Chute Inicial

Сomentários

Transcrição

Chute Inicial
Revista
oficial
CHUTE
INICIAL
Edição 07
SET/ 2015
AQUI É CORINTHIANS
ações com a garotada
na arena corinthians
Casa de portas abertas para
receber os meninos da rede
para uma experiência única
treinando NOSSOS
futuros campeões
VI Campeonato Chute Inicial
revela talentos e educa a
nova geração de craques
Bate-bola com Tite:
Dicas para quem quer
ser profissional um dia
Disney Alvinegra
Meninos de ouro em Orlando mostram que não foram a passeio: De volta para casa com mais dois títulos na mala
1
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Sport Club Corinthians Paulista
Presidente
Roberto de Andrade Souza
Diretor de Esportes Terrestres
Adilson Mendes Ferreira
Gerente de Esportes Terrestres
Roberto Toledo (Roba)
Coordenador de Esportes
Cassiano Frisão
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Gerente Administrativo Chute Inicial
Edson Rodrigues
Gerente Pedagógico Chute Inicial
Thiago Amorim
Assistentes Chute Inicial
Mariane Ferreira
Leonardo Medeiros
No Facebook:
www.facebook.com/chuteinicialmatriz
Editor Responsável
Roberto Toledo (Roba)
Revisão
Renata Siqueira
mscontent
Chute Inicial
EDIÇÃO 07
Salve, Nação!
A sétima edição da revista oficial da Chute Inicial vem com um novo visual, mostrando que nossos
meninos brilham muito no Corinthians, seja disputando campeonatos internos, como no VI Campeonato
Chute Inicial, seja fora do Brasil, enfrentando os grandes do mundo, como aconteceu na Disney Cup.
Nesta edição também veremos a importância da prática do futsal na vida dos maiores ídolos do futebol
mundial e relatamos a trajetória das feras que já passaram pela nossa rede de escolas e hoje estão obtendo
destaque, citando exemplo de ex-alunos que participam das seleções brasileiras das categorias de base.
E, falando em títulos, veremos como a Seleção do Chute Inicial, formada por alunos de diversas unidades
da rede, conquistou a Copa Corinthians de Futebol Base.
Trazemos uma entrevista exclusiva com o professor Tite, que dá toques sobre como se dedicar aos
treinos e aos estudos, e faz um “bate-bola” com a gente, contando qual foi o gol mais bonito que já viu,
seus ídolos, entre outras curiosidades.
Voltamos no tempo e relembramos a fundação de nossa primeira unidade, há vinte anos.
Além disso, nesta edição apresentamos dois novos projetos voltados para a garotada.
Vamos contar um segredo: a Arena é nossa! Já imaginou fazer uma aula de futebol na mesma sala onde os
ídolos do time principal se aquecem antes dos jogos decisivos? Visitar o vestiário, passar pelo túnel e treinar
no gramado da Arena Corinthians? Agora será possível. Tudo isso você lê aqui, na revista Chute Inicial.
Aproveite a leitura!
Um grande abraço.
ROBERTO TOLEDO
Gerente de Esportes Terrestres
Diretor de Novos Negócios
João Paulo Cortez
Diretor Executivo
Márcio Fernandes de Andrade
Diagramação
MS CONTENT
Designer Gráfico
Bruno Arena Inocencio
Administrativo
Bruno Simão
Avenida Ana Costa, 258 - Cj 71 –
Vila Mathias - Santos – São Paulo
CEP: 11060-000
[email protected]
www.mscontent.com.br
Atendimento ao leitor
(11) 2095-3000 (ramal 3106)
[email protected]
Tiragem: 25.000 exemplares
Circulação: Unidades Licenciadas
Setembro 2015
04
Disney Cup
Meninos de ouro vão à Disney
e mostram que não foram a
passeio: dois títulos na mala
história
07
Futsal
08
unidades
11
18 ENTREVISTA 16
23 pelo mundo
24 Campeões da base
26 Revelações
O primeiro chute, há 20 anos
Os benefícios da prática
confira a lista completa
20
Com o professor Tite
Nova metodologia no Japão
A revista oficial da rede de escolas licenciadas
Chute Inicial Corinthians é uma publicação
da Editora Monte Serrat Ltda., responsável
pela criação e edição, sob licença do Sport
Club Corinthians Paulista. Todos os direitos
reservados. Os textos publicados na edição
expressam a opinião dos autores, e, não da
editora e do clube.
2
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Chute Inicial fatura Copa
Novos craques à vista
A Arena é nossa Campeonato Chute Inicial
Novas ações com alunos
Treinando campeões!
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
3
Sub 1 1
Campanha do Sub 11
Super Chak
1º Chute Inicial 4 x 2
South Orlando
2º Chute Inicial 6 x 0
Leones
3º Chute Inicial 8 x 0
0 Chivas
Quartas Chute Inicial 9 x
3 Rivellino S. Center
Semi Chute Inicial 4 x
1 Anglo Amer. School
Final Chute Inicial 6 x
(P. RICO)
(EQUADOR)
(COLÔMBIA)
(EUA)
(COLÔMBIA)
(P. RICO)
(EUA)
meninos vão à disney
e mostram que não
foram a passeio: na
mala boas lembranças
e mais dois títulos
4
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
N
o último dia 9 de julho, os alunos da rede de escolas Chute
Inicial embarcaram para a disputa da Disney Cup 2015 nos
Estados Unidos. A delegação contou com 58 pessoas entre
pais, comissão técnica e atletas das categorias sub 09, sub
11 e sub 13 e voltou com excelentes resultados.
Das três equipes que foram aos Estados Unidos, duas –
sub 11 e sub 13 – conquistaram o título da competição. O sub
09, apesar de vencer três dos quatro jogos da primeira fase,
não conseguiu o mesmo sucesso no torneio.
(COLÔMBIA)
(FLÓRIDA)
(BRASIL)
O sub 11, após vencer seus quatro primeiros jogos contra o Super Chak, do Equador;
South Orlando, dos Estados Unidos; Leones,
do México; e Chivas, também dos Estados Unidos, obteve vaga para a semifinal.
No duelo por uma vaga na final, a equipe
do Chute Inicial venceu o time do Rivellino Sport Center, do Morumbi, em partida
emocionante. O Corinthians abriu o placar
por 2 a 0, mas sofreu uma virada para 3 a
2. Buscando o jogo a todo momento, os
garotos do Parque São Jorge empataram
a partida e conseguiram virar o placar para
4 a 3, classificando-se para a grande final.
Um dos destaques da partida semifinal
ficou por conta do atleta Kaká do Orlando City, que compareceu ao complexo da ESPN
Wide World of Sports para assistir aos jogos e depois tirou foto com os meninos do
Campanha do Sub 13
B.Junqueño
1º Chute Inicial 11 x 0
Futbol Mania
2º Chute Inicial 3 x 1
Verona FC
3º Chute Inicial 7 x 0
0 Deportivo Calo
Quartas Chute Inicial 11 x
0 Bayern
Semi Chute Inicial 8 x
1 Costadeleste
Final Chute Inicial 2 x
(PANAMÁ)
(C. RICA)
Campan
ha do S
ub
11
1º CSão
Parque
Jorge
hute In
icial 4aoxtérmino da partida.
2
Super Cvenceu
Na2º decisão,
hak (EQUADOR) a
Chute Iniciao time alvinegro
l 6 x 0School, da Costa
equipe Anglo American
South Orla
3º Chu
ndo (EUA)
Rica, por te6 In
a ic1iael sagrou-se
campeão invicto
8
x
0
Le
Quartas
o
n
e
s
(P. RICO)
Chute Inconquistando
do torneio,
de ouro.
icial 9 x a medalha
0
C
h
iv
Sem
a
s
Os
destaques
individuais
da
categoria
sub
(EU
i Chute
A)
Inicial 4
x
3
11
o goleiro FilippoRBilato,
unidade
ivellino S.da
Finalforam
C ter (BRASIL)
Chute icia
l 6 x 1Amorim, daenunidade
Limeira, In
e Guilherme
Anglo Amer. S
chool (C.vazaRICA)
Guarulhos, líderes da defesa menos
da da competição; o meia Diogo Stefane,
da unidade Limeira, autor de 15 assistências
Sub 13
Campan
ha do S
ub 13
l 11 x 0
B.Junqueñ
2º Chu
o
te Inicial 3
x
1
Fu
tb
o
l Mania
3º Chu
te Inicial 7
x 0 Verona
Quartas
FC
Chute Inicia
l 11 x 0
Deportivo C
Semi C
hute Inicial
alo
8 x 0 Ba
ye
Final C
rn
hute Inicial
2 x 1 Co
stadeles
1º
Chute Inicia
(P. RICO)
(COLÔMBIA
)
(COLÔMBIA
)
(COLÔMBIA
)
(FLÓRIDA)
te (PANAMÁ)
durante a competição, e o atacante Pettherson, da unidade Campinas, autor de 15 gols.
O sub 13 também realizou uma fase de
classificação sem sustos. Venceu a equipe
Balompie Junqueño, de Porto Rico; Futbol
Mania, da Colômbia; e a equipe Verona FC,
também da Colômbia.
Nas quartas de final e semifinal, a equipe
do Chute Inicial aplicou duas goleadas. Venceu a equipe Deportivo Cali, da Colômbia, (11
a 0) e aplicou outra goleada na semifinal, vencendo o Bayern dos Estados Unidos (8 a 0).
Na decisão os meninos do Timão jogaram contra a equipe Costadeleste, do
Panamá. Em um confronto muito equilibrado, equipe do Chute Inicial abriu o placar,
mas sofreu o empate logo em seguida, em
jogada de escanteio. A equipe Costadeleste dominava o jogo e por pouco não fez o
segundo gol, enquanto a equipe do Chute
Inicial assustava apenas nos contra-ataques.
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
5
No segundo tempo, a equipe do Parque
São Jorge melhorou muito, dominando as
ações do meio-campo. O segundo gol veio
mais uma vez com Gabriel Freitas, da unidade São José dos Campos, em jogada de
escanteio. A única chance que a equipe
do Panamá teve no segundo tempo teve
grande intervenção do goleiro Vitor Venegas da unidade Butantã, lembrando a
defesa do goleiro Cássio contra o Vasco,
em chute de Diego Souza, pelas quartas
de final da Copa Libertadores de 2012.
Dessa forma, veio o bicampeonato invicto na categoria sub 13. Os principais
destaques da equipe foram o goleiro Vitor Venegeas, da unidade Butantã, e o
zagueiro João Chen, da unidade Liberdade, líderes da defesa menos vazada
do campeonato; Rafael Romani, capitão da equipe; Gabriel Freitas, líder em
assistências, e Gabriel Silveira, artilheiro da equipe com 10 gols.
O jogo final teve a presença ilustre
do presidente do Panamá, o Exmo. Juan Carlos Varela, que foi assistir ao seu
filho jogar contra o Corinthians na disputa da medalha de ouro.
Sub 09
A categoria sub 09, mesmo vencendo
três dos quatro jogos, não se classificou
à segunda fase. Como o regulamento
previa apenas um classificado por grupo, a derrota na estreia para o Alianza
de Porto Rico impediu que os garotos
avançassem para os playoffs. Mesmo
vencendo o Sisukas, do México (4 x 0);
História
Five Stars, de Porto Rico (7 x 0); e no
último jogo aplicar uma goleada histórica no Maitland, da Flórida (17 x 0), o
Corinthians ficou em segundo lugar do
grupo e não avançou às finais.
Além dos dois brilhantes títulos, a
Disney Cup teve uma série de outras
atividades para os garotos alvinegros.
Os atletas das diversas unidades do
Chute Inicial, além de conquistarem
um título internacional, puderam conhecer os parques do Magic Kingdom,
Epcot Center, Disney’s Hollywood Studios, Disney’s Animal Kingdom e parque
aquático Typhoon Lagoon, e também
assistir a um jogo do Orlando City contra o Red Bull no Citrus Bowl.
As equipes do Chute Inicial contaram também
com cinco guest players
(atletas americanos que
se inscrevem de forma
avulsa). No sub 09,
Josepho Arguelo e Cory
Fengarinas, e no sub 13,
com Christopher Cone,
Jack Aranda e Knox
Gibson
Você sabia?
o É o segundo ano que os alunos do Chute Inicial participam da Disney Cup
o Em 2014 o clube levou duas equipes para os EUA, con-
quistando o vice-campeonato na categoria sub 11 e o
título de campeão da categoria sub 13. A delegação contou com 30 pessoas, das unidades Ipiranga, Parque São
Jorge, Liberdade e São José dos Campos.
Em 2015, a delegação contou com 58 pessoas, tendo atletas representando as unidades: Limeira, Parque
S. Jorge, Campinas, S. José dos Campos, Liberdade,
Mooca, Guarulhos, Butantã, Londrina e Ubatuba.
Três atletas estiveram presentes em ambas as edições: Enzo Gianni e Matheus Iago, do Parque São Jorge,
e o capitão e bicampeão pela categoria sub 13, Rafael
Romani, de São José dos Campos.
A Disney Cup tem categorias de sub 09 a sub 19,
séries ouro, prata e bronze, masculino e feminino.
Na edição de 2015 participaram 255 equipes de 13
países: Brasil, Canadá, Colômbia, Costa Rica, Equador, Espanha, Estados Unidos, Honduras, México,
Panamá, Porto Rico, Trinidad e Tobago e Venezuela.
Equipes tradicionais já jogaram o campeonato, como
os brasileiros Chute Inicial Corinthians, Pinheiros, Clube
Nippon, e São Paulo F.C. e Barcelona (Espanha), Chivas
(Texas), Costadeleste (Panamá), Spain Soccer Factory
(Espanha), Atlético Nacional (Colômbia).
Grandes jogadores já participaram de atividades no
complexo, como Messi, Kaká, Marcelo, Thierry Henry, Ronaldo, entre outros.
São mais de 100 eventos por ano, de 70 diferentes
modalidades, e no complexo da ESPN Wide World of
Sports mais de 350 mil visitantes por ano.
Nos dois anos a participação do Chute Inicial na Disney Cup contou com a parceria da FASE Turismo, que
proporcionou todo o suporte necessário para os alunos
das equipes do SCCP.
o
o
o
o
o
o
o
o
6
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Há 20
anos, o
primeiro
chute
Unidade PRÓ SPORT na
Liberdade completa duas
décadas de atividades
Ao lado, o então presidente sr. Alberto Dualib, prestes a
dar o chute inicial de inauguração do projeto das escolas
de futebol do SCCP, iniciativa de sucesso que atualmente
conta com mais de 100 unidades e 18 mil alunos na rede.
Abaixo, composição da mesa com o sr. Eduardo José Farah,
presidente da da FPF, sr. Alberto Dualib e srs. vice-presidentes.
I
naugurada no dia 4 de setembro de 1995,
a primeira escola Chute Inicial Corinthians
completou 20 anos disponibilizando aulas
de futebol para milhares de crianças que
já participaram das atividades da escola.
A festa de inauguração da primeira escola Chute Inicial, viabilizada na época pelo
presidente do SC Corinthians Paulista, o
Sr. Alberto Dualib, teve presença de imprensa, jogadores de futebol, dirigentes do
clube, além de inúmeras crianças.
Além do próprio presidente do SCCP, o Sr.
Alberto Dualib, o evento inaugural contou também com a presença dos jogadores Célio Silva
e Silvinho, do futebol profissional, do Sr. Eduardo J. Farah, então presidente da Federação
Paulista de Futebol, e do Sr. Hermes de Rosa
(já falecido) então vice-presidente de Esportes Terrestres do Timão.
No prazo de oito meses após a inauguração,
a primeira escola do futebol atingiu a marca
excepcional de 800 alunos matriculados. Na
sequência deste trabalho, a Pró Sport abriu
mais quatro unidades, localizadas nos bairros
da Bela Vista, Mooca, Itaim (antigo Clube do
Mé) e Santo Amaro.
Com estas novas unidades o Chute Inicial
Pró Sport chegou ao ápice do sucesso, contando com cerca de 1.500 alunos matriculados.
Além do expressivo número de alunos, o
Chute Inicial Pró Sport também realizou inúmeras ações ao longo destes anos.
Inúmeros campeonatos foram organizados; jogadores como Grafite, Wellington
Paulista participaram de eventos da escola; e
as equipes de futebol society conquistaram
importantes títulos na Federação Paulista
de Futebol Society, como o Campeonato
Brasileiro do sub 17 (2012) e o Tricampeonato Brasileiro da equipe sub 15 (2010,
2011 e 2013).
Após a abertura das unidades da Pró Sport,
o SCCP começou a ampliação da rede abrindo,
na sequência, as unidades da Lapa, Aricanduva, Butantã, São Miguel, Campinas, Osasco,
Diadema e, após 20 anos da inauguração da
primeira unidade, o Timão terminou o ano de
2014 com 106 unidades e com mais de 18 mil
alunos matriculados.
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
7
!
benefícios na formação do atleta: revolução pelo domínio na sola do pé
futsal pra quê?
Q
Por Edson Sesma, Felipe Rabelo e Lorenzo Fontana
uem não conhece uma escola, uma praça pública ou um
bairro com pelo menos uma
quadra de futsal? Poucos diriam não. Para esses poucos
que desconhecem, teremos
que apresentá-los ao esporte
com mais de 30 milhões de
praticantes ao redor do mundo.
Reconhecido pela FIFA como o esporte indoor
que mais cresce em todo o planeta, o futsal fez e
8
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
faz parte da história de vários craques do futebol
vanguardista e também do passado. Grandes artistas dos gramados creditam suas genialidades
às incontáveis horas na quadra apertada com a
bola de menor dimensão.
Jogado 5 contra 5 em uma quadra de 40
m x 20 m e com substituições ilimitadas, o
futsal apresenta características impressionantes quanto ao número de ações realizadas em
jogo, sua imprevisibilidade e as tomadas de
decisão a cada segundo.
Agora, por que tratar deste assunto se o
objetivo das nossas escolinhas é o futebol
de campo? Estamos formando atletas para
o futebol ou para o futsal? Treinar na quadra
não vai atrapalhar o desempenho em campo?
Analisando todos os benefícios (listados
no quadro ao lado), torna-se fácil a compreensão das inúmeras vantagens em integrar
esta modalidade à rotina de treinos do futebol de campo. Sair de situações de pressão
sobre a bola em um espaço pequeno, esco-
• Muitas escolas têm também quadras de
futsal. Unidades como Butantã, Cotia, Suzano Tênis Clube, Jaguara, Vila Guilherme
e Parque São Jorge possuem espaços específicos para a prática da “bola pesada”.
lher entre chutar e passar a bola numa
fração de segundo são situações extremamente recorrentes dentro do futsal.
Imagine então, com todas essas habilidades aprimoradas, desempenhar em
um campo de jogo onde os espaços são
maiores e há maior intervalo de tempo
para a tomada de decisões.
Ao redor do mundo, temos ótimos
exemplos de como o futsal já tem sido
visto como solução para formação de
novos craques. Na Espanha, o modelo
de jogo do Barcelona, caracterizado pela
posse de bola e aproximação de jogadores, e admirado por vários apreciadores
do bom futebol, é baseado em conceitos
do futsal. Na Alemanha, segundo o famoso ex-jogador Paul Braitner, a evolução
do futebol do país aconteceu somente
após a mudança de conceito baseado
em atletas mais fortes para atletas mais
inteligentes e técnicos. E na Inglaterra, a
Federação Inglesa de Futebol já possui
programas de formação de jogadores
a partir da prática e fomento do futsal.
Tendo em vista este cenário, até que
idade se deve jogar futsal ou utilizar o
futsal como base de treinamento? A
resposta é simples e direta: o máximo
• Existem algumas unidades da rede de
escolas de futebol Chute Inicial voltadas
exclusivamente para a prática do futsal.
As escolas de Bauru, Sorocaba, Jundiaí são
dedicadas à prática destas modalidade.
que puder. Permitir ao jovem vivenciar
e aprimorar suas habilidades dentro de
quadra em conjunto com o futebol de
campo definitivamente só trará benefícios no futuro. Jogadores como Oscar
(Chelsea) e Renato Augusto (Corinthians)
afirmam que jogaram mais de 10 anos
de futsal, contribuindo decisivamente
para as ações dentro de campo. Além
deles, o maior expoente do futebol feminino, a jogadora Marta, também passou
pelas quadras durante muito tempo.
É notória a relevância do futsal na vida de vários jogadores de renome, bem
como sua inserção na rotina de várias equipes e federações vencedoras no cenário
futebolístico mundial. A transição de jogadores entre estas modalidades é elevada;
o grande número de contatos individuais
com a bola por causa do menor número
de jogadores, o espaço reduzido de jogo e a rapidez nas tomadas de decisões
são fatores determinantes para o sucesso
de vários clubes e seleções no contexto
tanto do futsal como do futebol mundial.
Dessa forma, é imperativo que se rompa com o paradigma de concorrência
entre ambas as modalidades. O futsal é,
na verdade, um grande aliado do futebol.
Melhora a percepção espacial
Melhora a tomada de decisão
Mais contato com a bola (5 X+ que futebol)
Maior participação no jogo
Desenvolve capacidade de ataque e defesa
Evita a especialização precoce
Melhor controle da bola
Melhor visão e entendimento do jogo
Estimula o pensamento rápido (jogo em espaço curto)
Estimula antecipação da jogada/situação
Técnica diferenciada (maior acervo técnico)
• O SCCP está fazendo a ação dos
mascotes nos jogos de futsal da Liga
Nacional, permitindo às crianças entrar
com os jogadores da seleção, tais como
o Simi, Deives, Guita, entre outros.
“O futsal me ajudou a
melhorar o controle de bola,
passe, pensamento rápido...
O futsal foi muito, muito
importante, sem dúvida”.
Pelé (O Melhor do Século)
“Em Portugal, nós só
jogávamos futsal durante a
infância. A quadra pequena
ajudou nas minhas habilidades com os pés. Sem ele,
eu não seria o que sou hoje”
C. Ronaldo (3 vezes
Melhor do Mundo)
“Na Argentina, quando
eu era criança, costumava
jogar futsal na rua e no time
Newell’s Old Boys. Era um
jogo muito divertido e que
me ajudou muito no futebol”.
Lionel Messi (4 vezes Melhor
Jogador do Mundo)
“O futsal é uma das minhas
paixões. Eu sempre gostei
de jogar e foi uma pena ter
de deixar para continuar a
jogar futebol. Ele me ajudou
a desenvolver raciocínio,
agilidade e movimentação”.
Neymar Jr.
“O futsal foi maravilhoso
e determinante na minha
vida. Acho que todo atleta
deveria começar nele. No
futebol você aproveita
absolutamente todos os
fundamentos do futsal”.
Ronaldo “Fenômeno”
“O fato de ter jogado
futebol de salão me ajuda
muito. Você faz vários
movimentos em espaço
curto; quando você pega o
campo, que é um espaço
maior, fica muito mais fácil”.
Robinho
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
9
Foto ilustrativa da fachada da
unidade de Uberlândia – MG
Chute Inicial por
todos os lados
Confira a lista com toda a Rede de escolas licenciadas e encontre a mais próxima de você!
Econtre já a chute inicial
mais perto de você:
Capital e
Grande SP
Aricanduva
Av. Aricanduva, 1771
Tel.: (11) 2653-1055 / 2653-0481
v[email protected]
chuteinicialaricanduva.com.br
Bairro do Limão
Av. Prof. Celestino Burol, 753
Tel.: (11) 3951-2459
[email protected]
10
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Barueri Tamboré
Capão Redondo
Cotia
Guaianazes
Av. Piracema, nº 1042 - Emp. Tamboré
Tel.: (11) 4191-8584
[email protected]
R. das Perobeiras,1398 - Ch. Sta. Maria
Tel.: (11) 5874-2557
[email protected]
R. Paranapanema, 100 - Jd. das Pedras
Tel.: (11) 42432373 Whatsapp: 947248054
[email protected]
C.A.T. (Tremembé)
Diadema
R. Acácio Marchesi, n° 114 Vila Princesa Izabel
Tel.: (11) 2553-1072
[email protected]
Rua Japiuba,179 - Tremembé
Tel.: (11) 2893-3000
[email protected]
R. D. Ruyce F. Alvim, 699, Vl. Nogueira
Tel.: (11) 2778-6117 / 4044-6223
[email protected]
Caieiras
Carapicuíba
Embu das Artes
Av.Giovanni Gabrielli, nº 710 Pq.Industrial Auracária - Laranjeiras
Tel.: (11) 94782-4191 / 98339-2775
chuteinicialcaieiras.blogspot.com
Rua Novo Hamburgo,231,
Vila Sulamericana
Tel.: 94753-8029
[email protected]
Av. Helio O. Daikuara, 2.293, Jd. V. Alegre
Tel.: (11) 4778-1421/ 7896-9048
[email protected]
www.chuteinicialembudasartes.com
Butantã
Av. Pirajussara, 4411
Tel.: (11) 3751-1921 / 3751-0329
[email protected]
www.chuteinicialbutanta.com.br
Guaianases II
Estr. D. João Nery, 3.943 A- Jd. Bartira
Tel: (11) 2713-9369
[email protected]
Guarulhos
Av. Salgado Filho, 1785
Tel.: (11) 2464-0965 / 2409-7657
[email protected]
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
11
Unidades licenciadas Chute Inicial
Guarulhos - II GTC
Lapa
Rio Pequeno (Society)
Av. Pref. A. Costa Santos, s/n Jardim Rossi
Tel.: (11) 2404-2009
[email protected]
www.gtc.com.br
R. Antônio Fidelis, nº 353 / 361
Tel.: (11) 2848-6360
[email protected]
www.chuteiniciallapa.com.br
Rua Escola Politécnica, 5040
Tel.: (11) 3712-1910 / 3765-3062
[email protected]
www.chuteinicialriopequeno.com.br
Imirim
R. dos Lavapés, 410
Tel.: (11) 3277-3677 / (11) 3277-2430
[email protected]
www.prosport.com.br
Av. Imirim, 4000 Tel.: (11) 2373-9590
[email protected]
www.chuteinicialimirim.com.br
Liberdade
Mauá
Interlagos
R. Agostino Togneri, 555 - Jurubatuba
Tel.: (11) 56314704 whatsapp 947893287
[email protected]
Ipiranga
R. Xavier de Almeida, 1312
Tel.: (11) 5063-0174 / 5063-1169
[email protected]
www.corinthiansipiranga.com.br
Itaquera
Rua Masato Misawa, 201
Tel.: 2524-1868
[email protected]
www.chuteinicialitaquera.com.br
Itaquera Elite
R. Paulo Lopes de Leão, 258
Tel: (11) 2056-2010
[email protected]
Jaçanã
Rua Irmã Emerenciana, 461.
Tel.: 2249-5454 / 9505-9051
[email protected]
www.escolaoficialcorintians.com.br
Jaguara
R. Giuseppe Pedotti, nº 64
Tel.: (11) 3421-1616
[email protected]
Mooca
Rua Madre de Deus, 1492
Tel.: (11) 2021-2899
[email protected]
www.chuteinicialmooca.com.br
Osasco
R. Prof. José Azevedo Minhoto, 91 - km 18
Tel.: (11) 3696-8199 / 3683-6037
Osasco II
R. Anhanguera, 60 – Piratininga
Tel.: (11)2815-2441 / 3896-8199
[email protected]
www.chuteinicialosasco.com.br
Parada Inglesa
R. Nelo Luis Mazzei, 351 – Vl. Isolina
Mazzei Tel: (11) 2950-5304
[email protected]
Parque do Lago
Estrada da Baronesa, 700
Tel.: (11) 5896-1874
Pirituba
Santo André (Vl. Progresso)
Av. Valentim Magalhães, nº 1007 –
Pq. Gerassi - Santo André-SP
Tel.: (11) 4971-0116 / 97143-5048
[email protected] com
www.chuteinicialsantoandre.com.br
S. B. do Campo
Av. Cesar Magnani, 840 - Paulicéia
Tel.: (11) 4363-4604
[email protected]
Sacomã
Av. Francisco Leme, 100, Pq. Fongaro
Tel.: (11) 2804-2887 / 9204-7336
[email protected]
www.chuteinicialmegaball.com.br
São Mateus
R. Luis M. Starano, 31 – Sta Adélia
Tel: (11) 2017-2848
[email protected]
S. Miguel Paulista
Rua Gendiroba, 400 - Vila Curuçá
Tel.: (11) 2581-3049
[email protected]
R. Gereba, 8
Tel: (11) 2581-3049
[email protected]
Suzano (Tênis Clube)
Rua Rocha, nº 62, Meu Cantinho
Tel.: (11) 4742-2896
[email protected]
hotmail.com
Rua José Alves de Mira, 37,Vl. Clarice
Tel.: (11) 3564-2795
[email protected]
www.jardimreginaec.com.br
Jardim São Luís
Ribeirão Pires
Rua Jorge Fares, 231
Tel.: (11) 5851-16-39
[email protected]
Rua Miguel Prisco, 461 - Centro
Tel.: (11) 4824-4567
[email protected]
R. Felício Barutti, 500
Tel: (11) 4786-4211
[email protected]
João Dias
Rio Pequeno (Campo)
Vila Prudente
Av. Guido Caloi, 701 – Santo Amaro
Tel.: 5851-4045 / 5851-3858
[email protected]
www.arenasoccergrassneymar.com.br
Rua Lucas de Leide, 16
Tel.: (11) 3712-1910 / 3765-3062
[email protected]
www.chuteinicialriopequeno.com.br
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Praia Grande
Av. Carlos Alberto Perrone, 817
Tel: (11) 7876-0108
[email protected]
Ubatuba
Av. Padre Manoel da Nóbrega, 2264
Tel.: (12) 3833-4377 / 98139-0757
[email protected]
Estado DE SP
Americana
Taboão da Serra
Av. Dr. Francisco Mesquita, n° 1752
Tel.: (11) 2272-0248 / 2272-1909
[email protected]
www.arenasportbrasil.com.br
Lins
Sorocaba
Av. John Boyd Dunlop, s/n (próx. Pirelli)
Tel.: (19) 3229-6360
[email protected]
www.corinthianscampinas.com.br
Av. Duque de Caxias, 764, Centro
Tel.: (14) 3025-5807
[email protected]
Campinas (Castelo)
Av. Lázaro Brigido Dutra, 1.621
Jd. Itamaraty
[email protected]
Unidade 1 - Campo / Society
Av. Carlos Sonetti, 990 - Jd. Prestes
de Barros - km 95 da Raposo Tavares
Tel.: (15) 3011-5130 / 3318-1712
Unidade 2 - Futsal
R. Abner Pacheco, 260 - Júlio de
Mesquita Filho
Tel.: (15) 3011-5130 / 3011-4270
Unidade 3 - Futebol Society
R. Atanázio Soares, 3430 - M. Eugênia
Tel.: (15) 3011-5130 / 3011-4270
[email protected]
www.chuteinicialsorocaba.com.br
Av. Wilson Borges - 1.125
Tel.: (34) 3661-7265 / 8820-7471
[email protected]
www.chuteinicialaraxa.com.br
Taubaté (Vila São José)
Belford Roxo/ rj
Rua Monte Líbano, 250
Tel.: (19) 3213-2598
[email protected]
Campinas (Jd. Morumbi)
R. Washington Lincon C. Gomes, 10
Tel.: (19) 3223-0726
[email protected]
Hortolândia
Atibaia
Indianópolis
R. Willi P. Baranski, 296 - Chác. Acaraí
Tel.: (19) 3819-6812 / 3897-1687
[email protected]
Lençóis Paulista
Monte Mor
Rua Siqueira Campos, 700 - Centro
Tel.: (19) 3879-2324
[email protected]
Ribeirão Preto
R. Carlos A.Brazão, 1.100 – Jd. Cadacaan
Tel.: (16) 3043-7878 / 3624-4201
[email protected]
S. José dos Campos
Av. José Maria Whitaker, 1150
Tel.: (11) 2884-0435 / 7876-0108
[email protected]
Avenida Cidade Jardim, nº. 394
Tel.: (12) 3933-6775
Chuteinicialcorinthiansunidade1sjc
@outlook.com.br
Avaré
Indianópolis II
S. José dos Campos II
Av. Nações Unidas, 1117
Tel.: (14) 8117-9757
[email protected]
Av. Indianópolis, 3145
Telefone: (11) 2884-0435
[email protected]
Rua Pedro Friggi, 501, Vista Verde
Tel.: (12) 3029-8368 / 97403-5296
Bauru I
Itatiba
Av. Maristela, 51 Tel.: (11) 97450-9998
[email protected]
www.chuteinicialatibaia.com
Av. N. Sra. de Fátima 1-84, Estoril
Tel.: (14) 3011-5700
[email protected]
R. Bento Duarte de Souza, quadra
12-00 - Vila Dutra
Tel.: (14) 3011-5700 / 99614-7332
[email protected]
Bragança Paulista
Av. dos Imigrantes,4087
Tel.: (11) 4031-5525 / 96856-0504
www.multigrama.com.br
[email protected]
Caçapava
Outros Estados
Campinas (Campo Grande)
Rua Guglielmo Marconi, 222 Pq. Res. Nardini
Tel.: (19) 7811-1825 / 9487-9073
[email protected]
S. Miguel Paulista II Bauru II
Av. Cândido Portinari nº 1100 - Vl.
Jaguara - Clube Sest-Senat
Tel.: 2369-2101
www.chuteinicialvilajaguara.com
12
litoral de sp
R. Guerino Grisotti, 405, Engenho
Tel.: (11) 4538-5006 / 4538-5007
[email protected]
Jacareí
Rua Pereira Campos, nº. 222
Tel.: (12) 3952-4412
[email protected]
R. 3 QD 05 LTS 26 a 30 / 32 e 33
Residencial Morumbi c/ Av. Pedro
Ludovico QD A LTS 28 ao 32 – Jardim
Ana Claudia
Tel.: (62) 3318-6104 / (62) 8121 – 6256
Araxá/ mg
Av. Santa Luiza de Marillac, 1661
Tel.: (12) 3026-1513
[email protected]
www.corinthianstaubate.com.br
R. Gen. José Muller, 656, Heliópolis
Tel.: (21) 7724-6701 / 8705-0158
[email protected]
Tremembé
R. Espírito Santo, 659 - Decamão
Tel.: (31) 3594-2866
www.chuteinicialbetim.com.br
[email protected]
Av. Luis Gonzaga Neves, 666
Tel.: (12) 3672-4257
[email protected]
www.corinthianstaubate.com.br
Valinhos
Av. Olívio Gomes, 551 – Santana
Tel.: (12) 3018-9874 / 97403-5297
[email protected]
R. Isaura Aparecida Oliveira Barbosa
Terini, 71, Jardim Itapuã
Tel.: (19) 32444252
[email protected]
www.corinthiansvalinhos.com.br
S. João da Boa Vista
V. Grande Paulista
R. José Alfredo de Almeida, 100 – Jd.
Sol Nascente
Tel.: (19) 3631-6349 / (11) 99847-9173
[email protected]
Av. Elias da Costa,
1001 - Centro
Tel.: (11) 4559-0366
[email protected]
S. José dos Campos III
Anápolis/ GO
Betim/ MG
Cuiabá/ mt
R. Manga Larga, Q.8, Jd. Jockey Clube
Tel.: (65) 3666-2097 / 9997-8882
[email protected]
Londrina/PR
R. Bélgica,1413 - Iguapó, Gl. Jacutinga
Tel.: (43) 3337-3010 / 9106-4455
[email protected]
Niterói/ RJ
R. Benjamin Constant, 562- Barreto
Tel.: (21) 2628-6969
Pinhais/ PR
Valença/BA
R. Henrique Coelho Neto, 534
Tel.: (41) 3056-6326
[email protected]
www.escolacorinthianspinhais.com.br
R. Dos Crisântemos, S/N – Novo
Horizonte
Tel.: (75) 9125-0123
[email protected]
Rio de Janeiro/ rj
Outros países
Av. Mirandela, nº. 1889 – Nilópolis
Tel.: (21) 8266-8811 / 2691-3763
[email protected]
Estrada do Madureira
R. Itabaiere, s/nº - Estr. do Madureira
Tel.: (21) 8561-4975 / 6823-1610
[email protected]
Miguel Pereira
R. Amaral Peixoto, 704 – Miguel Pereira
Tel.: (21) 8266-8811 / 2691-3763
[email protected]
Salvador/ BA
Av. Otávio Mangabeira - Patamares
Tel.: (71) 3034-1517 / (71) 3363-4768
[email protected]
Salvador II/ BA
Lot. Patamares S/N – Patamares
Tel: (71) 3034-1517 / (71) 3363-4768
[email protected]
Salvador/ BA
Shiga/ Japão
Shiga ken, Koka shi, Minakuchi cho
Ayano 3-59 2F, Japan
Tel.: (+81) 748-63-4755
www.corinthiansjapan.co.jp
ORLANDO/ EUA
4400, West Colonial Dr., Orlando,
Florida - Zip code 32808
Tel.: +1 407-412-7341
[email protected]
corinthiansorlando.com
Miami/ eua
801 Brickel Av. Suite, 1.610 – FL
33131 - 9501 Sheridan St, Cooper
City –FL 33024
PAMPANO BEACH / EUA
1103 Northeast 33 RF Street –
Pampano Beach
[email protected]
R. Miss. Otto Nelson, 640 – Estela Mares
Tel: (71) 3033-6672 / (71) 9232-3972
[email protected]
Uberlândia/ MG
Av. Dr. Vic. S. Guimaraes, 605, A. Umuarama
Tel.: (34) 3211-5081 / 9917-6248
[email protected]
www.corinthians.com.br
Jundiaí
Rua Tasso Rodrigues, 70 X Rua Dário
Murari,600 - Vila Rio Branco
Tel.: (11) 8338-0852 / 3446-3572
[email protected]
www.chuteinicialjundiai.com.br
Jundiaí II
Av. Ney Gomes de Oliveira, 303 Jardim Maria Cândida
Tel.: (12) 3655-3287
R. Sebastião Mendes Silva c/ R. Hans
Staden, 176 – Anhangabau
Tel.: (11) 3446-3572 / 98338-0852
[email protected]
Campinas
Limeira
Francisco Teodoro, 226 – Vl. Industrial
Tel.: (19) 3231-1983
[email protected]
Via Guilherme Dibbern, 3825, Graminha
Tel.: (19) 3038-1378
[email protected]
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
13
14
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
15
A arena
é NOSSA!
novas ações com os alunos da rede na casa corintiana
S
er aluno de uma unidade Chute Inicial é fazer parte de uma escola de futebol com metodologia de
treinamento própria do Corinthians, e, além disso, ter diversos benefícios exclusivos.
Além das frequentes avaliações nas categorias de base do clube, visitas ao memorial e CT, a
ação dos mascotes que comparecem aos jogos
do clube para torcer por nossa equipe, o SC Corinthians tem planejado novas ações para a Arena.
A grandiosidade da Arena Corinthians pode ser medida pela
importância dos jogos que abrigou ou pela média de público presente nas partidas do Timão. Além do jogo de abertura da Copa
do Mundo entre Brasil e Croácia, a casa corintiana recebeu mais
cinco jogos da Copa envolvendo seleções como a da Argentina,
Holanda, Uruguai e Inglaterra.
Desde que a arena ficou pronta, diversos projetos estão sendo
concebidos em um conceito de arena multiuso, e diversas ações
envolvendo a rede de escolas licenciadas Chute Inicial estão sendo programadas. A partir do segundo semestre de 2015 o clube já
planeja as ações que você confere a seguir.
Aquecimento profissional
na Arena Corinthians
Já imaginou fazer uma aula dentro da sala de aquecimento da
Arena Corinthians, mesmo local onde nossos grandes astros se
preparam para entrar em jogo? É isso mesmo! No projeto que
está sendo concebido, as unidades poderão fazer uma aula com profissionais do Parque São Jorge e, ao término
desta atividade, realizarão um tour técnico, conhecendo
vestiários, banco de reservas e campo de futebol. Além
disso, essas atividades poderão ser acompanhadas
pelos pais, que ficarão na arquibancada vendo os
garotos terem as atividades, e posteriormente poderão acompanhá-los neste tour técnico.
Apresentação no gramado
em dia de jogo
No mesmo gramado onde jogam nossos craques e já
pisaram também ídolos do futebol mundial, como Messi, Neymar, Suarez, Rooney e Robben, o Corinthians está
programando atividades com as escolas da rede. Essa atividade, que também já foi realizada no Estádio do Pacaembu,
permitirá que as unidades realizem no dia do jogo uma atividade esportiva, apresentando aos torcedores como são ministradas
as aulas na rede de escolas. Nas duas ações os alunos da rede terão a oportunidade de vivenciar momentos inesquecíveis, conhecendo
instalações privativas de uso dos jogadores, além de participar de atividades esportivas no gramado da arena.
O local tem capacidade para 48 mil torcedores, amplo estacionamento, camarotes, restaurantes
e diversos setores internos como os vestiários dos atletas, sala de imprensa e diversos outros
recursos que só um clube com o porte do SC Corinthians é capaz de oferecer.
16
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
17
Momento marcante no esporte:
Mundial 2012
Gol mais bonito que já viu: Não sei se
é o mais bonito, mas o que mais me marcou foi o dia que eu marquei um gol de
cabeça na Portuguesa; fiquei procurando
a televisão para mandar um beijo para a
minha esposa, que estava lá no Sul.
Sonho profissional: Meu objetivo é poder fazer a diferença com cada atleta e
fazer algo importante, não só em termos
técnicos, mas em termos pessoais.
Estilo de música favorito: Sou muito
diversificado. MPB com Lulu Santos, sertanejo com Zezé di Camargo & Luciano,
passar por U2. Talvez o que eu menos ouça
é o clássico. Ah, o funk também não vai.
Se não fosse treinador, seria:
Professor de Educação Física.
No tempo livre:
Fico com a família, leio e vou ao cinema.
Qual é o seu ídolo: No esporte, Ayrton Senna e Zico. O Zico ajudou a educar
meu filho, sem ele saber. A figura dele
educou meu filho como exemplo. Falei
para ele: “Filho, ídolo é o Zico, que tem
um comportamento extraordinário dentro e fora do campo”.
18
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
BATE-BOLA
TIT
Comida preferida: Feijoada e churrasco
Futebol
é, antes
de tudo,
pensar
de maturação. Acredito que por volta dos 14
anos. Antes disso, devemos fazer trabalho de
fundamentos básicos para que essa própria
evolução apareça.
Qual mensagem você passaria aos alunos do Chute Inicial que sonham em ser
jogadores de futebol?
Não tem fórmula pronta, mas acredito em
persistência, acreditar no sonho, seguir em
frente, e são todos sinônimos. Essa busca pelo
aperfeiçoamento, persistência, essa capacidade que temos de reenergizar em cima do
defeito, procurar uma motivação para crescer.
Ela é do garoto, e é minha, enquanto profissional, também. Ela é atemporal, independente
do estágio profissional em que se encontre.
Qual é a importância da formação acadêmica para o treinador de futebol?
É importante. É um ex-atleta que está te falando isso e vou te dar exemplos. Um ex-atleta
que jogou comigo. Eu fiz uma manifestação
pública, dizendo que o ex-atleta traz uma gama de experiências muito grande vivenciadas
no jogo e no vestiário, mas, associado a isso,
ele precisa ter conhecimentos; remetendo
à resposta anterior, ele é fundamental para
um conhecimento constante, na dosagem
de carga, quantificação, integração com outras áreas, momento da maturação do garoto;
para que ele possa, tanto no aspecto biológico do corpo quanto no aspecto cognitivo,
compreender a informação. Se ele puder associar ambos, é muito melhor. Quando falo
de ter sido atleta, não precisa ter sido atleta
profissional, mas ter a vivência da “peladinha”, do jogo informal, porque eles te trazem
as mesmas emoções que o profissionalismo
traz. Muda o número de pessoas que assistem, mas a emoção é a mesma.
‘‘
Melhor Seleção Brasileira de todos os
tempos: 70 e 82
‘‘
Na sua opinião, qual deve ser o papel de
uma escola de futebol na formação esportiva e educacional da criança?
Eu tenho comigo que o professor é um ser
humano que dá uma escala de valores morais
muito importante. Então eu vejo, fundamentalmente, que antes do gesto técnico, como
passe, chute, estão os princípios morais, éticos,
competitividade leal dentro do esporte, que foi
a forma que eu fui educado dentro do esporte.
Quais são os maiores defeitos dos jogadores da categoria de base que sobem
para o profissional? Qual é o cuidado que
você tem com eles?
Eu tenho dificuldade em relacionar dessa
forma porque o meu trabalho todo foi com
atletas profissionais, e normalmente os atletas que subiam, quando trabalhei com clubes
de menor expressão e segunda divisão, trabalhei com atletas mais formados em termos
pessoais, de caráter, de conduta. Eu tenho um
cuidado muito grande ao falar, conversar com
os atletas mais jovens, até o tom de voz mais
ameno, e passar orientação e segurança a eles.
Em termos técnicos, não posso te comprovar
os defeitos porque já trabalho com os melhores que sobem, com que os que despontaram
tecnicamente. Além disso, não trabalhei muito
com categoria de base e, por isso, não tenho
elementos suficientemente fortes para te responder com segurança.
Qual é a importância do jogador de futsal
para o futebol de campo? Você vê alguma
vantagem no aspecto tático?
Tático eu não sei, mas técnico, sim. De habilidade, sim. De troca de direção, sim. A única coisa
que me faz afirmar isso é me remeter ao meu
passado e o futsal me dava recursos técnicos de
domínio, controle, finta, de encontrar espaços para
passes no campo reduzido (o princípio do campo
reduzido vem do futsal), então ele te dá uma referência. O que outrora era um grande manancial
de observação agora, juntamente com o futsal,
é também o futebol 7, que te permite observar o
atleta para que você possa trazer para o campo.
Quais são os aspectos que você considera mais importantes na seleção de
talentos?
Essencialmente as capacidades técnicas e a
leitura que nós temos da capacidade de entender o pensamento do garoto. Esse é o grande
fascínio; às vezes a execução pode não ser boa,
mas você entende e consegue diagnosticar o
pensamento do garoto: se ele é criativo, talentoso. Não falo só com bola, mas ao encurtar
uma marcação. Aí começam a aflorar outros
fundamentos: o gesto técnico e a capacidade física que estão associadas também. Mas
antes, esse pensar do atleta: futebol é, antes
de tudo, pensar.
Na escola de futebol você acredita que
uma parte dos treinamentos deve ser especializada por posição?
Como professor de Educação Física eu te
digo que os princípios táticos têm uma idade
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
19
D
e agosto a dezembro de 2014, mais de mil alunos
da rede de escolas de futebol do SC Corinthians
participaram do VI Campeonato Chute Inicial,
que teve a presença de 16 unidades em seis
categorias diferentes: sub 07, sub 09, sub 11,
sub 13, sub 15 e sub 17.
A 6ª edição deste evento contou com uma série de novidades. Dentre as novas ações, duas
principais se destacaram: a primeira mudança
ocorreu na categoria sub 17 que, pela primeira vez, foi disputada no
campo. Com todos os jogos sendo disputados no Parque São Jorge, a mudança foi muito bem aceita pelas unidades, que puderam
inscrever um número maior de alunos e colocá-los numa realidade
mais próxima ao futebol profissional.
A segunda novidade foi implementada nas categorias menores,
de sub 09 a sub 15. O Campeonato Chute Inicial pela primeira vez
introduziu uma regra que as equipes tinham que sair trocando passes e, consequentemente, o famoso “chutão” se tornou proibido.
O objetivo da regra foi estimular que as unidades desenvolvessem
métodos em suas aulas para que seus alunos trocassem passes
desde a saída de bola - o que é construtivo para a formação dos
atletas - ao invés de se livrar da bola por meio do “chutão”, o que
pouco constrói o futebol das crianças.
“Se a Federação Paulista de Futsal colocou essa regra se preocupando com a formação de atletas federados, por que nós, que
trabalhamos com atletas em formação, não podemos fazer o mes-
o Campeonato chute inicial é também momento
importante de formação dos futuros craques
TREINANDO CAMPEÕES
20
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
21
Pelo Mundo
Timão
vai ao
Japão
mo?”, comentou o coordenador pedagógico do
Chute Inicial, Thiago Amorim. Apesar do início com
dificuldades pela adaptação à nova regra, o resultado foi satisfatório. A maioria das equipes terminou
a competição se preocupando com a construção
de jogo desde a saída de bola, e não apenas em
garantir o resultado através de “chutões” da defesa para o ataque.
A primeira fase foi disputada em jogos de turno e
returno dentro dos quatro grupos. Os dois mais bem
classificados passaram à segunda fase enquanto
os outros dois foram eliminados. Os playoffs foram
disputados nas quadras de society do Parque São Jorge em três fases: quartas de final, semifinal e final.
Cheias de emoção e com campeões inéditos, as
finais foram marcadas por um dia de grande festa
com palco, som, sorteio de brindes e camisas oficiais do Corinthians. “A competição é muito sadia
e o fato de jogar contra amigos em lugares conhecidos é importante e dá segurança para todos nós:
professores, pais e alunos. A troca de experiências
que temos entre as unidades também é fundamental para nosso crescimento profissional”, comentou
Bruno Leonel, coordenador da unidade João Dias.
Ao todo, foram marcados 1283 gols em 236
partidas, com média de gols superior a cinco por
partida! Além dos troféus de campeão, vice e 3º
colocado, o SCCP premiou também os artilheiros,
defesa menos vazada, melhor jogador e técnico
fair play de cada categoria.
Confira ao lado os campeões do VI Campeonato Chute Inicial que tiveram o seu nome gravado
no Troféu Oficial do Chute Inicial, que fica em exposição no memorial do clube.
22
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Clube implementa
metotodologia de
treinamento nas
unidades Chute
Inicial do Japão
Sub 07 Campeão: Aricanduva
Vice: jardim São Luís
3º Lugar: S. M. Paulista
4º Lugar: Rio Pequeno
Sub 09
De Jacareí
para o Japão
Campeão: João Dias
Vice: parque s. Jorge
3º Lugar: Ipiranga
4º Lugar: Diadema
Sub 11
Campeão: Ipiranga
Vice: Rio Pequeno
3º Lugar: Osasco
4º Lugar: João Dias
Sub 13
Campeão: Pq. S. Jorge
Vice: Diadema
3º Lugar: Ipiranga
4º Lugar: Sacomã
Sub 15
Campeão: Guaianazes
Vice: Vargem G. Paulista 3º Lugar: Osasco
4º Lugar: S. M. Paulista
Sub 17
Campeão: Guaianazes
Vice: jardim São Luís
3º Lugar: Pq. s. Jorge
4º Lugar: Vila Jaguara
Acima, os campeões
do Sub 9, do Chute
Inicial João Dias. Ao
lado, o melhor jogador
do sub 13, André Di
Pólito, da unidade Ipiranga e o Técnico Fair
play do sub 9, Fábio
João Dias. No detalhe,
o troféu do Campeonato Chute Inicial,
que fica em exposição
no memorial do SC
Corinthians
Um dos destaques da
escolinha de Hikone é
brasileiro e fazia aulas no
Chute Inicial da unidade de
Jacareí: Bryan Osiro Rosa.
Como a família dele mudou
para o Japão, Bryan teve de
largar as aulas. Quando
soube que o Corinthians
abriu uma unidade Chute
Inicial, nem a distância de uma
hora da cidade dele para a
unidade de Hikone foi empecilho
para que ele retornasse às
atividades na escola doTimão.
R
epresentantes da Chute Inicial,
rede de escolas do Corinthians,
estiveram no Japão entre os
dias 5 e 11 de outubro para implementar a metodologia de
treinamento utilizada em todas
as unidades do Brasil e EUA
nas sedes da Terra do Sol Nascente, unificando o padrão das aulas ministradas.
O gerente de Esportes Terrestres do Timão, Roberto Toledo, e o gerente pedagógico do Chute
Inicial, professorThiago Amorim, passaram a semana
no Japão para cumprir uma série de compromissos,
conhecer a estrutura das unidades e realizar atividades com professores e alunos japoneses.
A primeira atividade prática foi realizada na unidade
da cidade de Iga, com a participação de três professores japoneses e mais de 50 alunos das categorias
sub 11 e sub 13, que vieram de diferentes lugares do
Japão, como Tóquio, Saitama, Osaka, Shiga e Ibaraki.
Após a atividade, os responsáveis do Corinthians
conversaram com os pais dos alunos e também foram apresentados aos atletas da seleção japonesa de
amputados (Japan Amputee Football Association). A
seleção nacional de amputados do Japão utiliza a unidade de Iga para realizar os treinamentos e divulga a
marca do Corinthians por todo o país nipônico nos
uniformes de jogo.
Nos demais dias, as atividades continuaram com
a aplicação de aulas teóricas para os professores
das duas unidades, assim como com a realização
da segunda aula prática na unidade de Hiko-
ne, que contou com a presença de 30 alunos
e quatro professores, que realizaram várias
atividades da metodologia de treinamento
elaborada pelo Corinthians.
Sobre a implementação do treinamento,
o professor Thiago destacou o interesse e a
vontade de todos os professores em aprender a metodologia, além da disciplina e do
nível técnico dos alunos da categoria sub 11.
Os responsáveis pelas unidades do Japão
também pediram para que os representantes do clube participassem de uma reunião
com o prefeito de Kaizuka, Tatsuo Fujihara,
para conversar sobre a possibilidade de ampliar as atividades de futebol com a marca
do Corinthians na cidade japonesa.
RobertoToledo falou sobre a possibilidade
de ampliação de novas unidades e o prefeito revelou a intenção de abrir um centro
de treinamento na cidade, apresentando,
inclusive, um local com 90 mil metros que
estaria disponível para o projeto.
“Foi uma surpresa, pois verificamos que
o prefeito de Kaizuka tem vontade de realizar um projeto muito mais amplo do que a
criação de uma nova unidade do Chute Inicial. Agradeci a recepção e fiquei de levar
os dados ao conhecimento do clube para
que a presidência e demais departamentos competentes possam avaliar o projeto",
afirmou o gerente de Esportes Terrestres
do Corinthians.
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
23
e sofrendo apenas três. José Mangueira Leite e Leonardo Garcia foram os artilheiros do
campeonato, ambos com nove gols cada.
Dos três atletas que o Departamento de Futebol Base selecionou no campeonato, dois
deles, José Mangueira,
da seleção do Chute Inicial, e Nathan Miranda, da
unidade Taubaté, são da
rede de escolas do clube. José Mangueira, da
seleção do Chute Inicial,
ainda foi eleito o melhor
jogador da competição.
Nascido no ano de
2002, natural de Londrina, José Mangueira
foi aluno do Chute Inicial
Londrina entre os anos
de 2011 e 2015. Atualmente, José Mangueira
foi inscrito no Campeonato Paulista Sub 13 e estreou no dia 2 de
agosto contra a equipe Guarulhos, marcando um gol e sofrendo um pênalti na vitória
corintiana por 2 a 1. Já Nathan Miranda,
meia-esquerda, é nascido no ano de 2003
e natural de Taubaté; é aluno do Chute Inicial
Tremembé desde 2011. Atualmente, Nathan
Miranda está em período de testes com a
categoria de base do Corinthians e segue
sendo avaliado pelo técnico Vinícius Marques.
Os alunos selecionados para participar da
competição foram das
seguintes unidades:
Gabriel Augusto (CAT
Tremembé), Vitor Venegas Henriques (Butantã),
Enzo Gianni (Parque São
Jorge), Franklin Pereira (Parque São Jorge),
Gustavo Santiago (Ipiranga), Pedro Morales
(Ipiranga), Higor Vieira
(Osasco), José M. Leite (Londrina), Vinícius
Bonilha (Londrina), Leonardo Garcia (Londrina),
Matheus S. Santana (Campinas), Kaio Henrique (Campinas), Matheus Santos (João Dias),
Nathan Negrini (Ubatuba), Rafael Romani (São
José dos Campos), Rodrigo Silva (Itaquera) e
Vitor Hugo (Jardim São Luís).
O projeto da Seleção Chute
Inicial é composto pelos
melhores alunos da rede de
escolas nas categorias sub
9, sub 11 e sub 13. Atualmente
800 alunos participam da
seleção. O objetivo do
projeto é monitorar e
desenvolver os alunos para
as categorias de base do SC
Corinthians Paulista
BASE VENCEDORA
Seleção do Chute Inicial vence Copa e revela talentos
para as categorias de Futebol Base do clube
C
om o objetivo de buscar novos
talentos para as categorias de
base do clube, o Departamento de Formação de Atletas
(Futebol Base) organizou a I
Copa Corinthians de Futebol
Base – Sub 13.
O campeonato promovido
pelo SCCP teve a inscrição
de 32 equipes de diversos locais de São Paulo e interior.
Das 32 equipes participantes nove times
eram de representantes da rede de escolas
Chute Inicial. Um deles foi a seleção do Chu-
24
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
te Inicial (com atletas de diversas unidades da
rede que treinam no Parque São Jorge) e as outras unidades foram Vargem Grande Paulista,
Vila Jaguara, Aricanduva, Sorocaba, CAT Tremembé, São Miguel Paulista, Itatiba e Taubaté.
Com exceção das semifinais e finais, realizadas no campo da Fazendinha, no Parque São
Jorge, as partidas das demais fases foram feitas no campo da A.A. Flamengo, de Guarulhos.
Com bom nível técnico, a seleção do Chute
Inicial sagrou-se campeã invicta, vencendo todas as cinco partidas que disputou.
A seleção do Chute Inicial estreou contra a
equipe G.E.S. Estopim vencendo por 10 a 0, avan-
çando para as oitavas de final da competição.
No segundo jogo, a classificação para as
quartas de final veio após a Seleção Chute
Inicial vencer o Ajax por 3 a 0.
Nas quartas de final, jogando contra o Monte
Negro F.C., a equipe alvinegra atacou bastante,
mas o gol não saiu e o jogo terminou empatado no tempo normal. Nos pênaltis, a Seleção
Chute Inicial venceu por 8 a 7.
Jogando contra a Escola Futebol do Cruzeiro
(MG) na semifinal, a seleção do Chute Inicial
aplicou uma goleada por 4 a 1.
Chegaram à decisão os dois representantes da rede de escolas do clube. A seleção do
José Mangueira, aluno da Seleção do Chute Inicial eleito melhor atleta
do torneio que posteriormente foi inscrito nas categorias de base para
jogar o Campeonato Paulista Sub 13 representando o Timão
Chute Inicial e a equipe Chute Inicial Taubaté
realizaram uma final “caseira” na Fazendinha.
Dominando o jogo desde o início, a Seleção
Chute Inicial abriu 5 a 0 em 25 minutos de jogo do primeiro tempo, com quatro gols de
José Mangueira e um de Leonardo Garcia.
No segundo tempo, mesmo administrando o
resultado, José Mangueira marcou mais um
gol. A equipe Chute Inicial Taubaté descontou
o placar no final do jogo, fechando o resultado de 6 a 1. “Encaramos a competição como
parte de um longo processo de desenvolvimento. Conquistamos um título invicto e ainda
tivemos jogadores da rede de escolas selecionados para base do clube. O objetivo para
a competição foi atingido”, declarou o coordenador pedagógico da rede Chute Inicial, Thiago
Amorim. A Seleção Chute Inicial fechou a participação na competição de forma invicta, com
quatro vitórias e um empate, marcando 24 gols
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
25
‘‘
Estar
no Corinthians
só foi possível
graças ao
Chute Inicial.
Eu me dediquei
muito nos treinamentos lá em
Uberlândia e foi
fundamental para
que eu estivesse
preparado para as
avaliações que
fiz na base”
MIULLEN
Fabrício Oya
com os troféus
de campeão,
artilheiro e
melhor jogador
de tradicional
torneio sub 15
na Irlanda do
Norte. Abaixo, Fabrício e
Miullen com
professores do
Chute Inicial
26
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
Do Chute
Inicial para
a Seleção
Brasileira
Desde meados de 2013,
além das avaliações já
realizadas no Parque
São Jorge, o Chute Inicial
passou a fazer avaliação
dos alunos nas próprias
unidades. Esse aumento
no número de avaliações
impulsionou a observação e a captação de novos
talentos em toda a rede. A
Seleção Chute Inicial, que
contava com 80 alunos
até o maio de 2014, hoje
conta com 800 alunos
Os alunos selecionados estão divididos nos níveis “A”,“B” e “C”. Os alunos
classificados como “C” estão na fase de
monitoramento, em que treinam mensalmente no Corinthians para que os
avaliadores possam acompanhar sua
evolução com os treinamentos em sua
unidade. Já os alunos avaliados como
“A” e “B” estão na fase de treinamento, e comparecem semanalmente no
Parque São Jorge para treinamento e
desenvolvimento de suas habilidades.
São dessas equipes de treinamento
que saem os alunos indicados para as
categorias de base do Corinthians. Atualmente, integram as categorias
de base do Corinthians 39 atletas saídos
do Chute Inicial. Dentre eles, atualmente destacam-se Fabrício Oya e Miullen
Natan. Ambos os atletas do Corinthians
e no caso do Miullen que também é da
seleção brasileira sub 17, foram alunos
das unidades de Campinas e Uberlândia,
respectivamente. Sobre a importância do
Chute Inicial em suas carreiras, ambos afirmaram que foi fundamental: “Treinar no
Chute Inicial me ajudou muito no meu de-
senvolvimento. Minha técnica, que hoje é
o diferencial do meu jogo, foi desenvolvida
lá na unidade que treinava, em Campinas.
Fui indicado para a categoria de base do
Corinthians através do meu desempenho
nos treinos da Seleção Chute Inicial”,comentou Fabrício. O ex-aluno da unidade
Campinas teve participação fundamental
nos títulos Mundial sub 17 e da Copa do
Brasil sub 17, marcando ao todo 5 gols e
fazendo 5 assistências nas duas competições, com destaque para a final da Copa
do Brasil sub 17 fazendo dois gols na final
da competição. Já Miullen foi enfático ao
comentar sobre os tempos de Chute Inicial: “Estar no Corinthians só foi possível
graças ao Chute Inicial. Eu me dediquei
muito nos treinamentos lá em Uberlândia
e foi fundamental para que eu estivesse
preparado para as avaliações que fiz na
base”. Miullen não participou da campanha vitoriosa no Mundial sub 17 por estar
machucado, mas, na Copa do Brasil, fez 4
gols e deu 2 assistências no título alvinegro. Atleta da Seleção Brasileira sub 17,
Miullen também já fez 2 gols e deu uma
assistência com a camisa “amarelinha”.
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA
27
28
Revista
REVISTA OFICIAL DA BASE
DO S.C. CORINTHIANS PAULISTA

Documentos relacionados

o comandante do centenário

o comandante do centenário Diego Ragonha, Paulo Sanches e Alessandro da Mata Editor Responsável Paulo R. Sanches Colaboradores Rogério Fanucchi, Eduardo Mendes e Fabio Aramaki Revisão Maria Teresa França Fotografia Paulo Mit...

Leia mais