção precisa de bricklayers e
6P060321
ajudantes. Contactar: 416-735-7770
PINTOR e ajudante de pintor precisam-se com experiência, para trabalhar com armários de cozinha. Contactar:
416-767-2973 ou [email protected] 2P060323
SERV. PROFISSIONAIS |
PROF. SERVICES
Já registou o seu
Divórcio em Portugal?
Nós podemos ajudar a preparar os
documentos necessários!
Não sabe o que fazer com
documentos que recebeu de Portugal?
Nós podemos ajudar!
Telefone a Carlos Oliveira:
416-931-7277
XB020157
TAXAS – Impostos
Para serviços de taxas e impostos contactar
Dina Costa: 416-879-3462
www.accountforit.ca/P
13N300122
ADVOGADOS EM PORTUGAL
Soledade Correia e Rui Correia
•
RAPARIGAS precisam-se para casa de massagens.
3O270284
Contactar: 647-706-2859
CARPINTEIRO ROUGH precisa-se com no mínimo 6
meses de experiência. Oferece-se transporte para o local
de trabalho e salário acima da média. Contactar Miguel:
2P130374
647-500-0406
MECÂNICO precisa-se para equipamento de construção. Oferece-se salário acima da média com benefícios.
1P130369
Contactar Pedro: 416-990-0787
COMPANHIA de renovações de casas com muito trabalho precisa de trabalhadores para drywall, framing e taping com um mínimo de 5 anos de experiência, inglês básico, disponíveis a tempo inteiro e que tenham ferramenta
e veículo próprios. Favor contactar: 416-477-5429 8O270273
RECEPCIONISTA precisa-se para casa de massagens.
3O270283
Contactar: 647-706-2859
LOOKING for full time english speaking cleaning lady.
1P130373
Contact: 647-567-2479
FAZEM-SE pequenas reparações em casas. Bons preços.
4O270286
Contactar: 647-909-5133
Triumph Roofing & Sheet Metal Inc.
está a contractar trabalhadores com experiência, para trabalhar em telhados e desempenhar
um cargo a tempo inteiro, em ambiente saudável. Salários entre os $22.00 e $36.00 por hora,
dependendo da experiência. Com benefícios da
companhia ou do sindicato (Union). Contactar
através do e-mail: [email protected]
HELP WANTED
2 PESSOAS precisam-se para trabalhar na limpeza,
depois das 18h00, na área de Whitby. Favor contactar:
1P130368
647-463-1583 ou 905-450-7420
NOW HIRING!!!
Triumph Roofing & Sheet Metal Inc.
PRECISA-SE |
•
•
•
•
•
•
•
Supervise and co-ordinate ILAC’s Homestay program in relation to its Brazilian students
Interview, hire, train and review performance of
Homestay providers.
Collect all required documentation from Homestay
providers
Co-ordinate and assign Brazilian students to various
Homestay providers based on student profiles and
family records gathered from interviews and home
inspections.
Respond to telephone, e-mail and in-person inquiries
from Homestay providers, students, etc.
Establish Homestay timelines for students
Conduct Homestay inspections as necessary to
ensure cleanliness, safety and quality
Co-ordinate refunds, extensions, transfers, cancellations, etc. with Student Ambassadors and Account
Receivable Managers.
Resolve any Homestay related issues and provide
ongoing counseling, dispute resolution, as required
to Homestay providers and students
Provide new information and obtain regular
feedback from Homestay providers and students.
Preare and submit various reports in relation to
ILAC’s Homestay providers
Maintain electronic records of all Homestay program
activities.
Enforce policies and procedures established by ILAC
with Homestay providers/students.
Wages $44,200.00 yearly for 40.00 hours per week.
Location of work: 101 Yorkville Avenue, Toronto.
Completion of secondary school required. Minimum
one year experience in accommodation field required.
Successful applicant will have strong communication,
problem solving, job planning/organizing skills and must
work well with others.
Knowledge of Portuguese required.
Send resumes to [email protected] 5P130372
Rua Montepio Rainha D. Leonor, 3 A, 1.º andar
2500-253 CALDAS DA RAINHA - Portugal
Telefones: 011 351 262 843 744
Telem:
011 351 965 241 718
Telem:
011 351 965 123 603
Av. D. João II, Lote 1.06.2.5B
Parque das Nações - Regus
Edifício Mar Vermelho
1990 – 095 LISBOA Portugal
Telefone: 011 351 211 212 075
Fax:
011 351 211 212 100
[email protected]
[email protected]
1P130375
PMG – O seu carro dá-lhe problemas? Leve-o a um
bom mecânico honesto, no 299 Rogers Road (esquina
2P130376
com a Caledonia). Contactar: 416-429-2562
SERV. MASSAGENS |
MASSAGE SERVICES
MIA ESTÁ DE VOLTA!
Cabo Verdiana de 24 anos. Serviço completo!
Jane & St. Clair
416-648-2630
2L060338
DUFFERIN & EGLINTON
Portuguesa e brasileira novatas acabadas de
chegar atendem com amigas espanholas. $60.
Aberto até tarde.
647-853-9676
2L060339
Weston Rd. & Eglinton
Paraíso Feminino – Venha desfrutar num bom
ambiente. Atendimento 5 estrelas. $60
647-853-3357
2L060340
ST. CLAIR & DUFFERIN
Alana voltou com
novas amigas.$60
647-856-3556
2L060341
ST. CLAIR & OLD WESTON RD.
Bruna, portuguesa e Verónica, brasileira
acabadas de chegar
atendem até tarde. $60.
416-824-1096
2L060342
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
30
13 de Março de 2015
CLASSIFICADOS
SERV. MASSAGENS |
VIDENTES/ASTRÓLOGOS |
MASSAGE SERVICES
WESTON RD. & LAWRENCE
Anabela portuguesa voltou!
Atende com Daniela e Suzy. $60
416-731-4946
2L060343
DUFFERIN & LAWRENCE
Munike voltou! Atende no paraíso
latino. Aberto até tarde. $60
647-720-8640
2L060344
WESTON RD. & LAWRENCE
Brasileira, loira, acabada de chegar, atende
com Columbiana. $60.
416-832-0686
2L060345
NATÁLIA espera por ti em lugar
privado e limpo.
Weston Rd. & Eglinton.
416-720-4670
9M160151
VERÓNICA PORTUGUESA
espera por ti em lugar privado e limpo.
Weston Rd. & Eglinton.
6N060267
416-817-0522
ELLA polaca dá-lhe uma massagem,
com serviço completo.
$60 e 2 raparigas $90.
St. Clair & Old Weston Rd.
647-760-3783 ou 647-760-3778 3O270287
LINDA (russa / polaca)
espera por si na
Weston Rd. & Eglinton.
647-859-8828
2P060331
SPA de massagens limpo e acolhedor.
Com raparigas Coreanas, Japonesas, Vietnamitas e
Chinesas! Com 19 anos ou mais. $60 – 1 hora
2848A Dufferin Street, 2.º andar
(2 semáforos a sul da Lawrence)
4P130379
416-783-4221 – www.sweet999.ca
QUEEN’S WAY & 427
Olá cavalheiros!
Linda, a columbiana está de volta,
com serviço completo.
1P130380
647-907-3871
SOLUÇÕES PASSATEMPOS
PSYCHICS
4P130381
VIDENTES/ASTRÓLOGOS |
SOLUÇÕES PASSATEMPOS
PSYCHICS
CLUBES & ASSOCIAÇÕES
ASAS DO ATLÂNTICO S.S. CLUB
1573 Bloor St West, Toronto. Tel.: 416-531-7771
Sábado, 14 de Março: Matança do Porco com arrematações e
sorteio. Música com D.J Zip Zip. Sábado, 28 de Março: Noite de
Chamarrita. Música com “Tropical 2000”.
CASA DO ALENTEJO COMMUNITY CENTRE
1130 Dupont Street, Toronto. Tel.: 416-537-7766
Sábado, 14 de Março: “SOS Kids Show 3”, às 18h00. Actuações
de Iran Costa, Luiz Bonanza, Décio Gonçalves, Aderito Reis,
Breanna DaSilva e Helder Pereira. Sábado, 21 de Março: Tomada
de posse da nova direcção, às 19h030. Baile da Pinhata com Duo
Som Luso.
CENTRO CULTURAL PORTUGUÊS DE MISSISSAUGA
53 Queen Street Norte, Mississauga.Tel: 905-286-1311
Sábado, 21 de Março: Música dos Anos 50/60. Actuação do
conjunto Jimi Jive 5. Haverá prémio para o melhor trajo.
COM. DOS EX-COMBATENTES DO ULTRAMAR DO ONTARIO
2000 Dundas Street West, Toronto. Tel.: 416-533-2500
Sábado, 21 de Março: 13.º Encontro Anual dos Ex-Combatentes
residentes no Ontário, às 18h00, no salão do Europa Catering (1407
Dundas St.W).
CONSULADO GERAL DE PORTUGAL EM TORONTO
438 University Ave., 14th floor, Toronto. Tel.: 416-217-0966 ext. 227
Estão a decorrer as candidaturas, no âmbito do lançamento
público da nova iniciativa “FAZ” (http://www.faz.pt/), destinados
a cidadãos portugueses que residam no estrangeiro há mais de
cinco anos: a 8.ª edição do Prémio Empreendedorismo Inovador
na Diáspora Portuguesa, em que as candidaturas decorrem até dia
31 de Março e devem ser submetidas através do site http://www.
cotec.pt/diaspora.
GRACIOSA COMMUNITY CENTRE OF TORONTO
279 Dovercourt Road, Toronto. Tel.: 416-533-8367
Sábado, 21 de Março: Matança. Música com DJ Martins. Sábado,
28 de Março: Baile com 5 Star.
IMPÉRIO DE SÃO JOÃO
Tel.: 519-623-6922
Sábado, 21 de Março: 2.º Aniversário do Império São João das
Crianças, às18h30, na igreja de Nossa Senhora de Fátima. Música
com DJ Sean Lopes e Paulo Moreira. Informações: 416-320-6089,
647-823-2615, 416-518-4567, 416-902-3199, 905-455-8549 ou
905-457-6950.
JANTAR EM HOMENAGEM AO DR. TOMÁS FERREIRA
Sexta-feira, 13 de Março: Um grupo de amigos vai realizar um
jantar em homenagem ao Dr. Tomás Ferreira, na LIUNA Local 183,
às 19h30. Informações: 416-537-1088.
KITCHENER PORTUGUESE CLUB INC.
1548 Fischer-Hallman Road, Tel.: 519-579-6960
Sábado, 14 de Março: Festa dos Caçadores, às 18h00. Baile com
Atlântico DJ. Informações: 519-570-3772 ou 519-749-9971.
OPERÁRIO SPORTS CLUBE OF TORONTO
1136 College Street. Tel.: 416-720-0731
Sábado, 14 de Março: Jantar de Convívio dos Sócios, às 19h00,
na Casa dos Açores (1136 College St). Actuação do conjunto
Tropical 2000. Informações: 416-439-2311, 416-795-9774 ou
416-654-4434
PENICHE COMMUNITY CLUB OF TORONTO
1264 College Street, Toronto. Tel.: 416-536-7063.
Sábado, 21 de Março: 34.º Aniversário do Penice Comunmunity
Club of Toronto e o 5.º Aniversario da Academia de futebol Peniche
osBelenenses, às 19h00, no Ambiance Banquet Hall (501 Alliance
Ave.). Música com Karma Band, Peter Serrado e Victoria Azevedo.
Informações: 416-536-7063 ou 416-938-1593.
PORTUGUESE CULTURAL CLUB OF VAUGHAN
Conselho Administrativo 2015/2017 – Assembleia Geral –
Presidente: Vince Gomes, vice presidente : Teresa Paula Gomes,
secretária: Victoria Gomes. Conselho Executivo – Presidente:
Valter Ferreira, vice presidente: Carlos Calado, secretária: Maria
Wildman, vice secretária: Andreea Faria, tesoureiro: António Martins, membro: Lory Coimbra, relações públicas: Bruna Simões,
director de esportes: Bruno Morgado, directores de cultura: Milene
Ferreira, Valter Ferreira e Patrícia Calado; directores: Gorete Tomaz,
Teresa Ciaravella, Marta Gonçalves e Arlindo Simões. Conselho
fiscal – Presidente: Hugo Ferreira, vice presidente: Patrícia Calado,
secretário: Jamie Alves-Ferreira.
RANCHO FOLCLÓRICO “AS TRICANAS”
1278 Dundas Street West, Toronto. Tel.: 416-994-5014
Sábado, 28 de Março: 35.º Aniversario, no Europa Convention
Centre (7050 Bramalea Rd., Mississauga). Informações: 416-4207079 ou 416-566-5112
RANCHO RIBATEJANO DE TORONTO
27-A Shaw Street, Toronto. Tel.: 416-345-9443.
Sábado, 14 de Março: Festa do 2.º Aniversário, no Ambiance Hall,
às 18h30. Música com Unique Touch e Nancy Costa. Informações:
416-792-6413 ou 289-997-3528.
SOLUÇÕES PASSATEMPOS
[email protected]
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
CLASSIFICADOS
31
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
32
13 de Março de 2015
PORTUGAL EM FOCO
Gaia espera Cerâmica das Devesas classificada
até ao final do mês
O presidente da Câmara de Gaia disse sábado
ter o compromisso da Direcção Geral do Património de que a Cerâmica das
Devesas será classificada
até ao final do mês, após o
que arranca o “grande projecto” de um museu.
“Há o compromisso
[da Direcção Geral do Património Cultural e da direcção regional] de que até
ao fim do mês de Março
temos uma resposta da classificação”, afirmou à Lusa
Eduardo Vítor Rodrigues à
margem da cerimónia de
entrega de habitações para
vítimas de violência doméstica.
Para o autarca “o fim
do mês de Março” é o limite após o que a Câmara irá
“tomar medidas, classificando o que tiver a classificar, quer o património físico quer o espaço memória”
e avançará com os procedi-
mentos necessários para,
em articulação com os proprietários, “salvaguardar os
azulejos e as fachadas” e
reconverter o edifício no
“grande projecto do museu
da cerâmica”.
“É a data limite que
temos que assumir porque
de outra forma isto é uma
situação humilhante para
toda a gente e as instituições ficam mal nisto tudo.
Ninguém compreende que
ao fim de 30 anos se continue a falar deste assunto
sem se fazer nada”, criticou o socialista.
Em Janeiro a Câmara
de Gaia instou o secretário
de Estado da Cultura a pronunciar-se com “urgência”
sobre as medidas para salvar a Fábrica da Cerâmica
das Devesas, em risco de
ruína e a aguardar classificação desde 1991.
Na missiva enviada
para Jorge Barreto Xavier,
Vítor Rodrigues pedia que
o governante se pronunciasse “com urgência sobre
as medidas que devem ser
adoptadas no conjunto de
edifícios da Antiga Cerâmica das Devesas, nomeadamente aquelas que se revelem necessárias a garantir a sua segurança e estabilidade”.
O autarca destacava
mesmo que o “estado de degradação do imóvel se tem
vindo a acentuar de forma
rápida e grave” e que “se
continua a verificar a ocorrência de furto de materi-
ais, designadamente vigas
de ferro que integram a estrutura do imóvel”.
Dias depois houve
uma reunião entre a
autarquia e a direcção Ge-
Cofundada em meados da década de 1860 por
José Teixeira Lopes, a Fábrica de Cerâmica das
Devesas terá sido uma das
mais importantes do país,
ral do Património que “avaliou a situação”, após o que
“foram tomadas medidas
preventivas para evitar demolições, nomeadamente o
encerramento com blocos
do acesso ao interior da
cerâmica”, contou neste dia
o autarca.
Já a reunião com a
secretaria de Estado será feita em “momento mais oportuno” que Vítor Rodrigues
espera ser o da classificação, no final do mês.
dominando no início do século XX a produção de azulejos, estátuas e ornamentação cerâmica, artefactos
em ferro fundido, cantarias
de mármore, entre outros
produtos.
A história da classificação do imóvel remonta a
1985/86, tendo obtido despacho de abertura pelo então IPPAR (Instituto
Português do Património
Arquitectónico) em 15 de
Janeiro de 1991, que caducou em 29 de Maio de 2013
e levou à abertura de um
novo procedimento de classificação.
Vinte anos volvidos
desde que a própria fábrica
cessou funções, do interior
do edifício (que ocupa um
quarteirão mesmo junto à
estação de comboios das
Devesas) já pouco resta,
depois de sucessivas pilhagens e vandalismo às peças, moldes, telhas e azulejos que ainda lá se encontravam.
Tem negócio ou trabalha por conta própria?
Não deixe de se promover a si e à sua firma.
Anuncie em Sol Português, o jornal de Língua portuguesa de maior projecção no
Canadá.
Tel: 416-538-1788 - Fax: 416-538-7953
E-mail: [email protected]
31 anos a servir a Comunidade
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
CIÊNCIA E TECNOLOGIA
33
Dentro de 10 a 15 anos a Internet vai estar em todo
o lado, diz físico Michio Kaku
Por Alexandra Luís
O físico e futurista
norte-americano, Michio
Kaku, considerou, em entrevista à agência Lusa, que
dentro de 10 a 15 anos a
Internet vai estar em todo o
lado, desde os relógios de
pulso até às lentes de contacto.
A nona conferência
QSP Summit, que se realizou a 12 de Março na
Exponor, Matosinhos, contou este ano com a participação do físico Michio
Kaku, que esteve pela primeira vez em Portugal,
numa edição dedicada ao
tema “The Future Trends”.
Kaku, que é professor
de Física Teórica, co-autor
da Teoria das Cordas e com
uma vasta obra publicada,
onde se inclui “Mundos
Paralelos” ou mais recentemente “O Futuro da Mente”, abordando na conferência o tema do consumidor
do futuro.
“Quando formos às
compras, a Internet estará
em todo o lugar, incluindo
nas nossas lentes de contacto”, disse.
“Iremos piscar os
olhos e teremos o infinito
conhecimento do que
estamos a comprar, saberemos qual é a margem de
lucro do que estamos a adquirir, qual o melhor preço”, adiantou, acrescentan-
do que este futuro não está
muito distante.
“Actualmente já temos Internet nos nossos
óculos, dentro de 10, 15
anos, a Internet vai estar
em todo o lado, incluindo
nos nossos relógios de pulso, lentes de contacto” e até
mesmo num papel de parede inteligente, “onde poderemos aceder aos computadores” aceder a um médico
através da inteligência artificial “quase de borla”.
“É nisto que os cientistas estão a trabalhar
agora: no conhecimento infinito em qualquer lado, a
qualquer hora”, explicou.
No futuro, adiantou,
através de umas lentes de
contacto as pessoas poderão obter informação sobre
tudo sobre os produtos que
querem comprar, sem serem enganadas, e a isso chama-se “capitalismo perfeito”.
O capitalismo assenta
na oferta e na procura, “mas
é imperfeito, as pessoas não
sabem quem as engana,
quem tem os produtos mais
baratos”, mas no futuro,
através de um simples
‘scann’ das lentes, essa informação estará disponível
a todos os consumidores,
disse.
Isso permitirá ainda
identificar as pessoas com
quem fala ou comunicar em
qualquer língua, já através
de umas lentes de contacto
as pessoas terão acesso à
biografia do interlocutor ou
a um tradutor instantâneo.
Na conferência, Kaku
também faria ainda uma palestra sobre o livro “O Futuro da Mente”.
Questionado sobre de
onde partiu a sua inspiração
para este tema, o físico norte-americano explicou:
“Nós, os físicos, somos pessoas curiosas e sempre fomos curiosos pela mente,
porque faz observações,
experiências”.
E actualmente, “temos
máquinas de ressonância
magnética suficientemente
sensíveis que conseguem
captar pensamentos dentro
de um cérebro activo”, prosseguiu, o que poderá permitir, no futuro, tirar uma fotografia aos nossos sonhos.
“As primeiras fotografias de sonhos estão a ser
feitas pelos cientistas, pelo
que no futuro, será possível
acordar, carregar o botão e
ver os sonhos que teve na
noite anterior”, mas ainda
levará tempo, disse.
Questionado sobre se
um dia será possível aos cientistas descodificar a mente humana, Michio Kaku
lembrou que actualmente
estão a ser estudas duas coisas: o mapa do corpo, de
todos os genes, e o mapa do
cérebro.
O próximo grande
“‘crash program’ [uma
aposta intensiva] da ciência”, envolvendo muitos
milhões de dólares, será o
“mapeamento do cérebro”,
acrescentou.
Por um lado, os políticos querem uma cura para
as doenças mentais, por
outro os cientistas são curiosos e querem saber o que
nos faz pensar, daí a aposta
nesta área, explicou Michio
Kaku.
Os resultados destas
investigações terão “aplicações comerciais e a primeira memória de um animal foi gravada no ano passado. Sabemos agora que
podemos gravar memórias
e transferi-las [como se fosse um ficheiro]”, disse.
“E isso vai ser muito
útil para os pacientes com
a doença de Alzheimer,
muito em breve vamos ter
milhões de pessoas a sofrer
de Alzheimer e vamos ter a
capacidade” de ter a informação das suas memórias
armazenada, numa espécie
de ‘pacemaker’ do cérebro,
em que as pessoas “podem
carregar num botão e,
bingo, ficam a saber quem
são e onde vivem”, explicou.
“E talvez um dia, os
estudantes possam carregar
num botão e aprendam matemática”, exclamou.
Actualmente, é possível gravar memórias de
Investigação portuguesa sobre odores em
crimes desperta atenção internacional
Uma investigação feita na Universidade de
Aveiro sobre a identificação de odores corporais em
crimes violentos está a suscitar o interesse nos meios
forenses e policiais internacionais, disse segundafeira fonte académica.
O trabalho, realizado
por Laura Alho no Laboratório de Psicologia Experimental e Aplicada (PsyLab)
da Universidade de Aveiro
(UA), despertou a atenção
após a publicação na revista Plos One e levou ao estabelecimento de colaborações internacionais, nomeadamente com a investigadora Kate Houston, da
Texas A&M International
University (EUA), especialista em psicologia forense e colaboradora do FBI.
Os primeiros resultados experimentais revelam
que uma vítima de um crime violento pode identificar o agressor pelo olfacto
e que a memória olfactiva
da vítima pode ser mais
assertiva na identificação
do criminoso do que a auditiva ou mesmo a visual.
Cheirar odores de criminosos ajudou os participantes no estudo a identifi-
car correctamente 75 por
cento dos agressores, percentagem que deixa à distância, por exemplo, os 45
a 60 por cento das identificações correctas alcançadas
em alguns dos tradicionais
testemunhos oculares.
O trabalho de Laura
Alho, orientado por Sandra
Soares, Carlos Fernandes
da Silva (investigadores do
PsyLab) e Mats Olsson, cientista
do
Instituto
Karolinska (Suécia), considerado um dos maiores
especialistas mundiais do
olfacto, envolveu a participação de 80 voluntários.
Foram-lhes apresentados filmes reais de cenas de
crime recolhidos por câmaras de segurança e de viaturas policiais e durante o
visionamento dos filmes os
participantes foram expostos continuamente a um dos
odores corporais, previamente recolhido pelos investigadores entre outros 20
voluntários, com a informação de que este pertencia
ao agressor envolvido na
cena do crime.
O trabalho da investigadora envolveu depois
uma segunda fase, em que
foram observados os pro-
cedimentos usados em trabalhos sobre testemunhos
oculares, com a informação
dada ao participante de que
o odor podia estar ou não
presente no alinhamento.
Quando questionados
sobre a qual de cinco odores estiveram sujeitos durante o visionamento dos
filmes, a grande maior parte dos participantes sujeitos a imagens de crime acertaram no cheiro em causa.
“Os resultados revelaram que, quando o odor alvo
estava presente [no alinhamento de cinco odores dados a cheirar aos participantes] o acerto na identificação foi de 75 por cento”,
afirma Laura Alho.
Apesar do testemunho
ocular ser amplamente considerado em tribunais de
todo o mundo, sendo conhecido como a “prova rainha”,
existem vários casos de indivíduos condenados injustamente através de testemunhos oculares.
A investigadora admite que o testemunho
olfactivo não permita, por
si só, chegar a um veredicto
correcto, mas acredita que
“se vier a ser comparado
com outras modalidades
sensoriais e se se vier a provar cientificamente que tem
menos falsas identificações”
poderá vir a ser relevante
em contexto judicial.
“Temos de ressalvar
que, embora não possa ser
usado como prova [porque
o testemunho olfactivo não
está enquadrado legalmente] pode ser usado como uma
pista que leva à obtenção de
provas”, comenta Laura
Alho.
A situação que não é
nova em relatórios criminais:
“em casos onde a vítima tenha contacto directo com o
ofensor, como em casos de
crime sexual ou de agressão
física, o odor corporal deste pode ser recordado pela
vítima e a sua descrição
pode estreitar a lista de suspeitos. Existem vários casos nacionais e internacionais que demonstram isso”.
Apesar dos dados alcançados na UA “serem interessantes”, salienta que
“precisam de ser replicados noutros laboratórios e
é necessário investigar a influência de determinadas
variáveis no testemunho
olfactivo, quer em contexto laboratorial, quer em
contexto real”.
ratos, mas os cientistas já
estão a experimentar em
primatas. O passo seguinte
são os doentes com
Alzheimer.
As inscrições para o
QSP Summit, onde Michio
Kaku participa, já estão esgotadas, de acordo com a
organização.
Comissão Europeia lança
terceira edição de prémio
para mulheres inovadoras
O comissário europeu para a Investigação, Carlos
Moedas, anunciou segunda-feira a terceira edição do
prémio para mulheres inovadoras, num almoço que
juntou, entre outras, a reitora da Universidade de Aveiro
e a vice-reitora da Sorbonne, ambas portuguesas.
O prémio, com três categorias, tem como objectivo distinguir mulheres inovadoras que tenham atingido feitos notáveis a nível empresarial e que sejam
exemplos para outras mulheres.
O almoço, organizado no âmbito do Dia Internacional da Mulher – assinalado no domingo, juntou
mulheres de várias nacionalidades que se distinguem
no meio académico, na investigação e no
empreendedorismo, incluindo a reitora da Universidade de Aveiro, Maria Helena Nazaré, e a vice-reitora da
Universidade da Sorbonne, Isabelle Oliveira.
Salientando que as mulheres continuam a ser uma
minoria nas áreas da investigação e empreendedorismo,
Moedas salientou: “não podemos continuar a perder
tanto talento inexplorado”.
O concurso está aberto até dia 25 de Outubro, para
todas as mulheres que fundaram ou co-fundaram a sua
empresa e que, em algum momento das suas carreiras,
receberam fundos da UE para a investigação e inovação.
As candidaturas serão avaliadas e as três vencedoras serão seleccionadas por um júri de alto nível e
anunciadas no próximo ano.
O Prémio Europeu para Mulheres Inovadores
divide-se em três categorias, sendo o primeiro lugar
galardoado com uma verba de 100.000 euros, o segundo com 50.000 euros e o terceiro com 30.000 euros.
Eficiência de sistemas de
justiça na UE tem vindo a
melhorar
A eficiência dos sistemas de justiça dos Estadosmembros da União Europeia (UE) tem vindo a melhorar, sendo esta uma das principais conclusões do painel
de avaliação anual segunda-feira divulgado em Bruxelas pela Comissão Europeia.
Os dados do Painel de Avaliação da Justiça na UE
de 2015 mostram também que, apesar de terem prosseguido os esforços para utilizar as tecnologias da informação e da comunicação (TIC) nos sistemas judiciais,
os indicadores revelam lacunas em vários EstadosMembros, tanto quanto às ferramentas TIC disponíveis
para a administração e gestão dos tribunais, como
quanto às comunicações electrónicas entre os tribunais
e as partes processuais.
Outra conclusão é que quanto mais se sobe na
hierarquia dos tribunais, menor é a proporção de mulheres entre os juizes.
Por outro lado, na maioria dos Estados-membros,
mais de 20 % dos juizes participaram em acções de
formação contínua sobre o direito da UE ou de outros
países.
“Sabemos que as reformas da justiça levam tempo a produzir resultados, mas o novo Painel de Avaliação mostra sinais encorajadores”, considerou a
comissária europeia responsável pela Justiça, Vera
Jourova.
“Estou confiante de que os Estados-Membros
vão prosseguir as reformas com determinação e empenho”, salientou.
O Painel de Avaliação da Justiça na UE é um
instrumento de informação que visa ajudar os Estadosmembros a melhorarem os seus sistemas judiciais,
fornecendo dados objectivos, fiáveis e comparáveis
sobre os seus sistemas judiciais civis, comerciais e
administrativos.
Anuncie em Sol Português, o jornal de Língua
Portuguesa de maior projecção no Canadá.
Tel: 416-538-1788 - E-mail: [email protected]
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
34
13 de Março de 2015
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
35
SOL PORTUGUÊS | PORTUGUESE SUN
36
13 de Março de 2015
Director António Perinú | Editora Alice Perinú | Tel. 416 538-1788
SUPLEMENTO
Desportivo do Jornal Sol Português
www.solnet.com | [email protected]
Ano XXVII | Edição 1169
Sexta-feira, 13 de Março de 2015
Paris Saint-Germain ‘tomba’
Chelsea de José Mourinho
O Paris Saint-Germain, que jogou perto de 90
minutos com menos um jogador em campo, afastou o
Chelsea de José Mourinho nos oitavos de final da Liga
dos Campeões de futebol, ao empatar 2-2 em Londres.
Nelson Évora campeão
europeu do triplo salto
O atleta português Nelson Évora, que no sábado
se sagrou campeão europeu do triplo salto, em Praga,
disse “estar com fome de saltos longos”, tendo em
vista a ascensão no `ranking´ mundial, após longa
paragem por lesão.
Pág.3
Benfica apurado para
as meias-finais da Taça
Challenge de voleibol
O Benfica qualificou-se para as meias-finais da
Taça Challenge de voleibol, ao vencer em casa dos
gregos do Ethnikos Alexandroupolis, por 3-2 (25-22,
25-23, 20-25, 26-28 e 15-11).
Depois de ter ganhado 3-0 em casa, os ‘encarnados’ precisaram de apenas um parcial para garantir a
presença nas meias-finais, acabando por vencer o
encontro ao fim de 2:06 horas.
Nas meias-finais, o Benfica vai jogar com o
vencedor da eliminatória entre os sérvios do Estrela
Vermelha de Belgrado e os italianos do Ravena.
Benfica procura imitar rival FC Porto
na recepção ao Sporting de Braga
O líder Benfica procura no sábado imitar o FC
Porto e impor-se ao
Sporting de Braga para ficar a salvo da aproximação
do rival portuense, que recebe o Arouca na 25.ª jornada da I Liga de futebol.
A equipa minhota,
quarta classificada, constitui-se como um dos adversários mais problemáticos
na recta final do campeonato, mas o registo dos ‘encarnados’ no seu estádio
abre-lhe boas perspectivas
para segurar a vantagem de
quatro pontos sobre o perseguidor FC Porto.
Em 11 jogos no Estádio da Luz, o Benfica venceu 10 e empatou apenas
um, frente ao Sporting, na
distante terceira jornada da
prova, e nem sequer sofre
golos no seu reduto desde a
quinta ronda, quando bateu
o Moreirense por 3-1.
Depois de ter ficado a
apenas um ponto do terceiro lugar do Sporting no início deste mês, o Braga –
que foi batido em casa pelo
FC Porto na jornada anterior, por 1-0 – pode deixar
Lisboa a sete pontos dos
‘leões’ e da última posição
que dá acesso ao ‘play-off’
da Liga dos Campeões.
A perspectiva história
é igualmente penalizadora
para os bracarenses, que, em
58 jogos no recinto benfiquista, perderam 45, empataram 12 e ganharam apenas
um, há mais de 60 anos, ainda que tenham sido os
‘arsenalistas’ a impor uma
das duas derrotas sofridas
pelo Benfica, na primeira
volta, por 2-1.
Foi
também
o
Sporting de Braga que eliminou o Benfica nos oitavos de final da Taça de Portugal, graças uma vitória no
estádio da Luz, por 1-0,
impedindo os ‘encarnados’
de repetir a conquista do
troféu na época passada.
O FC Porto, motivado
pela qualificação para os
quartos de final da Liga dos
Pág. 4
Liga dos Campeões em futebol:
FC Porto goleia ‘frágil’ Basileia e
volta aos ‘quartos’ da ‘Champions’
O FC Porto conquistou terça-feira, como anunciado, um lugar nos quartos de final da Liga dos
Campeões em futebol, seis anos depois, ao golear
no Dragão um ‘frágil’ Basileia por 4-0, na segunda
mão dos oitavos.
A formação comandada pelo espanhol Julen
Lopetegui foi muito superior ao conjunto de Paulo
Sousa, ainda mais do que na Suíça (1-1), num jogo
em que só tem a lamentar a lesão de Danilo e o
amarelo – com castigo - para Marcano.
Dois ‘enormes’ livres directos, primeiro com
classe, por Brahimi, aos 14 minutos, e depois em
força, por Casimiro, aos 56, foram os momentos
altos de uma noite em que Herrera também marcou,
aos 47, tal como Aboubakar, aos 76, ao melhor estilo
do lesionado Jackson Martinez, que substituiu.
Pela quinta vez desde 1996/97, o FC Porto
está nos ‘quartos’ da ‘Champions’ e pode continuar
a sonhar, depois de um trajecto, para já, imaculado:
sete vitórias e três empates, com 24 golos marcados
e apenas cinco sofridos.
O avançado camaronês Aboubakar foi a esperada novidade no ‘onze’ do FC Porto, em substituição do lesionado Jackson Martinez, enquanto o
Basileia apresentou Schär no ‘onze’, após cumprir
castigo na primeira mão, em vez de Suchý.
Com o ‘nulo’ do seu lado, após o 1-1 de
Basileia, os ‘azuis e brancos’ entraram algo na
expectativa, mas marcaram à primeira aceleração.
Lançado por Casemiro, Tello foi carregado à
entrada da área pelo sempre impetuoso Walter
Samuel e, aos 14 minutos, Brahimi inaugurou o
marcador, na transformação perfeita do respectivo
livre directo. Tomás Vaclik quase nem se mexeu.
Pág. 2
Benfica deseja erguer Taça Europeia
feminina de hóquei em patins
O Benfica estreia-se
este fim de semana na ‘final
four’ da Taça Europeia de
hóquei em patins feminino,
em Espanha, mentalizado
para o facto de que tudo o
que não seja trazer o ‘caneco’
é um mau resultado.
“Estou confiante de
que vamos fazer uma grande ‘final four’ e trazer o
‘caneco’ para Lisboa. Tudo
o que não seja trazer o
troféu é uma má prestação”,
admitiu à agência Lusa o
treinador da formação ‘encarnada’, o ex-internacional Paulo Almeida.
O treinador benfiquista alicerça o seu optimismo
no facto de a sua equipa,
bicampeão nacional, ter
vencido na última época as
quatro provas nacionais em
que participou sem derrotas e, a nível interno, estar
invicta há quase dois anos.
“Sabemos que vamos
para uma prova de estreia,
mas as minhas atletas já têm
alguma experiência por já
terem participado em campeonatos do mundo e da
europa e também já conhecerem as adversárias que
Pág. 4
SOL
PORTUGUÊS
| PORTUGUESE
SUN
SUPLEMENTO
- SOL
PORTUGUÊS
2
40
13 de Março de 2015
GOLO | GOAL
FC Porto goleia ‘frágil’ Basileia e volta aos ‘quartos’
da ‘Champions’
Continuação da pág. 1
As coisas corriam bem para os portistas, até que,
aos 18 minutos, Fabiano chocou com Danilo, numa saída
da área, e o lateral teve de sair de maca. Aos 22, entrou
Martins Indi, para a esquerda, e Alex Sandro rumou à
direita.
O FC Porto não ficou afectado pela alteração forçada e continuou a comandar o jogo. Voltou a criar
perigo por Aboubakar (33 e 35 minutos) e Tello (40),
enquanto o Basileia só ameaçou, verdadeiramente, num
remate de Gashi (44).
A segunda parte não podia ter começado melhor
para a formação de Lopetegui, com Herrera a marcar o
segundo logo aos 47 minutos, num remate colocado de
fora da área, sobre a esquerda, que entrou junto ao poste
esquerdo.
Do lado suíço, nem esboço de reacção e não demorou até que a vantagem aumentasse, no segundo livre
directo da noite: aos 56 minutos, Casemiro ‘trocou’ a
arte de Brahimi pela força e, ainda longe da baliza,
conseguiu um ‘golão’.
Com tudo mais do que decidido, o FC Porto passou
a ‘divertir-se’ e chegou, com naturalidade, à goleada,
aos 76 minutos, com um quarto golo de fora da área, obra
de Aboubakar, que colocou a bola no ângulo superior
esquerdo.
Até ao final, registo apenas para as entradas em
campo de Rúben Neves e Ricardo Quaresma e ainda para
o vermelho a Walter Samuel, por acumulação de amarelos, já nos descontos.
Declarações:
Julen Lopetegui (treinador do FC Porto): “Não
é fácil fazer o que fizemos hoje, é muito difícil. O FC
Porto qualificou-se brilhantemente para os oitavos de
final e agora para os quartos de final.
Temos uma equipa tremendamente jovem, muito
Treinador do Vitória de
Guimarães castigado com 10
dias de suspensão
O treinador do Vitória de Guimarães, Rui Vitória, foi suspenso por 10 dias na sequência da expulsão
frente ao Boavista, em jogo da 24.ª jornada da I Liga
de futebol, segundo o mapa de castigos divulgado
terça-feira.
De acordo com o mapa de castigos aplicados
pela secção profissional do Conselho de Disciplina
da Federação Portuguesa de Futebol, Rui Vitória foi
suspenso por 10 dias na sequência da expulsão durante o encontro com o Boavista, que os vimaranenses
perderam por 3-1 e terminaram o encontro reduzidos
a oito jogadores por expulsão de Nii Plange, Bernard
e Sami, todos castigados com um jogo.
Mapa de castigos após a 24.ª jornada:
I Liga:
- 1 jogo:
Pedro Queirós (Vitória de Setúbal)
Ebinho (Marítimo)
Pedro Ribeiro (Penafiel)
Dani (Penafiel)
William Carvalho (Sporting)
Tobias Figueiredo (Sporting)
João Aurélio (Nacional)
Nelsinho (Arouca)
Hugo Basto (Arouca)
Talisca (Benfica)
Nii Plange (Vitória de Guimarães)
Bernard (Vitória de Guimarães)
Sami (Vitória de Guimarães)
Ruben Ribeiro (Gil Vicente)
ambiciosa. Isto é mérito absoluto dos jogadores. Estou
muito orgulhoso pelo trabalho que temos feito, desde o
dia 3 de Julho. Querem sempre aprender, crescer. Merecem isto, estou muito contente.
Tentámos fazer o habitual, jogar ao ataque, pressionando o adversário no seu meio campo, sem pensar no
resultado da primeira mão. E fizemo-lo frente a uma
grande equipa.
Foi decisivo o golo no início da segunda parte
(Herrera apontou o segundo golo do FC Porto, aos 47
minutos).
Não pensamos em nenhum adversário (para os
quartos de final). Hoje, é um dia para estar contente. A
equipa terá a mesma ambição, a mesma ilusão. Quer
continuar a fazer bem as coisas.
Os quatro golos são mérito da equipa. Estamos
orgulhosos, como deve estar Portugal, por ter uma equipa entre os oito melhores da Europa. E conseguimo-lo
com brilho, com uma equipa jovem e sem alguns jogadores habituais. Entraram outros e cumpriram.
A equipa tem que chegar inteira a todas as competições e os jogadores têm que treinar como animais. Os
jogadores são humildes, sabendo que nunca jogaram na
‘Champions’, como o treinador. Têm, todos, muita vontade de continuar a crescer.
Estamos aqui para tentar fazer frente a cada objectivo, com a máxima ambição, depois de uma trajectória
maravilhosa, dura.
(Danilo ?) Foi um susto muito grande, muito dramático. Aparentemente, recuperou a consciência a caminho do hospital. Fez exames e está tudo bem. A ele,
queremos dedicar o triunfo, pois é um jogador muito
importante para nós.”
Paulo Sousa (treinador do Basileia): “Estou desapontado pelo resultado, mas orgulhoso pela campanha
que fizemos esta época nesta competição.
Defrontámos uma equipa que nos criaram muitas
dificuldades e reconhecemos que foram melhores nos
dois jogos. São melhores do que nós, mas também não
tivemos ao nosso melhor.
Não conseguimos estar próximos do nosso máximo
nos dois jogos, individual e colectivamente, como nos
apresentámos em Outubro, Novembro e Dezembro. Se
isso tivesse acontecido, a diferença tinha sido menor.
Os jogadores estão desapontados, pois ninguém
gosta de perder. Tínhamos a nossa ilusão, alicerçada no
que tínhamos feito no sábado, mas reconhecemos a superioridade do FC Porto.
Desejo as melhores felicidades ao FC Porto para o
resto da prova e também as melhoras rápidas do Danilo.
São equipas diferentes, com padrões diferentes e
jogadores diferentes. O nível do FC Porto é elevadíssimo,
individual e colectivamente.
Tivemos um ascendente no final da primeira parte
e, se tivéssemos marcado, podíamos ter conseguido fazer
algo melhor na segunda parte, mas isso não aconteceu.
Agora, temos de nos concentrar no campeonato,
para que no próximo ano possamos voltar a competir
contra os melhores.”
Evandro (jogador do FC Porto): “Foi uma noite
muito especial para o FC Porto e acredito que contribuí
para que isso acontecesse.
Acredito que temos capacidade de passar mais esta
fase. E o que nos motiva mais é que estamos cada vez
melhor e isso dá-nos muita confiança.
Agora que estamos nos quartos de final o nosso
objectivo é passar à fase seguinte.
Para o campeonato, temos que continuar a pressionar o nosso rival e para os jogos que faltam só pensamos
em ganhar.
O que me deixa muito satisfeito é saber que todo o
esforço que eu tive nos treinos está a ser recompensado
agora.”
Marcano (jogador do FC Porto): “Estamos muito
satisfeitos. Ganhar por 4-0 nos oitavos de final é um
feito.
Para mim o amarelo que vi foi injusto. Uma jogada
em que Tello não atirou a bola fora, dois jogadores do
Basileia foram protestar, eu estava lá no meio e não
percebi o porquê de ver o amarelo.
Acredito que este é um dos nossos melhores momentos.
O FC Porto tem muita competitividade em todas as
posições. Há jogadores que não costumam ser titulares e
que hoje deram uma óptima resposta.”
Casemiro (jogador do FC Porto): “Sempre que
entro dentro de campo, independentemente do tempo que
lá esteja, deixo sempre a minha alma e a máxima vontade
dentro de campo.
Tenho trabalhado para fazer golos assim e hoje saiu
um lindo golo. Foi um dos melhores golos da minha
carreira.”
Diferenças de orçamento para
Benfica e FC Porto “não
impedem sucesso” do Sporting
A
direcção
do
Sporting acredita que a diferença orçamental entre a
sua SAD e as dos rivais
Benfica e FC Porto “não
pode ser impeditiva do sucesso”, sendo que o projecto liderado por Bruno de
Carvalho “leva o seu tempo”.
Num encontro com
jornalistas, a direcção do
clube leonino, que daqui a
duas semanas cumprirá dois
anos de mandato, classificou o trajecto positivo,
principalmente quando
comparado com o que existia antes de tomar posse.
Fonte da direcção
afirmou
que
a
reestruturação financeira
encontrada há dois anos
teve de ser rasgada por ter
“pressupostos errados” e
começaram do zero.
“Chegámos e encontrámos uma reestruturação
financeira que estava em
cima da mesa que estava
toda errada”, referiu fonte
oficial da direcção.
O Sporting, que no
primeiro semestre deste
ano, fechado em Dezembro,
obteve um lucro de 23,7
milhões de euros, está actualmente “com a sustentabilidade garantida”, sendo que o clube está agora a
colmatar lacunas em vários
sectores de forma a “tornar-se mais profissional”.
Antes da entrada da
direcção de Bruno de Carvalho, “a organização do
Sporting era absolutamente caótica”, adiantou a fonte, acrescentando que os ‘leões’ passaram “a ser um clube normal, apetecível e que
os fornecedores respeitam”.
No fundo, segundo os
dirigentes do clube leonino,
“o Sporting passou a ter um
equilíbrio
financeiro,
desportivo e emocional”,
sem que existam “pessoas a
reclamar créditos, com muitos problemas e muitas angústias” ou ordenados em
atraso.
“Quando chegámos,
os jogadores estavam com
mais de dois meses de ordenados em atraso e poderiam ter saído, poderia ter
havido uma debandada geral”, frisou a mesma fonte.
Assim, o projecto “é
uma aposta para continuar”,
já que o Sporting tem “a
capacidade de tentar antecipar jovens talentos pelo
mundo todo, não só na sua
formação”, até porque a
“reestruturação teve um
princípio, um meio e um fim
e acabou quando foi assinada. Tudo o resto chama-se
execução”.
Segundo os dirigentes
Sporting, “a reestruturação
operacional e financeira, a
melhoria do desempenho
desportivo e o aumento das
receitas”, que quase duplicou para cerca de 33 mi-
lhões de euros, “permitiu a
recuperação financeira da
SAD, apresentando capitais
próprios positivos e um resultado superior a 20 milhões de euros” no primeiro semestre deste ano
desportivo.
Relativamente ao saldo de aquisições e vendas
de passes de jogadores, o
Sporting refere que, no primeiro semestre, este valor
atingiu um montante positivo de 16,7 milhões de
euros, com vendas de 25
milhões de euros e compras
de 8,3 milhões de euros.
Danilo foi observado no hospital
e não tem lesão grave
O FC Porto informou terça-feira que o defesadireito brasileiro Danilo não tem qualquer lesão grave,
tendo já feito um exame que não revelou qualquer sequela, mas continuará a ser observado.
Danilo lesionou-se após o choque com o companheiro de equipa Fabiano, aos 18 minutos da partida
entre os ‘dragões’ e o Basileia, dos oitavos de final da
Liga dos Campeões, que o FC Porto venceu por 4-0 e
seguiu em frente na prova.
O jogador brasileiro foi conduzido ao hospital depois de abandonar o Estádio do Dragão de ambulância,
saindo do relvado numa maca com colete cervical.
13 de Março de 2015
SOL PORTUGUÊS
| PORTUGUESE
SUN
SUPLEMENTO
- SOL PORTUGUÊS
Nelson Évora com “fome de saltos longos”
após conquistar europeu de triplo salto
O atleta português
Nelson Évora, que no sábado se sagrou campeão
europeu do triplo salto, em
Praga, disse segunda-feira
“estar com fome de saltos
longos”, tendo em vista a
ascensão no `ranking´ mundial, após longa paragem
por lesão.
“Faltam-me saltos.
Tenho fome de saltos longos para subir no ‘ranking’
mundial e para ficar na história do triplo salto”, afirmou o novo campeão europeu de triplo salto em pista
coberta na chegada ao aeroporto de Lisboa.
Aos 30 anos e sem
conquistar uma grande medalha desde 2009, Nelson
Évora está de novo em
grande e, com a marca de
17,21 metros, triunfou no
campeonato europeu reali-
zado em Praga.
O atleta falou das
grandes dificuldades que
teve para superar as lesões e
voltar ao alto nível, garantindo, no entanto, que está
totalmente recuperado e preparado para lutar por novos
desafios.
“Não têm noção do que
eu passei. Só quem lá esteNeste regresso às
ve, e eu, é que tem a perfei- ‘grandes’ vitórias, o exta noção do que aconteceu. campeão olímpico (Pequim,
Agora está ultrapassado e em 2008) e mundial (Osaca, 2007) disse ainda que,
depois de passar por tantas
dificuldades físicas, esta
medalha acaba por ter um
sabor especial, destacando
o papel de família, amigos
e médicos na sua recuperação física e mental.
“Desanimei muitas
vezes, mas desistir nunca
pensei, mas também tive o
apoio da família, amigos e
principalmente da equipa
médica que me acompanhou, com quem passei
muitas horas, do meu
finamente consigo mostrar f i s i o t e r a p e u t a , R i c a r d o
que estou totalmente recu- Paulino, que sempre teve
perado, estou bem, e pron- comigo e me motivou nos
to para lutar nas próximas dias mais complicados e é
grandes competições pelos também a ele que dedico
principais lugares”, disse. esta vitória”, concluiu.
Paris Saint-Germain ‘tomba´ Chelsea
de José Mourinho
O
Paris
SaintGermain, que jogou perto de
90 minutos com menos um
jogador em campo, afastou
quarta-feira o Chelsea de
José Mourinho nos oitavos
de final da Liga dos Campeões de futebol, ao empatar 2-2 em Londres.
A equipa parisiense,
que ficou privada do internacional sueco Zlatan
Ibrahimovic, expulso logo
aos 34 minutos, viu-se em
desvantagem aos 81, com
um golo de Cahill, mas ainda teve forças para responder e forçar o prolongamento, quando David Luiz, exBenfica, restabeleceu a
igualdade, aos 86.
O encontro foi para
prolongamento e a eliminatória voltou a estar bem
encaminhada para a equipa
Pacense Rafael
Amorin fez entorse
no joelho esquerdo
e pára de quatro a
seis semanas
O defesa do Paços de
Ferreira Rafael Amorin viu
confirmada a entorse no
joelho esquerdo, após a realização de uma ressonância magnética, confirmou
à Lusa o director de comunicação do clube da I Liga
de futebol.
“A ressonância realizada terça-feira pelo Rafael
Amorin confirmou a entorse no joelho esquerdo, após
um choque no jogo da Madeira, com o Marítimo (derrota por 2-1)”, disse Paulo
Gonçalves.
O tempo de paragem
estimado nestes casos varia
entre as quatro e as seis semanas, limitando o plantel às ordens de Paulo Fonseca a dois
centrais de raiz, Ricardo e
Fábio Cardoso, face à
indisponibilidade de Ricardo
Ferreira, também por lesão.
de Mourinho aos 96 minutos, quando o belga Hazard
converteu uma grande penalidade e recolocou o
Chelsea na frente.
A equipa gaulesa voltou a reagir e, aos 114 minutos, outro internacional brasileiro repôs o empate no
jogo, mas desta feita com
vantagem nos golos fora para
o Paris Saint-Germain, que
assim se vingou da eliminação nos quartos de final da
edição passada da prova.
No outro encontro disputado neste dia, o Bayern
Munique impôs-se como
esperado e venceu por 7-0 o
Shakhtar Donetsk, aplicando a maior goleada de sempre
em
competições
europeias aos ucranianos.
Depois de uma igualdade sem golos na primeira
mão, a equipa do espanhol
Pep Guardiola era claramente favorita e cedo viu definida a história da eliminatória, quando Tomas Muller,
aos quatro minutos, adiantou
os bávaros na conversão de
uma grande penalidade, num
lance em que os ucranianos
ainda ficaram privados de
Kucher, expulso.
Depois, foi o avolumar
do resultado por parte dos
germânicos, que, além de
seguirem em frente na Europa, lideram destacados o seu
campeonato: Boateng (34),
Ribery (49), Muller (52),
Badstuber (63), Lewandowski
(75) e Gotze (87) anotaram os
restantes tentos.
Na terça-feira, o FC
Porto já se tinha apurado
para os quartos de final, ao
receber e golear os suíços
do Basileia por 4-0.
O FC Porto chegou ao
intervalo a vencer já por 1-0,
com um tento de Brahimi, aos
14 minutos, tendo a goleada
sobre a equipa de Paulo Sousa
sido consumada na etapa complementar, com tentos de
Herrera (47), Casemiro (56)
e Aboubakar (76).
Além dos ‘dragões´,
também seguiu em frente o
Real Madrid, que teve em
campo Pepe, Fábio Coentrão
e Cristiano Ronaldo, autor de
mais dois tentos, mas os
madrilenos não se livraram
de um grande susto, perdendo por 4-3 com o Schalke 04,
numa eliminatória em que
valeu o 2-0 trazido da primeira mão da Alemanha.
GOLO | GOAL
3
41
Mais um caso de ameaça
a árbitros nos distritais
de futebol de Viseu
O responsável do Núcleo de Árbitros de Viseu,
Bruno Pereira, confirmou terça-feira à agência Lusa
que mais um ‘juiz’ foi ameaçado nos campeonatos
distritais de futebol, desta feita no jogo entre o
Arguedeira e o Nespereira.
O incidente ocorreu no domingo, naquele jogo
da I Divisão Distrital da Associação de Futebol de
Viseu, Zona Norte, no Estádio Municipal de Tarouca.
Segundo Bruno Pereira, um espectador terá ameaçado um dos elementos da equipa de arbitragem,
liderada por António Ferreira, com o recurso a uma
réplica de uma arma de fogo, sem que, na ocasião, o
árbitro auxiliar se tivesse apercebido que seria uma
imitação.
O incidente obrigou a que o jogo estivesse interrompido durante alguns minutos, mas viria a ser depois retomado, após a intervenção da GNR de Tarouca,
chamada ao local, já que se tratava de um jogo onde a
segurança era assegurada por Auxiliares de Recintos
Desportivos destacados pelo clube da casa, o
Arguedeira.
Para Bruno Pereira, este episódio será mais um
a merecer a atenção da recém constituída comissão de
análise aos jogos das competições distritais de futebol,
em Viseu, criada como forma de prevenir eventuais episódios de insegurança nos campos de futebol do distrito.
A comissão, que tem a competência de decidir
sobre jogos onde passará a ser obrigatório o recurso a
policiamento pelas forças de segurança, reúne
quinzenalmente e avalia o grau de risco dos jogos.
No entanto, Bruno Pereira prefere não fazer
deste caso mais um argumento na defesa do policiamento obrigatório em todos os jogos das competições
distritais em Viseu, considerando que “é necessária
serenidade e enquadrar todos os episódios no seu
respectivo contexto”.
O mesmo responsável adiantou que “depende
agora do que o árbitro venha a escrever no relatório
sobre o incidente e caberá depois à associação tomar
as medidas necessárias”.
SOL
PORTUGUÊS
| PORTUGUESE
SUPLEMENTO
- SOL
PORTUGUÊS SUN
42
4
GOLO | GOAL
Empates dos quatro
primeiros mantém
tudo na mesma na II
Liga de futebol
Os quatro primeiros somaram quarta-feira empates na II Liga portuguesa de futebol e deixaram na
mesma a luta pela promoção ao primeiro escalão, com
o Desportivo das Chaves a manter-se na liderança,
após a 33.ª jornada.
Os flavienses poderiam ter aumentado a vantagem para a concorrência, mas acabaram por permitir
ao Oriental, num tranquilo 15.º lugar, empatar o jogo
aos 87 minutos, por Mauro, depois de João Vieira ter
colocado os transmontanos em vantagem.
Com os resultados da 33.ª ronda, o Chaves, que
somou o 10.º encontro sem derrotas, mantém os dois
pontos de avanço sobre o Freamunde e o Tondela e
seis sobre o União da Madeira, formações que empataram igualmente os seus compromissos.
O Freamunde, que não vence há três rondas, e o
União da Madeira, sem perder há seis encontros,
anularam-se, numa ronda em que houve sete empates
em 12 encontros.
Tal como o Desportivo de Chaves, também o
Tondela deixou fugir os três pontos nos instantes
finais, depois de ter dado a volta ao marcador frente ao
Sporting de Covilhã, quinto classificado, a cinco pontos dos viseenses.
Bilel deu vantagem aos serranos, aos 19 minutos,
mas André Carvalhas (36) e Renato Santos (46) colocaram o Tondela em vantagem, antes de Traquina empatar,
aos 90+3, na marcação de uma grande penalidade.
Em igualdade com o Covilhã no quinto posto
estão agora outras três equipas, Benfica B, Sporting B
e Oliveirense, que acaba por ser a grande derrotada da
jornada, depois de perder em casa do Sporting de
Braga B, 19.º classificado, por 1-0.
O angolano Dolly Menga marcou aos 79 minutos
o golo da vitória dos bracarenses, frente a uma
Oliveirense que nas últimas sete jornadas só conseguiu vencer por uma vez.
Além do conjunto de Oliveira de Azeméis, entre
os primeiros classificados só o Benfica B perdeu, ao
ser derrotado pelo Feirense, que subiu ao nono lugar,
a um ponto dos ‘encarnados’, graças a um golo de
Cafú, aos 21 minutos.
O Sporting B também cedeu um empate em casa
do ‘lanterna vermelha’ Trofense, que continua a sete
pontos da zona de manutenção.
Na luta pela permanência, o grande vencedor da
ronda acabou por ser o Braga B, pois foi o único dos
sete últimos a vencer, com os restantes a somarem
empates.
O Atlético, 23.º e penúltimo, e o Marítimo B,
22.º, empataram em Alcântara a dois golos, enquanto
o Olhanense, 20.º e primeiro acima da ‘linha de água’,
registou um resultado igual frente ao FC Porto B, 11.º
posicionado.
Com uma igualdade a um golo, o Desportivo das
Aves e o Santa Clara mantiveram os 18.º e 20.º lugares, respectivamente.
Fejsa volta a jogar após
11 meses de paragem
O futebolista sérvio Ljubomir Fejsa, do Benfica,
regressou quarta-feira à competição, após 11 meses de
paragem devido a uma lesão no joelho direito.
O médio defensivo ‘encarnado’, operado em Maio
ao ligamento cruzado anterior do joelho, entrou como
titular na equipa B do Benfica, na recepção ao Feirense,
no Seixal, em jogo da 33.ª jornada da II Liga portuguesa de futebol, que teve início às 17:00.
Fejsa não jogava desde 10 de Abril de 2014, dia
em que foi titular frente aos holandeses do AZ Alkmaar,
no Estádio da Luz, na segunda mão dos quartos de
final da Liga Europa, antes de ser substituído por Enzo
Pérez, aos 64 minutos.
Ausente dos relvados desde então, Fejsa foi operado em Maio e perdeu a fase final da época 2013/14,
mas o período de recuperação prolongou-se mais do
que o esperado e o sérvio falhou a primeira parte da
presente temporada, sendo inscrito na Liga somente
em Janeiro.
Fejsa, de 26 anos, chegou ao Benfica no Verão
de 2013, proveniente do Olympiacos, da Grécia. Antes, passou pelo Hajduk Kula, clube em que iniciou a
carreira, e no Partizian de Belgrado, ao serviço do
qual sofreu uma rotutra do mesmo ligamento em Julho
de 2010, o que motivou uma paragem de 10 meses.
13 de Março de 2015
Benfica procura imitar rival FC Porto
na recepção ao Sporting de Braga
Continuação da pág. 1
Campeões, obtida na terçafeira com uma goleada por
4-0 sobre o Basileia, tem
uma tarefa bem mais acessível, quando receber no
domingo o ‘aflito’ Arouca,
15º classificado, que goleou
na primeira volta por 5-0.
Os ‘azuis e brancos’
estão a atravessar o momento mais brilhante da temporada, tendo vencido os últimos seis jogos que disputaram na Liga – a sua melhor
série -, mas continuarão privados de Jackson Martínez,
melhor marcador destacado da prova, com 17 golos.
O confronto com o
Basileia produziu outra baixa de vulto, o defesa brasileiro Danilo, que sofreu
uma micro fractura no nariz no jogo com os suíços,
em consequência de um violento choque com o guar-
da-redes Fabiano, tendo,
inclusive, passado a noite
no hospital em observação.
O Arouca, que está
apenas um ponto acima da
zona de despromoção, também se debate com algumas
ausências, em particular
Hugo Basto e Nelsinho,
suspensos na sequência da
partida com o Benfica, que
chegou ao intervalo a vencer, mas acabou por perder
por 3-1.
O Sporting, mais confortável no terceiro lugar,
depois da vitória tangencial
(3-2) sobre o ‘lanterna-vermelha’ Penafiel, visita no
domingo o Marítimo, privado do defesa Tobias
Figueiredo e do médio
William Carvalho, ambos
devido a suspensão.
O Vitória de Guimarães, quinto colocado, pode
dar mais um passo firme
para a conquista de uma
vaga na Liga Europa da próxima época ao receber o
Vitória de Setúbal, 16.º e
antepenúltimo, ainda que
ambas as equipas tenham
vencido apenas um dos últimos sete jogos.
Na ‘cauda’ da tabela,
Penafiel e Gil Vicente, os
dois últimos classificados,
jogam mais uma cartada
importante na luta pela manutenção, frente aos ‘tran-
quilos’ Rio Ave e
Moreirense, respectivamente, sob o olhar atento
da Académica, que recebe
o Nacional.
O Belenenses, sexto
posicionado e ainda a sonhar com a possibilidade de
ultrapassar o Guimarães,
joga em casa com EstorilPraia, numa 25.ª jornada
que arranca na sexta-feira,
com o embate entre o Paços
de Ferreira e o Boavista.
Programa da 25.ª jornada da I Liga:
- Sexta-feira, 13 Mar:
Paços de Ferreira - Boavista, 20:30 (Sport TV)
- Sábado, 14 Mar:
Benfica - Sporting de Braga, 17:00 (BTV)
Vitória de Guimarães - Vitória de Setúbal, 19:00 (Sport TV)
Belenenses - Estoril-Praia, 21:00 (Sport TV)
- Domingo, 15 Mar:
Académica - Nacional, 16:00
Gil Vicente - Moreirense, 16:00
Penafiel - Rio Ave, 16:00
Marítimo - Sporting, 17:00 (Sport TV)
FC Porto - Arouca, 19:15 (Sport TV)
Sporting critica Benfica e FC Porto por
negociarem unilateralmente patrocínios
O Sporting ainda não
tomou uma decisão sobre
as várias propostas que recebeu para patrocinar as
camisolas do clube para a
próxima época e critica o
Benfica e o FC Porto por
negociarem unilateralmente
os patrocínios.
“Os nossos rivais resolveram negociar individualmente os patrocínios.
Essa atitude vai fazer com
que os valores desçam para
todos e não tem a ver com
os resultados desportivos,
mas com a péssima imagem
que damos enquanto negócio”, disse quarta-feira uma
fonte da direcção do
Sporting durante um encontro promovido com os jornalistas em Alvalade.
O Sporting tem várias
propostas para substituir a
PT, que vai deixar de patrocinar as camisolas da
equipa no final da época,
mas os seus dirigentes asseguram que ainda não foi
tomada qualquer decisão.
Questionada sobre
qual o valor justo de uma
proposta de patrocínio, a
mesma fonte considerou
que aquele “depende sempre do que os interessados
estão dispostos a dar”, sendo que o preço “não decorre apenas do desempenho
desportivo, mas também do
número de adeptos, da influência do clube e da sua
presença no mundo”.
Quanto ao ‘naming´
do estádio, existem também
várias propostas, mas não
foram consideradas “satisfatórias”, além de que a decisão definitiva “terá de ser
aprovada em AssembleiaGeral depois do trabalho de
prospecção que está a ser
feito a nível mundial”.
Outro tema importante tem a ver com a centralização
dos
direitos
televisivos a partir de 2018,
que conta com o apoio do
Sporting: “Somos a favor e
defendemos o modelo italiano, com algumas adaptações às especificidades do
futebol português, como um
caminho a seguir até adoptarmos o modelo inglês.
Temos é de evitar seguir o
exemplo de Espanha, onde
os direitos televisivos es-
tão centralizados em dois
clubes”.
A mesma fonte manifestou-se contra a ideia de
os jogos serem transmitidos nos canais dos próprios
clubes, como já acontece
com o Benfica, por entender que não é um bom negócio, “por mais cosmética
que alguns fazem para demonstrar o contrário”.
“Basta olhar para os
outros canais dos grandes
clubes do mundo e ver que
nenhum deles passa os jogos. Não somos nós que
vamos descobrir a pólvora.
Não é bom negócio. Não
acredito que este seja um
modelo transparente para o
futebol”, concluiu a fonte
da direcção do Sporting.
Benfica deseja erguer Taça Europeia
feminina de hóquei em patins
Continuação da pág.1
vão defrontar”, justificou
Paulo Almeida.
O treinador foi conciso e objectivo na formulação do desejo de erguer o
troféu, até porque, afirma,
ser optimista é uma característica sua, quer enquanto
pessoa quer enquanto atleta.
“Para mim só há um
resultado, que é o primeiro.
O segundo, é o primeiro dos
últimos. Quem joga numa
instituição com a grandeza
do Benfica só pode pensar
em títulos, aliás, elas sabem isso”, justificou o treinador.
O Benfica chega à ‘final four’ após eliminar, com
um ‘golo de ouro’ de Marlene Sousa nos quartos de
final, a formação espanhola do Voltregá, que já ergueu por três vezes a Taça
Europeia, nas edições de
2012/13, 2010/11 e 2007/
08.
O facto de a ‘final
four’ decorrer em Espanha
– único país que ergueu o
troféu em oito edições -, e
com o Manleu, adversário
do Benfica nas meias-finais, a jogar em casa, pode
ter aspectos positivos e negativos.
“Acredito plenamente na minha equipa e só me
preocupo com a minha equipa. Sabemos que vamos jogar em Espanha, no pavilhão do Manleu, que vai
jogar em casa, mas isso, às
vezes, também funciona ao
contrário e coloca mais
pressão no anfitrião”, disse.
Paulo Almeida acredita que se a sua equipa
souber fazer as coisas que
tem feito até hoje, com as
indicações que lhe der, e o
Manleu irá ser analisado até
algumas horas antes do
jogo, está convicto que tem
50 por cento de hipóteses
de chegar à final.
“Vamos analisar os
pontos fortes do Manleu,
através do visionamento de
vídeos de jogos, como eles
também devem estar a analisar os nossos. Hoje em dia
já não há segredos”, explicou Paulo Almeida.
A formação ‘encarnada’ disputa o acesso à final
frente ao Manleu pelas
20:00 de sábado (19:00 em
Lisboa). O outro encontro
das meias-finais opõe as
francesas do US Coutras às
alemãs do ERG Inserlohn,
às 17:30 (16:30 em Lisboa).
O Benfica, que após
uma pré-inscrição não confirmada na época de 2013/
14, por ter entendido não
estarem reunidas as condições necessárias, segue na
Taça Europeia as pisadas
de Os Lobinhos, Nafarros,
HC Marco, HC Mealhadas,
Fundação Nortecoope, CD
Nortecoope e CSP Alfena.
Anfitrião, por duas
vezes, em 2011/12, em
Almargem do Bispo, e
2007/08, na Mealhada, Portugal obteve como melhor
resultado um segundo lugar
pela
Fundação
Nortecoope, na final perdida para as espanholas do
Voltregá, por 2-1.
- Programa:
Sábado (14 Mar)
Meias-finais
US Coutras, Fra ERG Inserlohn, Ale, às
17:30.
Benfica, Por –
Manleu, Esp, às 20:00.
Domingo (15 Mar)
Final, às 12:00.

Documentos relacionados

Tudo o que tiver de ser feito deve ser feito em cinco

Tudo o que tiver de ser feito deve ser feito em cinco Corpo Redactorial: Alexandra Faria, Alexandre Sousa, Alfredo Ponte, Alice Perinú, António Cardoso, António Justo, António Perinú, Carlos Valente, Dina Oliveira, Prof. Dinis Borges, Eduardo Bettenco...

Leia mais