CONSEGUIR MAIS POR MENOS MAIS POR MENOS

Сomentários

Transcrição

CONSEGUIR MAIS POR MENOS MAIS POR MENOS
CONSEGUIR
MAIS POR MENOS
OPORTUNIDADES PARA
AUMENTAR
A RENTABILIDADE DOS
OPERADORES DE VENDING
1414-15 DE ABRIL, 2011
ESTORIL, PORTUGAL
Patrocinadores do evento
RESUMO DO PROGRAMA
14 de Abril
20:00 - 22:00 COCKTAIL DE APRESENTAÇÃO NO HOTEL PALÁCIO ESTORIL
15 de Abril
09:00 - 17:45 CONFERÊNCIA “CONSEGUIR MAIS POR MENOS,
OPORTUNIDADES PARA AUMENTAR A RENTABILIDADE DOS OPERADORES DE
VENDING”
09:00 – 09:15 BOAS-VINDAS
09:15 – 12:30 OPERADORES DE VENDING – EFICIÊNCIAS
(PAUSA PARA CAFÉ DAS 10:15 ÀS 11:00)
12:30 – 13:45 ALMOÇO
13:45 - 15:15 OPERADORES DE VENDING – OPORTUNIDADES
(PAUSA PARA CAFÉ DAS 15:15 ÀS 16:00)
16:00 – 17:00 OPERADORES DE VENDING – GESTÃO FINANCEIRA
17:00 – 17:30 OPERADORES DE VENDING – DESAFIOS LEGISLATIVOS
17:30 – 17:45 CONCLUSÃO
19:30 - 20:00 TRANSFERÊNCIA DO HOTEL PALÁCIO ESTORIL PARA O BARCO
20:00 - 23:00 JANTAR A BORDO DO BARCO: "VISTA DO TEJO"
23:00 - 23:30 REGRESSO AO HOTEL PALÁCIO ESTORIL
2
AGENDA
14 de Abril
20:00 - 22:00
COCKTAIL DE APRESENTAÇÃO NO HOTEL PALÁCIO
ESTORIL
15 de Abril
09:00 - 17:30
09:00 - 09:15
CONFERÊNCIA “CONSEGUIR MAIS POR MENOS,
OPORTUNIDADES PARA AUMENTAR A RENTABILIDADE
DOS OPERADORES DE VENDING”
Discurso de boas-vindas por Arnaud van
Amerongen, Presidente da EVA
1.
Operadores de Vending - eficiências
09:15 – 09:45
O custo real do abastecimento – planeamento
eficaz do itinerário
O planeamento do itinerário do operador pode levar ao sucesso ou ao
fracasso. No entanto, não conseguiremos obter o resultado final, o lucro que
pretendemos, se o itinerário não for bem planeado. Normalmente, uma
empresa de vending pode escolher entre itinerários fixos e itinerários
dinâmicos e autorizados. Na sua apresentação, Balázs gostaria de demonstrar
as diferenças entre as duas possibilidades e apresentar uma solução para a
seguinte questão: por que razão consegue um operador italiano abastecer 30
máquinas num dia de trabalho, enquanto que em outros países os operadores
só conseguem abastecer 12 a 15 máquinas?
3
Orador: Balázs Szöllısi, Trimatic (Hungria)
Balázs está na indústria de vending desde 1998. No
início da sua carreira, concentrou-se nas máquinas
autónomas, apostando depois nas máquinas de balcão.
Foi proprietário de uma empresa operadora na Roménia
e, desde 2009, é também proprietário de outra empresa
na Hungria. Desde 2007, Balázs está envolvido com a MIAZS, a Associação de
Vending húngara, e é actualmente o seu Presidente.
09:45 – 10:15
Reduzir o abastecimento defensivo e os custos
de manutenção – ênfase nos RH
Serão apresentadas algumas ideias sobre a manutenção de baixo custo, sem
sacrificar o desempenho. A apresentação de Paulo terá uma abordagem sob o
ponto de vista dos recursos humanos relativamente aos operadores de
elevado desempenho, de forma a evitar uma atitude de abastecimento
defensivo. Também apresentará uma breve perspectiva sobre o negócio de
vending em Portugal, fornecendo aos participantes alguns dados e números
locais.
Orador:
Paulo
Carlos,
Vending
Portugal
(Portugal)
Paulo é português. Depois de assumir vários cargos
como professor, guia turístico e programador, Paulo
começou a trabalhar para uma empresa de
máquinas automáticas de diversão. Há muitos anos
que é responsável pela organização da feira
“Expojogo – Expovending”. Nos últimos 15 anos, tem trabalhado como
consultor, prestador de serviços e administrador para vários operadores de
vending, como a Serdial.
10:15 – 11:00
Pausa para café
4
11:00 -11:30
Abordagem de um operador ao tempo de
abastecimento e controlo remoto – como
melhorar continuamente a eficiência e evitar os
custos de abastecimento
No passado, uma visita a um cliente era algo absolutamente inflexível, devido
à organização semanal da visita. A forma moderna de organizar as “voltas de
abastecimento” é visitar e abastecer uma máquina de venda automática
quando esta realmente precisa de ser abastecida e quando o procedimento é
apoiado por um sistema de software moderno e de hardware dedicado. A
monitorização de processo “just in time” de uma sala de controlo é onde as
capacidades de um técnico se aliam ao software sofisticado. No futuro,
pretende-se que a resposta venha directamente da máquina, através de
telemetria bidireccional ou de dois sentidos, como sistema de apoio a
tomadas de decisão.
Orador: Roberto Franza, IVS Italia (Itália)
Roberto Franza é italiano. Trabalha na IVS Italia desde
2003, como Responsável pelas Operações para a
região de Emilia Romagna. É responsável pela gestão
de várias sucursais, que fazem parte de uma fusão
corporativa de 8 empresas. Anteriormente, Roberto
ganhou bastante experiência na indústria de vending,
detendo vários cargos no sector das vendas na Rheavendors, Teknovend Srl,
illycaffè SpA e Lavazza SpA. Desde 1992, Roberto tem estado activamente
envolvido na Confida, a Associação de Vending italiana. É membro da
Comissão Ético-Jurídica.
11:30 – 12:00
Implementar um itinerário eficiente e aumentar,
simultaneamente, a satisfação dos clientes
A gestão de frota no negócio de vending é uma questão persistente em
muitas organizações. É de prática comum manter as coisas como sempre
foram. No entanto, o mundo evoluiu e a logística também. Actualmente,
existem diferentes sistemas para gerir uma frota, mas devem, de forma
5
conjunta, optimizar os custos sem prejudicar o nível de serviço. Porque é tão
importante compreender este assunto? Uma das principais razões é que, para
muitas empresas, isto representa o maior centro de custos, logo a seguir ao
produto.
Orador: Carlos Oderiz, Serventa (Espanha)
Carlos liderou o MBO (aquisição da empresa pelos
seus gestores) e o spin-off da Tabacalera S.A. (actual
Altadis), optimizando a eficiência da Serventa e
consolidando a empresa como líder espanhola do
mercado, através de um processo de capacitação.
Antes de entrar para a empresa, em 2004, como
Director de Vendas e Operações, Carlos trabalhou como Director de Vendas
na Canelafoods; na J.García Carrión, como Director de Vendas Horeca (hotéis,
restaurantes e cafés) e Alimentar, e como Director de Produtos Frios a
Retalho, e também no Grupo Canasa e na La Casera, como Director-geral.
12:00– 12:30
Formação para uma maior eficiência e
competitividade
A apresentação irá começar pela definição da formação. O orador irá explicar
de que forma a formação do pessoal deve fazer parte da estratégia, para um
operador. Fornecer uma formação activa e contínua é fundamental para se
conseguir a excelência do operador, mas também é uma boa aposta para
satisfazer o consumidor. A segunda parte da apresentação irá focar aspectos
relacionados com a selecção eficaz de pessoas de elevado desempenho e a
política que as empresas devem seguir para conseguir um histórico de
empregabilidade bem sucedido.
Orador: Francesc Güell, TPC NetGrup
(Espanha)
Francesc é o Director-geral do TPC NETGRUP.
Também foi CEO da CVV em Espanha e é o seu
Director Técnico para a Europa. Anteriormente,
6
trabalhou como Director Técnico da AUTOMATIC, SA. É Engenheiro de
Telecomunicações e possui um MBA da Universidade La Salle de Barcelona e
Filadélfia. Francesc possui um Diploma em Aconselhamento e Consultoria para
Empresas Familiares, obtido na Fundación Nexia e Universidade Camilo José
Cela. Possui mais de 25 anos de experiência em áreas como o vending, o
serviço de cafetaria com máquinas automáticas (OCS) e o retalho.
12:30 – 13:45
2.
Almoço
Operadores de Vending - oportunidades
13:45 – 14:15
Serviço de qualidade e alargamento do leque de
máquinas: instrumentos de crescimento difíceis
mas gratificantes
A qualidade dos produtos e serviços e o alargamento do leque de máquinas
de venda automática no local, tendo em vista uma melhoria contínua da
qualidade neste sector, são uma escolha ambiciosa que actualmente, mais do
que nunca, é indispensável e cada vez mais apreciada pelos consumidores.
Orador: Giorgia Scattolin, Scattolin
Distribuzione Automatica s.r.l. (Itália)
Giorgia Scattolin e o seu irmão são os Directores de
uma empresa operadora de vending, a Scattolin
Distribuzione Automatica S.R.L. É responsável por
todos os assuntos internos, pelo controlo da
qualidade, pela gestão do pessoal e dos
fornecedores, e pela gestão administrativa. A
empresa, que foi fundada pelo seu pai, emprega actualmente 18
colaboradores e actua em áreas como Veneza, Pádua e Treviso. A missão da
empresa é manter um elevado nível de excelência no serviço que presta ao
cliente.
7
14:15 – 14:45
A tecnologia no sector do Vending – entre
oportunidades e valor acrescentado
As novas tecnologias à disposição da indústria de vending devem ser vistas
como oportunidades de aumentar o valor das organizações e dos serviços das
empresas de vending. Existem oportunidades para fazer cortes significativos
nos custos, mantendo a qualidade e o serviço, bem como melhorando a
imagem da indústria face ao consumidor final. Em resumo, são oportunidades
que irão aumentar o volume e também a visibilidade. A formação do pessoal
será um elemento essencial para que as empresas possam integrar-se na
evolução tecnológica. Este tópico também será abordado na sua
apresentação.
Orador: Roberto Pace, Gedac Vending s.r.l. (Itália)
Roberto trabalha para a empresa GEDAC S.r.l. há cinco
anos. Tem estado intimamente ligado à indústria de
vending desde a infância, uma vez que a GEDAC foi
fundada pelo seu pai há 20 anos. Durante os últimos 5
anos, a combinação de políticas comerciais associadas à
rentabilidade, abraçando simultaneamente a tecnologia
moderna e tendo especial atenção aos nossos clientes, em termos de serviços
prestados, fez da GEDAC uma das empresas líderes no sector do vending na
Toscânia.
14:45 – 15:15
Serviços de valor acrescentado e novos fluxos de
rendimento para as máquinas de venda
automática de bebidas quentes
Podemos oferecer aos consumidores muito mais do que apenas os nossos
serviços de bebidas quentes. Chegamos ao consumidor através de uma
extraordinária visibilidade, de um método conveniente de pagamento dos
serviços de vending, bem como informando e educando o consumidor ao
partilhar notícias, informações e anúncios publicitários. Ao melhorarmos a
imagem das aborrecidas máquinas automáticas de venda actuais,
aumentamos substancialmente o nosso volume de vendas. Há várias formas
8
de o fazer. Jacek gostaria de partilhar algumas ideias, destacando alguns
casos específicos do mercado polaco.
Orador: Jacek Czauderna – Hello Vending
(Polónia)
Jacek Czauderna possui 17 anos de experiência em
vendas e marketing B2B (business-to-business) em
espaços públicos. Possui uma experiência alargada em
trabalho para grandes empresas como a Heineken e a
Nestlé, na Polónia. Desde 2009, Jacek é Director-geral
da Sports Hospitality Ltd, uma empresa que oferece serviços de catering a um
estádio de futebol em Varsóvia, e da Hello Coffee Ltd., uma empresa
operadora de vending. Também está envolvido na Associação de Vending
polaca (PSV), sendo seu Presidente desde 2010.
15:15 – 16:00
3.
Pausa para café
Operadores de Vending – gestão financeira
16:00 – 16:30
Temos um problema: não conseguimos
acreditar!
Através de uma comparação dos preços entre as lojas de conveniência dos
hipermercados e os cafés, perguntamo-nos: “Como é que a indústria de
vending se deve posicionar?” Talvez não devamos ser tão baratos como as
lojas dos hipermercados, pois também temos de atribuir algum valor ao nosso
serviço. Não há dúvida de que devemos concentrar-nos mais na estratégia
das lojas de conveniência e dos cafés, uma vez que a maioria de nós funciona
como lojas de café automáticas.
9
Orador: Javier Arquerons, Alliance Vending
(Espanha)
Javier começou a sua carreira profissional no sector
bancário. Em 1993 já tinha começado a trabalhar para a
Arbitrade, uma empresa operadora familiar. Durante
muitos anos, desempenhou também funções de auditor,
até 2001, quando decidiu dedicar-se unicamente à sua
empresa, onde actualmente detém o cargo de CEO. Javier já foi membro do
Conselho de Administração da Associação de Vending catalã (ACV), bem como
da Associação de Vending espanhola, a ANEDA. É agora Vice-presidente da
Associação Nacional Espanhola.
16:30 – 17:00
A proposta de custos dos operadores de vending
– mesa redonda
A proposta de custos é um debate que está sempre sobre a mesa dos
operadores de vending. Os participantes desta mesa redonda irão discutir as
diferentes abordagens, com base na sua experiência e também tendo em
conta os países em que operam.
Orador: Arnaud van Amerongen, Aequator (Países
Baixos)
Arnaud é de nacionalidade neerlandesa e está envolvido
na indústria de vending desde 1990. Também começou a
trabalhar para o sector das embalagens e do plástico na
mesma altura. Mais tarde, em 1992, adquiriu a Etna e
vendeu acções em 2008, depois de ter empregado, com sucesso, 1400
pessoas em 8 empresas. Em 2008, Arnaud adquiriu a parte da Aequator, e
em 2009 comprou a Shop24Holding. Durante muitos anos, Arnaud esteve
envolvido na actividade das sucursais da Associação de Vending, na
Associação de Vending neerlandesa (VIDA) e na EVA. É Presidente da EVA
desde 2007.
10
Orador: Michael Maurer, Automaten Service Maurer
Michael trabalha na indústria de vending há mais de 25
anos. Trabalhou na Jacobs Kaffee (Kraft Foods), na
Tchibo, na Müller Automaten e na CA Vending, como
Administrador e Director. Foi em 1994 que criou a sua
própria empresa operadora, a Automaten Service
Maurer. De 2003 a 2010, Michael foi Presidente da Associação de Vending
alemã (BDV).
Orador: Jan Marck Vrijlandt, Selecta (Suíça)
Jan Marck é de nacionalidade neerlandesa e responsável pelo
departamento de Vendas, Marketing e Procurement da
Selecta ao nível do Grupo, sendo também membro da
Comissão Executiva da Selecta. Há 16 anos que trabalha na
indústria de vending na Selecta, detendo vários cargos: CFO
da Selecta Alemanha, Fusões e Aquisições da Selecta na Europa Central,
Director-geral da Selecta nos países do Benelux.
4.
Operadores de Vending – desafios legislativos
17:00 – 17:30
Desafios legislativos que os operadores poderão
enfrentar nos próximos anos
É essencial acompanhar o trabalho diário das instituições europeias, uma vez
que as propostas legislativas são, por vezes, tão alargadas e técnicas que
exigem uma monitorização meticulosa desses documentos para que se
descubra como poderão afectar a indústria de vending. As consequências
podem ser, por vezes, negativas e, por conseguinte, é importante intervir no
momento certo, de forma a fazermo-nos ouvir e a promover os nossos
interesses.
11
Orador: Erwin Wetzel, Director dos Assuntos
Regulamentares da EVA
Erwin Wetzel possui dupla nacionalidade: austríaca e
francesa. Possui uma experiência profissional variada,
tendo dado apoio aos membros do Parlamento
Europeu e ao Comité das Regiões. Também trabalhou
para os governos locais e regionais austríacos e para governos regionais em
Bruxelas e na Áustria. Erwin entrou recentemente para a EVA para defender
os interesses da indústria, do ponto de vista legislativo.
17:30 – 17:45
Conclusões da conferência por Arnaud van
Amerongen, Presidente da EVA
Com o excepcional moderador da conferência: Alex Puissant.
Serão prestados serviços de interpretação de/para Alemão, Inglês,
Italiano, Espanhol e Português.
19:30 - 20:00 TRANSFERÊNCIA DO HOTEL PALÁCIO ESTORIL PARA O
BARCO
20:00 - 23:00 JANTAR A BORDO DO BARCO: "VISTA DO TEJO"
23:00 - 23:30 REGRESSO AO HOTEL PALÁCIO ESTORIL
DETALHES SOBRE OS LOCAIS DO EVENTO
Hotel Palácio Estoril
Edifício Lisboa Vista do Tejo
Rua Particular
Doca de Alcântara Norte
2769-504 Estoril, Portugal
1350-352 Lisboa, Portugal
12

Documentos relacionados

FALTA MENOS DE UM MÊS PARA O MAIOR

FALTA MENOS DE UM MÊS PARA O MAIOR FALTA MENOS DE UM MÊS PARA O MAIOR EVENTO LATINO-AMERICANO DE VENDING MACHINE & OCS São Paulo será sede, nos dias 13, 14 e 15 de março, da EXPOVENDING Feira LatinoAmericana de Vending Machine & OCS...

Leia mais