Diagnóstico e tratamento das doenças hepáticas

Сomentários

Transcrição

Diagnóstico e tratamento das doenças hepáticas
DIAGNÓSTICO E
TRATAMENTO DAS DOENÇAS
HEPÁTICAS ESPECIFICAS DA
GESTAÇÃO
III WORKSHOP INTERNACIONAL DE ATUALIZAÇÃO EM HEPATOLOGIA
CURITIBA, 04 A 05 DE ABRIL DE 2008
LEILA M M BELTRÃO PEREIRA
Prof. Titular de Gastroenterologia – FCM
Chefe do Serviço de GastroHepatologia – HUOC
Presidente do Instituto do Fígado de Pernambuco - IFP
LL M
MM
M BB PP
DOENÇAS HEPÁTICAS ESPECÍFICAS DA GRAVIDEZ
• COLESTASE DA GRAVIDEZ
• PRÉ-ECLÂMPSIA / ECLÂMPSIA HELLP SÍNDROME
• ESTEATOSE HEPÁTICA AGUDA
LL M
MM
M BB PP
COLESTASE DA GRAVIDEZ
•• COLESTASE
COLESTASE INTRA-HEPÁTICA
INTRA-HEPÁTICA ASSOCIADA
ASSOCIADA COM:
COM:
–– PRURIDO
PRURIDO
–– ELEVAÇÃO
ELEVAÇÃO SÉRICA
SÉRICA DOS
DOS SAIS
SAIS BILIARES
BILIARES
–– COLESTASE
COLESTASE EVIDENTE
EVIDENTE NA
NA BIÓPSIA
BIÓPSIA HEPÁTICA
HEPÁTICA
•• GERALMENTE
GERALMENTE OCORRE
OCORRE NO
NO TERCEIRO
TERCEIRO TRIMESTRE
TRIMESTRE
•• PODE
PODE OCORRER
OCORRER EM
EM GESTAÇÕES
GESTAÇÕES SUBSEQUENTES
SUBSEQUENTES
•• PATOGÊNESE
PATOGÊNESE OBSCURA
OBSCURA
•• MAIS
MAIS FREQUENTE
FREQUENTE NO
NO CHILE
CHILE E
E ESCANDINÁVIA
ESCANDINÁVIA
LL M
MM
M BB PP
ESCARIFICACOES
NA PELE
ICTERÍCIA
ESTEATORREIA
ESPLENOMEGALIA
ASPECTOS CLÍNICOS
HEPATOMEGALIA
PRURIDO
LL M
MM
M BB PP
AST e ALT
FOSFATASE ALCALINA e  GT
BILIRRUBINA TOTAL
HEMOGRAMA COM PLAQUETAS
EXAMES LABORATORIAIS
TEMPO PROTROMBINA - INR
ELETROFORESE PROTEÍNAS
SAIS BILIARES
LL M
MM
M BB PP
BIOPSIA HEPATICA
COLESTASE DA GRAVIDEZ
LL M
MM
M BB PP
COLESTASE DA GRAVIDEZ
TRATAMENTO
TRATAMENTO DO PRURIDO
• COLESTERAMINA
• FENOBARBITÚRICOS
• ÁCIDO URSODEOXICÓLICO
LL M
MM
M BB PP
COLESTASE DA GRAVIDEZ
TRATAMENTO
TRATAMENTO DO PRURIDO
ÁCIDO URSODEOXICÓLICO – UDCA
ALÉM
ALÉM DE
DE CONTROLAR
CONTROLAR O
O PRURIDO
PRURIDO COM
COM EFICÁCIA
EFICÁCIA
REDUZ
REDUZ A
A PREMATURIDADE
PREMATURIDADE E
EA
A MORTALIDADE
MORTALIDADE FETAL
FETAL
E
E NEONATAL
NEONATAL
ZAPATA et al, LIVER INTERNACIONAL 2005
LL M
MM
M BB PP
PRÉ-ECLÂMPSIA / ECLÂMPSIA
HELLP SINDROME
•• PREVIAMENTE
PREVIAMENTE CONHECIDA
CONHECIDA COMO
COMO
TOXEMIA
TOXEMIA GRAVÍDICA
GRAVÍDICA
•• OCORRE
OCORRE EM
EM 33 A
A 10%
10% DAS
DAS GESTANTES
GESTANTES
•• MAIS
MAIS COMUM
COMUM EM
EM PRIMÍPERAS
PRIMÍPERAS
•• DOENÇA
DOENÇA MULTISSISTÊMICA
MULTISSISTÊMICA
•• OCORRE
OCORRE NA
NA SEGUNDA
SEGUNDA METADE
METADE DA
DA GESTACÃO
GESTACÃO
•• PATOGÊNESE
PATOGÊNESE OBSCURA
OBSCURA
•• HELLP
HELLP SINDROME:
SINDROME:
PRÉ-ECLÂMPSIA
PRÉ-ECLÂMPSIA ASSOCIADA
ASSOCIADA À
À DOENÇA
DOENÇA HEPÁTICA
HEPÁTICA
LL M
MM
M BB PP
PROTEINÚRIA
HIPERREFLEXIA
ASPECTOS CLÍNICOS
EDEMA
PRÉ-ECLÂMPSIA / ECLÂMPSIA
HAS > 140/90 APÓS
20º SEM
LL M
MM
M BB PP
PROTEINÚRIA
HIPERREFLEXIA
DOR QSD e EPIGASTRO
ASPECTOS CLÍNICOS
EDEMA
HELLP SINDROME
NÁUSEAS e VOMITOS
CEFALÉIA
HAS > 140/90 APÓS
20º SEM
LL M
MM
M BB PP
AST e ALT
FOSFATASE ALCALINA e  GT
BILIRRUBINA TOTAL
HEMOGRAMA COM PLAQUETAS
EXAMES LABORATORIAIS
TEMPO PROTROMBINA - INR
ELETROFORESE PROTEÍNAS
PROTEINÚRIA DAS 24 H
CREATINA E URÉIA
DHL
LL M
MM
M BB PP
BIÓPSIA HEPÁTICA
TOXEMIA DA GRAVIDEZ
LL M
MM
M BB PP
TOXEMIA DA GRAVIDEZ
TRATAMENTO
TRATAMENTO DE SUPORTE
• CUIDADOS INTENSIVOS ATÉ O PARTO
• TRANSFUSÃO DE PLAQUETAS
• DIÁLISE
• ANTECIPAÇÃO DO PARTO
LL M
MM
M BB PP
TOXEMIA DA GRAVIDEZ
COMPLICAÇÕES
COMPLICAÇÕES GESTANTE
GESTANTE
•• CIVD
CIVD
•• DESCOLAMENTO
DESCOLAMENTO PREMATURO
PREMATURO DE
DE PLACENTA
PLACENTA
•• INSUFICIÊNCIA
INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA
HEPÁTICA AGUDA
AGUDA
•• HEMATOMA
HEMATOMA SUB-CAPSULAR
SUB-CAPSULAR DO
DO FÍGADO
FÍGADO
•• MORTE
MORTE
LL M
MM
M BB PP
HEMATOMA SUB-CAPSULAR
HEPÁTICO
LL M
MM
M BB PP
ESTEATOSE AGUDA DA GRAVIDEZ
•• FASCINANTE
FASCINANTE DOENÇA
DOENÇA HEPÁTICA
HEPÁTICA EXCLUSIVA
EXCLUSIVA DA
DA
GRAVIDEZ,
GRAVIDEZ, DESCRITA
DESCRITA EM
EM 1940
1940 POR
POR SHEEHAN
SHEEHAN
•• CARACTERIZADA
CARACTERIZADA POR:
POR:
–– INFILTRAÇÃO
INFILTRAÇÃO GORDUROSA
GORDUROSA MICROVESICULAR
MICROVESICULAR
–– INSUFICIÊNCIA
INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA
HEPÁTICA
–– ENCEFALOPATIA
ENCEFALOPATIA
•• OCORRE
OCORRE NA
NA SEGUNDA
SEGUNDA METADE
METADE DA
DA GESTAÇÃO
GESTAÇÃO
•• ATUALMENTE
ATUALMENTE TAXA
TAXA MORTALIDADE
MORTALIDADE DE
DE
23%
23% GESTANTE
GESTANTE E
E 18%
18% DO
DO FETO
FETO
•• PATOGENESE
PATOGENESE OBSCURA
OBSCURA
•• MAIS
MAIS FREQUENTE
FREQUENTE EM
EM NULÍPERAS
NULÍPERAS E
E NAS
NAS
GESTAÇÕES
GESTAÇÕES GEMELARES
GEMELARES
LL M
MM
M BB PP
OLIGÚRIA
VÔMITOS
CEFALÉIA
ASPECTOS CLÍNICOS
ICTERÍCIA
ESTEATOSE
AGUDA DA GRAVIDEZ
NÁUSEAS
DOR ABDOMINAL
LL M
MM
M BB PP
AST e ALT
FOSFATASE ALCALINA e  GT
BILIRRUBINA TOTAL
HEMOGRAMA COM PLAQUETAS
EXAMES LABORATORIAIS
TEMPO PROTROMBINA - INR
GLICOSE E ÁCIDO ÚRICO
CREATINA E URÉIA
FIBRINOGÊNEO
LL M
MM
M BB PP
BIÓPSIA HEPÁTICA
ESTEATOSE AGUDA DA GRAVIDEZ
LL M
MM
M BB PP
ESTEATOSE AGUDA DA GRAVIDEZ
TRATAMENTO
TRATAMENTO DE SUPORTE
• CUIDADOS INTENSIVOS ATÉ O PARTO
• ANTECIPAÇÃO DO PARTO
LL M
MM
M BB PP
LL M
MM
M BB PP
XII WORKSHOP
16 a 18 de Maio 2008 – RECIFE
Convidados: Prof. Nigel Heaton
Prof. Didier Samuel
Prof. Bernard Portmann
www.hepatopernambuco.com.br
Dra. Marina Berenguer
LL M
MM
M BB PP
Dr. Vicente Soriano