Nº 68 - ano 13 - ASSIST-Associação dos Servidores Municipais

Сomentários

Transcrição

Nº 68 - ano 13 - ASSIST-Associação dos Servidores Municipais
68
An o 1
3 - Ed
Associação dos Servidores Municipais, Estaduais e Federais do Rio de Janeiro
Rua Senador Dantas, 117/ Loja H - Centro - Rio de Janeiro/ RJ - 20031-911
Quem são os jovens
da Geração Z?
Eles nasceram em meio ao “boom” tecnológico
dos supercomputadores, dos celulares e das redes sociais.
Essa garotada vive conectada e sofre forte influência
do mundo moderno. Mas até que ponto esse
bombardeio de informação pode ser benéfico?
Oi, como vai você?
E
nfim, já estamos no meio do ano. Alguns diriam que passou rápido.
Outros, nem tanto. Mas o fato é que a contagem do tempo está cada vez
mais subjetiva. O reflexo desse processo está na sociedade moderna,
que retém cada vez mais informação num período menor de tempo. Tudo está
mais rápido, ágil e interligado. Crianças e jovens contemporâneos a esses dias
absorvem toda essa atmosfera e se transformam em indivíduos cada vez mais
“plugados”. Especialistas em educação chamam essa moçada de “Geração 2.0”
ou “Geração Z”. Veja mais detalhes na nossa matéria de capa e entenda os
efeitos dessa nova onda.
A vida agitada e corrida não só trouxe benefícios à humanidade. Ela tem
servido de gatilho para doenças silenciosas, a exemplo da hipertensão,
conforme abordamos em uma das matérias dessa edição. Problemas cardíacos
também ganharam destaque, muito em conta pelo Dia Nacional de Controle
do Colesterol, que é lembrado todos os anos em 8 de agosto. Fique de olho
nas dicas que publicamos e não se esqueça de manter uma vida saudável.
E por falar em vida saudável, preparamos uma matéria que informa todas as
vantagens de permanecer ativo na terceira idade, através da boa alimentação
e da prática de exercício regular. Vale a pena conferir. Quem sabe sirva de
incentivo para começar a se movimentar. Afinal, nunca é tarde para fazer
exercício físico.
Há tempos que os médicos afirmam que uma taça de vinho tinto por dia faz
bem ao coração. Mas beber o líquido precioso do deus Baco sem a companhia
do tradicional queijo é quase uma heresia, ainda mais porque o alimento tem
ótimas concentrações de proteínas, vitaminas e ajuda a manter a boa saúde.
Acompanhe, nas próximas páginas, as propriedades dos principais queijos e
desfrute de ótimo momentos.
Encerrando a edição, falamos da febre dos carros personalizados (o chamado
“tuning”). São máquinas transformadas ao gosto dos donos, seja na cor ou até
mesmo na composição do motor. Pegue uma carona nessa matéria e descubra
até onde vai a paixão pelas quatro rodas.
Boa leitura.
Ed. 68
Julho e agosto de 2013
sxc.hu
Revista da Associação dos Servidores Municipais, Estaduais e Federais do RJ
Tendo sido declarada entidade de Utilidade Pública através de atos do Executivo
a vista do decreto 13.286 de 1989 e decreto-lei 179/79
26
Bem-Estar
Fora de forma
ficava a sua avó.
Exercite-se!
12
Sua Saúde
A hipertensão
precisa
ser vigiada
Capa
Tablets, smartphones, redes
sociais, mensagens... Você
consegue se comunicar com a
Geração Z sem essa parafernália?
É mais fácil do que parece!
06
20
Notícias
da
Conheça o novo
Benefício de
Educação
Na Garagem
Tuning: a arte
de personalizar
seu carro
29
16
Alimente-se Bem
Queijo: iguaria
deliciosamente
versátil
Quadro de
Profissionais
Colaboradores
10
Pergunte ao Dr.
11
Edição: Informativo da Associação dos Servidores Municipais, Estaduais e Federais do Rio de Janeiro Diretor-Presidente: Marco Aurélio da
Costa Editor e jornalista responsável: Fabio Francisco (Reg.: JP 26042 RJ) Projeto Gráfico, Diagramação e Capa: Departamento de
Comunicação Textos: Fabio Francisco Impressão: Smart Printer Tiragem: 12 mil exemplares Publicidade: Roberta Gomes
Estagiária de Criação: Beatriz Coutinho - Tel.: (21) 2142-5187 Redação: R. Senador Dantas 117/ 317 - Centro, Rio de Janeiro - RJ
20031-911 E-mail: [email protected] Grupo de colaboração: [email protected]
Os produtos e serviços anunciados são de responsabilidade exclusiva dos seus anunciantes.
Notícias da
Benefício Opcional
Assist lança Benefício Educação
e firma parceria com cursos
O curso preparatório Academia do Concurso é o primeiro parceiro
confirmado e já oferece desconto especial para Titulares e Beneficiários
Já pensou em ganhar descontos especiais em cursos e ter a
chance de melhorar a sua qualificação profissional, dos filhos e
de toda família? É com objetivo
de oferecer mais qualidade de
vida aos Associados e seus Belança o
neficiários que a
BENEFÍCIO EDUCAÇÃO. A Associação vai promover convênios
e parcerias com instituições de
ensino de diversas modalidades,
sempre de olho no melhor custo-benefício e nas vantagens.
O novo benefício começou
a valer a partir do mês de julho
e conta com um parceiro, por
enquanto. O curso preparatório
ACADEMIA DO CONCURSO
oferece 20% de desconto em to-
dos os módulos. Para você, que
ainda não é servidor público ou
busca outro cargo da administração pública, essa é uma excelente
oportunidade. O curso é um dos
que mais aprova em concursos
públicos de todas as esferas e ainda conta com uma estrutura moderna e professores atualizados.
Aproveite mais este benefício
disponibilizou esque a
pecialmente para você. Entre em
contato hoje mesmo com a Academia do Concurso, informe ser
e estude no
Associado
curso que mais aprova no Brasil.
A ACADEMIA DO CONCURSO fica na Avenida Presidente
Vargas, 642 – 19º Andar – Centro – Rio de Janeiro. O telefone de
contato é 3504-0000.
sxc.hu
Ed
Revista
6
Oportunidade: o novo benefício disponibilizado já a partir do mês de julho vai oferecer
chances de qualificação profissional, através de parceria com instituições de ensino
Fotos: Comunicação
Celi da
Silva
Fernandes
Heleno
Souza da
Silva
Jocemar
Amaro de
Paula
Marcus
Vinícius P.
Bezerra
Patrícia
Alvarenga
de Luccas
Regina
Ferreira do
Nascimento
Samara
Roma
Pereira
Tatiane da
Cruz de M.
de Oliveira
Adequação
ANS divulga
percentual de 9,04%
A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou no dia 22 de julho o percentual de 9,04% para correção dos valores
de planos individuais e não coletivos. Não
obstante este fato, a
considerou como
parâmetro este percentual oficial e limitou a
adequação da contribuição associativa ao
respectivo percentual, mesmo não se tratando de preço de plano de saúde. A
é
enquadrada como entidade de Autogestão e
só disponibiliza benefícios coletivos. O ajuste
foi a partir de 1º de julho, mas só pode ser
aplicado após a data de filiação/ aniversário
da admissão do Associado Colaborador.
Como a divulgação por parte do órgão regulador não ocorreu em tempo hábil, a diferença
de valores será recolhida retroativamente no
mês de agosto. A adequação de contribuição
associativa é prevista na Proposta de Solicitação de Admissão e visa manter os benefícios disponibilizados pela
. Em caso de
dúvidas, compareça à Sede da (Rua Senador
Dantas, 117/loja H, Centro, Rio de Janeiro), de
segunda a sexta, das 8h às 17h. Se preferir,
telefone para (21) 2142-5100 / 2217-3800 – de
segunda a domingo, das 7h às 19h.
Benefício Financeiro
Benefício Financeiro
passa por ajustes
A
está estudando novas configurações para o Benefício Financeiro, portanto,
desde junho, a Associação está temporariamente sem disponibilizar este benefício.
Aguarde novidades nas próximas edições.
Boa sorte!
Premiados CAPEMISA
de maio, junho e Julho:
Para concorrer aos sorteios, o CPF do Beneficiário deve estar
devidamente cadastrado no sistema. Se você não informou o
número do documento no ato de filiação ou se você completou
18 anos (maioridade civil), atualize seus dados pelos tels.: (21)
2142-5100 ou 2217-3800.
Serviço de Atendimento Domiciliar
Leite para as crianças: todos as latas arrecadadas são doadas
para instituições carentes de amparo infantil
Solidariedade
Assist doa leite e
computadores
A
acredita que ações positivas
ajudam a mudar para melhor a realidade
de muita gente. A Associação mantém uma
política atuante de frequentes doações de diversos itens a instituições carentes, que vão
desde alimentos a roupas e eletrônicos.
Só neste primeiro semestre, a
doou 340 latas de leite em pó, um freezer, 14
computadores, oito monitores, kits escolares
e utensílios de cozinha. É a nossa pequena
contribuição em busca de um mundo mais
justo. Se você quiser ajudar, seguem os contatos das instituições: Fundação Beneficente Evangélica Jesus de Nazaré (3666-1076);
Centro de Integração Celebrando Vida
(2584–3767); Obra Social Migalhas de Luz
(2664-1024); Abrigo Maria Imaculada (31475100)
Fotos: Fabio Francisco
Oportunidade de
inserção no mundo
digital: só este
ano a ASSIST doou
14 computadores
e oito monitores
a instituições
carentes.
Esse material
será usado
principalmente
na formação
tecnológica de
jovens menos
favorecidos
Atendimento
Domiciliar 24h
tem novo prestador
O Associado Colaborador que possui
qualquer um dos MÓDULOS DA INTERMÉDICA conta com outra empresa prestadora
de atendimento domiciliar 24h. O Grupo
Bem substituiu a empresa Vida Emergências
Médicas, que até então realizava os serviços.
A mudança é para manter a qualidade no
atendimento aos Associados. Lembramos
que as regras de utilização estão no Manual
do Associado ou através do site: www.grupobem.com.br. Se preferir, ligue para (21)
3232-1021.
Facilidade
Como tirar a 2ª via
de boletos
Com a intenção de facilitar ainda mais a
vida dos Beneficiários Titulares, a
disponibiliza a impressão da segunda via
de boletos através do site da Associação, na
Área do Associado.
1. Acesse www.assist.org.br e faça seu
cadastro uma vez apenas. Depois, você pode
consultar os dados quando quiser usando login e senha.
2. Imprima a segunda via do boleto assinalado. Para isso, é preciso uma impressora instalada no computador.
Intermédica
Envio de guias de exames somente pelo site
Atenção usuários dos Planos Intermédica: a partir de agora as guias de exames, internações/ cirurgias
eletivas só poderão ser encaminhadas através do site da Intermédica ou por fax. As guias por e-mail não
serão mais aceitas. A medida é para tornar o processo menos burocrático, mais rápido e seguro. Para
mais informações, acesse www.intermedica.com.br.
Veja como enviar documentos através do site:
Quadro de
De 14/05/13 a 31/07/13
Profissionais Colaboradores
Alterações
irajá
Clínica Rio
R. Torquato Cabral, 89
Telefones: 3395-1923 / 2418-2107
Eletivas: Alergologia, Angiologia, Clínica Médica,
Dermatologia, Gastroenterologia, Ginecologia,
Homeopatia, Neurologia, Obstetrícia, Oftalmologia,
Ortopedia, Otorrinolaringologia, Pediatria, Pneumologia e Urologia
Exames e Procedimentos: Endoscopia
mÉIER
Clínica Rio
R. Pedro de Carvalho, 345
Telefones: 3271-3250 / 2595-1565 / 2596-1711
Eletivas: Alergologia, Cardiologia, Clínica Médica,
Dermatologia, Endocrinologia, Gastroenterologia,
Ginecologia, Neurologia, Oftalmologia, Pneumologia, Pediatria e Reumatologia
nova iguaçu
Centro Médico e Odontológico
Nova Iguaçu
R. Barão de Tinguá, 299 – Kaonze
Telefones: 2667-3996 / 2667-2146
Eletivas: Dermatologia, Ginecologia, Ortopedia,
Pediatria e Urologia
REALENGO
CLínica mÉDICA AMEP
R. dos Limites, 1104
Telefone: 3331-0725
Eletivas: Angiologia, Cardiologia, Clínica Médica,
Dermatologia, Endocrinologia, Gastroenterologia,
Ginecologia, Neurologia, Obstetrícia, Ortopedia,
Otorrinolaringologia, Pediatria, Pneumologia, Reumatologia, Urologia
SÃO GONÇALO
Casa de Saúde Sta. Lúcia
Av. Santa Maria, 107
Telefone: 3219-9400
Exames e Procedimentos: Endoscopia Digestiva
Alta
Ed
Revista
10
SÃO GONÇALO
dra. Raphaela Iscandar V. de Abreu
R. Dr. Feliciano Sodré, 215/ Sl. 701 - Centro
Telefone: 2723-4124
Serv.: Dentística
Acompanhe a atualização
pelo nosso portal:
www.assist.org.br
O Centro Médico Renascença (Campo Grande)
não está atendendo pediatria 24h, apenas de sáb. a
quarta, das 8h às 20h.
O Psil Pronto-Socorro Infantil (Lagoa) está temporariamente sem atender
Pediatria 24h, somente na forma eletiva.
O Centro Ortopédico Botafogo (Botafogo) alterou o telefone de contato para 2528-0303.
A Clínica Uranos (Ramos) alterou seu endereço
para Rua Uranos 1103 A. Além disso, a clínica não está
atendendo as especialidades de Dermatolgia, Obstetrícia, Otorrinolaringologia e Pediatria.
O Centro Médico e Reabilitação Susive (Flamengo) está atendendo a especialidade de Urologia.
O Orto Plus (Taquara) alterou o horário do pronto
atendimento de Ortopedia para de seg. a sex.: das 8h
às 17h.
A Medstra (Niterói) alterou seu telefone para 27218059.
O Sonus Serviços Médicos LTDA (Bangu) está
realizando os seguintes exames e procedimentos:
Eletrocardiograma e Densitometria Óssea.
A Clínica Materno Infantil e Cardiovascular
Icaraí 77 (Niterói) não está mais realizando atendimento de Obstetrícia.
A prestadora Dra. Sandra Lucas Carvalho
(Jacarepaguá) incluiu mais um telefone para contato:
8736-0977.
Deixa a
centro rj
Bonguardo Serviços de
Odontologia
Serv.: Dentística
são joão de meriti
clÍNICA POLICENTRO
Eletivas: Cardiologia, Clínica Médica, Dermatologia,
Gastroenterologia, Neurologia, Ortopedia e Pediatria
são gonçalo
clinica universal
Eletivas: Alergologia, Angiologia, Cardiologia,
Clínica Médica, Dermatologia, Endocrinologista, Gastroenterologia, Ginecologia, Neurologia, Obstetrícia,
Ortopedia, Otorrinolaringologia e Pediatria
são gonçalo
rink med clÍNICA
Eletivas: Cardiologia, Clínica Médica, Dermatologia, Endocrinologia, Gastroenterologia, Obstetrícia e
Pediatria
são gonçalo
COGGE Centro de Ortopedia Geral e
Geriatria
Eletiva.: Ortopedia
Semana do Colesterol:
Um alerta sobre os riscos e
prevenções
Quem não resiste a uma bela barra de
chocolate ou a apetitosos quitutes fritos?
Pois bem, apesar de irresistíveis ao paladar,
estes alimentos são ricos em gorduras saturadas, responsáveis por aumentar o nível
de colesterol no individuo. Um dos problemas gerados por essas altas taxas é o aparecimento de doenças cardiovasculares. O
Ministério da Saúde estima que o colesterol
alto cause 2,6 milhões de mortes a cada
ano no país. Para conscientizar a população sobre os riscos da doença, o Governo
Federal instituiu, no dia 8 de agosto, o Dia
Nacional de Combate ao Colesterol.
Presente em boa parte dos alimentos, o
colesterol é um tipo de gordura (lipídeo) encontrado naturalmente no organismo humano. Conforme a Sociedade Brasileira de
Endocrinologia e Metabologia (SBEM), ele
é componente estrutural das membranas
celulares. Está no cérebro, nervos, músculos, pele, fígado, intestino e coração. Além
disso, o colesterol é utilizado para a produção de hormônios, vitamina D e ácido
biliar, que ajuda na digestão das gorduras.
Mas o colesterol em excesso é perigoso.
Com o tempo, o organismo deposita essa
gordura nas paredes dos vasos sanguíneos
que, posteriormente, é oxidado. O acúmulo
pode provocar rompimento ou até mesmo
inflamação das artérias.
Existem dois tipos de colesterol: o HDL
(também conhecido como o colesterol
bom); e o LDL (o popular colesterol ruim).
Segundo os especialistas, o HDL é responsável por reduzir o acúmulo de gorduras
nas artérias, já o LDL é quem deposita as
gorduras e dificulta o fluido sanguíneo nas
artérias.
O individuo mais descuidado só fica sabendo se tem taxa elevada de colesterol
quando apresenta algum problema cardiovascular, pois a doença é assintomática. Por
isso, é importante procurar um médico regularmente e solicitar exames preventivos.
O nível considerado ideal para o colesterol
total é de 200 mg/dl. A faixa limite é entre
200 mg e 240 mg/dl e, acima disto, o risco
de ter obstruções nas artérias e problemas
cardíacos aumenta.
Como controlar o nível de
colesterol?
Dieta saudável, atividade física regular e,
em alguns casos, o uso adicional de medicações pode controlar alterações na taxa
fora dos índices. Além do estilo de vida,
fatores hereditários podem ocasionar alterações em pessoas que levam uma vida
saudável.
sxc.hu
Pergunte ao Dr.
Conheça os procedimentos
e exames disponibilizados
pelos benefícios médicos
e odontológicos da
Sua Saúde
Sem apresentar
sintomas por muitos
anos, a hipertensão
pode provocar
derrame, infarto
e paralisação
dos rins
Fabio Francisco
Fatal
e silenciosa
A pressão arterial é medida
de acordo com a força que o
sangue exerce contra as paredes das artérias. Quanto
maior a pressão, mais o coração bombeia o sangue para
todo o corpo. Essa energia
ataca os vasos do próprio coração, dos rins e do cérebro. A
pressão elevada fere as finas e
delicadas camadas que revestem internamente os vasos,
provocando o endurecimento
e o estreitamento desses que,
ao longo dos anos, podem até
romper. Ao longo dos anos
pode até entupir e romper.
Quando isso acontece, é o
que os médicos chamam de
angina, e pode ocasiobar um
infarto. Já se entupimento ou
rompimento for no cérebro,
ocorre o derrame cerebral ou
AVC. Nos rins, caso aconteça
o mesmo problema, há alterações na filtração até a paralisia do órgão.
Não é fácil identificar sintomas da hipertensão, pois quase sempre são mascarados ou
confundidos com outros males
como, por exemplo, dores de
cabeça, sangramento pelo nariz,
tontura, rubor facial e cansaço.
Em casos de hipertensão
arterial grave ou prolongada e
não tratadas, os sintomas podem aparecer também na forma de dores de cabeça, além
de vômito, dispnéia ou falta
de ar, agitação e visão borrada decorrência de lesões que
afetam o cérebro, os olhos, o
coração e os rins.
Os médicos avaliam que o
sujeito pode ser diagnosticado como hipertenso a partir
do registro da pressão arterial
superior a 140/90 mmHg ou,
como é mais comum se falar,
14 por 9. A hipertensão é uma
doença democrática, atinge
todas as classes sociais, não
tem idade ou sexo. Há estudos que apontam maior incidência em indivíduos afrodescendentes. Pode ser também
de causa hereditária, mas na
maioria dos casos ela ocorre
de acordo com alguns fatores: má alimentação (excesso
de sal e gordura), obesidade,
estresse, sedentarismo, tabagismo e consumo de bebidas
Não é fácil identificar sintomas
da hipertensão, pois quase
sempre são mascarados
ou confundidos com outros
males, como dores de cabeça,
sangramento pelo nariz, tontura,
rubor facial e cansaço
Fotos: sxc.hu
E
la chega sem alarde e pode permanecer escondida por muito tempo. Mas quando resolve se manifestar é capaz de provocar graves problemas
de saúde, até a morte. Esta é a hipertensão arterial,
doença silenciosa que ataca os vasos sanguíneos, coração, cérebro, olhos e pode causar a paralisação dos
rins. Segundo a Sociedade Brasileira de Hipertensão,
mais de 300 mil pessoas morrem no Brasil em razão
de doenças cardiovasculares, mais da metade decorre
da pressão alta. Ela é responsável por 40% dos infartos, 80% dos acidentes vasculares cerebrais (AVC) e
25% dos casos de insuficiência renal terminal.
sxc.hu
Ed 68 Revista
14
alcoólicas.
Em entrevista ao Portal do
Ministério da Saúde, a coordenadora-geral de Áreas Técnicas do Ministério da Saúde,
Patrícia Sampaio, explica que
a doença não tem uma causa única: “O sobrepeso e a
obesidade, por exemplo, são
fatores de risco para a pessoa
desenvolver a hipertensão arterial. A ingestão excessiva de
sal e o sedentarismo também.
E apesar de não ser uma doença genética, se houver casos de pessoas na família, a
possibilidade de desenvolvimento é maior”, explica.
Sal: vilão ou mocinho?
Quando se ouve falar em
pressão alta, instantemente
somos levados a colocar o sal
no banco dos réus. E de fato é
verdade. O sódio está presente em boa parte dos alimentos, principalmente nos embutidos como salsicha, linguiça
e paio, ou enlatados, que é o
caso do milho, da ervilha, do
palmito e da azeitona, além
de temperos prontos, entre
outros alimentos industrializados. Estes dois últimos devem
ser evitados por hipertensos,
pois acumulam grande quantidade de sal, já que agem
também como conservantes.
A Organização Mundial de
Saúde (OMS) recomenda o
consumo máximo diário de
2,4 gramas de sódio, o equivalente a cinco gramas de sal
de cozinha (uma colher rasa
de chá). Porém, dados do
IBGE indicam que os brasileiros consomem praticamente
o triplo: 12 gramas de sal por
dia, ou seja, quase três colhe-
Provavelmente a quantidade de sal que o brasileiro utilizaria para temperar este prato
(1 colher rasa de chá) é o que a OMS recomenda para todo o consumo diário de 1 pessoa!
res de chá. O cardiologista
Heno Lopes, do Instituto do
Coração de São Paulo (Incor),
alerta justamente para esse
consumo excessivo do brasileiro.
“As pessoas até tiram o sal
no momento de temperar,
mas não enxergam a necessidade de tomar cuidado com
os industrializados”, diz o cardiologista em entrevista a revista Saúde.
A Agência Sanitária das
Nações Unidas aponta que,
no mundo, doenças cardiovasculares matam anualmente 17 milhões de pessoas,
sendo que, deste total, 9,4 milhões de óbitos estão ligados à
pressão alta.
Atividade física reduz a
pressão nos vasos
Manter uma rotina de atividade física produz diversos
benefícios ao corpo, entre eles
o controle da pressão arterial.
Durante o exercício, ocorre
uma dilatação da parede das
artérias e a pressão diminui.
A oxigenação melhora e fa-
cilita a circulação sanguínea.
Consequentemente diminui o
esforço coronário com a queda também da frequência cardíaca.
Uma simples caminhada
pode ajudar a combater a
obesidade, controlar o estresse e a ansiedade e equilibrar
as funções fisiológicas do corpo.
Mas não se esqueça: antes
de iniciar qualquer atividade
física, faça um check-up médico.
Segundo informações da
Sociedade Brasileira de Hipertensão, incorporar algumas atividades no cotidiano
pode ser mais prático do que
estabelecer uma programação formal de exercício. Por
exemplo: caminhar a pé para
o trabalho, estacionar o carro
a uma boa distância do destino, usar escadas ao invés de
elevador, descer do ônibus um
ponto antes etc. Existem também hobbies que envolvem
atividade física, por exemplo,
danças de salão ou trabalhos
manuais.
Informe Publicitário
Tratamento nem sempre é
com remédio
A hipertensão arterial não
tem cura. Em muitos casos, é
preciso tomar medicamentos
anti-hipertensivos receitados
pelo cardiologista por toda
a vida. O Sistema Único de
Saúde (SUS) oferece gratuitamente todas as classes de medicamentos necessários para
o controle da hipertensão arterial. O programa Aqui Tem
Farmácia Popular também
ampliou a gratuidade de medicamentos para hipertensos.
Hoje, são mais de 15 mil farmácias e drogarias conveniadas ao programa.
Mas não há só o tratamento
medicamentoso. Levar uma
vida saudável, com prática
de atividade física (conforme
já mencionando na página ao
lado) faz toda diferença. Porém, nada disso funciona sem
uma alimentação regrada e
balanceada.
O controle do peso deve ser
levado a sério, pois influencia
muito no nível de pressão arterial. Alguns recorrem aos remédios caseiros como forma
de tratamento alternativo à
doença.
É comum o consumo de
suco de beterraba, de berinjela, melancia ou alimentos
à base de soja, assim como
a suplementação de ômega
3, mas é bom lembrar que a
ação desses alimentos não
são cientificamente comprovados para ajudar a controlar
a pressão arterial.
Alimente-se Bem
Sozinho ou acompanhado,
o queijo é um dos alimentos
mais saborosos e completos.
Não é a toa que ele está
presente em quase todos
os países, enriquecendo
paladares há séculos
Qual tipo de
queijo você
prefere?
Fabio Francisco
Segundo o portal da Associação Brasileira das Indús-
Os queijos, por suas propriedades nutricionais, ocupam um papel importante na
alimentação de indivíduos em
todas as idades. Como todo
alimento, sua dosagem deve
ser equilibrada e adequada a
cada faixa etária.
Queijo e vinho
Quando falamos em queijos acompanhados de vinhos,
instantemente pensamos em
noites frias ou reunião com
amigos, sempre associado
a um clima agradável e, por
que não, romântico. Essa
combinação mágica provoca
17
Mas o que há de comum
em todos os queijos é a grande
quantidade de nutrientes. Um
dos principais componentes é
o cálcio, que é benéfico para
formação dos dentes, ossos e
cartilagem, além de prevenir
a osteoporose. Apesar de o
queijo ser uma boa fonte de
cálcio, no entanto, a presença
desse mineral varia em função
do teor de umidade e da técnica de fabricação dos queijos.
Os queijos frescos têm teores
mais baixos, já os de massa
prensada cozida chegam a
apresentar até mais de 1.200
mg de cálcio.
trias de Queijo, a maior parte
do produto fornece quantidades consideráveis de ácido fólico (vitamina B9) e de retinol
(vitamina A). Por outro lado,
são pobres em vitamina C.
Ainda segundo o site, os queijos são também importante
fonte de zinco (2 a 10 mg/100
g), de iodo e de selênio. O teor
de fósforo é, em geral, próximo do teor de cálcio. Os lipídios conferem aos queijos sua
cremosidade, e alguns ácidos
graxos livres formados durante a maturação contribuem
para a formação do aroma.
Revista
Além de agregar valor nutricional a diversos pratos,
principalmente às massas, o
queijo é o inseparável companheiro do vinho. A combinação é muito apreciada nos
países europeus, com boa
aceitação também no Novo
Mundo, graças aos imigrantes. Tradicionalmente, a França é que melhor hamoniza
esses dois produtos. Além de
produzir ótimos vinhos, o país
possui uma enorme variedade de queijo. Há notícias de
mais de 400 espécies, cada
uma com sabor e característica diferente.
Ed
Sua origem é indeterminada, mas os historiadores acreditam que as primeiras produções do alimento remetem ao
período anterior Antiguidade,
por volta de 8.000 a.C, quando o homem começou a domesticar as ovelhas. Há muitas lendas sobre a feitura do
primeiro queijo, mas ninguém
duvida que tenha sido acidental. Mas o fato é que este alimento está até hoje trazendo
sabor `as nossas vidas.
sxc.hu
E
le está presente no café da manhã, no jantar e até nas sobremesas.
Pode casar perfeitamente com uma boa fatia de goiabada ou aflorar
paladares junto a um bom vinho. Entre tantas muitas utilidades, o
queijo encanta pelo seu sabor marcante e tipos dos mais variados. Rico
em cálcio e diversas proteínas, este alimento é consumido em todos os
países do mundo e cada um tem uma maneira especial que prepará-lo.
Seja cru ou acompanhando algum prato, o queijo sempre é uma boa
pedida, mesmo para os paladares mais exigentes.
Fotos: sxc.hu
Combinando queijo e vinho:
Queijos frescos de massa
mole (frescal, ricota, requeijão,
cottage, muçarela de búfala,
de cabra fresco, etc): harmonizam muito bem com
vinhos brancos leves e secos.
Exemplos: Sauvignons Blancs,
Rieslings ou Chardonnays jovens
e não-barricados (não mantidos
em barricas de madeira).
18
Queijos maduros de massa
dura (parmesão, pecorino,
grana padano, manchego):
pedem vinhos tintos estruturados,
tânicos (aqueles que dão
secura à língua) e maduros.
Queijos macios (brie,
camembert e coulommiers):
vão bem com vinho branco
estruturado (mais seco) e
maduro.
Exemplos: Chateauneff du
Pape Le Moulin Teyroud
(França) e Finca Martha Fran
Malbec (Argentina).
Exemplos: Chardonnay
barricado, ou tintos leves como
um Pinot Noir, ou italianos
Bardolino ou Valpoliccela.
Queijos azuis (gorgonzola,
roquefort, stilton): caem muito
bem com vinhos do porto tintos, encorpados e frutados,
jovens. Boas experiências
também acontecem ao
combinar esse tipo de queijo
com vinhos de sobremesa
(vinhos doces).
Queijos maturados de
massa semidura (emmental,
gouda, saint-paulin, tilsit,
port-salut): combinam mais
com vinhos tintos jovens de
médio corpo (intermediário
entre vinho leve e encorpado).
Ed 68 Revista
Exemplos: Chileno de Merlot,
Sangiovese Italiano ou
espanhol sem passagem por
madeira.
Exemplos: Porto Ruby Dom
Manuel (Portugal), Vistamar
Late Harvest Moscatel (Chile) e
Fragas de Moscatel (Portugal).
uma atmosfera de mistério,
sabores novos e descobertas. Não é tão fácil escolher
o tipo de vinho ideal para
cada tipo de queijo. Afinal, assim como a bebida
em questão, este delicioso
alimento possui centenas
de qualidades e espécies,
como ressalta a especialista nessa arte, a inglesa
Joanna Simon. “A ideia
de que vinho e queijo são
pares perfeitos é mito. O
queijo é um dos alimentos
mais problemáticos para a
combinação com o vinho”,
escreveu em seu livro “Vinho e Comida” (Companhia das Letras).
Há muitas lendas
sobre a produção
do primeiro
queijo, mas
ninguém duvida
que tenha sido
acidental
Mas se você seguir algumas regras básicas, poderá aproveitar o momento
e descobrir a variedade de
sensações que essa mistura
provoca. Basta observar as
dicas no quadro ao lado,
escolher os queijos e os
respectivos vinhos, calcular o consumo médio por
pessoa, custos e principalmente...combinar estes dois
produtos!
Os tipos de queijo
mais populares no Brasil:
Muçarela: original da Itália, é o mais
fabricado e consumido no Brasil. É o mais
utilizado no preparo de sanduiches, lanches e pizza.
Prato: Foi trazido para Minas Gerais por
dinamarqueses, recebendo adaptações
ao leite local.
Provolone: Também originário da Italia,
suas peças são amarradas com cordas e
secam penduradas. Posteriormente, são
defumadas até atingirem a cor desejada.
Famoso como petisco, concentra gosto
meio picante.
Cheddar: De origem inglesa, tem um
peculiar tom alaranjado e textura pastosa. No Brasil é mais utilizado fundido e
depois transformado em fatias. Derrete
facilmente.
Gorgonzola: Seu processo de maturação
é feito com o fungo Penicillium Roqueforti,
por isso apresenta fendas azulesverdiadas. Possui massa úmida, pastosa e sabor
bastante amargo.
Brie: Queijo francês de massa macia e
quebradiça. É maturado externamente
pelo fungo Penicillium Candidun, que confere a cor esbranquiçada à casca.
Emmental: Famoso queijo suíço, com furos
característicos e brilhantes. Ideal para o
preparo de fondues, concentra gosto levemente doce e aroma frutado.
Reino: Inspirado no queijo holandês, é
importado de Portugal para o Brasil. Queijo firme, seco e forte, de consumo mais
popular no Nordeste e no Rio de Janeiro.
Parmesão: Usado popularmente no país
como queijo ralado, tem textura seca e
granular. Possui sabor levemente picante.
Queijo Minas: Um dos queijos mais
populares do Brasil, é originalmente feito
através da coagulação do leite com ácido
láctico ou fermento. Bastante úmido, de
sabor suave e um pouco ácido.
Fonte: ABIQ (Associação Brasileira das Indústrias de Queijo)
e
Mestr
Cuca
Fotos: reproduções da internet
a
antan
ela S
ng
Por Â
Cremosidade infinita
A composição nutricional dos queijos depende
do leite e da tecnologia utilizadas. No entanto, a
maioria destaca-se pelo teor relevante de proteínas,
minerais e oligoelementos (principalmente cálcio,
zinco, potássio) e de vitaminas (A, B2, B9, B12, D).
Fondue de queijo
econômico com
Calorias (30g):
Provolone - 45kcal
cachaça
Minas frescal - 65kcal
Ingredientes: 1 dente
Muçarela - 80kcal
de alho ¼ xíc. (chá) de
Cheddar - 108 kcal
vinho branco 1 xíc. (chá)
Parmesão - 118kcal
de queijo minas ralado
Gorgozola - 144kcal
1 xíc. (chá) de queijo
Fontes: www.embrapa.com.br e
parmesão 2 xíc. (chá) de
www.comidasebebidas.uol.com.br
leite 2 colheres (sopa)
de amido de milho ¼ de
xíc. (chá) de cachaça noz
moscada a gosto.
Preparo: Em uma panela em fogo baixo, esfregue o dente de alho no fundo e retire. Coloque o
vinho branco e, quando começar a ferver, adicione os queijos aos poucos, mexendo sempre.
Acrescente o leite e o amido de milho, dissolva os
grânulos. Coloque a cachaça e a noz moscada e
mexa. Dica: em uma frigideira, coloque um pouco
de óleo. Quando estiver aquecido, coloque as
fatias de pão de sua preferência e doure dos dois
lados. Sirva o fondue acompanhado do pão.
Creme de queijo
Ingredientes: 1 litro de leite 1 colher de sopa de
manteiga 3 colheres de sopa de vinagre 100g de
muçarela 2 colheres de catupiry Sal a gosto.
Preparo: Ferva o leite e separe deste leite 1 copo
americano e reserve. No resto do leite, acrescente as
colheres de vinagre e deixe talhar. Depois de talhado, coe em um pano para separar a massa do soro,
coloque essa massa no liquidificador, juntamente
com a manteiga, os queijos e o sal e vá adicionando com o liquidificador ligado na potência baixa.
Adicione o leite reservado para engrossar. Sirva com
torradas e pão.
Ângela Santana é nutricionista
e cuida das refeições fornecidas
aos funcionários da
Capa
Geração
sxc.hu
Fabio Francisco
Plugada
no mundo
tecnológico
A tecnologia trouxe facilidades ao mundo
moderno e criou também uma geração de
jovens conectados, que pensam e age na
mesma velocidade da internet
N
ão há como negar, a criançada de hoje está literalmente plugada. Mal conseguem balbuciar as primeiras palavras e já
ficam encantadas com o barulho dos celulares dos pais. Lá
pelos três anos são alfabetizadas com joguinhos eletrônicos, numa
desenvoltura e intimidade incríveis, como se já soubessem manipular os equipamentos desde o nascimento. Aos oito, nove anos,
os pequenos já dominam a tecnologia dos smartphones, tablets,
videogames e navegam pela internet como gente grande. Esse grupo de pequenos notáveis é chamado de Geração Z, composta de
crianças e adolescentes que nasceram em meio ao “boom” tecnológico e zapeiam muito bem por todos os recursos disponíveis.
A grande nuance dessa geração
é zapear. Por isso o Z. Em comum,
essa juventude muda de um canal
para outro na televisão. Diferentemente de seus pais, eles conseguem
tranquilamente ouvir músicas, assistir televisão, falar ao telefone e até
jogar. Tudo ao mesmo tempo. Como
a tecnologia sempre fez parte da vida
desses jovens, dificilmente conse-
21
nascidas de 1990 até o presente. Na
verdade, é a geração que surgiu junto com a World Wide Web e em meio
ao boom tecnológico.
Ed
Ed68
xx Revista
Uma cena cada vez mais comum:
um jovem estudando com a televisão ligada ou fazendo um trabalho
escolar com fones no ouvido. Ao
mesmo tempo, de olho no computador e, vez ou outra, respondendo alguma mensagem no celular. Parece
loucura e, muitas vezes, contestadas
por adultos, mas o fato é que esse
tipo de comportamento não é estranho na maioria dos lares. Estamos
diante do que especialistas em educação chamam de Geração Z. Essa é
a definição sociológica para pessoas
guem desvencilhar ou compreender a vida sem internet,
telefones celulares, computadores, iPods, videogames com
gráficos exuberantes, televisores e vídeos em alta definição
e cada vez mais novidades
neste ramo. Logo, são menos
deslumbrados em comparação a geração dos seus pais.
O fascínio pelo mundo virtual tem sido motivo de discussão entre pais e educadores, pois temem que a vida
real seja prejudicada pelo não
desenvolvimento de habilidades em relacionamentos interpessoais. De certa forma, acreditam que esse modo de vida
justifique o deslumbre dos jovens por jogos fantasiosos de
computador, onde o campo é
livre para sonhar e viver sem
censura o que quiserem.
Outra característica essencial dessa geração é o conceito de mundo desapegado das
fronteiras geográficas. Para
eles, a globalização não foi
um valor adquirido no meio
da vida a um custo elevado.
Aprenderam a conviver com
ela já na infância. Como informação não lhes falta, estão
um passo à frente dos mais velhos, concentrados em adaptar-se aos novos tempos.
Ed 68
xx Revista
Revista
22
22
O educador e filósofo Mario
Fotos: sxc.hu
Apesar de ser uma geração
relativamente nova, as discussões sobre ela já estão bem
avançadas. Numa reportagem
publicada na revista VEJA
traz uma informação interessante sobre o assunto. Ela di-
zia que a Geração Y (nascidos
no início dos anos 80), por
exemplo, acreditava piamente
em carreira e estudos formais
e muitos se dedicaram fortemente para isso. A Geração
Z é um tanto quanto desconfiada quando o assunto é carreira de sucesso e estudos formais pois, para eles, isso é um
tanto quanto vago e distante.
Ainda segundo a reportagem,
especialistas ouvidos na ocasião avaliam que poderá haver
uma “escassez” de médicos e
cientistas no mundo pós-2020.
Apesar da agilidade no pensamento e terem acesso a muita informação, essa geração é
também chamada de Geração
Silenciosa. Provavelmente
23
O professor e escritor Carlos Júlio destaca um dos
problemas apresentados por
essa geração: o individualismo. “Apesar de serem rápidos, intuitivos, inovadores,
são também excessivamente
individualistas e, não raro,
se perdem na arrogância.
Muitas vezes, encontram dificuldades para lidar com a
opinião divergente”, afirma
em seus artigos sobre o assunto publicados em diversos jornais. E ele vai além.
Segundo o educador, esse
grupo cresceu super protegido e nem sempre foi
capaz de compreender a
natureza dos limites. Quando
ouvem negativas, frustram-se
tremendamente e se recolhem
absolutamente indignados.
Essa geração
atual não
compreende
a si mesma
sem que haja
a digitalização
do mundo, das
relações e da
vida. Não se
compreende
e não
compreende
a vida
fora disso
Ed 68 Revista
Sergio Cartella, em entrevista ao Jornal da Globo, avalia
que o cotidiano desses jovens
é regado de informações e
quase sempre em tempo real.
Tudo é muito volátil, ficando
obsoleto no post seguinte ou
na nova atualização de algum
mimo tecnológico. A consequência disso é o desapego,
tudo perde o valoro rapidamente. “Essa geração atual
não compreende a si mesma
sem que haja a digitalização
do mundo, das relações e da
vida. Não se compreende e
não compreende a vida fora
disso”, diz.
Fotos: sxc.hu
pelo fato de usarem sempre fones de ouvidos, seja no ônibus,
na escola ou em casa. Absorvem muito mais do que exprimem. Por isso, cresce a preocupação de pais quanto ao
futuro desses jovens, que necessitam de amadurecimento e
maior atuação junto à sociedade. A quantidade de informação desnecessária pode tirar a
atenção e torná-los indiferente
à vida política da sua cidade
ou mesmo do país.
Ao invés da chupeta,
o mouse
Ops! Comprei gato por lebre...
Mas as recentes manifestações em várias cidades do Brasil subverteu essa teoria. Os jovens foram às ruas reivindicar
mudanças sociais. Mostraram
amadurecimento e conciência
política. A internet, sobretudo
as redes sociais, foram usadas
para organizar os movimentos e divulgar as insatisfações
dessa jovem população, que
se mostra cada vez mais bem
informada.
O estudante Pedro Lucas
Ferpe, 10, é um exemplo clássico dessa geração que nasceu
“plugada na conexão USB”.
Logo aos dois anos ganhou
seu primeiro computador e
através dos joguinhos educativos foi ganhando mais
intimidade com o novo equipamento. Segundo sua mãe,
Daniella Ferpe, Pedro sempre
teve contato com tecnologia
desde muito cedo. “Com seis
anos, ele já tinha e-mail e
Orkut e se comunicava com os
amiguinhos da mesma idade,
geralmente da escola. Já o celular veio um pouco mais tarde, quando estava mais velho.
É uma ferramenta importante
para acompanhar a atividade dele, já que trabalho o dia
todo”, afirma.
Daniella garante que apesar
de ficar muitas horas de fren-
Para pensar como a Geração Z,
esqueça:
Linguagem formal - É comum encontrar em redações de escola
termos como “vc”, “kd” e “td bem?”. Isso porque a Geração Z vai
encontrar todas as formas possíveis de gastar menos tempo.
24
Tecnologias inovadoras - Essa geração se preocupa mais com
a duração da bateria de seus aparelhos do que com a modernidade dos dispositivos. Eles já se conformaram com a ideia de que
a tecnologia pode fazer tudo e a demanda agora é por aparelhos
que realizem as suas funções durante um período maior.
Ed 68 Revista
te ao computador jogando ou
batendo papo, seu filho não se
isola do mundo e brinca com
crianças da sua idade fora de
casa. “Ele tem amigos reais,
brinca na escola ou em festas.
Procuro manter uma disciplina
de horários pra ele, mas nem
sempre é preciso, pois ele mesmo sabe a hora de estudar e
ficar na internet ou jogando”,
garante.
Aposentadoria - A Geração Z vai trocar de carreira em uma
média de 5 vezes por vida, e o trabalho será algo realizado
para garantir uma vida saudável.
Estantes - Tudo é digital e pode ser arquivado em aparelhos
eletrônicos. Portanto, desista de organizar os seus livros e CDs
por ordem alfabética porque você não precisa mais disso.
Fonte: Site Universia
Seguindo o exemplo do pequeno Pedro, o também estudante Luiz Rodrigo de Castro,
17, não apresenta dificuldade
para estudar, mesmo diante do
bombardeio de informação e
uso frequente das mais variadas tecnologias do momento.
Não raro, prefere passar longas
horas em frente ao computador, o que é combatido sutilmente pela sua mãe. “Já houve
situações em que ele preferiu
ficar em casa, no computador, a ir a uma festa, mas tento
incentivá-lo a sair ou procuro
fazer programas com ele e,
normalmente, dá certo. Apesar
de fazer parte dessa geração
nova, acho ele muito maduro,
subvertendo atitudes comuns
de jovens dessa idade”, garante a funcionária pública Vanize
Castro.
O que há de comum entre os
dois meninos é o poder da informação. Ambos são bombardeados de conteúdo quase que
em tempo real, além de estarem acostumados com o imediatismo desses novos meios.
Tudo é mais acelerado, inclusive a capacidade de argumentar. “Eles têm acesso a muita
coisa que a minha geração não
Ainda de acordo com a
pesquisa, que foi realizada
apenas com jovens brasileiros,
9 em cada 10 possuem um
aparelho celular, 70% têm um
computador em casa e 61%
já possuem banda larga em
suas residências. Além disso,
quase metade passa mais de
três horas por dia conectado e
somente 8% deles ainda não
são usuários de internet. Eles
não se desconectam nem
mesmo assistindo televisão,
já que acessam as redes sociais e interagem enquanto
consomem conteúdo (48%).
A geração também participa ativamente das redes sociais: 89% deles fazem uso
de pelo menos uma delas e
mais de 64% as acessam
diariamente.
Norton Online Family (Windows e Macintosh) - Protege
informações pessoais, controla o acesso a sites e permite que
o administrador (os pais, por exemplo) visualize e bloqueie
mensagens instantâneas trocadas com usuários específicos. A
criança é notificada da vigilância dos pais. Preço: gratuito para
controle de até dez computadores.
Safe Eyes (Windows, Macintosh e iPhone) - Monitora o acesso
a mensagens instantâneas, bloqueia jogos online, controla o
recebimento de e-mails e envia relatórios personalizados aos
pais sobre as atividades dos filhos. Preço: R$ 86,00 (download
do programa e assinatura anual dos serviços de proteção).
Fonte: Edson Riccio, pesquisador de sistemas de informação da
Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP
25
Um estudo feito pela Ericsson e publicado no Portal
UOL mostra que os brasileiros
nascidos a partir de 1990 são
extremamente dependentes
da tecnologia. Atualmente,
20% desta geração é usuária
de smartphone e 41% utiliza
banda larga móvel em algum
dispositivo (celular, smartphone, tablet, notebook ou
desktop).
Net Nanny (Windows, Macintosh e celulares) - Bloqueia a troca de arquivos, filtra o acesso a sites e redes sociais e restringe
o tempo de uso dos aparelhos. Em celulares, também permite o
monitoramento de chamadas e envio ou recebimento de mensagens. Preço: R$ 70,00 (aquisição do programa e assinatura
anual dos serviços de proteção).
Ed xx Revista
Números comprovam a
dependência de jovens
por tecnologia
Conectados e (des)protegidos:
softwares que ajudam a controlar
os pequenos internautas
sxc.hu
teve. Com um clique podem
ler artigos, conhecer biografia
de compositores e apreciar um
quadro. Tudo sem sair de casa.
Por isso conseguem ter uma
visão de mundo muito mais
cedo.”, comentar Daniella.
Chegando
à terceira
idade
com o corpo em dia
Fabio Francisco
Bem-estar
Atividade física na terceira idade é
recomendada e ajuda a retardar os
efeitos do envelhecimento natural.
Se estiver parado, chegou a hora de
se movimentar e ganhar mais vida
L
evar uma vida saudável implica basicamente em manter uma
alimentação balanceada
e praticar atividade física
regularmente. Essa receita
de bolo serve para todas as
idades. Porém, à medida
que vamos envelhecendo,
nosso corpo perde agilidade, flexibilidade e força. Os
ossos vão enfraquecendo
e simples caminhadas se
tornam atividades dolorosas. Por isso, exercirtar-se
é altamente recomendado
nesse período. Além de
fortalecer a musculatura,
melhora a qualidade e a
expectativa de vida.
O Ministério da Saúde percebeu essa evolução na longevidade dos idosos e junto
27
Fotos: sxc.hu
O envelhecimento nada
mais é do que um mecanismo natural, comum a todos os
seres vivos. Esse conjunto de
alterações provoca dificuldade
na capacidade de locomoção,
possibilitando o aumento de
acidente e na realização de
atividades simples do cotidiano. Segundo dados da Sociedade Brasileira de Geriatria e
Gerontologia, cerca de 5% de
quedas que acometem idosos
levam a fraturas, sendo que as
mulheres se acidentam mais
que os homens. Por isso, a
atividade física é importante,
pois garante a manutenção
efetiva do organismo e ainda
resgata o bem estar e a qualidade de vida do idoso. Além
disso, contribui para um envelhecimento bem-sucedido,
amenizando os efeitos mais
severos dessa fase da vida.
Ed 68 Revista
Atividades físicas podem ser realizadas em qualquer ambiente, não necessariamente
em uma academia. Basta que haja movimento para o corpo e diversão para a alma
Dados do Censo de 2010
realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmou que
a população brasileira está
envelhecendo. Em meados
dos anos 80 a população acima dos 60 anos era de 6,1%,
mas com o avanço da expectativa de vida do brasileiro, é
previsto que no ano de 2025
a população idosa chegará a
12,2%. Por outro lado, o mesmo estudo alerta para o crescimento do número de idosos
portadores de algum tipo de
doença crônica, como hipertensão arterial, diabetes ou
problemas cardiovasculares.
com as prefeituras desenvolveu ações para estimular ainda mais a qualidade de vida
dessa população. O projeto
Academia da Terceira Idade é
um bom exemplo. Prefeituras
de vários os estados, inclusive
a do Rio de Janeiro, criaram
espaços de atividade física em
praças de bairro. Instalaram
equipamentos para prática de
atividade física e contrataram
professores para orientarem
os alunos. Já em Niterói, a
prática adotada foi um pouco diferente, mas não menos
eficiente. O Projeto Gugu consiste basicamente em aulas de
ginástica em espaços públicos
e abertos, como praças, ruas e
praias. Um professor de educação física comanda a aula,
respeitando a mobilidade limitada de cada aluno.
De acordo com informações da Sociedade Brasileira
de Geriatria e Gerontologia,
a participação em um programa de exercícios físicos na
terceira idade leva à redução
de 25% nos casos de doenças
cardiovasculares, 10% nos
casos de acidente vascular
cerebral, doença respiratória
crônica e distúrbios mentais.
Talvez o mais importante: reduz de 30% para 10% o número de indivíduos incapazes
de cuidar de si mesmos, além
de desempenhar papel fundamental para facilitar a adaptação à aposentadoria.
Mudanças no corpo ao
longo dos anos
Nem sempre o envelhecimento fisiológico acompanha
a idade cronológica. Normalmente varia individualmente,
dependendo do estilo de vida
de cada um. Há pessoas com
Incentivando a atividade física
na terceira idade:
Projeto Gugu (Prefeitura de Niterói): Aulas gratuitas de ginástica, dança de salão e coral, principalmente para idosos, em
mais de 40 núcleos espalhados do município de Niterói. Todas as
atividades são supervisionadas por profissionais especializados.
Informações: (21) 2611-9855, de seg.a sexta-feira, das 9h às 18h.
Ed
Revista
28
Projeto Academia da Terceira Idade (Prefeitura do Rio): Exercícios físicos com aparelhos de ginástica específicos para a prática
de treino de força e aeróbico, preferencialmente para idosos. É
realizado em espaços públicos, principalmente em praças, das
zonas Norte, Sul e Oeste, de segunda a sexta-feira, das 7h às
10h e das 16h às 19h.
Programa Viver Melhor (Governo do Estado): Hidroginástica,
alongamento, tai-chi-chuan, dança de salão, teatro, coral e artesanato. O programa atende idosos que recebem até três salários
mínimos, participantes de Grupos ou Centros de Convivência e
que não tenham acesso, por meios próprios, a atividades físicas,
culturais e de inclusão produtiva. Para mais informações, entre em
contato com o Ligue Idoso: (21) 2334-5577 / 2334-5587.
mais de 60 anos que têm disposição e saúde similares aos
jovens de 30. O grande vilão
nessa história é o sedentarismo,
principalmente para quem deseja manter uma vida saudável.
Faça exames antes de
iniciar a atividade física
O geriatra Mário Luiz Brusque, na matéria publicada no
site UOL, salienta que qualquer atividade física é melhor
que nenhuma, ou seja, não é
necessário realizar uma atividade cinco vezes por semana
para começar a colher os frutos. Se um idoso começar caminhando uma vez por semana, depois de algum tempo já
notará os resultados.
Entretanto, é fundamental
que os idosos tomem alguns
cuidados antes de iniciar uma
atividade. É necessário consultar um médico geriatra
para que seja realizada uma
avaliação clínica de seu estado de saúde e de sua capacidade física. Depois de liberado para iniciar uma atividade
física por seu médico, o idoso
deve procurar as orientações
de um educador físico para
diminuir os riscos de lesões,
para adequar um programa
que respeite as limitações de
cada praticante, além de auxiliar a encontrar uma modalidade que mais se encaixe
nas preferências e no perfil de
cada um. “Não existe uma
idade limite para se iniciar
a prática de atividade física,
ou seja, nunca é tarde para
começar”, garante o geriatra
Mario Luiz Brusque.
sxc.hu
Q
ue o brasileiro é apaixonado por carros isso
ninguém discute. Há quem prefira modelos
clássicos, originais de fábrica. Já outros não
dispensam esportividade e buscam veículos com motores
mais expressivos. Porém, uma crescente parcela da
população prefere mesmo algo exclusivo, personalizado,
modificado exclusivamente a seu gosto. A moda Tuning
que nasceu nos Estados Unidos, nos anos 80, desembarcou
no Brasil uma década depois e até hoje conquista uma
infinidade de amantes por carro, que procura a todo custo
dá um toque especial ao seu mimo, seja na pintura especial
ou mesmo em detalhes na composição do veículo.
Na Garagem
Os carros personalizados entraram de
vez no gosto do brasileiro, que gastam
pequenas fortunas para deixar seu mimo
preferido de acordo com seu jeito
Fabio Francisco
dono
Com o toque do
Atenção aos telefones
da sede da
:
2142-5100
2217-3800
Fotos: Reprodução
Tuning é uma expressão inglesa
e traduzida seria algo como “afinação”. Para muitos, é um hobby,
que consiste basicamente em alterar as características originais
do carro e colocar um pouco a
personalidade do dono. É possível alterar praticamente todos os
componentes do veículo, que vão
desde as rodas, pneus, suspensão
e motor até mesmo a carroceria,
tubos de escape e, naturalmente, o
sistema de áudio. Pela quantidade
de peças e acessórios disponíveis
no mercado, essa “brincadeira”
pode custar no bolso. Não é raro
que o conjunto de personalização
chegue a cifras superiores ao valor
do próprio carro original.
Os apaixonados por Tuning não
estão preocupados apenas com a
estética. Muitos deles buscam potência, obviamente, sem desprezar
a segurança. A inspiração parte
do cinema, e carros exibidos em
filmes como “Velozes e Furiosos”
são os sonhos de consumo desses
adeptos. Alias, o filme despertou a
atenção para esse tipo de tendência já presente em muitos países.
Outra forma de inspiração por
modelos velozes vem dos campeonatos de Super Turismo Europeu,
Filmes inspiradores para os amantes por carros modificados:
Velozes e furiosos
(2001, 2003, 2006,
2009, 2011 e 2013):
Talvez o filme mais
famoso sobre carros
tunados. Já na sexta
sequência, sempre
com bilheteria recorde.
Bullitt (1968):
A perseguição de
carros por São Francisco marca o filme.
Tem-se a sensação
real de voar num
Mustang atrás a um
Dodge Charger.
contribuindo significativamente
para a disseminação do Tuning
em nível mundial.
Mercado
Onde há apaixonados por carros personalizados há também
uma infinidade de lojas e profissionais especializados nessa arte.
A vontade do brasileiro em rodar
num carro que tenha a sua cara,
diferente dos outros em visual e
potência do motor, já faz com que
o mercado tuning movimente R$
700 milhões anuais no país. Após
Mad Max (1979):
Já se vão 34 anos
desde a estreia,
mas a legião de fãs
do clássico continua
crescendo. Todos
gostariam de dirigir
o Pursuit Special...
Carga Explosiva
(2002):
As cenas de perseguição são protagonizadas por um Audi
A8L 4.2 quattro, um
Mercedes-Benz S550
e um BMW 750Li.
crescimento de mais de 30% nos
últimos três anos, o segmento de
carros personalizados se mostra
um excelente campo de atuação para fornecedores de peças,
acessórios e serviços dedicados a
esta tendência. Os dados são do
jornal O Estado de S. Paulo.
Já a Internet alimenta o mercado informal. São em sites especializados e nas redes sociais
que os apaixonados pela moda
trocam informações, compram
e vendem peças e marcam encontros.
007 (a partir de 1962):
Destaque para o Aston
Martin em todos os
filmes da franquia, carro
com uma tecnologia
nova que surpreendia
até os mais temidos inimigos de James Bond.
Mudanças também no som
Entre todas as mudanças personalizadas possíveis num carro, certamente o sistema de som é o mais
comum. E quanto mais potente,
melhor. Há disponível no mercado
uma infinidade de marcas e modelos, mas o que chama a atenção
são as caixas acústicas. Algumas
ocupam o porta-malas inteiro. E
esse upgrade musical pesa no bolso. Um bom sistema de som, com
DVD e amplificadores não sai por
menos de R$ 5 mil.

Documentos relacionados