intervenção – material

Сomentários

Transcrição

intervenção – material
CURIOSIDADES DA ÁFRICA
A África é um continente de grande
diversidade cultural que se vê fortemente
ligada à cultura brasileira.
Os africanos prezam muito a moral e acreditam
até que esta é bem semelhante à religião.
Acreditam também que o homem precisa
respeitar a natureza, a vida e os outros homens
para que não sejam punidos pelos espíritos com
secas, enchentes, doenças, pestes, morte etc.
• Não utilizavam textos e nem imagens
para se basearem, mas fazem seus ritos a
partir do conhecimento repassado
através de gerações antigas.
• Seus ritos são realizados em locais
determinados com orações comunitárias,
danças e cantos que podem ser divididos
em: momentos importantes da vida,
integração dos seres vivos e para a
passagem da vida para a morte.
Meninas de Guiné Bissal
Meninos da tribo Mursi
Meninas da tribo Mursi
Tribo Zulu
Nyangatom
Comida
• Como todo país, a África do Sul também apresenta
uma culinária própria, tendo como base de seu
cardápio as carnes vermelhas, além das comidas
exóticas.
• Num evento social de nome braai, pode-se comer
carnes grelhadas, mas estas nunca são preparadas
por mulheres. Os homens juntam-se em volta dos
braseiros e as mulheres ficam responsáveis por
preparar as saladas e as sobremesas.
• Como comidas exóticas, comem grilos fritos, mas
hoje em dia a culinária da África do Sul é reconhecida
pela sua singularidade e sabor, copiada em muitos
países do mundo.
• Com as influências de várias culturas, a culinária sulafricana se tornou um verdadeiro caldeirão de ideias
e sabores. Suas receitas variam entre carnes, pães,
doces, tortas, linguiças, espetos e arroz colorido.
• A culinária da África do Sul recebeu fortes influências
das culturas indígenas, mais especificamente das
tribos Khoisan, Xhosa e Sotho. O doce de nome
koeksisters é tradicional no país, sendo de origem
desses povos, muito servido como sobremesa; é de
aparência simples, comumente servido em eventos
informais, pode ser encontrado facilmente.
• A comida sul-africana também recebeu, na época
colonial, influências das comidas britânicas, através
dos escravos que trabalharam para famílias inglesas.
• Os escravos, privados de sua liberdade, tiveram que
adaptar suas receitas étnicas africanas aos
ingredientes que dispunham, incluindo-os na forma
de preparar os alimentos.
• O país recebeu influências da culinária árabe, na
época da idade média, esses costumes também
foram levados através dos escravos, que levaram
várias receitas com eles.
Sua influência na formação do povo
brasileiro é vista até os dias atuais. Apesar
do primeiro contato africano com os
brasileiros não ter sido satisfatório, esses
transmitiram vários costumes como:
A capoeira, que foi criada logo após a chegada
ao Brasil na época da escravização como luta
defensiva, já que não tinham acesso a armas de
fogo.
O candomblé, que também marca sua presença
no Brasil, principalmente no território baiano
onde os escravos antigamente eram
desembarcados.
A culinária recebeu grandes novidades africanas,
como o leite de coco, óleo de palmeira, azeite
de dendê.
Música
Estilos musicais brasileiros de origem
africana
•
•
•
•
•
•
MPB
Afoxé
Samba Reggae
Axé
Gafieira / Dança de Salão / Samba Pagode
Samba
A música sul-africana apresenta tanto a forma
popular como a folclórica. Muitas músicas não
apresentam os ritmos marcantes de seu país,
pois são adaptadas aos estilos europeus e
divulgadas em inglês, uma das línguas faladas no
país.
Porém, alguns grupos musicais preferem manter
os ritmos do país, bem como a língua de sua
cultura, o africanês, essas também começaram a
fazer sucesso pelo mundo.
A cantora Brenda Fassie é um exemplo disso,
através da música “weekend special” (fim de
semana especial) de repercussão mundial.
Dança
A tradição das danças estão diretamente ligadas
ao teatro, às misturas de sons e aos próprios
movimentos. Danças que apresentam lutas
pessoais, que contam a tradição dos
mineradores, os ritmos tribais, etc.
Dança da tribo Zulu
Esportes
• O povo sul-africano é muito esportista e, tanto os
homens como as mulheres, praticam esportes de
várias categorias, sendo que internacionalmente são
mais reconhecidos nas práticas do atletismo, futebol,
rugby, críquete, golfe, surf e natação.
• Após trinta e dois anos impedido de participar dos
jogos olímpicos em razão do racismo, o país pôde
retornar às olimpíadas em 1992.
• Em Barcelona aconteceram dois marcos históricos.
Duas atletas quebraram o gelo do preconceito,
mostrando ao mundo que a igualdade existe. Derartu
Tulu, atleta negra, da Etiópia, disputou a maratona
dos dez mil metros, vencendo Elana Meyer, sulafricana, numa belíssima vitória que só aconteceu ao
final da prova. Foi a primeira mulher negra a receber
um prêmio olímpico, após a vitória as duas se
abraçaram, fazendo juntas a volta olímpica,
quebrando o preconceito racial diante dos olhos do
mundo.
Derartu Tulu atleta negra da Etiópia e Elana
Meyer sul-africana