Um guia - NHS Kernow

Сomentários

Transcrição

Um guia - NHS Kernow
Um guia
Se necessitar destas informações num formato ou idioma
diferentes, contacte: Cornwall and Isles of Scilly Primary Care Trust
PALS 0845 170 8000.
V1 Agosto de 2010
Coles McConnell Ltd, Maidstone. © 2010 Todos os direitos reservados. Tel. 01622 685959 www.coles-mcconnell.com
PARA PAIS E AUXILIARES de crianças desde recém-nascidos até aos
cinco anos
Doenças
comuns
da infância
Bem vindo
Índice
Todos os pais ou acompanhantes querem saber o que fazer quando uma criança está
doente – utilize este manual para aprender a como cuidar da sua criança em casa,
quando chamar o médico ou quando contactar o serviço de emergência.
Quem pode ajudar?
A maior parte dos problemas que vai enfrentar fazem parte do processo de crescimento normal, para
o que pode ajudar uma conversa com a enfermeira ou parteira. Quase todos os bebés, crianças que
começam a andar e crianças até aos cinco anos têm as doenças mais comuns como, por exemplo,
varicela, constipações, dores de garganta e otites. Embora não sejam muito agradáveis na altura,
são fáceis de tratar pelo seu médico ou em casa com a ajuda de um médico ou enfermeira em vez
de se deslocar ao serviço de emergência.
Este manual ajuda a orientá-lo na direcção certa e ajuda a explicar o que pode fazer em casa para ajudar
ou onde tem de ir para obter ajuda e conselhos adicionais. Foi concebido com a ajuda de pais e profissionais
de saúde locais. Se está preocupado, tem de obter mais aconselhamento. Confie nos seus instintos,
conhece a sua criança melhor do que ninguém.
Com alguma frequência, uma coisa que pode parecer grave como, por exemplo, temperatura elevada,
pode derivar de uma constipação, que se consegue resolver, frequentemente, com uma rápida
deslocação ao farmacêutico. É tão fácil entrar em pânico e levar a criança ao serviço de emergência
com uma simples tosse ou constipação que pode ser tratada em casa. Se estiver preocupado, claro que
deve ir e consultar o seu médico, mas convém saber um pouco mais sobre as doenças comuns do diaa-dia para que saiba o que fazer e onde ir para obter ajuda.
Fotografia de amamentação – Real Baby Milk CIC/Patrick Shanahan
Um guia para os serviços
4
Saber o básico
6
Os primeiros meses
Vomitar
8
Chorar
10
Dermatite das fraldas
12
Irritação e pele seca
14
Remelas
16
Problemas relacionados com os dentes 18
Otites
24
Febre
26
Meningite
28
Cólicas
30
Pieira e dificuldades respiratórias
32
Bem-estar geral
Inchaços e nódoas negras
34
Estilos de vida saudáveis
36
Vacinas
38
Protecção solar
40
Contactos úteis
42
À medida que a criança cresce
Varicela
20
Tosse e constipações
22
3
Um guia para os serviços
Aqui em Cornwall e Isles of Scilly temos uma vasta gama de profissionais de saúde. Veja abaixo que
profissional de saúde é o melhor para o ajudar.
Departamento de
emergência
4
Farmacêutico
Médico ou clínico geral
Enfermeiro
Parteira
Os farmacêuticos locais têm
conhecimento sobre as questões de
saúde mais comuns. Podem sugerir o
melhor medicamento para ajudar. Ha,
frequentemente, farmacêuticos em
supermercados e muitos estão
abertos até tarde.
Tem de estar registado num médico
local. O seu médico pode
aconselhá-lo, dar-lhe os
medicamentos que necessita e
orientá-lo na direcção certa se
necessitar de serviços de outros
especialistas. Tem de fazer uma
marcação, mas a maior parte dos
médicos examinam um bebé
rapidamente se estiver preocupado.
Depois das 18:00, a maior parte dos
serviços estão cobertos por um
serviço médico de emergência.
O enfermeiro conhece-o e ao seu
bebé. Estão lá para o apoiar quando
necessita. Visitam-no em casa ou
atendem-no numa clínica e podem
oferecer apoio e aconselhamento e
dizer-lhe onde pode obter ajuda
adicional se necessitar dela. Fazem
parte de uma equipa de enfermeiros e
parteiras que estão lá para o ajudar
durante os primeiros anos.
A parteira conhece-o e ao seu bebé.
Oferecem apoio e conselhos e podem
dizer-lhe onde obter ajuda adicional se
necessitar dela. Vão apoiá-la durante a
gravidez e primeiros dias.
Centro de atendimento
Temos um centro de atendimento
aberto das 08:00 às 20:00 onde não
são necessárias marcações
(ver página 42).
NHS Direct
Se está preocupado, existe uma
linha de apoio do sistema nacional
de saúde para onde pode ligar e
pedir conselhos a enfermeiros
experientes. Pode falar com eles
directamente. Pode obter mais
informações no website
www.nhsdirect.nhs.uk. Depois das
18:00, os serviços são cobertos por
um serviço médico de emergência.
Destina-se a situações graves como,
por exemplo, ferimentos na cabeça,
queimaduras, fracturas ou se estiver
realmente preocupado. Não tem de
fazer uma marcação, mas pode ter
de esperar.
Unidades de
ferimentos ligeiros
Temos várias Unidades de ferimentos
ligeiros (MIU)* abertas das 8:00 às 20:00
onde não é necessário fazer marcação,
mas onde pode ter de esperar.
Destinam-se a ferimentos menos graves
(ver detalhes nas páginas 42-43).
5
Tipos de termómetro
Os termómetros digitais são precisos e fáceis de utilizar
e podem ser utilizados debaixo do braço (utilize sempre o
termómetro debaixo do braço em crianças com menos de 5
anos). Segure o braço da criança contra o corpo e deixe o
termómetro no sítio durante o tempo indicado nas instruções.
Os termómetros de ouvido são colocados no ouvido da
criança. Medem a temperatura em alguns segundos e não
perturbam a criança, mas são caros. Os termómetros de
ouvido podem dar leituras baixas quando não são
correctamente colocados no ouvido. Leia cuidadosamente as
instruções.
Os termómetros do tipo tira, que segura na testa da
criança, nem sempre são uma forma precisa de medir a
temperatura. Mostram a temperatura da pele, não do corpo.
Os termómetros de mercúrio em vidro já não são
utilizados há muitos anos nos hospitais e já não estão à venda.
Não utilize termómetros de mercúrio. Se a sua criança for
exposta ao mercúrio, procure ajuda médica imediata.
Uma temperatura normal é entre 36-36,8°C.
Fonte: NHS Choices.
6
Saber o básico
Estar preparado e conhecer os sinais
Os pais são normalmente bons a detectar que algo está errado com o seu bebé desde o
início. É normal preocupar-se em não reconhecer os sinais de que o seu bebé não está bem.
Confie nos seus instintos, é quem melhor conhece o bebé.
Aprenda a detectar os sinais de doenças graves e como agir se acontecer um acidente. Se
conhecer o básico e estiver bem preparado, vai achar que é mais fácil agir – e menos
assustador. Mantenha uma pequena quantidade de medicamentos úteis num local alto, onde
a criança não chegue. À direita, encontra uma lista útil de coisas a ter em casa, por
prevenção. Certifique-se de que tem a dosagem certa do medicamento para a idade da sua
criança, siga as instruções cuidadosamente e verifique as datas de validade.
Se o seu bebé parece ter uma doença grave, é importante obter ajuda média o mais rápido
possível.
Pare
Pense
Faça
Dicas do
farmacêutico
Mantenha uma pequena
quantidade de medicamentos úteis.
Inclua coisas como:
Termómetro
(ver página oposta)
Pensos rápidos
Analgésicos líquidos
(e.g. paracetamol para
Tenho um novo bebé
em casa e estou
preocupado em que não
saiba o que fazer ou o
que procurar.
Esteja preparado para
saber o que fazer e
quem contactar no caso
de ficar doente.
Mantenha uma pequena
quantidade de
medicamentos úteis.
Mantenha os números de
emergência num local em
que os encontre.
bebés)
Creme protector
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
7
Vomitar
Um problema que, provavelmente, se resolve sozinho
O enfermeiro diz
Bolsar é quando um bebé vomita
pequenas quantidades de leite.
Isto é muito comum nas primeiras
semanas e pode não ser motivo
para preocupação. Se estiver
preocupado, procure
aconselhamento.
É comum os bebés vomitarem – muitas vezes nas primeiras semanas quando se estão a
habituar à alimentação e à medida que os seus corpos se desenvolvem. Consegue ver
quando um bebé está a vomitar, em vez de apenas bolsar pequenas quantidades de leite,
porque vai sair uma quantidade muito maior. Pode ser assustador para o seu bebé, por isso é
provável que chore. Muitas coisas podem provocar o vomitar do bebé.
Vomitar frequentemente ou em grande quantidade pode dever-se a ‘refluxo gástrico’ em que o
ácido do estômago pode vir acima. Os bebés podem ficar mal dispostos e pode causar uma
alimentação deficiente. Se o seu bebé come bem, mas não parece bem, pode ter de ajustar a
posição do bebé durante a alimentação para que fique mais direito. Dar quantidades mais
pequenas e mais frequentemente também pode ajudar.
Pare
Tenho um novo bebé.
Acabei de alimentar o
meu bebé.
8
Pense
Parece sempre bolsar
pequenas quantidades
de leite.
Faça
O enfermeiro diz
Após os primeiros meses, se o seu
bebé vomita subitamente, o mais
provável é ser causado por um
vírus no estômago do que a bolsar.
As gastrenterites são organismos
no estômago (ver cólicas na página
30), que podem vir com diarreia
(líquida).
Contacte o Enfermeiro ou NHS
Direct em 0845 4647 onde pode
falar com um enfermeiro
experiente.
Isto é conhecido como
‘Bolsar’. Com o
desenvolvimento, isto
pára naturalmente. Fale
com o enfermeiro.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte o enfermeiro ou NHS Direct.
9
Chorar
Compreender o porquê
NHS Direct diz
Se o choro do seu bebé parece
diferente de qualquer forma
(como, por exemplo, um choro
mais alto ou um queixume),
procure ajuda médica. O choro,
por vezes, é um sinal de que o
bebé não está bem. Confie nos
seus instintos, é quem melhor
conhece o bebé. No caso de
dúvida, contacte a NHS Direct em
0845 4647 onde pode falar com
um enfermeiro experiente.
Todos os bebés choram, especialmente nas primeiras semanas após o nascimento. O choro é
uma forma de nos fazer saber que necessitam de alguma coisa ou que estão desconfortáveis.
Podem precisar de mudar a fralda, podem ter fome ou precisam de apenas um carinho. Faça
sempre o seu bebé arrotar após a alimentação, uma vez que isto ajuda.
Se o seu bebé chora subitamente e muito frequentemente, mas no resto do tempo parece feliz e
saudável, pode ter uma cólica. As cólicas são comuns e, embora desconfortáveis, não são
graves e habitualmente afectam os bebés apenas nos primeiros meses de vida. O sintoma mais
comum das cólicas é o choro contínuo, que ocorre tipicamente ao fim da tarde ou noite. Outros
sinais incluem uma aparência corada, dobrar as pernas para o peito, punhos cerrados, gases e
dificuldade em adormecer.
Quando um bebé chora, pode ser aflitivo. É muito importante permanecer calmo e não ter
medo de pedir ajuda.
Pare
O seu bebé está muito
inquieto e chora
constantemente?
10
Pense
O seu bebé pode
necessitar de um
carinho e confiança.
Faça
Não se preocupe,
continue a verificar se
existem sinais estranhos
e peça apoio se se sentir
cansado ou frustrado.
O enfermeiro diz
Descobrir porque chora o bebé é,
muitas das vezes, uma questão de
ver todas as possíveis opções.
Coisas para verificar em primeiro
lugar:
É necessário mudar a fralda?
P Pode ter fome?
P Pode estar muito quente?
P Pode estar muito frio?
P
São coisas simples que podem
causar o choro do bebé.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
11
Dicas do enfermeiro
Deixe o bebé num local com
uma boa temperatura e seguro
sem roupas nem fraldas para
deixar o ar chegar à pele.
Utilize um creme protector.
(ver dicas do farmacêutico no lado oposto)
Lembre-se de verificar e trocar a
fralda com frequência.
Eritema das fraldas
Um problema comum que é simples de tratar
O eritema das fraldas é muito comum e pode afectar muitos bebés. É habitualmente causado
pelo contacto da pele do bebé com o xixi e cocó nas fraldas.
Um eritema das fraldas causa a irritação da pele do bebé. A pele nesta área pode ficar
coberta de pontos vermelhos ou manchas. Pode ter de trocar as fraldas com maior
frequência.
Muitos eritemas das fraldas podem ser tratadas com apenas uma rotina de cuidado com a
pele e pela utilização de um creme que pode obter no farmacêutico. Com um eritema das
fraldas moderado, o bebé não sente, habitualmente, grande desconforto.
No entanto, alguns eritemas das fraldas são mais graves e podem ser causados por outra
coisa. Um eritema grave pode ser mais desconfortável para o bebé e pode necessitar de
tratamento médico. Fale com o enfermeiro se o problema persistir.
Pare
Existe uma área
vermelha, irritada, na
zona da fralda. O bebé
está desconfortável e
chora muito.
12
Pense
O seu bebé esteve com
uma fralda suja durante
um longo período?
Faça
Troque as fraldas com
frequência. Fale com o
enfermeiro e informe-se
com o farmacêutico
acerca dos cremes.
Dicas do
farmacêutico
Ligue e fale connosco acerca dos
cremes que podemos fornecer
sem receita médica.
Há dois tipos de cremes
disponíveis. Um é um creme
protector que mantém o xixi
afastado da pele do bebé. O outro
é um creme com medicamento,
que é bom para eliminar qualquer
irritação, mas só deve ser utilizado
quando aconselhado por um
profissional de saúde.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte o farmacêutico ou enfermeiro.
13
Irritação e pele seca
A pele do bebé necessita de cuidados extra
O enfermeiro diz
A pele do bebé é mais delicada
que a nossa. Tente limitar a
quantidade de produtos que utiliza
na pele e nunca deixe o seu bebé
ao sol (ver Protecção do Sol
páginas 40-41).
A crosta láctea não necessita de
um tratamento específico, embora
uma lavagem suave do cabelo e
couro cabeludo do bebé possa
impedir a acumulação de
escamas. Utilize apenas uma
pequena quantidade de óleo
natural puro – como azeite ou óleo
vegetal – no couro cabeludo do
bebé e deixe actuar cerca de 15
minutos antes de lavar.
14
A pele de um bebé é mais fina e necessita de cuidados extra. A pele seca e descamação,
algumas manchas, imperfeições e ligeira irritação é normal em recém-nascidos e desaparece
naturalmente. Se o seu bebé está bem, mas tem uma irritação e está preocupado com isso,
contacte a parteira ou enfermeiro. Outra irritação comum dos bebés é a irritação provocada
pelo calor. Surge principalmente na cabeça e pescoço como pequenos pontos vermelhos e
não há motivos para preocupação. Mantenha-o numa boa temperatura, mas não quente e
tente vesti-lo com roupa de algodão natural, sem nada que possa esfregar na pele.
O seu bebé também pode sofrer de crosta láctea. Este é o nome que se dá a umas pequenas
escamas amarelas e gordurosas no couro cabeludo de recém-nascidos e surge habitualmente
durante os primeiros três meses do bebé. Pode parecer um caso grave de caspa e é
inofensivo, não causa irritação ao bebé e habitualmente desaparece quando atinge os dois
anos.
Pare
A pele do seu bebé
pode escamar e estar
seca.
Pense
A pele seca é comum
em recém-nascidos,
uma vez que a sua pele
é 15 vezes mais fina
que a de um adulto.
Faça
Evite sabonete e a
utilização de produtos
na pele do bebé. Lave
com água limpa.
Dicas do médico
Contacte o seu médico ou vá ao
Serviço de emergência
imediatamente se o seu bebé tiver
uma irritação que não desaparece
quando pressiona um vidro nela.
Isto pode ser um sinal de
Meningite e tem de ser observado
por um médico,
independentemente de o seu bebé
parecer bem.
Procure ajuda médica imediata se
o seu bebé tiver uma irritação e
alta temperatura ou vómitos (ver
página 28 para mais informações
sobre a Meningite).
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
15
Remelas
Comuns nos recém-nascidos
As ‘remelas’ são comuns em recém-nascidos e crianças pequenas durante o desenvolvimento
dos canais lacrimais. Pode ver algum material pegajoso no canto dos olhos ou as pálpebras
podem ficar coladas.
Isto normalmente desaparece sem tratamento, mas pode limpar regularmente os olhos do
bebé com algodão humedecido. Utilize água limpa fervida, arrefecida. Limpe cada olho a
partir do canto junto ao nariz para fora. Utilize um pedaço de algodão limpo para cada
passagem.
Os sinais de ‘remelas’ podem, por vezes, ser confundidos com uma infecção denominada
‘Conjuntivite’. Com a conjuntivite, os sinais são remelas verdes amareladas que regressam
com regularidade. Se detectar isto, contacte o enfermeiro ou médico. Pode ser facilmente
transmitido, pelo que deve lavar as mão e utilizar uma toalha separada para o seu bebé.
Pare
Há uma secreção no
canto do olho do bebé
e as pálpebras
parecerem estar
coladas?
16
Pense
As remelas são uma
situação comum que
afecta a maior parte
dos bebés, fale com o
enfermeiro.
Faça
Utilize um pedaço de
algodão limpo
humedecido com água
fervida fria para cada
passagem.
O enfermeiro diz
A água fervida arrefecida é a
melhor opção para a limpeza dos
olhos do bebé.
Utilize água limpa fervida,
arrefecida. Limpe cada olho a
partir do canto junto ao nariz para
fora. Utilize um pedaço de algodão
limpo para cada passagem.
Lembre-se de lavar as suas mãos
antes e depois e evite partilhar
toalhas para evitar espalhar a
infecção.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
17
Problemas relacionados
com os dentes
Todos os bebés passam por isso
O enfermeiro diz
Os aros de dentes oferecem ao
bebé uma forma de segura de
morder, o que pode ajudar a
diminuir o seu desconforto ou dor.
Alguns aros de dentes podem ser
arrefecidos no frigorífico primeiro.
Pode ajudar se der ao seu bebé
algo duro para morder como, por
exemplo, um aro de dentes, uma
côdea de pão, um pão ou pedaço
de cenoura descascada (esteja
perto para o caso de se engasgar).
Fonte: NHS Choices.
18
Os primeiros dentes de um bebé (conhecidos como dentes de leite) desenvolvem-se
habitualmente antes de o bebé nascer. Os dentes começam a aparecer quando a criança tem
entre quatro a nove meses, embora cada bebé se desenvolva ao seu próprio ritmo. Isto é
conhecido como ‘rompimento dos dentes. Alguns bebés mostram poucos sinais enquanto outros
têm mais desconforto – ficam com as bochechas vermelhas, babam muito, não têm apetite,
ficam rabugentos e mordem tudo.
Há sempre formas de poder ajudar a facilitar o rompimento dos dentes do seu bebé. Cada
criança é diferente e pode ter de experimentar algumas coisas até descobrir uma que funcione
com o seu bebé. Experimente o gel para dentes e aros de dentes e fale com o farmacêutico para
obter aconselhamento.
Agora é uma boa altura para pensar na rotina do cuidado com os dentes do seu bebé. Pode
escovar os dentes com uma escova de dentes suave e pasta de dentes para bebé e levá-lo
consigo quando vai ao dentista.
Pare
Esteja atento a
bochechas e gengivas
vermelhas, baba,
recusar comida, morder
nos objectos e ao bebé
ficar rabujento.
Pense
O seu bebé tem entre
quatro e nove meses e
os dentes podem estar
a romper.
Faça
Pergunte ao
farmacêutico acerca
de gel e aros para os
dentes. Inicie a rotina
do cuidado com os
dentes do seu bebé o
mais rápido possível.
Dicas do
farmacêutico
Se o seu bebé está
desconfortável, pode querer darlhe um medicamento que tenha
sido formulado para crianças e
que possa comprar na sua
farmácia. Estes medicamentos
contêm uma pequena dose de
analgésico como, por exemplo, o
paracetamol, para aliviar algum
desconforto. O medicamento
também deve ser sem
açúcar. Certifique-se de que
lê todas as instruções ou
pergunte ao farmacêutico
sobre como os utilizar.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte o farmacêutico ou enfermeiro.
19
Varicela
Muitas crianças a apanham
O enfermeiro diz
É importante mantê-los frescos,
pois a comichão é pior se
estiverem quentes. Experimente a
loção de calamina (especialmente
à noite) para ajudar a que não se
cocem e rebentem as borbulhas
que podem causar cicatrizes.
A varicela é uma doença moderada que a maior parte das crianças vão apanhar a uma
determinada altura. Demora 10 a 21 dias para o surgimento dos sinais. Se tem a certeza de
que é varicela, não necessita de ir ao médico, excepto de a criança se sentir mal.
A varicela é mais comum entre crianças que têm entre dois e oito anos. Podem transmiti-la a
outros cerca de dois dias antes do surgimento da irritação e até cerca de cinco dias depois. A
irritação surge habitualmente no peito e costas. Você a sua criança devem ficar afastados de
outras pessoas até que todas as borbulhas tenham secado o que acontece habitualmente de
cinco a sete dias depois do surgimento da primeira borbulha. Pode levá-los à rua se se
sentirem bem, mas tenha o cuidado de se afastarem de outras pessoas. Depois de as últimas
borbulhas terem secado, já não é provável que haja transmissão da infecção.
A varicela transmite-se pelo cuspo, partículas de espirros e tosse de uma pessoa com
varicela.
Pare
Têm uma irritação com
comichão (parecem
borbulhas)
principalmente no peito
e costas?
20
Pense
A varicela é uma doença
comum entre as crianças,
especialmente as que
têm menos de oito anos.
Faça
Afaste-se de outras pessoas
até que as borbulhas
tenham secado. Ligue para
a NHS Direct para obter
aconselhamento sobre
como cuidar a criança.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Contacte a NHS Direct se estiver preocupado.
O médico diz
Depois de ter varicela, o vírus
permanece no corpo. Mais tarde, o
vírus pode aparecer sob uma
forma diferente conhecida como
zona.
A varicela é de fácil transmissão
para uma pessoa que não tenha
tido antes. Se a sua criança tem
varicela, mantenha-a afastada das
outras pessoas.
Se está grávida, provavelmente
está imune à varicela. No entanto,
contacte a parteira para obter
aconselhamento.
21
Tosse e constipações
Um carinho pode fazer muito
Há algumas coisas boas sobre crianças que têm tosse e constipações, pois ajuda a que criem
defesas naturais e combatam as viroses.
Não transmita:
Contenha-as As bactérias
espalham-se facilmente. Tenha
sempre consigo lenços de papel
para as conter quando tosse ou
espirra.
Deite-as para o lixo As
bactérias podem sobreviver várias
horas em lenços. Deite o seu
lenço para o lixo o mais
rapidamente possível.
Mate-as As mãos podem
transmitir as bactérias para tudo o
que toca. Limpe as suas mãos
assim que puder.
22
A maior parte das bactérias passam sem criar qualquer prejuízo real, porque são vírus que
melhoram sozinhos, mas há coisas que pode fazer para ajudar:
Dê muitos líquidos à criança.
Experimente o paracetamol infantil (não a aspirina).
Mantenha-a afastada de fumo, não permita que fumem em casa, perto da criança nem
que entrem em contacto com a criança se tiverem fumado recentemente.
Mantenha a calma – um carinho pode fazer muito.
Fale com o seu farmacêutico, mas lembre-se de que a tosse é a forma de o corpo limpar
os pulmões.
P
P
P
P
P
Pare
Se a sua criança tosse
e espirra, tem febre
moderada e parece
adoentada?
Pense
É provavelmente nada
mais do que uma
constipação e só
necessita de conforto
adicional, bebidas e
repouso.
Faça
O farmacêutico diz
As crianças também podem ser
tratadas utilizando analgésicos
que não necessitam de receita
médica para ajudar a controlar a
febre. Alguns estão disponíveis
como líquido para crianças e pode
ser dados a partir dos três meses.
Consulte o farmacêutico e diga-lhe
a idade da sua criança. Consulte
sempre o farmacêutico se não tem
a certeza de que tratamentos pode
dar à criança.
Peça ao farmacêutico
aconselhamento sobre
analgésicos e esteja
atento para o caso de
piorar.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
23
Otites
Os ouvidos dos bebés têm de ser tratados com cuidado
Quais são os
sinais de uma
otite?
Os sinais são temperatura
elevada, irritação geral e dor ou
desconforto. Podem até ter
secreções de pus, o que pode
estar associado a um sentimento
de ouvido tapado ou perda de
audição. Embora a maior parte
das infecções auditivas passem
sem efeitos graves, pode haver
uma perda de audição durante um
prazo curto (duas a três semanas).
24
Os bebés podem desenvolver algum tipo de problema com os ouvidos em determinadas
alturas. A maior parte das crianças desenvolve otites por volta dos sete anos. A maior parte
das otites são causadas por um vírus que passa sem tratamento e que não necessita de
antibióticos.
Os bebés têm alguma protecção natural contra infecções nas primeiras semanas – este factor
é aumentado com a amamentação. Em bebés e crianças que começam a andar, as bactérias
passam do nariz para os ouvidos com mais facilidade. As otites podem ser dolorosas e a
criança pode necessitar de carinho adicional e analgésicos do farmacêutico. A criança pode
ter glândulas inchadas no pescoço – esta é a forma de o corpo combater a infecção.
As crianças que vivem em casas em que as pessoas fumem (fumo passivo) ou que têm
grande contacto com outras crianças como, por exemplo, as que estão em infantários, têm
mais probabilidade de ter otites. Fale com o enfermeiro acerca de limpeza em segurança dos
ouvidos do seu bebé, uma vez que podem ferir-se com facilidade.
Pare
Está quente,
rabugento, tem
glândulas inchadas,
está sem apetite e
está constipado.
Pense
A sua criança tem
muito contacto com
outras crianças. Pode
ter uma otite.
Faça
O enfermeiro diz
Os ouvidos dos bebés têm de
P ser
tratados com cuidado
durante a limpeza.
Nunca utilize cotonetes
P dentro
do ouvido da criança.
Se tiverem febre, a cera pode
P sair.
Utilize um algodão limpo
P humedecido,
diferente em
cada ouvido para limpar na
área exterior.
Vá ao médico, que
observará os ouvidos
da criança e vai tentar
descobrir a causa do
problema.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
25
Febre
Mais de 38°C significa febre
Os pais e auxiliares
devem:
• Oferecer fluidos regularmente
(se amamenta, continue como
normalmente).
• Verificar a criança regularmente,
incluindo durante a noite (duas ou
três vezes).
• Vista a criança adequadamente para
o ambiente, com o objectivo de evitar
que fique demasiado quente ou que
tenha frio.
• Mantenha a criança afastada do
infantário ou escolha enquanto tiver
febre e avise o infantário ou escola
da doença.
• Utilize paracetamol infantil.
26
Uma temperatura normal é entre 36-36,8°C. Nas crianças, qualquer temperatura de 38°C ou
acima é considerada alta e é classificada como febre. Para descobrir se a sua criança tem
febre, há vários tipos de termómetros. Estes incluem os termómetros digitais, de ouvido e tiras
(ver página 6 para mais informações).
Um bebé não consegue regular a temperatura do corpo e pode facilmente ficar demasiado
quente. O rompimento dos dentes também pode causar um ligeiro aumento da temperatura e é
também comum que os bebés e crianças tenham febre nas 48 seguintes à vacinação. Sempre
que um bebé ou criança que começa a andar tiver temperatura elevada, esteja atento a novos
desenvolvimentos.
A febre pode, frequentemente, ser tratada em casa com paracetamol infantil (não aspirina) que
pode obter na farmácia.
Determinadas vezes a criança deve ser observada ou deve contactar um médico:
• Se o seu bebé tem menos de três meses e tem febre de mais de 38°C ou se tem de três a
seis meses e tem uma temperatura superior a 39°C uma hora depois de ter tomado a dose
correcta de paracetamol infantil.
• Se vomita e não tem diarreia ou desenvolve uma irritação bem como febre.
• Se bebe menos que o habitual, faz menos xixi que o habitual ou está sonolento de forma
estranha.
• Se não está bem durante algum tempo.
O médico diz
Procure ajuda médica se a
criança:
Estiver desidratada (os sinais
incluem fraldas menos
molhadas e menos chichi,
boca seca, depressão da
fontanela, ausência de
lágrimas, depressão dos
olhos e mau aspecto geral).
Desmaia.
Desenvolvimento de irritação
sem perder a cor i.e. a
irritação não desaparece
quando pressionada.
Tem uma febre que dura
mais de cinco dias.
Está a piorar.
P
P
P
P
P
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
27
Meningite
Uma doença grave
O teste do vidro
O teste do vidro é uma forma muito útil de detectar a suspeita de Meningite. Se a criança
tem um conjunto de pontos vermelhos ou roxos, pressione a parte lateral de um copo de
vidro firmemente contra a irritação.
Vá imediatamente para a urgência
A meningite é um inchaço em redor do cérebro. É uma doença muito grave, mas se tratada no
início, a maior parte das crianças recupera totalmente.
Deve sempre tratar qualquer caso de suspeita de meningite como uma
emergência.
Os primeiros sinais podem ser de ter uma constipação ou gripe. As crianças com meningite
podem ficar gravemente doentes muito rapidamente, pelo que deve certificar-se de que detecta
os sinais. A criança pode ter um conjunto de pontos vermelhos ou roxos. Faça o teste do vidro.
Esta irritação também pode ser mais difícil de ver em peles mais escura, pelo que deve
verificar pontos em todo o corpo do bebé, uma vez que pode iniciar em qualquer sítio (verifique
as zonas de pele mais clara primeiro).
A presença de febre e outro tipo dos sintomas acima deve ser tomada muito
a sério. Nem todas as crianças mostram todos os sinais indicados à direita.
Este é um exemplo de que os pontos ainda
estão visíveis través do vidro. Contacte
imediatamente o médico (e.g. o médico de
clínica geral ou centro de atendimento). Se
não for possível obter ajuda, siga
imediatamente para o serviço de emergência.
28
Neste exemplo, os pontos sob o vidro
quase que desapareceram. É improvável
que seja meningite, mas se ainda estiver
preocupado contacte a NHS Direct, o seu
médico ou vá ao serviço de emergência.
O médico diz
Pare
A sua criança
apresenta sinais
como os da caixa à
direita?
Pense
Deve sempre tratar
qualquer caso de
suspeita de meningite
como uma emergência.
Faça
Faça o teste do vidro.
Se os pontos não
mudarem de cor,
trate como uma
emergência e
procure ajuda
imediata.
_
Procure e conheça os sinais
abaixo; se algum estiver presente,
contacte um médico.
Febre, mãos e pés
frios
Mole e sem reacção
Sonolento e com
dificuldade de acordar
Pontos/irritação. Faça
o teste do vidro
Respiração rápida ou
grunhidos
Inquieto, não gosta
de ser tocado
Choro ou gemido
anormal
Se ainda estiver preocupado, contacte um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou centro de atendimento). Se não for possível obter ajuda, siga imediatamente para o
serviço de emergência.
29
Cólicas
Não é agradável nem para si nem para o seu bebé
As bactérias que provocam vómitos e a diarreia apanham-se facilmente e transmitem-se
frequentemente em locais onde há muitas crianças – como jardins infantis ou creches.
Dicas do farmacêutico
Há muitas formas de cuidar da criança em
casa.
As coisas a experimentar são:
Dê bebidas com regularidade –
experimente pequenas quantidades de
água fria.
Sentir-se doente e vomitar subitamente são normalmente os primeiros sinais. A diarreia (fezes
líquidas) pode seguir-se. Leve-o ao médico se não estiver bem há mais de 24 horas ou mais
cedo se for recém-nascido ou se detectar sinais de desidratação.
_
P
Se está a amamentar, continue a fazê-lo. Ofereça muita água às crianças mais velhas ou um
gelado para chuparem. Se quiserem comer, dê-lhes comida simples como massa ou arroz
cozido (nada muito rico nem salgado).
P mãos (utilize água a sabão e seque bem
Mantenha-as afastadas de outras pessoas que possam apanhar a infecção. Seja extra
cuidadoso com a lavagem das mãos de toda a gente.
Ser extra cuidadoso coma higiene das
as mãos com uma toalha limpa).
As soluções de hidratação vêm em
P saquetas
com a quantidade certa para
misturar com água. Ajuda na
desidratação.
Se a criança não está bem há mais de 24
horas, consulte o médico. Se o seu bebé é
recém-nascido ou está muito mal, contacte
imediatamente o médico.
30
Pare
A sua criança vomita
ou tem fezes líquidas.
Pense
Para ajudar, dê-lhe
muitos líquidos.
Provavelmente tem
uma cólica.
Faça
Sinais de
desidratação
da fontanela (i.e.
P aDepressão
moleirinha está mais
deprimida que o normal).
Fraldas menos molhadas
P (i.e.
menos chichi).
sonolento que o normal.
P Mais
líquidas.
P Fezes
P Boca seca.
Vá ao seu médico se
não se sentirem bem
durante mais de 24
horas. Mantenha-as
afastadas de outras
pessoas.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte um farmacêutico ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
31
dificuldades
Pieira erespiratórias
Procure os sinais
A parteira diz
Os recém-nascidos têm padrões de
respiração estranhos e muitos
bebés têm nariz tapado durante as
primeiras semanas de vida. Os
bebés recém-nascidos respiram
mais rapidamente que as crianças
mais velhas.
O enfermeiro diz
32
Pare
Pense
Faça
A sua criança é uma
criança que está a
aprender a andar
normal, activo?
Tem andado de um
lado para o outro?
Sente-a e deixe-a
recuperar o fôlego.
Certifique-se de que o seu bebé
ou criança que começa a andar
não engoliu alguma coisa que não
deveria como, por exemplo, um
brinquedo de plástico. Se isto
acontecer e parecer estar a
sufocar, procure ajuda imediata.
Qualquer tipo de dificuldade respiratória sentida pela criança pode ser assustadora para os
pais. Pode não ser motivo para preocupação e serem apenas ‘fungadelas’ normais do bebé.
Utilize os seus instintos com recém-nascidos e bebés. Pode ser:
• Respiração rápida ou ofegante, o que é comum. Não há outros sinais de doença, vai e vem e
o seu bebé respira confortavelmente a maior parte do tempo, normalmente não é necessário
preocupar-se.
• A respiração pode soar um pouco aguda. Tente segurar o bebé direito na vertical e deixe-o
dormir direito nos seus braços.
• O bebé pode tossir ou engasgar-se ocasionalmente quando bebe leite demasiado rápido.
Tente abrandar um pouco as coisas.
• Uma constipação ou tosse moderada. Esteja atento nesta altura e utilize os seus instintos. Se
ainda estiver preocupado, contacte o enfermeiro ou NHS Direct.
Em bebés mais velhos e crianças que aprendem a andar, pode notar:
• Tosse, nariz a pingar, temperatura média – (ver página 22 Tosse e constipações).
• Laringite (voz grossa, tosse de cão) tem de ser avaliada por um médico e pode necessitar de
tratamento com esteróides.
• Os lábios e nariz estão azulados.
Enquanto liga para o médico, tente sentar-se com ele numa casa-de-banho com vapor – não
deixe a criança sozinha.
Se está preocupado com a pieira da criança ou tiver dificuldades respiratórias mesmo depois de
ler isto, contacte imediatamente um médico.
O médico diz
Tem de obter ajuda médica
imediata se o seu bebé ou criança
que está a aprender a andar:
Parece ter falta de ar e as
costelas e estômago estão
chupados.
P
peito parece ‘encovar.’
P OA pele
fica azulada,
P especialmente
nos lábios e
nariz.
conseguem concluir uma
P Não
frase sem para respirar.
As informações acima não substituem o tratamento de especialistas. Se ainda estiver preocupado, contacte a NHS Direct ou um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou
centro de atendimento).
33
Inchaços e nódoas negras
Parte do crescimento
Mantê-lo seguro
Ser uma criança que aprende a
andar significa que descobre o
mundo em redor dela. Isto pode dar
origem a galos e nódoas negras. É
quase impossível evitar todos os
acidentes, embora haja coisas que
podemos fazer em casa que podem
ajudar.
Pense em grades de segurança,
protectores de cantos para a
mobília, protector de armários,
protectores de lume, bloqueios de
janelas e tapetes anti-deslizantes
para a casa de banho.
Lembre-se de manter as
bebidas quentes fora do
alcance das crianças.
34
Cortes menores, galos e nódoas negras fazem parte do normal crescimento. Permitir que
explorem o mundo em redor (com supervisão) ajuda-os a desenvolverem-se e a aprenderem.
A maior parte das quedas da criança que aprende a andar não exige mais do que um carinho
para os fazer sentir melhor. Vai rapidamente ser capaz de avaliar pelo barulho da queda, a
reacção da criança e a cor da área afectada, quais são as quedas mais graves.
Se parecer que o galo pode inchar, utilize um pano frio (molhando o pano com água fria) ou
saco de gelo (mas não coloque o gelo directamente na pele) para ajudar a reduzir o inchaço
da pele e arrefecer a área durante alguns minutos.
Se a criança teve um galo e parece grave ou os sintomas se agravarem, ligue para a NHS
Direct. Leia as informações à direita.
Se a criança tem menos de 1 ano e tem um galo na cabeça, procure ajuda médica.
_
Pare
A minha criança deu
uma pancada forte na
cabeça. Utilizei um
pano frio no galo.
Pense
Está cansada. Foi
dormir. Isto é normal
após um susto.
Faça
Verifique regularmente
para ver se está bem e
se tem um
comportamento
normal.
Ferimentos na
cabeça
Um dos sinais de um ferimento grave
na cabeça é ficar anormalmente
sonolento, mas isto não quer dizer
que não possa deixar dormir a
criança.
Tem de ter atenção médica se:
• Vomitar.
• Se queixar de que dói.
• Não ter qualquer reacção.
Se está cansada do que aconteceu
ou de chorar, não há problema em
deixá-la dormir. Se está preocupado
com a sua sonolência, deve acordar
a criança uma hora após ter
adormecido.
Verifique se está bem e se está a
responder normalmente ao longo da
noite.
Se ainda estiver preocupado, contacte um médico (e.g. o seu médico de clínica geral ou centro de atendimento). Se não for possível obter ajuda, siga imediatamente para o
serviço de emergência.
35
Estilos de vida saudáveis
Comece os hábitos saudáveis cedo
O enfermeiro diz
Fumar em casa pode levar a
problemas de saúde. Chama-se a
isto fumo passivo e significa que
está a obrigar a sua criança a
respirar o seu fumo. Mesmo que
fume na rua, ainda pode prejudicar
a sua saúde. Se fuma, ou se o seu
parceiro o faz, nunca partilha a
cama com a criança.
Se quiser deixar de fumar,
consulte http://smokefree.nhs.uk
Com hábitos saudáveis desde o nascimento, pode dar ao seu bebé um bom início de um
futuro saudável e feliz. A amamentação é ideal para as necessidades de crescimento do bebé
e dar-lhe o leite materno pode fazer uma diferença enorme. Se não é tão saudável quanto
poderia, pode ser uma boa altura para estabelecer hábitos saudáveis para toda a família.
Os bebés gostam dos alimentos aos quais estão habituados. Se lhe oferecer muitos alimentos
diferentes, saudáveis enquanto são bebés e a aprender a andar, provavelmente irão comer
uma maior variedade de alimentos saudáveis quando crescem.
Ser activo fornece energia ao cérebro e músculos, pelo que o brincar é uma parte importante
do desenvolvimento do seu bebé. À medida que crescem, pode ajudá-los brincando com eles
e ajudando-os a fazer novos movimentos e explorar as redondezas. Toda a família pode
desfrutar de um estilo de vida saudável em conjunto.
Pare
Bebe muito álcool,
toma drogas ou fuma?
36
Pense
Pode estar a transmitir
esses hábitos para a
sua criança. Chegou a
hora de se tornarem
saudáveis em conjunto.
Faça
Obtenha ajuda nos
websites do NHS e
fale com o seu médico.
Seguem-se algumas regras
básicas para ajudar a ter um estilo
de vida mais saudável:
Os seus bons hábitos de
saúde começam com os bons
hábitos de saúda da criança.
P
Mantenham-se activos em
Pconjunto.
Beba álcool com cuidado,
Psaiba
os limites.
Não fume nem tome drogas,
Pcaso
o faça, peça ajuda para
deixar.
vales de vitaminas e
PHácomida
saudável disponíveis.
Por vezes são gratuitos.
muita fruta e muitos
PComa
vegetais.
37
Vacinas
Proteja a sua criança agora e no futuro
O enfermeiro diz
Certifique-se de que mantém o
Livro Vermelho da criança num
local seguro. É o único registo
completo das vacinas da criança e,
muitas vezes, vai ser necessário
mais tarde.
NHS Direct diz
Se tem dúvidas ou preocupações
acerca da vacinação das crianças
no RU, ligue para a NHS Direct no
número 0845 4647 ou visite
www.nhsdirect.nhs.uk ou
www.nhs.uk
38
As imunizações, também conhecidas como vacinas, são habitualmente administradas por
injecção. As crianças no RU recebem as vacinas para uma variedade de doenças como parte do
Programa de crianças saudáveis. Pode obter conselhos sobre vacinas no seu médico de família
ou enfermeiro. É mantido um registo no Parent Held Child Health Record (livro vermelho), que é
um livro que guarda que contém informações sobre a saúda da criança.
As vacinas são administradas, principalmente, durante os primeiros cinco anos. É importante
receber as vacinas na idade certa para manter o risco da doença o mais reduzido possível.
É normal preocupar-se com vacinas, pelo que não hesite em perguntar ao enfermeiro ou
médico – é para isso que eles existem! As vacinas infantis são gratuitas e a maior parte são
dadas na consulta do médico.
Algumas vacinas são administradas mais do que uma vez, para se ter a certeza de que a
protecção continua. Isto é denominado um reforço, pelo que deve certificar-se de que a criança
o recebe.
Pare
A vacinação começa
aos dois meses, quando
a imunidade natural do
bebé às doenças
começa a reduzir.
Pense
As vacinas não
protegem apenas a
criança durante a
infância, mas protegemna durante toda a vida.
Se está preocupado, contacte o enfermeiro ou médico.
Faça
O médico diz
As vacinas são utilizadas para
proteger as crianças de doenças
que podem ser muito graves e
que, por vezes, provocam a morte.
A protecção que as vacinas
oferece às crianças valem a
pequena dor que causam.
É importante que as vacinas das
crianças sejam mantidas
actualizadas.
O enfermeiro informa-o
quando se realizam as
sessões de vacinas
locais.
39
Protecção do Sol
O ar livre é óptimo, mas o sol pode queimar
O dermatologista
diz
Há mais de 69.000* novos casos de
cancro da pele (Melanoma) tratados
todos os anos no RU. Os grupos de
cancro estão a trabalhar em
conjunto para nos informar dos
danos do sol desde tenra idade.
Como pais, podemos tomar
algumas medidas simples para
proteger as nossas crianças.
Lembre-se, os bebés e crianças a
aprender a andar não estão
interessados em bronzear-se e as
queimaduras podem causar danos
na pele.
*Fonte: Departamento de Saúde 2006.
40
Mantenha a sua criança fresca e proteja-a do sol e do calor. Os bebés com menos de seis
meses devem ser mantidos afastados da luz solar directa e as crianças mais velhas devem
poder andar ao sol durante um tempo limitado e bem protegidas. Fique longe do sol,
especialmente durante o meio do dia. Todos os tipos de pele, claras ou morenas, precisam de
protecção.
Coloque um chapéu de sol na cadeira para manter a criança afastada dos raios solares
directos. Um chapéu, com uma aba larga ou base grande atrás, protege a cabeça e pescoço da
criança do sol. O cabelo não protege a cabeça de queimaduras. Aplique protector solar
regularmente, especialmente se a criança entrar e sair do mar ou numa piscina.
Se o bebé tem mais de seis meses, incentive-o a beber água. Experimente dar-lhe pequenos
pedaços de gelo e gelados de sumo de fruta. Para crianças mais velhas, muita fruta também
ajuda a manter os níveis de fluidos.
Pare
Está um dia limpo e a
criança está a brincar
na rua.
Pense
Está na sombra e
aplicou o protector
solar? Tem um chapéu,
calças e mangas
compridas?
Faça
Certifique-se de que
protege a pele e olhos
das crianças,
especialmente a meio
do dia.
Dicas do
farmacêutico
Quanto maior o FPS (Factor de
Protecção Solar), melhor a
protecção da pele. Deve utilizar
um ecrã total no seu bebé ou
criança que está a aprender a
andar. Há FPSs até 60 e estes
bloqueiam a maior parte dos raios
solares. Mesmo com protector
solar, mantenha a criança na
sombra sempre que puder e
certifique-se de que os recémnascidos nunca estão ao sol. Não
se esqueça de proteger os olhos
com óculos escuros que pode
comprar na farmácia.
41
Contactos úteis
Contactos nacionais
Baby LifeCheck
www.babylifecheck.co.uk
NHS Choices
www.nhs.uk
Family Information Service
0800 587 8191
British Nutrition Foundation
020 7404 6504
www.nutrition.org.uk
NHS Direct
0845 4647
www.nhsdirect.nhs.uk
WILD
01209 210077
Change4Life
0300 123 4567
www.nhs.uk/change4life
www.nhs.uk/start4life
NHS Lifecheck
www.nhs.uk/LifeCheck
Cornwall YWCA
01872 263112
NHS Live well
www.nhs.uk/Livewell/childhealth0-1
www.nhs.uk/Livewell/Goodfood
Centro de atendimento
Cardrew Health Centre
Cardew Way
Cardew Industrial Estate
Redruth TR15 1SS
01209 340997
Aberto das 08:00 às 20:00, todos os
dias do ano.
Dental Helpline
0845 063 1188
42
Contactos locais
Fatherhood Institute
www.fatherhoodinstitute.org
NHS Smokefree
0800 022 4 332
http://smokefree.nhs.uk
Meningitis Trust
0800 028 18 28
www.meningitis-trust.org
Parent Direct
0800 29 89 121
www.parentdirect.org.uk
National Breastfeeding Helpline
0300 100 0212
www.breastfeeding.org.uk
Parentline Plus
0808 800 2222
www.parentlineplus.org.uk
National Childbirth Trust
0300 330 0770
www.nct.org.uk
Real Baby Milk
www.realbabymilk.org
www.childrenfirst.nhs.uk
www.direct.gov.uk
www.dh.gov.uk
Unidades de ferimentos ligeiros
Enfermeiros especializados com muita
experiência gerem as unidades de
ferimentos ligeiros que existem nos
hospitais da comunidade em Cornwall e
Isles of Scilly. Estas unidades podem tratar
uma variedade de condições incluindo
cortes, nódoas negras, queimaduras,
fracturas (quando o osso não está exposto
fora da pele), entorses, tensões e
ferimentos da cabeça (quando a pessoa
não ficou inconsciente).
Existe uma diferença entre ferimentos
ligeiros e condições ligeiras como, por
exemplo, tosse, dores de garganta e
dores de ouvidos. Estes, e quaisquer
ferimentos com mais de 48 horas,
devem ser tratados nos Serviços de
Cuidados Primários como, por exemplo,
o médico de clínica geral ou enfermeiro.
Se não tem a certeza de que tipo de
ferimento é ligeiro e pode ser tratado
numa unidade de ferimentos ligeiros,
ligue para a unidade local ou NHS Direct
com o número 0845 4647.
Unidades de ferimentos ligeiros
em Cornwall e Isles of Scilly
Bodmin Community Hospital
01208 251577
Camborne/Redruth Community Hospital
01209 881650
Falmouth Hospital
01326 434739
Fowey Community Hospital
01726 832241
Helston Community Hospital
01326 435815
Launceston Hospital
01566 765653
Liskeard Community Hospital
01579 335278
Newquay Hospital
01637 893623
St Austell Community Hospital
01726 291199
St Barnabas Hospital, Saltash
01752 857407
St Mary's, Isles of Scilly
01720 422392
Stratton Hospital, Bude
01288 287713
Stennack Surgery MIU, St Ives
01736 793333 (não fornecido por
Serviços de saúde da comunidade)
Para emergências
Incluindo acidentes graves, perda de
consciência, perde de sangue, ligue 999
ou visite o serviço de emergência em:
Royal Cornwall Hospitals NHS Trust
01872 250000
Plymouth Hospitals NHS Trust
01752 1558155
Northern Devon Healthcare NHS Trust
01271 322577
Serviço de médico de
emergência
Kernow Urgent Care Services
Out of Hours Doctor
08702 421242
43

Documentos relacionados