Rotulo Calypso AL - Bayer Garden Portugal

Сomentários

Transcrição

Rotulo Calypso AL - Bayer Garden Portugal
Calypso AL®
Mosca-branca
Inseticida líquido
Pulgão
Este produto destina-se
ao uso não profissional
Linha jardins e hortas
familiares e plantas de
interior
Manter fora do alcance
das crianças
PT80036019C
Para evitar riscos para a saúde
humana e para o ambiente
respeitar as instruções
de utilização
Líquido pronto a usar contendo
0,15 g/L ou 0,015% (p/p) de
tiaclopride
500 ml
Ed.2035
PT80036019C
Ed.2035
CARACTERÍSTICAS:
CALYPSO AL é um insecticida líquido pronto a usar (AL),
tanto em ar livre (jardins e hortas familiares, bancadas,
terraços), como em interiores (habitações, escritórios, estufas
não profissionais), contendo 0,15 g/L de tiaclopride, (uma
substância activa nova para estes usos, sistémica e
caracterizada por efeito rápido e prolongado na planta).
Destina-se a combater afídeos (piolhos incluindo
pulgão-lanígero), mosca branca, cochonilhas (incluindo
cochonilhas de carapaça), tripes, lagartas, escaravelhos
(incluindo escaravelho do “lírio”) e vespas.
CONDIÇÕES de APLICAÇÃO: CALYPSO AL está orientado
para aplicação, (em ar livre e sob coberto), em
roseiras, outras plantas ornamentais e arbustos; contra
as seguintes pragas (praga/planta):
1 - Afídeos (piolhos incluindo o pulgão-lanígero) Macrosiphum rosae / Rosa floribunda e R. multiflora
(roseira) - Aulacorthum solani / Fuchsia hibrids (brincosde-princesa) - Aphis gossypii / Chrysanthemum indicum
(crisântemo) - Aphis fabae / Tropaeolum splendens (salvia)
- Macrosiphum euphorbiae / Solanum jasminoides (jasmineiro bastardo) - Aphis spiraecola / Spiraea alba
- (spirea) - Eriosoma lanigerum / Malus sylvestris
(macieira-brava). 2 - Mosca branca - Trialeurodes
vaporariorum / Helianthus annuus (girassol), Mandevilla
laxa (jasmin chileno), Gerbera jamesonini (gerbera) Aleyrodes sp./ Fuchsia hybrids (brincosde-princesa)
3 - Cochonilhas (incluindo cochonilhas de carapaça) Phenacoccus aceris / Euphorbia pulcherrima (estrelade-natal) - Planococcus sp. / Crassula coccinea Pseudococcus kraunhiae / Coleus blumei (cóleo) e
Codiaeum variegatum (Cróton) - Saisettia hemispherica/
Coleus blumei (cóleo) - Planococcus citri / Dipladenia
sanderi e Gardenia jasminoides. 4 - Tripes - Thrips tabaci/
Impatiens balsamica* (alegrias da casa) - Partenothrips
dracaena / Calla (jarros). 5 - Lagartas - Spodoptera
praefica / Brassica oleracea (couves ornamentais) - Plutella
xylostella / Brassica oleracea (couves ornamentais) Yponomeuta cagnagellus / Euonymus europaens (evonimus)Cheimatobia brumata / Malus silvestris (macieira-brava).
6 - Escaravelhos (incluindo escaravelho do “lírio”) Lilioceris lilii / Lillium sp. cv asiatic mix (lírios). 7 - VespasPhymatocera aterrina / Polygonatum multiflorum (selo-deSalomão).
Nota: * Podem surgir ligeiros sintomas de fitotoxicidade
em algumas plantas sensíveis (deformações e necroses).
CONSIDERAÇÕES GERAIS: Calypso AL mostrou boa
compatibilidade em roseiras e na maioria das ornamentais
testadas, no entanto aconselhamos a realização de um teste
prévio em duas ou três plantas por forma a prevenir eventuais
efeitos fitotóxicos. Em cultivares sensíveis Calypso AL,
nomeadamente alegrias da casa, (Impatiens hawkery, cv.newguinea-hibrids), sardinheiras (Pelargonium zonale, cvs. nobless
e red beauty), primulas (Primula vulgaris, cv unistal gelb.), petunias
(Petunia hybrida, cv. blue) e violetas (Saintpaulia ionantha, cv.
Blue); pode ocorrer necrose temporária da flor que é rapidamente
reparada pela queda natural das flores velhas e pelo
desenvolvimento de novas flores saudáveis.
CONCENTRAÇÃO E DOSE DE APLICAÇÃO: Utilizar a pistola
de pulverização, que contém o produto, para a sua aplicação.
As aplicações devem ser feitas a uma distância aproximada
de 30 cm, sobre toda a planta, até ser visível uma fina
película de produto pulverizado, na superfície das folhas,
sem atingir o escorrimento.
Recomenda-se que a primeira aplicação seja feita aos
primeiros sinais de infestação ou quando já se
encontra estabelecida.
Um segundo tratamento pode ser necessário
em caso de insectos difíceis de controlar,
em caso de reinfestação ou quando
o nível de eficácia do
primeiro
tratamento
diminui dentro de
7 a 14 dias, após o primeiro
tratamento.
Quando necessário um terceiro
tratamento, recomenda-se o uso de outro
produto com modo de acção e de grupo
químico diferentes.
No interior, recomenda-se especial atenção para
não respirar a nuvem de pulverização.
No exterior, recomenda-se que o tratamento seja
efectuado em dias sem vento e nas primeiras horas
do dia.
Calypso AL
Líquido pronto a usar contendo 0,15 g/L
ou 0,015 % (p/p) de tiaclopride.
Autorização de venda nº 0202 concedida pela DGAV
500 ml
Lote:
PRECAUÇÕES TOXICOLÓGICAS,
ECOTOXICOLÓGICAS E
AMBIENTAIS
Tóxico para os organismos aquáticos, com
efeitos duradouros.
Não respirar a nuvem de pulverização. Não
comer, beber ou fumar durante a utilização deste produto.
EM CASO DE INGESTÃO: Contacte imediatamente um CENTRO
DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS ou um médico. A embalagem
vazia deverá ser completamente esgotada do seu conteúdo.
Eliminar o conteúdo/embalagem num local adequado à sua
recolha. Para proteção das plantas não visadas, respeitar
uma zona não pulverizada de 5 metros em relação às águas
de superfície. Não contaminar a água com este produto
ou com a sua embalagem.
EM CASO DE INTOXICAÇÃO LIGAR PARA O
CENTRO DE INFORMAÇÃO ANTIVENENOS. (CIAV)
Telefone: 808 250 143
Ed: 2035
Os resultados da aplicação deste produto, são susceptíveis
de variar pela acção de factores que estão fora do nosso
domínio, pelo que nos responsabilizamos apenas pelas
características previstas na lei.
Bayer CropScience (Portugal)
Produtos para a Agricultura, Lda.
R. Quinta do Pinheiro, 5
2794-003 Carnaxide
Telef.: 21 417 21 21
PT79968736C
PT79968736C
Ed.2035