Boletim 20 - Casa do Contador de Historias

Сomentários

Transcrição

Boletim 20 - Casa do Contador de Historias
A PALAVRA DO HERÓI
Ano 2 - no 20 – 13.02.2012
“O segredo da criatividade está em dormir bem e
abrir a mente para as possibilidades infinitas.
O que é um homem sem sonhos?”
Albert Einstein
EDITORIAL A vida está cheia de desafios, mas se soubermos ser criativos, transformaremos muitos
sonhos em realidade. Dia 11 de fevereiro, em Assembleia Geral Extraordinária, houve a eleição do
Conselho Fiscal da CCH, biênio 2012/2013, que ficou assim constituído: Camila, Max, Renato e Roque.
Sejam bem-vindos! Estamos confiantes, pois sabemos que vocês comungam com os mesmos ideais de
todos que fazem parte da CCH e desejam vê-la fortalecida, com sua sede em condições de oferecer à
comunidade de Curitiba o que há de melhor para a alma humana: muitas histórias recheadas de imagens
curativas.
Iracema Perin Gralha, Diretora Geral
Lídia Hanke, Diretora de Desenvolvimento Social
Vitorio Lorusso, Diretor Administrativo-Financeiro
:: ACONTECE
A árvore da vida. As férias estão chegando ao fim e,
aos poucos, as histórias voltam a fazer parte do dia a dia
da Casa e dos voluntários. As imagens começam a se
formar no imaginário e na alma. 2012 é o ano da árvore
da vida – símbolo que representa a eternidade, a família,
o feminino e o masculino, a história de cada um. Você já
desenhou a sua? Descobriu como ela é, como te formou?
Qual o seu papel nela? Aproveite o restinho das férias
para refletir enquanto trabalha na “tarefa de casa”
sugerida na última supervisão.
Quem não viu, agora pode ver. Quem já viu, pode
relembrar! Em janeiro, a Martha enviou um recado especial sobre os afazeres para as férias.
Bravos conselheiros! No dia 11 de fevereiro, foram eleitos os novos conselheiros fiscais, em eleição
realizada da sede. São eles: Camila, Max, Renato e Roque. A cerimônia foi do jeitinho que a Casa costuma
celebrar, com histórias, flores, perfumes e boas intenções. Mesmo quem não pôde comparecer, esteve
presente com palavras preciosas. E, pra não perder o costume, tudo aconteceu na presença ocasional de
treze voluntários!
A PALAVRA DO HERÓI
Ano 2 - no 20 – 13.02.2012
:: DEPOIMENTOS
O jardim de neve. “Olá queridos contadores e voluntários!
Hoje pela manhã acordei com o ruído da primeira neve deste
ano caindo no telhado. Corri para fora e coloquei uma ração
especial para os pássaros e esquilinhos que me vêm visitar
diariamente (vejam foto do meu jardim!). Neste instante,
apareceu o carteiro e sabem o que ele me trouxe? Um envelope
bem grande da Casa do Contador de Histórias com um kit de
férias. Fiquei muito emocionada e feliz em ver que vocês se
lembraram de mim (e que o correio funcionou!). Hoje, portanto,
foi um dia bem natalino para mim. Quero agradecer a todos
vocês a lembrança e à Karin um danke schoen especial pelo
trabalho que teve em levar a encomenda para o correio.” - Susanne Pappier, voluntária da Casa que está
na Alemanha
Direto de Mococa. “Olá! Adorei esse trabalho que vocês desempenham. Gostaria de saber se há
possibilidade de vocês promoverem esse curso no interior, trabalho em uma instituição cultural onde
desempenho o mesmo trabalho, mas não com tanta perfeição como vocês... Gostaria de algumas dicas
para melhorar meu trabalho. Abraço e parabéns!” - Adriana Luiz de Couto, do Instituto Profissionalizante
de Mococa/SP
Histórias pra vida. “Visitando o site de vocês me identifiquei muito e senti que é isso que quero na
minha vida.” - Cibele Guimarães Silveira Rocha, Belo Horizonte/MG
:: PAPO DE VOLUNTÁRIO
A voluntária Yeda Cris, que já atuou em outros projetos voluntários em
uma creche na periferia de Curitiba, entrou na Casa há seis anos e
considera contar histórias uma forma de “alimentar almas, fortalecer
corações e resgatar a possibilidade de sonhar dos ouvintes”.
“Atuar na ação da Casa é algo que alimenta minha alma e enche meu
coração de esperança... Esperança ao ver que nossas jovens voltaram
a sonhar com a possibilidade de refazer suas histórias a partir das
contações. No início, elas só queriam histórias de terror e piadas, e
hoje elas se encantam, sonham juntas e isso para quem está na idade
delas (12 a 21 anos) é essencial. Eu amo contar histórias! É onde me
sinto mais viva! Ver o olhar distante dos ouvintes é algo encantador...
e ao mesmo tempo de uma responsabilidade imensa!” - Yeda Cristina
Diesel, psicóloga
A PALAVRA DO HERÓI
Ano 2 - no 20 – 13.02.2012
:: DICA DE LEITURA: Ilíada (Homero)
Em 2011, um dos fundadores da Casa, Elói Zanetti, estava em um evento de
comunicação em Curitiba, apresentando pesquisa sobre storytelling nas
empresas. Ao mencionar o início das atividades da Casa do Contador de
Histórias, Elói disse que “todo contador de histórias deveria ler a Ilíada”.
O poema épico teria sido escrito no século VIII a. C. e, embora fosse um canto
oral composto ao vivo para o público, é atribuído a Homero. A história narra
acontecimentos do décimo e último ano da Guerra de Troia, que iniciam com
a revolta de Aquiles. São 24 cantos recheados de historias que influenciam
fortemente a cultura ocidental até hoje.
Há edições traduzidas em prosa e em verso. Se puder, escolha em versos. Boa
leitura!
HOMERO. Ilíada. Trad. Carlos Alberto Nunes. Rio de Janeiro: Ediouro, 1969.
:: DICA DE FILME: O Mistério da Ilha – a lenda da vida (The Secret of Roan Inish)
A pequena Fiona vai morar com os avós na costa da Irlanda. Lá, ouve do
avô as antigas e maravilhosas lendas dos pescadores sobre os mistérios do
mar, do passado de sua família e de Roan Inish, a ilha de onde vieram.
Nesse lugar mítico, Fiona irá conhecer a lenda celta das mulheres-focas, as
selkies, que tiram suas peles de foca para tornarem-se seres humanos. Elas
podem passar algum tempo convivendo com as pessoas, mas em pouco
tempo é preciso retornar ao mar, novamente na pele de uma foca.
As histórias sobre selkies, em geral, são tragédias românticas. No filme, um
pescador rouba a pele de uma selkie e a esconde. Ela não consegue
escapar de volta ao mar, então, se torna sua esposa e mãe de seus filhos.
DVD: O Mistério da Ilha – a lenda da vida (The Secret of Roan Inish)
Ano: 1994
Diretor: John Sayles
Elenco: Jeni Courtney, Eileen Colgan, Mick Lally, John Lynch, Richard Sheridan, Cillian Byrne
País de Origem: Irlanda e Estados Unidos
A PALAVRA DO HERÓI
Ano 2 - no 20 – 13.02.2012
:: HISTÓRIA DA HISTÓRIA
Na última edição do nosso boletim A PALAVRA DO HERÓI aproveitamos para contar como a Casa surgiu,
para que todos os voluntários possam contar a história bonita do dia 13 de dezembro de 2003 e tudo
mais. O que descobrimos é que antes do “grupo dos treze”, a Martha começou contando histórias para
grupos de terceira idade do Senac. Pouco depois, o casal Martha e Mauro começou a ministrar o curso “A
arte de contar histórias”, de onde surgiram vários contadores entusiasmados, que logo passaram a visitar
instituições para levar as imagens das histórias aos ouvintes. Em um dos cursos surgiu Elói Zanetti. Foi
quando começou a ser desenhada a ideia de criar, efetivamente, a Casa. As rodas de contação na antiga
livraria Pensar movimentaram muitos ouvintes que, entusiasmados com o dom “aglutinador” de Martha,
logo criaram o burburinho de onde saíram os treze guerreiros fundadores. Nas palavras do Mauro:
“assim, num inverno, começou a nascer a Casa do Contador de Histórias”.
:: AGENDA 2012
25/02 - Planejamento da Casa. A diretoria estará reunida no Instituto Hermínia Sant'Anna para
fechar o planejamento das atividades de 2012. Muita energia positiva a todos! O instituto fica na rua
Miguel Brenner, 120, Seminário.
27/02 - Início das rodas. As histórias voltam com tudo a partir do dia 27/02. Lembrando que os
coordenadores devem retomar o contato com as instituições, combinar o calendário do ano e repassar
todas as informações para seus respectivos grupos. Mais informações podem ser obtidas com a Diretoria
de Desenvolvimento Social (Lidia Hanke).
17/03 - Desenvolvimento de voluntários.
O nosso primeiro Módulo de Desenvolvimento
Continuado do ano acontece no dia 17/03. Está marcadinho já para que todos possam se organizar e
participar. Em breve, mais informações serão encaminhadas por e-mail.
...
Fazem aniversário
– Alina (20/02) – Maria Thereza M. Albach (25/02) – Daniela S. Rosa (26/02) –
Karin Nunes (26/02) – Susanne Pappier (03/03) – Elizabeth dos Santos (12/03) – Vitório (13/03)
A Palavra do Herói é um órgão de divulgação para os voluntários da Casa do Contador de Histórias e sai por volta do dia 13 de
cada mês, que é um número que nos acompanha desde nossa fundação, em 13 de dezembro de 2003. Envio de matérias,
sugestões, críticas e classificados: [email protected]

Documentos relacionados