Relatório de Gestão

Сomentários

Transcrição

Relatório de Gestão
Relatório
de
Gestão
Exercício 2010
RELATÓRIO DE GESTÃO
I – RELATÓRIO DE ATIVIDADES
INTRODUÇÃO
1. RELACIONAMENTO COM A EBC.............................................................................................................1
1.1 CONTRATO DE GESTÃO................................................................................................................................... 1
1.2 OUTROS CONTRATOS COM A EBC..................................................................................................................... 2
1.3 RESULTADO DO PERÍODO.................................................................................................................................. 3
2. TELEVISÃO..............................................................................................................................................8
2.1 JORNALISMO................................................................................................................................................ 8
2.2 PROGRAMAÇÃO / PRODUÇÃO............................................................................................................................. 8
2.3 ASSESSORIA DE COORDENAÇÃO DE REDE.............................................................................................................. 10
2.4 CRIAÇÃO E PRODUÇÃO DE ARTE........................................................................................................................ 11
2.5 DOCUMENTAÇÃO E PESQUISA........................................................................................................................... 13
2.6 TV BRASIL MARANHÃO.................................................................................................................................. 17
2.7 ESCRITÓRIO REGIONAL DE BRASÍLIA..................................................................................................................... 18
3. RÁDIO MEC..........................................................................................................................................19
3.1 PROGRAMAÇÃO........................................................................................................................................... 19
3.2 APOIO TÉCNICO OPERACIONAL........................................................................................................................ 19
3.3 DISCOTECA................................................................................................................................................ 20
3.4 PESQUISA.................................................................................................................................................. 20
3.5 ACERVO................................................................................................................................................... 20
3.6 CENTRAL DE ATENDIMENTO AO OUVINTE.............................................................................................................. 21
3.7 COMUNICAÇÃO INTERNA E MARKETING................................................................................................................ 22
4. MARKETING / COMERCIAL....................................................................................................................23
4.1 FATURAMENTO............................................................................................................................................ 23
4.2 PESQUISAS................................................................................................................................................. 23
4.3 COMUNICAÇÃO.......................................................................................................................................... 24
5. ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS.............................................................................................................30
5.1 ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL............................................................................................................................ 30
5.2 DESENVOLVIMENTO DE RECURSOS HUMANOS.......................................................................................................... 32
5.3 LOGÍSTICA E PATRIMÔNIO................................................................................................................................ 32
5.4 CONTROLE INTERNO..................................................................................................................................... 36
5.5 JURÍDICO.................................................................................................................................................. 37
6. TECNOLOGIA.......................................................................................................................................40
6.1 INFORMÁTICA.............................................................................................................................................. 40
6.2 ENGENHARIA.............................................................................................................................................. 41
7. OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES...................................................................................................43
7.1 TV ESCOLA............................................................................................................................................... 43
II – RELATÓRIO DE INDICADORES E METAS DA ACERP
1. QUADRO DE INDICADORES E METAS – ANEXO 1.................................................................................47
2. COMENTÁRIOS AO QUADRO DE INDICADORES E METAS DA ACERP....................................................48
ANEXOS AOS INDICADORES E METAS DA ACERP
III – DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
1. RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES
2. DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS
3. NOTAS EXPLICATIVAS
4. BALANCETES
INTRODUÇÃO
H ISTÓRICO
A Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto – ACERP, pessoa jurídica
de direito privado, sem fins lucrativos, qualificada como Organização Social e entidade
de interesse social e utilidade pública pelo Decreto nº 2.442/97, de 23 de dezembro de
1997, nos termos da Lei 9.637/98, supervisionada pela Empresa Brasil de Comunicação
- EBC, com a qual mantém um Contrato de Gestão que baliza as ações a serem
desempenhadas e as metas a serem alcançadas.
A adoção da Medida Provisória nº 398/07, convertida na Lei nº 11.652/08, que
instituiu os princípios e objetivos dos serviços de radiodifusão pública explorados pelo
Poder Executivo ou outorgados a entidades de sua administração indireta, autorizou o
Poder Executivo a constituir a EBC, e outras providências. Posteriormente, houve a edição
do Decreto nº 6.794/09, que dispôs sobre a Supervisão da ACERP pela EBC, o Contrato
de Gestão da ACERP, ora então celebrado com a Secretaria de Comunicação Social da
Presidência da República - SECOM, passou a ser firmado com a EBC.
C ONTEXTO M ERCADOLÓGICO
E
M EDIDAS A DOTADAS
Como todos os veículos de radiodifusão no Brasil, a ACERP experimenta profundas
transformações tecnológicas, com a migração do sistema analógico para o digital. Para
isso, fortaleceu a sua área de TIC (Tecnologia da Informação e Comunicação) voltada
especialmente para as operações de televisão e rádio.
Em 2009, esse segmento da Associação desenvolveu integralmente, com recursos
próprios da ACERP, um software para o gerenciamento de conteúdos analógicos e
digitais. Trata-se do programa iAcervo, de arquitetura aberta, que começou a ser
implantado em 2010.
Além disso, a ACERP tem se associado a grandes centros tecnológicos do Rio de
Janeiro para o desenvolvimento de aplicativos de interatividade em TV e rádio. Investe,
ainda, na capacitação dos seus profissionais através de convênios firmados com o
CEFET-RJ e a Escola de Engenharia da Universidade Federal Fluminense – UFF.
Em parceria com a UFF ministra dentro de suas instalações, dois cursos de MBA em
TV Digital, com a participação de 43 profissionais da instituição, com previsão de
conclusão em junho de 2011.
Detentora do legado da extinta Fundação Roquette Pinto, a ACERP administra o
acervo de 200 mil horas de conteúdo audiovisual registrado pelas mais diferentes mídias
(de filmes em 16 mm até o atual XDCam). Graças a um acordo de cooperação firmado
com a Petrobras, a ACERP já identificou, catalogou e digitalizou mais de duas mil horas
desse enorme acervo audiovisual (tido como um dos cinco maiores do País).
O mesmo trabalho está sendo realizado em parceria com o BNDES para a recuperação
de um conjunto de fitas magnéticas e discos em acetato acumulados durante os 70 anos
de existência das rádios MEC.
Vale registrar que o acervo da ACERP é o único entre as emissoras do Rio de
Janeiro e São Paulo que não foi prejudicado por incêndios que atingiram outras TV's nos
anos 70, como a TV Tupi, TV Globo e TV Record.
Num esforço conjunto, ACERP-EBC/TV Brasil, a infra-estrutura de produção e
transmissão da antiga TVE do Rio vem passando por profunda renovação. Isso ocorre
não só em função da troca de equipamentos analógicos por digitais mas também pela
implantação de um sistema integrado de produção-captação-transmissão. Os sinais de
vídeo e áudio, nas quatro praças onde a TV Brasil tem canais próprios, já estão sendo
disponibilizados por meios digitais.
Em 2010, a ACERP produziu (por meios próprios ou por contratação de terceiros)
e co-produziu com a EBC 2.260 horas e 35 minutos de programação inédita.
Com as reprises de parte dessa produção e de programas produzidos
preteritamente (ex: A Turma do Pererê e Um Menino Muito Maluquinho) o total de horas
veiculadas pela TV Brasil com produções da ACERP atingiu 3.657 horas e 20 minutos, ou
aproximadamente 47,5% da sua grade de programação.
1.
RELACIONAMENTO COM A EBC
1.1
CONTRATO
DE
GESTÃO
O Contrato de Gestão da ACERP com a EBC, assinado em 30 de março de 2009
(DOU de 13/04/09), no valor de R$ 18.000.000,00 (dezoito milhões de reais) e
vencimento para 31 de dezembro de 2009, teve seis aditamentos resumidos a seguir:
TA
Prazo
Aumento
Contrato em
31/12/09
30/03/09
TA nº 1 de
30/09/09
Sem
alteração
Vr Total
Outras Alterações
R$ 18,0 Estabelece obrigações, indicadores e metas.
milhões
R$ 3,6
milhões
R$ 21,6
milhões
TA nº 2 de
R$ 20,0
30/06/10
23/12/09
milhões
R$ 41,6 Aumenta as metas de captação de recursos
milhões próprios.
TA nº 3 de
R$ 19,6
31/12/10
30/06/10
milhões
R$ 61,2 - Cessão de direito de uso do imóvel em São
milhões Luís-MA, para a EBC.
TA nº 4 de
15/10/10
- Inclusão da meta - Apoio à migração para
tecnologia digital; A ACERP dará apoio à
R$ 66,1 migração do fluxo de trabalho analógico para
milhões digital, integrando as diversas mídias em 5
praças, a saber: Rio de Janeiro-RJ, Brasília-DF,
São Paulo-SP, São Luís-MA e Tabatinga-AM.
TA nº 5 de
17/12/10
Sem
alteração
Sem
alteração
R$ 4,9
milhões
R$ 6,9
milhões
- Inclusão de novos indicadores e metas, a saber:
R$ 73,0 1. Apoio ao desenvolvimento e aprimoramento
milhões de plataformas na Web (Agência Brasil e sites dos
canais EBC) de acordo com projetos
apresentados pela contratante;
2. Tempo mensal de transmissão de
programação, com utilização de recursos de
acessibilidade - A meta mensal é de 150 horas
mensais, baseada na Legislação, que estabelece
normas gerais e critérios básicos para a
promoção da acessibilidade das pessoas
portadoras de deficiência;
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
1
TA
Prazo
Aumento
Vr Total
Outras Alterações
3. Produção e transmissão mensal de 10 horas
com conteúdos radiofônicos referentes a esportes
(eventos esportivos e coberturas jornalísticas);
4. Atendimentos mensais da TI à usuários e ao
parque de equipamentos (meta de 600
atendimentos mensais);
5. Transcrição mensal de mídias antigas
(U-Matic, BVH e Beta) para formato digital (meta
de 30 horas mensais);
6. Pesquisas mensais para as produções internas
(meta de 1.000 atendimentos por mês).
TA nº 5 de
17/12/10
Sem
alteração
R$ 6,9
milhões
R$ 73,0
milhões
TA nº 6 de
28/12/10
31/12/11
R$ 40,0
milhões
R$ 113,0 - Retirada da Captação de Patrocínios e Mídia
milhões Avulsa pela ACERP.
Os objetivos e metas estipuladas no Anexo 1 do Contrato de Gestão estão
mensuradas no Relatório dos Indicadores, e a média de avaliação das metas pactuadas
no exercício de 2010 foi de 9,87, conforme cálculo no Anexo 1 ao Relatório de
Indicadores e Metas da ACERP.
1.2
OUTROS CONTRATOS
COM A
EBC
Além do Contrato de Gestão com a EBC, a ACERP possui com a mesma um Termo
de Cooperação Técnica com o estabelecimento de ações conjuntas entre as partes para
fins de registro, produção, fixação e transmissão de fonogramas e obras audiovisuais,
estabelecendo competências entre as mesmas, cujo prazo foi prorrogado para 31 de
dezembro de 2011.
A ACERP possui, ainda, 2 (dois) contratos específicos para prestação de serviços de
produção de conteúdos e operacionalização da TV Brasil em São Paulo, fornecendo:
1.
Apoio à operação de estúdio de televisão, com infra-estrutura para produção
e transmissão de programas jornalísticos ao vivo; operação da central técnica, do
sistema de controle mestre, suporte técnico para a manutenção de equipamentos
de áudio e vídeo utilizados pela equipe técnica; e controle de entrada e saída de
equipamentos de televisão;
2.
Apoio à produção de programas de auditórios, variedades, entrevistas e
jornalísticos.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
2
1.3
RESULTADO
DO
PERÍODO
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
3
Em 2010, a receita do Contrato de Gestão aumentou R$ 11,8 milhões equivalente
a 29,8% em relação a 2009, correspondendo a 49,4% (47% em 2009) das receitas
líquidas da ACERP no exercício. Esse valor impactou fortemente o superávit do exercício,
assim como o Capital Circulante Líquido e outros indicadores, como menções feitas
adiante. O gráfico, a seguir, demonstra a evolução das receitas próprias da ACERP nos
últimos 3 anos:
RECEITA 2008
R$ 71.432
RECEITA 2009
Patrocínios e outros
10.546
15%
Contratos com EBC
2.053
3%
R$ 84.276
Patrocínios e outros
9.400
11%
Contratos com EBC
10.121
12%
Contrato de Ges tão
39.600
47%
TV Escola
15.113
21%
Contrato de Gestão
43.720
61%
TV Escola
25.155
30%
RECEITA 2010
R$ 104.035
Patrocínios e outros
12.579
12%
Contratos com EBC
10.888
10%
Contrato de Gestão
51.400
49%
TV Escola
29.168
28%
Os contratos com a SEED/MEC, para transmissão, operação e produção para o
canal TV Escola trouxeram um incremento na receita de 16,0% em relação ao exercício
anterior, e impactaram, também, várias rubricas de despesas como adiante mencionado.
Outros detalhes sobre este tópico, podem ser vistos no Indicador 7.3 do Relatório de
Indicadores às páginas 74 e 75.
O aumento da receita com contratos de serviços de operação e produção de
programas para a EBC foi de 7,6%, basicamente, devido ao contrato de apoio às
operações em São Paulo, ter iniciado em março de 2009, ou seja, o ano anterior teve
dois meses a menos de faturamento.
Já os patrocínios foram superiores em R$ 3,2 milhões, em relação ao exercício
anterior, devido ao retorno do patrocínio da produção do programa Mobilização Brasil, à
receita advinda do patrocínio da Série C do Campeonato Brasileiro e ao aumento das
receitas com publicidade avulsa. Por outro lado, as alterações na grade de programação
impactaram negativamente nos patrocínios aos programas contínuos. Mais detalhes nos
Indicadores 7.1 e 7.2 no Relatório dos Indicadores nas páginas 73 e 74.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
4
As despesas com pessoal tiveram aumento nominal de 5% em relação ao exercício
anterior, variação inferior ao IPCA registrado no período 5,91%, gerando uma economia
de cerca de R$ 3,6 milhões, graças, principalmente, às medidas adotadas a partir de
outubro de 2009 para diminuir os gastos com Horas Extras. Nessa data, foi implantada a
política de compensação obrigatória de horas extras, gerando uma economia de
aproximadamente R$ 1,6 milhões em 2010, e com a adoção de um planejamento
adequado de férias do pessoal de operações e de produção, as contratações dos
temporários ficaram restritas a novas produções de caráter temporário e eventualmente a
urgências gerando economia de cerca de R$ 1.093 mil, comparando o resultado dos 3
quadrimestres de 2010 com os 3 últimos anteriores à nova política. (vide gráficos a
seguir).
Gastos com Horas Extras
195,0
180,0
165,0
188,9
205,8
210,0
208,8
225,0
233,5
235,7
240,0
R$ 142,6
136,4
135,0
Abr
0,0
-15,0
Jan/09 Fev
Mar
Abr
Mai
Jun
Jul
Ago
Set
Out
Nov Dez/09Jan/10 Fev
Mai
Jun
Jul
51,2
26,2
Mar
15,0
0,9
14,4
-5
,2
30,0
99,7
56,8
R$ 37,2
51,6
100,7
57,2
45,0
63,2
60,0
69,2
75,0
83,3
90,0
63,6
R$ mil
105,0
115,9
120,0
25,5
150,0
Ago
Set
Out Nov/10
-30,0
-68,2
-45,0
-60,0
Valor Pago HE
-75,0
Média
V alor a Compensar
Gastos com Te mporários
459
460
440
420
405
400
380
360
347
328
340
320
300
280
R$ m il
260
246
240
459
220
405
200
180
160
347
328
140
112
120
217
113
114
78
79
35
35
29
1Q/10
2Q/10
3Q/10
100
80
60
112
50
40
50
20
0
1Q/08
2Q/08
3Q/08
1Q/09
2Q/09
Geral
Copa SP Futebol Junior
Série C Campeonato Brasileiro
Variação Colaboradores
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
3Q/09
Nova Programação TV Bras il +
Repórter África
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
5
Ressaltam-se os dissídios que reajustaram os salários, conforme o índice pactuado
em livre negociação tendo como média 5% de aumento. Outros fatores levaram a um
acréscimo de despesas como: A) a contratação, em março de 2009, de 77 funcionários
para a operação da TV Brasil em São Paulo, que em 2010 gerou impacto no exercício
inteiro, B) as 24 novas contratações, nessa mesma época, para atender ao crescimento
das atividades de produção para a TV Escola, C) o abono concedido de 40% por ocasião
do dissídio de 2010, enquanto que o de 2009 foi de 30%, e D) pela majoração do
auxílio-alimentação de R$ 16,00 para R$ 18,00 em abril de 2010, e em dezembro de
2010 foi a R$ 20,00, consolidando no exercício de 2010, um incremento de 25% no
valor de face do ticket.
As despesas com materiais de consumo e com serviços foram reduzidas em 46,2% e
8,9%, respectivamente, devido, parcialmente, à transferência de contratos para a EBC, no
decorrer do 2º semestre de 2009 ou do exercício de 2010, e as medidas de contenção de
despesas adotadas a partir de 2009.
O impacto nas despesas de serviços não foi de mesma magnitude, pois algumas
rubricas que as compõem tiveram aumento significativo, como os gastos em treinamento,
que foram superiores 70,9% em relação ao ano anterior (v. detalhes no Indicador 8.2 na
página 76), e despesas com edição, criação e produção, transportes, passagens e
hospedagens, assim como locação de bens móveis, todas para atender as crescentes
demandas da TV Escola já mencionadas.
Há de destacar também as despesas com depreciação, que aumentaram em 61,5%
pela transferência de diversos itens de imobilizado para as contas definitivas, passando a
sofrer, consequentemente depreciação desde janeiro de 2010.
A variação do capital circulante líquido é destacada a seguir:
Valores em R$ mil
31/12/10
31/12/09
Variação
(12/10 x 12/09)
Realizável Circulante
27.034
5.996
21.038
Realizável a Longo Prazo
40.527
28.323
12.204
Permanente
41.023
44.229
-3.206
Total do Ativo
108.584
78.548
30.036
Exigível Circulante
-10.470
-9.807
-663
Exigível a Longo Prazo
-42.369
-30.362
-12.006
Patrimônio Líquido
-55.745
-38.379
-17.367
-108.584
-78.548
-30.036
Total do Passivo
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
6
A variação do Patrimônio Líquido, abaixo comentada, acrescida do valor de
R$ 4,5 milhões de depreciação (que não gera fluxo financeiro), justifica a variação do
capital circulante líquido no valor de R$ 20,4 milhões.
A variação do realizável e do exigível a longo prazo deve-se, basicamente, aos
depósitos judiciais de obrigações com o INSS devido à ação de imunidade fiscal que a
ACERP pleiteia judicialmente.
O acréscimo do Patrimônio Líquido espelha o superávit no exercício, que reflete os
recursos adicionais oriundos dos Termos Aditivos nºs 4 e 5 no montante de R$ 11,8
milhões e ao superávit já previsto no orçamento para 2010 no montante de R$ 5,3
milhões.
O acréscimo do Capital Circulante Líquido entre 31/12/10 e 31/12/09 está a seguir
demonstrado:
R$ mil
Acréscimo do Ativo Circulante
Aumento do Exigível Circulante
Variação do Capital Circulante Líquido
21.038
(663)
20.375
Sendo composto por:
Superávit no período
Depreciação
Aumento do Exigível a Longo Prazo
Aumento do Realizável a Longo Prazo
Baixas do Permanente
Aquisições do Permanente
Total
17.367
4.506
12.006
(12.204)
1
(1.301)
20.375
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
7
2.
TELEVISÃO
2.1
JORNALISMO
A equipe de jornalismo, no Rio de Janeiro, produziu aproximadamente 17.192
minutos de conteúdo para exibição, equivalentes a 24 horas por mês, utilizando de
segunda a sexta-feira de 10 turnos de equipamentos de gravação de externa, sendo 5
equipes pela manhã, 4 à tarde e 1 à noite, além de turnos aos sábados e domingos.
O jornalismo também trata da produção de programas inteiros para a grade de
programação, sob orientação técnica e editorial da EBC.
Detalhes podem ser vistos nos Indicadores 1.1 – Apoio à produção de conteúdos
jornalísticos para telejornais e 1.2 – Apoio à produção de conteúdos para programas
jornalísticos semanais do Relatório de Indicadores e Metas da ACERP, nas páginas 48 a 53.
2.2
PROGRAMAÇÃO / PRODUÇÃO
Além dos programas jornalísticos, a ACERP efetua a produção mensal, integral ou
parcial de programas, interprogramas, vinhetas, chamadas e peças audiovisuais, bem
como a produção e transmissão de eventos especiais para compor a grade de
programação da TV Brasil.
Detalhes podem ser vistos no Indicador 2 – Apoio à produção de conteúdos
audiovisuais para programação da TV Pública e outras mídias do Relatório de
Indicadores e Metas da ACERP, nas páginas nas páginas 54 a 59.
ESPECIAIS / OUTROS DESTAQUES
“C ARNAVAL 2010” foi o tema escolhido para a cobertura do Carnaval deste ano.
A partir do dia 8 de fevereiro a TV Brasil trouxe, para os telespectadores, algumas das
muitas histórias do carnaval brasileiro.
A série “Nos Braços da Batucada”, exibida de 8 a 17/02, às 20h30m, abriu a
festa mostrando o crescimento do carnaval de rua no Rio de Janeiro e em São Paulo, que
hoje se transformou num grande espetáculo.
Uma série de 15 interprogramas também foi exibida a partir do dia 8/02. Os cinco
primeiros foram mini-documentários, que fizeram uma verdadeira viagem a cinco
estados, mostrando um pouco da cultura e da tradição carnavalesca dessas regiões
brasileiras.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
8
A TV Brasil apresentou, ainda, flashes do carnaval de Pernambuco, Bahia, São
Paulo, Rio de Janeiro e Maranhão. O telespectador passou a saber mais sobre o jongo,
dança africana que teve forte influência na formação do samba carioca, e também sobre
o trio elétrico em Salvador, que completou 60 anos.
Além desses, dez interprogramas, de 30 segundos cada, mostraram personalidades
brasileiras com depoimentos sobre seus carnavais inesquecíveis.
A nova geração do samba também compareceu ao carnaval da TV Brasil.
A cantora Teresa Cristina comandou a partir do sábado, 13/02, o programa Melhor
Assim - quatro episódios inéditos com a participação de convidados especiais como
Caetano Veloso, Marisa Monte, Lenine, Seu Jorge e Arlindo Cruz.
A série DOCTV apresentou dois especiais mostrando o samba baiano, com
Batatinha, e o frevo pernambucano.
O especial “100 Anos de Frevo do Sertão ao Cais” foi exibido pela TV Brasil, no
domingo, 14/02. O especial contou a história do frevo pernambucano, uma das maiores
manifestações culturais brasileiras.
O jornalismo reforçou a programação com “Carnavais
São Paulo, Maranhão, Pernambuco, Salvador e Rio de Janeiro.
do
Brasil”
em
No Rio de Janeiro, a TV Brasil saiu, ainda, com os blocos de rua, além da
cobertura no sambódromo, mostrando personagens interessantes do universo
carnavalesco, sem esquecer das escolas de samba mirins.
Apontada como a principal vitrine para os novos talentos do futebol
brasileiro, a Copa São Paulo de Futebol Júnior começou a fazer
parte da programação da TV Brasil no sábado, dia 2 de janeiro, com
a transmissão da partida entre Vasco da Gama e CFZ.
Ao todo foram 92 clubes disputando o título de 2010, sendo que 90 brasileiros, um sul
africano e outro representando a Arábia Saudita.
No domingo, dia 3, foi a vez de Internacional e CA Pernambuco. Quarta-feira, dia 6,
a TV Brasil exibiu São Paulo e Operário e no sábado, dia 9, EC Taubaté e Flamengo.
Domingo, dia 19, foi a vez de Ferroviária e Corinthians.
Criada em 1969, este ano a competição contou com atletas nascidos entre 1991 e
1994 que desejavam repetir as façanhas de Falcão, Casagrande, Djalminha, Toninho Cerezo,
Dener, Kaká e muitos outros nomes revelados ao longo das 40 edições do torneio.
Hoje, a Copa também faz parte das comemorações do aniversário da capital paulista – 25 de
janeiro.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
9
LEGENDA OCULTA
A TV Brasil exibiu, no período, 2.255 horas de sua programação com o recurso de
Legenda Oculta, equivalente a 29,3% do total de horas exibidas nesse mesmo período.
Detalhes podem ser vistos no Indicador 3.2 – Tempo mensal de transmissão de
programação, com utilização de recursos de acessibilidade, nas tecnologias legenda
oculta, Libras ou áudio-descrição do Relatório de Indicadores e Metas da ACERP, na
página 61.
O recurso de Legenda Oculta permite a inclusão dos deficientes auditivos no
acompanhamento da programação da TV e é uma exigência legal, além de ser muito
utilizado em locais abertos, como estações de transporte, restaurantes e transportes
coletivos onde ruídos prejudicam a capacidade de audição.
2.3
ASSESSORIA
DE
COORDENAÇÃO
DE
REDE
A Assessoria de Coordenação de Rede - ASRED passou a atender a todas as
solicitações das emissoras integrantes da Rede Nacional de Televisão Pública referentes a
problemas pontuais que porventura surgem quanto à programação e à exibição. Quando
necessário, a ASRED encaminhou à Superintendência da Rede da TV Brasil, as solicitações
de informações ou as queixas feitas, por e-mail ou por telefone, por telespectadores,
relacionadas com as emissoras integrantes da Rede Pública de Televisão.
No decorrer de 2010, o percentual de participação dos programas da TV Brasil, nas
grades de programação de todas as emissoras públicas localizadas nas Capitais das
Unidades Federadas, cresceu de 71,3% para cerca de 87,7%. O número de emissoras que
cumprem integralmente os horários da Rede, aumentou para sete em dezembro de 2010.
TOTAL SEM ANAL DE
M INUTOS
=3975'
PERCENTUAL
3975
3615
3120
2160
3975
3060
3975
2175
3975
3975
2970
0
3645
3735
3975
2535
3975
3915
3900
3615
100,00%
90,94%
78,49%
54,34%
100,00%
76,98%
100,00%
54,72%
100,00%
100,00%
74,72%
0,00%
91,70%
93,96%
100,00%
63,77%
100,00%
98,49%
98,11%
90,94%
66270
87,75%
TVE - Alagoas
TV Cultura – Amazonas
TVE – Bahia
TV Ceará – Ceará
TV BRASIL – Distrito Federal
TVE – Espírito Santo
TV BRASIL- Maranhão
Rede Minas de Televisão
TV Universidade – Mato Grosso
TV Brasil Pantanal – Mato Grosso do Sul
TV Cultura – Pará
TV Universitária – Paraíba
TV Universitária – Pernambuco
TV Pernambuco
TV Antares – Piauí
TVE – Paraná
TV BRASIL – Rio de Janeiro
TV UNIVERSITÁRIA – Rio Grande do Norte
TV Macuxi – Roraima
Aperipê TV - Sergipe
MÉDIA GERAL DE PARTICIPAÇÃO
CLASSIFICAÇÃO
ASSOCIADO
PARCEIRO
PARCEIRO
COLABORADOR
ASSOCIADO
PARCEIRO
ASSOCIADO
COLABORADOR
ASSOCIADO
ASSOCIADO
COLABORADOR
INOPERANTE
PARCEIRO
PARCEIRO
ASSOCIADO
COLABORADOR
ASSOCIADO
PARCEIRO
PARCEIRO
PARCEIRO
OBS: ASSOCIADO
= 3975'
PARCEIRO
>3055' e <3975'
COLABORADOR
<3055'
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
10
2.4
CRIAÇÃO
E
PRODUÇÃO
DE
ARTE
A GEPAR – Gerência de Criação e Produção de Arte possui dois núcleos de
atividades: o NUVIP – Núcleo de Videografismo e Produção Gráfica, responsável pelo
videografismo, produção gráfica, edição e produção musical e o NUPAR – Núcleo de
Cenografia e Produção de Arte, responsável pelas atividades de cenografia, figurino,
guarda roupa, camarim, maquiagem, cabeleireiro, lavanderia e costura.
Foram realizados 17.627 atendimentos durante o exercício. Dos 1.867
atendimentos do núcleo de videografismo e produção gráfica, 1.287 foram atividades de
videografismo e 580 de produção gráfica. Dos 15.760 atendimentos do núcleo de
cenografia e produção de arte, 37 foram de cenografia, 33 de produção de arte, 4.631
de figurino/guarda-roupa/costura/camarim, 4.271 maquiagem, 2.432 cabeleireiro e
4.356 de lavanderia.
C ENOGRAFIA
Cenário Repórter África
Animania
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
11
P RODUÇÃO G RÁFICA
Capas de DVD de Interprogramas
Convites e Cartões Comemorativos
V IDEOGRAFISMO
Abertura Estúdio Móvel
Vinheta - Copa 2010
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
12
2.5 D O C U M E N T A Ç Ã O
E
PESQUISA
Os profissionais da Gerência de Documentação - GEDOC dedicaram-se à
manutenção das rotinas de atendimento ao jornalismo e produções em suas necessidades
de pesquisa, digitalização e mídias para a realização de programas. Parte da equipe
esteve envolvida na padronização dos metadados a serem utilizados para o
cadastramento dos conteúdos produzidos pela TV Brasil, bem como nos testes
operacionais do sistema iAcervo, que passou a concentrar as informações e o controle
das mídias utilizadas como suporte desses conteúdos.
No decorrer do exercício, houve uma evolução no padrão tecnológico da
emissora, que passou a utilizar cartões de memória e discos XDCam no processo de
guarda de imagens brutas, tanto para o jornalismo quanto para as produções.
A GEDOC deu continuidade ao trabalho de seleção, decupagem e identificação
de imagens brutas, possibilitando atender de forma imediata às solicitações de pesquisa
feitas pelas produções e pelo jornalismo.
Durante o 2º trimestre, os esforços de trabalho foram voltados à reformulação dos
padrões e rotinas de trabalho, com a migração do sistema Sigera para o iAcervo tendo
em vista a plataforma digital do MAM – EBC. Em função dessas reformulações, foram
elaborados novos manuais de decupagem de material audiovisual bruto, controle de
vocabulário para a criação de metadados (indexação), além da reformulação do manual
de identificação de telejornais (espelho).
Em São Paulo, a GEDOC deu continuidade à organização do banco de imagens e
iniciou o processo de definição dos metadados para cadastramento dos conteúdos em
ambiente digital. Assim é possível a migração dos dados hoje armazenados por outros
sistemas, em papel ou em bancos de dados dispersos, para os novos sistemas adquiridos
pela EBC para gerenciamento do conteúdo audiovisual produzido pelos diversos setores.
ARQUIVO
E
PESQUISA
O arquivo de imagens realizou 15.154 pesquisas, incluindo atendimentos para
outras emissoras públicas de televisão e produções terceirizadas.
Além de atender às pesquisas, a equipe de pesquisadores se concentrou na
decupagem do material bruto do jornalismo, programas da emissora, editoria de esportes
e os espelhos dos telejornais Repórter Rio e Repórter Brasil, totalizando 633 horas de
material decupado.
Em média são decupadas 53 horas de material audiovisual a cada mês.
Esse número subirá em 2011 com a implantação do sistema MAM em todas as praças da
TV Brasil.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
13
Em julho, a GEDOC deu início ao arquivamento das imagens brutas em discos
ópticos, utilizando discos XDCam, no processo de guarda dos registros da emissora,
tanto do jornalismo quanto das produções.
O arquivo da TV Brasil em São Paulo acumulou e armazenou 91 discos XDCam, o
que representa 13.040 minutos de material bruto (aproximadamente 2.583 clipes)
e também se responsabilizou pelo backup de imagens brutas do jornalismo e das
produções nestes discos. Dentro dessa metodologia, foram tratados 217h de material
bruto.
A equipe de São Paulo atendeu a 460 solicitações de pesquisa feitas pelas
produções e pelo jornalismo.
DIGITALIZAÇÃO
O serviço de digitalização oferecido pela GEDOC realizou 6.209 atendimentos no
exercício. Esse serviço compreende as atividades de Download e Upload de material por
FTP – File Transfer Protocol (Jornalismo-diariamente, Observatório da Imprensasemanalmente e Salto para o Futuro-regularmente); cópia de vídeo digital multiformato
(mpg, avi, wmv, mov, etc) e foto digital (jpg, bmp, gif, etc) para Beta, pendrive, DVD, CD
ou envio por e-mail ou FTP; e cópia de website para Beta.
A cópia de materiais do site de compartilhamento de vídeos You Tube ou outros
serviços semelhantes somente é feita com autorização expressa da Gerência Jurídica da
ACERP.
Apenas os telejornais têm prévia autorização de uso dessas imagens, desde que:
“entendido somente no contexto da função informativa, excluindo a utilização de imagens
que não tenham fins estritamente jornalísticos”, conforme dispõe a legislação aplicável.
SELEÇÃO
E
ARQUIVO
DE
IMAGENS
No período foram liberadas 13.495 fitas/mídias pelo Telejornalismo, Gerência de
Esportes e pelas produções dos programas, para avaliação de conteúdo e arquivo de
imagens. Após a seleção e arquivo do material a ser preservado, as fitas são enviadas ao
Tráfego de Mídias, para limpeza, avaliação técnica e reutilização.
A partir da seleção do material recebido, foram incorporadas ao acervo da TV
Brasil 475 mídias: 159 XDCam, 17 DVCam (60') e 59 Betacam com conteúdos
produzidos pelo jornalismo; 15 XDCam, 6 Betacam e 11 DVCam (60') com conteúdo
produzido pelas produções; 98 XDCam e 51 DVCam (60') e 59 Betacam com material de
esportes, além do arquivo do material internacional da Reuters: 3.719 clipes, sendo
2.484 de material jornalístico e 1.235 de material esportivo de conteúdo internacional.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
14
Esse material enriquece o acervo da emissora e possibilita economia no processo
produtivo.
Em 2010, a rotina de seleção e arquivo foi alterada com o início do trabalho com
XDCam, inclusive do suporte de armazenamento que antes era feito em Betacam.
Por isso a alta utilização de XDCam para armazenamento em detrimento a Betacam.
Outra mudança importante foi a implantação do iAcervo que passou a controlar
todas as movimentações das mídias, proporcionando maior confiabilidade e segurança
para todos os envolvidos.
Ainda em 2010, participamos em conjunto com as outras áreas da GEDOC da
customização e implantação do gerenciador de ativos digitais (MAM EBC) em São Paulo,
da nova organização (unificação) dos acervos em Brasília (Venâncio 2000), dando
treinamento para aquelas equipes.
Ao longo do ano de 2010, o Núcleo de Seleção e Arquivo de Imagens atendeu a
90 pedidos de pesquisa para a preparação de copiões com cerca de 62 horas de
imagens brutas. Essas imagens foram utilizadas em programas como “Brasilianas.org”,
“Caminhos da Reportagem”, “Musicograma”, “Stadium”, no jornalismo (RJ, SP e DF) e
outros.
Foi dado continuidade ao trabalho de Identificação do Acervo. Durante o ano, a
equipe da GEDOC identificou 2.809 mídias nos sistemas de gerenciamento de conteúdos
utilizados pela emissora (SIGERA/iAcervo).
TRÁFEGO
DE
FITAS
A mudança do padrão tecnológico para XDCam e cartões de memória no processo
de captação, teve impactos significativos no trabalho do Tráfego de Mídias, não só no
que se refere à inclusão de novas mídias para controle de empréstimo e utilização, como
na diminuição do uso das mídias em formato Betacam e DVCam, embora este ainda seja
o suporte onde estão armazenados os programas para exibição no cotidiano da
emissora.
Outra mudança importante foi no sistema de controle de mídias, com o início do
iAcervo, cujos relatórios estão, ainda, em customização para atender as necessidades
gerenciais.
A centralização da operação com as mídias no Tráfego e o controle dos
empréstimos utilizando o iAcervo ainda não está inteiramente implantado em Brasília e
São Paulo, o que inviabiliza a contabilização exata da movimentação do tráfego de
mídias. No Rio de Janeiro, durante o exercício, circularam por toda a emissora 9.105
fitas virgens de diferentes formatos.
Sempre contando com o apoio da Equipe de Seleção e Arquivo de Imagens,
o Tráfego de Mídias continua trabalhando na avaliação das fitas.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
15
Foram utilizadas 5.443 fitas virgens pelas produções/setores e 4.354 fitas
recicladas para reutilização. O processo de reciclagem de fitas proporcionou uma
economia de aproximadamente R$ 265 mil.
A campanha LIBERA GERAL – Vamos tirar as fitas dos armários! , realizada em
2009 com o objetivo de conscientizar os funcionários sobre a importância da reutilização
das fitas – não só o aproveitamento físico – mas também de conteúdo, de forma que
todos possam compartilhar o que foi produzido para a TV Brasil, continua rendendo bons
frutos quanto à racionalização do uso de mídias pela Emissora.
Durante o exercício, foram enviadas 7.062 fitas para avaliação no RECORTEC.
Após a seleção e arquivo do material a ser preservado, as fitas são enviadas ao Tráfego de
Mídias, para limpeza, avaliação técnica e reutilização.
NÚCLEO
DE
DOCUMENTAÇÃO
O Núcleo de Documentação foi responsável pelo cadastro e alteração de 8.224
personalidades (nominais), destacando que a partir de maio o cadastro de nomes passou
a incluir um perfil com informações sobre os personagens, 3.629 verbetes para agenda
efemérides e 1.068 DVDs da videoteca, além da realização de 437 pesquisas
iconográficas para as produções e pela digitalização de 66 itens de material
iconográfico.
Em dezembro, a Agenda de Efemérides disponível na intranet da ACERP, também
foi publicada na intranet da EBC.
RECUPERAÇÃO
DE
ACERVO
Detalhes podem ser vistos no Indicador 5.3 – Transcrição mensal de mídias
antigas (U-Matic, BVH e Beta) para formato digital do Relatório de Indicadores e Metas
da ACERP, nas páginas 70 e 71.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
16
2.6
TV B R A S I L M A R A N H Ã O
PRODUÇÃO EXECUTIVA
A Produção Executiva do Maranhão foi responsável pelas pesquisas de conteúdo
para a realização de interprogramas da série Língua Pátria além da avaliação de roteiros
de interprogramas da série São Luís de A a Z.
Foram elaboradas sinopses de 270 programas (30 Língua Portuguesa de 5ª série
do ensino fundamental, 160 Língua Portuguesa de 6ª série do ensino fundamental e 80
entrevistas Hoje em Foco), decupados 245 programas (30 Língua Portuguesa de 5ª série
do ensino fundamental, 160 Língua Portuguesa de 6ª série do ensino fundamental e 55
programas Hoje em Foco), e ainda, digitalizados 145 matérias/programas para posterior
disponibilização no Sistema de Rede ITVP/RNP.
O Jornalismo realizou 256 telejornais Maranhão Notícias e 1.146 reportagens
externas, além da geração de 511 matérias para o jornal Repórter Brasil.
A Programação, além da elaboração de roteiros diários, tabelas e grades semanais
de programação, veiculou 302 programas (256 Maranhão Notícias e 46 Santa Missa) e
18 chamadas, inseriu 512 interprogramas nos intervalos dos telejornais locais e 2.760
programas político-partidários obrigatórios na grade local, e acompanhou diariamente
todos os programas em tempo real.
A Produção roteirizou 100 programas (61 interprogramas Língua Pátria e 39
São Luís de A a Z) e gravou 146 programas de TV (sendo 46 programas Santa Missa, 39
interprogramas São Luís de A a Z e 61 Língua Pátria).
RECURSOS TÉCNICOS
E
OPERACIONAIS
A área de Recursos Técnicos e Operacionais da TV Brasil/MA seguiu sua tarefa de
auxiliar na realização das atividades da área de produção.
Foi realizada constante manutenção corretiva dos equipamentos utilizados pela
emissora no Maranhão e preventiva dos 6 veículos que compõem a frota.
A GETEC está interligada ao sistema ITVP de troca de conteúdo via internet,
operando via link de 36Mb e já disponibilizando material à rede integrante do projeto.
A torre de TV recebeu reformas emergenciais, com atestado de sobrevida por mais
um ano. Em dezembro, foi iniciada a construção da nova torre preparada para receber
antenas e equipamentos necessários para a transmissão do sinal digital da TV Brasil em
São Luís. A fundação da torre, que terá 110 metros de altura, foi concluída dentro do
cronograma previsto.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
17
Fotos da execução da obra da nova torre:
Preparação do Terreno
2.7
ESCRITÓRIO REGIONAL
DE
Preparação da Base
BRASÍLIA
No final de março de 2010, a ACERP reduziu o contingente de pessoal da área
administrativa e suporte à operações com a demissão de 7 colaboradores que contaram
com um plano, bem sucedido, de realocação no mercado de trabalho, sem prejudicar a
continuidade das funções do escritório no apoio à sede do Rio de Janeiro, a programas
da TV Brasil e à produção/programação da TV Escola.
Com isso foi possível readequar o espaço físico para melhor atender as demandas
da TV Brasil. Os três veículos que atendiam ao escritório foram deslocados para o Rio de
Janeiro.
Essas medidas geraram uma economia de, aproximadamente, R$ 28 mil por mês,
equivalentes a R$ 336 mil anuais.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
18
3.
RÁDIO MEC
3.1
PROGRAMAÇÃO
Detalhes podem ser vistos no Indicador 4 – Apoio à produção e transmissão de
programação de rádio do Relatório de Indicadores e Metas da ACERP, nas páginas 62 a
68.
3.2
APOIO TÉCNICO OPERACIONAL
O Núcleo de Apoio Técnico Operacional realizou 35 externas “ao vivo” e 132
masterizações para programas, acervo e discoteca.
TRANSMISSORES
E
OCORRÊNCIAS
MEC AM – Desde 01/08/07, o transmissor principal em Itaóca vem operando na
faixa dos 20 kW, por medida de segurança.
No dia 15 de fevereiro, houve uma grande pane no transmissor principal VP100A
da Rádio MEC AM. A emissora passou a operar com o transmissor reserva até 17/02
quando o transmissor principal VP100A voltou a funcionar, com 20 kW.
Foram instalados os cabos coaxiais de interligação entre os transmissores e a casa
de sintonia – antena.
O novo transmissor da AM de 100kW foi recebido no dia 9 de novembro e
iniciado a sua instalação em 11 do mesmo mês. A potência do transmissor ainda está
limitada a 50-60kW. A Rádio AM ficou fora do ar por aproximadamente 7 horas durante
o processo de instalação do transmissor.
MEC FM – Devido ao desgaste da válvula final, a partir de janeiro de 2010, o
transmissor de 35kW reduziu automaticamente a sua potência, e se manteve em 15% da
sua potência total (aproximadamente 5,25kW) até a instalação do novo transmissor de
40kW, instalado em 17 de setembro, operando com 20kW durante o período de testes, e
a partir de 23 de setembro, entrou no ar definitivamente com 35kW, enquanto a
regularização da nova frequência estipulada pela Anatel não for regulamentada.
A MEC FM registrou, no exercício, apenas 2 ocorrências.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
19
3.3
DISCOTECA
A Discoteca realizou um total de 1.469 empréstimos de mídias.
No exercício, foram recebidas 432 novas mídias (184 aquisições e 248 doações),
das quais 202 foram mídias clássicas, 220 popular brasileira e 10 popular internacional.
3.4
PESQUISA
O setor realizou 1.318 pesquisas para a produção das agendas mensais, setores
internos e público externo, e incorporou 1.542 periódicos para a seleção de artigos do
arquivo de história da Rádio.
A atualização da catalogação dos livros foi finalizada e aguarda o início do
processo de inserção na rede da biblioteca da GEDOC.
O setor deu continuidade à catalogação e ao arquivamento de revistas e
publicações avulsas recebidas, além da reorganização geral no setor, com a seleção de
diversos materiais de texto acumulados há vários anos, visando a melhoria das condições
do espaço físico e do acesso às informações.
A biblioteca recebeu a doação de 29 publicações para o acervo.
Destacamos a pesquisa e a produção de apostila com informações sobre as
Eleições, para apoiar a cobertura jornalística das Eleições 2010 e a produção de
listagem com informações de Efemérides 2011 para dar apoio a futuras pautas.
3.5
ACERVO
O setor atendeu a 43 pesquisas - externas e internas, controlou a retirada/
devolução/saída de 751 programas e gravou 1.281 programas em MP3 (AudioVault).
Gravou 291 CD's, imprimiu e confeccionou 269 encartes.
O arquivo de recortes e documentos que integram a história da Rádio MEC está
sendo reorganizado e o material selecionado será catalogado posteriormente.
A identificação e seleção de gravações em fitas rolo recebidas da GEDOC gerou,
no exercício, a audição de 202 fitas. Destas, 110 foram selecionadas para integrar o
acervo devido à relevância de seu conteúdo e 92 foram descartadas.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
20
P ROJETO
DE
P RESERVAÇÃO
E
C ATALOGAÇÃO
DO
A CERVO F ONOGRÁFICO
DA
R ÁDIO MEC
Teve início o projeto Catalogação e Higienização do Acervo da Rádio MEC , cujo
proponente é a SOARMEC, e interveniência da ACERP, com patrocínio do BNDES.
O projeto, assinado em 3 de dezembro de 2009, com o prazo de 24 meses e
orçamento de R$ 220.200,00, prevê a higienização e acondicionamento de 25.075 fitas
rolo e a compra de 6 novos computadores que serão doados para a ACERP.
A equipe do Acervo se dedicou quase que exclusivamente à implantação do
projeto.
Do início efetivo do projeto, em março de 2010, até o fim de dezembro, foram
cadastrados 22.220 programas e trocadas 10.527 embalagens.
3.6
CENTRAL
DE
ATENDIMENTO
AO
OUVINTE
A Central de Atendimento ao Ouvinte - CAO recebeu 89 visitantes: 11 estudantes
do curso de jornalismo da Biblioteca Pública do Rio de Janeiro, 5 da Universidade São
Carlos/SP, 3 da Universidade Estácio de Sá, 19 da Universidade Federal Fluminense, 1
da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 4 do SENAC, 1 do curso produção Heleno de
Freitas, 17 da Escola Técnica do Rio de Janeiro e 28 ouvintes.
A CAO foi responsável pela recepção dos ouvintes e sorteios dos prêmios de todos
os programas com a presença de público das emissoras AM e FM e pelo envio de 8
newsletters. Foi responsável, ainda, pela elaboração da lista de presença de convidados,
recepção e montagem dos kits com brindes para a solenidade de implantação do projeto
de Preservação e Catalogação do ACERVO apoiado pelo BNDES, realizado no dia 1º de
março.
A CAO atendeu 12.215 ouvintes durante o exercício, dos quais 6.659 da AM e
5.556 da FM. Os contatos são telefônicos, presenciais, e-mails e cartas. O motivo
principal dos contatos é para participação em programas e promoções.
Os 4 programas mais contactados da MEC AM foram Rádio Maluca, Ao Vivo
Entre Amigos, Rádio Sociedade e Zoasom. Na MEC FM, os mais procurados foram Sala
de Concerto, Manhã MEC, Grandes Clássicos e Clássicos dos Ouvintes.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
21
3.7
COMUNICAÇÃO INTERNA
E
MARKETING
O setor de Comunicação Interna acompanhou o site da Rádio MEC, enviando
diariamente, atualizações de conteúdo ao Núcleo de Multimídia, publicando clippings
com assuntos referentes à Rádio MEC e de interesse institucional e/ou funcional e
realizou o Jornal Mural.
Divulgou novos programas, coberturas especiais, semanas temáticas e a
programação semanal das rádios além de ter redigido e enviado notas e releases sobre a
programação das rádios MEC AM e FM para a Assessoria de Comunicação da EBC.
A equipe produziu, ainda, convites virtuais para vários eventos, além da criação de
cartazes de divulgação das atrações dos programas ao vivo. Destacam-se no Jornal
Mural, Eleições 2010 e II Festival de Música das Rádios MEC e Nacional – votação das
músicas.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
22
4.
MARKETING / COMERCIAL
4.1
FATURAMENTO
Detalhes podem ser vistos no Indicador 7 – Captação de Receitas Adicionais do
Relatório de Indicadores e Metas da ACERP, na página 73.
4.2
PESQUISAS
A área de pesquisas da Diretoria de Marketing é responsável pela tabulação e
análise das informações de audiência de TV, recebidas do IBOPE através do sistema
MediaWorkstation-MW, atualizado diariamente. Além do MW, é possível acompanhar
através do site https://tecnet.ibope.com a audiência em tempo real, minuto a minuto, das
praças Rio de Janeiro e São Paulo. As informações de rádio são obtidas através do
sistema Easy Media3, no qual os dados são disponibilizados mensalmente.
Por meio das pesquisas de audiência para TV aberta realizadas pelo IBOPE nas
praças Rio de Janeiro, Distrito Federal e São Paulo, é possível coletar os mais diversos
tipos de informação, como: participação sobre o total da audiência, tempo médio que o
telespectador passa assistindo à televisão, alcance, índice de audiência, fidelidade e
perfil de cada programa.
No período, foram gerados relatórios diários, semanais, perfil da programação,
acompanhamento de audiência na faixa horária, análise da variação da audiência,
audiência da programação minuto a minuto, perfil da programação ao longo do
trimestre, além de estudo do desempenho de determinados programas.
Quanto às emissoras de rádio, os relatórios são gerados trimestralmente para
todas as 6 emissoras nas praças do Rio de Janeiro e Distrito Federal. Esses relatórios são
analisados e acompanhados pela Superintendência de Rádio.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
23
4.3
COMUNICAÇÃO
A área de Comunicação é composta pelos Núcleos de Comunicação Externa,
Comunicação Interna, Atendimento ao Público e o Núcleo de Multimídia, e responsável pela
produção do Boletim Virtual, atualização do site e das chamadas dos programas na internet.
ATENDIMENTO
AO
PÚBLICO
O Serviço de Atendimento ao Público (SAP) manteve o seu foco voltado para o
atendimento presencial do público, dentro do Projeto de Visitas Guiadas e também por
meio eletrônico, respondendo aos e-mails dos telespectadores.
O maior objetivo do projeto de visitas guiadas é gerar, junto ao público, uma
identificação com a emissora e sua programação, além de fortalecer a marca da
TV Brasil, mostrando que entre as TVs abertas, é sem dúvida, a que oferece mais opções
de qualidade.
As visitas guiadas proporcionam ao público um aprendizado sobre os processos de
funcionamento de uma emissora de TV, que vão desde a limpeza e montagem dos
cenários, até a pós-produção e exibição dos programas através do controle mestre. Por
esse motivo, o projeto pode ser classificado também como uma forma de inclusão social,
uma vez que nosso público principal é composto por alunos de escolas públicas e
instituições não governamentais.
No exercício recebemos a visita de 51 instituições perfazendo o total de 1.111
visitantes. O projeto iniciado em 2005, contabilizou, desde então, 6.101 visitantes às
dependências da emissora e ao Espaço Cultural.
Ao final das visitas, são distribuídas pesquisas de avaliação e satisfação.
Os questionários indicaram que, no exercício, 98% dos visitantes consideraram o serviço
entre bom e excelente.
O Serviço de Atendimento ao Público elaborou a exposição “A Era das Copas:
Histórias do Futebol Brasileiro” que estreou no Espaço Cultural TV Brasil Rádio MEC no
dia 21 junho. A exposição conta a história do surgimento do futebol, como o esporte
chegou ao Brasil e faz uma viagem pelos títulos da Seleção Brasileira. A exposição
apresentou também, uma parte dedicada à Copa de 2010 sediada na África do Sul e
depoimentos dos apresentadores da TV Brasil sobre a Copa que marcou suas vidas.
BANCO
DE
DADOS
DE
RELACIONAMENTO
COM O
PÚBLICO
O Banco de Dados de Relacionamento com o Público da TV, apresentou no
exercício, um crescimento de 7,85% em relação ao exercício de 2009, chegando a
76.517 e-mails cadastrados para o recebimento semanal do Boletim de Programação da
TV Brasil.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
24
O Banco de Dados de Relacionamento das Rádios MEC também apresentou um
aumento de 19,6%, chegando a 41.023 e-mails cadastrados. O atendimento eletrônico,
telefônico e postal, encerrou o período com 13.999 contatos.
ATENDIMENTO ELETRÔNICO
Os contatos de telespectadores aconteceram, principalmente, em virtude da busca
por informações, seguida de sugestões e os comentários.
No ranking dos programas favoritos, temos o Sem Censura na liderança com 27%
das mensagens, seguido pelo Samba na Gamboa com 7%, Um Menino Muito
Maluquinho com 4% e o empate entre 100% Brasil e EsporTVisão com 3%.
O Sem Censura com 21% das mensagens, liderou, ainda, o ranking dos
programas com mais e-mails, seguido por Samba na Gamboa com 4%, o EsporTVisão
com 3 %, e Conexão Roberto D'Ávila e Campeonato Brasileiro Série C , empatados com
2%.
A participação do público masculino correspondeu a 53%, o feminino pontuou
com 44% do total e, 3% não responderam.
A faixa etária permaneceu concentrada entre 25 e 49 anos com 55%, e
escolaridade prevalecente de nível superior a médio com 70%.
A maior base de mensagens ficou concentrada na região Sudeste com 62%,
seguida pelo Nordeste com 18%. No indicativo de ocupação socioeconômica, o perfil se
manteve como no ano anterior, composto em sua maioria por profissionais liberais com
31%, assalariados com 28%, e estudantes com 18%.
As informações coletadas são repassadas para diretores e gerentes da ACERP e
EBC, assim como para a Ouvidoria.
COMUNICAÇÃO EXTERNA
O Núcleo de Comunicação Externa oferece suporte operacional para o
Departamento de Comunicação e Marketing da EBC.
Entre as atividades do núcleo estão a elaboração de textos para o boletim de
programação, os sites da TV Brasil e Rádios MEC e Nacional (RJ), press-releases ,
sugestões de notas e a formatação, para a mídia, da grade de programação, além de
fornecer material para o clipping elaborado pela Agência Brasil e apoio aos eventos
realizados dentro da organização. O material continua sendo submetido ao
Departamento de Comunicação e Marketing da EBC para liberação através do site e dos
boletins semanais e extras.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
25
Com as constantes mudanças da grade de programação, o volume de trabalho foi
intensificado. A divulgação dos novos programas demandou uma maior apuração e
acompanhamento junto às produções da casa e independentes.
Destacamos as estreias de novas temporadas de programas que já estavam na
grade de programação, novas séries e coberturas especiais.
Com o apoio da Gerência de Informática, a internet foi reestruturada permitindo a
publicação mais rápida de boletins extra, notas no twitter – cerca de 15 por dia – e blogs
das emissoras, além da exibição de vídeos de nossa programação e atualização do site.
São cerca de 2 notas diárias além de inserções nas mídias sociais. No momento a
TV Brasil possui 34.244 seguidores no twitter.
O reestabelecimento do contato direto com os profissionais de mídia gera
importantes resultados, com o aumento da quantidade de mídia espontânea .
Neste período foi realizada nova atualização de mailing, ampliando o leque de jornais,
revistas e sites que recebem nossas notícias de programação ou institucionais, assim
como facilitando o acompanhamento do aproveitamento das notícias.
Hoje, envia-se uma média de quatro boletins extras por semana, relativos a
programação de televisão, e três voltados para a programação das Rádio MEC e Rádio
Nacional do Rio de Janeiro.
Foi concluído, também, o processo que permite às Rádios realizar inclusão de
informações sobre programação no site, aprovadas por um editor responsável do setor.
O setor de fotografia, atende a toda a área de programação, cenografia,
TV Escola e diretoria, com uma média de duas saídas por dia para trabalhos externos.
O material é utilizado no trabalho de divulgação, enviado para parceiros e para
utilização em nosso site. Hoje, nossos arquivos possuem mais de 3.500 fotos,
armazenadas em DVDs com registros de nossa programação e cerimônias institucionais.
Entre as principais divulgações realizadas destacam-se:
• Novas Séries: Profissão Cartunista, Tô Sabendo e Tô Sabendo Desafio, Brasilianas.org,
Planeta Azul e Sustentáculos;
• Novos Programas: Almanaque, Musicograma, Estúdio Móvel, Cara e Coroa, e Hora da
Criança (Faixa Infantil);
• AnimaTV e lançamento dos pilotos do projeto FicTV;
• Cobertura do Carnaval e da Copa do Mundo com o Repórter África e a série 1958 – o
ano em que o mundo descobriu o Brasil;
• Novas temporadas de Observatório da Imprensa, Nova África, Papo de Mãe, Expedições;
e nova fase de Segue o Som;
• Programação de Cinema, Especial 50 Anos de Brasília e Programação Especial de Fim de
Ano;
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
26
• A Grande Música – Especial Concurso Internacional BNDES de Piano;
• Divulgação das transmissões dos jogos da Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol.
B OLETINS
DE
P ROGRAMAÇÃO
Os boletins semanais de programação são editados a partir de informações
recebidas ou apuradas junto às produções dos programas da TV Brasil, incluindo as
independentes, e das Rádios MEC AM e FM. São produzidos com a antecedência
necessária para que abasteça com o conteúdo dos programas, a imprensa especializada.
Nesse período também foram produzidos 52 boletins semanais de programação e
64 diários para divulgação dos programas da TV Brasil e 52 boletins semanais das
Rádios MEC, incluindo também a programação da Rádio Nacional do Rio de Janeiro,
que juntamente com a grade de programação diária, foram distribuídos, via internet,
para a imprensa e transmissoras da Rede TV Brasil.
Além dos boletins semanais de programação, foram produzidos 195 boletins extras
da programação da TV Brasil e 83 das Rádios MEC AM e FM.
COMUNICAÇÃO INTERNA
O Núcleo de Comunicação Interna visa facilitar a circulação de informações e
promover a integração dos colaboradores da ACERP.
No decorrer do exercício, foram divulgados no Mural 43 comunicados
institucionais, 277 notícias do clipping e 52 publicações de dicas culturais, além de
outros comunicados nas editorias Aconteceu com Você , Classificados , Nossa Gente e
Nosso Público .
Na intranet foram postadas 138 notícias, além da atualização permanente do site
da CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes com a divulgação do trabalho
realizado pelo grupo.
No período foram divulgadas: a exposição Histórias do Futebol Brasileiro,
realizada no Espaço Cultural, as Oficinas de Capacitação e a série de palestras sobre
Charles Chaplin, além da produção do planejamento de comunicação para o Cineclube.
Junto com a Gerência de Produção e Arte, foi iniciado no 4º trimestre, um projeto
para nova diagramação dos murais instalados nos prédios da Rua da Relação, Gomes
Freire e Praça da República.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
27
MULTIMÍDIA
No exercício, foram registradas 1.201.799 visitas ao portal da TV Brasil,
totalizando 3.866.650 páginas vistas, 346.877 visitas ao portal da Rádio MEC,
totalizando 1.216.917 páginas vistas e 136.314 visitas à WEBTV Brasil, totalizando
221.453 páginas vistas.
TV Brasil
O site foi visto em 126 países, sendo, excluindo o Brasil, os cinco primeiros:
Estados Unidos, Portugal, Espanha, Alemanha e França. Em todo o país, obtivemos
564.069 acessos oriundos de 595 cidades.
Dentre as 10 primeiras, estão algumas das principais capitais do Brasil, sendo
elas: Rio de Janeiro, São Paulo, Brasília, Belo Horizonte, Salvador, Recife, Fortaleza,
Curitiba, Goiânia e Natal.
As 10 seções do portal mais acessadas foram: Capa do Site, Programação, Estúdio
Móvel, Salto Para o Futuro, Sem Censura, Conexão Roberto D'Ávila, WebTV,
EsporTVisão, Samba na Gamboa e Caminhos da Reportagem.
O site You Tube ( www.youtube.com/tvbrasil) totalizou 983.026 exibições de vídeos.
E o canal da TV Brasil no Twitter possui 34.244 seguidores, ou seja, cada vez em que
uma mensagem da programação é publicada é recebida pelo número supracitado.
E está relacionado em 1.498 listas do Twitter.
Rádio MEC
O site foi visto em 94 países, sendo, excluindo o Brasil, os cinco primeiros:
Estados Unidos, Portugal, Argentina, Canadá e Angola. Em todo o país, obtivemos
185.258 acessos oriundos de 433 cidades.
Dentre as 10 primeiras, estão algumas das principais capitais do Brasil, sendo
elas: Rio de Janeiro, São Paulo, Belo Horizonte, Brasília, Campinas, Piracicaba,
Salvador, Fortaleza, Curitiba e Recife.
As 10 seções do portal mais acessadas foram: Online, Rádios Públicas, FM,
Podcast, Capa do Site, AM, Planilha Musical, Busca, Fale Conosco e 70 Anos.
WEBTV
A WEBTV Brasil teve início em 6 de maio e contabilizou, até o dia 31 de
dezembro, 136.314 visitas. Essas visitas geraram 221.453 visualizações de páginas.
Os Links Diretos correspondem como maior fonte de acessos 36.539 ou 50% do
total. O Twitter é a mídia social que mais links remete ao site (4.622 ou 6,33%).
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
28
O site foi visto em 112 países, sendo, excluindo o Brasil, os cinco primeiros:
Estados Unidos, Portugal, Sérvia, França e Alemanha. Em todo o país, obtivemos 98.847
acessos oriundos de 385 cidades.
Dentre as 10 primeiras, estão algumas das principais capitais do Brasil, sendo
elas: Rio de Janeiro, São Paulo, Criciúma, Natal, Belo Horizonte, Recife, Florianópolis,
Brasília, Fortaleza e Salvador.
Projetos Especiais
Foi lançado o site para a Copa São Paulo de Futebol Júnior que permaneceu no
ar de 2 a 25 de janeiro de 2010.
Nesse período, tivemos 7.274 visitantes, uma média de 363 visitantes por dia,
gerando 15.902 páginas vistas. O pico máximo atingido foi em 22 de janeiro com 891
visitantes e 2.259 páginas vistas.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
29
5.
ADMINISTRAÇÃO E FINANÇAS
5.1
ADMINISTRAÇÃO
FORÇA
DE
DE
PESSOAL
TRABALHO
Detalhes podem ser vistos no Indicador 8.3 – Limite de Despesa com
Remuneração e Vantagens de Qualquer Natureza Percebidos por Dirigentes e
Empregados do Relatório de Indicadores e Metas da ACERP, na página 82.
Implementação do Ponto Eletrônico na unidade de São Paulo.
RECRUTAMENTO & SELEÇÃO
Implantação parcial do módulo Recrutamento & Seleção do Sistema de Gestão
Integrada DATASUL.
Os dados sobre movimentação de pessoal podem ser vistos no Indicador 8.3, nas
páginas 83 e 84.
BENEFÍCIOS
A partir de 01/04/10, o valor unitário do Cartão Smart Refeição / Alimentação
aumentou de R$ 16,00 para R$ 18,00, com um reajuste de 12,5%, e a partir de
01/12/2010 foi reajustado em mais 11,1% passando para R$ 20,00. No exercício o
aumento nominal foi de R$ 4,00 equivalente a 25% do valor praticado em 2009.
Realizada a distribuição de 35 (trinta e cinco) cartões Bilhete Único Vale
Transporte (de cor cinza), para os Colaboradores usuários do sistema de bilhetagem
eletrônica da Rádio MEC, dando continuidade à implantação do referido benefício,
conforme determinação da FETRANSPOR, para realização da integração intermunicipal,
no valor diário de R$ 8,80, alterado em 01/12/2010 para R$ 10,00.
Também os estagiários da ACERP/RJ, usuários desse sistema, foram contemplados com o
Bilhete Único Intermunicipal – R$ 8,80 (diário) e do Bilhete Único Carioca – R$ 4,80
(diário), gerando uma redução aproximada de R$ 1.570,00, no período.
Foram incluídos 14 (quatorze) Jovens Aprendizes nas compras de Vale Refeição –
SODEX, conforme determinação em contrato firmado com a ESPRO – Associação de
Ensino Social Profissionalizante, a partir de dezembro de 2010.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
30
SERVIÇO SOCIAL
Supervisão e acompanhamento dos atendimentos prestados pelas entidades
conveniadas, visando a melhoria de qualidade de vida dos colaboradores.
Orientação e acompanhamento das licenças médicas/afastamentos de servidores
públicos cedidos junto à GERAP/RJ - Gerência de Administração de Pessoal, de Órgãos
Extintos, do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, no Rio de Janeiro , e
celetistas junto ao INSS. Atualmente a ACERP conta com 30 (trinta) colaboradores
celetistas afastados por auxílio doença e 5 (cinco) colaboradores servidores públicos
cedidos em licença médica, além de 3 (três) colaboradoras celetistas em licença
maternidade.
Realização de campanhas: SOS Rio de Janeiro – Doação para os desabrigados
das chuvas (abril), Vacinação Interna contra a gripe H1N1 (maio), e Dia das Mães,
Cartão Virtual e sorteio de brindes, Dia dos Pais, Cartão Virtual/Confraternização com os
Pais no Espaço Cultural ACERP com sorteio de Brindes e Dia das Secretárias, Cartão
Virtual, distribuição de brinde e Almoço de Confraternização.
MEDICINA
DO
TRABALHO
No decorrer do exercício, o Setor Médico realizou 3.604 atendimentos, sendo
2.880 atendimentos clínicos sem afastamento; 13 atendimentos por acidente de trabalho
sendo 4 com afastamentos, e 711 exames ocupacionais. Foram encaminhados, ainda,
92 exames ocupacionais para Brasília, Maranhão e São Paulo.
O Programa de Controle Médico e Saúde Ocupacional – PCMSO e do Perfil
Profissiográfico Previdenciário – PPP, foram cumpridos de acordo com a legislação em vigor.
SEGURANÇA
DO
TRABALHO
Revisão dos laudos periciais de insalubridade nas áreas insalubres e/ou perigosas
da ACERP e, ainda, elaboração de laudo de periculosidade para a unidade de São
Paulo.
Revisão anual do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA's, nos
escritórios de Brasília, Maranhão e Rio de Janeiro e realização de inspeções de
segurança do trabalho com recargas e testes hidrostáticos dos extintores e hidrantes.
Aquisição de equipamentos de proteção individual (EPI).
Realização de treinamentos mensais, teóricos e práticos para a Brigada Voluntária
Contra Incêndio.
Implantação da CIPA nas unidades de Brasília e São Paulo.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
31
5.2
DESENVOLVIMENTO
DE
RECURSOS HUMANOS
A ACERP tem investido na capacitação dos seus profissionais através de convênios
firmados com o CEFET-RJ e a Faculdade de Engenharia da Universidade Federal
Fluminense - UFF. Ministrando dentro de suas instalações, dois cursos de MBA em TV
Digital, com a participação de 43 profissionais da organização com graduação
universitária, ocorrem desde o início de 2010.
Em meados de 2010, a ACERP teve acesso ao acervo pessoal de Charles Chaplin.
Conseguiu quatro documentários (de 45 minutos cada) sobre o processo de criação do
genial cineasta. Com base nesse material raro e com a ajuda de especialistas da Escola
de Cinema da UFF, organizou um ciclo de quatro dias de conferências e debates sobre
criatividade na produção audiovisual. Mais de 70 colaboradores participaram do evento
realizado, em junho de 2010, com a coordenação do Professor Doutor José Carlos
Monteiro.
Foram realizados dois Encontros de Lideranças cuja finalidade foi a troca de ideias
alicerçadas na experiência funcional da Diretoria, do corpo funcional e dos demais
líderes com o propósito de integrar a força de trabalho, elaborar o planejamento tático
para o exercício e propor ações voltadas para o futuro da ACERP.
Detalhes podem ser vistos no Indicador 8.2 – Atualização Tecnológica,
Capacitação e Treinamento de Pessoal do Relatório de Indicadores e Metas da ACERP,
nas páginas 76 a 81.
5.3
LOGÍSTICA
N ÚCLEO
DE
E
PATRIMÔNIO
S UPRIMENTOS
No exercício, foram efetuados 743 processos para contratação de serviços e
aquisição de materiais, tanto no mercado interno quanto no mercado externo, através de
importação de equipamentos, sempre buscando melhores condições de preços,
qualidade e prazos de entrega compatíveis com as necessidades dos clientes internos.
Foram emitidas 1.530 passagens e 499 requisições de hospedagem, com a devida
conferência das faturas emitidas e liberações das Solicitações de Pagamento.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
32
N ÚCLEO
DE
P ATRIMÔNIO
No período, foram cadastrados com suas devidas plaquetas 339 bens patrimoniais
adquiridos, 22 benfeitorias em prédios de terceiros e 6 em imóveis próprios, 1.872
atualizações de bens no sistema DATASUL da seguinte forma: 139 autorizações de saída,
100 devoluções de bens ao NUPAT, 841 movimentações de bens patrimoniais entre
centros de custos, 444 movimentações internas segundo o relatório Datasul, 108 entre a
ACERP e a EBC, 240 movimentações provenientes do Inventário 2010 e, ainda, foram
emitidos 240 termos de responsabilidade.
O Arquivo Geral, no Depósito da Penha, arquivou 119 caixas de documentos e
realizou 64 consultas.
N ÚCLEO
DE
T RANSPORTES
Foram instalados kit gás em 15 veículos a um custo total de R$ 33.140,00 em
maio de 2010. Com a obtenção de redução de consumo de combustíveis de
aproximadamente R$ 181,22 por veículo mensalmente, o retorno do investimento deu-se
em menos de 6 meses, considerando também a redução do IPVA.
Foram efetuadas manutenções preventivas e conservação nos veículos de forma a
atender à produção/administração da ACERP. A frota da ACERP no Rio de Janeiro é
composta por 25 veículos.
No exercício foram gastos 51.582 litros de combustíveis/lubrificantes e 14.429 m 3
de gás para abastecimento dos veículos e geradores da ACERP e, os veículos rodaram
437.249 Km.
580
611,13
600
R$ 561,30
480
474,52
500
512,92
520
526,62
540
504,37
460
440
420
400
300
Dez/09
Jan/10
Fev/10
Mar/10
Abr/10
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
Jul/10
Ago/10
Set/10
Out/10
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
Nov/10
382,92
372,74
359,91
Jun/10
320
340,09
Mai/10
340
349,28
360
380,48
R$ 380,52
380
383,82
des pes a m édia por veículo em R$
560
651,48
Despesas com Combustível
Dez/10
33
* Média mensal – Dez/09 a Abr/10 – R$ 561,30
* Média mensal – Mar/09 a Dez/10 – R$ 380,52
* Redução da média mensal – R$ 180,78 x 12 meses x 33 veículos = redução anual de
R$ 71.588,62
* Instalação de gás em 15 veículos em Mai/10 – custo R$ 33.140,00.
N ÚCLEO
DE
S ERVIÇOS A UXILIARES
Buscando transformar os espaços corporativos em ambientes agradáveis de forma
limpa e higienizada, os prédios são inspecionados diariamente e as atividades de limpeza
institucional levam em conta as necessidades e particularidades de cada setor da ACERP.
Regularmente é efetuada a limpeza e higienização dos reservatórios de água dos
prédios e a certificação de potabilidade das amostras coletadas.
A Segurança Patrimonial, apoiada pelos vigilantes terceirizados, zela durante 24
horas/dia pela proteção dos recursos humanos e materiais da ACERP, utilizando recursos
técnicos informatizados contribuindo para o aumento da sensação de segurança,
incluindo os novos postos de segurança na Praça Mauá e no Parque dos Transmissores
em Itaóca.
A Segurança Patrimonial presta também apoio a eventos externos produzidos pela
TV Brasil.
A Recepção, cartão de visita da empresa nas portarias dos prédios, é representada
por colaboradoras treinadas de acordo com normas e procedimentos de recepção,
conduta, atendimento telefônico e controles internos.
O Protocolo despachou e recebeu encomendas diversas, buscando sempre atender
todos os prazos estabelecidos pelas áreas da ACERP.
O Almoxarifado Geral fechou com sucesso todas as rotinas e informações do
módulo Estoque do sistema integrado de uso na ACERP, sem qualquer divergência de
quantidade dos itens estocáveis, mantendo seus níveis de suprimento devidamente
controlados evitando o desabastecimento e a obsolescência.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
34
N ÚCLEO
DE
M ANUTENÇÃO P REDIAL
A manutenção predial administra os contratos de prestação de serviços de
manutenção de refrigeração, elevadores, energia elétrica e água e esgoto.
No exercício, foram realizados 3.895 atendimentos, sendo 1.300 de elétrica, 523
de hidráulica, 535 de carpintaria, 874 de refrigeração, 372 de obras civis e 291
pinturas.
O NUMAP realizou, ainda, os seguintes estudos/projetos:
•
•
PRÉDIO ADMINISTRATIVO
Levantamento de custos para implantação de novo lay-out/6º andar;
Projeto de lay-out: GEPRO (11º andar), EBC e NUAPA (6º andar), TV Escola
(4º andar), GEINF (7º andar), NUAPA e GELOP (9º andar);
• Confecção de placas para diversos setores.
•
PRÉDIO DA TV
Levantamento de custos para implantação do CPD digital no prédio de TV;
•
Acompanhamento de instalação de sistema de refrigeração Split no CMT digital;
•
Lay out para a Gerência de Fotografia da TV Brasil (2º andar), Almoxarifado
TV Brasil (6º andar), Recepção (Térreo) e GEJOR: Redação, Reportagem, Pauta,
Apuração, Gerência, (2º andar).
PRÉDIO
DA
PENHA
•
Estudo para ampliação do Arquivo Geral de documentação.
•
PRÉDIO DA RÁDIO MEC
Acompanhamento de instalação de sistema de refrigeração Split na discoteca
Rádio MEC;
•
•
Lay out para implantação da sala da Gerência da Rádio MEC para projeto
patrocinado pelo BNDES.
GERAL
Gestão de contratos de manutenção de refrigeração, elevadores, fornecimento de
energia elétrica , água e esgoto;
•
Elaboração de Projeto Básico para contratação de empresa para limpeza de dutos
de refrigeração dos prédios administrativo, TV, Rádio MEC, Sumaré e Tráfego de
Fitas da Vila;
•
Execução dos projetos do Almoxarifado Técnico (Térreo), reforma dos sanitários e
novo Estúdio da TV Escola (4º andar), e reforma da Recepção Social do prédio da
TV.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
35
5.4
CONTROLE INTERNO
A Assessoria de Controle Interno - ASCON deu continuidade à análise dos lançamentos
contábeis, de modo a proporcionar uma base sólida para a prestação de contas.
Foram aprovadas e divulgadas na intranet as Decisões Normativas nº 22 –
disciplina a concessão de prorrogação da licença-maternidade para as colaboradoras
celetistas; nº 23 – institui a modalidade de instrutoria interna em treinamentos para
capacitação e desenvolvimento de recursos humanos e nº 24 – disciplina as despesas
com capacitação profissional dos colaboradores celetistas e servidores públicos cedidos à
ACERP.
Foi elaborada, ainda, a Decisão Normativa nº 027/10, de 14 de julho de 2010,
que estabelece critérios e procedimentos na conduta dos colaboradores, integrantes da
estrutura organizacional e dos prestadores de serviços da Associação de Comunicação
Educativa Roquette-Pinto – ACERP, durante o período eleitoral, sem prejuízo do disposto
na Lei Complementar nº 64, de 18 de maio de 1990 e na Lei nº 9.504, de 30 de
setembro de 1997.
Foi alterada a Decisão Normativa nº 014/07, que disciplina o acesso e a
circulação de colaboradores e demais pessoas às dependências da ACERP.
FORMALIZAÇÃO
E
ACOMPANHAMENTO
DE
PROCESSOS, CONTRATOS
E
SIMILARES
Com referência às aquisições de materiais e contratações de serviços, cotação de
preços e dispensas de cotação, têm sido feitas verificações, de forma sistemática e
prévia, sobre a sua formalização e quanto à legalidade dos procedimentos e critérios
contábeis, com o objetivo de adequá-los aos nossos controles internos e subsidiar o
trabalho das auditorias externas.
A ASCON acompanha o cumprimento contratual da operacionalização da Gestão
Integrada Datasul, além de analisar os processos operacionais dos módulos geridos pelas
áreas envolvidas. Acompanha, ainda, de forma sistemática, todo o cronograma da
realização do exame de auditoria externa.
INVENTÁRIO
A ASCON coordenou os trabalhos de inventários, dos bens móveis e imóveis de
propriedade da ACERP, da União e de Terceiros.
Para atender a Lei 6.404/76, a ASCON, elaborou o plano de ação na condução da
contagem dos itens do almoxarifado da ACERP.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
36
T RANSFERÊNCIA
DE
B ENS M ÓVEIS
E
I MÓVEIS
PARA A
EBC
A ASCON está acompanhando, de forma sistemática, o processo de transferência dos
bens móveis e imóveis da União para a Empresa Brasil de Comunicação – EBC, por força do
disposto na Lei n° 11.652/08 e no Contrato de Gestão.
5.5
JURÍDICO
A área jurídica tem função de assessoramento às diretorias e às gerências da
ACERP, exercendo advocacia preventiva e contenciosa.
Além das atribuições acima, atua na confecção e revisão de instrumentos
normativos internos da ACERP e questões estratégicas da Instituição, quando demandada
pelo Conselho de Administração.
As atividades jurídicas centram-se, especialmente, no Direito Administrativo,
Autoral, Trabalhista, Cível e Tributário.
INSTRUMENTOS JURÍDICOS
Foram elaborados diversos instrumentos jurídicos, entre Contratos, Termos
Aditivos, Pareceres, Convênios e Acordos de Cooperação.
Dentre os convênios, destacam-se: o Acordo de Cooperação com a Pontifícia
Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio; e o Acordo de Cooperação com o
Comando do Exército para a capacitação de profissionais para o mercado de trabalho.
Os processos internos demandam análise minuciosa, a fim de certificar a
regularidade e a adequada instrução da documentação quanto às exigências legais, aos
princípios constitucionais e às regras da Norma de Suprimentos adotada pela ACERP.
PROCESSOS JUDICIAIS
A área jurídica atua em primeiro e segundo graus de jurisdição, bem como perante
os Tribunais Superiores, tendo participado de audiências, além de elaborar peças
processuais e recursos.
Foram acompanhados 56 processos judiciais, distribuídos pelos estados do Rio de
Janeiro, São Paulo, Brasília e Maranhão.
No decorrer de 2010 foram julgadas 29 ações, sendo 20 favoráveis à ACERP e 9
julgadas procedentes em parte.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
37
TRABALHISTAS
Atuação direta nas Reclamações Trabalhistas propostas nos foros do Rio de
Janeiro e também gerenciando as atividades referentes às reclamações propostas perante
os Tribunais Regionais do Trabalho de Brasília e do Maranhão.
No exercício, esta Gerência acompanhou 36 processos judiciais trabalhistas e seus
desdobramentos processuais, sendo 30 no Rio de Janeiro, 2 em Brasília, 3 no Maranhão
e 1 em São Paulo.
No decorrer de 2010 foram julgadas 19 ações, sendo 11 favoráveis à ACERP e 8
julgadas procedentes em parte.
CÍVEIS
E
CRIMINAIS
A atuação na esfera processual cível se cinge aos diversos graus de jurisdição.
Foram acompanhados 20 processos judiciais cíveis e 1 processo criminal e seus
desdobramentos processuais.
No decorrer de 2010 foram julgadas 5 ações, sendo 4 favoráveis à ACERP e
1 julgada procedente em parte.
NA JUSTIÇA FEDERAL
Entre os processos que tramitam perante a Justiça Federal, foram acompanhados 7
feitos e seus desdobramentos.
No decorrer de 2010 foram julgadas 3 ações, sendo todas favoráveis à ACERP.
Destaca-se a Ação de Imunidade, que está em grau de recurso no Tribunal
Regional Federal.
NO JUIZADO
DA
INFÂNCIA, ADOLESCÊNCIA
E DO
IDOSO
Para a participação de menores em obras audiovisuais e produções fonográficas,
a GEJUR fornece orientação às produções e atua junto aos órgãos jurisdicionais para
obtenção de Alvarás.
No exercício foram prolatadas 2 sentenças favoráveis à ACERP para expedição de
Alvará.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
38
PROCESSOS
NA
ESFERA ADMINISTRATIVA
Atuação na esfera administrativa perante órgãos e entidades municipais, estaduais e
federais.
Destaca-se, nesta área, a atuação perante a Previdência Social, visando o
esclarecimento, cumprimento de exigências, acompanhamento de processos e a obtenção
de Certidão Negativa.
Foi promovido, no 4º trimestre de 2010, pelo Ministério Público do Trabalho o
arquivamento do inquérito que tramitava sobre as faixas salariais dos colaboradores do setor
de transportes.
Além disso, esta Gerência apresentou recurso administrativo visando novo cálculo do
Fator Acidentário de Prevenção – FAP, cujo índice incide diretamente sobre a folha de
pagamento dos colaboradores da ACERP.
DIREITO
DE
PROPRIEDADE INTELECTUAL
As principais tarefas, realizadas no âmbito do Direito Autoral, consistem na
elaboração de termos de cessão e autorizações referentes aos direitos de imagem,
conexos e autorais; cláusulas pertinentes ao Direito Autoral, visando resguardar os
direitos da ACERP, além de contratos de produção fonográfica e audiovisual.
Quanto às marcas criadas ou administradas pela ACERP, as maiores demandas
advêm de buscas, registros e seus acompanhamentos perante o Instituto Nacional da
Propriedade Industrial - INPI.
São apresentados, também, manifestações, oposições, esclarecimentos e recursos
perante o INPI, no que tange a todos os procedimentos que tramitam naquela instituição.
No exercício, foram interpostos 2 recursos contra indeferimento de marca e
1 contestação a um Processo Administrativo de Nulidade de Marca.
Destaca-se, neste exercício, a obtenção de certificados de registro perante o INPI,
dentre eles, do Programa de Computador denominado iAcervo, elaborado pelos
colaboradores da área de informática e 6 certificados de registro de marcas de
programas da ACERP.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
39
6.
TECNOLOGIA
6.1
INFORMÁTICA
O Núcleo de Desenvolvimento de Sistemas montou novo banco Progress, migrou
dados e realizou testes de validação, além de manutenções pontuais no sistema D ATASUL .
O MAM EBC está em desenvolvimento e sendo preparado para integração com o
iAcervo.
O I A CERVO , concluído em dezembro de 2009, foi registrado no INPI. O sistema está
em operação na TV Brasil e em processo de manutenção para atender as várias praças e
seus fluxos de trabalho. Recebeu, ainda, a incorporação do C ADASTRO DE F ILMES . Após a
implantação do I A CERVO , o S IGERA foi descontinuado no decorrer do 4º trimestre.
Foram realizadas manutenções pontuais no I I MPRESSÃO , I W EB , I P ONTO e I P ROTOCOLO .
O iServiços, apontado como um dos sistemas a serem migrados e desenvolvidos
para a EBC, está em produção.
O sistema ITVP está em manutenção para integração com o MAM e Portal de
Mídias.
A RNP – Rede Nacional de Pesquisa mostrou interesse, através de reuniões
semanais acompanhadas pela GEINF via web, na implementação de funções de
gerenciamento de Acervo e geração de Roteiro no sistema ITVP.
Em 8 de fevereiro, foi firmado Convênio com a PUC-RJ para desenvolvimento de
projetos para a TV Digital.
O Núcleo de Suporte Técnico conta com duas áreas importantes para a
manutenção da tecnologia de informática na ACERP: a I NFRA -E STRUTURA , responsável pelo
cabeamento estruturado, arquitetura da rede e suas interconectividades e a
operacionalização e manutenção do CPD da ACERP e o H ELPDESK , responsável pelo
atendimento ao usuário e a manutenção preventiva em bancada.
Durante o exercício, foram realizados 20.346 atendimentos, sendo 16.109 de
infra-estrutura e 4.237 de helpdesk.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
40
6.2
ENGENHARIA
Os Núcleos de Telecomunicações, Transmissão, Externas e Manutenção, e
assessoramento técnico às emissoras geradoras ou retransmissoras de televisão educativa
do país, desenvolveram as seguintes atividades durante o exercício:
•
Elaboração de projetos de sistemas de televisão adequados à demanda da
operação e, projetos complementares da estrutura existente (modificação nos
sistemas de sinais de áudio e vídeo, instalação de sistemas de energia alternativa e
adequações para recebimento de novos equipamentos);
•
Modificação e adaptações nos sistemas irradiantes;
•
Emissão e exame de laudos técnicos.
O N ÚCLEO DE T ELECOMUNICAÇÕES é responsável pela reserva, avaliação da qualidade
e controle de custos dos serviços de Telecomunicações, pela instalação e manutenção
das facilidades de comunicação para atendimento dos programas nos estúdios (ao vivo e
pré-gravado) e eventos externos, no atendimento às solicitações provenientes das
produções, do jornalismo, da Rádio MEC e da TV Escola.
O NUTEL realizou 5.517 atendimentos no exercício, sendo: 588 ordens de serviço
de radiodifusão sonora, 858 ordens de serviço de ponto eletrônico, 3.977 pedidos de
canalização para reserva de tráfego de sinal de TV, sempre em atendimento às
produções de programas, 10 ordens de serviço e 84 pedidos de reserva de facilidades
para comunicação em eventos externos. O serviço de radiodifusão sonora deixou de ser
responsabilidade do NUTEL desde julho/2010.
O N ÚCLEO DE E XTERNAS é responsável pelas transmissões e gravações de eventos
externos, utilizando as unidades móveis, envolvendo montagem de enlaces de
microondas e equipamentos técnicos e efetuando a manutenção corretiva e preventiva
dos equipamentos utilizados nas unidades móveis.
No exercício, foram realizadas 34 gravações de programas com a unidade móvel
(33 A Grande Música e 1 Consulta Pública da TV Pública Digital – BNDES/RJ) e de
eventos ao vivo , como: Carnaval 2010, o desabamento em Angra dos Reis/RJ, cobertura
da convocação da Seleção Brasileira de Futebol, Parada de 7 de Setembro, FLIP – Feira
Literária de Paraty, além das transmissões diárias, ao vivo, para os telejornais (manhã,
tarde e noite), atendendo à demanda do Jornalismo, utilizando a UMJ (por microondas) e
a SNG (up-link-transmissão via satélite).
Detalhes sobre o N ÚCLEO DE T RANSMISSÃO e o N ÚCLEO DE M ANUTENÇÃO podem ser vistos
no Indicador 5.1 – Manutenção de equipamentos de rádio e televisão no Relatório de
Indicadores e Metas da ACERP na página 69.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
41
P ROJETOS E XECUTADOS
No período, foram executados os projetos de montagem de 7 ilhas Final CUT
(sendo 4 para a Produção, 1 Esporte, 1 Jornalismo e 1 Documentação), 3 ilhas Nitrix
(2 Produção e 1 Chamadas), com a instalação de leitor e gravador PDWU1 para sistema
HD, além de uma nova central de copiagem.
As ilhas de Jornalismo também foram beneficiadas com a instalação do mesmo
leitor/gravador para sistema HD. O jornalismo recebeu, ainda, 1 nova switcher de áudio
e 1 de vídeo full-HD.
O Controle Mestre recebeu uma nova central de geração e recepção, a
sonorização recebeu 2 novas mesas de áudio: uma DIGIDESIGNER C24 e uma STUDER,
e entrou em fase de testes o Protools HD.
Após a realização dos devidos testes, 10 câmeras PDW-700 foram liberadas para
Operação.
Foi instalada uma nova recepção para o satélite B4 e implantado um No-break de
40KVA.
Foram instalados, ainda, novos equipamentos ligados ao Estúdio 1 para atender a
demanda das Eleições 2010.
P ROJETOS E M A NDAMENTO
Testes do novo servidor para a produção, do Play List para exibição no jornalismo
e avaliações para implantação do novo sistema Digital.
Preparação para montagem do novo Centro Técnico da TV Escola.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
42
7.
OUTRAS INFORMAÇÕES RELEVANTES
7.1
TV E S C O L A
Por meio de parceria com o MEC, através da Secretaria de
Educação a Distância do Ministério da Educação – SEED, a
ACERP produz parte da programação, operacionaliza e
transmite diariamente para todo o território nacional, a programação exclusiva do canal
TV Escola, por meio de sinais analógicos e digitais por satélite.
A TV Escola é o canal da educação. É a televisão pública do Ministério da
Educação destinada aos educadores e educandos da educação básica e a todos os
interessados em aprender. Sua finalidade, como política pública em si, é subsidiar o
trabalho realizado na escola e contribuir para a melhoria da educação. Seus objetivos
principais são auxiliar no desenvolvimento profissional dos professores e gestores e
enriquecer o processo de ensino e aprendizagem. O Canal TV Escola integra um
conjunto de ações destinado a democratizar o ensino básico e elevar a qualidade da
educação brasileira e seu projeto/atividade encontra-se incluído no Plano Plurianual de
2008/2011.
Formalmente, a TV Escola foi autorizada, em 04 de setembro de 1995, pelo
Protocolo de Cooperação Técnica nº 01/95, celebrado entre o Ministério da Educação,
o Ministério das Comunicações e a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da
República, que implanta “...a TV Escola por meio de um canal exclusivo de TV, via
satélite, operacionalizado, pela Fundação Roquete Pinto, tendo em vista a melhoria de
ensino, utilizando a educação aberta, continuada e a distância...” .O Canal foi lançado,
em caráter definitivo em 4 de março de 1996, para todo o país, via satélite.
Desde a sua inauguração a TV Escola teve suas atividades básicas cumpridas por
meio de contratação da ACERP (até dezembro de 1997 da Fundação Roquette-Pinto).
A programação da TV Escola é captada por cerca de 60.000 escolas de ensino
fundamental e médio que compõem a sua rede, além das residências onde os cidadãos
possuem antenas parabólicas (cerca de 18 milhões de antenas), ou que captam o sinal
por meio das TVs por assinatura, tais como: SKY, DIRECTV, Telefônica, Embratel –
somando cerca de 5 milhões de assinantes.
Para atender às exigências de transmissão da TV Escola e garantir a qualidade de
exibição dos conteúdos oferecidos pelo canal, foram feitas, em 2009 e 2010, várias
alterações na forma de execução dos serviços de operação e transmissão do Canal TV
Escola, das quais destacamos:
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
43
• implementação de equipamento digimaster para exibição de marca d’água e
geração de lettering no ar durante exibição dos programas do canal;
•
reestruturação da ilha de copiagem, que passou a realizar copiagem em
DVCam e DVD para produção de chamadas;
•
implementação do tráfego de áudio e vídeo pela ITVP/RNP;
• mudança na disponibilização do dispositivo de closed caption de 01 para 06
horas diárias;
• desenvolvimento do site da TV Escola, que incluiu a criação de layout
dinâmico, apresentação do canal, espaço para notícias, enquetes, revista TV
Escola em PDF, espaços específicos para as produções do canal, hot sites ,
acesso direto e completo à grade de programação da TV Escola, Guia de
Programas, exibições em VOD (Video On Demand) da programação e exibição
por streaming ;
•
programação e execução dos roteiros de exibição de programas e de
interprogramação.
Está em andamento o processo de digitalização do Canal com aquisição de
equipamentos que possibilitarão a mudança na forma de exibição em controle-mestre
analógico para controle-mestre digital, com segundo controle-mestre de segurança nas
mesmas condições, com ingest de chamadas, vinhetas, comerciais e interprogramas.
Em processo de finalização o novo espaço físico do Canal, que ocupará todo o 4º
andar do prédio da Av. Gomes Freire, e contará, inclusive, com um pequeno estúdio
permitindo a gravação de cabeças e de programas e interprogramas.
Além dessas modificações, a ACERP mantém equipe de educadores e profissionais
de televisão, especialmente formados e designados para produzir e transmitir a
programação da TV Escola. Graças à manutenção de uma equipe básica, já acostumada
ao “fazer” de uma televisão pública, o material exibido tem sido preparado de forma
adequada aos critérios exigidos pelo Ministério da Educação e pela legislação
educacional brasileira (Lei nº 9.394/96 e suas alterações, Diretrizes Curriculares
Nacionais para o Ensino Fundamental, para o Ensino Médio e para a Educação Infantil,
entre outras) sob a gestão da Coordenação Geral da TV Escola.
Os serviços de transmissão e operação da ACERP para a TV Escola incluem:
1. Transmissão por satélite analógico e digital para recepção aberta em todo
território nacional, nos mesmos padrões executados para a TV Brasil;
2. Enlace por cabo de fibra ótica da exibição da TV até o local de subida de
sinal para o satélite;
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
44
3. Exibição
em controle-mestre, com ingest de chamadas, vinhetas e
interprogramas, e exibição de programas em formato DVCam, e em casos
especiais em Betacam;
4. Exibição de marca d’água e geração de lettering no ar durante exibição dos
programas do canal;
5. Disponibilização de closed caption (legendas ocultas) na programação,
conforme determina a Lei nº 10.098/00, que estabelece prazos e
responsabilidades na promoção do acesso aos portadores de deficiência
auditiva a todos os canais;
6. Monitoramento, equalização e pós-produção de som, imagem e formatos de
exibição, garantindo a qualidade da veiculação de todo material exibido;
7. Produção de cópias de segurança para exibição e em formato mpeg para
disponibilização na internet;
8. Emissão de comprovação de exibição de mídia de forma automatizada a
pedido do Ministério da Educação;
9. Gravação de toda a programação do canal e envio semanal do espelho de
exibição em DVD para o Ministério da Educação;
10. Seleção e controle de programas exibidos, acompanhamento dos contratos de
licenciamento em conjunto com o MEC e programação da grade de exibição
do canal;
11. Programação e execução do roteiro de exibição de programas e do roteiro de
exibição de interprogramação;
12. Disponibilização de equipe de programação e produção em Brasília para
supervisionar os serviços do canal de acordo com as diretrizes da SEED/MEC.
13. Organização, manutenção, proteção e operação de todo o acervo da TV
Escola em sistema integrado de gerenciamento da informação com acesso
remoto e comunicação com a exibição do canal;
14. Organização, manutenção e operação de central de cópias entre os formatos:
DVD, Betacam, DVCam, Mini-DV, VHS, MPEG, além da geração de cópias em
DVD a pedido do MEC;
15. Fornecimento de fitas DVCam, Betacam, Mini-DV, DVDs e/ou outros modos
de armazenamentos para a operação e programação do canal;
16. Oferecimento de FTP para tráfego de conteúdo entre o Núcleo da TV Escola
de Brasília e a ACERP;
17. Oferecimento de malote diário para tráfego de material.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
45
As principais produções efetuadas no exercício de 2010 foram:
•
Salto para o Futuro, com a proposta de formação continuada de professores de
Ensino Fundamental e Médio, e também como apoio aos cursos de formação de
professores para as séries iniciais.
•
Faixa de Ensino Médio, com apresentações dos programas da faixa, comentários
de especialistas, entrevistas, gravações em estúdio e em locações específicas
•
Faixa de Ensino Fundamental , com apresentações dos programas da faixa,
comentários de especialistas, entrevistas, gravações em estúdio e em locações
específicas;
•
Faixa de Cursos de Línguas, com apresentações dos programas da faixa e
comentários a respeito dos vídeos veiculados na TV Escola;
•
Faixa de Educação Infantil, com apresentações dos programas da faixa e
comentários a respeito dos vídeos infantis veiculados na TV Escola;
•
Semanas Temáticas da TV Escola , que consiste na pesquisa de assunto e
entrevista em estúdio com especialistas;
•
Mais Pedidos da TV Escola , em estúdio;
•
Semanas e Dias Especiais.
•
Programação periódica da TV Escola, dividida em programas e faixas, nos
moldes dos programas Salto para o Futuro. O conteúdo da programação
periódica é definido pela Coordenação Geral da TV Escola, em parceria com as
demais secretarias do MEC (SEB, SECAD, etc) de acordo com as necessidades
curriculares que se apresentam no decorrer do ano.
•
Produção, em andamento, de duas séries, através da escolha de duas produtoras
independentes por meio de Edital Público na modalidade Técnica e Preço, de
programas audiovisuais inéditos, ambas com conteúdo na seara educativa, para
serem veiculadas no canal TV Escola, na internet, além de fixadas em suporte DVD
e outras mídias. Uma SÉRIE versa sobre a Língua Portuguesa, com 16 (dezesseis)
programas com duração de 26' (vinte e seis minutos) cada, 12 (doze)
interprogramas com duração de 60”(sessenta segundos) cada um e materiais
complementares. A outra SÉRIE é sobre Educação Física, com 14 (quatorze)
programas com duração de 13' (treze minutos) cada, 14 (quatorze) interprogramas
com duração de 60” (sessenta segundos) cada e materiais complementares. Ambas
séries serão concluídas no primeiro semestre de 2011.
Para todas essas ações, a ACERP oferece à TV Escola suporte profissional
adequado para exercer todas as funções específicas de um canal de televisão, bem como
o deslocamento necessário dos funcionários para a execução dos serviços. Toda a parte
de estratégia e planejamento do canal é desempenhada em conjunto com a
Coordenação Geral da TV Escola.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
46
1. QUADRO DE INDICADORES – ANEXO 1
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010. ACERP
47
2. COMENTÁRIOS AO QUADRO DE INDICADORES E METAS
A formulação de indicadores e metas de desempenho institucional para a ACERP,
estabelecidos no Contrato de Gestão com a Empresa Brasil de Comunicação – EBC,
buscou alcançar a amplitude de seus processos, ou seja, o conjunto de ações diretas e
indiretas voltados a ofertar serviços à TV Brasil e às Rádios MEC, buscando cobrir não
apenas a oferta de serviços (eficácia), mas também seu impacto em termos de foco e
satisfação do beneficiário (efetividade).
No decorrer de 2010, foram incluídos, por meio de Aditivos ao Contrato de
Gestão, 4 novos indicadores e metas, e outros 3 indicadores foram alterados para uma
mensuração mais objetiva. Vide detalhes dos Termos Aditivos nº 3, 4 e 5 às páginas 1 e 2
do Relatório de Atividades.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
INDICADOR 1
Apoio à produção de conteúdos jornalísticos para a televisão pública.
I N D I C A D O R 1.1
Apoio à produção de conteúdos jornalísticos para telejornais diários.
Este indicador inclui a produção, pela ACERP, do telejornal Repórter Rio e de colaboração com
a produção de outros conteúdos, inclusive para os telejornais Repórter Brasil-Manhã e o
Repórter Brasil-Noite. A meta para estas ações é de 25 (vinte e cinco) horas mensais.
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
25
23,9
95,6
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
Indicador 1.1
30
28,0
28
26
24
22
22,8
23,4
21,3
23,9
20
18
16
14
A apuração do resultado é efetuada somente com
a participação das matérias produzidas no Rio de
Janeiro. A participação da ACERP nos telejornais de Brasília, São Paulo e São Luís não
estão aqui contempladas.
1º Tri
2º Tri
3º Tri
4º Tri
Média
Anual
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
48
A seguir, demonstrativo de exibição dos telejornais no exercício de 2010.
As atividades realizadas pela equipe de Jornalismo da ACERP durante o exercício
estão detalhadas a seguir:
Repórter Rio, telejornal local, exibido, ao vivo, de segunda a sexta, às 12h, com
30 minutos de duração, contendo reportagens, entrevistas de estúdio e entradas ao vivo
da rua, utilizando a unidade móvel do jornalismo da ACERP ou o Uplink móvel (SNG) da
EBC.
Ao longo do exercício, foram 258 edições, totalizando 7.740 minutos de conteúdo
jornalístico inédito especialmente dirigido ao telejornal, com destaque para a cobertura
de fatos que afetam a vida da cidade e/ou tem especial relevância para o cidadão,
considerando os aspectos de prestação de serviços e de inclusão e promoção social.
Repórter Brasil manhã, telejornal exibido, ao vivo, de segunda a sexta, às 8h, com
45 minutos de duração e ancorado apenas de Brasília, conta com a participação diária
da estrutura de produção do jornalismo do Rio, com entradas de repórter ao vivo da rua,
através da unidade móvel do jornalismo da ACERP, além de geração prévia para Brasília
de material de atualidade do Rio e internacional.
A ACERP participa com a média de 10 minutos diários produzidos pela redação do
Rio para o conteúdo total deste telejornal. No exercício, a Redação carioca produziu o
equivalente a 41 horas (2.454 minutos) de conteúdo jornalístico.
Repórter Brasil noite, telejornal exibido, ao vivo, de segunda a sábado, às 21h,
com 60 minutos de duração de segunda a sexta e ancoragem compartilhada pelo Rio de
Janeiro, São Paulo e Brasília, e com 30 minutos de duração aos sábados com
ancoragem intercalada (um sábado do Rio de Janeiro e o seguinte de Brasília).
No exercício, foram 309 edições em que a redação do Rio de Janeiro contribuiu
com a média de 20 minutos diários, entre reportagens gerais, esportivas, internacionais,
entrevistas ao vivo no estúdio e notas cobertas. O que significa que a redação do Rio
produziu aproximadamente 116 horas (6.998 minutos) de conteúdo jornalístico para o
telejornal da noite.
Ao todo, a redação de telejornais produziu aproximadamente 17.192 minutos de
conteúdo para exibição, equivalentes a 24h por mês, utilizando de segunda a sexta,
10 turnos de equipamentos de gravação de externa, sendo 5 equipes pela manhã,
4 à tarde e 1 à noite, além de 3 turnos aos sábados e domingos.
No revezamento de apresentação do jornal Repórter Brasil aos sábados, durante o
2º semestre, das 26 edições exibidas, o Rio apresentou e exibiu integralmente 15 jornais.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
49
Além destas equipes, a redação de esporte utiliza 2 equipes por dia, em horário
variável, de segunda a sexta.
Temos, ainda, mais um turno de externa, para as entradas ao vivo da rua,
atendendo aos telejornais Repórter Brasil Manhã e Repórter Rio. De acordo com a
demanda, é possível contarmos ainda com dois turnos de vivo, um matinal e outro à
noite, para atender o Repórter Brasil.
Destaca-se ainda, a participação fundamental da equipe do Rio nos dois
programas especiais exibidos durante o período das Eleições 2010, com apresentação de
estúdio, com convidados, entrevistas, entradas ao vivo da rua e reportagens prégravados. O programa exibido no 1º turno teve 4h de duração e o exibido no 2º turno,
3h30m de duração.
No último trimestre, a produção do jornalismo da ACERP alcançou um novo
recorde, mais de 5.000 minutos de conteúdo produzido para os 4 telejornais exibidos
pela TV Brasil (considerando o Jornal Visual que está incluído no Indicador 1.2).
No Maranhão, a equipe de jornalismo realizou 257 telejornais Maranhão Notícias
e 1.146 reportagens externas, além da geração de 511 matérias para o jornal Repórter
Brasil.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
I N D I C A D O R 1.2
Apoio à produção de conteúdos para programas jornalísticos semanais.
Este indicador trata da produção de programas inteiros ou de conteúdos parciais para a
produção e edição de programas, sob orientação técnica e editorial da EBC, através da
Diretoria de Jornalismo, perfazendo a meta de 30 (trinta) horas mensais.
Os programas que são objeto desta meta são: Observatório da Imprensa, De lá para Cá,
Três a Um, Esportvisão, Stadium, Jornal Visual e Caminhos da Reportagem.
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
30
31,1
103,7
Indicador 1.2
36
34,4
34
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
33,8
32
30
28,4
27,9
28
31,1
26
24
22
20
1º Tri
2º Tri
3º Tri
4º Tri
Média
Anual
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
50
A Gerência de Jornalismo da ACERP é responsável pela produção de conteúdos
jornalísticos para a televisão pública. As atividades realizadas pela equipe de jornalismo
durante o exercício estão detalhadas a seguir.
No Esporte, foram produzidos 96 programas semanais, sempre aos domingos,
sendo 51 edições do Stadium e 45 do Esportvisão; além das 43 edições do programa
Repórter África durante a Copa 2010 e a transmissão de 14 jogos da Série C do
Campeonato Brasileiro de Futebol.
Stadium, programa esportivo com foco em esportes olímpicos, escolares,
paraolímpicos e radicais, com 51 minutos de produção, exibido ao vivo, ancorado do Rio
de Janeiro, com participação do estúdio de São Paulo.
Esportvisão, programa de debate sobre o mundo do futebol com 85 minutos de
produção ao vivo, ancorado do Rio de Janeiro. O programa exibe os jogos do fim de
semana no Rio e em outros estados, além de reportagens especiais dando um diferencial
ao produto. O programa conta, ainda, com matérias produzidas no Rio e mais os gols
dos jogos da rodada.
No estúdio, recebe-se convidados que analisam os principais fatos do fim de
semana, e conta, ainda, com participações, ao vivo, de um convidado do estúdio da TV
Brasil, em São Paulo. O maior volume de externas é feito aos sábados e domingos.
Repórter África, programa de produção diária enviada da África do Sul com média
de 8 minutos de matérias. No Brasil, a produção de conteúdo com matérias e artes
atingiu a média de 15 minutos diários. O programa, com cerca de 60 minutos, ficou no
ar durante a Copa do Mundo de Futebol entre os dias 10 de junho e 11 de julho de
2010, substituindo o EsporTVisão.
Série C do Campeonato Brasileiro de Futebol, exibição de 14 jogos durante
outubro e novembro. Semanalmente repórteres e cinegrafistas foram enviados para as
cidades dos jogos para a realização de matérias especiais e participações ao vivo dos
estádios. O cenário foi customizado para as aberturas dos jogos com participações de
convidados no estúdio fazendo o aquecimento da rodada.
O Esporte também contribui com a produção de conteúdo voltada para os
telejornais da TV:
•
R EPÓRTER R IO , produção de 3 a 5 minutos diários de material esportivo com
as mais variadas modalidades e também com a participação de um
comentarista na bancada do jornal analisando a rodada de futebol duas
vezes por semana. Utiliza 5 horas diárias de edição para a produção deste
material;
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
51
•
R EPÓRTER B RASIL MANHÃ , diariamente são reaproveitadas matérias esportivas que
foram ao ar no Repórter Brasil da noite anterior, somando em média
2 minutos de produção de matérias editadas. Nas noites de domingo, a
equipe do EsporTVisão deixa material editado para ser gerado para Brasília
incluir no jornal;
•
R EPÓRTER B RASIL NOITE produz, em média, 3 minutos diários de matérias com
foco no noticiário do dia e reportagens especiais. Utiliza 5 horas diárias de
edição para a produção deste material;
•
J ORNAL V ISUAL produz, de 2 a 4 minutos diários entre matérias e comentários
no estúdio.
Foram produzidos 209 programas jornalísticos, sendo 51 edições do Caminhos da
Reportagem, 55 do “3 a 1”, 53 do De Lá Pra Cá e 50 do Observatório da Imprensa.
Caminhos da Reportagem apresenta grandes reportagens com temas nacionais e
internacionais. Produzido em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, o programa conta com
duas exibições semanais de 52 minutos de produção, sendo uma delas reprise.
O programa utilizou 2.016 horas de edição, 998 horas de externas e 60 horas de
sonorização para a produção das 51 edições inéditas, das quais 12 foram produzidas no
Rio de Janeiro. A equipe de produção viajou para São Paulo, Minas Gerais, Porto Alegre
e várias cidades do Nordeste para realização de matérias para o programa.
A última edição do programa, que deveria ter ido ao ar em 28 de dezembro, foi
reprogramada para janeiro, devido à programação especial de fim de ano.
O programa 3 a 1 traz debates sobre temas de destaque na mídia e de interesse
da sociedade. Assim como o programa Caminhos da Reportagem, o 3 a 1 também é
produzido em Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, e conta com uma exibição semanal
inédita de 54 minutos de produção.
O programa utilizou 288 horas de edição, 280 horas de externas e 56 horas de
sonorização para a produção dos 55 programas inéditos, dos quais 26 foram produzidos
no Rio de Janeiro.
De Lá Pra Cá é um programa de história apresentado por Ancelmo Góis e Vera
Barroso com duas exibições semanais de 26 minutos de produção, sendo uma delas reprise.
O programa utilizou 2.352 horas de edição e 1.104 horas de externas para a
produção dos 53 programas inéditos, e a equipe viajou para vários estados brasileiros
para realização de matérias para o programa.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
52
O programa Observatório da Imprensa conta com duas exibições semanais, com
uma hora de produção, sendo uma inédita e uma reprise.
O programa utilizou 190 horas de estúdio, 618 horas de unidades portáteis, 211
horas de sonorização e 1.080 horas de edição para a finalização dos 50 programas
inéditos, sendo 32 ao vivo e 18 gravados, e a equipe viajou para São Paulo/SP para a
realização de matérias para o programa.
O último programa concluído, que deveria ter ido ao ar em 30 de dezembro, foi
reprogramado para janeiro, devido à priorização dada aos especiais de fim de ano.
Jornal Visual, telejornal pré-gravado exibido de segunda a sexta, às 7h50, com 10
minutos de produção. Com formato de revista eletrônica, apresenta reportagens dirigidas
para o público deficiente auditivo. No exercício, foram 219 edições, totalizando 2.190
minutos de produção. O jornalismo do Rio produziu, ainda, 46 matérias inéditas para o
Jornal Visual além do reaproveitamento de material reeditado, alcançando
aproximadamente, 73 horas de edição/reedição de conteúdos jornalísticos para exibição.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
I N D I C A D O R 1.3
Apoio ao desenvolvimento e aprimoramento de plataformas na WEB
(Agência Brasil e sites dos canais EBC)
Este indicador trata do apoio que a ACERP prestará à EBC com vistas à qualificação tecnológica
e operacional da Agência Brasil para a melhor difusão dos conteúdos jornalísticos para ela
produzidos pela EBC.
Meta – %
Resultado obtido – %
Resultado em 2010 x Meta - %
100
100
100
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
Indicador incluido pelo Termo Aditivo nº 5 de 17/12/2010.
O Núcleo de Desenvolvimento da Informática da GEINF/ACERP trabalha no apoio
as produções das Rádios MEC e TV Brasil fornecendo consultoria e desenvolvendo
softwares para permitir, através de serviços disponibilizados na WEB, a integração/
interatividade do público televisivo e radiofônico com todas as produções. Além das
produções, a Gerência de Informática desenvolveu software para a emissão de Boletins
de Notícias e Programação e de Atendimento ao Público para Gerência de
Comunicação.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
53
Também apoiou a Gerência de Licenciamento, por meio de outro software recentemente
desenvolvido, o iSollo, para aquisições de filmes de curta-metragem e longa-metragem
através do site da TV Brasil. A Gerência de Programação foi atendida com um software
criado para as associadas e repetidoras acompanharem o Roteiro de Programação da TV
Brasil, bem como informes e notícias do setor.
Os Núcleos de Infraestrutura e Suporte da GEINF apoiam as produções da TV
Brasil e as Rádios MEC e Nacional nas montagens de equipamentos e sua conexões com
a Rede de Dados da ACERP/EBC em eventos. Podemos destacar as coberturas externas
esportivas e de jornalismo, como a apuração das eleições, posse presidencial, assim
como as transmissões das Audiências Públicas. O Núcleo oferece ainda suporte aos
jornalistas em viagens e aos correspondentes no exterior.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
INDICADOR 2
Apoio à produção de conteúdos audiovisuais para programação da televisão pública e outras
mídias.
Este indicador envolve a produção mensal, integral ou parcial, de programas, interprogramas,
vinhetas, chamadas e peças audiovisuais, bem como produção e transmissão de eventos
especiais, que compõem a programação da televisão pública, excluídos os de natureza
jornalística, sob a orientação técnica e editorial da EBC, através da Diretoria de Produção.
Os programas objeto desta meta são: A Grande Música, Almanaque Brasil, Arte com Sérgio
Britto, Comentário Geral, Estúdio Móvel, Musicograma, Segue o Som, Sem Censura, Animania,
Janela Janelinha, e Hora da Criança (conjunto de infantis da grade).
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
146
133,5
91,4
180
Indicador 2
170,7
160
143,4
148,1
140
120
100
71,9
133,5
80
60
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
40
20
0
1º Tri
2º Tri
3º Tri
4º Tri
Média
Anual
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
54
a) Programas de produção plena pela ACERP, com apresentadores contratados pela EBC:
A Grande Música, Almanaque Brasil, Arte com Sérgio Britto, Comentário Geral, Estúdio
Móvel, Musicograma, Segue o Som, Sem Censura.
* Foram computadas apenas as exibições inéditas dos programas.
O baixo total de horas do 1º trimestre deveu-se a substituição de programas, mudanças de
formato, cenários, etc., o que levou a um grande número de reprises nesse período e impactou
para que a meta anual não fosse atingida em 100%.
b) Programas sustentados por licenciamentos adquiridos pela EBC, mas desenvolvidos com
participação da ACERP na produção: Animania, Janela Janelinha, Hora da Criança
(conjunto de infantis da grade), Chamadas e Interprogramas.
Programa
1º Tri
Animania
Janela Janelinha
Hora da Criança
A Turma do Pererê (Série Antiga)
Um Menino Muito Maluquinho
Diversos
Chamadas
Interprogramas
2º Tri
3º Tri
4º Tri
Total
2010
12:30
42:30
11:00
45:30
10:30
45:30
11:30
44:30
45:30
178:00
124:00
280:15
169:00
181:55
755:10
44:30
57:00
22:30
5:30
77:30
197:15
0:00
65:30
103:30
0:00
71:30
110:25
50:00
271:30
433:40
Total Hrs
7:30
0:23
186:53
9:56
0:15
346:56
7:53
0:14
233:07
7:49
0:17
246:01
33:09
1:10
1012:59
Média Mensal
62:17
115:38
77:42
82:00
84:24
Média Mensal Geral Ind. 2
71:52
170:43
143:22
148:05
133:31
Durante o exercício, foi dada continuidade à produção dos programas que fazem
parte da grade de programação da TV Brasil, produzidos pela ACERP.
Alguns programas agrupados na linha Diversos da tabela acima, passaram a ser
reprisados a partir no 4º trimestre.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
55
•
Sem Censura: um dos programas da TV Brasil de maior audiência. No dia 21 de
setembro, um programa especial em comemoração aos 25 anos no ar foi
transmitido, ao vivo, diretamente da Churrascaria Porcão Rios, no Rio de Janeiro.
Ao longo desses 25 anos de vida, passaram pelo Sem Censura 32 mil convidados e
cerca de 12.500 debatedores, dentre os quais podemos destacar: Lecy Brandão,
Milton Nascimento, Fagner, Arlete Sales, Emilio Santiago, Ana Botafogo,
Elza Soares, Nei Matogrosso.
O Sem Censura é um programa de alcance nacional, que busca mostrar o painel
cultural brasileiro com tantas tendências diferentes, desde as últimas descobertas da
medicina, a preservação do meio ambiente, a busca pela melhoria da qualidade de
vida, a informação cultural e as formas de lazer e de divertimento, além de ser
prestador de serviços e formador de opinião, sem privilegiar correntes políticas,
dando a todos, a oportunidade de expressar o que sentem.
•
Comentário Geral: revista semanal de entretenimento, temática, que, a partir de
uma palavra, discorre sobre os mais variados assuntos. Cada programa possui, em
média, 10 comentários feitos por especialistas, com visibilidade na mídia, ilustrados
com imagens pertinentes ao tema além da utilização de filmes, clipes musicais e
imagens de acervo.
Artistas, músicos, jornalistas e personalidades são convidados para falar sobre todas
as vertentes das palavras com uma abordagem atual. Para complementar, frases de
escritores, pensadores e clipes alinhavam todo o conteúdo. Além da participação de
pessoas comuns que não deixam de dar sua opinião.
Em abril, foi lançado um novo formato, passando a ser um programa de entrevistas,
com convidados em estúdio, gravado, com cerca de 4 matérias pré-produzidas (Vts).
A partir de 28 de julho de 2010, o programa voltou ao formato inicial com
gravação de cabeças mais matérias pré-produzidas.
A equipe viajou para Paraty/RJ, para a gravação da FLIP-Feira Literária de Parati,
e aproveitou ainda, para gravar sonoras para dois programas sobre o tema livro.
•
Estúdio Móvel: programa diário, de 26 minutos de duração, apresentado por Liliane
Reis que entrevista seus convidados em cenários do seu cotidiano. Voltado para o
público jovem, busca um retrato do jovem urbano e contemporâneo, tendo como
objetivo revelar a juventude brasileira com suas diferenças e protagonismos, através
de atitudes de jovens que estão a frente de projetos sociais, artísticos e culturais de
grande relevância, além de consolidar o programa como uma janela onde o jovem
possa se manifestar e contribuir para a criação coletiva, garantindo seu espaço e
afirmando sua identidade.
Nesse período, além das gravações no Rio de Janeiro, a equipe viajou para gravar
matérias nos estados de Pernambuco e Minas Gerais, São Paulo, Maranhão,
Paraná, Brasília, Sergipe e interior do Rio de Janeiro, através de parcerias com as
TV's públicas desses estados.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
56
•
Musicograma: apresentar a música popular brasileira às novas gerações é a
proposta da série musical da TV Brasil que visa resgatar a história dessa arte, a
partir da digitalização do acervo da emissora. O programa semanal traz em cada
episódio dois grandes nomes da MPB.
Cada edição de 30 minutos possui um tema voltado para o viés regional, herança
musical, escolas de samba, duos, instrumentos, entre outros. Além dos musicais,
os episódios também exibem depoimentos e curiosidades revestidos com uma roupagem
contemporânea.
Além do material com depoimentos e apresentações do acervo digitalizado, são
adicionados dados e curiosidades sobre os artistas. Toda a programação visual é feita
para dar uma cara nova às imagens muito antigas do acervo.
•
Almanaque Brasil: trata da cultura e da memória nacional. A série pretende
passear, de maneira leve e divertida, pela cultura e pela história brasileira,
levando ao telespectador uma diversidade de assuntos de forma dinâmica, bem
humorada, mas sem perder o caráter cultural e informativo.
•
Paratodos: revista com enfoque na cultura popular e voltada para “jovens de
qualquer idade”. Todo sábado, manifestações artísticas de todo o país são vistas
na tela. “É o Brasil conectado com o Brasil”, define Big Richard, rapper e produtor
musical que apresenta o Paratodos ao lado da jovem jornalista Letícia Ottomani.
O Paratodos conta com o faro jornalístico de todos seus membros para buscar
assuntos inusitados, não pautados pela agenda do eixo Rio-São Paulo. Com temas
interessantes é possível atrair o público jovem, cada vez mais conectado à internet
e menos ligado à televisão.
•
Animania: programa da TV Brasil que aposta em animação. Com meia hora de
duração, é um espaço para exibição, debate e reflexão do processo criativo da
animação. Conta com entrevistas, discussões sobre novas tecnologias, notícias e
bastidores desse universo, além de curtas-metragens, vídeos experimentais, clipes
musicais e comerciais. Também, há dicas de sites, livros, DVDs e pequenos
“truques” das técnicas de animação.
O programa conta com um cenário e a participação de um boneco, o Ratinho
Seth, que usa seus poderes especiais de roedor xereta para invadir os filmes que o
Zeca 2 usa para se inspirar, já que ele não suporta manipulação.
Além disso novos quadros entraram no ar: Fábrica Ótica, em que são exibidas as
sequências de animações mostradas em brinquedos óticos; Flip Flap, que mostra
Flibooks de animadores diversos; e Córtex, que exibe filmes de animação clássicos
e antigos.
O programa viajou para gravar matérias nos estados de São Paulo, Porto Alegre,
Paraná, Minas Gerais, Brasília e Espirito Santo.
O Animania trata de forma bem humorada e criativa os bastidores do universo dos
desenhistas que animam os personagens.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
57
•
Segue o Som: programa voltado para a faixa etária de 12 a 35 anos de idade que
visa divertir e informar com música, clipes, entrevistas, lançamentos e dicas.
O programa conta com a participação da dupla Maurício Pacheco e Mariano
Marovatto, que já atuou junta em outros projetos. Eles são músicos, compositores,
pesquisadores, produtores e estudiosos.
Embora com a dinâmica de um programa ao vivo, Segue o Som é gravado em
estúdio em chroma-key, para inserção do cenário virtual.
No dia 25 de setembro comemorou um ano no ar com a exibição de um super
especial com os grandes momentos vividos pela dupla de apresentadores e seus
convidados. Nomes como João Bosco, Sandra de Sá, Jorge Mautner, B Negão,
Rogê, Leoni, Digital Dubs, Arlindo Cruz, entre tantos outros, marcaram presença
no programa.
•
Arte com Sérgio Britto: programa apresentado por um dos ícones do teatro
brasileiro, o ator e diretor Sérgio Britto. Tem como objetivo apresentar matérias
culturais por meio de uma linguagem documental, além de promover o trabalho
de profissionais de renome nacional e abrir espaço para novos talentos no cenário
artístico nacional.
Podemos destacar em 2010, a gravação da 28ª edição do Festival de Dança de
Joinville. Consolidado pelo profissionalismo e pela pluralidade, esse grande
encontro de profissionais já entrou para o Guinness Book como o maior evento de
dança do mundo, em número de participantes. Milhares de bailarinos e amantes
da dança chegam à Joinville a cada ano, vindos de diversos lugares do país e do
exterior.
O programa gravou, ainda, a cobertura do 10º Festival de Teatro, realizado em
São José do Rio Preto/SP além de várias peças de teatro no Rio de Janeiro.
•
A Grande Música: programa dedicado exclusivamente à música clássica.
Apresenta recitais realizados no Brasil, especialmente gravados para a TV Brasil.
Nesse período podemos destacar as gravações: 70 Anos da Orquestra Sinfônica
do Rio de Janeiro, no Outeiro da Glória, no Consulado de Portugal, no Teatro
Municipal de Niterói, Teatro Municipal do Rio de Janeiro, o Concerto de Abertura
do XVI Rice - Festival Internacional de Violoncelo na Embaixada da Grã Bretanha,
em Brasília, e 2 Concertos da Escola de Música-cidade de Tatuí/SP.
•
Mobilização Brasil: o programa apresenta uma série inédita para a televisão
brasileira que mostra iniciativas, tecnologias e soluções sociais bem sucedidas,
que garantem educação, renda, trabalho e melhores condições de vida nas
comunidades.
Com formato de revista eletrônica traz reportagens de campo apresentando uma
ou duas tecnologias sociais sobre um mesmo tema, uma seção passo-a-passo
mostrando como foi desenvolvida a experiência, uma agenda de eventos dos
movimentos sociais, além de entrevistar convidados no estúdio.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
58
•
Interprogramas: nesse período foram produzidas 75 peças: 1 Aids, 10 Dia
Internacional da Mulher, 12 Estações do Ano, 5 Meio Ambiente, 12 Acordo
Ortográfico, 11 África (incluindo Copa do Mundo), 1 Rádio Nacional,
2 Patrimônio, 5 Artezando, 8 sobre Álbum de Família, 5 Fim de Ano e 3 Gentileza
Urbana.
•
Chamadas: Os números demonstrados no quadro da página 55 são referentes às
peças que foram entregues para exibição, nas versões: Próximo, Neste, Amanhã,
Hoje, Dia, Vem aí, Ainda Hoje, Daqui a Pouco, A Seguir, Manutenção,
Institucionais, Horizontais, Temáticas, Vídeos Institucionais e Vídeos promocionais,
incluindo, ainda, as campanhas de Natal e Fim-de-Ano.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
INDICADOR 3
Transmissão mensal de programação de televisão.
I N D I C A D O R 3.1
Transmissão mensal de telejornais, programas jornalísticos, programas de natureza cultural,
informativa, educativa e científica e conteúdos complementares de programação de televisão.
Este indicador sintetiza todas as transmissões da televisão pública, considerando uma grade de
24 horas de programação diária, num total de 720 horas mensais. Esta meta de 720 horas/mês
está condicionada ao fornecimento, por parte da EBC, de uma grade diária de 24 horas de
programação.
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
720
641,9
100,0
F ONTE : G RADE
DE
P ROGRAMAÇÃO
DA
ACERP.
C OMENTÁRIOS : M ETA ATINGIDA.
700,0
Indicador 3
641,9
622,8
600,0
500,0
644,2
655,3
651,7
415,2
400,0
616,5
300,0
641,9
740
720
700
680
660
640
620
600
580
560
540
520
500
200,0
100,0
0,0
1º Tri
2º Tri
3º Tri
4º Tri
Acum .
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
2008
2009
2010
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
59
A ACERP possui todas as condições para operar a grade da TV Brasil 24 horas por
dia, caso a EBC assim determinar. O número de horas transmitidas vem crescendo
anualmente como demonstra o gráfico acima à direita. Atualmente a grade da TV Brasil
disponibilizada para ser exibida diariamente é de cerca de 21h diárias, como
demonstrado adiante.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
60
I N D I C A D O R 3.2
Tempo mensal de transmissão de programação, com utilização de recursos de acessibilidade,
nas tecnologias legenda oculta, Libras ou áudio-descrição.
Este indicador está vinculado à necessidade de cumprimento da legislação específica do
Ministério das Comunicações sobre a acessibilidade dos telespectadores com deficiência à
programação de televisão. O índice é calculado com base nas horas produzidas com usos dos
recursos de acessibilidade mencionados. A meta de 150 horas/mês é baseada nas Leis
nº 10.048/00 e 10.098/00, que estabelecem normas gerais e critérios básicos para a
promoção da acessibilidade, e regulamentadas pelo Decreto nº 5.296/2004 e pela Portaria nº
310/2006 do Ministério das Comunicações.
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
150
187,9
125,3
F ONTE : G RADE
DE
P ROGRAMAÇÃO
DA
ACERP.
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
Programação
1º Tri
2º Tri
3º Tri
4º Tri
Total 2010
3 a1
100% Brasil
Arte com Sérgio Britto
Caminhos da Reportagem
Conexão Roberto D'Ávila
Curta Criança
De Lá Pra Cá
DOC TV IV
Esportvisão
Expedições
Jornal Visual
Mobilização Brasil
Nova África
Observatório da Imprensa
Paratodos
Programa de Cinema
Repórter Brasil
Repórter Rio
Revista do Cinema Brasileiro
Roda Viva
Samba na Gamboa
Sem Censura + Sem Censura Especial
Stadium
Sustentáculos
Viola Minha Viola
ABZ do Ziraldo
A Turma do Pererê
Castelo Rá Tim Bum
Janela, Janelinha
Um Menino Muito Maluquinho
Total em Horas
Média Mensal em Horas
0:00
6:00
9:15
0:00
13:00
17:00
0:00
0:00
0:00
7:00
10:40
0:00
0:00
18:00
0:00
0:00
119:00
7:30
0:30
0:00
0:00
191:40
13:00
0:00
0:00
0:00
0:00
0:00
0:00
57:00
469:35
156:31
0:00
1:00
7:45
0:00
13:00
22:15
0:00
0:00
0:00
6:30
10:50
0:00
0:00
17:00
0:00
0:00
122:15
32:30
4:30
0:00
0:00
207:35
13:00
0:00
0:00
0:00
0:00
0:00
0:00
77:30
535:40
178:33
17:30
0:00
0:00
25:55
13:00
0:00
6:30
15:10
16:30
0:00
11:00
6:30
12:00
13:00
6:30
45:15
112:00
0:00
0:00
19:30
13:00
0:00
0:00
6:00
13:00
4:30
85:00
78:30
45:30
65:30
631:20
210:26
12:00
0:00
0:00
24:00
11:00
0:00
5:30
5:00
18:10
0:00
11:00
6:30
10:00
12:00
7:00
49:50
121:20
0:00
0:00
19:30
12:00
0:00
0:00
7:00
13:00
0:00
81:00
76:30
44:30
71:30
618:20
206:06
29:30
7:00
17:00
49:55
50:00
39:15
12:00
20:10
34:40
13:30
43:30
13:00
22:00
60:00
13:30
95:05
474:35
40:00
5:00
39:00
25:00
399:15
26:00
13:00
26:00
4:30
166:00
155:00
90:00
271:30
2254:55
187:54
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
61
INDICADOR 4
Apoio à produção e transmissão de programação de rádio.
Este indicador refere-se aos serviços prestados pela ACERP para a produção e transmissão de
conteúdos radiofônicos das emissoras Rádio MEC AM e Rádio MEC FM, do Rio de Janeiro, e
Rádio MEC FM, de Brasília, através da Superintendência de Rádio.
I N D I C A D O R 4.1
Produção e transmissão mensal de conteúdos radiofônicos de natureza educativa, informativa,
cultural e científica.
Este indicador refere-se à produção e transmissão da grade de programas para as Rádios MEC.
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
300
730
243,3
F ONTE :R ELATÓRIO R ÁDIOS MEC AM
750
720,0
Indicador 4
736,0
728,0
E
FM.
736,0
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
700
650
600
550
730,0
500
450
400
350
As Rádios MEC transmitem 24 horas diárias de
programação equivalentes a 720 horas mensais nos
meses de 30 dias e 744 horas nos de 31 dias.
A média acumulada anual atingiu 730 horas.
300
A meta está sub-dimensionada.
250
1º Tri
2º Tri
3º Tri
4º Tri
Média
Anual
P ROGRAMAÇÃO / P RODUÇÃO
MEC FM
A MEC FM realizou a gravação externa do concerto de abertura da programação
deste ano da Sala Cecília Meireles, com a apresentação da pianista Cristina Ortiz,
resultando em 2 programas produzidos para a MEC FM e 1 programa para a A Grande
Música, da TV Brasil, que foram transmitidos em abril.
Estreou na grade, em 24 de junho, Kinoscope, programa semanal de 1 hora
dedicado à trilha sonora do cinema de todos os tempos. Produzido por Fabiano Canosa
que foi um dos responsáveis pela programação do Cine Paissandu entre 1966 e 1970.
Todas quintas às 22 horas.
Em 15 de agosto, com continuação nos dias 22 e 29 do mesmo mês , estreou na
grade, uma série de 3 programas, com repertório dedicado à A Arte da Fuga , de
J.S.Bach. Este ciclo de programas contou com comentários do cravista Marcelo
Fagerlande e do maestro Carlos Alberto Figueiredo, sobre o CD A Arte da Fuga de
J.S.Bach, na versão para dois cravos lançado recentemente.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
62
Em setembro, passaram a compor a grade da FM o programa Som de Letra e uma
série com a pianista Clara Sverner.
Som de Letra, transmitido às quintas-feiras, às 23 horas, aborda a relação
existente entre a música e o texto resultando numa conversa estimulante e original.
Ao longo do programa são apresentadas as músicas de autores que ampliaram a
linguagem musical em diferentes estilos e gêneros, desde Bach até Nancarrow e Gilberto
Mendes.
A série com a pianista Clara Sverner estreou dia 5 de setembro, às 16 horas,
sendo transmitida ao longo de nove semanas. Como tema, as sonatas para piano do
compositor austríaco Wolfgang Amadeus Mozart, com comentários da pianista sobre
cada obra.
Ainda no mês de setembro, no dia 2, foi transmitido, ao vivo, direto do Estúdio
Sinfônico Alceo Bocchino, o programa Violões em Foco Especial.
No dia 6 de outubro estreou o programa Eletroacústicas. Dedicado
eletroacústica, o programa semanal, com 30 minutos de duração, tem em seu
obras de compositores como Pierre Schaeffer, Karlheinz Stockhausen,
Carvalho, Jorge Antunes e muitos outros. Em virtude desta novidade, o
Mosaico parou de ser produzido.
à música
repertório
Reginaldo
programa
A partir do final de dezembro, entraram no ar as transmissões da temporada do
Metropolitan Opera House de Nova Iorque – USA, em parceria com a Rádio Cultura FM
de São Paulo.
O dia 31 de dezembro teve uma programação diferente. Entre 7h e meia noite, as
planilhas musicais foram substituídas por programas que são produzidos durante toda a
semana, possibilitando aos ouvintes, uma retrospectiva de quase todos os nossos
programas em um único dia.
A nova série de programas, BlimBlemBlom, dedicada à música clássica para as
crianças, com estréia prevista em janeiro de 2011, começou a ser produzida e gravada
no mês de novembro.
P ARCERIAS
COM
R ÁDIOS P ÚBLICAS
Mantida a parceria Ponte Aérea com a Rádio Cultura FM/SP. Através desta
parceria a MEC FM envia a série de programas Tempos Modernos e, em contrapartida,
transmite os programas Supertônica e Mapa-Mundi, produzidos pela Cultura FM .
Para Rádio Cultura FM de Amparo/SP enviamos, desde março, programas das
séries: Momento de Jazz, Música Clássica do Brasil, Música Antiga, Sala de Concerto e
Som Infinito. A partir de novembro, passamos a enviar um número maior de programas,
com as séries: Bossamoderna, Café Concerto, Concerto das Américas, Caderno de
Música e Violões em Foco.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
63
Para Rádio Inconfidência/MG enviamos o programa Bossamoderna.
As Rádios Deutsche Welle e Nederland contribuem com uma hora de programação
semanal cada.
A Rádio Nacional FM de Brasília passou a receber, a partir de agosto, os
programas Caderno de Música e Momento de Jazz, produzidos pela MEC FM.
P ARCERIAS
E
C OLABORAÇÕES
A MEC FM manteve as parcerias com a Orquestra Sinfônica Brasileira e a Petrobras
Sinfônica, além das produtoras de música clássica da cidade: Sala Cecília Meireles, Centro
de Artes da UFF, Música no Museu, Música nas Igrejas e VivaMúsica. Em contrapartida,
esses parceiros incluem a logomarca da emissora no material de divulgação, além de
disponibilizar ingressos para promoções com os ouvintes da rádio, através de sorteios
durante a programação.
MEC AM
Transmissões externas – foram realizadas coberturas especiais do Carnaval 2010,
da Conferência Nacional de Educação, Salão do Livro, FLIP - Festa Literária Internacional
de Paraty e Eleições 2010, além de 27 externas de programas.
A grade de programação da MEC FM não apresentou mudança no 1º semestre.
No decorrer do 2º semestre estrearam os programas ZoaSom, Vozes Brasileiras, Maestros
MPB e Rádio Batuta.
Os projetos Faixa Infantil, Radioteatro, Vozes Brasileiras, O Som das Bandas e
A Fina Flor do Samba estão em fase de fechamento de contratos/convênios .
J ORNALISMO
Foram transmitidos 259 programetes e séries produzidas no período, dentre os
quais podemos destacar: Tintas e Pincéis, Formas e Cores, Acorda Rio, 50 anos Brasília
e, os rádio-documentários África do Sul, Políticas Públicas, Eleições 2010 e
Retrospectiva 2010.
Foram produzidos 4.488 noticiários para as rádios MEC AM e FM.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
64
I NTERCÂMBIO
DE PROGRAMAÇÃO
A parceria com rádios internacionais gerou um total de 980 matérias em média no
exercício. As produções da Rádio MEC distribuídas para outras emissoras públicas
(hora/produção) totalizaram 11 horas semanais enviadas para a Rádio Nacional de
Brasília, Rádio Cultura de Amparo, Rádio Inconfidência (MG) e Rádio Senado.
Os programas distribuídos foram: Bossamoderna (FM/AM); Ecos de uma Era;
Espaço Educação; Expressão Literária; Momento de Jazz (FM/AM); RCA Convida; Roda de
Choro; Escutar e Pensar; Perguntar e Pensar; Foleviola; Seresta Viva; Noite Carioca e
Nossa Música.
P ARCERIAS
Foram mantidas as parcerias com as instituições SESC/SENAC, RTS, UNIRIO, Escola
de Gente, Criar Brasil, Instituto Moreira Sales, Sociedade Brasileira de Psicanálise/RJ e
Consulados da Alemanha, Japão e França, e rádios França Internacional, Deutsche Welle,
Nederland, Canadá, Cultura/SP, Universitária de Ouro Preto, Inconfidência, Cultura
Amparo/SP, Rádio Nacional/RJ, Nacional AM e FM/BSB, Nacional Amazônia, Nacional do
Alto Solimões, Rádio Senado e ARPUB (Associação das Rádios Públicas).
C OBERTURAS E SPECIAIS
Coberturas conjuntas com a Rádio Nacional/RJ e especiais do Carnaval 2010,
transmissão de 2 programas Atualidades (60 minutos), ao vivo, de Brasília, além de flashes
e gravação de entrevistas e matérias durante a Conferência Nacional de Educação,
Dia Internacional da Criança no Rádio e na TV e o 12º Salão do Livro Infantil e Juvenil.
Cobertura especial da FLIP - Festa Literária Internacional de Paraty, Lançamento
Prêmio Roquette-Pinto/ARPUB/MinC, Cobertura das Eleições 2010, Apresentação do
especial Noel Rosa – do estúdio sinfônico da Rádio MEC.
CHAMADAS
E
MÍDIA
O Setor de Chamadas produziu e selecionou 259 spots para veiculação, sendo
180 novos spots de séries variadas e 79 reprises. As Rádios MEC totalizaram 9.001
veiculações, das quais 7.385 foram comerciais sendo 418 MEC AM e 6.967 MEC FM e;
1.616 chamadas institucionais da TV Brasil, sendo 808 MEC AM e 808 MEC FM.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
65
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
66
-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
67
I N D I C A D O R 4.2
Produção e transmissão de conteúdos radiofônicos referentes a esportes.
Este indicador refere-se ao apoio à produção e transmissão de eventos esportivos e coberturas
jornalísticas.
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
10
36h40
366,7
F ONTE : G RADE
DE
P ROGRAMAÇÃO
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
Indicador incluído por meio do Termo Aditivo nº 5 ao Contrato de Gestão,
assinado em 17 de dezembro de 2010, de forma que o resultado apresentado espelha
somente os dados de dezembro de 2010.
A meta está subdimensionada, haja vista o resultado apurado no mês ter sido
358,3% maior que a meta estipulada , e em outros meses o número de horas será maior
devido a transmissão de um maior número de jogos de futebol, cujos torneios entram em
recesso em meados de dezembro.
Para o cômputo do resultado foram considerados os programas conduzidos pelos
10 colaboradores contratados pela ACERP para apresentar os programas esportivos:
Bate Bola Nacional
segunda à sexta feira
12h20 às 13h00
No Mundo da Bola
segunda à sexta feira
23h30 às 24h00
Quartas e Quintas-feiras
21h00 ás 24h00
sábado
16h00 às 19h00
domingo
17h00 às 20h00
Jogos de Futebol
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
68
INDICADOR 5
Manutenção de equipamentos de rádio, televisão e acervo.
I N D I C A D O R 5.1
Manutenção e conservação dos equipamentos de produção e transmissão cedidos para o
cumprimento das metas.
Este indicador refere-se a manutenção e conservação dos equipamentos de produção e
transmissão sob a custódia da ACERP no atendimento às necessidades dos canais de rádio e
televisão da EBC.
Meta – %
Resultado obtido – %
Resultado em 2010 x Meta - %
100
100
100
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O N ÚCLEO DE M ANUTENÇÃO realiza a manutenção e instalação de todos os
equipamentos da emissora, envolvendo estúdios, ilhas de edição, controle mestre,
sonorização, grupos geradores, etc.
Durante o exercício, foram realizadas manutenções preventivas e corretivas no
parque de equipamentos eletrônicos, elétricos, na parte mecânica, e nos sistemas de
áudio, vídeo e elétrico.
O N ÚCLEO DE T RANSMISSÃO é responsável pelo Controle Mestre Técnico e da
transmissão do Sumaré, verifica e opera o sistema, os sinais dos centros exibidores, os
equipamentos de transmissão dos sinais da TV Brasil para o Rio de Janeiro (inclusive
Mendanha). Realiza manutenção emergencial nos equipamentos, além de rotinas
referentes ao fornecimento de energia elétrica (Light, gerador) e atende às solicitações das
Rádios MEC AM e FM.
A Gerência de Recursos Técnicos e Operacionais do Maranhão, recebeu, em
agosto, duas ilhas de edição não-lineares Mac, duas câmeras de externa Sony XDCam com
dois tripés e um master com monitor de 32” LCD.
Além disso, um link de microondas com ligação direta à Embratel foi instalado
permitindo a geração de matérias sem a necessidade do deslocamento até a geradora.
Com ele, é possível, ainda, programar entradas ao vivo em programas nacionais, a partir
de nosso estúdio. O sistema, montado e devidamente testado, está à disposição do
jornalismo.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
69
I N D I C A D O R 5.2
Atendimentos mensais da TI a usuários e ao parque de equipamentos.
Este indicador refere-se aos atendimentos em relação a softwares e/ou hardwares, para o
desenvolvimento de atividades diversas de produção e transmissão dos canais e serviçoçs da
EBC.
Meta – unid. Resultado obtido – unid.
600
Resultado em 2010 x Meta - %
1.696
282,7
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O Núcleo de Suporte Técnico é
formado por duas áreas de
trabalho muito importantes para
a manutenção das atividades da tecnologia de informática na ACERP: infra-estrutura e
helpdesk.
A área de infra-estrutura é responsável pelo cabeamento estruturado, arquitetura da
rede e suas interconectividades e a operacionalização e manutenção do CPD da ACERP. Já
a área de helpdesk, é responsável pelo atendimento ao usuário e a manutenção preventiva
em bancada.
Com a constante atualização e melhoria dos equipamentos da ACERP os números
de atendimento tendem a diminuir.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
I N D I C A D O R 5.3
Transcrição mensal de mídias antigas (U-Matic, BVH e Beta) para formato digital.
Este indicador tem por objetivo a execução da política de acervos da EBC.
Meta – Hs
Resultado obtido – Hs
Resultado em 2010 x Meta - %
30
27,8
92,7
Transcrição
( em horas)
Média Mensal
3º Tri
4º Tri
Total
2010
1º Tri
2º Tri
83:45
82:30
83:00
83:45
333:00
27:55
27:30
27:40
27:55
27:45
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
A equipe de preservação, recuperação e digitalização de acervo audiovisual e
transcodificação de mídias, tem como missão avaliar, selecionar, recuperar, transcrever,
catalogar e digitalizar o acervo audiovisual. Com isso a captura digital poderá ser
adequadamente realizada, sem provocar danos aos originais. A disponibilização da versão
digital se dará através de ambientes de rede e plataformas computacionais e/ou por
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
70
mídias de tráfego, em acordo com as normas estabelecidas. São estratégias de
preservação de longo prazo em acervos audiovisuais. O trabalho possibilita longa duração
de vida aos materiais audiovisuais, atendendo às produções da casa.
Parte da equipe da GEDOC se dedica à recuperação e digitalização do acervo
histórico, por meio da transposição do material construído ao longo dos anos, armazenado
em suporte analógico, para mídias atuais.
No ano de 2010 foram digitalizadas 333 fitas U-MATIC e BVH, representando cerca
de 333 horas de material de arquivo. Boa parte desse material foi recuperado sob
demanda das produções e seguindo os conceitos de importância histórica praticados pela
GEDOC.
Foi dada prioridade a conteúdos sobre esporte, jornalismo, musicais, entrevistas e
infantis.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
I N D I C A D O R 5.4
Pesquisas mensais para as produções internas.
Este indicador, assim como o anterior, visa, também, o atendimento às necessidades da
produção de conteúdos jornalísticos e audiovisuais.
Meta – unid. Resultado obtido – unid.
1.000
Atendimentos
Média Mensal
Resultado em 2010 x Meta - %
1.263
126,3
3º Tri
4º Tri
Total
2010
1º Tri
2º Tri
4.235
5.005
2.973
2.941
15.154
1.412
1.668
991
980
1.263
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O arquivo de imagens realizou 15.154 pesquisas, incluindo atendimentos para
outras emissoras públicas de televisão e produções terceirizadas.
Além de atender às pesquisas, a equipe de pesquisadores se concentrou na
decupagem do material bruto do jornalismo, programas da emissora, editoria de esportes
e os espelhos dos telejornais Repórter Rio e Repórter Brasil, totalizando 633 horas de
material decupado.
Em média são decupadas 53 horas de material audiovisual a cada mês.
Esse número subirá em 2011 com a implantação do sistema MAM em todas as praças da
TV Brasil.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
71
INDICADOR 6
Apoio à migração para a tecnologia digital.
A ACERP dará apoio à migração do fluxo de trabalho analógico para digital, integrando as
diversas mídias em 5 praças: Rio de Janeiro/RJ, Brasília/DF, São Paulo/SP, São Luís/MA e
Tabatinga/AM.
Meta – %
Resultado obtido – %
Resultado em 2010 x Meta - %
100
100
100
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
Indicador incluído por meio do Termo Aditivo nº 4 ao Contrato de Gestão,
assinado em 15 de outubro de 2010.
A ACERP desenvolveu um software denominado iAcervo, para apoiar a toda cadeia
de produção das Televisões e Rádios da EBC, bem como as Associadas que optarem por
utilizar o software. O iAcervo substituiu o SIGERA que foi descontinuado em dezembro de
2010.
O iAcervo foi desenvolvido em Plataforma Livre e serve como base de apoio a
transição do processo analógico de produção para o processo digital de produção.
O sistema se integrará ao Media Asset Management-MAM, através de ferramentas como
“webservices”, integrando os metadados dos produtos analógicos à cadeia de valor da
produção digital
As equipes lotadas na Gerência de Informática da ACERP, através de seus Núcleos
tem prestados os seguintes serviços:
O Núcleo de Desenvolvimento de Sistemas está trabalhando em consonância com
a Gerência de Inovação e a Gerência de Desenvolvimento, ambas ligadas à Diretoria de
Tecnologia e Inovação da EBC, no desenvolvimento de softwares que complementarão as
funcionalidades desenvolvidas no MAM, em apoio as demais gerências da EBC como a
Gerência Programação (Rádio e Televisão), Gerência de Acervo e Conhecimento e
demais áreas da empresa, integrando as mesmas através do MAM.
O Núcleo de Infraestrutura está trabalhando junto a Gerência de Infraestrutura da
Diretoria de Tecnologia e Inovação no que tange a unificação lógica das redes de
Comunicação e Dados, bem como no acompanhamento da montagem dos novos CPDs
(estrutura física e lógica - MAM) e seus maquinários.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
72
INDICADOR 7
Captação de Receitas Adicionais.
Este indicador estabelece metas financeiras com vistas à elevação das receitas próprias da
ACERP, através da captação de patrocínios, de inserções institucionais e de serviços.
I N D I C A D O R 7.1
Captação de patrocínios culturais para a produção de conteúdos televisivos.
Meta – R$ mil Resultado obtido – R$ mil
10.000
Resultado em 2010 x Meta - %
10.414
F ONTE : BALANCETE CONTÁBIL
DE
104,1
31/12/10
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O volume de captação de patrocínio foi pequeno no primeiro trimestre, em virtude
no atraso da definição da nova grade de programação e a diminuição significativa no
terceiro trimestre, deveu-se às eleições presidenciais.
Em junho foi captado R$ 1.750 mil junto à Petrobras e em agosto R$ 447,5 mil da
Fundação Banco do Brasil, para a produção e veiculação da série Mobilização Brasil,
cuja classificação contábil se deu na rubrica 3.12.01.01 – Produção e Veiculação de
Programas, mas reclassificado, para fins desse relatório, para Patrocínios de Programas.
Em dezembro a receita de patrocínio do programa Estúdio Móvel, no valor de
R$ 146 mil, foi alocada contabilmente na rubrica de Publicidade-Avulsa e também
reclassificada, para efeito desse relatório, para Patrocínios de Programas.
Em virtude do faturamento dos patrocínios ocorrerem, eventualmente, em datas
posteriores ao mês de veiculação, há uma diferença entre os valores negociados e os
registrados contabilmente, como demonstrado a seguir.
Valores em R$ mil
1º tri
2º tri
3º tri
4º tri
TOTAL
Valores Contábeis
1.310
4.272
1.438
3.394
10.414
Valores Negociados
1.625
4.321
1.048
3.834
10.826
O volume de receitas de patrocínio negociadas para o período atingiram a
108,3% da meta estabelecida.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
73
I N D I C A D O R 7.2
Captação de inserções institucionais na programação televisiva.
Meta – R$ mil Resultado obtido – R$ mil
2.000
Resultado em 2010 x Meta - %
4.714
F ONTE : BALANCETE CONTÁBIL
DE
235,7
31/12/10
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O volume de captação de inserções institucionais também diminuiu no terceiro
trimestre, notadamente as de órgãos governamentais, devido ao período eleitoral.
Como mencionado no indicador anterior, também o faturamento de publicidade
na TV Brasil e Rádios ocorre, eventualmente, em datas posteriores ao mês de veiculação,
gerando diferença entre os valores acordados e os registrados contabilmente, como
demonstrado a seguir:
Valores em R$ mil
1º tri
2º tri
3º tri
4º tri
TOTAL
Valores Contábeis
1.270
1.958
799
687
4.714
Valores Negociados
1.141
1.818
525
1.256
4.740
O volume de receitas de campanhas institucionais negociadas para o período
atingiram a 237,0% da meta estabelecida.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
I N D I C A D O R 7.3
Captação de serviços.
Meta – R$ mil Resultado obtido – R$ mil
29.500
29.168
F ONTE : BALANCETE CONTÁBIL
DE
Resultado em 2010 x Meta - %
98,9
31/12/10
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O resultado desse indicador espelha os contratos de prestação de serviço à
SEED/MEC para a produção de parte da programação da TV Escola, sua
operacionalização e a transmissão diária para todo o território nacional, por meio de
sinais analógicos e digitais por satélite.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
74
Não são computadas na meta os contratos de prestação de serviços com a EBC,
adiante demonstrados apenas para registro.
312.01.101 – Produção e Veiculação de Programas
CONTRATOS COM A SEED/MEC
Valor em R$ mil
1º tri
2º tri
3º tri
4º tri
TOTAL
Transmissão e operação do canal da TV Escola
em 2010.
-
4.644
4.643
4.643
13.930
Produção de programas, interprogramas,
chamadas, vinhetas para a TV Escola - 2010.
-
3.265
7.619
4.354
15.238
Total (1)
-
7.909
12.262
8.997
29.168
CONTRATOS COM A EBC
Valor em R$ mil
1º tri
1.064
Produção da Série Para Todos.
Serviços de aumento da capacidade da
produção de conteúdos e operacionalização da
1.505
TV Brasil em formato analógico e digital da
cidade de São Paulo.
Serviços de apoio a produção de conteúdos
jornalísticos para viabilizar a transmissão nos
1.497
canais operados pela EBC no RJ, SP e MA
englobando serviços em TI.
Total (2)
4.065
TOTAL DA CONTA (1 + 2)
4.065
2º tri
770
3º tri
770
4º tri
770
TOTAL
3.373
1.505
1.505
1.505
6.018
0
0
0
1.497
2.274
2.274
2.274
10.888
10.183
14.536
11.271
40.056
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
INDICADOR 8
Gestão Institucional.
I N D I C A D O R 8.1
Índice de Liquidez Geral - (Ativo Circulante + Realizável a Longo Prazo) / (Passivo Circulante +
Exigível a Longo Prazo)
Este indicador estuda especificamente a capacidade da Entidade pagar os seus compromissos de
curto e longo prazo com bens e direitos transformáveis em dinheiro a curto e longo prazo.
Meta – Unid. Resultado obtido – Unid.
1
1,27
F ONTE : BALANCETE CONTÁBIL
DE
Resultado em 2010 x Meta - %
127,9
31/12/10
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
75
LG
Índice de Liquidez Geral
Valores em R$ mil
AC
Ativo Circulante
27.034
RLP
Realizável a Longo Prazo
40.527
PC
Passivo Circulante
10.470
ELP
Exigível a Longo Prazo
42.368
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O bom resultado no índice decorre dos valores dos Termos Aditivos nº s 4 e 5, que
geraram acréscimo, em dezembro de 2010, no capital circulante de R$ 11,8 milhões.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
I N D I C A D O R 8.2
Atualização Tecnológica, Capacitação e Treinamento de Pessoal
Este indicador e sua meta tem o objetivo de garantir um percentual mínimo para investimentos
em qualificação dos funcionários e prestadores de serviços utilizados no âmbito do Contrato de
Gestão. Essas atividades poderão ser desenvolvidas em parceria com a EBC, envolvendo
funcionários da empresa e de outras instituições do campo público de comunicação.
Fórmula de cálculo: ATEC = DAT/RCG.
Meta – %
Resultado obtido – %
Resultado em 2010 x Meta - %
1
1,1
109,4
F ONTE : BALANCETE CONTÁBIL
DE
31/12/10
INVESTIMENTOS
1º Sem
3º Tri
4º Tri
2010
319.930
136.105
106.080
562.115
Fórmula de cálculo:
ATEC = DAT/RCG = 562.115/51.400.000 = 1,094
C OMENTÁRIOS : M ETA A TINGIDA .
O programa de treinamento/capacitação iniciado no segundo semestre de 2009 com
novos cursos como o MBA em TV Digital, Radiodifusão & novas Mídias de Comunicação
Eletrônica com 2 turmas, sendo uma com 14 alunos e outra com 30, ambas ministradas
pela Universidade Federal Fluminense - UFF e o Curso de Especialização Técnica em TV
Digital ministrado pelo CEFET/RJ, com 3 módulos, e de 3 turmas de 20 alunos, das quais
uma se iniciou em agosto de 2009, a segunda em meados de outubro de 2009 e a
terceira em janeiro de 2010, aliados a outros mais focados em aprimoramento do nível
técnico fizeram com o que resultado do indicador melhorasse paulatinamente.
Os gastos do exercício de 2010 estão demonstrados a seguir.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
76
Previsto 4º Trimestre
1º
3º
Semestre Trimestre
Curso / Treinamento
Inscrições
Out
Nov
Dez
Diárias
Passagens
Hospedagens
Material
Total 2010
Total
Didático /
Trimestre
Transporte
MBA em TV Digital – UFF (1)
43.680
21.840
7.280
7.280
7.280
-
-
-
-
21.840
87.360
MBA em TV Digital – UFF (2)
93.600
46.800
15.600
15.600
15.600
-
-
-
-
46.800
187.200
SESI – Ensino Fundamental e Médio
16.858
13.982
3.830
4.206
4.103
-
-
-
-
12.138
42.978
Mestrado em Economia
3.710
3.210
-
-
-
-
-
-
-
0
6.920
127.245
8.580
-
-
-
-
-
-
-
0
135.825
Rumo ao Futuro – TV Digital – CEFET
Técnico de Secretariado
Transmutação e Marionete
Súmulas do TST e os Contratos de
Trabalho
Departamento Pessoal
-
3.006
1.002
-
-
-
-
-
-
1.002
4.008
6.319
-
-
-
-
-
-
-
-
0
6.319
780
-
-
-
-
-
-
-
-
0
780
369
-
-
-
-
-
-
-
-
0
369
Auxiliar de Pessoal
640
-
-
-
-
-
-
-
-
0
640
II Seminário de Telecomunicações
600
-
-
-
-
-
-
-
-
0
600
1.610
-
-
-
-
-
-
-
-
0
1.610
Extensão em TV Digital
Direitos Autorais
680
-
-
-
-
-
-
-
-
0
680
Final Cut
6.565
-
-
-
-
-
-
-
-
0
6.565
Formação de Membros da CIPA
2.300
1.181
-
-
-
-
-
-
-
0
3.481
Gestão e Preservação de Arquivos Digitais
3.817
-
-
-
-
-
-
-
-
0
3.817
GEFIP/SEFIP
Gestão de Documentos e Classificação de
Informações
Contabilidade Tributária
Curso: Desconhecido Chaplin – O processo
criativo do grande cineasta
Folha de pagamento, MANAD e GEFIP na
prática
Palestra – Cenário Virtual
1.311
-
-
-
-
-
-
-
-
0
1.311
2.070
-
-
-
-
-
-
-
-
0
2.070
1.173
-
-
-
-
-
-
-
-
0
1.173
1.800
-
-
-
-
-
-
-
-
0
1.800
990
-
-
-
-
-
-
-
-
0
990
583
-
-
-
-
-
-
-
-
0
583
Final Cut Avançado
Segurança da Informação e Gestão de
Riscos – AAB
Maquiagem para TV Digital
3.230
-
-
-
-
-
-
-
-
0
3.230
-
1.000
-
-
-
-
-
-
-
0
1.000
-
1.200
-
-
-
-
-
-
-
0
1.200
Congresso SET
-
28.815
-
-
-
-
-
-
-
0
28.815
Seminário Retenção na Fonte de Tributos
MS 6292 – Installing and Confiring Windows
7 Client
Sistema Homolognet – Assistência e
Homologação na Rescisão de Contrato de
Trabalho
-
1.501
-
-
-
-
-
-
-
0
1.501
-
3.990
-
-
-
-
-
-
-
0
3.990
-
1.000
515
-
-
-
-
-
-
515
1.515
Gestão de Rec.Humanos – Estácio de Sá
-
-
199
199
199
-
-
-
-
597
MAC OX S
-
-
5.200
-
-
-
-
-
-
5.200
5.200
Gestão de Documentos Digitais e
Digitalização
-
-
-
5.500
-
-
-
-
-
5.500
5.500
-
-
-
-
700
3.456
5.015
2.801
-
11.973
11.973
-
-
-
-
515
-
-
-
-
515
319.930
136.105
33.626
32.785
28.397
3.456
5.015
2.801
0
106.080
I Simpósio Brasil Japão sobre Avanços em
Televisão Digital
Alterações Recentes na Esfera Trabalhista
Previdenciária e Fundiária
TOTAL
Capacitação 2004 a 2010
Investimento
597
515
562.115
562.115
278.889
16.290
2004
119.953
2006
2007
64.682
2005
183.515
135.672
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
2008
2009
2010
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
77
Capacitação 2004 a 2010
Colaboradores Capacitados
1370
1312
74%
74%
696
675
525
440
64%
39%
75%
579
75%
69%
26%
36%
31%
2004
2005
2006
E
DESENVOLVIMENTO
PROGRAMA FORMAÇÃO
E
25%
2007
Área Meio
CAPACITAÇÃO
26%
61%
25%
DE
Área Fim
2008
2009
2010
Colaboradores Treinados
RECURSOS HUMANOS
DESENVOLVIMENTO
Este programa consiste na complementação da formação educacional dos
colaboradores e seus dependentes. O projeto contempla o ensino fundamental, médio e
superior e é realizado mediante convênios celebrados com instituições de ensino.
A parceria com o Serviço Social da Indústria – SESI para os Ensinos Fundamental e
Médio, na modalidade presencial e a distância, beneficiou 23 colaboradores.
Essa parceria permitiu que 4 colaboradores concluíssem seus estudos neste exercício.
Através das parcerias com as Universidades Cândido Mendes e UNICARIOCA
foram beneficiados 3 colaboradores e 2 dependentes.
No 3º trimestre foi firmado o convênio com a Universidade Estácio de Sá com o
objetivo de fornecer bolsas de estudo para os cursos de graduação, tecnológico,
pós-graduação latu sensu e na modalidade a distância para os colaboradores e seus
dependentes.
ATENDIMENTO
ÀS NECESSIDADES ESPECÍFICAS DE
CAPACITAÇÃO
Compreende as atividades de treinamento voltadas para o desenvolvimento de
competências específicas, exigidas para o desempenho da função. Os treinamentos são
solicitados pelas diversas áreas da ACERP ou sugeridos pela Assessoria de
Desenvolvimento de RH.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
78
Os destaques no exercício foram:
•
Projeto Rumo ao Futuro – Curso de TV Digital tem como objetivo a especialização
lato-sensu e a qualificação técnica dos colaboradores da ACERP, possibilitando
que estes profissionais estejam em sintonia com as transformações tecnológicas do
mercado televisivo, em parceria com a Universidade Federal Fluminense – UFF e o
Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca – CEFET.
O MBA de TV Digital contou com a participação de 43 colaboradores e o curso
Técnico de TV Digital, formou 3 turmas, certificando 53 colaboradores.
•
Em meados de 2010, a ACERP teve acesso ao acervo pessoal de Charles Chaplin.
Conseguiu quatro documentários (de 45 minutos cada) sobre o processo de
criação do genial cineasta. Com base nesse material raro e com a ajuda de
especialistas da Escola de Cinema da UFF, organizou um ciclo de quatro dias de
conferências e debates sobre criatividade na produção audiovisual. Mais de 70
colaboradores participaram do evento realizado, em junho de 2010, com a
coordenação do professor José Carlos Monteiro.
• Congresso SET 2010 – é considerado o maior evento de tecnologia, serviços e
equipamentos de TV, radiodifusão e telecomunicações da América Latina e atende
a proposta mundial de tecnologia da Convergência e do HD para os mercados de
criação, gerenciamento e sistemas, comercialização e entrega e consumo de
conteúdo eletrônico visual.
Foram quatro dias de palestras, talk shows, tutoriais e debates com profissionais de
destaque no mercado, discutindo cenários e indicando tendências, lançamentos e
atualidades ligados ao tema “Cenários Tecnológicos dos Meios de Comunicação e
Entretenimento: Brasil, América Latina, Mundo”. Os grandes destaques foram a
interatividade da TV Digital, o padrão GINGA, middleware adotado para o
Sistema Brasileiro de TV Digital, e a tecnologia 3D.
A ACERP participou do congresso com 11 colaboradores que tiveram a
oportunidade de interagir com profissionais, empresários e executivos do mercado
de produção e distribuição de conteúdo eletrônico de multimídia, incluindo TV
aberta e por assinatura, rádio, internet, indústria, produção e telecomunicações.
Esses colaboradores além de se atualizarem disseminaram esse conhecimento para
toda a empresa por meio de palestras/apresentações que foram filmadas e
difundidas para as Rádios MEC, Brasília, São Paulo por meio de video
conferências.
• Curso de MS 6292 – Installing and Configuring Windows 7 Client para os 8
técnicos do Núcleo de Suporte da Gerência de Informática. O curso visou a
capacitação e o aperfeiçoamento na metodologia adotada pela Microsoft e
também a certificação no Sistema Operacional Windows 7.
• Curso prático em maquiagem para TV Digital – atendeu a equipe de 10
maquiadoras da ACERP, com o objetivo de reciclar essas profissionais no
manuseio dos equipamentos e na utilização da técnica do Air Brush.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
79
• I Simpósio Brasil Japão sobre Avanços em Televisão Digital, evento organizado pela
Universidade de São Paulo-USP com apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento
Científico e Tecnológico-CNPq. Foram três dias de palestras e debates, reunindo
profissionais da área de televisão digital, incluindo pesquisadores, desenvolvedores e
empreendedores, como o objetivo de estabelecer a troca de informações e experiências e
a formulação de soluções inovadoras no âmbito de televisão digital tanto no Brasil como
no Japão e promover parcerias entre instituições para trabalhos cooperativos nas áreas
com potencial de cooperação internacional no tema televisão digital. Assim como os
participantes no congresso SET 2010, os 7 colaboradores participantes disseminaram esse
conhecimento para toda a empresa.
• Curso MAC OS X - O treinamento in company para 19 colaboradores da Gerência de
Telejornalismo visou a capacitação dos repórteres e cinegrafistas na utilização do recurso
de geração, edição e envio de conteúdo audiovisual pelo ITVP a partir de um laptop
Macintosh.
• Gestão de Documentos Digitais e Digitalização – o curso atendeu a equipe do Núcleo de
Documentação e Pesquisa, permitindo a atualização e qualificação de 12 colaboradores
nos procedimentos de gestão de documentos digitais e digitalização, processo de
fundamental importância para o ambiente digital de televisão. O curso foi ministrado,
in company, pela Associação dos Arquivistas Brasileiros-AAB.
• Ciclo de Palestras – Saia do Analógico, Digitalize-se permitiu a disseminação dos
assuntos discutidos no Congresso SET e no I Simpósio Brasil Japão sobre Avanços
em Televisão Digital. Os colaboradores participantes desses dois eventos
apresentaram através de palestras, para os demais colaboradores da ACERP,
os conceitos, as normas, as tendências, as inovações e os avanços no ambiente
digital, tanto de televisão como de rádio. Os temas das palestras foram
Convergência On Seg; Interatividade; Rádio Digital; MAM; Tecnologia 3D; 4k, 8k
e Holografia, além do perfil e da linha de desenvolvimento dos principais
pesquisadores do meio digital. As palestras aconteceram no auditório da ACERP e
da Rádio MEC, com a presença de 333 participantes.
• Treinamento de Edição Final Cut para os Editores da Gerência de Produção
Executiva e para os Editores de Imagem das Gerências de Jornalismo, de
Documentação e Pesquisa e do Núcleo de Operações, cujo objetivo foi oferecer
conhecimentos práticos visando o domínio das técnicas sobre edição de vídeo não
linear. Neste semestre foram treinados 25 colaboradores a um custo de
R$ 9.795,00.
•
Participação dos Gerentes de Informática e de Documentação e Pesquisa no
Congresso TV2.0. O evento apresentou os modelos de negócios que estão sendo
testados e explorados na distribuição de conteúdos em múltiplas plataformas como
TV, internet, celular e outras. O investimento foi de R$ 5.546,08.
•
Treinamento dos Operadores e Auxiliares de Câmera visando o correto manuseio
dos novos equipamentos adquiridos. Participaram desse treinamento, ministrado
em parceria com a SONY, 72 colaboradores.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
80
•
Em parceria com a Universidade Federal Fluminense foram realizados os seguintes
eventos: II Seminário de Telecomunicações e a Palestra sobre Cenário Virtual –
A TV do Futuro. Participaram desses eventos 65 colaboradores.
•
Curso de Transmutação para 3 colaboradores do Núcleo de Videografismo e
Produção Gráfica. O curso teve como finalidade capacitar os profissionais no
software Maya, que é um programa de modelagem 3D, animação e efeitos
especiais, muito utilizado na indústria do cinema e televisão. O investimento foi de
R$ 6.319,20.
•
A ACERP, em parceria com o Centro de Integração Empresa Escola – CIEE,
promoveu, três Oficinas de Capacitação: Inteligência emocional e trabalho em
equipe, Qualidade no atendimento ao cliente e Planejamento de Carreira e
Criatividade. O objetivo foi de orientar os 185 estagiários e 16 colaboradores que
participaram das oficinas com relação às competências comportamentais,
essenciais ao mercado de trabalho.
Destaca-se ainda, no exercício, os diversos cursos de curta duração com a
participação de 281 colaboradores e um investimento de R$ 48.685,03, com taxas de
matrícula.
Outra parceria importante foi com o Exército Brasileiro por meio de um Acordo de
Cooperação, que visa a capacitação profissional em atividades operacionais de rádio e
televisão, direcionado para jovens egressos do serviço militar, com o objetivo de
prepará-los para o mercado de trabalho. Neste acordo, caberá à ACERP, além de prover
a parte prática do curso, fomentar o desenvolvimento de competências técnicas de áudio,
edição, iluminação e câmera.
PROGRAMA
DE
QUALIDADE
DE
VIDA
E
RESPONSABILIDADE SOCIAL
Com o objetivo de conscientizar os colaboradores para a importância da aquisição
e prática de hábitos de disciplina, organização, conduta, cumprimento das normas, zelo
pelo patrimônio físico e material da instituição, saúde, esporte e higiene, teve
continuidade o apoio às corridas rústicas e maratonas.
O grupo de corridas, atualmente formado por 28 pessoas, participou das corridas
Fila Night Run, Meia Maratona do Rio de Janeiro, e Circuitos: Estações Adidas Inverno,
Primavera e Verão e, Circuitos Athenas e Vênus.
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
81
I N D I C A D O R 8.3
Limite de Despesa com Remuneração e Vantagens de Qualquer Natureza Percebidos por
Dirigentes e Empregados
Este indicador revela o percentual de gastos com a remuneração e vantagens de qualquer
natureza percebidas pelos dirigentes e empregados da Entidade, no exercício de suas funções.
Fórmula de cálculo: LDP = RLT / (DP + ES)
Meta – %
Resultado obtido – %
Resultado em 2010 x Meta - %
<= 90
59,7
150,8
F ONTE : BALANCETE CONTÁBIL
DE
31/12/10
Fórmula de Cálculo: LDP = DP / RLT = 62.130/104.034= 59,7%
COMPOSIÇÃO DA RECEITA
R$ mil
Contrato de Gestão
51.400
Contratos com a SEED/MEC
29.168
Produção de Programas
10.888
Patrocínios e Publicidade
12.561
Outras Receitas
Total da Receita Líquida
Despesas
Despesas
Despesas
Despesas
de Pessoal
com Pessoal em São Paulo
com pessoal da TV Escola
totais com Pessoal e Encargos Sociais
17
104.034
48.562
5.185
8.343
62.130
COMENTÁRIOS : META ATINGIDA.
A apuração do Resultado comparado à Meta para este Indicador é efetuada de
forma inversa aos demais indicadores, haja vista que o objetivo da Meta nesse caso, é
não atingir ou suplantar o limite pré-estabelecido, enquanto que os demais pressupõem
o seu alcance ou suplantação.
As despesas de pessoal da ACERP, sem considerar as da TV Escola e da operação
em São Paulo, atingiram a 94,5% da receita do Contrato de Gestão. Desconsiderando o
valor do acréscimo de R$ 11,8 milhões na suplementação do Contrato de Gestão, por
meio dos Termos Aditivos 4 e 5, que somente foram recebidos em fins de dezembro e
início de janeiro de 2011, o percentual, dessas despesas, atingiria a 122,6%.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
82
FORÇA DE TRABALHO
CLT
Servidores - RJU
COLABORADORES
DIRETOS
Estagiários
Temporários
PJ - Contratos
Prestadores / Terceirizados
TOTAL
1.020
305
Variação
12/08 x 12/09
81
-51
Variação
12/09 x 12/10
-11
-69
1.405
1.325
30
-80
92
13
7
55
1.572
80
17
13
5
1.440
-17
-18
-7
-28
-30
-12
4
6
-50
-132
Variação
12/09 x 12/10
3
-3
31/12/08
31/12/09
31/12/10
950
425
1.031
374
1.375
109
21
14
83
1.602
COMPOSIÇÃO DOS COLABORADORES DIRETOS
São Paulo
TV Escola (MEC)
Cultura Ponto a
(MinC)
SUB TOTAL -1
TV – Rio de Janeiro
Rádios MEC
Brasília
Maranhão
SUB TOTAL -2
TOTAL
Ponto
31/12/08
31/12/09
31/12/10
3
86
80
110
83
107
Variação
12/08 x 12/09
77
24
21
2
0
-19
-2
110
902
101
46
216
1.265
1.375
192
883
92
39
199
1.213
1.405
190
804
92
40
199
1.135
1.325
82
-19
-9
-7
-17
-52
30
-2
-79
0
1
0
-78
-80
A grande redução no número de prestadores de serviços/terceirizados deu-se em
razão da passagem dos serviços de conservação, segurança e limpeza para a EBC.
Em 31/12/2010, 20 colaboradores celetistas estavam afastados por auxílio
doença e 10 colaboradores servidores públicos cedidos, em licença médica, além de 1
colaboradora celetista em licença maternidade.
No exercício foram admitidos 197 colaboradores e desligados 208 no regime CLT.
No Regime Jurídico Único foram efetuados 68 desligamentos, gerando um decréscimo de
1,1% no número de celetistas e decréscimo de 18,5% de servidores.
O Programa de Estágio, possui atualmente o efetivo de 80 estagiários.
No período foram efetuadas 84 admissões e 16 foram efetivados como novos
profissionais da ACERP.
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
83
Evolução de Pessoal
1.450
1.425
1.405
1.404
1.400
1.395
1.382
1.375
1.354
1.350
1.337
1.328
1.334
1.331
1.246
1.244
1.240
1.135
1.129
1.126
1.325
1.300
1.325
1.321
1.314
1.275
1.270
1.225
1.215
1.210
1.175
1.203
1.161
1.125
1.255
1.147
1.100
Jan/10
1.325
1.231
1.246
1.241
1.242
1.130
1.133
1.135
Out
Nov
Dez/10
1.190
1.150
Dez/09
1.325
1.301
1.250
1.200
1.337
1.324
Fev
Mar
Abr
Mai
T o ta l Ge ra l
Jun
Jul
1.116
Ago
T o ta l se m SP
Set
T o ta l sem SP e M EC
1.200
1.031
950
1.000
800
600
695
669640
547
703
599
699
569
769
731
549
534
793
497
1.020
831
480
425
400
374
305
200
0
2000
2001
2002
2003
2004
2005
RJU
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
2006
2007
2008
2009
2010
CLT
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
84
Legendas Utilizadas:
LG -
Índice de Liquidez Geral
AC -
Ativo Circulante
RLP -
Realizável a Longo Prazo
PC -
Passivo Circulante
ELP -
Exigível a Longo Prazo
LDP -
Limite Despesas com Pessoal e Encargos Sociais
RCG -
Receita do Contrato de Gestão
RLT -
Receita Líquida Total
DAT -
Desembolso com Atualização Tecnológica
DP -
Despesa com Pessoal
ES -
Encargos Sociais
• ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO. ACERP •
RELATÓRIO. DE. GESTÃO. EXERCÍCIO 2010
85
Demonstrações
Contábeis
Exercício 2010
ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO – ACERP
DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS
EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009
CONTEÚDO
Relatório dos Auditores Independentes
Quadro 1 – Balanços Patrimoniais
Quadro 2 – Demonstração dos resultados dos exercícios
Quadro 3 – Demonstração das mutações do patrimônio líquido
Quadro 4 – Demonstração dos fluxos de caixa – DFC
Notas explicativas às demonstrações contábeis
WH A U D I T O R E S I N D E P E N D E N T E S
RELATÓRIO DOS AUDITORES INDEPENDENTES
Aos Associados e Administradores da
ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO - ACERP
Examinamos
as
demonstrações
contábeis
da
ASSOCIAÇÃO
DE
COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO - ACERP, que compreendem o
balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2010 e as respectivas demonstrações do
resultado, as mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício
findo naquela data, assim como o resumo das principais práticas contábeis e demais
notas explicativas.
Responsabilidade da administração sobre as demonstrações contábeis
A administração é responsável pela elaboração e adequada apresentação
dessas demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no
Brasil e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a
elaboração
de
demonstrações
contábeis
livres
de
distorção
relevante,
independentemente se causada por fraude ou por erro.
Responsabilidade dos auditores independentes
Nossa responsabilidade é a de expressar uma opinião sobre essas demonstrações
contábeis com base em nossa auditoria, conduzida de acordo com as normas
brasileiras e internacionais de auditoria. Essas normas requerem o cumprimento de
exigências éticas pelos auditores e que a auditoria seja planejada e executada com o
objetivo de obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis estão livres de
distorção relevante.
Uma auditoria envolve a execução de procedimentos selecionados para a
obtenção de evidência a respeito dos valores e divulgações apresentados nas
demonstrações contábeis. Os procedimentos selecionados dependem do julgamento do
auditor, incluindo a avaliação dos riscos de distorção relevante nas demonstrações
contábeis, independente se causada por fraude ou erro. Nessa avaliação de riscos
considera os controles internos relevantes para a elaboração e adequada apresentação
das demonstrações contábeis da associação para planejar os procedimentos de
auditoria que são apropriados nas circunstâncias, mas não para fins de expressar uma
opinião sobre a eficácia desses controles internos da Associação. Uma auditoria inclui,
também, a avaliação da adequação das práticas contábeis utilizadas e a razoabilidade
das estimativas contábeis feitas pela administração, bem como a avaliação da
apresentação das demonstrações contábeis tomadas em conjunto.
Acreditamos que a evidência da auditoria obtida é suficiente e apropriada para
fundamentar nossa opinião
1
WH A U D I T O R E S I N D E P E N D E N T E S
Opinião
Em nossa opinião, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam
adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira
da ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO - ACERP em
31 de dezembro 2010, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para
o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotada.
Outros assuntos
Adequação às Normas Internacionais
Conforme mencionado na Nota Explicativa nº 20, a ACERP está em processo de
adequação às Normas Internacionais, entretanto, trata-se, no caso, de entidade sem
finalidade econômica ou lucrativa, sujeita, no máximo,a confir mação de valorização
dos bens e suas eventuais consequências.
Aspectos tributários
A administração da ACERP entende que como a Associação foi constituída como
personalidade jurídica de direito privado e sem fins lucrativos, qualificada como
Organização Social por meio do Decreto nº 2.442 de 23 de dezembro de 1997,
sendo, portanto, instituição de caráter educativo, gozando de imunidade tributária. Os
assessores jurídicos da Associação confirmam esse entendimento.
Rio de Janeiro, 02 de fevereiro de 2011.
WH Auditores Independentes - CRC-RJ 000319-O-8 – CNPJ 42.465.302/0001-85
Gilson Miguel de Bessa Menezes - contador CRC RJ 017511 /T-7 SP
2
ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO - ACERP
QUADRO 1
BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO
(Em reais)
2010
Notas
2009
Notas
3
4
2d
5
TOTAL DO ATIVO CIRCULANTE
ATIVO NÃO- CIRCULANTE
Realizável a Longo Prazo
Impostos a Recuperar
Depósito Judicial - Trabalhista
Depósito Judicial - Imunidade
Imobilizado
Intangível
TOTAL DO ATIVO NÃO- CIRCULANTE
TOTAL DO ATIVO
2009
1.375.834
545.458
1.559.939
5.000.966
800.330
1.187.674
460.967
749.829
1.590.511
4.679.856
1.113.619
1.212.289
10.470.201
9.807.071
48.282
40.417.361
1.902.819
42.368.462
45.371
1.111.265
28.074.824
1.130.834
30.362.294
38.378.676
17.366.556
55.745.232
39.941.679
(1.563.003)
38.378.676
108.583.895
78.548.041
PASSIVO
ATIVO
ATIVO CIRCULANTE
Caixa e Equivalente de Caixa
Duplicatas a Receber
Almoxarifado
Adiantamentos
Despesas Antecipadas
Outros Créditos
2010
10.373.008
4.204.208
201.816
462.769
21.976
11.770.256
3.375.673
1.939.255
198.354
439.958
22.024
21.205
PASSIVO CIRCULANTE
Fornecedores
Impostos e Contribuições a Recolher
Obrigações Trabalhistas
Provisões
Outras Contas a Pagar
Parcelamento Dívida INSS
27.034.033
5.996.469
TOTAL DO PASSIVO CIRCULANTE
9
10
11
2f
12
13
PASSIVO NÃO-CIRCULANTE
6
7
8
179.572
540.437
39.806.753
40.526.762
109.252
457.907
27.755.619
28.322.778
40.602.328
420.772
41.023.100
43.662.619
566.175
44.228.794
81.549.862
72.551.572
108.583.895
78.548.041
Contas a Pagar
Parcelamento Dívida INSS
Obrigações Trabalhistas e Fiscais
Provisão para Contingências
TOTAL DO PASSIVO NÃO-CIRCULANTE
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Patrimônio Social
Superávit (Déficit) do Exercício
TOTAL DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
TOTAL DO PASSIVO E DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
3
13
14
15
16
ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO - ACERP
QUADRO 2
DEMONSTRAÇÃO DOS RESULTADOS DOS
EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO
(Em reais)
2010
2009
55.202.116
51.400.000
106.602.116
46.916.266
39.600.000
86.516.266
(2.567.508)
(2.240.709)
RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA
104.034.608
84.275.557
CUSTOS DOS SERVIÇOS PRESTADOS
(56.133.663)
(52.885.480)
47.900.945
31.390.077
(4.850.973)
(3.997.846)
(19.302.705)
(352.451)
(566.734)
(519.519)
(299.580)
(1.011.683)
(3.415.217)
(361.450)
(30.680.312)
(20.568.677)
(375.438)
(2.295.838)
(183.492)
(604.018)
(2.438.636)
(1.901.045)
7.336
(32.357.654)
145.923
(595.426)
RESULTADO OPERACIONAL
17.366.556
(1.563.003)
SUPERÁVIT (DÉFICIT) DO EXERCÍCIO
17.366.556
(1.563.003)
RECEITA OPERACIONAL
Vendas de Serviços
Contrato de Gestão
RECEITA OPERACIONAL BRUTA
DEDUÇÕES DA RECEITA
SUPERÁVIT OPERACIONAL BRUTO
DESPESAS OPERACIONAIS
Serviços de Terceiros
Administrativas:
. Pessoal
.Comunicação
. Energia Elétrica
. Viagens e Representações
Provisões (reversões) do Exercício
Despesas Gerais
Despesas com Depreciação
Outras Receitas (Despesas) Operacionais
RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
4
ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO - ACERP
QUADRO 3
DEMONSTRAÇÃO DAS MUTAÇÕES DO PATRIMÔNIO LÍQUIDO
PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009
(Em reais)
Patrimônio
Social
Superávit (Déficit)
do Exercício
Patrimônio
Líquido Total
SALDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2008
41.164.218
Transferência para o Patrimônio Social
Déficit do Exercício
(1.222.539)
-
1.222.539
(1.563.003)
(1.563.003)
SALDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2009
39.941.679
(1.563.003)
38.378.676
Transferência para o Patrimônio Social
Superávit do Exercício
(1.563.003)
-
1.563.003
17.366.556
17.366.556
SALDO EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010
38.378.676
17.366.556
55.745.232
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
5
(1.222.539)
39.941.679
ASSOCIAÇÃO DE COMUNICAÇÃO EDUCATIVA ROQUETTE PINTO - ACERP
QUADRO 4
DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA
PARA OS EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO
(Em reais)
2010
2009
17.366.556
(1.563.003)
889
4.505.637
119.549
21.992.631
13.043
2.792.037
225.189
1.467.266
(2.264.953)
(11.749.819)
966
(7.917)
(15.860)
768
(3.462)
48
(70.320)
(12.133.663)
(26.244.212)
(200.501)
13.805
(242.048)
15.218
(13.602)
4.729
16.855
3.057
(109.252)
(10.231.453)
(10.743.192)
Caixa líquido proveniente das atividades operacionais
914.867
(204.371)
(99.564)
(75.172)
1.093.095
(2.225)
(311.064)
11.049.054
116.289
68.840
12.549.749
8.298.168
(1.184.037)
223.531
116.369
58.440
1.029.796
1.281
(602.418)
9.187.666
137.860
(16.150)
8.952.338
(323.588)
Fluxo de caixa das atividades de investimentos
Adições de bens ao imobilizado
Adição no imobilizado em andamento
Caixa líquido usado nas atividades de investimento
(998.769)
(302.064)
(1.300.833)
(1.542.021)
(1.088.297)
(2.630.318)
Aumento (redução) liquido de caixa e equivalente de caixa
Caixa e equivalente de caixa no inicio do período
Caixa e equivalente de caixa no fim do período
6.997.335
3.375.673
10.373.008
(2.953.906)
6.329.578
3.375.673
Fluxos de caixa das atividades operacionais
Superávit (Déficit) do Exercício
Ajustes por:
Baixa de bens imobilizado
Depreciação, exaustão e amortização
Juros provisionados sobre parcelamento do INSS
Redução (aumento) nos ativos:
Duplicatas a receber
Títulos a receber
Adiantamentos a funcionários
Adiantamentos de viagens
Adiantamentos a fornecedores
Outros créditos
Almoxarifado
Despesas a apropriar
Outros impostos a recuperar
Depósitos judiciais
Aumento (redução) nos passivos:
Fornecedores
Obrigações fiscais
Obrigações e encargo trabalhista - folha
Obrigações e encargo trabalhista - RPA
Provisões
Outras obrigações
Convênios
Obrigações e encargos trabalhistas (LP)
Obrigações e encargos trabalhistas (LP) RPA
Contas a pagar
As notas explicativas são parte integrante das demonstrações contábeis.
6
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
AS S O C I A Ç Ã O DE CO M U N I C A Ç Ã O EDU C A T I V A ROQ U E T T E PINT O - ACE R P
NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AOS
EXERCÍCIOS FINDOS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2010 E 2009
(Valores expressos em reais)
1
CONTEXTO OPERACIONAL
A Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto – ACERP, constituída em
agosto de 1997, com personalidade jurídica de direito privado e sem fins lucrativos, foi
qualificada como Organização Social por intermédio do Decreto n° 2.442 de 23 de
dezembro
de
1997.
O início de suas atividades ocorreu a partir de 16 de janeiro de 1998 com a assinatura
do contrato de gestão entre a entidade e a União.
A Lei n° 9.637 de 15 de maio de 1998 extinguiu a Fundação Roquette Pinto e permitiu a
absorção de suas atividades pela ACERP.
Constitui finalidade da ACERP a realização de atividades vinculadas à radiodifusão,
notadamente na seara educativa, cultural, de pesquisa e de capacitação de entidades
públicas e privadas, contribuindo para o planejamento e o desenvolvimento do Sistema
Público Brasileiro de Comunicação, ampliando o acesso dos cidadãos brasileiros à
educação e à cultura.
A Lei 11.652 de 7 de abril de 2008 (Medida Provisória nº 398 de 10/10/2007) instituiu os
princípios e objetivos dos serviços de radiodifusão pública explorados pelo Poder
Executivo ou outorgados a entidades de sua administração indireta, autorizou o Poder
Executivo a constituir a Empresa Brasil de Comunicação - EBC, e outras providências.
Como autorizado por esta Lei, o Poder Executivo criou a Empresa Brasil de
Comunicação - EBC, através do Dec. 6.246/07, uma empresa pública vinculada à
Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, para prestar os
serviços de radiodifusão pública outorgados a entidades da administração indireta do
Poder Executivo, que pode ser difundidos e reproduzidos por suas afiliadas, associadas,
repetidoras e retransmissoras do sistema público de radiodifusão, e outras entidades
públicas ou privadas parceiras.
Conseqüentemente, as outorgas dos serviços de radiodifusão exploradas pela
RADIOBRÁS (inclusive as operadas pela ACERP) foram transferidas à EBC.
A mesma Lei estipulou que o Contrato de Gestão firmado entre a União e a ACERP,
fosse objeto de repactuação, no prazo de até 90 dias a contar da sua publicação, e que
até a data do seu encerramento, tivesse seu objeto reduzido para adequar-se às
disposições da Lei, garantido a liquidação das obrigações previamente assumidas pela
ACERP.
7
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
O Contrato de Gestão assinado entre a SECOM e a ACERP, excluiu da
responsabilidade da ACERP a atividade de veiculação de radiodifusão, incluindo, por
outro lado, atividades de pesquisa, capacitação, planejamento e desenvolvimento
tecnológico no âmbito público e privado, com vistas a contribuir para a construção do
sistema público de comunicação. Esse contrato de gestão foi prorrogado até 31 de
março de 2009.
Em 13 de março de 2009 (DOU – 16/03/09), foi emitido o Decreto nº 6.794, que dispõe
sobre a supervisão da ACERP pela EBC e dá outras providências, e estabelece que
essa supervisão pela EBC comece após o encerramento do Contrato de Gestão com a
SECOM em 31 de março de 2009.
Assim, a ACERP assinou com a EBC em 31 de março de 2009 (DOU – 13/04/09) um
contrato de Gestão pelos 9 (nove) meses restantes de 2009, no valor de R$ 18.000.000
(dezoito milhões de reais) com novos indicadores e metas a serem alcançadas.
Esse Contrato de Gestão foi aditivado no decorrer do exercício de 2010 e possui
atualmente vencimento em 31 de dezembro de 2011.
Alem do Contrato de Gestão com a EBC, a ACERP possui com a mesma um termo de
cooperação técnica com o objeto de estabelecimento de ações conjuntas entre as
partes para fins de registros, produção e transmissão de fonogramas e obras
audiovisuais, estabelecendo competências entre as partes.
2.
APRESENTAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTABEIS E DIRETRIZES CONTÁBEIS
As demonstrações contábeis foram elaboradas de acordo com as praticas contábeis
adotadas no Brasil, tomando-se com base a Lei das Sociedades por Ações (com a nova
redação dada pela Lei nº 11.638), Lei nº 11.941, e as normas emitida pelo Conselho
Federal de Contabilidade, cuja revisão foi efetuada por nossos auditores de acordo com
as normas estabelecidas pelo Instituto dos Auditores Independentes do Brasil –
IBRACON. Essas informações seguiram os princípios, métodos e critérios uniformes
em relação àqueles adotados no encerramento do último exercício social findo em 31
de dezembro de 2009.
As principais diretrizes contábeis utilizadas na preparação das demonstrações contábeis
são:
Os ativos e passivos realizados após 12 meses são classificados como não circulante.
a) Apuração do resultado
O resultado é apurado pelo regime de competência e considera os rendimentos,
encargos e efeitos das variações monetárias, calculados a índices ou taxas oficiais,
incidentes sobre os ativos e passivos da associação.
8
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
b) Atualização cambial
A atualização dos valores em moedas estrangeiras com base na variação das taxas
do câmbio até 31 de dezembro de 2010 e 2009.
c) Aplicações financeiras
As aplicações financeiras estão demonstradas pelo seu custo de aquisição,
acrescido dos rendimentos auferidos até a data do balanço, calculados com base na
taxa efetiva de aquisição e registrados no resultado em conta de receitas
financeiras.
d) Almoxarifados
Correspondem a materiais de consumo (almoxarifados do Rio de Janeiro), avaliados
ao custo médio de aquisição, que não excede ao valor de mercado.
e) Ativo Imobilizado
As depreciações são calculadas pelo método linear e contabilizadas como despesa
operacional, em função da utilização do bem.
f)
Provisão de férias
Provisão constituída com base na remuneração dos empregados da associação e
no período aquisitivo incorrido até a data do balanço, incluindo os encargos sociais
correspondentes.
3.
CAIXA E EQUIVALENTE DE CAIXA
Dis ponibilidades
Caixa (tes ouraria)
Banco do Bras il
Banco Real
Caixa Econôm ica Federal
Unibanco
Brades co
Banco Itaú
2010
2009
6.066
44.454
346.756
784.322
10.613
175.970
1.368.181
6.971
143.366
265.994
2.359.509
119.325
44.523
2.939.688
4.574.155
2.562.854
1.867.818
9.004.827
435.985
435.985
Aplicações Financeiras
Banco Real
Caixa Econôm ica Federal
Banco Itaú
Total
10.373.008
9
3.375.673
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
4.
DUPLICATAS A RECEBER
Representa os valores a receber de clientes, relativos à prestação de serviços (Mídia,
Patrocínio, Produção e Veiculação), no montante de R$ 4.210.673 (R$ 2.650.910 em
2009). Foi constituída provisão para devedores duvidosos no montante de R$ 6.465 (R$
711.655 em 2009) para cobrir eventuais perdas na realização das contas a receber para
os clientes com mais de um ano de atraso no recebimento.
5.
OUTROS CRÉDITOS
Direitos a receber - FGTS
Vales refeição e alim entação a dis tribuir
Vale trans porte a dis tribuir
Outros
6.
2010
2009
91
2.899
569
11.766.697
11.770.256
91
3.083
1.168
16.863
21.205
DEPÓSITO JUDICIAL - IMUNIDADE
INSS Em pres a 20%
INSS contribuinte individual
Diferencial de alíquota de ICMS
PIS
IPTU
2010
2009
37.927.790
413.697
278.770
1.138.214
48.282
39.806.753
26.564.114
297.408
212.841
635.885
45.371
27.755.619
Para se eximir da exigibilidade dos tributos que considera imune, e para evitar o
lançamento e execução fiscal, com arrimo no artigo 151, inciso II, do Código Tributário
Nacional, a ACERP vem depositando nos autos da Ação Ordinária de n°
2005.5101.014970-0 os tributos cobrados pelo fisco federal, estadual e municipal.
A atualização, mediante taxa selic, dos depósitos judiciais, é de R$ 6.465.246 (R$
3.760.586 em 2009).
Ao final da ação, saindo vitoriosa em todos os pedidos, a ACERP poderá proceder ao
levantamento de todo o dinheiro depositado.
10
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
7.
IMOBILIZADO
Taxa
2010
2009
utilizada
%
Custo
Depreciação
Valor
Valor
corrigido
acumulada
Residual
Residual
-
820.336
4
5.500.000
1.323.014
4.176.986
4.396.986
10
27.245.379
6.111.588
21.133.791
11.198.926
4
3.086.626
573.418
2.513.208
2.628.858
20
2.962.900
2.215.996
746.904
755.735
4
8.609.307
929.862
7.679.445
3.453.314
10
2.711.641
1.121.935
1.589.706
1.716.865
1.922.810
-
1.922.810
6.246.341
529.879
-
529.879
12.253.463
Importação em andamento
-
Edifícios
Máquinas e equipamentos
Benfeitorias em imóveis próprios
Computadores e periféricos
Benfeitorias em imóveis terceiros
Móveis e utensílios
Obras em propriedades terceiros
Máquinas, aparelhos e equipamentos
Veículos
20
1.069.951
787.832
282.119
157.229
Instrumentos musicais
10
75.550
55.986
19.564
26.654
Instrumentos e ferramentas
10
22.227
15.812
6.415
6.413
1.501
-
1.501
1.499
53.737.771
13.135.443
40.602.328
43.662.619
Biblioteca - acervo
8.
INTANGÍVEIS
Taxa
utilizada
%
Marcas e patentes
Direito de uso periférico
2010
2009
Custo
Amortização
Valor
Valor
corrigido
acumulada
Residual
Residual
-
8.249
-
8.249
8.249
20
1.452.430
1.039.907
412.523
557.926
1.460.679
1.039.907
420.772
566.175
11
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
9
FORNECEDORES
Fornecedores terceiros
Fornecedores no exterior
10
1.375.834
1.375.834
449.240
11.727
460.967
2010
2009
510.226
3.658
29.580
1.994
545.458
719.727
928
25.027
4.147
749.829
OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS
PIS a recolher
FGTS a recolher
Salários a pagar
INSS a pagar colaboradores
INSS a pagar RPA/ em pres a – 20%
INSS a pagar RPA 11%
RPA a pagar
Outros
12
2009
IMPO S T O S E CONT R I B U I Ç Õ E S A REC O L H E R
IRRF a recolher
CSLL a recolher
INSS Fornecedores
Outros
11
2010
2010
2009
32.357
239.047
853.273
241.084
7.780
3.966
692
181.740
1.559.939
39.137
322.268
774.227
212.521
20.625
8.050
58.934
154.749
1.590.511
OUTRAS CONTAS A PAGAR
Guabiroba Agro Pecuária Ltda.
Convênio Cultura Viva e Ponto de Cultura
Outros
12
2010
2009
800.000
330
800.330
800.000
311.064
2.555
1.113.619
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
Guabiroba Agro Pecuária Ltda. – R$ 800.000.
O saldo a pagar à Guabiroba Agro Pecuária Ltda., deve-se ao valor final, a ser pago,
mediante a lavratura da escritura em cartório, pela compra dos prédios sitos à Rua da
Relação n° 18 e Rua do Lavradio n° 80 – Centro – Rio de Janeiro – RJ, conforme
documento de Compromisso de Compra e Venda e Outras Avenças de 28 de dezembro
de 2004.
13.
PARCELAMENTO DÍVIDA INSS
Essa rubrica refere-se ao parcelamento com o Instituto Nacional de Seguridade Social
-INSS, efetuado em 28 de dezembro de 2006, conforme processo, n° 60.370.474-3,
incluindo juros do parcelamento até 2008, assim distribuído:
2010
Curto
1.150.500
3.088
34.086
1.187.674
Lançam ento de débito confes s ado
Auto de infração
Auto de infração – GFIP
Lançamento de débito confessado
Auto de infração
Auto de infração – GFIP
13
Curto
2009
Longo
1.174.344
3.152
34.793
1.212.289
1.076.482
2.889
31.894
1.111.265
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
14.
OBRIGAÇÕES TRABALHISTAS E FISCAIS
INSS a pagar em pres a
PIS a recolher
INSS a pagar RPA/Em pres a 20%
ICMS a Recolher
2010
2009
38.642.923
1.081.972
413.697
278.769
40.417.361
26.928.690
635.884
297.408
212.842
28.074.824
Registra os valores de impostos e Contribuições que a ACERP está depositando em
juízo pela Ação já mencionada na Nota explicativa nº 6 – Depósito Recursal Imunidade.
A atualização, mediante taxa selic, dos depósitos judiciais é de R$6.465.246. (R$
3.760.596 em 2009)
15.
PROVISÃO PARA CONTINGÊNCIA
No exercício de 2010, foi feita uma formação de constituição no montante de R$ 771.985
referente a contingências trabalhistas, totalizando assim, R$ 1.902.819 (R$ 1.130.834 em
2009). Foi adotado como critério, para provisão dessas contingências, 100%, para as
possibilidades de perdas prováveis, e 50%, para as possibilidades possíveis.
16.
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
Patrimônio Social
Refere-se aos registros da transferência de bens e direitos quando da extinção da
Fundação Roquette Pinto - FRP e de doações de bens, incluindo, ainda, os superávits e
déficits apurados.
17.
CONTRATO DE GESTÃO
Em 30 de março de 2009, publicado no DOU em 13/04/2009, foi assinado Contrato de
Gestão com a Empresa Brasil de Comunicação S.A. – EBC, destinado principalmente ao
custeio das despesas, com pessoal e encargos sociais, bem como a manutenção do seu
parque técnico, com valor de R$ 18.000.000 (dezoito milhões de reais) e vencimento em
31 de dezembro de 2009.
14
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
O primeiro termo aditivo ao Contrato de Gestão foi assinado em 30 de setembro de 2009
aumentando o valor a ser repassado naquele exercício para R$ 21.600.000 (vinte e um
milhões seiscentos mil reais), mantendo o prazo de vencimento.
Em 23 de dezembro de 2009, o Contrato de Gestão teve seu segundo termo aditivo
prorrogando o vencimento para 30/06/2010, e aumentando o valor contratado em mais
R$ 20.000.000 (vinte milhões de reais), a serem liberados no primeiro semestre de 2010.
Em 30/06/2010, foi assinado o terceiro aditivo, ao Contrato de Gestão, passando o
vencimento para 31/12/2010, e aumentando o valor a ser desembolsado no ano para R$
39.600.000 (trinta milhões e seiscentos mil reais).
Em 15/10/2010, foi assinado o quarto aditivo ao Contrato de Gestão, com o mesmo
vencimento em 31/12/2010, aumentando o valor em R$ 4.900.000 (quatro milhões e
novecentos mil reais).
Em 17/12/2010, foi assinado o quinto aditivo ao Contrato de Gestão, com o mesmo
vencimento em 31/12/2010, aumentando o valor em R$ 6.900.000 (seis milhões e
novecentos mil reais), Totalizando R$ 51.400.000 (cinqüenta e um milhões e
quatrocentos mil reais), o valor a ser desembolsado em 2010.
Por fim, em 30 de dezembro de 2010, foi assinado o sexto termo aditivo prorrogando o
prazo do Contrato de Gestão para 31 de dezembro de 2011 e estipulando em R$
40.000.000 (quarenta milhões e reais) o valor a ser desembolsado no próximo exercício.
Os repasses foram distribuídos ao longo do exercício de 2010 da seguinte maneira:
2010
Janeiro
Fevereiro
Março
Abril
Maio
Junho
Julho
Agos to
Setem bro
Outubro
Novem bro
Dezem bo
Total
4.000.000
4.000.000
4.000.000
4.000.000
2.000.000
2.000.000
3.266.667
3.266.667
3.266.667
4.966.667
4.866.667
11.766.667
51.400.000
15
Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto - ACERP
18.
SEGUROS
Em face da natureza de suas atividades, a Associação adota política de contratar
seguros suficientes em relação ao valor contábil de seus ativos.
Em 31 de dezembro de 2010, os ativos da Associação estão segurados contra sinistros
pelo valor total de R$ 32.598.849, compreendendo seguro de veículos no montante de R$
942.000, móveis e utensílios e equipamentos eletrônicos, no montante de R$ 31.656.849.
19.
PASSIVOS CONTINGENTES
As declarações de Imposto de Renda apresentadas durante os cincos últimos anos estão
sujeitas a revisão pelas autoridades fiscais. Outros impostos estão igualmente sujeitos à
revisão e eventual tributação, variando em cada caso o prazo de prescrição.
20.
ADEQUAÇÃO ÀS NORMAS INTERNACIONAIS E IMPACTOS NAS
DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS PELAS SUAS OBSERVAÇÕES
Com advento das Leis nº 11.638/07 e 11.941/09 e os pronunciamentos do Conselho
Federal de Contabilidade, por obrigatoriedade, devemos implementar as adequações da
contabilidade com as normas internacionais de contabilidade, observando os dispositivos
aplicáveis através dos CPCs – Pronunciamentos Contábeis, ICPs – Instruções dos
Comitês de Pronunciamentos Contábeis e OCPCs – Orientações dos Comitês de
Pronunciamentos Contábeis, a partir do exercício de 2010.
CPC 01 – Redução ao Valor Recuperável de Ativos
A ACERP está avaliando a conveniência da utilização do teste de impairment, a fim de
adequar esse pronunciamento.
CPC 03 – Demonstração dos Fluxos de Caixa
A ACERP, desde sua implantação através da Lei nº 11.638/07, observa a referida
demonstração contábil.
CPC 04 – Ativo Intangível
Com base na nota explicativa nº 8, a ACERP já observou os procedimentos
determinados pelas normas internacionais neste CPC
CPC 25 – Provisões, Passivos Contingentes e Ativos Contingentes
Com base na nota explicativa nº 15, a ACERP já observava o referido Pronunciamento.
16
DEMONSTRATIVO DE RESULTADO – MÊS A MÊS EM 2010
Valores em R$ (000)
Conta
311.01.101- RECEITA PUBLICA - CONTRATO DE GESTAO
312.01.101- PRODUCAO E VEICULACAO DE PROGRAMAS
312.01.103- VEICULACAO DE PUBLICIDADE
312.01.104- PATROCINIO
312.02.103- VEICULACAO DE PUBLICIDADE (AVULSA)
312.02.105- LOCACAO DE ESTUDIOS E EQUIPAMENTOS
RECEITA BRUTA
320.00.000- (-) DEDUÇÕES DA RECEITA BRUTA
DEDUÇÕES
RECEITA LÍQUIDA
PESSOAL CLT
351.01.101- SALARIOS
351.01.102- GRATIFICACAO POR FUNCAO COMISSIONADA
351.01.103- HORAS EXTRAORDINARIAS
351.01.104- GRATIF. P/PART. PROJETO FINAN. P/MEC
351.01.105- ADICIONAL POR ACUMULO DE FUNCAO
351.01.106- DIARIAS
351.01.107- GANHO EVENTUAL
351.01.199- OUTRAS VANTAGENS DE PESSOAL CLT
351.02.000- DESP. C/PESSOAL REQUISITADO-SERVIDORES
351.02.102- GRATIFICACAO POR FUNCAO COMISSIONADA
351.02.103- VALES (VT / VR / VA)
351.02.104- 1/3 GRATIFICACAO DE FERIAS - SERVIDOR
351.02.106- 13 SALARIO SERVIDOR
351.02.199- OUTRAS DESPESAS COM SERVIDORES
351.03.000- ENCARGOS SOCIAIS OBRIG. PESSOAL CLT
351.03.101- INSS
351.03.102- FGTS
351.03.103- PIS
351.03.104- GRATIFICACAO DE FERIAS ( 1/3 )
351.03.105- FERIAS
351.03.106- 13 SALARIO
351.04.000- ENCARGOS SOC. BENEF PESSOAL CLT
351.04.101- SEGURO DE VIDA
351.04.102- VALE ALIMENTACAO / REFEICAO
01/10
02/10
03/10
04/10
05/10
11/10
12/10
TOTAL
4.000
2.268
600
377
0
0
7.244
4.000
771
315
344
2
1
5.432
4.000
1.027
350
589
3
0
5.970
4.000
2.306
698
642
5
15
7.666
2.000
2.306
407
1.174
3
0
5.890
2.000
7.321
843
706
1
0
10.871
3.267
5.571
351
602
5
0
9.795
3.267
4.205
112
389
25
0
7.997
3.267
5.208
294
0
13
1
8.784
3.267
3.757
182
488
45
0
7.739
6.567
3.757
214
2.119
33
0
12.690
11.767
3.757
164
641
195
0
16.524
51.400
42.254
4.530
8.071
331
17
106.602
-195
-195
-132
-132
-188
-188
-268
-268
-316
-316
-310
-310
-190
-190
-101
-101
-59
-59
-138
-138
-472
-472
-198
-198
-2.568
-2.568
7.049
5.300
5.782
7.398
5.574
10.561
9.604
7.896
8.725
7.602
12.218
16.326
104.035
-2.376
-1.998
-82
-125
-13
-10
-15
0
-132
-2.485
-2.098
-81
-125
-12
-17
-23
0
-128
-2.542
-2.101
-85
-128
-13
-15
-44
-11
-144
-2.554
-2.108
-87
-160
-15
-16
-30
-2
-137
-2.519
-2.081
-82
-132
-15
-17
-56
-2
-133
-2.616
-2.173
-79
-134
-16
-17
-55
-2
-140
-2.568
-2.062
-77
-144
-14
-17
-45
0
-209
-2.610
-2.188
-80
-146
-13
-20
-6
0
-157
-2.681
-2.160
-85
-147
-15
-19
-101
0
-155
-2.770
-2.255
-81
-152
-16
-19
-38
0
-208
-3.614
-2.457
-77
-156
-16
-20
-105
0
-783
-2.827
-2.340
-76
-148
-16
-21
-56
0
-169
-32.163
-26.020
-972
-1.698
-174
-209
-574
-18
-2.497
-80
-63
-9
-2
-5
-1
-79
-61
-7
-5
-5
-1
-68
-54
-7
-3
-3
-1
-57
-47
-7
0
-2
-1
-62
-47
-9
-2
-4
-1
-63
-50
-7
0
-6
-1
-56
-47
-7
0
-2
-1
-63
-50
-6
-1
-6
-1
-53
-46
-6
0
-1
0
-58
-46
-6
-1
-4
-1
-102
-46
-5
0
-50
-1
-22
-51
-5
-8
42
0
-763
-606
-81
-23
-47
-7
-1.695
-914
-209
-41
-77
-232
-222
-1.649
-844
-229
-43
-76
-233
-224
-1.699
-859
-235
-44
-85
-250
-226
-1.686
-861
-237
-42
-79
-238
-228
-1.657
-846
-230
-42
-79
-238
-222
-1.704
-872
-243
-43
-79
-237
-229
-1.655
-832
-227
-41
-81
-245
-229
-1.720
-882
-243
-43
-81
-238
-233
-1.752
-894
-244
-44
-81
-244
-246
-1.831
-925
-255
-48
-88
-263
-253
-1.320
-1.623
-348
-73
-38
-116
879
-2.585
-323
-181
-51
-145
-437
-1.448
-20.954
-10.675
-2.882
-555
-990
-2.972
-2.880
-482
-3
-273
-478
-3
-252
-500
-3
-294
-537
-3
-311
-524
-3
-315
-522
-3
-311
-533
-3
-322
-527
-3
-322
-537
-3
-321
-530
-3
-313
-589
-3
-326
-594
-3
-385
-6.353
-32
-3.746
Página 1
06/10
07/10
08/10
09/10
10/10
DEMONSTRATIVO DE RESULTADO – MÊS A MÊS EM 2010
Valores em R$ (000)
Conta
351.04.103- VALE TRANSPORTE
351.04.104- ASSISTENCIA MEDICA
351.04.105- AUXILIO CRECHE
351.05.000- ACORDOS E INDENIZACOES
351.05.101- MULTA FGTS (40%) ARTIGO 22
351.05.102- AVISO PREVIO
351.05.199- OUTROS ACORDOS E IDENIZACOES
351.06.000- ESTAGIARIOS
351.06.101- BOLSA ESTAGIO
351.06.102- BENEFICIOS SOCIAIS CONCEDIDOS
351.06.199- OUTRAS DESPESAS DE ESTAGIARIOS
TOTAL DESPESAS COM PESSOAL
352.02.101- EXPEDIENTE
352.02.102- HIGIENE CONSERVACAO E LIMPEZA
352.02.103- COMBUSTIVEIS,LUBRIF.E OUTROS AUTOMOTIVOS
352.02.104- MATERIAIS P/MANUTENÇÃO DE VEICULOS
352.02.105- ARTIGOS E ACESSÓRIOS DE COPA E COZINHA
352.02.106- INFORMATICA
352.02.107- MATERIAL CENOGRAFICO
352.02.108- BENS DE NATUREZA PERMANENTE-NAO ATIVADOS
352.02.109- BRINDES
352.02.110- FIGURINOS E COSMÉTICOS
352.02.111- UNIFORMES E ACESSÓRIOS DE SEGURANÇA
352.02.112- MATER.P/MANUTENÇÃO E REPARO PREDIAL
352.02.113- MATERIAL P/MANUTENÇAO DE ELEVADORES
352.02.114- MATERIAL P/MANUTENÇÃO DE EQPTOS.TÉCNICOS
352.02.115- MATER.P/MANUTENÇÃO DE EQPTOS.INFORMATICA
352.02.116- MATERIAL FOTOGR.,AÚDIO, ILUMINAÇÃO E VÍD
352.02.117- MEDICAMENTOS E AFINS
352.02.199- OUTROS MATERIAIS DE CONSUMO EM GERAL
TOTAL MATERIAIS DE CONSUMO
353.01.101- ENERGIA ELETRICA - LUZ E FORCA
353.01.102- CORREIOS E MALOTES
353.01.103- AGUA E ESGOTO
353.01.104- LIXO
01/10
02/10
03/10
04/10
05/10
06/10
07/10
08/10
09/10
10/10
11/10
12/10
TOTAL
-60
-131
-15
-78
-131
-14
-57
-132
-14
-77
-132
-14
-62
-130
-13
-65
-131
-13
-65
-130
-13
-57
-132
-13
-58
-143
-13
-60
-142
-13
-104
-142
-15
-52
-141
-14
-796
-1.616
-163
-17
-8
-9
0
-64
-36
-29
0
-65
-42
-23
0
-103
-47
-56
0
-74
-42
-32
0
-97
-69
-28
0
-52
-31
-22
0
-88
-52
-36
0
-76
-45
-31
0
-140
-67
-56
-17
-88
-52
-36
0
-35
-17
-18
0
-899
-507
-375
-17
-75
-42
-33
0
-74
-41
-31
-3
-86
-44
-40
-3
-77
-41
-35
0
-83
-42
-38
-3
-86
-43
-41
-3
-82
-43
-36
-3
-91
-46
-42
-3
-84
-45
-39
0
-86
-45
-38
-3
-108
-46
-62
0
-67
-45
-17
-6
-998
-521
-452
-25
-4.724
-4.829
-4.959
-5.014
-4.919
-5.087
-4.947
-5.100
-5.183
-5.416
-5.820
-6.131
-62.130
-5
0
-13
-2
-5
-3
-2
-1
0
0
-1
-9
0
-19
0
-1
-1
-5
-66
-5
-6
-23
-2
-6
-2
-1
0
0
-1
0
-8
0
-14
0
-1
0
-3
-73
-7
-8
-17
-8
-11
-7
-1
0
0
-1
-7
-11
0
-13
0
-4
0
-2
-98
-4
0
-23
-4
-5
-3
-2
-1
0
-10
-1
-15
-2
-17
0
-7
-1
-5
-101
-7
-8
-19
-6
-12
-3
-4
0
0
-37
-2
-10
0
-19
0
-12
0
-19
-158
-3
-6
-17
-11
-3
-4
-8
-5
0
-17
-1
-3
-6
-9
-15
-11
0
-4
-123
0
0
-31
-3
-3
-1
-3
0
0
-14
0
-8
0
-4
0
-7
-3
-6
-83
-15
0
-17
-9
-11
-10
-2
0
0
-4
0
-16
0
-8
0
-2
0
-20
-114
-7
-3
-20
-3
-6
-4
-9
0
0
-5
0
-12
-4
-7
0
-19
0
-5
-106
-6
-3
-1
-17
-13
-2
-8
0
0
-7
0
-49
0
-28
0
-3
-2
-9
-148
-6
0
-20
-3
-5
-2
0
0
-3
-2
0
-30
0
-20
0
-7
0
-7
-107
-6
0
-24
-7
-18
-8
-2
0
-1
-7
-3
-25
0
-7
0
-4
-1
-9
-122
-72
-36
-224
-76
-97
-48
-42
-7
-4
-105
-16
-197
-12
-164
-15
-78
-10
-94
-1.299
-525
-20
-13
-3
-222
-20
-8
-3
-346
-24
-13
-3
189
-17
-10
-3
-124
-28
-11
-3
-11
-13
-11
-3
-67
-20
-11
-3
-63
-15
-12
-3
-89
-13
-18
-3
-106
0
-16
-3
-71
0
-11
-3
-123
0
-17
-3
-1.557
-171
-151
-35
Página 2
DEMONSTRATIVO DE RESULTADO – MÊS A MÊS EM 2010
Valores em R$ (000)
Conta
353.01.105- TELEFONIA FIXA
353.01.106- TELEFONIA MOVEL
353.01.107- TRANSMISSAO DE SINAL
TOTAL SERVIÇOS BASICOS
353.01.201- IMOVEIS
353.01.202- ALUGUEL DE EQUIPAMENTOS
353.01.204- VEICULOS
353.01.205- ALUGUEL( EQUIP P/ PROD. DE TV E RADIO)
353.01.299- OUTROS SERV. LOCAÇÃO DE BENS
TOTAL LOCAÇÃO BENS MOVEIS/IMOVEIS
353.01.301- ELEVADORES
353.01.302- EDIFICIOS
353.01.303- VEICULOS
353.01.304- EQUIPAMENTOS TECNICOS
353.01.305- MANUT. E CONSERVAÇAO DE MOVEIS
353.01.306- EQUIP. TELECOMUNICACAO
353.01.307- EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA
353.01.399- OUTROS SERVICOS DE MANUT. CONSERV. LIMP
TOTAL MANUTENÇÃO CONSERV. E LIMPEZA
353.01.402- PROPAGANDA E PUBLICIDADE
353.01.403- IMPRESSAO E PUBLICACAO
353.01.404- ASSINATURA DE JORNAIS REVISTAS E PERIODI
353.01.499- OUTROS SERV. DE DIVULG. INFOR. COMUNIC.
TOTAL OUTROS SERV.DE DIVULG.INFORM.COMUN
353.01.501- JURIDICOS E CONTENCIOSOS
353.01.502- ASSESSORIA, CONSULTORIA E AUDITORIA
353.01.504- PROCESSAMENTO DE DADOS
353.01.506- FOTO E FILMAGEM
353.01.507- TRADUCAO
353.01.508- COPIAGEM DE FITAS E EDITORAÇÃO DE TEXTOS
353.01.510- TEMPORARIOS (COLABORADOR EVENTUAL)
353.01.511- ANIMACAO E DIREÇÃO DE PROGRAMAS
353.01.512- EDICAO, CRIACAO E PRODUCAO
353.01.513- TREINAMENTO
353.01.514- CACHES
353.01.599- OUTROS SERV. TECNICOS-PROFISSIONAIS
TOTAL PROFISS.DE NATUREZA TECNICA ADMIN.
01/10
02/10
03/10
04/10
05/10
06/10
07/10
08/10
09/10
10/10
11/10
12/10
TOTAL
-43
-30
-136
-770
-33
-19
-110
-415
-24
-60
-83
-552
-29
-12
-146
-27
-33
-30
-149
-378
-27
-28
-71
-164
-37
-27
-72
-238
-28
-29
-75
-225
-45
-35
-55
-259
-99
-31
-5
-261
-113
-32
0
-229
-91
-33
-17
-286
-602
-366
-920
-3.804
-4
0
-3
0
-8
-14
-27
-2
-24
-240
0
-294
-15
-2
-7
0
0
-24
-22
-4
-12
0
-4
-42
-11
-2
-5
0
-2
-19
-20
-2
-5
0
-4
-31
-23
0
-5
0
-8
-35
-12
-3
-10
0
-4
-29
-29
-87
-1
0
-8
-124
-8
-2
0
0
-8
-18
-15
-2
0
0
-11
-28
-33
-3
-19
0
-11
-66
-218
-108
-91
-240
-67
-725
-2
-121
-4
-14
0
-10
0
0
-151
-1
-123
-4
-11
0
-7
0
0
-146
-1
-118
-1
-9
0
-8
0
-5
-142
-17
-95
-1
-8
0
-7
0
-3
-131
-1
-153
-1
-11
0
-8
-5
-7
-185
-2
-70
-7
-39
-4
-7
-3
-2
-134
-2
-49
-3
-12
0
-7
-3
-9
-85
-1
-40
-6
-18
0
-19
-3
0
-87
0
-58
0
-9
0
-13
-2
-5
-88
-9
-49
-2
-9
0
0
-2
-11
-83
-23
-49
0
-9
0
-7
0
-4
-93
-16
-45
-1
-8
0
-7
-2
0
-78
-75
-970
-30
-157
-4
-99
-20
-47
-1.402
0
0
-16
-1
-17
0
-9
-15
-1
-25
0
0
-19
-99
-118
0
0
-6
-1
-7
0
0
-29
0
-29
0
-3
-35
0
-38
0
-14
-19
-1
-33
0
-6
-25
-1
-32
0
0
-30
-1
-30
0
0
-27
-1
-27
-1
0
-16
0
-18
0
0
-24
0
-25
-2
-32
-259
-106
-398
0
-89
-20
0
0
0
0
-16
-56
-15
-41
-132
-369
0
-47
-10
0
0
-252
-66
-31
-218
-85
-17
-150
-877
0
-54
-10
0
-6
-129
0
-14
-51
-47
-2
-321
-633
0
-58
-10
0
0
-184
-47
-40
-206
-28
-17
-337
-927
0
-76
0
0
0
-188
-15
-31
-233
-33
-9
-214
-800
0
-55
-10
0
0
29
19
-25
-193
-15
-7
-191
-449
0
-28
-10
0
0
-168
-37
-29
-223
-36
-5
-185
-722
0
-29
-10
0
-5
-185
-43
-27
-314
-23
-13
-188
-838
0
-25
-10
0
-3
-191
-14
-16
-147
-13
-102
-100
-620
-1
-37
-10
0
-4
-181
-12
-16
-393
-18
-27
-89
-788
0
-31
-10
0
0
-355
-57
-16
-703
-15
-3
-120
-1.309
0
-149
-20
0
-7
-206
-190
-16
-503
-7
-14
-191
-1.303
-1
-679
-130
-1
-26
-2.011
-463
-274
-3.238
-335
-257
-2.219
-9.635
Página 3
DEMONSTRATIVO DE RESULTADO – MÊS A MÊS EM 2010
Valores em R$ (000)
Conta
01/10
02/10
03/10
04/10
05/10
06/10
07/10
08/10
09/10
10/10
11/10
12/10
TOTAL
-1
-5
-10
-1
0
-16
-3
-1
-10
-1
0
-15
0
-8
-10
-1
0
-19
0
-1
-10
0
0
-12
-1
-2
-13
0
0
-17
-1
-1
-12
-1
0
-15
-2
-9
-12
0
0
-23
0
-6
-12
0
-3
-21
-2
-4
-12
-1
0
-17
-1
-5
-12
0
-19
-37
-2
-2
12
-1
0
7
-1
-5
-35
-1
0
-41
-13
-47
-137
-7
-22
-226
-13
-19
-1
-3
-1
-2
0
-38
-29
-18
0
0
-1
-5
-1
-54
-41
-22
0
-1
-1
-11
0
-76
-123
-6
-2
-1
-1
0
0
-133
-111
-18
0
-5
-1
-37
-1
-173
-79
-20
-1
-1
-1
-33
-1
-136
-84
-7
-1
-2
-1
-16
-8
-118
-39
-8
0
0
-1
-41
0
-89
-89
-16
-1
-1
-1
-31
-1
-141
-33
-64
-1
-1
-2
-10
-1
-111
-121
-11
-2
0
-1
-4
0
-138
-81
-125
0
-1
-2
0
-11
-221
-843
-334
-8
-15
-13
-190
-24
-1.428
-1.377
-1.825
-1.565
-1.279
-1.601
-966
-1.254
-1.320
-1.280
-1.324
-1.807
-2.020
-17.618
-3
-1
-2
0
-6
-3
-1
-2
0
-6
-3
-1
-2
0
-6
-3
-1
-2
0
-6
-2
-1
-2
0
-5
-3
-1
-2
0
-5
-3
-1
-2
0
-5
-3
-1
-2
0
-5
-3
-1
-2
0
-5
-3
-1
-2
-1
-7
-3
-1
-2
0
-5
-3
-1
-2
0
-5
-32
-10
-21
-1
-65
0
-13
0
-13
0
0
0
0
-2
-2
0
-4
0
-9
0
-9
0
-9
0
-9
0
0
0
0
0
0
0
0
0
-9
0
-9
0
0
0
0
-1
-11
0
-11
0
-6
0
-6
0
-12
-1
-13
-4
-70
-2
-76
-1
-3
-2
-1
0
-8
-3
-2
0
-1
0
-6
-7
-6
0
-2
0
-14
-2
-4
0
-2
0
-7
-2
-6
-1
-2
0
-11
-2
-4
0
-1
0
-8
-4
-5
0
-1
0
-10
-3
-7
0
-1
-1
-11
-2
-4
-1
-2
0
-8
-2
-5
0
-2
0
-9
-3
-5
0
-1
0
-10
-4
-9
0
-4
0
-17
-34
-60
-5
-19
-2
-119
TOTAL ENCARGOS DIVERSOS
-27
-12
-24
-22
-24
-13
-16
-25
-14
-27
-22
-35
-260
355.01.101- INSS DE TERCEIROS
-10
0
-10
-5
0
-5
-2
-35
-37
-3
0
-3
-4
0
-4
-2
0
-2
-2
0
-2
-7
0
-7
-21
-4
-25
-9
-5
-14
-3
0
-3
-8
0
-8
-76
-45
-120
353.01.601- REPRODUCAO E AUTENTICACAO( XEROX)
353.01.602- SERVIÇOS GRÁFICOS
353.01.603- VIGILANCIA E SEGURANCA
353.01.604- OUTROS SERVICOS ADMINISTRATIVOS
353.01.605- FRETES E CARRETOS
TOTAL ADMINISTRATIVO
353.01.701- PASSAGENS (TAXAS DE EMBARQUES)
353.01.702- HOSPEDAGENS
353.01.703- FRETES CARRETOS E EXCESSO DE BAGAGEM
353.01.704- DESPESAS C/REFEICOES
353.01.705- DESPESAS C/LOCOMOCAO
353.01.706- ALUGUEL DE VEICULOS (VIAGEM)
353.01.799- OUTRAS DESPESAS C/VIAGENS
TOTAL TRANSP.PASSAGENS E HOSPEDAGEM
TOTAL GERAL SERVIÇOS
354.01.101- SEGURO DE IMOVEIS
354.01.102- SEGURO DE VEICULOS
354.01.103- SEGURO DE EQUIPAMENTOS
354.01.199- OUTROS PREMIOS E DESPESAS
TOTAL PRÊMIOS E DESPESAS DE SEGUROS
354.01.201- CUSTOS PROCESSUAIS
354.01.203- DIREITOS AUTORAIS
354.01.204- DIR.DE USO DE IMAGEM E EXIBIÇÃO DE FILME
TOTAL DESPESAS LEGAIS E JUDICIAIS
354.01.301- LANCHES E REFEICOES
354.01.302- TAXI
354.01.303- ASSOCIACAO DE CLASSE E PROFISSIONAIS
354.01.304- ANUIDADE E CONTRIBUICOES
354.01.305- DESPESAS DE REPRESENTACAO DA DIRETORIA
TOTAL CONTRIB/SUBV ALIM.REPRES.
355.01.199- OUTROS IMPOSTOS E TAXAS FEDERAIS
TOTAL IMPOSTOS E TAXAS FEDERAIS
Página 4
DEMONSTRATIVO DE RESULTADO – MÊS A MÊS EM 2010
Valores em R$ (000)
Conta
01/10
02/10
03/10
04/10
05/10
06/10
07/10
08/10
09/10
10/10
11/10
12/10
TOTAL
-12
0
-12
0
0
0
-2
-13
-15
0
-1
-1
-1
-1
-2
-1
-1
-1
-2
0
-2
0
0
0
-1
0
-1
0
0
0
0
0
0
0
0
0
-19
-17
-37
TOTAL IMPOSTOS E TAXAS MUNICIPAIS
-16
-1
-17
-14
0
-14
-10
0
-10
-10
-1
-11
-1
-1
-2
-21
0
-21
-11
0
-11
-11
0
-11
-11
-1
-11
-10
0
-10
-10
-60
-70
-10
0
-10
-133
-64
-197
TOTAL IMPOSTOS E TAXAS
-39
-19
-62
-16
-7
-24
-15
-18
-38
-24
-73
-18
-353
-244
-244
-221
-221
-263
-263
-261
-261
-269
-269
-262
-262
-271
-271
-270
-270
-263
-263
-273
-273
-265
-265
-1.643
-1.643
-4.506
-4.506
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
-701
0
-701
5
0
5
-76
473
396
-772
473
-300
9
3
0
0
0
0
0
0
12
2
3
0
0
0
0
0
0
5
1
4
0
0
0
0
0
0
5
5
5
0
0
0
0
0
0
10
2
7
0
0
0
0
0
0
9
4
9
0
0
0
0
0
0
13
2
6
0
0
0
0
0
0
7
2
41
0
0
0
0
0
0
43
2
52
0
0
0
0
0
0
54
2
38
0
0
0
0
0
0
39
7
32
0
0
0
0
0
0
39
13
85
0
2.436
52
102
100
14
2.802
51
284
0
2.436
52
102
100
14
3.040
-1
0
0
-26
0
-6
0
0
0
0
0
-33
-1
0
0
2
0
0
0
0
0
0
0
1
-1
0
-1
-27
0
-3
0
0
0
0
0
-31
0
0
0
-10
0
0
0
0
0
0
0
-10
0
-8
0
6
0
0
0
0
0
0
0
-2
0
0
0
-28
0
0
0
0
0
0
0
-29
0
0
0
-11
0
0
0
0
0
0
0
-11
0
0
0
-30
-1
0
0
0
0
0
0
-31
-3
0
0
-30
0
0
0
0
0
0
0
-34
0
0
0
-31
0
0
0
0
0
0
0
-31
0
0
0
111
0
0
0
0
0
0
0
110
0
0
0
-46
0
-24
-2.436
-52
-102
-100
-14
-2.775
-7
-8
-3
-120
-1
-33
-2.436
-52
-102
-100
-14
-2.876
355.01.201- IPVA
355.01.299- OUTROS IMPOSTOS E TAXAS ESTADUAIS
TOTAL IMPOSTOS E TAXAS ESTADUAIS
355.01.302- IMPOSTO PREDIAL E TERRITORIAL - IPTU
355.01.399- OUTROS IMPOSTOS E TAXAS MUNICIPAIS
356.01.101- DESPESAS COM DEPRECIACAO
TOTAL DESPESAS C/DEPRECIAÇÃO
357.01.102- PROV. P/DESP. C/RISCOS CONTINGENTES
357.01.103- PROV. P/CREDITOS LIQUIDACAO DUVIDOSA
TOTAL DESPESAS C/ PROVISÃO
361.01.101- DESCONTOS FINANCEIROS OBTIDOS
361.01.103- RECEITAS DE APLICACOES FINANCEIRAS
361.01.104- REC. S/OUTRAS APLICACOES TEMPORARIAS
361.01.106- JUROS DEP. JUD. INSS EMPRESA
361.01.107- JUROS DEP. JUD INSS 20% RPA
361.01.108- JUROS DEP. JUD. PIS
361.01.109- JUROS DEP JUD. ICMS DIF. ALÍQUOTA
361.01.110- JUROS DEP. JUD. IPTU
TOTAL RECEITAS FINANCEIRAS
362.01.101- JUROS POR ATRASO DE PAGAMENTO
362.01.102- DESCONTOS FINANCEIROS CONCEDIDOS
362.01.106- OUTRAS TARIFAS BANCARIAS
362.01.107- JUROS PARCELAMENTOS INSS
362.01.108- IMPOSTO SOBRE OPERACAO FINANCEIRA - IOF
362.01.109- MULTAS POR ATRASO DE PAGAMENTO
362.01.113- JUROS S/RECOLHIMENTO INSS 20% - EMPRESA
362.01.114- JUROS S/RECOLHMENTO INSS 20% - RPA
362.01.115- JUROS S/RECOLHIMENTO PIS
362.01.116- JUROS S/RECOLHIMENTO ICMS DIF.ALÍQUOTA
362.01.117- JUROS S/RECOLHIMENTO IPTU
TOTAL DESPESAS FINANCEIRAS
Página 5
DEMONSTRATIVO DE RESULTADO – MÊS A MÊS EM 2010
Valores em R$ (000)
Conta
01/10
02/10
03/10
04/10
05/10
06/10
07/10
08/10
09/10
10/10
11/10
12/10
TOTAL
-1
0
-1
0
0
0
0
0
0
0
0
0
-1
0
-1
-18
0
-18
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
-20
2
-18
-21
5
-26
0
6
-33
-4
13
20
8
149
28
146
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
-5
-5
0
0
0
0
1
1
0
1
1
0
1
1
0
1
1
0
0
0
5
0
5
5
-2
3
3
0
3
11
0
11
5
0
5
5
0
5
9
0
9
5
0
5
6
0
6
7
0
7
6
0
6
8
0
8
21
0
21
7
0
7
91
0
92
0
0
0
0
0
0
38
0
38
-1
-447
-448
-19
0
-19
0
0
0
-2
0
-2
2
-1
1
-11
0
-11
-46
0
-47
37
0
37
7
0
7
6
-449
-443
TOTAL GANHO/PERDA ALIEN.IMOB.
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
0
TOTAL OUTRAS DESP/RECEITAS OPERACIONAIS
3
10
43
-443
-15
5
5
9
-4
-38
58
19
-349
-6.495
-6.962
-6.953
-7.135
-6.988
-6.504
-6.584
-6.827
-6.867
-7.944
-7.883
-9.526
-86.668
553
-1.661
-1.171
263
-1.414
4.058
3.020
1.069
1.857
-342
4.335
6.801
17.367
363.01.101- VARIACAO NEGATIVA DE CAMBIO
363.01.102- VARIACAO POSITIVA DE CAMBIO
TOTAL VARIAÇÕES CAMBIAIS
RESULTADO FINANCEIRO LÍQUIDO
371.01.101- RECEITAS DE MULTAS
371.01.105- MULTAS DE TRANSITO
TOTAL RECEITAS/DESPESAS C/ MULTAS
371.02.101- OUTRAS RECEITAS
371.02.103- OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS
TOTAL OUTRAS RECEITAS OPERACIONAIS
371.03.101- OUTRAS DESPESAS
371.03.103- OUTRAS DESPESAS OPERACIONAIS
TOTAL OUTRAS DESPESAS OPERACIONAIS
391.01.201- GAN/PERDAS NA ALIEN. OU BAIXA DO IMOBILI
TOTAL DESPESAS
SUPERÁVIT/DEFÍCIT
Página 6
Anexos
Exercício 2010
N/F nº
5668
Data
07/04/10
Contrato nº
001/2010
5747
07/05/10
001/2010
5747
5815
02/06/10
21/06/10
002/2010
001/2010
SEED MEC
Parcela nº
Serviço
1ª
Transmissão e operação do Canal TV Escola
TOTAL EM ABRIL 2010
2ª
Transmissão e operação do Canal TV Escola
TOTAL EM MAIO 2010
1ª
Produção de Programas para o Canal TV Escola
3ª
Transmissão e operação do Canal TV Escola
TOTAL EM JUNHO 2010
Total no 2º Trimestre
5839
5875
01/07/10
20/07/10
002/2010
001/2010
2ª
4ª
5883
5902
02/08/10
20/08/10
002/2010
001/2010
3ª
5ª
5933
5944
5948
01/09/10
15/09/10
24/09/10
002/2010
001/2010
002/2010
4ª
6ª
5ª
Produção de Programas para o Canal TV Escola
Transmissão e operação do Canal TV Escola
TOTAL EM JULHO 2010
Produção de Programas para o Canal TV Escola
Transmissão e operação do Canal TV Escola
TOTAL EM AGOSTO 2010
Produção de Programas para o Canal TV Escola
Transmissão e operação do Canal TV Escola
Produção de Programas para o Canal TV Escola
TOTAL EM SETEMBRO 2010
Total no 3º Trimestre
5986
5989
15/10/10
22/10/10
001/2010
002/2010
7ª
6ª
25
32
16/11/10
24/11/10
001/2010
002/2010
8ª
7ª
71
76
10/12/10
17/12/10
001/2010
002/2010
9ª
7ª
Transmissão e operação do Canal TV Escola
Produção de Programas para o Canal TV Escola
TOTAL EM OUTUBRO 2010
Transmissão e operação do Canal TV Escola
Produção de Programas para o Canal TV Escola
TOTAL EM NOVEMBRO 2010
Transmissão e operação do Canal TV Escola
Produção de Programas para o Canal TV Escola
TOTAL EM DEZEMBRO 2010
Valor (R$)
1.547.797,33
1.547.797,33
1.547.797,33
1.547.797,33
3.265.272,00
1.547.797,33
4.813.069,33
7.908.663,99
3.265.272,00
1.547.797,33
4.813.069,33
1.451.232,00
1.547.797,33
2.999.029,33
1.451.232,00
1.547.797,33
1.451.232,00
4.450.261,33
12.262.359,99
1.547.797,33
1.451.232,00
2.999.029,33
1.547.797,33
1.451.232,00
2.999.029,33
1.547.797,36
1.451.232,00
2.999.029,36
Total no 4º Trimestre
8.997.088,02
ACUMULADO NO ANO
29.168.112,00
N/F nº
Data
5565
08/01/10
5567
08/01/10
5568
11/01/10
5583
25/01/10
EBC
Contrato nº Parcela nº
Serviço
0014/2009
8ª
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência Jan/2010.
0051/2009
8ª
Produção da série “Para Todos”, composta de 52 episódios de 26 min. - jan/10
Serviços de apoio a produção de conteúdos jornalísticos para viabilizar a transmissão
0080/2009
2ª
0
serviços em tecnologia da informação – TI, conforme relatórios anexos .
Serviços de apoio a produção de conteúdos jornalísticos para viabilizar a transmissão
0080/2009
3ª
nos canais operados pela EBC no Rio de Janeiro, São paulo, Maranhão, englobando
serviços em tecnologia da informação – TI, conforme relatórios anexos .
Total Janeiro 2010
5605
10/02/10
014/2009
9ª
5606
10/02/10
051/09
9ª
5641
10/03/10
0051/09
10ª
5642
10/03/10
0014/09
10ª
5646
12/03/10
0051/09
1
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência fev/2010.
Produção da série “Para Todos”, composta de 52 episódios de 26 min. - fev/10
Total Fevereiro 2010
09/04/10
0051/2009
2ª
5696
20/04/10
0014/2009
1ª
5748
10/05/10
0051/2009
3ª
5749
10/05/10
0014/2009
2ª
5808
09/06/10
0014/2009
3ª
5809
09/06/10
0051/2009
4ª
09/06/10
0014/2009
4ª
5874
09/06/10
0051/2009
5ª
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
5891
09/08/10
0014/2009
5ª
5893
09/08/10
0051/2009
6ª
5941
09/09/10
0014/2009
6ª
5942
09/09/10
0051/2009
7ª
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência mar/2010.
Terceiro adiantamento do contrato. Produção da Série Para Todos,
Total março 2010
5981
08/10/10
0014/2009
7ª
5982
08/10/10
0051/2009
8ª
5998
09/11/10
0014/2009
8ª
5999
09/11/10
0051/2009
9ª
48
01/12/10
0014/2009
9ª
48
01/12/10
0051/2009
10ª
2.267.501,63
501.550,89
4.065.186,07
256.586,22
501.550,89
0
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
0
Total maio 2010
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência jun/2010.
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Total junho 2010
758.137,11
256.586,22
501.550,89
758.137,11
501.550,89
256.586,22
758.137,11
2.274.411,33
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
0
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência out/2010.
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Total outubro 2010
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência nov/2010.
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Total novembro 2010
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência dez/2010.
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Total dezembro 2010
598.781,00
256.586,22
1.027.135,33
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência abr/2010.
Total abril 2010
Total no 3º Trimestre
898.171,52
268.998,22
0
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Total julho 2010
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência ago/2010.
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Total agosto 2010
Serviços de aumento da capacidade da produção de conteúdos e operacionalização
da TV Brasil em formato analógico e digital em São Paulo, competência SET/2010.
Produção da Série Para Todos, composta de 52 episódios de 26 min.
Total setembro 2010
268.998,22
268.998,22
770.549,11
Total no 2º Trimestre
5873
501.550,89
501.550,89
Total no 1º Trimestre
5675
Valor (R$)
501.550,89
256.586,22
758.137,11
501.550,89
256.586,22
758.137,11
501.550,89
256.586,22
758.137,11
2.274.411,33
501.550,89
256.586,22
758.137,11
501.550,89
256.586,22
758.137,11
501.550,89
256.586,22
758.137,11
Total no 4º Trimestre
2.274.411,33
ACUMULADO NO ANO
10.888.420,06
N/F nº
5548
5549
5550
5555
Data
04/01/10
04/01/10
04/01/10
04/01/10
Cliente
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
5586
01/02/10
Petrobras
5588
01/02/10
BB
5591
5592
5593
5594
5595
5596
5597
5598
02/02/10
02/02/10
02/02/10
02/02/10
02/02/10
02/02/10
02/02/10
02/02/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
5603
08/02/10
BB
5629
5630
5631
5632
5633
5634
5635
5636
5637
03/03/10
03/03/10
03/03/10
03/03/10
03/03/10
03/03/10
03/03/10
03/03/10
03/03/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
312.01.104 – Patrocínio
Serviço
pgm. “ Aborrecentes “ no mês de Dezembro/09 .
pgm. “ Repórter Brasil “ no mês de Dezembro/09 .
pgm. “ Uma Novaiorquina na África “ em Dez/09 .
Apoio a programação da Rádio MEC FM, Dez/09
TOTAL EM JANEIRO
Apoio à programação da rádio Mec FM, Jan/10.
Mídia em Jan/2010, nos programas “Curta Brasil, DocTV IV,
Programa de Cinema, Três a Um”
“Revista do Cinema Brasileiro”,jan/10
Programa “Especial” no mês de Jan/10.
“Aborrecentes”, no mês de Jan/10.
“Repórter Brasil”, no mês de Jan/10.
“Curta Brasil” no mês de Jan/10.
“Conexão Roberto D´avila”, no mês Jan/10.
“Expedições” no mês Jan/10.
“Expedições Reprise” no mês de Jan/10.
“Caminhos da Reportagem”,”Repórter Brasil Manhã”. ”Repórter
Brasil Noite” e “Três a Um”, Fev/10.
TOTAL EM FEVEREIRO
Valor (R$)
88.684,40
206.188,20
57.011,40
25.000,00
376.884,00
22.100,62
10.625,00
29.105,93
20.021,70
63.346,00
91.639,20
20.181,20
20.096,15
21.353,70
16.399,92
28.676,00
343.545,42
Apoio à programação Rádio Mec FM – Fev/10.
Programa Especial, Fev/10.
“Aborrecentes”, Fev/10.
“Curta Brasil”, Fevereiro/10.
“Conexão Roberto D´avila” Fev/10.
“Expedições”, Fevereiro/10.
“Expedições Reprise”, Fev/10.
“Revista do Cinema Brasileiro”,Fev/10
“Repórter Brasil”,Fevereiro/10.
TOTAL EM MARÇO
25.000,00
40.043,40
126.692,00
40.362,40
40.192,30
42.707,40
32.799,83
58.211,90
183.278,39
2.030.146,46
TOTAL 1o. TRIMESTRE
2.750.575,88
5682
5683
5684
5685
5686
5687
5688
5689
16/04/10
19/04/10
19/04/10
19/04/10
19/04/10
19/04/10
19/04/10
19/04/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Apoio à programação da Rádio Mec FM, Março/10.
“Revista do Cinema Brasileiro”, no mês de mar/10
Pprograma “Especial”, no mês de Março/10.
“Série Aborrecentes”, no mês de Março/10.
“Repórter Brasil”, no mês de Março/10.
“Curta Brasil”, no mês de Março/10.
“Conexão Roberto D´avila”, no mês de Mar/10
“Expedições Inédito e Expedições Reprise”, mar/10
TOTAL EM ABRIL
5713
5714
5715
5719
5720
5721
5722
5723
5725
5726
5727
5728
5729
5730
5731
5732
5733
5734
5735
5773
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
31/05/10
CEF
CEF
CEF
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
CEF
“Stadium e Programa Especial + Comerciais avulsos” abril/2010
“Stadium e Programa Especial + Comerciais avulsos” abril/2010
“Stadium e Programa Especial + Comerciais avulsos” abril/2010
Apoio à programação da Rádio Mec FM, no mês de Abril/2010.
“Revista do Cinema Brasileiro”, no mês de abril/2010
“Expedições Inédito e Expedições Reprise” em abril/2010
“Conexão Roberto D´avila”, no mês de Abril/2010
“Curta Brasil”, no mês de Abril/2010.
“Repórter Brasil”, no mês de Abril/2010.
“Séries – América Latina Tal Como Somos” e Fic TV em abril
Programa “Especial”, no mês Abril/2010.
Programa “Especial”, no mês de Abril/2010.
“Repórter Brasil”, no mês de Abril/2010.
“Revista do Cinema Brasileiro”, no mês de abril
“Expedições Reprise”, no mês de Abril/2010.
“Expedições”, no mês de Abril/2010.
“Conexão Roberto D´avila”, no mês de Abril/
“Curta Brasil”, no mês de Abril/2010.
“Séries – América Latina Tal Como Somos” e Fic TV – abril/2010
“Stadium e Programa Especial + Comerciais avulsos” maio/2010
25.000,00
58.211,90
40.043,40
145.695,80
206.188,20
40.362,40
40.192,30
86.184,08
641.878,08
44.189,26
44.189,26
44.189,26
25.000,00
29.105,95
37.753,61
20.096,15
20.181,20
99.275,80
1.647.736,65
23.362,14
23.362,13
99.275,80
29.105,95
16.399,91
21.353,70
20.096,15
20.181,26
63.346,00
44.189,26
N/F nº
5774
5775
5779
5780
5781
5782
5783
Data
31/05/10
31/05/10
31/05/10
31/05/10
31/05/10
31/05/10
31/05/10
Cliente
CEF
CEF
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
5785
5786
5787
5788
01/06/10
01/06/10
01/06/10
01/06/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
5807
08/06/10
Petrobras
5830
5831
5832
5833
5834
28/06/10
28/06/10
28/06/10
28/06/10
28/06/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
312.01.104 – Patrocínio
Serviço
“Stadium e Programa Especial + Comerciais avulsos” maio/2010
“Stadium e Programa Especial + Comerciais avulsos” maio/2010
Programa Especial no mês de Maio/10.
“Revista do Cinema Brasileiro”, no mês de maio/2010
“Curta Brasil”, no mês de Maio/2010.
“Conexão Roberto D´avila”, no mês de Maio/2010
“Expedições Reprise”, no mês de Maio/2010.
TOTAL EM MAIO 2010
“Repórter Brasil”, no mês de Maio/10.
“Estúdio Móvel”, no mês de Maio/10.
“Expedições”, no mês de Maio/10.
Apoio à programação da Rádio Mec FM, no mês de Maio/10.
Produção e exibição de 26 pgms Mobilização Brasil, com duração
de 26 minutos cada.
“Curta Brasil”, no mês de Junho/10.
Programa Especial, no mês de Junho/10.
“Conexão Roberto D´avila”, no mês de Jun/10.
“Expedições Reprise”, no mês de Junho/10.
“Revista do Cinema Brasileiro”, no mês de Junho/10
TOTAL EM JUNHO 2010
TOTAL 2o. TRIMESTRE
5840
5841
5843
5844
5850
5851
5852
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
CEF
CEF
CEF
5886
5888
5889
5911
5912
5913
5914
5915
5916
5917
5918
5920
5921
5922
5923
5928
5929
5930
02/08/10
02/08/10
02/08/10
24/08/10
24/08/10
24/08/10
24/08/10
24/08/10
24/08/10
24/08/10
24/08/10
25/08/10
25/08/10
25/08/10
25/08/10
30/08/10
30/08/10
30/08/10
CEF
CEF
CEF
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Fundação BB
Fundação BB
Fundação BB
Fundação BB
CEF
CEF
CEF
CEF
CEF
CEF
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
3.930.828,40
49.060,00
7.608.711,51
51.181,00
44.983,00
57.771,50
12.191.404,41
15.591.801,83
227.487,00
146.294,50
28.000,00
67.171,57
44.189,26
44.189,26
44.189,29
601.520,88
Stadium e Programa Especial no mês de Julho/10.
Stadium e Programa Especial no mês de Julho/10.
Stadium e Programa Especial no mês de Julho/10.
Programa Especial, no mês de Agosto/10.
Estúdio Móvel, no mês de Agosto/10.
Repórter Brasil, no mês de Agosto/10.
Curta Brasil, no mês de Agosto/2010.
Conexão Roberto D´avila, no mês de Ago/10.
Expedições, no mês de Agosto/10.
Expedições Reprise, no mês de Agosto/10.
Revista do Cinema Brasileiro, no mês Ago/10.
Produção e exibição de 26 programas do Mobilização Brasil
Produção e exibição de 26 programas do Mobilização Brasil
Produção e exibição de 26 programas do Mobilização Brasil
Produção e exibição de 26 programas do Mobilização Brasil
Stadium e Programa Especial no mês de Agosto/10.
Stadium e Programa Especial no mês de Agosto/10.
Stadium e Programa Especial no mês de Agosto/10.
TOTAL EM AGOSTO 2010
30.424,48
30.424,48
30.424,48
15.189,62
37.029,00
61.145,00
16.690,00
25.716,76
22.784,43
12.423,50
15.739,75
111.877,20
111.877,20
111.877,20
111.877,20
30.424,48
30.424,48
30.424,48
836.773,74
TOTAL 3o. TRIMESTRE
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
227.487,00
139.644,75
53.737,25
28.000,00
Repórter Brasil, no mês de Junho/10.
Estúdio Móvel, no mês de Junho/10.
Apoio à programação da Rádio Mec FM, no mês de Junho/10.
Expedições, no mês de Junho/10.
Stadium e Programa Especial + Avulsos no mês de Junho/10
Patrocínio dos programas Stadium e Especial + avulsos
Patrocínio dos programas Stadium e Especial +avulsos
TOTAL EM JULHO 2010
TOTAL EM SETEMBRO 2010
5959
5960
5961
5967
5968
5969
5970
Valor (R$)
44.189,26
44.189,26
53.737,25
72.214,38
61.325,00
58.570,00
51.904,75
2.758.519,34
Stadium e Programa Especial no mês Setembro/2010.
Stadium e Programa Especial no mês Setembro/2010.
Stadium e Programa Especial no mês Setembro/2010.
“Expedições Reprise” no mês de Setembro/10.
“Revista do Cinema Brasileiro”, no mês de
“Expedições”, no mês de Setembro/10.
“Conexão Roberto D´avila”, no mês de Setembro/10.
,00
1.438.294,62
30.424,48
30.424,48
30.424,48
24.847,00
31.479,44
32.348.444,48
34.289,12
N/F nº
5971
5972
5973
5974
5997
Data
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
29/10/10
Cliente
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
CEF
6
7
9
10
11
12
13
16
17
18
19
23
28
30
35
36
37
38
39
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
03/11/10
09/11/10
23/11/10
23/11/10
29/11/10
29/11/10
29/11/10
29/11/10
29/11/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
CEF
CEF
CEF
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
CEF
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
Petrobras
51
52
53
57
59
60
64
65
66
82
85
86
01/12/10
01/12/10
01/12/10
01/12/10
01/12/10
01/12/10
07/12/10
07/12/10
07/12/10
27/12/10
28/12/10
28/12/10
Petrobras
Petrobras
Petrobras
CEF
CEF
CEF
CEF
CEF
CEF
Petrobras
Petrobras
Petrobras
312.01.104 – Patrocínio
Serviço
“Curta Brasil”, no mês de Setembro/10.
“Repórter Brasil”, no mês de Setembro/10.
“Estúdio Móvel”, no mês de Setembro/10.
Programa Especial, no mês de Setembro/10.
Stadium e Programa Especial no mês Outubro/2010.
TOTAL EM OUTUBRO 2010
Programa Especial, no mês de Outubro/10.
Estúdio Móvel no mês de Outubro/10.
Curta Brasil no mês de Outubro/10.
Ccampeonato Brasileiro Série C, no mês de Outubro/2010.
Repórter Brasil no mês de Outubro/2010.
Campeonato Brasileiro Série C, no mês de Outubro/2010.
Stadium e Programa Especial no mês de Outubro/2010.
Stadium e Programa Especial no mês de Outubro/2010.
Expedições no mês de Outubro/2010.
Revista do Cinema Brasileiro no mês de Outubro/
Expedições Reprise, no mês de Outubro/2010.
Conexão Roberto D´avilla no mês de Outubro/10.
Campeonato Brasileiro Série C no mês de Novembro/2010.
Campeonato Brasileiro Série C no mês de Novembro/2010.
Revista do Cinema Brasileiro no mês de Nov/10.
Programa Especial no mês de Novembro/10.
Conexão Roberto D´avilla no mês de Novembro/
Curta Brasil no mês de Novembro/10.
Expedições Reprise no mês de Novembro/2010.
TOTAL EM NOVEMBRO 2010
Repórter Brasil no mês de Novembro/10.
Estúdio Móvel no mês de Novembro/10.
Expedições no mês de Novembro/10.
Stadium e Programa Especial no mês de Novembro/10.
Stadium e Programa Especial no mês de Novembro/10.
Stadium e Programa Especial no mês de Novembro/10.
Stadium e Programa Especial no mês de dezembro/10.
Stadium e Programa Especial no mês de dezembro/10.
Stadium e Programa Especial no mês de dezembro/10.
Revista do Cinema Brasileiro no mês de Dez/10.
Curta Brasil no mês de Dezembro/2010.
Expedições Reprise no mês de Dezembro/10.
TOTAL EM DEZEMBRO 2010
TOTAL 4o. TRIMESTRE
ACUMULADO NO ANO
Valor (R$)
33.380,00
113.554,48
67.886,50
30.379,28
30.424,48
32.805.958,22
37.974,10
64.800,75
41.725,00
350.000,00
113.554,48
350.000,00
30.424,48
30.424,48
30.379,16
39.349,30
31.058,75
42.861,40
350.000,00
350.000,00
57.771,44
53.737,28
51.181,12
49.060,00
44.983,00
2.119.284,74
227.486,48
146.294,50
67.171,60
30.424,49
30.424,48
30.424,48
30.424,49
30.424,48
30.424,48
57.771,44
61.325,00
44.983,00
787.578,92
35.712.821,88
74608132,16
55.493.494,21
312.01.103 – Veiculação de Publicidade
Serviço
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Dezembro/09.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ /RJ. Dezembro/09.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ /DF. Dezembro/09.
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 KHZ /DF.Dezembro/09.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ /DF. Dezembro/09.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ /RJ. Dezembro/09.
Mídia Avulsa exibida na Rádio MEC FM 98.9 MHZ Dezembro/09.
Mídia Avulsa exibida na Rádio MEC AM 800 MHZ /RJ Dezembro/09.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ /DF. Janeiro 2010.
Mídia exibida R. Nacional Amazonas OC1178 KHZ e 6.180 KHZ jan
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia Avulsa exibida na Rádio MEC FM 98.9 MHZ Janeiro/2010.
Mídia Avulsa exibida na Rádio MEC FM 98.9 MHZ Dezembro/09.
Mídia Avulsa exibida na Rádio MEC AM 800 MHZ /RJ Janeiro/2010.
Mídia Avulsa exibida na Rádio MEC AM 800 MHZ /RJ e Dez/2009.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ /RJ Janeiro/2010.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ /RJ Dezembro/2009
Total em janeiro/10
Valor (R$)
18.596,85
18.525,45
151.561,80
134.646,15
26.357,60
4.675,70
6.237,00
73.095,00
10.000,00
17.168,00
1.800,00
1.300,00
3.400,00
2.800,00
1.000,00
49.981,25
17.990,60
16.127,40
16.910,10
506,25
5.197,50
16.018,70
1.680,00
560,00
600,00
200,00
2.040,00
680,00
599.655,35
Cliente
M. da Saúde
M. da Saúde
CEF
M. da Saúde
M. da Saúde
CEF
M Transportes
M da Saúde
Anatel
M. da Saúde
M. da Saúde
M. Cidades
M Transportes
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
M da Saúde
M. Cidades
M. Cidades
diversos
Serviço
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ no mês Jan/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11780 KHZ
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC 11.780 KHZ
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Janeiro/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF fev/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ no mês Fev/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF no mês de Fev/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 MHZ no mês de Fev/10
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec AM 800 KHZ/RS fev/10
Publicidade avulsa
Total em fevereiro/10
Valor (R$)
50.250,50
12.507,50
11.000,00
7.003,13
1.296,00
18.884,80
8.100,00
18.356,00
1.485,00
21.130,00
36.094,50
23.913,50
10.288,00
900,00
1.700,00
650,00
89.080,50
1.400,00
500,00
2.352,00
316.891,43
01/03/10
01/03/10
01/03/10
01/03/10
02/03/10
BB
M. da Saúde
M. da Saúde
M. da Saúde
SECOM
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980KHZ/DF, no mês de Fev/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
8.764,00
61.642,00
780,00
27.962,00
32.850,50
5627
02/03/10
M dos Transportes
5628
5638
5639
5640
5643
5644
02/03/10
04/03/10
04/03/10
09/03/10
10/03/10
11/03/10
Banco do Brasil
CEF
CEF
Banco do Brasil
M. da Saúde
SECOM
N/F nº
5545
5546
5547
5551
5552
5553
5554
5556
5557
5558
5559
5560
5561
5562
5564
5569
5570
5571
5572
5573
5574
5576
5577
5578
5579
5580
5581
5582
Data
04/01/10
04/01/10
04/01/10
04/01/10
04/01/10
04/01/10
04/01/10
04/01/10
04/01/10
05/01/10
05/01/10
05/01/10
05/01/10
05/01/10
05/01/10
11/01/10
11/01/10
11/01/10
11/01/10
11/01/10
11/01/10
13/01/10
15/01/10
15/01/10
15/01/10
15/01/10
15/01/10
15/01/10
Cliente
M. da Saúde
M. da Saúde
M. Cidades
SECOM
BB
EBC
Banco da Amazônia
SECOM
CEF
CEF
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
SECOM
BB
M. da Saúde
M. da Saúde
ANTT
Banco da Amazônia
EBC
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
M. Cidades
N/F nº
5584
5585
5587
5589
5600
5661
5602
5604
5607
5609
5610
5611
5612
5614
5615
5616
5618
5619
5620
diversos
Data
01/02/10
01/02/10
01/02/10
01/02/10
02/02/10
02/02/10
02/02/10
08/02/10
11/02/10
23/02/10
23/02/10
23/02/10
23/02/10
24/02/10
24/02/10
24/02/10
25/02/10
25/02/10
25/02/10
Fevereiro
5621
5622
5623
5625
5626
Mídia exibida Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m) E 6.180 KHZ
(49m), no mês de Fev/10.
Mídia exibida na TV Brasil no mês de fevereiro/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ no mês de Fev/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980KHZ/DF, no mês de Fev/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de março/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de março/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de março/10
1.575,00
12.908,00
11.000,00
18.884,80
21.778,00
44.164,00
22.442,85
N/F nº
Data
Cliente
5647
16/03/10
M. da Saúde
5648
22/03/10
ANTT
5649
22/03/10
Ministério da Saúde
5653
30/03/10
5655
31/03/10
diversos
Março
5656
5657
5658
01/04/10
01/04/10
01/04/10
5659
01/04/10
5660
5661
5662
01/04/10
01/04/10
01/04/10
5663
01/04/10
5664
5665
5666
5669
5670
01/04/10
01/04/10
01/04/10
07/04/10
07/04/10
5671
07/04/10
5676
5679
09/04/10
15/04/10
5680
15/04/10
5690
19/04/10
5691
20/04/10
5693
20/04/10
5698
5699
5700
5701
5702
26/04/10
26/04/10
26/04/10
26/04/10
26/04/10
5703
27/04/10
5704
27/04/10
5706
27/04/10
5708
5709
5710
28/04/10
28/04/10
28/04/10
5711
28/04/10
5712
29/04/10
diversos
Abril
M. da Saúde
Eletrobrás
diversos
312.01.103 – Veiculação de Publicidade
Serviço
Mídia exibida Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m) E 6.180 KHZ
(49m), no mês de Fev/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m) e 6.180
KHZ (49m), no mês de Mar/10. Faixa horária 06:00 as 19:00
Mídia exibida na TV Brasil no mês de março/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m) E 6.180
KHZ (49m), no mês de Mar/10. Faixa horária 07:00 as 19:00
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
5737
03/05/10
Ministério da Saúde
5738
03/05/10
SECOM
1.687,50
45.393,75
432,00
36.946,00
3.414,00
353.524,40
Total no 1o. Trimestre
1.270.071,18
Mídia exibida no mês de Março/2010,
Mídia exibida em Março/10:
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF no mês de Mar/10
Mídia exibida na Rádio Nacional Amazônia OC 11.780 KHZ (25m) e
Ministério da Saúde
6.180 KHZ (49m) no mês de Mar/2010.
Ministério da Saúde Mídia exibida em Mar/10
Ministério da Saúde Mídia exibida no mês de Março/10.
Ministério da Saúde Mídia exibida no mês de Março/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
Ministério da Saúde
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Março/2010.
SECOM
Mídia exibida no mês de Março/10.
SECOM
Mídia exibida no mês de Março/10.
SECOM
Mídia exibida no mês de Março/10.
CEF
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ no mês de Mar/10
CEF
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF no mês de Mar/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
Ministério da Saúde
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
BNDES
Mídia exibida no mês de Abril/10
Ministério da Saúde Mídia exibida no mês de Abril/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
Ministério da Saúde
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
SECOM
Mídia exibida no mês de Abril/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
Ministério da Saúde
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
SECOM
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
Ministério do Turismo Mídia exibida no mês de Abril/10
Ministério da Saúde Mídia exibida no mês de Abril/10
Ministério da Saúde Mídia exibida no mês de Abril/10
Ministério da Saúde Mídia exibida no mês de Abril/10
Ministério da Saúde Mídia exibida no mês de Abril/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
Ministério da Saúde
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
Ministério da Saúde
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC 11.780KHZ (25m)
ANTT
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
Ministério da Saúde Mídia exibida na Rádio Mec AM 800KHZ/RJ no mês de Abril.
Ministério da Saúde Mídia exibida na Rádio Mec FM 98.9 Mhz no mês de Abril/10.
Ministério da Saúde Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ no mês de Abr/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC11.780 KMZ (25m)
Ministério da Saúde
E 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/2010.
BNDES
Mídia exibida no mês de Abril/10
diversos
Publicidade avulsa
Total em abril/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
900,00
Mídia exibida na TV Brasil no mês de março/10
Publicidade avulsa
Total em março/10
Ministério da Saúde
BNDES
Ministério da Saúde
5716
5718
5736
Valor (R$)
Mídia exibida no mês de Abril/2010 nos programas diversos.
Mídia exibida no mês de Abril/2010 nos programas diversos.
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês de Abril
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m)
e 6.180 KHZ (49m), no mês de Abril/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Abril
26.009,14
11.988,00
468,00
1.296,00
29.252,70
43.475,40
50.113,80
1.080,00
13.560,50
76.711,50
110.040,00
11.000,00
18.884,80
216,00
21.619,00
14.742,00
680,40
69.992,55
680,40
4.082,40
42.145,00
17.872,20
17.690,85
21.030,75
24.727,50
907,20
453,60
1.687,50
1.543,50
2.881,20
3.498,60
340,20
57.583,00
4.789,70
703.043,39
47.994,75
16.669,80
882,00
680,40
2.058,00
N/F nº
5739
5740
5741
5742
5743
5744
5745
5746
Data
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
03/05/10
04/05/10
05/05/10
05/05/10
Cliente
SECOM
SECOM
SECOM
SECOM
SECOM
SECOM
CEF
CEF
5751
11/05/10
Ministério da Saúde
5752
11/05/10
Ministério da Saúde
5753
5754
5755
5758
5759
11/05/10
13/05/10
14/05/10
21/05/10
24/05/10
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
SECOM
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
5760
24/05/10
Ministério da Saúde
5761
24/05/10
Ministério da Saúde
5762
24/05/10
ANTT
5764
5765
5766
5767
5769
5770
5771
5772
5777
5778
5784
5628
diversos
27/05/10
27/05/10
27/05/10
27/05/10
27/05/10
27/05/10
28/05/10
28/05/10
31/05/10
31/05/10
31/05/10
Maio
Min. Ciência/Tecnol.
Min. Ciência/Tecnol.
Min. Ciência/Tecnol.
Min. Ciência/Tecnol.
Min. Ciência/Tecnol.
Min. Ciência/Tecnol.
Min. Ciência/Tecnol.
BNDES
SECOM
SECOM
Ministério da Saúde
Banco do Brasil
diversos
5789
01/06/10
5790
5791
5793
5794
5795
5796
5797
5798
5799
5800
5801
5802
5804
5805
5810
5811
5812
5813
01/06/10
01/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
02/06/10
07/06/10
07/06/10
14/06/10
14/06/10
14/06/10
15/06/10
5814
15/06/10
5816
5817
5818
5819
5820
5821
21/06/10
21/06/10
21/06/10
21/06/10
21/06/10
21/06/10
Min.. Agricultura –
MAPA
MAPA
MAPA
MAPA
Ministério da Justiça
Ministério da Saúde
SECOM
SECOM
SECOM
SECOM
SECOM
CEF
CEF
Ministério da Saúde
MAPA
Minist. das Cidades
Ministério da Saúde
SECOM
Ministério da Justiça
Minist. Desnv. Social e
Combate a Fome –
MDSCF
Ministério da Saúde
Ministério da Justiça
Ministério da Justiça
Ministério da Justiça
Ministério da Justiça
Ministério da Justiça
312.01.103 – Veiculação de Publicidade
Serviço
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês de Abril
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m)
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ, no mês de Abril
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec AM 800 KHZ/RJ, no mês de Abril
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 MHZ no mês de Abril
Mídia exibida no mês de Abril/2010 nos programas diversos.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Abril
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ, no mês de Abril
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m)
e 6.180 KHZ (49m), no mês de Maio/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m)
e 6.180 KHZ (49m), no mês de Maio/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês de Maio
Mídia exibida no mês de Maio/10.
Mídia exibida no mês de Maio/10.
Mídia exibida em programas Diversos no mês de Maio/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Maio
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m)
e 6.180 KHZ (49m), no mês de Maio/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês de Maio
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC 11.780KHZ (25m)
e 6.180 KHZ (49m), no mês de Maio/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Maio /
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em Maio/10)
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês de Maio
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ, no mês de Maio
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 MHZ no mês de Maio
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec AM 800 KHZ/RJ, em Maio
Mídia exibida no mês de Maio/10.
Mídia exibida no mês de Maio/10.
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 MHZ no mês de Maio
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec AM 800 KHZ/RJ, em Maio
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780 KHZ (25m)
***** N/F 5628 Cancelada Competência Março/2010*****
Publicidade avulsa
Total em maio/10
Valor (R$)
3.675,00
2.835,00
3.570,00
1.575,00
2.940,00
60.208,00
18.884,80
11.000,00
1.020,60
680,40
882,00
18.036,90
43.999,65
85.967,55
987,84
1.360,80
1.764,00
1.687,50
1.975,68
2.721,60
3.528,00
3.427,20
3.628,80
1.915,20
11.831,40
58.020,00
1.470,00
787,50
1.020,60
-12.908,00
3.409,00
410.186,97
Mídia exibida no mês de Maio/10, nos programas Diversos.
37.820,70
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês de Maio
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Mai/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia em Maio/10
Mídia exibida no mês de Maio/10
Mídia exibida no mês de Maio/10
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês Maio/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Mai/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia em Maio/10
Mídia exibida no mês de Maio/10
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC em Maio/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Mai/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ, no mês de Mai/10.
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida no mês de Junho/10,
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em Maio/10
Mídia exibida no mês de Junho/10
1.470,00
987,84
1.360,80
25.265,70
45.811,80
5.512,50
3.087,00
4.536,00
48.465,45
14.175,00
18.884,80
11.000,00
10.467,90
9.168,30
52.517,25
51.658,65
1.134,00
29.799,00
Mídia exibida no mês de Junho/10
47.409,30
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ, no mês de Jun/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Jun/10.
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec AM 800 KHZ/RJ, no mês de Junho
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 MHZ, no mês de Jun/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em Maio/10
43.358,85
6.354,60
3.786,72
3.307,50
5.544,00
5.216,40
N/F nº
5822
5823
5824
5825
5827
5828
5829
5835
Data
22/06/10
22/06/10
23/06/10
23/06/10
28/06/10
28/06/10
28/06/10
28/06/10
5837
29/06/10
diversos
Junho
Cliente
Ministério da Justiça
MDSCF
MDSCF
SECOM
SECOM
SECOM
Ministério do Turismo
ANTT
CGRL/SAA – Minist.
Saúde
diversos
312.01.103 – Veiculação de Publicidade
Serviço
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF, no mês Junho/10.
Mídia exibida TV Brasil/DF, no mês de Junho/2010
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em Maio/10
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC em Maio/10
Mídia exibida no mês de Junho/10
Publicidade avulsa
Total em junho/10
TOTAL 2o. TRIMESTRE
5845
01/07/10
5846
5847
5848
5849
5853
5854
5857
5858
5859
5860
5861
5863
5864
5865
5866
5867
5868
5869
5871
diversos
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
01/07/10
05/07/10
05/07/10
05/07/10
05/07/10
05/07/10
06/07/10
06/07/10
06/07/10
Julho
Subsecretaria de
Comunicação Social da
Casa Civil
Petrobras
BNDES
ANS
ANS
CEF
CEF
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
ANTT
MPOG
Ministério das Cidades
MPOG
Ministério das Cidades
Petrobras
Petrobras
ANTT
Ministério das Cidades
Petrobras
SECOM
diversos
5885
5887
5894
5895
5899
5903
5904
5905
5906
5907
5908
5931
diversos
02/08/10
02/08/10
09/08/10
11/08/10
16/08/10
20/08/10
23/08/10
23/08/10
23/08/10
23/08/10
23/08/10
31/08/10
Agosto
5935
5936
5937
5946
5947
5949
5951
diversos
01/09/10
01/09/10
01/09/10
23/09/10
23/09/10
27/09/10
28/09/10
Setembro
Mídia exibida na TV Brasil/RJ no mês de Junho/10
Valor (R$)
6.835,50
7.266,60
101.468,70
5.556,60
76.702,00
76.922,00
30.262,50
1.687,50
48.663,90
1.008,00
844.473,36
1.957.703,72
60.093,00
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Jun/10
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Junho
Mídia exibida na TV Brasil no mês de Junho
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ, no mês de Jun/10.
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC em Junho/10
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9MHZ, no mês de Junho/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em Junho/10
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9MHZ, no mês de Julho/10.
Mídia exibida no mês de Junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em Julho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia em junho/10
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC em Julho/10
Mídia exibida no mês de Julho/10.
Mídia exibida na Tv Brasil no mês de Julho/10.
Mídia exibida no mês de Junho/10.
Publicidade avulsa
Total em julho/10
5.544,00
59.940,00
59.133,00
25.263,50
18.884,80
11.000,00
36.303,75
907,20
1.012,50
7.257,60
1.701,00
831,60
30.726,00
907,20
1.814,40
675,00
5.394,60
1.122,00
22.040,10
4.644,00
355.195,25
CEF
CEF
CGRL/SAA Min. Saúde
IBGE
Ministério da Saúde
IBGE
IBGE
IBGE
IBGE
IBGE
IBGE
ANTT
diversos
Mídia exibida na Rádio Nacional AM1130 KHZ/RJ, em Julho/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF,em Julho/10.
Mídia exibida no mês de Agosto/2010.
Mídia exibida no mês de Agosto/2010.
Mídia exibida no mês de Agosto/2010.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC em agosto/10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM1130 KHZ/RJ, no mês de Ago/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF, no mês de Ago/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1MHZ/DF, no mês de Ago/10.
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9MHZ, no mês Agosto/10.
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec AM 800KHZ/RJ, em Ago/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC em Agosto/10
Publicidade avulsa
Total em agosto/10
11.000,00
18.884,80
26.109,00
5.233,95
40.778,55
1.360,80
1.713,60
987,84
1.764,00
1.411,20
756,00
1.687,50
24.988,75
136.675,99
IBGE
CEF
CEF
Petrobras
Petrobras
Ministério das Cidades
CGRL/SAA Min Saude
diversos
Mídia exibida no mês de Agosto/10
73.043,10
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980KHZ/DF, no mês de Agosto/2010.
18.884,80
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130KHZ/RJ, no mês de Agosto/2010. 11.000,00
Mídia exibida no mês de Setembro/10.
69.148,00
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 MHZ, no mês de Setembro/10.
4.233,60
Mídia exibida no mês de Setembro/10.
114.097,50
Mídia exibida no mês de Setembro/10
3.943,80
Publicidade avulsa
13.184,00
Total em setembro/10
307.534,80
TOTAL 3o. TRIMESTRE
799.406,04
N/F nº
5957
5962
5963
5964
5966
5975
5977
5978
5983
5984
5991
diversos
Data
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
01/10/10
08/10/10
13/10/10
25/10/10
29/10/10
Outubro
Cliente
CEF
Eletrobrás
IBGE
CGRL/SAA Min Saude
Ministério das Cidades
Ministério das Cidades
ANTT
CEF
CGRL/SAA Min Saude
Eletrobrás
ANTT
diversos
14
15
22
26
27
31
33
34
diversos
03/11/10
03/11/10
05/11/10
19/11/10
22/11/10
23/11/10
26/11/10
26/11/10
Novembro
CEF
CEF
IBGE
SECOM/ADEPRA
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
Banco do Brasil
CEF
diversos
54
55
58
61
67
68
69
77
78
79
80
81
diversos
01/12/10
01/12/10
01/12/10
01/12/10
07/12/10
07/12/10
08/12/10
20/12/10
20/12/10
20/12/10
23/12/10
27/12/10
Dezembro
Ministério da Saúde
Ministério da Saúde
CEF
CEF
CEF
CEF
Ministério da Saúde
Min. do Planejamento,
Min da Agricultura,
SECOM
Ministério do Turismo
IBGE
diversos
312.01.103 – Veiculação de Publicidade
Serviço
Valor (R$)
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF em Setembro/10.
18.884,80
Mídia exibida em Setembro/10 em programas diversos.
19.095,30
Mídia exibida no mês de Setembro/10
71.071,20
Mídia exibida no mês de Setembro/10.
12.322,80
Mídia exibida na Rádio Nacional FM 96.1 MHZ/DF em Setembro/10.
2.940,00
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 em Setembro/10.
2.352,00
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC 11.780KHZ (25m)
1.687,50
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130KHZ/RJ, em Setembro/10.
11.000,00
Mídia exibida no mês de Outubro/2010.
25.974,45
Mídia exibida no mês de Outubro/2010.
15.207,75
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC 11.780KHZ e 6.180KHZ
1.687,50
Estorno PTE. NF 5349 da Secon Ref. Horário de exibição a menor
-48,00
Publicidade avulsa
44.987,75
Total em outubro/10
227.163,05
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 KHZ/RJ em Outubro/10.
11.000,00
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 KHZ/DF em Outubro/10.
18.884,80
Mídia exibida no mês de Outubro/2010.
26.319,60
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC 11.780KHZ e 6.180KHZ 12.474,00
Mídia exibida no mês de Novembro/2010.
56.307,59
Mídia exibida na Rádio Nacional do Amazonas OC 11.780KHZ e 6.180KHZ
2.268,00
Mídia exibida no mês de Novembro/2010,
44.310,00
Mídia exibida no mês de Novembro/2010.
42.229,00
Publicidade avulsa
33.287,00
Total em novembro/10
247.079,99
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780Khz e 6.180Khz
Mídia exibida no mês de Novembro/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 Khz/DZ,em Novembro/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 Khz/RJ,em Nov/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 1130 Khz/RJ, em Dez/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional AM 980 Khz/DZ, em Dezembro/10.
Mídia exibida no mês de Dezembro/10.
Mídia avulsa exibida na Rádio Mec FM 98.9 Mhz, em Dezembro/10.
Mídia exibida no mês de Dezembro/10.
Mídia exibida na Rádio Nacional da Amazônia OC 11.780Khz e 6.180Khz
Mídia exibida na TV Brasil/DF em Dezembro/10.
Mídia exibida no mês de Dezembro/10.
Publicidade avulsa
Total em dezembro/10
1.944,00
21.137,64
18.884,80
11.000,00
11.000,00
18.884,80
33.619,05
7.182,00
9.132,75
3.402,00
3.234,00
24.809,85
48.356,90
212.587,79
TOTAL 4o. TRIMESTRE
686.830,83
ACUMULADO NO ANO
4.714.011,77

Documentos relacionados

Relatório de Gestão

Relatório de Gestão F – Movimentação de Pessoal

Leia mais