O Projeto Millennium divulga a mais recente edição do relatório O

Сomentários

Transcrição

O Projeto Millennium divulga a mais recente edição do relatório O
O Projeto Millennium divulga a mais recente
edição do relatório O Estado do Futuro
15ª edição de aniversário
O Estado do Futuro 2011 constata que o mundo está ficando mais rico,
mais saudável, mais educado, vivendo mais, mais pacífico e melhor
conectado; todavia metade do mundo é potencialmente instável. Os preços
dos alimentos estão subindo, os lençóis freáticos estão diminuindo, a
corrupção e o crime organizado estão aumentando, a viabilidade ambiental
para sustentar a vida está diminuindo, a dívida e insegurança econômicas
estão aumentando, as mudanças climáticas continuam, e a lacuna entre
ricos e pobres está aumentando de forma perigosa. O mundo encontra-se
numa corrida entre a implementação de inventos cada vez mais sofisticados
para melhorar a condição humana e o aparente aumento da complexidade e
da escala dos problemas globais. Então, o que estamos fazendo nessa
corrida? Qual é a nossa pontuação até agora?
No que estamos ganhando














Mais acesso à água
Índice de alfabetização
Matrícula escolar, nível secundário
Taxa de incidência da pobreza dos que vivem com até $1.25 por dia
Crescimento populacional – a queda é vista como boa para alguns
países e ruim para outros
PIB per capita
Disponibilidade de médicos
Usuários da internet
Taxa de mortalidade infantil
Expectativa de vida ao nascer
Proporção de mulheres na política
PIB por unidade de energia
Conflitos armados
Disponibilidade de alimento
Press Release – Nova edição do relatório O Estado do Futuro
31 de julho, 2011
Onde há pouca mudança



Predomínio do HIV
Índice de homicídios
Gastos com pesquisa e desenvolvimento
Em que estamos perdendo:








Emissões de CO2
Anomalias na temperatura da superfície global
Número de eleitores
Desemprego
Consumo de combustível fóssil
Corrupção
Pessoas mortas ou feridas em ataques terroristas
Refugiados por país ou território
Onde há incerteza





Países que possuem ou planejam fabricar armas de energia nuclear
População em países livres
Área florestal
Dívida em países com receita baixa e média
Número de doenças infecciosas: emergentes e re-emergentes
Não há dúvida que o mundo pode ser muito melhor do que é, se nós
tomarmos as decisões corretas. Quando consideramos as muitas decisões
erradas e as boas decisões que deixaram de ser tomadas - dia após dia e ano
após ano ao redor do mundo- é incrível que nós ainda estamos progredindo,
portanto, se nós pudermos melhorar nossas decisões como indivíduos,
grupos, nações e instituições, então o mundo poderá ser
surpreendentemente melhor do que é hoje.
Press Release – Nova edição do relatório O Estado do Futuro
31 de julho, 2011
Citações sobre o relatório
Insights de valor inestimável
Banki-Moon, Secretário Geral, ONU
Leitura fascinante
Andres Oppenheimer, Miami Herald
Uma leitura obrigatória para qualquer pessoa que decide
Enrique Peña Nieto, Governador, Estado do México
A melhor introdução às maiores questões globais e soluções de longo
prazo
Livros de Previsão Global
O Estado do Futuro 2011 é um estudo conciso, de leitura agradável, sobre
a situação global, problemas, soluções e perspectivas para o futuro. Ele
cobre os 15 desafios globais cada um com uma síntese de 2 páginas,
contendo considerações regionais nas áreas de energia, alimentos, ciência
& tecnologia, ética, desenvolvimento, água, crime organizado, saúde,
tomada de decisão, relações de gênero, demografia, guerra & paz, entre
outros. Junto com o sumário executivo, essas informações são ideais para
executivos, pensadores, especialistas em políticas públicas, conselheiros
políticos, gestores de ONGs, professores, e qualquer pessoa interessada
numa visão panorâmica do mundo, com prospecções para o futuro e
reflexões do problemas e das soluções em seu potencial.
Esse estudo trata de uma ampla gama de iniciativas e políticas orientadas
para o futuro tais como a transição de uma agricultura baseada na água
doce para uma agricultura baseada na água salgada, fazendo da segurança
alimentar o foco da aliança estratégica entre Estados Unidos e China; uma
estratégia global para combater o crime organizado; a inteligência coletiva
como um dos principais tópicos de interesse.
Press Release – Nova edição do relatório O Estado do Futuro
31 de julho, 2011
Há também capítulos especiais sobre a situação do Egito e suas 34
prioridades pós-revolução; 32 elementos moldando o futuro das artes,
mídia, e indústrias do entretenimento no horizonte de 2020; quatro cenários
para o futuro da América Latina no horizonte de 2030; e o Índice do Estado
do Futuro.
O Estado do Futuro 2011 vem em duas partes: um extrato da pesquisa
numa versão impressa com 106 páginas incluindo tabelas, gráficos e
diagramas, e um CD contendo 8.500 páginas com todo o conteúdo das
pesquisas, análises e dados que se encontra na parte de trás do relatório
impresso.
Como O Estado do Futuro tem sido utilizado:







O Presidente da França na preparação dos encontros G-8.
A Escola Wharton da Universidade da Pensilvânia no curso de MBA
sobre Globalização
A consultoria Deloitte & Touche no seu processo de plano
estratégico global
O Governo da Dinamarca para mudar as suas prioridades em
ciência e tecnologia
Fonte de pesquisa de futuristas, pensadores e consultores, na
elaboração de palestras e no desenvolvimento de projetos junto a
seus clientes
Os Governos da China, Kuwait, Coréia do Sul na criação de seus
Índices do Estado do Futuro
Todos os que desejam entender o que está acontecendo no mundo e
conhecer o que precisa ser feito em relação a isso
O Projeto Millennium foi criado em 1996 como o primeiro “think-tank”
globalizado. Ele realiza pesquisas prospectivas independentes através de
seus 40 nodos ao redor do mundo, que conectam perspectivas globais e
locais. Nodos são grupos de indivíduos e instituições que aglutinam
cérebros da sua respectiva região e trazem os resultados É apoiado por
organizações da ONU, corporações multinacionais, universidades,
fundações e pelos governos do Azerbaijão, Kuwait, Coréia do Sul e
Estados Unidos.
Press Release – Nova edição do relatório O Estado do Futuro
31 de julho, 2011
Os autores estão disponíveis para entrevistas
Jerome Glenn, Fundador e Diretor Executivo, Washington, D.C. EUA
Theodore J. Gordon, Fundador e Membro Emérito. principal pesquisador, EUA
Elizabeth Florescu, Diretora de Pesquisa, Calgary, Canada
Arnoldo de Hoyos e Rosa Alegria, Diretores do nodo brasileiro – São Paulo, Brasil
Nodos ao redor do mundo
São Paulo, Brasil; Artes e Mídia (Global); Baku, Azerbaijão; Beijim, China; Berlim,
Alemanha; Bogotá, Colômbia; Bruxelas, Bélgica; Buenos Aires, Argentina; Cairo,
Egito; Caracas, Venezuela; Nodo Cibernético (Internet); Helsinki, Finlândia; Istambul,
Turquia; Londres, Reino Unido; Ljubljana, Eslovênia; Melbourne, Austrália; Cidade do
México, México; Montreal, Canadá; Moscou, Rússia; Nairóbi, Quênia;
Nova Déli, Índia; Paris, França; Penam, Malásia; Praga, República Tcheca; Pretória,
África do Sul; Roma, Itália; Salmiya, Kuait; San Sebatian, Espanha; Santa Cruz/La Paz,
Bolívia; Santiago, Chile; São Domingo, República Dominicana; Seul, Coréia do Sul;
Teerã, Irã; Tel Aviv, Israel; Atenas, Grécia; Tóquio, Japão
Contatos Internacionais
Jerome Glenn ou Kawthar Nakayima
1-202-686-5179/ 1-202-669-4410
[email protected]
www.millennium–project.org
Contatos Nacionais – Brasil
Rosa Alegria e Arnoldo Hoyos
Núcleo de Estudos do Futuro – PUC-SP - Nodo brasileiro do Projeto Millennium
www.nef.org.br
Telefones (11) 2604-8650 / 4108-1278
[email protected]
Para adquirir o relatório na íntegra: http://millennium-project.org/millennium/2011SOF.html
Press Release – Nova edição do relatório O Estado do Futuro
31 de julho, 2011