Relatório Semestral de Gestão

Сomentários

Transcrição

Relatório Semestral de Gestão
Relatório Semestral de Gestão
1.º Semestre de 2014
A monitorização e avaliação do desempenho organizacional, tanto ao nível operacional como
estratégico, constitui-se como um exercício de relevância fundamental para a organização, uma vez
que potencia, a cada tempo, a identificação do grau de cumprimento dos objetivos assumidos,
permitindo o reconhecimento dos resultados alcançados, bem como a definição de estratégias de
recuperação nos domínios em que os resultados se mostrem aquém das expectativas.
O Relatório Semestral de Gestão visa sistematizar os principais resultados alcançados pelo Centro nos
domínios (i) operacional – da prestação de serviços e do desempenho financeiro e económico, (ii)
estratégico – em particular da concretização do Plano Estratégico e (iii) dos estudos e projetos
desenvolvidos – eixo importante no quadro da missão do Centro.
O Relatório constitui-se, assim, como um instrumento de concretização dos princípios de
responsabilidade e confiabilidade assumidos pelo Centro, bem como um veículo de comunicação com
as partes interessadas, promovendo o conhecimento das atividades desenvolvidas pelo Centro.
A. Prestação de serviços
Ao nível da prestação de serviços – trabalho desenvolvido com e para os clientes, apresentam-se de
seguida os principais resultados do trabalho desenvolvido pelo Centro no período em referência:
Domínios
Unid.
Meta
anual
Execução
no semestre
Taxa de
execução
anual
Orientação para a qualificação e emprego
Orientação para a qualificação e emprego
n.º clientes
252
192
76%
Avaliação da capacidade de trabalho
n.º clientes
65
61
94%
n.º clientes
260
217
83%
n.º horas
225.490
116.126
52%
n.º horas
27.257
14.217
52%
95%
89%
94%
Formação profissional
Formação inicial
Formação de reconversão
Taxa de sucesso da formação
%
1
Relatório Semestral de Gestão | 1º semestre 2014
Domínios
Mediação para o trabalho e emprego
Acesso/manutenção/progressão no trabalho/
emprego
Taxa de inclusão ativa
Unid.
Meta
anual
Execução
no semestre
Taxa de
execução
anual
n.º clientes
178
167
94%
%
75%
49%
75%
n.º
48
44
92%
n.º clientes
72
40
56%
n.º
340
220
65%
n.º clientes
350
262
75%
n.º clientes
105
139
132%
24.961
24.998
100%
Reabilitação e reintegração profissional
Avaliações da funcionalidade
Reabilitação e reintegração profissional
Produtos de apoio
Prescrições de produtos de apoio
Fornecimento de produtos de apoio
Qualificação de adultos
Formação modular certificada
n.º horas
Centro para a qualificação e ensino
profissional (CQEP)
Inscritos
n.º clientes
675
264
39%
Encaminhados para formação/ emprego
n.º clientes
412
157
38%
Certificações
n.º clientes
240
0
0%
A execução das metas quanto a volumes de clientes e intervenções associadas revelou-se, em termos
gerais, dentro dos parâmetros esperados para o período. Os objetivos relacionados com a inclusão e o
sucesso na formação ficaram aquém do previsto, determinando a definição e implementação de
estratégias que permitam recuperar os desvios identificados e o cumprimento das metas anuais. O
CQEP encontra-se no início da sua operacionalização, a qual se prevê venha a ocorrer em pleno no
último trimestre do ano.
B. Desempenho financeiro e económico
No domínio financeiro e económico, durante os primeiros 6 meses do ano foram obtidos os seguintes
resultados:
Resultados financeiros e económicos
Faturação
Meta
anual
Execução
no semestre
Taxa de
execução
anual
875.000 €
422.472 €
48%
Autofinanciamento (receitas próprias/ receitas totais)
18%
20%
111%
Cost to income (custos totais/ proveitos totais)
99%
97%
102%
Consumos correntes (var. homóloga)
-2%
-10%
500%
Com exceção do volume de faturação, os resultados do Centro no domínio financeiro e económico
vão de encontro às metas definidas, em particular no que concerne aos esforços de racionalização
dos gastos na atividade corrente (consumos correntes).
2
Relatório Semestral de Gestão | 1º semestre 2014
Execução orçamental
(1)
Taxa de
execução (1)
Receita
59%
Despesa
52%
Em percentagem do respetivo orçamento anual
Ao nível orçamental, tanto do lado da receita como da despesa os graus de execução encontram-se
dentro do que é expectável para o período em referência. A despesa total, por comparação a 2013,
registou um decréscimo de 4%, enquanto a receita cresceu 0,4%.
C. Estratégia
No que respeita aos desenvolvimentos decorrentes do Plano Estratégico, deve ter-se em conta a
natureza do planeamento estratégico no Centro (eminentemente prospetivo e não programático)
bem como a adoção de uma estratégia de implementação baseada nas dinâmicas operacionais dos
serviços/ equipas. Na avaliação da sua execução, destacam-se os seguintes aspetos:
 para o conjunto das iniciativas estratégicas verifica-se um nível satisfatório de concretização
dos desenvolvimentos previstos para o ano, tendo sido identificados os desvios existentes e
exploradas as estratégias de recuperação dos mesmos,
 os desenvolvimentos, como preconizado na filosofia do plano, emergem sobretudo das
dinâmicas dos serviços e das equipas,
 entre os exemplos de concretização das iniciativas estratégias contam-se:
 definição da abordagem e conceito subjacentes à Referenciação de clientes, bem como das
linhas processuais orientadoras,
 reforço do nível de implementação das intervenções nos parceiros e na comunidade –
colaboração em rede (e.g.: processos de avaliação e orientação deslocalizados,
implementados na comunidade),
 desenvolvimentos na resposta em Reabilitação e Reintegração Profissional por parte do
Centro,
 identificação de grupos de clientes atualmente sem respostas de intervenção ajustadas,
para os quais estão ser estudadas soluções-piloto em parceria (com Centros de Emprego e
Segurança Social),
 introdução da dinâmica de atividade física adaptada,
 dinamização de projetos no âmbito de temáticas significativas para os clientes; reforço da
integração de saberes através da promoção de projetos multidisciplinares e estímulo à
participação dos clientes em diversas iniciativas (e.g.: concursos),
 atualização concetual ao nível da intervenção e práticas – metodologias de intervenção
(e.g.: no domínio dos apoios ao emprego),




reforço da presença do Centro nas redes sociais (e.g.: Facebook),
consolidação do Relatório Integrado de Gestão e dos Relatórios TDABC,
revisão do SIGIC,
análise exploratória – benchmarking - com organização britânica no domínio da intervenção
com pessoas vivendo com cancro,
3
Relatório Semestral de Gestão | 1º semestre 2014
 estabilização do modelo de benchmarking internacional – Quality of Life Impact of
Services (QOLIS) – baseado na metodologia de avaliação dos impactos das intervenções na
qualidade de vida dos clientes – desenvolvido pelo Centro.
D. Estudos e projetos
Durante o 1.º semestre do ano, o CRPG participou num conjunto de estudos e projetos, no quadro da
sua estratégia de envolvimento em dinâmicas de investigação, desenvolvimento e inovação:

Avaliação das Políticas Públicas – Inclusão de Alunos com Necessidades Educativas
Especiais: O caso dos CRI - Visa realizar uma avaliação externa que permita avaliar o impacto
da prestação de serviços dos Centros de Recursos para a Inclusão (CRI) no apoio à inclusão dos
alunos com necessidades educativas especiais, identificar os fatores facilitadores/barreiras ao
funcionamento dos CRI e avaliar a adequação dos recursos físicos, humanos e financeiros que
lhes estão afetos. Promovido pela Direção-Geral da Educação e apoiado pelo Programa
Operacional de Assistência Técnica – Fundo Social Europeu.

Indicadores sociais para a monitorização dos direitos humanos da deficiência: um estudo
exploratório - Tem como objetivo desenvolver um conjunto de indicadores sociais para
monitorizar a implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e o
progresso na garantia desses direitos. Promovido pelo ISCSP/UTL - Instituto Superior de
Ciências Sociais e Políticas e apoiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

EXCELNET - Criação de uma rede de centros de excelência para a integração profissional
de pessoas com deficiência na Roménia - Preconiza promover a qualidade dos serviços
especializados de integração profissional das pessoas com deficiências e incapacidades em 5
regiões romenas, através da criação de uma rede de centros de excelência. Promovido pela
Federatia ONPHR - Organizatia Nationala a Persoanelor cu Handicap din Romania e apoiado
pelo Programa Operacional Setorial Desenvolvimento dos Recursos Humanos romeno.

GOLD - Goldilocks–based learning Overcomes Learning Disabilities - Tem como objetivo
testar a adequabilidade do programa informático SlimStampen, desenvolvido para facilitar a
aprendizagem e memorização, às pessoas com dificuldades de aprendizagem. Promovido pelo
Rea College Nederland (Holanda) e apoiado pelo Programa Aprendizagem ao Longo da Vida/
Ação Transferência da Inovação.

INOVATELL - INOVAtive Touchless tEchnologies in Lifelong Learning for people with severe
disabilities - Visa desenvolver e implementar uma solução tecnológica que apoie pessoas com
limitações de motricidade manual a participar nos processos de aprendizagem ao longo da
vida, através de controlo remoto de software instalado em equipamentos informáticos.
Promovido Valakupiai Rehabilitation Center (Lituânia) e apoiado pelo Programa Aprendizagem
ao Longo da Vida/ Ação Transferência da Inovação.

PROTSENSOR - Sistema de sensores em rede para medidas de pressão estática e dinâmica Visa desenvolver um protótipo para o mapeamento multiplano das pressões nos encaixes de
próteses para amputação transfemoral, utilizando plásticos com características
piezoelétricas. Promovido pelo Instituto de Engenharia Mecânica (Universidade do Minho) e
4
Relatório Semestral de Gestão | 1º semestre 2014
apoiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia.

The development of methodology for evaluation and modification of the home
environment of persons with physical disability in order to increase individual
occupational capacities - Visa elaborar um guia metodológico sobre como avaliar as
capacidades das pessoas com alterações nas estruturas e funções do corpo e os contextos
residencial e laboral, de modo a identificar as soluções de acessibilidade mais eficazes e
eficientes. Promovido pela ILA, s.r.o. - Innovation Leadership Agency (República Checa) e
apoiado pelo Programa Operacional da República Checa - Recursos Humanos e Emprego.
10 de setembro de 2014
5