JOGO COPO D`ÁGUA

Сomentários

Transcrição

JOGO COPO D`ÁGUA
JOGO COPO D'ÁGUA
Aluno: TAINÁ DOS SANTOS MAZIOLI
Colaboradores: WHEI OH LIN;GISELLI CAPACCI;DOUGLAS MELCHIOR
Orientador: CÍNTIA MARIZA DO AMARAL MOREIRA
Curso / Instituição de Ensino Superior: ENSINO MÉDIO
Introdução
Com vistas a acolher saberes da educação, da
ciência e da arte o Jogo Copo d’Água visa ao
mesmo tempo criar (1) um material educativo e (2)
um modelo de mediação pedagógica, a partir de
intervenções em contexto natural, unindo escola,
universidade e serviço de utilidade pública, com
foco na potabilidade da água, num bairro do
Município de Duque de Caxias. Nesta região é
comum o uso de água de poço em alternativa ao
abastecimento regular de água encanada. No entanto
constata-se a ausência de uma política pública que
regule este uso e ofereça à população um programa
estruturado que permita às famílias diagnosticar a
potabilidade da água de poço que já tem acesso; ou
estudar o potencial de cada terreno com a relação ao
potencial freático para a instalação de outros poços.
Objetivos
Desenvolver estratégias para a inserção na escola, a
criação e aplicação de jogo sobre a água, com vistas
a sensibilizar crianças e comunidade escolar, para
garantir acesso, diagnóstico e correção dos índices
de insalubridade da água destinada ao consumo
humano no bairro. Desenvolver modelo de ação
participativa de educação em ciência entre
universidade,alunos do ensino médio, a alunos do
ensino fundamental, ao detalhar etapas para um
trabalho prático de criaçõa e aplicação do jogo Copo
d'Água; e colaborar com a formação em educação
em ciência de uma bolsista PIBIC,advinda do ensino
médio.
Material e Métodos
O trabalho partiu de levantamento de dados sobre o
campo de aplicação prático do projeto piloto, o
Colégio Estadual José de Souza Herdy, localizado
nas proximidades do Campus da UNIGRANRIO, no
Município de Duque de Caxias. Identifico como
estratégia de criação coletiva do jogo, seu
desenvolvimento na Sala de Projeto, a qual acolhe o
Projeto Mais Escola do Governo Federal, que
disponibiliza atendimento aos alunos do ensino
fundamental, no ambiente escolar, no período
complementar ao ensino regular. Identificou ainda, a
possibilidade de envolver a Orientadora do Projeto
do Jogo, aluna bolsista PIBIC do Ensino Médio, a
professora responsável pelas oficinas de Letramento
alunos por ela atendidos (oito alunos),além de
alunos do ensino fundamental, no horário de 11:30
às 12:30,para a realização da atividade. Uma
situação existente na Comunidade do Pereirão,na
Zona Sul Carioca,com o Projeto Morrinho serviu de
inspiração.
Resultados
O trabalho, cuja realização precisou ser abreviada de
12 para 3 meses, foi realizado a partir de encontro de
orientação semanal e alcançou um Plano de Ação
Pedagógica de 2 Etapas:1.Oficina de criação do jogo
no chão, com mapa delimitando a escola , as casas
dos alunos, parentes e amigos, e o poço existente na
casa de cada um; pequeno poço desenhado para
funcionar como malha e mapas de Duque de Caxias
para servir de referência, além de levantamento e
possíveis situações de jogo com os alunos; 2.
Oficina de transposição do jogo do chão para a
mesa, a fim de adequar o jogo para um tabuleiro que
permita a sua utilização em sala de aula.
Conclusões
O trabalho, ainda que breve, atingiu os objetivos
pois:desenvolveu uma estratégia de chegada ao
campo e escolha de situação pedagógica natural para
a criação e aplicação do jogo; detalhou etapas para
um trabalho prático de criação e aplicação do jogo; e
envolveuumaaluna do ensino médio na problemática
de uma ação pedagógica a partir de uma situação de
jogo relacionada a potabilidade da água
Referências Bibliográficas
JOGO DA ÁGUA .Rio de Janeiro:Fiocruz,2002.
LIN,W.O;VIANNA JR. A. S;Quintal; Reis; Vieira.
Água Potável na Amazônia. Fontes de Água e
Estudo Preliminar de Suas Propriedades. C&T.
Revista Militar de Ciência e Tecnologia. Rio de
Janeiro v. xx, p.50-56, 2003. MOREIRA,Cíntia
Mariza do Amaral. Análise do Jogo da água da
Fiocruz,2002.
Bolsa de Iniciação Científica (IC):
PROPEP 2013