clique para baixar.

Сomentários

Transcrição

clique para baixar.
RIO DE JANEIRO E GRANDE RIO
Data: 09 de junho de 2011
Período: Segunda Quinzena, de 16 a 31 de maio de 2011.
NOTA DE SIGILO
Este documento é direcionado apenas aos seus destinatários e contém
informações privilegiadas.
Material confidencial e protegido contra divulgação.
Introdução
Os delitos solicitados (roubo e furto a transeuntes, de veículos, a
residência, de celulares; homicídio; sequestro e troca de tiros) foram analisados
baseados na incidência nas seguintes regiões: Jardim Botânico, Gávea,
Leblon, Ipanema, Copacabana, Leme, Botafogo, Flamengo, Largo do
Machado, Glória, Centro, São Conrado, Barra da Tijuca, Jacarepaguá, Recreio
dos Bandeirantes, Vargem Grande e Vargem Pequena.
Os indicativos criminais estão separados pelas respectivas modalidades
criminosas que tiveram maior incidência no período analisado.
Além do aumento na incidência criminal de determinados delitos,
destacamos outros crimes e as respectivas maneiras de agir (modus operandi),
tendo em vista, que apesar de não terem, estatisticamente, sofrido um aumento
considerável, ou pela subnotificação ou pela redução de sua incidência,
apresentam importantes características que podem indicar uma nova maneira
de agir, além de servir de experiência comparativa para que possam ser
futuramente evitados.
Resumo Analítico
Jardim Botânico: Destacamos a contínua movimentação da mancha criminal
em direção à Praça Santos Dumont, além da alteração no modus operandi dos
criminosos e no horário dos delitos.
Gávea: A mancha criminal se concentrou na região próxima ao Jóquei Clube,
principalmente na Praça Santos Dumont e Avenida Bartolomeu Mitre.
Destacamos os crimes de Roubo em coletivos e de veículos, que não foram
mencionados nas últimas newsletters.
Leblon: Destacamos o movimento da mancha criminal em direção aos limites
do bairro, especialmente nesta última newsletter, em direção à Avenida Borges
de Medeiros.
Ipanema e Arpoador: Houve aumento no número de roubos a transeunte na
altura da Praça Nossa Senhora da Paz e uma diminuição na região da Praça
General Osório, Avenida Epitácio Pessoa e no Arpoador.
Copacabana e Leme: Observamos o movimento dos roubos à transeunte em
direção ao Arpoador, além de um grande número de ocorrências nas
proximidades da Estação de metrô Siqueira Campos. Destacamos como ponto
de risco a Av. Princesa Isabel, nas proximidades do túnel de Botafogo.
Botafogo e Urca: Houve redução na incidência de roubo a transeunte na
altura do Mourisco e do Metrô de Botafogo, além disso, a exemplo da última
Newsletter, diminuíram também as ações criminosas nas proximidades do
Shopping Rio Sul e da Avenida Pasteur.
Flamengo: Verificamos uma redução nos casos de roubo à transeunte no
Aterro do Flamengo e do Morro da Viúva.
Largo do Machado e Glória: Apesar da estabilização da mancha criminal,
destacamos os casos de roubo a transeunte nas proximidades do Largo do
Machado e da Lapa.
Centro: Observamos um aumento acentuado dos roubos à transeunte na
Avenida Rio Branco, entre a Candelária e a Rua do Rosário. Destacamos,
também, o aumento na incidência de uma prática conhecida como “saidinha de
banco” nessa região (saiba mais). Os roubos em coletivos foram significativos
nesta newsletter, ocorrendo, especialmente, entre 13 e 15h.
São Conrado: Observamos, nas últimas Newsletters, o predomínio das ações
na Estrada da Gávea, Auto-Estrada Grajaú-Jacarepaguá e nas proximidades
do Fashion Mall.
Barra da Tijuca e Recreio: Observamos uma diminuição na ação da mancha
criminal no Recreio e, na Barra da Tijuca, uma movimentação para o Jardim
Oceânico, principalmente nas avenidas Olegário Maciel e Érico Veríssimo.
Jacarepaguá: Observamos o deslocamento da mancha criminal ao longo da
Estrada dos Bandeirantes, nas proximidades da Merck, em direção ao Largo da
Taquara. É importante destacar que o horário de maior incidência foi entre 12h
e 14h.
Relatório Completo
Jardim Botânico
Roubo a transeuntes: Observamos uma redução na incidência desse delito
durante o período analisado. Destacamos que a mancha criminal concentrouse na Rua Jardim Botânico, na altura do Jóquei e próximo ao nº. 1060 – TRE,
bem como na Rua Pacheco Leão, na altura do nº 720 - próximo ao restaurante
Couve-Flor. Ressalta-se que o modo de agir dos meliantes mudou para ações
individuais com abordagem por meio de aproximação mediante distração das
vítimas e com a maioria das fugas em direção ao Humaitá. Destacamos que as
incidências ocorrem, em regra, no horário da noite, entre 20h e 20h:30m e na
madrugada, entre 00h e 01h.
Visualização do Mapa
Roubo em coletivo: Observamos uma estabilização na incidência desse delito
durante o período analisado, com concentração na Rua Jardim Botânico, na
altura do nº. 200 e 681, sendo que o modus operandi dos meliantes ocorreu
com ações individuais e com fuga na altura da Rua Jardim Botânico esquina
com a Rua Batista da Costa, em direção a Lagoa Rodrigo de Freitas. Os
horários de maior incidência foram pela manhã, entre 06h e 06h:40m, e a tarde,
entre 13h e 13h:30m.
Visualização do Mapa
Gávea
Roubo a transeuntes: Registramos uma acentuada queda nesta incidência
durante o período analisado. Destacamos uma mudança na mancha criminal
para a Av. Bartolomeu Mitre, na altura do Hospital Miguel Couto, bem como
para a Praça Santos Dumont, no ponto de ônibus sentido ao Jardim Botânico.
Ressaltamos que o modus operandi ocorre sempre com no mínimo dois
sujeitos, os quais anunciam o roubo mostrando as armas. Registramos que o
horário dos os delitos ocorreu, em regra, no período noturno, das 18h às19h e
de 00h as 00h:30m.
Visualização do Mapa
Roubo em coletivo: Com estabilização na incidência desse delito, observamos
que a mancha criminal concentrou-se na Praça Santos Dumont, local da
consumação do delito, além da fuga no limite entre a Rua Jardim Botânico e
Rua Humaitá. O horário de maior incidência desse delito foi entre as 17h e 18h.
Visualização do Mapa
Roubo de veículos: Observamos uma queda na incidência desse delito
durante o período analisado, com destaque para a movimentação do tráfico de
drogas da favela da Rocinha. Ocorre que os meliantes vêm promovendo
roubos na região com objetivo de prover meios de transporte aos traficantes
que lá atuam. Destacamos a incidência desse delito unicamente na Rua
Marques de São Vicente, com forte concentração na altura do nº 220, bem
como na Rua Duque Estrada.
Visualização do Mapa
Leblon
Roubo a transeuntes: Ratificamos a alta na incidência desse delito durante o
período analisado, com atuação da mancha criminal nos seguintes locais: Rua
João Lira, esquina com a Rua Humberto de Campos; Av. Afrânio de Melo
Franco, entre a Av. Ataulfo de Paiva e Av. Gen. San Martin; Av. Delfin
Moreira, esquina com a Rua Gen. Urquisa e Rua Almirante Guilhem; Av. Gen.
San Martin, esquina com a Rua Gen. Venâncio Flores, com fuga em direção a
Praça Antero de Quental, na Av. Bartolomeu Mitre; Av. Visconde de
Albuquerque, na altura do nº. 1080, Rua Capitão Cesar de Andrade;
Autoestrada Lagoa-Barra; Av. Borges de Medeiros, na altura do Clube
Monte Líbano, Jardim de Alah e Clube do Flamengo. Ressaltamos a grande
incidência de roubo de bicicletas elétricas na Lagoa Rodrigo de Freitas, com
concentração na altura do Clube Monte Líbano. Registramos uma variação no
modus operandi, com os meliantes agindo sozinhos ou em dupla com arma de
fogo e facas. O horário de maior incidência foi o da tarde nos intervalos das
12h, 16h e 17h.
Visualização do Mapa
Ipanema e Arpoador
Roubo a transeuntes: Ratificamos a grande incidência desse delito, com a
mancha criminal atuando na Rua Barão da Torre, altura do nº. 400, com fuga
dos meliantes em direção a Rua Maria Quitéria; Rua Prudente de Morais,
esquina com a Av. Henrique Dumont; Av. Epitácio Pessoa, altura do Jardim
de Alah, com fuga dos meliantes em direção a Lagoa; Rua Maria Quitéria,
esquina com a Rua Barão da Torre; Av. Rainha Elizabeth da Bélgica, esquina
com a Rua Teresa Aragão; Rua Farme de Amoedo, esquina com a Av.
Visconde de Pirajá e Av. Visconde de Pirajá, altura da Praça General Osório.
Visualização do Mapa
Roubo em coletivo: Registramos uma estabilidade na incidência desse delito,
bem como a permanência da mancha criminal na Praça General Osório e na
Av. Visconde de Pirajá, entre os nº. 200 e 260.
Visualização do Mapa
Copacabana e Leme
Roubo a transeuntes: Ratificamos o crescimento na incidência desse delito
durante o período analisado, com concentração da mancha criminal na Av.
Atlântica, altura da Av. Princesa Isabel, e fuga dos assaltantes em direção ao
Leme - favela do Chapéu Mangueira, altura da Rua Figueiredo Magalhães e
Rua Santa Clara; Rua Duvivier, esquina com a Av. N. S. Copacabana; Rua
Bulhões de Carvalho, esquina com a Rua Joaquim Nabuco; Av. N. S. de
Copacabana, esquina com a Rua Sá Ferreira e Rua Souza Lima; Rua Barata
Ribeiro, esquina com a Rua Santa Clara; Av. Princesa Isabel, no Túnel Novo
em direção a Botafogo; Rua Francisco Otaviano, esquina com a Rua Bulhões
de Carvalho; Rua Barão de Ipanema, esquina com a Rua Leopoldo Miguez;
Rua Domingos Ferreira, entre a Rua Santa Clara e Rua Constante Ramos;
Rua Siqueira Campos, em frente à estação do metrô e Rua Toneleiro,
esquina com a Rua Siqueira Campos.
Visualização do Mapa
Botafogo e Urca
Roubo a transeunte: Ratificamos o aumento na incidência desse delito
durante o período analisado, com presença da mancha criminal na Av. Infante
Dom Henrique, altura do Mourisco; Praia de Botafogo, na passagem
subterrânea, altura do Edifício Argentina e no final da praia em direção do
Centro, com fuga dos meliantes em direção a Rua Rui Barbosa; Rua Visconde
Silva, em frente ao nº 161; Rua Paulino Fernandes, próximo a Rua
Voluntários da Pátria e nº 13; RuaVoluntários da Pátria, altura da Cobal; Rua
Assunção, em frente ao nº 19; Rua Gen. Góes Monteiro, esquina com a Rua
da Passagem; Rua Dona Mariana, entre a Rua Voluntários da Pátria e Rua
São Clemente, com fuga em direção a Rua São Clemente; Rua São Clemente,
altura do nº 186 e altura da Rua Barão de Lucena.
Visualização do Mapa
Roubo de veículo: Destacamos a baixa incidência desse delito durante o
período analisado, com maior incidência das ações delituosas na Rua Barão
de Lucena, esquina com a Rua Marechal Niemeyer.
Visualização do Mapa
Flamengo
Roubo a transeunte: Destacamos a baixa incidência desse delito durante o
período analisado, com maior incidência das ações delituosas na Rua
Marques de Abrantes, esquina com a Rua Paissandu; Rua Paulo VI, altura do
morro Azul; Rua Barão de Icaraí, com fuga dos meliantes em direção a Av.
Oswaldo Cruz; Av. Infante Dom Henrique, altura da Marina da Glória, na
altura do posto de gasolina - Aterro do Flamengo, na passarela acesso a Av.
Beira Mar e próximo a Praia do Flamengo; Rua Senador Vergueiro, esquina
com a Rua Fernando Osório. Cabe destacar que os horários de maior
incidência foram 13h, 16h às 18h e 22h às 23h.
Visualização do Mapa
Largo do Machado e Glória
Roubo a transeuntes: Observamos uma estabilização na incidência desse
delito durante o período analisado, com ação da mancha criminal na Rua do
Catete, próximo à estação do metrô e próximo ao Largo do Machado; Rua
Bento Lisboa e Rua da Glória, nas proximidades da estação do Metrô; Rua
Benjamin Constant, em frente ao nº. 40; Largo do Machado; Av. Beira Mar,
em frente ao nº 47 e Av. Augusto Severo, esquina com a Rua Cândido
Mendes e altura do nº 600. O horário de maior incidência foi no período da
tarde, entre 14h e 17h.
Visualização do Mapa
Centro
Roubo/furto a transeuntes: Ratificamos o crescimento deste delito dando
sequência ao período anterior. Destacamos a ação da mancha criminal na Av.
Presidente Vargas, altura da estação de trem da Central do Brasil e Praça da
República; Rua São José, altura do terminal Menezes Cortes; Largo da Lapa;
Rua do Riachuelo, próximo dos Arcos da Lapa; Av. Presidente Antonio
Carlos, altura do TJERJ; Av. Marechal Floriano, esquina com a Rua
Camerino; Rua Senador Dantas, sentido Largo da Carioca; Av. República do
Chile, próximo à Petrobras; Av. Almirante Barroso, esquina com a Av. Rio
Branco; Praça XV, na descida para o mergulhão; Av. Presidente Wilson,
esquina com a Av. Rio Branco; Largo da Carioca; Rua Evaristo da Veiga, em
frente ao teatro municipal; Av. 1º de Março, esquina com a Av. Presidente
Vargas; Rua Uruguaiana, esquina com a Rua Buenos Aires; Rua México,
próximo a Rua Pedro Lessa; Av. Rio Branco, esquina com a Rua da
Alfândega, altura do nº 125 e esquina com a Rua do Rosário; Av. Presidente
Vargas, próximo a Av. Rio Branco.
Visualização do Mapa
Roubo em coletivo: Observamos um aumento na incidência desse delito
durante o período analisado com a presença concentrada da mancha criminal
na Av. Presidente Vargas, Rua do Riachuelo, nas proximidades da Lapa e
Av. Presidente Antonio Carlos, com consumação na altura do terminal
Menezes Cortes e fuga em direção a Praça XV e Rua 1º de Março. Cabe
ressaltar que o horário de maior incidência foi o turno da tarde, entre 13h e 15h.
Visualização do Mapa
São Conrado
Roubo a transeuntes: Ratificamos a queda deste delito citada na Newsletter
anterior. Destacamos a ação concentrada da mancha criminal na Estrada da
Gávea, próximo ao nº 1.500 - Motel Scort.
Visualização do Mapa
Roubo em coletivo: Observamos uma estabilização na incidência desse delito
durante o período analisado. Com destaque para a concentração das ações
delituosas na Autoestrada Lagoa-Barra, com a fuga sempre em frente à
favela da Rocinha no sentido Gávea/Barra da Tijuca. O horário de maior
incidência foi o período da tarde, entre 13h e 14h.
Visualização do Mapa
Barra da Tijuca / Recreio
Roubo a transeunte: Observamos que a incidência desse delito manteve o
crescimento citado na Newsletter anterior, com concentração da mancha
criminal na Av. das Américas, nas proximidades do shopping Downtown e
viaduto de ligação com a Av. Armando Lombardi; Av. Érico Veríssimo; Av.
Olegário Maciel; Av. Ayrton Senna, entre o Shopping Via Parque e Terra
Encantada, além da Av. Lúcio Costa, próximo à Av. Ayrton Senna.
Visualização do Mapa
Vargem Pequena e Grande:
Nada digno de registro.
Jacarepaguá
Roubo a transeuntes: Observamos uma redução na incidência desse delito
durante o período analisado. Ressaltamos uma concentração nas ações
delituosas na Av. Abelardo Bueno, altura do Rio 2; Estrada dos
Bandeirantes, nas proximidades da Av. Salvador Allende e Rua André Rocha,
bem como no Largo da Taquara. Os horários de maior incidência foram no
período do início da tarde, entre 12h e 14h.
Visualização do Mapa
Gráfico dos Delitos Registrados por AISP no Período
23ªAISP (Leblon, Ipanema, Gávea, Jardim Botânico, São Conrado, Lagoa):
19ª AISP (Copacabana e Leme):
31ª AISP (Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Joá e Itanhangá):
13ª AISP (Centro – parte):
18ª AISP (Jacarepaguá - parte):