DIAMANTE OU PÓ DE DIAMANTE Há mais de vinte anos que estou

Сomentários

Transcrição

DIAMANTE OU PÓ DE DIAMANTE Há mais de vinte anos que estou
DIAMANTE OU PÓ DE DIAMANTE
Há mais de vinte anos que estou pregando o Evangelho e não parei um
dia por causa de problemas. E eles vêm de toda cor, em todas as áreas que
você imaginar. Mas prego o dia todo, sem me cansar. Faço meu trabalho com
excelência e os resultados você pode enxergar, se abrir os olhos espirituais. Isso
é a unção de Deus na minha vida. É um minutinho que tiro com Deus.
Esta mensagem é fruto de uma ministração onde Deus me mostrou todo
o quadro de Sua Igreja. Enquanto O adorava, num instante, tive o
discernimento do que está acontecendo com muitos. Depois de ler esta
Palavra, sua vida nunca mais será a mesma.
Abra a sua Bíblia em I João 1.
“O que era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos
olhos, o que contemplamos, e as nossas mãos tocaram, isto proclamamos
com respeito ao Verbo da vida”.
Em outras palavras o Apóstolo João estava falando assim: “Eu vi Jesus;
toquei-O; andei com Ele. Estive durante três anos e seis meses com Ele”.
Quando João escreveu esta carta, devia ter mais ou menos oitenta e sete anos.
Ele foi salvo muito cedo, com uns dezoito anos. Era um dos apóstolos mais
novos e foi o que mais viveu.
Ele amava tanto que ninguém conseguia lhe fazer o mal. Os outros
apóstolos foram decapitados, crucificados. Pedro foi crucificado de cabeça para
baixo. Natanael foi escalpelado vivo. Tiago foi decapitado; outros foram
jogados em arenas com leões, em esteiras de facas. Foram literalmente
destruídos fisicamente. Mas ninguém conseguiu matar o apóstolo João, porque
ele amava mais que todos os outros.
E o que Ele está dizendo aqui é: “Toquei em Jesus; estava com Ele; senti o
Seu cheiro; reclinei no Seu peito e estou testificando a respeito do Verbo da
vida”. E olha o que diz no versículo 2.
1
“... (pois a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e
vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada)”.
A vida eterna estava com Deus, e Ele a enviou à terra em Cristo Jesus.
Continuando nos versículos 3 e 4.
“O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também
tenhais comunhão conosco. E a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho
Jesus Cristo. Estas coisas vos escrevemos, para que a nossa alegria seja
completa”.
Agora preste bastante atenção porque ele vai dar a mensagem que ouviu
de Jesus. Até agora foi um cabeçalho. Observe o que diz nos versículos 5 - 7.
“Esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é
luz, e nele não há treva nenhuma. Se dissermos que temos comunhão com
ele, e andarmos nas trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. Mas se
andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os
outros...”.
O mandamento é termos comunhão.
O que é comunhão?
Relacionamento. Você vai entender o que um relacionamento com outra
pessoa faz na sua vida. Relacionamento em Deus. Volte para o versículo 7.
“Mas se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns
com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo
pecado”.
2
O que a comunhão faz?
Purifica.
Você sabe por que as pedras dos garimpos são redondas?
Elas rolam muito umas nas outras, vão se desgastando e se
arredondando. A comunhão uns com os outros vai quebrando todas as quinas
que você tem, deixando-lhe “arredondado”, ou seja, fácil de manusear, de
lidar.
Continuando, versículos 8-10.
“Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós
mesmos, e não há verdade em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é
fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda injustiça. Se
dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está
em nós”.
Continuando capítulo 2.1-6.
Gosto muito dessa palavra de carinho do meu Deus para mim.
“Meus filhinhos, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se,
porém, alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o
justo. Ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos,
mas também pelos de todo o mundo. E nisto sabemos que o conhecemos: se
guardamos os seus mandamentos. Aquele que diz: Eu o conheço, e não
guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. Mas
qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus nele tem-se
verdadeiramente aperfeiçoado. E nisto conhecemos que estamos nele. Aquele
que diz que está nele, também deve andar como ele andou”.
E como Ele andou?
3
Na verdade.
Continuando, versículos 7-11.
“Amados, não vos escrevo mandamento novo, mas um mandamento
antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra
que ouvistes. Contudo vos escrevo novo mandamento, que é verdadeiro nele
e em vós, porque as trevas vão passando, e já brilha a verdadeira luz. Aquele
que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está nas trevas. Aquele
que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há nenhum tropeço. Mas
aquele que odeia a seu irmão está nas trevas, e anda nas trevas; não sabe
para onde vai, porque as trevas lhe cegaram os olhos”.
Você sabe por que o ódio vem?
Porque a pessoa com quem você convive não age de acordo com a sua
vontade.
E quando se odeia, está aonde?
Nas trevas.
Estou aprendendo algo em Deus: amar não significa que devo andar a
tiracolo com alguém, mas é apresentá-lo a Deus. É tirar do seu precioso tempo
e orar para que essa pessoa vá bem. Isso é amar ao seu próximo.
O que nos tem feito tropeçar é que às vezes, queremos que as pessoas
ajam de acordo com a nossa vontade.
Será que você tem isso em sua vida?
Será que você, esposa, não quer que seu marido aja do seu jeito?
Por que não respeita o agir do seu marido?
Por que você, marido, não respeita o agir da sua esposa?
Amar é suportar as fraquezas. Não é simplesmente dizer que ama, pois
até os falsos fazem assim. É não guardar ódio dentro de você. Do contrário,
4
como a Glória de Deus vai manifestar em você para curar, salvar e libertar as
pessoas?
Quando queremos que as pessoas ajam de conformidade com o nosso
querer, e elas não o fazem, vai causando rancor dentro de nós. Porém, quando
começamos a olhar para Jesus, que é perfeito, e andamos com Ele, então
passamos a ter comunhão com as pessoas.
Você pode ter comunhão com seu maior inimigo, se não guardar rancor.
Não há ódio, nem mágoa que conseguirá separá-lo de alguém. E assim estará
andando na luz. E se está na luz, as trevas vão passando.
Você pode andar nisso.
Essa comunhão é que faz com que as diferenças sejam mudadas. Duas
pedras “bicudas” vão rolando uma na outra e se arredondando.
Vá ao garimpo para ver como as pedras são redondas. Não se vê pedras
com quina em beira de rio. Elas são chamadas de pedras de garimpo, porque
são arredondadas, rolam muito e uma quebra o canto da outra.
E é isso que João está dizendo aqui, que se tivermos comunhão uns com
os outros o sangue de Jesus nos purifica.
Tive curiosidade para saber como se lapida o diamante, uma das pedras
mais duras do planeta. Sabe como isso acontece? Eles pegam um diamante
defeituoso, moem-no e o colam em uma fita. Com um giro em alta velocidade
vão colocando as outras pedras e fazendo os seus cantinhos. O que corta o
diamante é o próprio diamante. E o que muda as pessoas são as próprias
pessoas.
Ou você é pó de diamante para a pessoa com quem está relacionando,
para mudá-la e fazê-la brilhar ou vice- versa. Você escolhe qual quer ser. Um
dos dois já está sendo.
Sabe como a ostra gera a pérola? Sabia que elas são vivas? Mesmo
estando no pescoço de uma mulher, são vivas. A ostra quando abre para se
alimentar acaba deixando entrar grãos de areia dentro dela. E isso a machuca
muito. Então ela tem duas opções: criar uma película em torno daquele grão de
areia ou morrer. Assim se forma a pérola, e no centro de cada uma há um grão
5
de areia. Aquele grão foi para machucar a ostra e matá-la, mas ela fez com que
das deformidades, das ofensas recebidas, criasse uma pérola preciosa.
Você precisa formar pérolas com as ofensas recebidas. Quando recebeu
uma ofensa foi um grão de areia dentro de você, que te machucou. Então você
começa criar amor ao redor daquela ofensa, até que recebe um dom especial
de Deus: o do Amor. As pessoas não conseguem afetá-lo mais, pois envolve
com amor cada palavra de ofensa e cria uma joia preciosa. E há muitas joias a
serem criadas, pois todos os dias vêm as ofensas da esposa, do marido, do
filho, da filha, de alguém que ama. E geralmente as pessoas que mais amamos
são as que mais nos machucam. Elas nos dão matéria prima para produzirmos
muitos colares.
Não existe uma pessoa que veja um colar de pérolas verdadeiras e não se
apaixone, pois o brilho é a coisa mais linda que há. E saber que aquela pérola é
viva e que foi criada a partir de um grão de areia!
Quando está sendo ofendido pela pessoa que ama, prepare-se para gerar
pérolas.
Você quer que alguém mude? Então mude você.
O que muda as pessoas chama-se amor. E quando você ama, expõe a
pessoa que não tem amor.
O errado só sabe que está no erro no dia em que encontra um certo, que
serve para ele como um espelho. Então ele olha e diz: “Estou errado”.
A melhor coisa que há é quando o seu silêncio convence alguém.
Por que então querer que as pessoas mudem? Elas não vão mudar por
sua causa. Apenas mudarão quando você mudar.
Então decida hoje: “Vou mudar. Não vou guardar ofensa”.
O Espírito Santo está falando que precisamos mudar para sermos felizes,
porque do contrário, o mundo não mudará.
Volte para I João 2.9-12:
6
“Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está nas
trevas. Aquele que ama a seu irmão permanece na luz, e nele não há nenhum
tropeço. Mas aquele que odeia a seu irmão está nas trevas, e anda nas
trevas; não sabe para onde vai, porque as trevas lhe cegaram os olhos.
Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados, por causa
do seu nome”.
Graças a Deus!
Que pecado?
O de querer mudar aquele a quem só Deus muda.
Aquela pessoa com quem tem combatido apenas Deus muda.
Então “tire o seu cavalo da chuva”. Deixe de querer mudar os outros e
mude a si mesmo.
“Mas não aguento. Aquela pessoa só bate no meu calo”. Então o
cauterize, para que não doa mais.
Sabe o que o treinador de boxe faz?
Descobre o ponto fraco do oponente para que seu lutador bata lá, pois
aquele lugar é vulnerável.
O diabo fica da mesma maneira: “Vou descobrir o ponto fraco dele (a)”.
Se o seu ponto fraco for seu marido, sua esposa, ali ele vai “bater”. Então
você deve se proteger.
Precisamos ter comunhão uns com os outros.
Todas as vezes que se levanta contra uma pessoa, seja ela quem for,
estando certa ou errada, você é o errado (a). Diante de Deus você é o pecador.
Por isso as coisas não dão certo para muitas pessoas. Não funcionam no Corpo
de Cristo, não dão frutos.
“Ah, eu queria tanto ser usado por Deus, pregar ou falar. Queria tanto
ver o mover de Deus em minha vida, enxergar as coisas espirituais”.
7
Você está correndo um risco seriíssimo, pois não tem o direito de
levantar-se contra alguém, mesmo que essa pessoa esteja armando contra
você. Jesus não se levantou contra Judas. Judas armou para Ele e o que Jesus
fez? Lavou-lhe os pés.
Se você sabe que alguém está te traindo, maquinando algo contra sua
vida, o que deve fazer? Lavar-lhe os pés.
E quando faz isso sabe o que acontece?
Recebe um “colar de pérola”. As pérolas do Senhor vêm para o seu
pescoço. Por isso está escrito assim;
“Formosas são as tuas faces entre os teus enfeites, o teu pescoço com
os colares. Enfeites de ouro te daremos, com incrustações de prata” (Ct 1.1011).
Experimente! Não é fácil não, amado (a). Se fosse fácil não precisaríamos
do Espírito Santo.
Não é fácil viver isso, pois as pessoas levantam-se contra nós o tempo
todo. Mas a Palavra de Deus diz em I Pedro 3.13:
“Ora, quem é que vos fará o mal, se fordes zelosos do bem?”
Ninguém pode.
Se for zeloso do bem, terei Jesus Cristo como meu advogado. Mas se for
zeloso de mim mesmo, então serei meu próprio advogado.
Se você não quiser ouvir uma Palavra como essa, haverá alguém para
quebrar seus cantos.
Existe outra forma de Deus trabalhar. Para o duro de coração, Ele tem
um esmeril. Você não vai morrer e ir para o inferno, mas terá que mudar! O dia
em que você disse assim: “Senhor Jesus, eu te aceito como meu senhor e
salvador”, Ele tornou-se seu Senhor.
8
Abra em Provérbios 3.11,12.
“Filho meu, não rejeites a disciplina do Senhor, nem te enojes da sua
repreensão, porque o Senhor corrige aquele a que ama, assim como o pai ao
filho a quem quer bem”.
Você não é o pó de diamante, mas sim o diamante.
Nós somos o diamante!
9

Documentos relacionados