Schoenstatt News

Сomentários

Transcrição

Schoenstatt News
Schoenstatt News
Natal Jubilar:
como você e sua
família estão se
preparando para
que este Natal seja
inesquecível, seja
um marco em suas
vidas? Você já
parou para refletir
qual é a relação
entre o Advento
do Deus Menino e
o “Advento” de
Schoenstatt?
Se formos pensar,
nosso Pai e
Fundador também
passou por um
“Advento”, quando
diante de algumas
portas abertas,
entrou
cuidadosamente e,
por meio delas,
com abertura para
o atuar da graça,
deu início em seu
interior ao
nascimento de
Schoenstatt. Foi um
Advento de longos
meses, de silêncio,
escuta da Palavra
de Deus, oração e
confiança. Tudo o
que é grande é
gerado no silêncio.
Graças ao silêncio,
a fé e a confiança
de nosso Pai
podemos celebrar
estes cem anos de
abençoada história!
Dezembro 2013
“Ó se Schoenstatt se tornasse um segundo Belém!”
(Pe. José Kentenich)
Estamos no tempo agraciado do
Advento! Logo vivenciaremos o
único Natal do Ano Centenário
de
Schoenstatt!
Para
nós
católicos, sempre o tempo do
Advento e do Natal são especiais,
repletos de alegria pela vinda do
Salvador, de esperança por
tempos melhores, de mais paz e
fraternidade. Para todos os que
selaram as Aliança de Amor com
a Mãe e Rainha este tempo tornase ainda mais especial e precioso,
pois nos preparamos para um
Natal jubilar! Quantas graças
estão reservadas para nós na
Noite Santa, quando nosso
pequeno Santuário brilhará sob a
luz da estela de Belém! Com
alegria queremos preparar o
nosso coração como uma
manjedoura bem aconchegante
para que o Menino Deus venha a
nós com a plenitude do seu amor
e faça de nosso lar e de todos os
lares do mundo um novo Belém.
O nascimento do Senhor em Schoenstatt depende de mim!
“Tenho a impressão de que o renascimento de Cristo aqui em Schoenstatt,
depende essencialmente de nós. Depende essencialmente de que eu,
pessoalmente, celebre o Advento, de que eu pessoalmente me introduza nos
afetos de saudade de um coração purificado, como eles ressoaram a seu tempo, do
coração da querida Mãe de Deus. É certo este pensamento? Será que o Natal é
dependente do Advento que celebramos aqui em Schoenstatt, nós que estamos
aqui fisicamente? Mas também do Advento que celebram todos os filhos de
Schoenstatt que, espiritualmente, estarão unidos conosco?” (Pe. José Kentenich 06
de dezembro de 1931)
Página 2
Reforma da porta do Santuário Original
Com o grafite juvenil e as placas votivas ao estilo
“Maria ajudou”: assim está a porta provisória do
Santuário Original nestes dias de Advento. Não se
pode descobrir quem foi o primeiro que escreveu
nos espaços vazio, porque não há repórteres no
local; porém, agora, essa porta conta histórias de
peregrinos…
O arco do jubileu, agora com a trepadeira cor de
outono, emoldura a porta em reforma. Alguém
pintou uma cruz branca sobre ela. O decreto da
indulgência para o jubileu está pendurado nela e, do
lado esquerdo, pode-se ver o horário das Missas,
sob o título “Santuário Original” (por quanto
tempo esperamos por isso!). E surgem as histórias:
os noviços estiveram ali, imortalizados com nome e
sobrenome. “De mão em mão, tudo para o
Santuário”, escreveram, na parte superior, os
grupos femininos de Tréves, com letras grandes. E,
aqui e ali, há mais nomes.
Agradecer, permanecer, estar presente
Pe. Kentenich estava “no meio das pessoas” – no
sentido da Evangelii Gaudium, em que essa frase
aparece em alguns trechos; sua visita ao Vale de
Pompeia, no ano de 1952, o fez tomar a decisão,
quando viu ali inúmeras placas votivas, de buscar
mais possibilidades para o Santuário Original que
expressassem ali a piedade popular: seja em
agradecimento ou pelo desejo de dar testemunho
de ter tocado o lugar santo e assim lhe deixar um
toque de eternidade…
O mar de cartas, que em poucos dias encheu o
buraco na parede do Santuário Original, a corrente
cada vez maior de “Cartas ao Santuário Original”
que chegam pelos sites, as velas que são colocadas
pelas pessoas que nunca tinham estado no
Santuário Original, os nomes na porta e muitos
Schoenstatt News
outros símbolos falam da peregrinação em aliança
solidária até o Santuário Original, que busca e
encontra símbolos para agradecer, permanecer e estar
presente. Estamos curiosos para saber como será a
criatividade dos peregrinos no ano do jubileu…
Pedras, umbrais, testemunhas da história
Os trabalhos de construção desenterram também a
história e fazem surgir testemunhos dela. A velha
porta do Santuário Original estava muito desgastada e
profundamente corroída; só o amor pela preservação
de uma valiosa testemunha da história e um sem
número de passos de peregrinos explicam por que não
se faz uma nova, uma vez que os destroços restantes
estão sendo reconstituídos em um trabalho
minucioso.
Nos próximos dias, daremos mais informações. Por
que a porta estava tão desgastada e por que balançava
daquela maneira; por que existia em alguns lugares
quase um centímetro de espaço entre a porta e o
chão? Algum material do subsolo foi usado como
enchimento, e isso não era nem um pouco indicado
para sustentar uma porta.
Há uns dias, foi encontrada a 28 cm, mais abaixo que
o nível atual do solo onde estava a porta, uma pedra
que parece ser da Idade Média. A primeira suposição
foi que seria da velha soleira, como explicou Pe. Egon
Zillekens. Seria a soleira, pela qual, durante séculos
anteriores, as pessoas entravam na capela? Examinada
mais de perto, essa grande pedra parece ser o que
sobrou de uma porta ou de uma janela – um
remanescente dos muitos destroços causados pela
natureza, ou pela guerra, e teria sido usado como
enchimento…
Não apenas as pedras, mas também as pessoas
As histórias comovem. Sempre têm algo de profundo
respeito e de assombro. Com certeza: não queremos
exibir as pedras do passado, como disse Pe. Zillekens;
queremos ver as pessoas entrarem hoje no Santuário,
vindas de todos os povos e nações, nessa grande
peregrinação 2014 e mais além…
E com isso, voltamos ao tema do grafite na porta
improvisada do Santuário Original. E não ficamos
apenas nesse tema. Porque o que faz com que o
Santuário Original seja o lugar mais santo de
Schoenstatt não é a sua porta e suas paredes, não são
suas pedras e telhas, mas, sim, a MTA e as pessoas
que peregrinam para lá. São elas que lhe trazem vida
com suas vidas verdadeiras, reais, com sua alegria pelo
Evangelho e pela Aliança de Amor que celebramos,
que renovamos, que anunciamos e a partir da qual
fazemos nascer uma cultura da Aliança nas famílias,
na Igreja, na economia e na periferia da sociedade.
Fonte: sch.org
Página 3
Livro de receitas
Nossa missão nos impulsiona a
aproveitar todas as ocasiões
possíveis para edificar uma
cultura da Aliança, a cultura do
encontro, como diz o Papa
Francisco.
Quer
melhor
momento para o encontro do
que uma refeição familiar?
Para ajudar a tornar os
momentos de refeições ainda
mais agradáveis, a Equipe 2014,
com o auxílio da Liga de Mães
do Santuário Tabor Redenção da
Família, convida a todos da
grande
Família
de
Schoenstatt (Ligas,
Uniões,
Institutos, Terço dos Homens e
a Campanha da Mãe Peregrina)
de diferentes regiões do
Brasil, para a partilha de receitas.
Recheie este livro de suas
“memórias afetivas”
Para isso, partilhe com seus
irmãos
na
Aliança aquela
receita cujo o cheiro, o sabor, a
aparência, estejam unidos a um
abençoado momento familiar
que você viveu. Sabemos que é
isso o que também constrói uma
família. Uma refeição bem
preparada promove comunhão e
momentos inesquecíveis que,
com certeza, trazem crescimento
e são lembrados para sempre.
Este caderno de receitas quer ser
um presente especial para todas
as famílias de nossa grande
Família, pois estamos vivendo
um ano singular em nossa vida e
no Movimento de Schoenstatt.
Divulgue! Participe ativa e
concretamente da preparação
das
comemorações
do
Centenário do Movimento de
Schoenstatt no Brasil com a
confecção deste caderno de
receitas!
Faça parte dessa história! Envie
logo a receita que lhe traz uma
memória afetiva vivida em
família! Ajude a escrever esse
livro de partilhas, para que cada
família de nosso Brasil possa
viver momentos de Tabor neste
Ano Centenário. Quem sabe, é
desse livro que sairá a bela e
feliz refeição festiva de sua
família, para celebrar os Cem
anos da Aliança de Amor!
O prazo para o envio das
receitas é de 1° de
dezembro/2013 até o dia 15
de janeiro/2014.
Envie sua receita especial,
acesse www.maeperegrina.org.br
e preencha o formulário!
Peregrinação de Outubro! Eu vou e você?
Você
já pensou que
olhos brilhantes e que
belo sorriso os peregrinos
de abril e maio trarão em
seus rostos ao voltarem
de Schoenstatt e Roma?
Você faz ideia que
histórias emocionantes e
contagiantes eles contarão
para seus familiares,
amigos e irmãos na
Aliança?
Você
já
imaginou
quantos
presentes materiais e
espirituais, quantas graças
e bênçãos eles receberão e
poderão partilhar com
aqueles que amam?
Pense
bem:
está
chegando! Agora falta
pouco e ainda há vagas
para a peregrinação de
outubro! Faça a viagem da
sua vida e celebre nos
lugares de origem
de Schoenstatt e de nossa Igreja
o grande Centenário da Aliança
de Amor! Será inesquecível!
Entre em contato:
[email protected]
[email protected]
Alexandre:
[email protected]
Faça a
viagem
dos seus
sonhos!
Visita do Padre Andrew ao Brasil
Ir. M. Nilza P. da Silva - O
Jubileu de cem anos da Aliança de Amor é um marco muito importante na história da
Família Internacional de Schoenstatt, pois abre o segundo centenário alicerçado na unidade entres os irmãos
na Aliança, unidade no coração do Fundador, Pe. Kentenich, em seu carisma, que tem a centralidade no
Santuário Original.
Então, para que a celebração e renovação do Ato de Fundação, a Aliança de Amor, em 18 de outubro de 2014,
seja uma síntese e expressão da vida que flui em todo o mundo, Pe. Andrew Pastore e David Perera, da
Comunicação, na Equipe Central 2014, visitam alguns países para assimilar a vida que flui na caminhada para o
grande jubileu. Dias 10 e 11 de dezembro estiveram no Brasil.
Dois carismas na mesma missão: divulgar a Aliança de Amor
No primeiro dia, com membros da Equipe Nacional, reuniram-se na Canção Nova para maiores
esclarecimentos a fim de facilitar a transmissão direta da celebração jubilar. Um encontro muito fraterno e
alegre de dois carismas presenteados pelo mesmo Espírito Santo a serviço da Igreja. Temos a alegria de
comunicar que, generosamente, a TV Canção Nova fará a transmissão ao vivo de todas as celebrações centrais
do Jubileu: abertura oficial, no dia 16 de outubro, Santa Missa festiva e renovação da Aliança, dia 18 e
encontro com o Santo Padre, Papa Francisco, em Roma, no dia 25. Mais próximo da celebração, daremos
detalhes de horários. Em seguida, as visitas conheceram o Santuário em Atibaia/SP e fizeram muitas perguntas
sobre a forma como se acolhe os peregrinos e como se celebra com eles. Queriam adquirir informações sobre
a experiência do Brasil em celebrações schoenstattianas com um grande número de pessoas.
Um encontro de família empenhada pela missão
Dia 11, no Santuário Tabor da Confiança Vitoriosa no Pai, em Vila Mariana, São Paulo/SP, a Equipe Nacional
reuniu-se com os dois da Equipe Central, das 9 às 18 horas. Pe. Andrew e David disseram que, primeiro
queriam saber como o Brasil se prepara para o grande jubileu. Foi-lhes apresentado uma síntese dos 9 anos de
caminhada, com fotos, vídeos e houve muito interesse por todos os detalhes. A seguir, eles informaram sobre
a situação atual da preparação das celebrações do centenário da Aliança de Amor, no Santuário Original e
estavam abertos para perguntas. Foi uma troca de ideias, de experiências bem familiar e muito empenho para
que as celebrações do centenário sejam uma festa de Família, de bênçãos, de fidelidade, de Aliança.
Um trampolim para mergulhar ainda para mais fundo
Os corações unidos na gratidão por todas as graças recebidas na caminhada para o centenário estão dispostos e
confiantes perante os grandes desafios dos últimos meses de preparação. Deus, por meio da querida Mãe de
Deus tem nos abençoado tanto, que o empenho pela missão transborda simplesmente. Como disse David, o
dia jubilar não será o fim dessa caminhada agraciada, mas o trampolim. Sim, um trampolim para mergulharmos
ainda mais profundamente no carisma de Schoenstatt e navegarmos nas águas da graça a serviço da Igreja. Um
trampolim que nos lança ainda mais a fundo na missão.
Presente de Natal
Conta-se de um homem que, no Advento, passou pelas ruas da cidade,
iluminadas e enfeitadas, para comprar presentes de Natal para sua
família. Ele ainda não tinha pensado em algo concreto, mas com certeza
encontraria algo entre as milhares de coisas, que estavam expostas nas
lojas.
Quando ia atravessando as ruas, no meio da multidão carregada de
pacotes e pacotinhos, mas em cujas faces não brilhava nada do mar de
luzes, pensou ele consigo mesmo: deve haver também presentes, que
não se pode comprar, os quais não se precisa empacotar e não precisam
ser registrados no caixa. Deve, também hoje, quando os homens estão
envolvidos nas coisas materiais, haver algo que simplesmente não se
pode pagar. E, repentinamente, este senhor teve clareza: nesta semana
de preparação dos presentes, eu quero fazer pequenos presentes de
amor.
“Ao filho mais velho darei o presente que ele, há tanto tempo deseja, mas
nunca conseguiu, jogarei xadrez com ele. E, ao filho de minha
preocupação estudarei matemática e o ouvirei, quando chegar com seus problemas, para o qual
até agora nunca tive tempo. Para a menor contarei histórias...”
E seu coração já se alegrava, pensando na felicidade da pequena. Para seu amigo, que morava
sozinho na cidade, não enviaria apenas um cartão com feliz Natal, mas escreveria uma carta, na
qual recordaria a amizade antiga e seu relacionamento pessoal. E sua esposa... Lá estava ela,
de repente, diante dele, no meio da rua, entre a multidão de gente. Ela o olhou... suas mãos
estavam vazias. Ainda não tinha nenhum presente de Natal. Mas ela percebeu um brilho, que
irradiava em sua face. Um pouco surpreendido, disse ele: “Eu ainda não comprei nenhum
presente, mas dize-me o que tu desejas mesmo?” Então ela se encorajou e disse baixinho:
“Que tu, depois de muitos anos, me diga de novo, ao menos uma vez, que tu me amas! Pois, na
Noite de Natal, na qual Deus nos fez o grande presente de seu Amor, nossos presentes também
deveriam falar de amor.
E foi o mais belo Natal, que está família vivenciou. E tu o que vais presentear?
Feliz e Santo Natal!

Documentos relacionados

Ano 03 | Nº 29 - Santuário de Schoenstatt

Ano 03 | Nº 29 - Santuário de Schoenstatt “Sentimo-nos como prediletos de Deus, que nos chamou pelo nome e inscreveu-nos em sua mão”! (Padre José Kentenich) Estimado!Quero agradecer por você, a partir de agora, por fazer parte da Família M...

Leia mais

GRUPO SCHOENSTATT - NORDESTE SETEMBRO

GRUPO SCHOENSTATT - NORDESTE SETEMBRO (Casa Pallotti). No final do dia, faremos um passeio a pé, passando pela Fontana di Trevi (que está em obras e sem água), o Pantheon e a Piazza Navona. Jantar no hotel. 08/10 (qui) – ROMA / LISBOA ...

Leia mais