Artista: Dj Leo feat Katy Lefas Titulo: Invisível Álbum: Aperitivo Intro

Сomentários

Transcrição

Artista: Dj Leo feat Katy Lefas Titulo: Invisível Álbum: Aperitivo Intro
Artista: Dj Leo feat Katy Lefas Titulo: Invisível Álbum: Aperitivo Intro ‐ Oi Katy! ‐ Hey, oi, Tudo bom? ‐ Yah, tudo! Andas sumida pah, já não me visitas, não me ligas, qual é a cena? Já não gostas mais do teu amigo? ‐ Não, não é isso, ando muito ocupada ultimamente. ‐ Humm amiga, fala a sério! O que é que se passa afinal? ‐ Humm?!! Queres mesmo saber? ‐ Yahaa?!! ‐ Okay! [1ª estrofe] Nos conhecemos desde o tempo do colegial, Sentamos na mesma carteira e isso foi essencial, Para eu virar tua companheira e tu um amigo especial, P’ra ter por perto a vida inteira, e ser sincera e leal, Eras o ideal, eras um puto diferente, Sempre sorridente, rosto lindo angelical, E eras genial, eu também era inteligente, Mas cabeça como a tua não havia igual, Eu era mais grosseira, e tu mais cordial, Eu era mais caseira, e tu mais social, Não era faladeira, mas era verdadeira, Amiga e conselheira, directa e frontal, Eramos tipo, açucar e sal! Eras a parte doce e se não estivesses lá, passava mal. Habituada a convivência que me era boa, Era afectada pela ausência da tua pessoa, E o tempo foi passando, e o tempo foi correndo, E a gente foi mudando, e a gente foi crescendo, Aí eu fui notando, que estava me envolvendo, Que estava te amando, que estava te querendo, Fiquei com medo de causar‐te um constrangimento, Pensei que iria assustar‐te com o meu sentimento, Chorei por não poder beijar‐te em algum momento, Calei e continuei a amar‐te no meu pensamento, Por dentro, esperava que um dia olhasses p’ra mim, Que desejasses estar comigo que ficasses a fim, Que tu cuidasses e plantasses flores no meu jardim Que me beijasses e achasses doce tipo pudim, Enfim, infelizmente não me olhas assim, Tu não vês como mulher será que sou tão ruim? E a julgar pela tua cara, acredito que sim, Talvez por isso não olhas p’ra mim! [Coro] Não olhas p’ra mim, não vês que me esmero, A cuidar de ti, e em silêncio eu espero, Que tu olhes p’ra mim, do jeito que eu quero, Como uma mulher, que podes levar a sério, Mas nem olhas p’ra mim! [2ª estrofe] Prontos já matei, a tua curiosidade, Agora que falei, já sabes de toda a verdade, Porquê me desliguei da nossa amizade, Foi o caminho que encontrei p’ra não perder a sanidade (Yeah!) De quê adianta olhar‐te? De quê adianta ver‐te? Se não posso tocar‐te, se posso não posso dizer‐te? Que quero namorar‐te, que quero preencher‐te, De que adianta amar‐te? Se eu não posso ter‐te? P’ra mim já basta este amor só me desgasta, Fere e devasta, e quando o tempo passa a dor se alastra, Estou a tirar o pé da linha, E tu não sintas pena minha, Eu vou me curar sozinha, por favor afasta‐ ‐te de mim, não vou mais cuidar do teu pasto para no fim, outra vir e ficar com o capim, Vai ter que ser assim, E isto vai acontecer porque tu, não olhas p’ra mim [Coro] Não olhas p’ra mim, não vês que me esmero, A cuidar de ti, e em silêncio eu espero, Que tu olhes p’ra mim, do jeito que eu quero, Como uma mulher, que podes levar a sério, Mas nem olhas p’ra mim! [Outro] ‐ Yah! Então eh isso, sinto muito por não poder mais ficar perto de ti. Sei que não é tua culpa, mas vai ter que ser. Abraços. Fica bem! Dj Leopardo ‐ Organização, Disciplina, Seriedade e Profissionalismo. 

Documentos relacionados