Bolívia e Peru jogam mal e não saem do zero a zero

Сomentários

Transcrição

Bolívia e Peru jogam mal e não saem do zero a zero
Secretaria do Esporte e do Turismo -
Bolívia e Peru jogam mal e não saem do zero a zero
Esporte
Enviado por: Jornalista 1
Postado em:22/1/2012 21:38:23
As duas equipes se enfrentaram na tarde de domingo em jogo válido pela segunda rodada do grupo
A. Primeiro zero a zero da Copa Sul-Americana denuncia jogo morno na Vila Capanema
Neste domingo (22), Bolívia e Peru se enfrentaram pela segunda rodada do Grupo A da Copa Copel
Sul-Americana de futebol feminino sub-20, no Estádio Durival de Britto, no segundo jogo da rodada
dupla. A seleção boliviana estreava na competição e o time do Peru buscava sua primeira vitória no
torneio. O jogo começou com as duas equipes se respeitando muito, repleto de faltas e passes
errados no meio de campo. A Bolívia passou a buscar mais o ataque mas todos os chutes iam pela
linha de fundo. Descontente com a atuação da sua equipe o técnico Duarte Jaime, do Peru, fez
uma alteração antes dos 30 minutos de jogo. Se o jogo era pouco empolgante no campo, nas
arquibancadas as torcidas da Bolívia e Peru faziam a festa. Wilfredo Ochoa era o torcedor mais
animado. O peruano mora no Brasil há 15 anos e falou que apesar estar aqui, o amor pela sua
pátria não termina. “A gente mora aqui por questão financeira, cultural, mas o coração, a
alma, ficam lá no Peru.”, afirma. O boliviano naturalizado brasileiro Federico Rodriguez, de
Cochabamba, também estava na arquibancada da Vila. “Apesar das dificuldades, a seleção
do meu país vai dar trabalho na competição. Mas o melhor mesmo é essa disputa sadia nas
arquibancadas, aqui o jogo está pegando fogo”!, brinca. No segundo tempo as peruanas
saíram um pouco mais para o jogo, mas erravam a finalização. O panorama do jogo não mudou na
segunda etapa e ambas as equipes continuavam errando muitos passes. Para o técnico boliviano
Napoleão Cortez, o campeonato serve como preparação para as jovens jogadoras de seu país.
“No grupo temos cinco jogadoras de 15 anos e outras sub-17, então não podemos exigir
muito”, explica Cortez. O comandante peruano Duarte Jaime seguiu a mesma linha do seu
adversário. “O Peru tem um número muito pequeno de jogadoras, no grupo temos apenas
cinco jogadoras sub-20, as outras ainda estamos preparando para o sul-americano sub-17. Estamos
usando o torneio como preparação para que elas ganhem experiência”, revela Jaime. Peru
e Bolívia protagonizaram o primeiro jogo da Copa Copel Sul-Americana sem gols. Danilo Georgete
Coordenação de Imprensa - COL [email protected] Fotos: Leila Nunes
http://www.esporte.pr.gov.br
1/10/2016 12:10:19 - 1