Manifesto do Paz - Ativistas da Paz pela Vida

Сomentários

Transcrição

Manifesto do Paz - Ativistas da Paz pela Vida
MANIFESTO.indd 1
30/04/2013 11:47:42
tornou-se um veículo a serviço do
apenas em torno do PIB (Produto Interno
favorecimento da concentração de riquezas
Bruto), incorporando o FIB (Felicidade
nas mãos de poucos.
Interna Bruta), um novo modelo de medir
Mesmo com todo o extraordinário avanço
a riqueza dos povos do mundo baseado
científico e tecnológico da atualidade,
nas experiências do país Butão, que já tem
que multiplica intensamente os níveis
o reconhecimento da ONU. Como todas
de produtividade, a grande maioria dos
as condições econômicas já existem, fazer
governos eleitos democraticamente não
esta transição depende apenas de vontade
faz uso republicano da forte carga tributária
política.
recolhida da população. Consequências
Nosso Brasil, um dos países mais ricos
visíveis deste desvio são os grandes
do planeta e também campeão das
abismos de desigualdade, responsáveis
desigualdades sociais, possui mais de 30
pelo embrutecimento social. Segundo
partidos políticos. Em todos eles até podem
dados da ONU e da UNESCO, 2,5 bilhões
existir pessoas dignas, mas os partidos,
de seres humanos vivem abaixo da linha
em que pese possuírem nomes bonitos e
de pobreza, sendo mais de 700 milhões,
estatutos viçosos, são muito parecidos e
Ao longo de 2.500 anos de História, desde
revoluções e golpes de estado, foi o mais
desnutridos e famintos. Isto num mundo
infelizmente foram se nivelando por baixo
o surgimento do conceito de democracia,
sangrento de todos. Milhões de seres
que viu nos últimos 100 anos a população
dissociando a prática do discurso. Os
através da sabedoria dos filósofos gregos,
humanos foram mortos, sendo a maioria,
crescer mais de 3 vezes ao mesmo tempo
partidos mais fortes e organizados almejam
nossa Humanidade ainda não conseguiu
civis. Neste período se consolidou em
em que a produção de riquezas aumentou
apenas a conquista e manutenção do
evoluir para outra forma de organização
quase todos os países um modelo de
mais de 50 vezes. Instalou-se então um
poder pelo poder. Os demais se tornaram
social que pudesse superar os defeitos
democracia adequado para servir ao
pernicioso círculo vicioso cujo principal
apêndices úteis do sistema, funcionando
intrínsecos deste modelo.
Esta é ainda
capitalismo, sistema hegemônico em
combustível é a corrupção em quase
como balcão de negócios para vencer
a melhor alternativa disponível para a
cuja essência prevalece o materialismo.
todos os setores da sociedade. O péssimo
eleições. Para eles os fins justificam os
construção de um mundo justo, fraterno, não
Nele, o Estado Democrático tem sua
exemplo produzido pela maioria dos
meios, valendo corromper, mentir, roubar e
violento e feliz. Para o seu funcionamento
função primordial adulterada. Ao invés
detentores do poder, realçado por parte de
até matar.
existem os partidos políticos, em torno dos
de funcionar como elemento crucial
uma mídia ávida por escândalos, alimenta
Uma
quais as pessoas com visões de mundo
para equilibrar as forças vigorosas do
uma cultura egoísta, consumista e violenta,
deterioração da imagem dos partidos, é
semelhantes se reúnem para poder influir
poder econômico com as demandas da
onde impera a lei do mais forte. É chegada
o aumento contínuo das abstenções nas
nos rumos de sua cidade, país ou planeta.
sociedade, garantindo saúde, educação,
a hora do mundo alterar as bases deste
eleições, por ser o voto ainda obrigatório,
O século XX, marcado por muitas guerras,
segurança e igualdade de oportunidades,
sistema falido. Uma nova economia deverá
uma clara distorção, pois numa democracia
emergir onde o centro das decisões não seja
sadia, o voto não deveria ser um dever
MANIFESTO.indd 2-3
importante
consequência
da
30/04/2013 11:47:43
Alguns perguntarão, com justa razão, se é
mesmo necessário criar um novo partido.
Um belo pensamento de Platão ajuda a
responder esta pergunta : “O destino dos
bons que não fazem política é serem
governados pelos maus que fazem política.”
Outros perguntarão também com muita
razão, como garantir que o novo partido
não vá repetir o mesmo erro dos outros
e ao chegar ao poder desviar-se de seus
mas sim um direito de todos. Há décadas
se discute no Congresso Nacional uma
reforma política que nunca avança porque
interessa ao sistema corrompido e corruptor
manter as coisas como estão. Pequenas
mudanças como o voto facultativo, o fim
do voto secreto e o financiamento público
já diminuiriam bastante o peso do poder
econômico nas eleições cada vez mais
caras e desonestas.
Parte expressiva da sociedade brasileira
não se sente representada por nenhum dos
partidos políticos existentes. Mesmo sendo
ainda minoria, estas pessoas inteligentes,
conscientes, e solidárias influenciam cada
vez mais a formação de opinião.
Onde
eles vivem, fazem a diferença, porque
não desistem de sonhar e lutar por um
mundo melhor. Este segmento social pode
e deve voltar a se interessar por política,
participando da criação de um novo partido.
MANIFESTO.indd 4-5
ideais.
Esta garantia ninguém poderá
assegurar porque todos os seres humanos
as mais submissas e interessadas em
bons frutos em fartura.
são imperfeitos e falíveis. No entanto, Platão
vantagens, cargos e benesses.
Disposto a construir uma cultura de Paz,
em sua obra “A República”, desenvolve um
A criação do PAZ, “ Ativistas da Paz pela
o novo partido será edificado sobre três
conceito pertinente ao afirmar que pessoas
Vida “, é fruto de uma ousadia, que pretende
pilares fundamentais: Paz Social, Paz
boas tendem a construir instituições
quebrar alguns paradigmas, a começar pelo
Ambiental e Paz Interior, que propiciarão
boas, que propiciarão o surgimento de
próprio nome, dizendo com isso que não
ações para desconstruir a cultura de
mais pessoas boas, que por sua vez irão
interessa criar mais um “ P “ para se somar
violência que sustenta e move o mundo
melhorar a instituição, gerando um ciclo
a outros 30 já existentes. O PAZ nasce
materialista.
virtuoso.
para estar no mundo sem necessariamente
A Paz Social fala de educação pela Paz,
Eis o primeiro grande desafio. Aprofundar
ser do mundo. Isto significa que disputará
visando à mudança do currículo oculto das
a prática da democracia, utilizando os
eleições e trabalhará para vencê-las, pois
escolas que apenas visam o mercado de
modernos recursos disponibilizados pela
almeja implementar políticas públicas
trabalho, buscando a transformação do
tecnologia. Todos os partidos que nasceram
coerentes com seu programa. Mas sem
ser humano em uma pessoa melhor, mais
empunhando belas bandeiras, na medida
jamais cair na armadilha de flexibilizar
feliz e realizada, utilizando o método de
em que foram crescendo e ascendendo
princípios ou empregar métodos escusos,
educação com valores humanos, conforme
ao poder foram perdendo seu espírito
visando abreviar etapas. Bem melhor perder
sugere o modelo instituído pelo pacifista
democrático, tornando-se um partido de
uma eleição e ganhar respeito do que
e educador indiano Sathya Sai Baba. A
cúpula com chefes em vez de líderes.
vencer uma eleição e perder a dignidade.
Paz social fala de saúde preventiva e
Nesse processo, as pessoas mais maduras,
Tudo vem no tempo certo. A Natureza nos
integral numa visão holística, de políticas
conscientes e idealistas vão gradativamente
ensina que toda semente boa, plantada em
públicas preventivas para a segurança
se
terra fértil ao ser bem cuidada, produzirá
humana, como o desarmamento. Segundo
afastando,
permanecendo
apenas
30/04/2013 11:47:44
a ONU, o Brasil é o campeão mundial
possível sem agredir a natureza.
cuidarmos bem da natureza e dos animais e
afirmado no Sermão da Montanha que:
de assassinatos por arma de fogo, em
A Paz Interior não fala de religiões e
ao mesmo tempo aceitarmos conviver com
“Bem aventurados aqueles que promovem
números absolutos. Mata-se um brasileiro a
sim de religiosidade que remete a uma
o assassinato de crianças. O PAZ concorda
a Paz porque seriam chamados de filhos de
cada 15 minutos, 96 por dia, quase 40 mil
espiritualidade transreligiosa que está
integralmente com o que disse Teresa de
Deus”, o mundo conheceu um dos exemplos
por ano, constituindo-se numa guerra civil
além dos templos e das tradições. Fala
Calcutá ao receber o prêmio Nobel da Paz:
vivos desta afirmativa quando Gandhi, ainda
não declarada. A Paz social fala também de
dos valores morais, da ética, da verdade,
“Não haverá Paz na Terra, enquanto existir
em vida aos 78 anos de idade, depois
moradia, de transportes, enfim dos direitos
do respeito às diferenças, buscando
o aborto.” Segundo a OMS (Organização
de cumprir sua bela missão libertadora
humanos necessários para assegurar que
transcender
limites
Mundial de Saúde), são realizados cerca de
empregando apenas a Paz e a Verdade
todas as pessoas possam viver num estado
acanhados
Serão
50 milhões de abortos no mundo, todos os
foi chamado por milhões de indianos de
de bem-estar.
muito bem-vindas pessoas de todas as
anos. Um holocausto silencioso que mata
“mahatma” (grande alma ). Se apenas um
A Paz Ambiental fala do desenvolvimento
tradições assim como os agnósticos, que
uma criança a cada segundo, constituindo-
único pacifista sem dinheiro, sem exércitos,
sustentável, de uma nova economia, das
não professam religião alguma. Só assim
se na maior matriz geradora de violência na
sem televisão, sem computador, foi capaz
novas fontes de energia, da água como
com esta pluralidade, será possível criar
Terra. A Paz Interior não é reativa, ou seja,
de realizar obra tão monumental, podemos
fonte de vida, do ar, da atmosfera, dos
anticorpos no organismo social para vencer
disposta a reagir passivamente apenas
imaginar o que poderão fazer centenas
animais, da proteção a todas as formas
o perigoso vírus da corrupção.
quando uma grande violência é praticada.
ou milhares de brasileiros ativistas da Paz
de vida, da reverência e do cuidado com o
Por isso, o Paz fala da Vida desde a
Nem tampouco é a paz dos cemitérios, que
reunidos para a construção de um mundo
planeta. Busca a melhor qualidade de vida
concepção. Seria um profundo paradoxo,
se resume a uma atitude omissa medrosa
melhor.
e submissa diante da violência. Os ativistas
O que me assusta não é o grito dos
da Paz evocam como um tributo, as ações
violentos. É o silêncio dos bons, pronunciou
pacifistas de Sócrates, Francisco de Assis,
Martin Luther King Júnior, o redentor negro
Martin Luther King Jr., Chico Mendes, Dom
dos direitos civis e prêmio Nobel da Paz.
racionalmente
do
os
materialismo.
Helder Câmara, Chico Xavier, dentre outros,
que nunca fugiram, nem se omitiram ou
submeteram-se à lógica de um sistema
injusto. Enfrentaram corajosamente os
violentos do mundo sem jamais pegarem
em armas. Por isso nunca foram vencidos
pelo mundo, pois aprenderam a utilizar a
força da Não violência ativa, intimamente
integrada com a força da Verdade, o
“Satyagraha”.
Vinte séculos depois de Jesus Cristo ter
MANIFESTO.indd 6-7
30/04/2013 11:47:44
MANIFESTO.indd 8
30/04/2013 11:47:44