Diapositivo 1 - ROR-SUL

Сomentários

Transcrição

Diapositivo 1 - ROR-SUL
iNOVA4Health
Tumores hipofisários
Valeriano Leite
IPO Lisboa
Tumores hipofisários
-9% dos tumores do SNC
-14% em autópsias
-incidência 8/100 000
-prevalência 1/1000
Tumores hipofisários
-prolactina ………………… 40%
-não funcionantes.……… 30%
-hormona crescimento.. 20%
-adrenocorticotropina.…10%
Genética
1-familiares (raros):
-MEN1: hipófise, paratiróide, pâncreas
-AIP: acromegália e prolactinomas (Finlândia e Itália)
-MEN4: hipófise, paratiróide e angiomiolipoma renal
-Carney complex: pigmentação cutânea, mixomas, tumores endócrinos (testiculares,
adrenais, acromegália, prolactinomas e tiróide) e schwanomas.
2-esporádicos:
-gene Gs
Tratamento
-Cirurgia (via transespenoidal)
-Tratamento médico (agonistas somatostatina, agonistas dopamina)
-Radioterapia
Head image from Microsoft Digital Library
Prolactinomas
• Sexo f., idade jovem
• Alterações mentruais, galactorreia, cefaleias
• Factor desencadeante: morte familiar, divórcio,
doença, etc
• PRL elevada
• RMN: microadenoma hipofisário
• Tratamento: bromocriptina ou cabergolina
Paternal deprivation prior to adolescence and vulnerability to pituitary adenomas.
L. G. Sobrinho et al. Pituitary 2011.
Efeito da bromocriptina
Antes
Durante
(Kelley’s Textbook of Internal Medicine)
MRI
Free Online Reference Site and Encyclopedia
Edwin K Joe MD
Dermatology Online Journal 9(4): 16
From Pincus Taft
Tumores não funcionantes
Carcinoma da hipófise

Documentos relacionados

139 Lac caninum como tratamento homeopático de

139 Lac caninum como tratamento homeopático de Prolactinomas são adenomas de lactotrofos da hipófise anterior, produtores de prolactina. Podem ser micro ou macroprolactinomas quando possuem diâmetro menor ou maior que 10mm, respectivamente. Os ...

Leia mais