para o site

Сomentários

Transcrição

para o site
Nº460
ANO ■ 38
ABRIL/2013
MANUTENÇÃO INDUSTRIAL
Curto circuito e aterramento são
algumas das principais fontes
de problemas em equipamentos
eletrônicos 11
INDÚSTRIA & TECNOLOGIA
Aplicativo permite
acessar a linha
de produção
de casa 22
MERCADO:
ESPECIAL FEIRA DE
ELETROELETRÔNICA
Investimentos de U$ 4,6 bilhões
criam expectativas em torno
de negócios na FIEE 14
PRODUTO
ELETROELETRÔNICA
EM DESTAQUE
GATEWAY AIRGATE-GPRS
NOVUS PRODUTOS
ELETRÔNICOS LTDA.
O MAIOR BUSCADOR INDUSTRIAL DO BRASIL.
capa1_B.indd 1
9
.com.br
25/3/2013 18:40:06
capa-2.indd 222
25/3/2013 13:36:18
EDITORIAL
Na vanguarda das
informações
O
Oferecer ao leitor agilidade nas informações,
textos mais enxutos e
maior leveza são as propostas do projeto gráfico da revista Indústria & Tecnologia
– , que está nascendo com uma nova
linguagem em sua linha editorial. Conteúdo mais explicativo por meio de gráficos
e quadros esclarecedores sobre produtos e
serviços faz parte dessa nova empreitada.
A busca para conferir facilidade na lei-
dade própria que uma revista especializada
deve ter.
Quem sai ganhando é o leitor que terá
acesso mais simples ao maior número
possível de informações sobre produtos
industriais. A iniciativa desse novo projeto é inédita no mercado, pois combina inovação, criatividade e pioneirismo,
condições que também se aplicam aos
setores cobertos pela revista Indústria &
Tecnologia – .
Para chegar ao novo formato, essa nova
edição consultou um total de 270 empresas de todo o país em pesquisa
Quem sai ganhando é o leitor
recente realizada pela publicação.
O levantamento demonstrou que
que terá acesso mais simples
100% dos entrevistados aprovam
ao maior número possível
o novo foco da revista Indústria
de informações.
& Tecnologia – , com ênfase
em matérias técnicas de lançamentura gerou textos mais sucintos, porém,
tos industriais, enquanto 70% concordam
detalhados e com conteúdo mais bem
com o visual moderno e plano editorial
apurado. As especificações de produtos
atualizado.
e serviços listados em quadros e gráficos
Em seu primeiro número, o leitor vai ficar
complementam os textos, informando
por dentro dos mais novos lançamentos da
agilmente ao leitor sobre as características
indústria eletroeletrônica suas respectivas
e as aplicações na indústria.
inovações, e poderá conferir o resultado do
Todo o trabalho editorial da Indústria &
novo projeto gráfico. Boa leitura!
Tecnologia – tem por trás a linguagem
rápida da internet, porém, com a profundiRosa Symanski | EDITORA-CHEFE
03.indd 3
25/3/2013 13:38:46
Indústria
Nº460
&Tecnologia ANO 38
SUMÁRIO
■
ABRIL/2013
28 INTERNACIONAL
Fotos: Divulgação
18 INDÚSTRIA & TECNOLOGIA
18
20
FLUKE DO
BRASIL LTDA.
MINIPA DO BRASIL LTDA.
LANÇAMENTO MITUTOYO
Gerador de onda arbitrária
proporciona até 48 formas
de ondas embutidas
Fotos: Divulgação
Termômetro
desenvolvido pela
Fluke funciona como
um meio-termo entre
os termômetros
infravermelho e
termovisores
28 ARTIGO
24
22
INSTRUTEMP
INSTRUMENTOS
DE MEDIÇÃO LTDA.
DAKOL SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO
Fotos: Divulgação
Fotos: Divulgação
Aplicativo desenvolvido pela Dakol é
capaz de demonstrar o comportamento
da linha de produção em tempo real
Equipamento da Instrutemp testa
e comprova eficiência de cabos
de alta voltagem
12 ACONTECE NA
11 MANUTENÇÃO
INDÚSTRIA
PRIMEIRA EM FILTROS
HIDRÁULICOS
MANUTENÇÃO
EM ELETROELETRÔNICA
Foto: iStockphoto
Foto: iStockphoto
Produção local pode
ser o início de uma
nova era
MARKETING INDUSTRIAL, POR QUE
NÃO PENSEI NISTO ANTES?
Já imaginou como serão as
empresas lideradas pelas gerações Y e Z? Tenho certeza que
ousadia e inovação serão suas
marcas registradas.
SEÇÕES
5
AGENDA
6
ONLINE
Parker inaugura sua oitava fábrica no
País e se torna a maior fabricante em
filtros hidráulicos da América Latina
Foto: iStockphoto
16 ANÁLISE SETORIAL
Na rota dos
semicondutores
É uma máquina
que tem velocidade de medição muito rápida, podendo
chegar ao dobro
dos modelos convencionais
8
17
Os bastidores
do mercado de
semicondutores
É preciso persistir por
20 ou 30 anos para se
criar uma indústria de
circuitos integrados
HOME PAGES
9 NOTAS TÉCNICAS
10 CATÁLOGOS
4 | IT Indústria & Tecnologia
04.indd 4
26/3/2013 14:42:35
AGENDA
FEIRAS E CONGRESSOS NO BRASIL
EVENTO
DATA
LOCAL
FIEE Elétrica – Feira Internacional da
Indústria Elétrica, Energia e Automação
1º a 5 de abril
Centro de Exposições
Anhembi
São Paulo/SP
Reed Exhibitions Alcantara Machado
www.fiee.com.br
Tel. (11) 3060-5000
ORGANIZAÇÃO
Intermodal South America – Feira de
Logística, Transporte de Cargas e
Comércio Exterior
2 a 4 de abril
Transamérica Expo
Center
São Paulo/SP
UBM Brazil Feiras e Eventos
www.intermodal.com.br
Tel.: (11) 4689-1926
ForInd NE - Feira de Fornecedores
Industriais do Nordeste
15 a 18 de
abril
Centro de Convenções
de Pernambuco
Olinda/ PE
Multiplus Feiras & Eventos
Tel.: (16) 2132-8936
www.forindne.com.br
XVI Exposec - Feira Internacional de
Segurança
14 a 16 de
maio
Centro de Exposições
Imigrantes - São
Paulo/SP
Grupo Cipa Fiera Milano
Tel.: (11) 5585-4355
http://www.exposec.tmp.br/
Reciclatech- Feira Internacional
de Tecnologias para Reciclagem e
Logística Reversa
14 a 16 de
maio
Centro de Exposições
Imigrantes
São Paulo/SP
Grupo Cipa Fiera Milano
Tel: (11) 5585-4355
http://www.reciclatechfair.com.br/
Resilimp - Feira Internacional de
Resíduos Sólidos e Serviços Públicos
14 a 16 de
maio
Centro de Exposições
Imigrantes
São Paulo/SP
Grupo Cipa Fiera Milano
Tel: (11) 5585-4355
http://www.feirasnacipa.com.br/
resilimp1/
FEIRAS E CONGRESSOS NO EXTERIOR
EVENTO
DATA
LOCAL
ORGANIZAÇÃO
Hannover Messe – Feira Internacional
da Automação Industrial
8 a 12 de
abril
Hannover – Alemanha
Hannover Messe
Tel.: +49 511 89-3101 0
www.hannovermesse.de
Bauma – Feira Internacional de
Máquinas, Veículos, Materiais
e Equipamentos para Obras e
Construções
15 a 21 de
abril
Munique - Alemanha
Messe München GmbH
Tel.: +49 89 949-1134 8
www.bauma.de/en/gn
SHK Moscou – Feira Internacional
& Conferência sobre Aquecimento,
Ventilação, Eficiência Energética,
Tecnologia e Ar Condicionado
16 a 18 de
abril
Moscou – Rússia
Messe Frankfurt
Tel.: 007 (495) 955-91-99 # 634
www.shk-online.com
IBF – Feira Internacional da Construção
23 a 27 de
abril
BRNO - República Checa
Feiras BVV Comércio Brno
Tel.: +420-541152549
www.bvv.cz/buildingfairsbrno
CURSOS PROFISSIONALIZANTES
CURSO
PERÍODO
LOCAL DAS
AULAS
ORGANIZAÇÃO
Automação - Robótica Industrial
08/04/2013 a
28/06/2013
Online
http://portalead.sp.senai.br/
Eletroeletrônica – Eletricidade Industrial
01/04/2013 a
31/05/2013
Online
http://portalead.sp.senai.br/
Para divulgar cursos, seminários e palestras, mande um email para [email protected] com data,
local e dados do promotor do evento.
FALE COM A REDAÇÃO
Em MAIO a revista Indústria & Tecnologia – ? aborda o tema
MÍDIAS
DIGITAIS
EFICIÊNCIA ENERGÉTICA.
Se você tiver sugestões de pauta, dúvidas ou necessitar de demais esclarecimentos
sobre esse assunto, mande um e-mail para a seção FALE COM A REDAÇÃO.
Participe da seção FALE COM A REDAÇÃO e encontre as soluções
sobre os mais variados temas que são abordados
na revista Indústria & Tecnologia – ?.
www.ps.com.br
www.blogindustrial.com.br
@EditoraBanas
facebook.com/editorabanas
As perguntas devem ser encaminhadas para [email protected]
com o título FALE COM A REDAÇÃO.
IT Indústria & Tecnologia | 5
05.indd 5
25/3/2013 17:20:48
ONLINE
DESTAQUES WEB
OS LINKS MAIS ACESSADOS
26/FEV. A 19/MAR./2013
FIEE ELÉTRICA DE 2013 ABRIGA EVENTOS
SIMULTÂNEOS DO SETOR
Na comparação mensal com ajuste sazonal, indústria
de Máquinas e Equipamentos cresceu 3,3%, aponta
pesquisa da Fiesp e do Ciesp.
A 27ª edição da FIEE (Feira Internacional da Indústria Elétrica, Eletrônica,
Energia e Automação) vai abrigar eventos simultâneos para aprofundar o
conhecimento dos profissionais dos setores econômicos representados
na feira. O objetivo é abrir possiblidades de maior participação no desenvolvimento de novas tecnologias de produtos e fabricação, alternativas de geração de energia, de transporte entre outros temas importantes
para o desenvolvimento da indústria nacional. A FIEE 2013 terá eventos
simultâneos como o Espaço Senai de Nanotecnologia e o Espaço de Tecnologia Embarcada, além do ABINEE TEC, principal fórum de debates do
setor no País.
1
Impulsionada pelo setor de Máquinas e
Equipamentos, atividade industrial sobe
2,1% em janeiro
ONDE ACHAR?
2
Cisper e CIV apresentam um novo
conceito para a categoria de utilidades
domésticas em vidro no Brasil
ENQUETE
3
Abimei amplia atuação e inclui o setor de
papel
4
Programa DAIKIN Qualifica investe no
aprimoramento da mão de obra
http://www.blogindustrial.com.br
SUA EMPRESA INVESTIRÁ EM FEIRAS
INDUSTRIAIS ESTE ANO?
Sim (80%)
Formas plásticas geram economia em
obras residenciais e industriais
ONDE ACHAR?
http/www.ps.com.br/maisartigos.aspx
MARÇO / 2013
80%
20%
Não (20%)
5
RESULTADO
PRÓXIMA ENQUETE (ABRIL)
QUAIS MEDIDAS IMPULSIONARIAM
A INDÚSTRIA NACIONAL?
www.ps.com.br
EXPEDIENTE
Indústria
&Tecnologia
Geraldo Banas (1913 – 1999) - Fundador
Elizabetha Banas (1923 – 2007) - Editora
Cristina Banas - Publisher
Elisvaldo P. Vidal dos Santos - Circulação
Luciano Tavares de Lima - Gerente de Produção
Nazaré Baracho - Revisão
Rosa Symanski - Editora-chefe (MTb 23.622)
Sandra Gomes - Secretária de Redação
Tatiana Gomes - Jornalista web
Waldemar Terô Sato - Gerente de Edit. Eletrônica
Filiada à
IT - Indústria & Tecnologia/P&S circula junto aos
profissionais e executivos envolvidos nos processos
de aquisições e especificações de equipamentos,
produtos e serviços industriais que atuam em
empresas, organizações e entidades que façam
parte do mercado industrial.
Assinatura anual: R$ 198,00
Número avulso: R$ 18,00
Assinatura anual no exterior: US$ 250,00
IT - INDÚSTRIA & TECNOLOGIA/P&S
(ISSN 0103-7481) é uma publicação da Editora Banas
Ltda. – CNPJ 60.432.796/0001-83
I.E. 104.259.747.116, C.C.M. 1.249.632-4 –
Protocolada e matriculada sob o nº 1.487 do livro “A”
do Registro Civil de Pessoas Jurídicas.
CANAIS DE COMUNICAÇÃO:
Rua Edward Joseph, 122 - 11º andar/Edifício Passarelli
CEP 05709-020 – São Paulo – SP
Tel. PABX: (55 11) 3500-1900 - Fax: (55 11) 3500-1935
www.ps.com.br
www.blogindustrial.com.br
facebook.com/editorabanas
Twitter: @EditoraBanas
E-mail: [email protected]
CIRCULAÇÃO ..........................Tel.: (11) 3500-1929
[email protected]
COBRANÇA .............................Tel.: (11) 3500-1915
[email protected]
FINANCEIRO ............................Tel.: (11) 3500-1913
[email protected]
IMPRESSÃO: Gráfica Grass
CIRCULAÇÃO NACIONAL
PERIODICIDADE MENSAL
TIRAGEM: 40.000
PRODUÇÃO .............................Tel.: (11) 3500-1920
[email protected]
Capa (foto): www.istockphoto.com
REDAÇÃO ................................Tel.: (11) 3500-1921
[email protected]
É permitida a divulgação das informações contidas
na revista desde que citada a fonte.
PUBLICIDADE..........................Tel.: (11) 3500-1911
[email protected]
ABRIL 2013
6 | IT Indústria & Tecnologia
06.indd 6
25/3/2013 18:00:59
IT Indústria & Tecnologia | 7
7.indd 7
25/3/2013 13:46:48
HOME PAGES
HOME PAGES
JUNTAS DE EXPANSÃO
MÁQUINAS OPERATRIZES
COMPONENTES PNEUMÁTICOS
www.balg.com.br
A Balg oferece uma ampla linha de fabricação própria de juntas de expansão e
prestação de serviços. Contam com pronta
entrega para alguns itens padronizados, e
um qualificado departamento de engenharia para o desenvolvimento de produtos
específicos, em curtos prazos de entrega,
para as mais diversas condições de trabalho. Soluções industriais: juntas de expansão
metálicas, em borracha, não-metálicas; juntas elásticas do tipo Dresser; tubos flexíveis
em aço inox e latão; projetos e aplicações
especiais; e serviços de recuperação de
juntas de expansão avariadas, assistência
técnica, instalação e manutenção B-FLEX
Service. BALG do Brasil Ltda.
EQUIPAMENTOS PARA
MOVIMENTAÇÃO
www.vitorbuono.com.br
A empresa comercializa máquinas operatrizes e acessórios. Para saber mais sobre
os produtos oferecidos, acesse a linha de
máquinas: afiadoras; chaveteiras; corte a
laser; fresadoras; furadeiras; geradoras de
engrenagens; mandriladoras; marcação a
laser; retíficas; serras de fita; solda a laser;
tornos CNC/bancada/mecânico e universal.
Acesse também a linha de acessórios: armários; cabeçotes; cantoneiras; cilindros;
filtros; flanges; dressadores; mandris; máquinas de cortar e retificar pinos; mesas coordenadas; morsas; placas; tanques de sucção;
transpassadores; túnel desmagnetizador e
muitos outros. VITOR & BUONO Ltda.
www.redutep.com.br
A Redutep é distribuidor autorizado Bosch
Rexroth, referência mundial em acionamentos, comandos e mecanismos de
movimentação. Para conhecer outros parceiros, produtos e informações, acesse as
guias: home, empresa, produtos e serviços,
soluções, catálogos, informativos, vídeos
e contato. REDUTEP Acionamentos de
Máquinas e Equipamentos Industriais Ltda.
BALANÇAS DE PRECISÃO
FERRAMENTAS DE CORTE, EPIS
E MONTAGEM INDUSTRIAL
www.eixomaq.com.br
A Eixomaq®, empresa na área de movimentação, oferece ao mercado: mesas elevadoras; transportadores; além de projetos
especiais e linha madeira. Seu site tem informações sobre a estrutura e as linhas de
atuação da empresa e disponibiliza também
um simulador de equipamentos em movimento para compreensão do seu funcionamento. Para saber mais, acesse o site e
clique nos links: quem somos, produtos,
serviços, orçamento, simulador e contato.
EIXOMAQ Indústria de Máquinas e Equipamentos Ltda.
MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS PARA
PLÁSTICOS
www.gehaka.com.br
www.autoindshop.com.br
O site da empresa apresenta linha de
produtos das seguintes categorias: EPI
– Equipamento de Proteção Individual;
peças e acessórios industriais (para montagens industriais); ferramentas de corte
para usinagem; e peças e acessórios
automotivos. Para saber mais acesse os
links: novos produtos, ofertas e outros.
AUTOIND Peças e Acessórios Automotivos e Industriais.
ILUMINAÇÃO EM LED
A Gehaka, indústria referência no mercado
de balanças de precisão e medidores de
umidade de grãos, conta com um novo portal na web. O novo layout é leve, intuitivo e
a organização dos produtos facilita sua usabilidade, aumentando a interação dos clientes com notícias sobre os equipamentos
e serviços que a empresa oferece. A empresa atua no desenvolvimento, fabricação
e distribuição de instrumentos de medição,
balanças analíticas e semi-analíticas; processadores estatísticos; analisadores de
umidade, pH, condutividade, TOC e ponto de fusão; densímetros; viscosímetros;
dosadores de líquidos; entre outros. O site
disponibiliza seu conteúdo em português,
espanhol e inglês. Indústria e Comércio Eletroeletrônica GEHAKA Ltda.
PERFILADOS, ELETROCALHAS
E LEITOS
www.pronatec.com.br
A Pronatec é focada em máquinas e equipamentos para a transformação de plásticos. Acesse o site, na guia produtos e saiba
mais sobre: castanhas pneumáticas; eixos
pneumáticos;
extrusoras;
laminadoras;
mancais; máquinas cortadoras de tubetes;
máquinas de corte e solda; Nip Test; rebobinadora; refiladeira; retífica cilíndrica e rolos
curvos. A empresa dispõe também de equipe técnica especializada em manutenção e
reforma dos equipamentos fornecidos como
rolos curvos, eixos pneumáticos, castanhas
pneumáticas e mancais de troca rápida de
qualquer fabricação. PRONATEC Equipamentos Indústria e Comércio Ltda.
www.conexled.com.br
www.stockperfil.com.br
A Conexled apresenta seu novo site. Agora
ficou mais fácil encontrar e conhecer mais
sobre o LED ideal para os seguintes segmentos: industrial; industrial TGVP; postos
de combustível; projetores e iluminação
pública. Para mais informações acesse os
links: home, sobre (a empresa), produtos,
aplicação, imprensa e contato. CONEX
Eletromecânica Indústria e Comércio Ltda.
A Stock Perfil atua no segmento industrial e
comercial, voltada a fabricação de perfilados, abraçadeiras, leitos para cabos e para
telefonia, eletrocalhas, dutos de piso, dutos
aparentes, rodapés, postes condutores,
prateleiras para cabos, calhas para piso e
acessórios. Acesse o site e conheça melhor a empresa e seus os produtos. STOCK
PERFIL Indústria e Comercio Ltda.
8 | IT Indústria & Tecnologia
08.indd 8
25/3/2013 14:12:57
NOTAS TÉCNICAS DESTAQUES DO MÊS
GATEWAY
Ideal para aplicações de telemetria, o AirGate-GPRS permite a supervisão de uma
rede com comunicação serial Modbus por mais de um mestre. Um dos mestres
pode ser remoto, comunicando por uma conexão TCP/IP sobre GPRS por meio
da nuvem, outro pode ser um software supervisório conectado à porta USB. A
segunda interface RS485 pode ser configurada como um escravo Modbus, permitindo que um terceiro mestre, como uma IHM local, acesse os escravos, ou
com um mestre Modbus, permitindo um novo ramo da rede com mais escravos.
Conta com roteamento dos pacotes Modbus entre as interfaces, permitindo mais
funcionalidades com desempenho máximo da rede. Oferece interface GSM quadri-band; funcionamento com todas operadoras de telefonia celular; capacidade
de autenticação no servidor remoto; envio de SMS. Lê duas entradas analógicas 4-20 mA ou 0-10 V ou dois sinais digitais.
NOVUS Produtos Eletrônicos Ltda.
Tel.: (51) 3323-3600. Site: www.novus.com.br
PENEIRADOR PARA PINTURA
SERVOACIONAMENTO
A Rockwell Automation lançou o servo acionamento Allen-Bradley Kinetix 5500, o servomotor Kinetix VP de
baixa inércia (VPL) e a tecnologia de
cabo único como uma solução de movimento integrado em EtherNet/IP que
é mais compacta, mais fácil de utilizar
e simplifica o cabeamento do sistema.
O controle de movimento integrado
em EtherNet/IP elimina a necessidade
de uma rede de controle de movimento dedicada, reduzindo o cabeamento em até 60%. A nova tecnologia do
enrolamento dos motores Kinetix VPL
e encoders DSL, conectados com a
tecnologia de cabo inteligente, permite que a transmissão de energia e a
comunicação de realimentação para o
acionamento Kinetix 5500 ocorram em
um único cabo. É ideal para sistemas
de embalagens, de movimentação ou
de conversão de materiais com mais
de seis eixos.
ROCKWELL Automation do Brasil Ltda.
Tel.: (11) 3618-8800.
E-mail: [email protected]
BIOLUBRIFICANTE SEM ÓLEO
O biolubrificante BD-Fluid B90 é
utilizado nas operações de usinagem de metais, além de ser
biodegradável. Pode ser usado nas operações de retífica,
cortes de serra, para tornear,
fresar, brochar, mandrilar, rosquear, filetar e furar. Possui alta
lubrificação, similar aos óleos integrais, com ótima refrigeração. Desenvolvido com matérias-primas de fontes
renováveis, não contém derivados de
petróleo, é um produto isento de espuma e de vapores e gases tóxicos. Não
mistura com o tramp-oil; protege contra
oxidação; tem resistência ao ataque de
micro-organismos e fungos; aumenta a
vida útil de peças e ferramentas.
BONDMANN Química Ltda.
Tel.: (51) 3466-8666.
E-mail: [email protected]
A Cetec apresenta ao mercado a evolução do peneirador para pintura eletrostática Penetec 01 com tamanho reduzido da estrutura e facilidade de instalação. Além de evitar a peneira manual, otimizando a mão
de obra e agilizando a produção, facilita o serviço do funcionário, evitando
sujeira. A cuba é totalmente selada, fator fundamental para que a tinta não
seja contaminada. A instalação é muito simples e pode ser definida em
três etapas: conexão com a entrada de ar; conexão com entrada de tinta
na cuba; saída de tinta peneirada pela mangueira de quatro polegadas.
Além do excelente custo-benefício, a reutilização da tinta peneirada representa grande economia nas despesas da empresa a longo prazo.
CETEC Equipamentos para Pintura Ltda.
Tel.: (11) 5513-9738. E-mail: [email protected]
FORNO ELÉTRICO
O forno elétrico vertical para ensaios metalúrgicos, o mais recente lançamento da Combustol, realiza ensaios e simulações
das diferentes condições do minério de ferro em altas temperaturas. Também pode ser usado para testar pelotas de minério
de ferro (esferas endurecidas de metal com alta concentração de ferro e qualidade uniforme), utilizadas na fabricação do
aço. Pela sua configuração, pode ser instalado em laboratórios
com pé-direito relativamente baixo, ou seja, não são necessárias mudanças radicais no local que vai receber o equipamento. Outro diferencial é o novo sistema preciso de pesagem, que
elimina o efeito “pêndulo”, comum nos fornos em que a retorta
fica apoiada na parte inferior da balança. Destaca-se ainda
a facilidade de manutenção do conjunto de aquecimento, em
razão do menor peso da estrutura e do gabinete. Atende todos
os requisitos das normas ISO 7992 e ISO 11256.
COMBUSTOL Indústria e Comércio Ltda.
Tel. (11) 3906-3000. E-mail: [email protected]
PORTAS AUTOMÁTICAS COM BLUETOOTH
Para maior segurança de operação, a
Rayflex dispõe a opção bluetooth para
o acionamento de todas as versões
de sua linha de portas automáticas.
As portas são projetadas para elevada vida útil; instalações internas e externas; fabricadas nas versões inox,
chapa galvanizada ou com pintura eletrostática epóxi; e dotadas do exclusivo sistema autorreparável (as flexíveis)
que faz com que a porta volte à sua
forma original após qualquer impacto
de empilhadeiras e similares contra a
sua manta. Instalado na barra de contato das portas Rayflex com o solo, o
pequeno equipamento manda um sinal
wi- fi para o painel de comando que determina a abertura e fechamento das portas,
eliminando os cabos laterais de acionamento e evitando que pessoas, empilhadeiras,
carrinhos e similares possam, de alguma forma, enroscar.
RAYFLEX Portas Flexíveis Ltda.
Tel.: (11) 4645-3360. E-mail: [email protected]
IT Indústria & Tecnologia | 9
09.indd 9
25/3/2013 14:13:40
CATÁLOGOS
CATÁLOGOS
AÇOS INOXIDÁVEIS
LÍTIO
A empresa oferece
trefilação em diversos
tipos de materiais,
como: aços inoxidáveis séries 300 e 400,
ligas NiCr, NiFe, Titânio, Hastelloy, Inconel,
Latão, Cobre e Bronze, aço e ferramenta
H12, H13, D6 etc. Produz trefilados em barras e arames em aços
inoxidáveis e ligas
para aplicações em
filtros; atende o segmento moleiro, materiais para parafusadeiras, perfis
e materiais em rolos e barras nos tamanhos necessários, para resistências elétricas e para solda.
D&D Manufatureira. Tel.: (11) 4067-4222.
E-mail: [email protected]
A CBL, empresa 100% nacional, apresenta em seu catálogo a exploração do
mineral de lítio, o espodumênio, e a produção dos seus derivados químicos: o
carbonato e o hidróxido de lítio. A empresa fornece o concentrado de espodumênio, mineral tratado e com teor médio de 5% de Li20, utilizado nas indústrias cerâmica e vidreira e hidróxido de lítio mono-hidratado, empregado na fabricação de
graxas e lubrificantes, tintas e bateria; carbonato de lítio; sulfato de sódio anidro.
CBL – Companhia Brasileira de Lítio. Tel.: (33) 3755-8177.
E-mail: [email protected]
PAINÉIS ELÉTRICOS
A Murrelektronik oferece soluções para
painéis elétricos e sistemas de controle. Fornece painéis de controle IP20 para sistema
de alimentação, supressão de interferências e processamento
de sinais; controladores; interface IP20/IP67
para conexão entre
painel elétrico e campo
e comunicação com
interfaces para frontal
de painel; campo IP67
com sistemas de distribuição passiva, com
AS-interface, com os módulos de I/O compactos e
modulares; conexões de sensores/atuadores etc.
MURRELEKTRONIK do Brasil. Tel.: (11)
5632-3000. E-mail: [email protected]
SENSORES
O catálogo apresenta sensores fotoelétricos, indutivos, capacitivos, ultrassônicos,
magnéticos, de visão e chaves de precisão. Apresenta controles de movimentação: encoders, resolvers, chaves de velocidade, tacogeradores, contadores,
displays de processos, sistemas de posionamento de eixo, de medição de ângulo
e atuadores; e instrumentação de processos: sensores de pressão, de força e
tensão, de nível, instrumentos para análise de processos; e também, tecnologias
em sistemas de visão: câmeras digitais, inteligentes, módulo câmera, sensores
de visão, sistemas de inspeção ópticos, identificadores de códigos e OCR.
BAUMER do Brasil Automação de Fábrica e de Processos Ltda.
Tel.: (11) 5641-0204. Site: www.baumer.com.br
SISTEMA PARA CARREGAMENTO DE ETANOL
A empresa apresenta o sistema automatizado de carregamento de etanol, composto por medidores de vazão série turboline em aço inox e partes internas em
tungstênio, predeterminador eletrônico e válvula de duplo estágio e alta performance para cortes de fluxo precisos, automáticos e com segurança. O sistema
Basecon de automação de bases permite gerenciar e monitorar os carregamentos e está incorporado ao sistema de sensores de aterramento e de transbordo.
DWYLER Equipamentos Industriais Ltda. Tel.: (11) 2682-6633.
E-mail: [email protected]
GASES DE SOLDAGEM
O catálogo da Air Liquide apresenta gases
puros da linha standard:
argônio e dióxido de
carbono e misturas de
solda da linha ATAL. Os
produtos estão disponíveis em diferentes tipos
de fornecimento, adequando-se a perfis de
consumo, instalações e
requerimentos técnicos:
quadros (cestas); cilindros; misturadores (líquido). Entre serviços, equipamentos e centrais de gás
para distribuição dos gases, a empresa oferece, ainda, a linha de gases de proteção da linha premium
ARCAL em conformidade com as principais normas.
AIR LIQUIDE. Tel.: (11) 5509-8300.
Site: www.airliquide.com.br
EMPILHADEIRAS
A distribuidora autorizada Tecnomac apresenta o catálogo de empilhadeiras
Hyundai. Entre as opções, estão empilhadeiras GLPs com capacidades de 1500,
1800 e 2000 kg com motor HMC-Beta e raios de giro de 2252, 2300 e 2393 mm,
respectivamente; e GLPs com capacidades de 3500, 4000 e 4500 kg com motor GM 4,3L. Há opções elétricas com baterias de 48V e 80V com capacidades
diversas de 1500 a 4990 kg e opções em diesel com capacidades variadas de
2000-3000 kg, 3500-4500 kg, 5000-7000kg e 10000-16000kg.
TECNOMAC Empilhadeiras. Tel.: (12) 3909-4400.
Site: www.tecnomac.com.br
ROLAMENTOS E FERRAMENTAS
DE CORTE
Aplicados em indústrias automobilística,
eletrodomésticos, máquinas
operatrizes,
agrícolas,
motores
elétricos etc., a empresa apresenta os
rolamentos de esferas. Constam, ainda,
ferramentas de corte:
cortadores de engrenagens, como: fresas
caracol, integral, de
perfil constante, produzidas em aço; brocas, machos e serras de fita de metal. Conta com
robôs de soldagem, carga pesada e transporte de
vidros; aços especiais e fornos industriais.
NACHI Brasil Ltda. Tel.: (11) 4793-8800.
Site: www.nachi.com.br
PROTEÇÕES PARA LOGÍSTICA
A Travema apresenta em seus protetores angulares, protetores 90º, guardrails laminados e tubulares com 300 mm de altura. Constam ainda fins de curso para estruturas de porta para limitar o curso dos paletes; guarda- corpos;
protetores para colunas estruturais; orientadores de estacionamento; almofadas isotérmicas para portas de armazéns; trava carga para caminhões baú e
frigorificados, dilaceradores de pneus tipo lombada e fosso.
TRAVEMA Indústria de Proteções Logísticas Ltda. Tel.: (11) 3831-8911.
Site: www.travema.com.br
10 | IT Indústria & Tecnologia
10.indd 10
25/3/2013 14:14:03
Por Eduardo Linzmayer (*)
Manutenção em
eletroeletrônica
Foto: www.manutencaoesuprimentos.com.br
MANUTENÇÃO
INDUSTRIAL
Curto circuito e aterramento do circuito elétrico
são algumas das fontes de problemas em
equipamentos eletrônicos
A
incidência de defeitos e falhas nas máquinas e equipamentos eletroeletrônicos
podem ser mecânica ou
mistas ocorrendo nas partes
elétricas ou eletrônicas.
Em geral, os setores de manutenção industrial são estruturados de forma especializada, separando as formações mecânica,
elétrica e eletrônica.
PRINCIPAIS PROBLEMAS
Os problemas típicos em sistemas
eletroeletrônicos são normalmente
decorrentes de três categorias básicas de
não conformidades incidentes: curto
circuito, aterramento do circuito elétrico e a continuidade e faltas de fases do
circuito.
O curto circuito ocorre quando a resistência de entrada for zero, o que normalmente provocará a queima do fusível
quando a máquina for ligada. Deve-se
eliminar o curto circuito antes de se ligar
a máquina, evitando problemas na operação e produção.
A fiação terra cumpre uma função de
proteção nas instalações, exigindo-se
que as carcaças dos equipamentos sejam
sempre ligadas ao terra. Se uma carcaça
estiver desaterrada, então estará sujeita a
tensões elétricas acidentais, além de parasitas que podem danificar seus circuitos.
Outro problema típico dos sistemas e
circuitos eletroeletrônicos é a falta de
continuidade. Através da medição da
resistência elétrica, descobre-se um mau
contato que pode ser gerado por fiação
interrompida, pontos de oxidação e até
mesmo, má fixação dos circuitos. Para
avaliar-se a continuidade de um circuito,
basta verificar o estado da ligação, medindo-se a resistência entre as pontas.
RECOMENDAÇÕES PARA BOAS PRÁTICAS EM SISTEMAS
ELETROELETRÔNICOS
Durante a manutenção, as ligações elétricas entre os sensores e os demais dispositivos devem
ser verificados. Podem ser efetuados ensaios de simulação com sensores visando testes de
operação. No sistema industrial, pode-se efetuar uma simulação, introduzindo um objeto em
uma esteira rolante, verificando-se a resposta elétrica e medindo a tensão nos terminais do
fotosensor diante desta simulação.
BLOCOS ELETRÔNICOS
Para constatar se há defeito na fonte dos blocos eletrônicos é necessário desconectá-la dos
demais blocos, verificando se as diferenças persistem. Se a fonte, ao ser desconectada, não
estiver suportando a carga da ligação com os demais blocos, as tensões voltam aos níveis
normais. Assim o defeito pode estar na fonte ou em alguns dos blocos analisados.
PLACAS DE CONTROLE
A manutenção das placas de controle inicia-se com a verificação das tensões e das conexões.
Os maus contatos entre as placas e seus contatos resolvem-se com a retirada das placas e com a
limpeza de seus pontos de contato, utilizando-se borracha de apagar lápis. Se os componentes
soquetados apresentarem problemas, basta retirá-los para fazer a limpeza dos terminais e
recolocá-los novamente nos respectivos soquetes.
PLACAS DE ACIONAMENTO
Se as placas de acionamento apresentarem alguma anormalidade, os motores elétricos funcionarão
incorretamente ou poderão paralisar totalmente. As tensões de alimentação, bem como a
continuidade das conexões de um módulo de acionamento, podem ser testadas utilizando-se
um multímetro e uma avaliação visual para verificação de sujidade, oxidações e estado físico.
MOTORES ELÉTRICOS
Antes de qualquer ação de manutenção em um motor, deve-se verificar o tipo de corrente que
o alimenta e como ocorre seu movimento.
Pode-se verificar o estado das ligações entre os módulos de acionamento e efetuar as medições
das tensões de alimentação. A verificação do movimento do motor, se possível, deve ser feita
com carga e sem carga.
ELEMENTOS DE SENSORIAMENTO
Se houver um defeito no sensor, simplesmente o curso do pistão não é detectado, e uma
sequência programada será interrompida. No caso de um encoder, que auxilia o controle de
velocidade de um servo motor, apresentar interrupção no fornecimento dos sinais eletrônicos
proporcionais à velocidade do motor, este poderá disparar, funcionar incorretamente ou
paralisar totalmente sua operação.
Eduardo Linzmayer, 55 anos, é engenheiro de produção pela Politécnica da USP, professor da Escola de Engenharia
Mauá, consultor especialista em manutenção industrial pelo Centro de Pesquisas do Instituto Mauá de Tecnologia e
sócio diretor da EBL Consultoria. Contatos pelo email [email protected] ou site www.ebl.eng.br
IT Indústria & Tecnologia | 11
11.indd 11
25/3/2013 13:47:27
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
ACONTECE NA
INDÚSTRIA
PRIMEIRA EM FILTROS HIDRÁULICOS
Parker inaugura sua oitava fábrica no país
e se torna a maior fabricante de filtros hidráulicos
da América Latina
A
oitava unidade fabril da Parker nasceu com a sua vocação voltada a filtros
hidráulicos devido à transferência das linhas de produção deste produto
que a empresa mantinha em São José dos Campos (SP) e na antiga fábrica
da HDA Acessórios e Equipamentos, de São Paulo. A unidade, inaugurada
em março na cidade de Arujá (SP), tem 4 mil metros quadrados e promete
triplicar a produção nos próximos meses.
Indústria de transformação, equipamentos para construção civil e para a agricultura,
além de itens rodoviários são os principais destinos dos filtros hidráulicos. “A empresa
destina seus produtos a fabricantes OEM e também ao mercado de reposição, por meio
de distribuidores autorizados em todo o Brasil”, diz o gerente geral da divisão Filtração,
Sérgio Monteiro.
Ele destacou os planos da companhia para o futuro próximo, que incluem triplicar a produção
nos próximos meses. A produção anual de filtros hidráulicos, que era de 10 mil peças por
ano em 2011, deve chegar próxima a 30
mil itens em 2013, sendo que a capacidade instalada da nova fábrica é de 40 mil
peças. “O fato de sermos o único fabricante
internacional de filtros hidráulicos no País
nos traz a possibilidade de iniciar diversos desenvolvimentos, uma vez que temos
acesso irrestrito às novas tecnologias de filtração desenvolvidas no exterior”, explicou.
“Podemos oferecer qualquer solução que
nossos clientes precisem nos campos da filtração, condicionamento e monitoramento
de fluidos hidráulicos”.
NOTAS TÉCNICAS
EMPILHADEIRA HIDRÁULICA
Bastante utilizada para armazenagem e transporte,
a empilhadeira hidráulica
apresenta construção robusta em chapas e perfilados de aço. Conta com
acionamento da elevação
elétrica trifásica, bateria ou
por meio de bomba manual de dupla ação e pedal
para elevação rápida sem
carga. Possui cilindros
e pistões
em aço
com vedações especiais.
ZETEC SYSTEMS S/C Ltda.
Tel.: (11) 4198-6090.
Site: www.zetec.com.br
SISTEMA DE GESTÃO
PM DRIVER é um portal via web com ferramentas auxiliares aos
gestores na análise
de dados e na tomada de decisão. Permite acesso de vários
usuários
simultaneamente; com segurança e restrição de
acesso e backup; interface simples; envio
de e-mails; relatórios
analíticos e gráficos; manuais etc. Possui módulos de: análise crítica; avaliação de riscos;
comunicações; controle de documentos e de
registros; renovação periódica; fornecedores;
gestão de autorizações; monitoramento; plano de ação; requisitos legais; resíduos; solução de problemas e substâncias químicas.
PM ANALYSIS.
Tel.: (11) 5062-3521. Site: www.pmanalysis.com.br
BICICLETA ELÉTRICA
A Armetal apresenta a bicicleta elétrica Biobike Modelo Nova
Ipanema 350. No
segmento
corporativo é muito utilizada em
pátios internos,
entregas externas, shoppings,
estacionamentos, vigilância etc. Além dos benefícios de uma bicicleta, pode ser utilizada como
bicicleta convencional ou utilizar o motor elétrico
no auxílio à condução. Com a emissão zero de poluentes, a bicicleta elétrica ajuda ao meio ambiente. Características: motor elétrico brushless de 350
watts; quadro em aço carbono; aros em alumínio;
suspensão dianteira; farol, setas e luz de freio. Performance: velocidade de 25 km/h; autonomia de
até 50 km; capacidade de carga de até 140 kg.
ARMETAL Comércio e Representações Ltda
Tel.: (21) 2025-2238. Site: www.biobike.com.br
12 | IT Indústria & Tecnologia
12-13.indd 12
25/3/2013 13:52:29
ACONTECE NA INDÚSTRIA
SENSORES PARA
QUALQUER TIPO
DE TEMPERATURA
Foto: Divulgação
Contemp inicia
a produção de sensores
em nova unidade
que começou a operar
em janeiro
R
esultado de investimentos da ordem de R$1 milhão, a nova unidade fabril
da Contemp, que começou a operar em janeiro, representa uma evolução
na comercialização de sensores pela empresa. A planta, que foi erguida em
uma área construída de 550 m2, está localizada em São Caetano do Sul,
na Grande São Paulo.
Com esta iniciativa, a Contemp assume com mais agressividade sua participação nesta
fatia de mercado. Ao produzir qualquer tipo de sensores de temperatura (Pt-100 e termopares), a empresa estende sua larga experiência, oferecendo soluções completas na
utilização destes sensores.
“Há muito tempo o mercado de sensores de temperatura no Brasil vive uma carência
de opções, seja para pequenos ou grandes consumidores. Além disso, não havia quem
fornecesse um serviço de suporte à engenharia voltado às empresas de projetos por meio
de uma equipe de consultores técnicos realmente qualificados. Como os sensores de
temperatura são muitas vezes utilizados para monitorar temperatura de locais em que
a confiabilidade é crucial, marcas novas ou pouco conhecidas dificilmente têm espaço”,
explica o coordenador da nova fábrica, Eduardo Toselli. Segundo ele, a marca Contemp
é o grande diferencial, oferecendo credibilidade.
Este diferencial estende-se para os poços de proteção usinados de barras de aço, peças
que servem para proteger os sensores nas tubulações ou qualquer meio que possui fluido
presente. “Nos casos em que esse fluido apresenta velocidade, a Contemp aplica os
cálculos de frequência de ressonância a fim de adequá-los para suportar as condições do
meio conforme a nova norma ASME PTC 19.3 TW 2010”, complementou.
O foco da Contemp são especialmente as empresas químicas, petroquímicas e de
petróleo e gás.
radarindustrial.com.br/em/20407.aspx
radarindustrial.com.br/em/29227.aspx
IT Indústria & Tecnologia | 13
12-13.indd 13
25/3/2013 13:52:43
Foto: Divulgação
MERCADO ESPECIAL FIEE
FIEE acontecerá com
grandes expectativas de
guinada no setor
Feira é um termômetro da reação da indústria eletroeletrônica
diante do cenário atual da economia brasileira
C
om investimentos previstos de U$ 4,6 bilhões, o setor eletroeletrônico
espera um crescimento na ordem de 8% no seu faturamento geral para
2013. Nesse ritmo será realizado o maior evento de eletroeletrônica da
América Latina, a 27ª edição da Feira Internacional da Indústria Elétrica, Eletrônica, Energia e Automação (FIEE), que contará com 1200
expositores. O evento acontecerá entre os dias 1º e 5 de abril de 2013, em São Paulo,
no Anhembi.
“A indústria eletroeletrônica conseguiu mostrar balanço positivo mesmo em meio a um
ano difícil como o de 2012, e os investimentos estão garantidos pela busca das empresas
de GTD por novas tecnologias para mercados cada vez mais competitivos e exigentes.
Novos mercados em ascensão como o de geração renovável (a exemplo da eólica e so-
lar – fotovoltaica) também já propiciam
investimentos da indústria”, explica José
Danghesi, diretor da FIEE.
O evento vai acontecer em um momento
em que a indústria produtiva brasileira
vem apresentando claros sinais de recuperação. “Vários indicadores apontam
para a retomada como o consumo de
energia, geração de empregos, confiança
empresarial, além da queda de juros:
convivemos hoje com uma taxa de juros
14 | IT Indústria & Tecnologia
14-15.indd 14
25/3/2013 13:54:13
NOTAS TÉCNICAS
real abaixo, de 2% ao ano, um fato inédito com forte impacto positivo para a
economia”, afirma o diretor de economia
da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) Antonio Corrêa de Lacerda.
A FIEE vai contar com empresas dos
setores de componentes elétricos, equipamentos industriais, geração, transmissão e distribuição de energia (GTD),
automação industrial, manufatura eletrônica, materiais para instalação, tendo
como destaque os segmentos de alternativas energéticas para geração de eletricidade, tecnologia embarcada, tecnologia
de laser, óptica e fibra óptica, nanotecnologia e robótica. Eventos simultâneos
como a Ilha Fotovoltaica, o Espaço Senai
de Nanotecnologia e o Espaço de Tecnologia Embarcada também fazem parte
desta edição.
+ INFORMAÇÕES
SOBRE O EVENTO
FIEE
Data:
1º a 5 de abril
Horário: Das 13h às 21h
sexta, das 13h às 20h
Local: Pavilhão de Exposições do Anhembi
Endereço: Av. Olavo Fontoura,
1209 - Santana - São
Paulo – SP
Site:
www.fiee.com.br
MESA ELEVADORA
PANTOGRÁFICA
Utilizada em diversas operações, a
mesa elevadora pantográfica apresenta
plataforma em chapa lisa de aço. Possui estrutura pantográfica reforçada,
construída em chapas e perfilados de
aço com mancais, roldanas, buchas,
eixos especiais e cilindro hidráulico de
aço sem costura, com retentores especiais e haste protegida por cromo duro.
ZETEC SYSTEMS S/C Ltda.
Tel.: (11) 4198-6090
Site: www.zetec.com.br
MANUTENÇÃO DE BOMBAS
DE VÁCUO
A Paem tem um
setor especializado em manutenção de bombas de
vácuo próprias e importadas. Além
de fabricante de bombas de vácuo, a empresa destaca-se também pela assistência
técnica permanente com peças de primeira
linha para maior durabilidade das bombas
e tranquilidade dos clientes. A empresa desenvolve com tecnologia a maioria das peças para as bombas importadas conforme
a necessidade. Possui amplo estoque de
peças para reposição, no qual se incluem
palhetas, filtros, válvulas, rolamentos, rotores, acoplamentos etc. e conta com profissionais altamente capacitados.
PAEM Indústria Mecanográfica Ltda.
Tel.: (11) 2291-8622
E-mail: [email protected]
ALUMÍNIO
A GGD Metals destaca o alumínio
Cast 7000, amplamente utilizado na
indústria de plástico, tendo, entre suas aplicações, moldes de injeção termoplástica; matrizes
para repuxo profundo para a indústria
de plásticos; e máquinas seladoras de
garrafas (PET). Com baixíssimo tensionamento residual, excelente estabilidade dimensional, esse alumínio tem alta
resistência e ótima usinagem.
GGD Metals S/A.
Tel.: (11) 5545-8200
Site: www.ggdmetals.com.br
DATALOGGER
O datalogger MyArlarm2, da Seneca, é
um módulo de telecontrole GSM/GPRS
para instalações residenciais e industriais, máquinas e
equipamentos
de produção
por meio comando simples
enviados via SMS (bidirecional), chamada telefônica e e-mails.
Comunica com qualquer celular ou smartphone (em qualquer rede móvel), por
meio do módulo GSM/GPRS integrado.
Pode ser aplicado em abertura e fechamento de portões; controle remoto de
temperatura; controle de falhas e produção de energia; sistema de telecontrole e
processo via SMS com monitorização de
variáveis do processo e gestão integrada
de alarmes; sistema de detecção de intrusão e alarme via SMS e e-mail ou por
sistema sonoro ligado na saída e controle
simultâneo de até quatro espaços.
LEGG SYSTEM Comércio e Serviços de
Peças Industriais e Automação Ltda.
Tel.: (11) 2631-2752.
Site: www.leggsystem.com.br
IT Indústria & Tecnologia | 15
14-15.indd 15
25/3/2013 13:54:32
Foto: Divulgação
ANÁLISE SETORIAL MERCADO
Na rota dos semicondutores
A produção de chips localmente pode ser
o início de uma nova era no país
Por Rosa Symanski
U
ma das maiores deficiências do país na
área de componentes
está dando os primeiros
sinais de que poderá ser
superada. O anúncio de
duas plantas em regiões
distintas do Brasil poderá ser o pontapé inicial
para a criação de indústrias de semicondutores
– um dos componentes mais importantes para a
formação da base para a produção de chips para o
setor eletroeletrônico. Recentemente, a parceria
entre a gaúcha Ceitec e a coreana HT Micron
e o anúncio de um projeto para a fabricação de
semicondutores em Minas Gerais representam as
promessas de que o país poderá entrar nesta área
essencial e se posicionar na indústria seguindo os
rastros de potências como a própria Coreia e a
China, os grandes abastecedores mundiais desses
componentes. Humberto Barbato, presidente
da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e
Eletrônica (Abinee), concedeu entrevista sobre
este tema nesta edição.
COMO O SENHOR ESTÁ VENDO
ESSAS INICIATIVAS
DE CRIAÇÃO DE PLANTAS
PARA A PRODUÇÃO
DE SEMICONDUTORES
NO BRASIL?
O que temos atualmente são iniciativas de
produção em baixa escala, como é o caso
do Ceitec. Mas temos que considerar o
importante papel dele na formação de mão de
obra. Quanto à fabricação de semicondutores,
não existem investimentos no Brasil para
plantas e componentes em processo completo,
como acontece na Ásia. Ainda não sabemos o
que essa fábrica de Minas Gerais vai produzir
porque tudo está sendo tratado de forma
muito reservada. Mas, sem dúvida, o fato de se
ter uma iniciativa dessas em Minas é um passo
muito importante.
COMO FOI O ANO
DE 2012 PARA O SETOR
DE ELETROELETRÔNICA?
Consideramos que foi um ano ruim porque
houve um decréscimo de 8% da atividade
industrial em relação a 2011, enquanto o
faturamento do setor eletroeletrônico cresceu
5%. Isso significa que entraram mais produtos
importados, o que prejudicou a indústria
brasileira.
QUAIS FORAM AS PRINCIPAIS
CONQUISTAS DO SETOR ?
A redução da carga tributária, diminuição
da taxa Selic e a melhoria da paridade
cambial - que ainda está longe de ser ideal
– foram os fatores mais importantes do
ano passado.
QUAIS AS EXPECTATIVAS
PARA 2013?
Estamos com uma previsão de que o
faturamento da indústria aumente 8% em
relação a 2012 e que a produção industrial
cresça 3%. Esses resultados têm por trás as
medidas do governo que foram tomadas
para aumentar a competitividade como a
desoneração de tributos da indústria. Um
exemplo dessas medidas é a desoneração da
folha de pagamento.
QUAIS AS MEDIDAS
NECESSÁRIAS PARA
COMBATER A CONCORRÊNCIA
DE PRODUTOS IMPORTADOS?
A indústria precisa de mecanismos para
mostrar para o consumidor que fabrica
produtos com garantia. Muita gente compra
produtos importados e sabe que a vida deles
é curta. O que acontece muitas vezes com
produtos importados, por exemplo, é que as
placas podem ser recondicionadas ou que se
está adquirindo um produto remanufaturado
ou recondicionado. Isso é muito comum, por
exemplo, no mercado xing ling.
16 | IT Indústria & Tecnologia
16-17.indd 16
25/3/2013 13:55:04
ANÁLISE SETORIAL CENÁRIO
A criação de uma indústria para a fabricação
de chips implica na implementação de várias
tecnologias e requer bilhões de dólares
Por Rosa Symanski
Foto: Divulgação
A
fabricação de semicondutores é um processo que obedece quatro etapas:
projeto ou design do produto; difusão da pastilha de silício (fabricação
do chip); encapsulamento (interligação do chip com o meio externo e
proteção à exposição ao ambiente)), e a última, que consiste na fase de
testes bastante complexos. Desta forma, Rogério Nunes, diretor- presidente da Smart Modular Technologies sintetiza a estrutura necessária
para deslanchar a criação deste setor no Brasil. “Destas quatro etapas, o
Brasil tem alguma coisa na parte de projeto, as denominadas designs-houses, que hoje atuam mais
no lado acadêmico e somam cerca de 17 em todo o país. Também temos a fase de encapsulamento
e teste em que a Smart atua fortemente no Brasil com processos avançados, com economia de escala e alta tecnologia”, explica o executivo.
Um dos maiores entraves para a efetiva constituição de indústrias de semicondutores no país, no
entanto, está na etapa do tratamento do silício, também chamada de difusão, que é a fabricação dos
chips. “A etapa de se pegar o silício em estado bruto e o transformar em chip consome bilhões de
dólares. No mundo, essa produção está na mão de países como Coreia, Japão, Taiwan e China que
dominam essa tecnologia”, observa Nunes.
Nos últimos anos, no entanto, algumas empresas
têm tentado desbravar o mercado de microeletrônica e lutam para se estabelecer no setor. O Brasil,
no entanto, não é novato nesse terreno já que nos
anos 80 havia pelo menos 20 empresas fabricantes
de componentes eletrônicos e que sucumbiram
após a reserva de mercado e pela falta de incentivos. “Atualmente estamos assistindo algumas
iniciativas de se restabelecer o setor a partir de
grandes projetos como o Ceitec, do Rio Grande
do Sul, e a Six Semicondutores, que ainda é um
projeto embrionário. Também temos a Smart que é
a pioneira em encapsulamento de produtos de alta
tecnologia no país e também já atua no mercado
desde 2002”, afirma Nunes.
Segundo ele, os chips de 19 nanômetros, considerados muito pequenos, são os de maior escala de
integração e os que demandam polpudos investimentos. “É uma tecnologia que consome bilhões
de dólares. Mas há chips mais simples, em micrôRogério Nunes é diretor-presidente da Smart
metros, com dimensões maiores e integração
maior e que demandam menos investimentos, portanto, podem representar uma oportunidade
de o Brasil poder atuar neste mercado”, pondera.
Cylon Gonçalves da Silva, presidente do Ceitec, garante que, em 2014, a fabricação de circuitos integrados na fábrica deverá acontecer regularmente. “A Ceitec tem produtos quase prontos para o mercado e produtos em desenvolvimento para os próximos anos. A empresa começou a faturar em 2012
e deverá crescer bastante em 2013. A outra Ceitec, que também faz parte do complexo, é uma fábrica
de circuitos integrados, cujo processo de transferência da tecnologia de fabricação teve início no final
de 2012 e que deverá estar produzindo regularmente em meados de 2014”, revela.
Segundo ele, a capacidade instalada na Ceitec permitirá a produção de até 250 milhões de circuitos integrados por ano, com tecnologia CMOS de 0,6 mícrons. “Mas a produção vai depender da
demanda de mercado”, pondera.
Cylon observa que no mercado de circuitos
integrados dois tipos de atividades diferem
entre si: o projeto e a fabricação. “Elas são
tão distintas quanto às atividades de um
escritório de arquitetura e os de uma empresa
de construção civil. Na área de projetos de
circuitos integrados, o Brasil tem alta probabilidade de, em cinco a dez anos, estabelecer
empresas nacionais competitivas globalmente. Desde que essas empresas nascentes de
projeto possam ter alguma medida de proteção governamental para crescer contra as
multinacionais estabelecidas no setor.”
Foto: Divulgação
Os bastidores do mercado
de semicondutores
Cylon Gonçalves da Silva é presidente do Ceitec
Ao se referir a medidas de proteção governamental, Cylon observa que isso não implica
em opções drásticas como reserva de mercado, por exemplo. “Não estou mencionando
reserva de mercado. Estou me referindo à
proteção que qualquer país industrializado
sempre deu à sua indústria nacional. A fabricação de circuitos integrados é um desafio de
outra ordem. Creio que há várias empresas
internacionais interessadas nos resultados da
Ceitec e da Six, aguardando para ver o que
acontece antes de se aventurar em um grande
investimento de alto risco no Brasil”, afirma.
As iniciativas em andamento para a criação de
linhas de produção na área de semicondutores
são apenas a ponta do iceberg. “É preciso persistir por vinte ou trinta anos para se criar uma
indústria de circuitos integrados de porte global
no Brasil. Só investimento, que até agora tem
sido essencialmente estatal, não resolve. Como
também somente incentivos fiscais e subsídios
não a solução. É preciso que se alcance no Brasil
as condições para esta indústria prosperar. Será
necessário muita persistência e a continuidade de
políticas públicas construídas com coragem para
mudar práticas enraizadas na legislação e na cultura brasileira”, analisa o presidente do Ceitec.
IT Indústria & Tecnologia | 17
16-17.indd 17
25/3/2013 13:55:19
Foto: Divulgação
INDÚSTRIA
& TECNOLOGIA FLUKE DO BRASIL LTDA.
Para todas as medidas
Fluke desenvolve termômetro que funciona
como um meio-termo entre os termômetros
infravermelho e termovisores
A
Fluke Corporation desenvolveu o que há de mais moderno em
termos de instrumento para a medição de temperatura para a
indústria. Concebido com tecnologia exclusiva, o Termômetro
IR Visual VT02 veio preencher uma lacuna entre os termômetros mais sofisticados e os de concepção simples.
O termômetro funciona como um intermediário entre os modelos existentes no mercado, ou seja, entre os pirômetros e
os termovisores de alta resolução. “Conseguimos chegar a um modelo de termômetro
intermediário e de baixo custo quando comparado com os mais sofisticados, como os
termovisores, e mais evoluído que os pirômetros, tidos mais como mais simples”, explica Eduardo Santos, gerente de vendas de tomografia da Fluke.
Até hoje, os eletricistas e técnicos automotivos tinham que escolher entre pirômetros
(termômetros infravermelhos pontuais) e termovisores de alta resolução (câmeras infravermelhas ou “IR”). “O termômetro IR Visual VT02 veio preencher a lacuna, pois
faltavam no mercado termômetros com especificações intermediárias, ou seja, que
contenham especificações mais sofisticadas e também mais simples. É uma ferramenta que combina o insight visual do termovisor, imagens de câmeras digitais e a conveniência de apontar e disparar de um termômetro IR (infravermelho)”, afirma Santos.
O modelo é apropriado para fazer inspeções em aplicações elétricas, industriais, AVAC/R e automotivas. “O Fluke VT02 é ainda mais rápido que o termômetro infravermelho por requerer diversas leituras em pontos distintos para se chegar a um diagnóstico. O modelo detecta imediatamente problemas por meio de imagens digitais
e térmicas mescladas. Seus marcadores indicam locais quentes e frios informando a
temperatura mais alta com um ponto vermelho e a temperatura mais baixa com um
ponto”, aponta o gerente de vendas da Fluke.
A leitura de temperatura é informada no
ponto central. Então as imagens são salvas
no cartão SD e excluem a necessidade de salvar medições únicas ou múltiplas como em
um termômetro infravermelho, por exemplo.
APLICAÇÃO NA
INDÚSTRIA
• Encontrar pontos de mau contato nos
painéis elétricos
• Verificar o sobreaquecimento de
mancais e de rolamentos
• Verificação de processos que
envolvem ar-condicionado como
se o ar está saindo frio; detecção
de vazamentos nos circuitos de
refrigeração
• Verificação de sobreaquecimento
de freios em processos do setor
automotivo
• Anomalias térmicas no motor a
combustão
• Verificação de temperatura das
rodas e dos freios de composições
ferroviárias
18 | IT Indústria & Tecnologia
18-19.indd 18
25/3/2013 13:55:57
3
INDÚSTRIA & TECNOLOGIA
CARACTERÍSTICAS
PRINCIPAIS
1
FACILIDADE NO USO
2
TRABALHO SIMPLIFICADO
3
DOIS EM UM
Permite visualizar na tela a forma de temperatura
ou diferenças de temperaturas nos pontos
Integração com câmara digital com um software
para trabalhar as imagens e gerar relatórios
Combina o insight visual do termovisor
e a conveniência de um termômetro
IR (infravermelho)
www.fluke.com.br
IT Indústria & Tecnologia | 19
18-19.indd 19
25/3/2013 13:56:20
INDÚSTRIA
& TECNOLOGIA MINIPA DO BRASIL LTDA.
A última onda
em teste e
desenvolvimento
de produto
Gerador de onda arbitrária da Minipa
proporciona até 48 formas de ondas embutidas
A
Minipa está lançando o MFG-4225, o seu primeiro gerador de forma de onda arbitrária de duplo canal, que fornece
características superiores aos geradores de funções convencionais do mercado. Seu desempenho, que possibilita ao
usuário editar até 48 formas de ondas embutidas, faz com
que o a MFG-4225 seja um instrumento prático para acelerar os processos de desenvolvimento dentro da empresa.
“Conseguimos desenvolver um equipamento que supera os geradores comuns que
só operam três tipos de sinais, como o quadrado, senoidal e triangular”, explica
Fábio Coelho, gerente de engenharia da Minipa.
O gerador de forma de onda arbitrário é utilizado quando o usuário deseja criar
um sinal diferente do habitual. “Poderíamos utilizar este equipamento para simular um sinal criado em um sensor ou dispositivo. Outro exemplo seria a simulação
de um batimento cardíaco ou até mesmo o pulso da ignição de um automóvel
em que utilizamos o gerador arbitrário no lugar fazendo os ensaios necessários.
Enfim, há uma enorme variedade de aplicações onde este equipamento pode ser
utilizado”, afirma o gerente de engenharia da Minipa.
As principais características do equipamento são: amplitude de saída 10Vpp; banda
de frequência de 25MHz com resolução 1µHz, construído em formas de onda senoidal, quadrada, Rampa (Triângulo) e Ruído. “Para a forma de onda arbitrária, o usuá-
rio pode editar 48 formas de ondas embutidas ou
criar um sistema completamente novo. Além disso,
MFG-4225 carrega características de modulação
AM/DSB-AM/FM/PM/FSK/ASK/PWM/SWEEP/BURST, e contador de frequência, que pode
ser aplicado a campos de comunicação diversos”,
afirma o gerente de engenharia da Minipa.
Além da interface de usuário intuitiva e amigável, a tela de 3,5 polegadas em LCD TFT em
cores mostra as informações de operação abrangente, incluindo a forma de onda verdadeira
apresentada na saída. “O equipamento conta
com interfaces USB para se comunicar com outros dispositivos, que fornecem a flexibilidade de
geração de forma de onda para usos mais práticos. O usuário também pode usar o software
para editar a forma de onda e depois enviar para
o MFG-4225 diretamente, ou salvar a forma de
onda em um pen drive e depois transferir para o
sistema”, descreve o gerente.
NOTAS TÉCNICAS
MEDIDORES VOLUMÉTRICOS
PLATAFORMAS PANTOGRÁFICAS
Os medidores volumétricos EMEPG são ideais para controlar recebimento, abastecimento, transporte de
combustíveis, refinarias, caminhões, vagões tanque, etc. Apresentam medidor MV-10 1”; medidor
de deslocamento positivo (rotativo); diâmetro nominal de 1”, conexões de 1” rosqueadas; vazão
máx. de 150 e mín. de 15 l/min; pressão máx. de
10 kg/cm²; linearidade de 0,25 %; repetibilidade de
0,05% , temperatura máx. de trabalho de 65ºC. Têm tubulação confeccionada em ferro fundido; corpo em ferro fundido ou aço inox; flanges em ferro fundido, aço carbono ou
aço inox; rotor em alumínio ou aço inox; vedações Buna “N”
ou Viton; rolamentos em aço carbono ou aço inox; palhetas
grafite ou teflon; tampas em aço carbono com cromo ou
ferro fundido. Para exatidão da leitura, conta com dispositivo de regulagem contínua por microajuste ou calibragem micrométrica tipo cone,
contador de volume de cinco dígitos com retorno a zero e um totalizador perpétuo
de oito dígitos.
Estacionárias, movimentadas por meio
de rodas, as plataformas pantográficas
Kabí-lift operam em diversas alturas de
trabalho até 13,40 m de altura. Apresentam acionamento elétrico motor elétrico 4 polos, 4 cv - 220/380/440 v ou
baterias 24v; acionamento no solo e na
plataforma por meio de botoeiras; estabilizadores laterais mecânicos articulados (tipo fuso) ou opcionalmente
os hidráulicos; unidade hidráulica
incorporada à plataforma ou opcionalmente separada da plataforma; cigarra sonora durante as
operações de subida e descida. Podem ser movimentadas manualmente por meio do cambão ou
tracionadas. Possuem quatro rodas de borracha
maciças brancas, permitindo que sejam operadas
nos mais diversos tipos de pisos.
AVEERRY – EMEPG / EMATEG.
Tel.: (21) 2676-2065. E-mail: [email protected]
KABÍ Indústria e Comércio S/A.
Tel.: (21) 3301-9090. Site: www.kabi.ind.br
20 | IT Indústria & Tecnologia
20-21.indd 20
25/3/2013 13:59:00
Foto: Divulgação
INDÚSTRIA & TECNOLOGIA
APLICAÇÃO NA
INDÚSTRIA
• Manutenção Corretiva
• Desenvolvimento de novos produtos
• Simular pulso de motor no setor automotivo
• Simulação de batimentos cardíacos em equipamentos
hospitalares
• Simular sinais de tremores de terra como se fosse um
sismógrafo
• Simulação de circuitos em sensores
• Simulação de vídeos em sistemas
de transmissão
4
1
2
3
4
CARACTERÍSTICAS
PRINCIPAIS
POSSIBILIDADE DE EDITAR
48 FORMAS DE ONDAS
FREQUÊNCIA DE SAÍDA
DE 25MHZ E 80MHZ/AMPLITUDE
DE SAÍDA 10VPP
CARREGA CARACTERÍSTICAS
DE MODULAÇÃO AM/DSB-AM/
FM/PM/FSK/ASK/PWM/SWEEP/
BURST
TAXA DE AMOSTRAGEM A
125MSA/S E 500MSA/S
www.minipa.com.br
IT Indústria & Tecnologia | 21
20-21.indd 21
25/3/2013 13:59:21
INDÚSTRIA
& TECNOLOGIA DAKOL SOLUÇÕES EM AUTOMAÇÃO
Linha de produção
controlada de casa
Dakol desenvolve aplicativo capaz
de demonstrar o comportamento
da linha de produção em tempo real
P
oder saber tudo o que está acontecendo nos processos de
produção da empresa de qualquer lugar é a possibilidade que se tornou realidade com a plataforma J Mobile,
desenvolvida pela Dakol. A empresa conseguiu chegar
a um aplicativo que permite acessar qualquer etapa da
linha de produção da indústria sem que o usuário precise
estar na frente de um PC.
“É a primeira ferramenta desenvolvida em IHM que permite esse tipo de acesso.
O que temos de similar no mercado requer o uso de roteadores e outros equipamentos intermediários, ou seja, nada se compara à flexibilidade do J Mobile
que pode ser instalado em smartphones, notebooks, entre outros sistemas que
podem ser carregados para todo lugar”, afirma Marcelo Cruz, gerente técnico
da Dakol.
De posse do JMobile, o usuário poderá visualizar qualquer etapa em que esteja
a linha de produção da indústria, seja na operação, produção e, até mesmo,
manutenção. “O usuário poderá ficar a par de tudo o que acontece como, por
exemplo, uma eventual parada nas máquinas ou em que ponto está a linha de
produção e, até mesmo, se algum equipamento está precisando de manutenção.
Além disso, poderá saber também quanto as máquinas produziram, entre outros
recursos”, descreve o gerente técnico da Dakol.
Entre outros recursos, o JMobile apresenta biblioteca de imagens, protocolos,
gráficos, relatórios, alarmes, agenda de tarefas, níveis de acesso e receitas. “Con-
seguimos chegar a um aplicativo que
consegue ter um preço 60% menor do
que os PCs industriais, ou seja, atingimos uma grande evolução no mercado
com este sistema”, observa o gerente
técnico da Dakol.
Segundo ele, o JMobile é uma interface
que não precisa de Windows. “O sistema foi desenvolvido com vários componentes de softwares integrados numa
única aplicação e utiliza tecnologia de
última geração para HMI em automação industrial para cada situação em
que uma interface de usuário é necessária”, atesta Cruz.
A plataforma inclui ferramentas de comissionamento para permitir uma fácil
manutenção e configuração de múltiplas unidades remotas, além de desktop e software de engenharia para desenvolvimento de aplicativos de tempo
de execução.
22 | IT Indústria & Tecnologia
22-23.indd 22
25/3/2013 14:02:30
Foto: Divulgação
APLICAÇÃO NA
INDÚSTRIA
• Ferramenta que pode ser utilizada pela maioria dos
fabricantes de máquinas
• Indústria automotiva – linha de pintura, linha de
solda, linha de transportadores de carros
• Controle de movimento das máquinas (em que etapa
está a linha de produção)
• Guindastes: a ferramenta pode operar e permitir ao
usuário visualização do trabalho
5
1
2
3
4
5
INDÚSTRIA & TECNOLOGIA
CARACTERÍSTICAS
PRINCIPAIS
O APLICATIVO TEM TAMANHOS
QUE VARIAM DE 4” A 15”
GRANDE VARIEDADE DE PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO
DISPLAY COM ALTA QUALIDADE
DE RESOLUÇÃO GRÁFICA
FACILIDADE DE ACESSO DAS INFORMAÇÕES DE QUALQUER LUGAR
ESTÁ APTO A RECEBER MÓDULOS DE ENTRADAS E SAÍDAS
www.dakol.com.br
NOTAS TÉCNICAS Eletroeletrônica
FASÍMETRO
O fasímetro SPI-400 é utilizado para verificar a
sequência de fases, identificar cabos e detectar
tensão AC em uma escala de 90~600V sem contato e freqüência de operação de 40~20Hz. De
simples utilização, o medidor possui dimensões de 152X25mm, indicação sonora e luminosa e
é fabricado de acordo com as normas IEC1010-CATIII 600V. Apresenta os resultados com rapidez e precisão. É alimentado por meio de duas pilhas AAA 1,5 V e com manual de instruções.
FITA ISOLANTE
LÍQUIDA
INSTRUTHERM Instrumentos de Medição Ltda.
Tel.: (11) 2144-2800. E-mail: [email protected]
NO-BREAK
O no-break Eaton 9130 é indicado para uso em sistemas de missão crítica, como
equipamentos de TI e rede, aparelhos hospitalares e laboratoriais, controle de fábrica e qualquer outra aplicação na
qual energia ininterrupta de qualidade é fundamental. Monofásico, com potência de 1000 a 3000 VA e tecnologia on-line dupla conversão e
tecnologias Eaton: ABM (Advanced Battery Management), para maior vida útil da
bateria e a disponibilidade do sistema; e LanSafe, o software que garante a integridade de dados
e sistemas, e facilita o gerenciamento de energia. Está preparado para a virtualização. Apresenta
flexibilidade de instalação, nos modelos torre ou rack, economizando espaço em qualquer opção.
EATON Ltda. Tel.: (11) 2465-8822. Site: www.eaton.com.br
CONVERSOR
A linha SK 500E de conversores para painel suporta a programação livre e conveniente de funções relacionadas com acionamentos em conformidade com a norma IEC 61131. Suporta uma
maior variedade de unidades e consegue controlar, particularmente, motores síncronos. Adequado para processos de corte
em alta velocidade em trabalhos de torneamento e fresagem,
conta com microprocessador de elevado desempenho, função
de segurança “Safe Torque Off”, controle vetorial da corrente
sem sensor e um gerenciador de freio para operação regenerativa e identificação de parâmetros do motor conectado.
NORD Motorredutores do Brasil Ltda.
Tel.: (11) 2402-8850. E-mail: [email protected]
Inovadora, a fita isolante líquida é eficaz
para isolar e impermeabilizar conexões
elétricas de alta segurança. Em forma
líquida possui composição em materiais
isolantes elétricos, desenvolvida com
solventes adequados. Pode ser aplicada
com um pincel, espátula ou por imersão.
É adequado para isolar fios ou cabos
com espessura de 1 mm, com resistência à tensão de até 6500 volts. Adere fácil
a metais, plástico, borracha e vidro etc e
pode ser empregada em conexões elétricas que estejam expostas a intempéries,
enterradas ou até mesmo em locais úmidos e debaixo d’água. Disponível nas
cores: azul, branco, preto, vermelho e
incolor, pode ser utilizada como lacre de
inviolabilidade.
QUIMATIC/TAPMATIC Brasil Ind. e Com. Ltda.
Tel.: (11) 3312-9999
Site: www.quimatic.com.br
IT Indústria & Tecnologia | 23
22-23.indd 23
25/3/2013 14:02:48
PRODUTOS
& SERVIÇOS INSTRUTEMP INSTRUMENTOS DE MEDIÇÃO LTDA
Tensão testada
Equipamento da Instrutemp testa
e comprova eficiência de cabos
de alta voltagem
U
m equipamento de alta potência e ideal para testes de
cabos que demandam voltagem mais alta é a aposta da
Instrutemp para o mercado nacional. O Hipot, modelo HY 120KV-C, é a novidade que a empresa desenvolveu para testes de integridade de cabos.
“Desenvolvemos um equipamento que está capacitado a atender demandas mais altas de potências como,
por exemplo, de 35KV, como é comum na região Nordeste onde a voltagem é de
220”, explica Tiago Carrino, vendedor técnico da Instrutemp, acrescentando que
a voltagem em São Paulo é de 13.8KV.
Segundo ele, as distribuidoras de energia, empresas de transmissão e concessionárias necessitam testar cabos antes que estes comecem a percorrer as redes de
transmissões - as concessionárias entregam a tensão indicada pela solicitante, e as
empresas de engenharia e prestadores de serviço fazem os testes nos cabos antes de
colocar todo o processo elétrico em andamento - daí a necessidade de se ter um
equipamento de testes de alta tensão. “Isso é uma regra para se verificar eventuais
defeitos ou falhas na constituição do cabo. Caso o teste deixe de ser aplicado, os
sistemas de cabos ficam sujeitos a sofrer correntes de fuga que podem até mesmo
ocasionar a perda do cabo”, descreve Carrino.
O modelo da Instrutemp se destaca dos demais do mercado devido a diferenciais
como a sua capacidade de ser portátil. “É um equipamento que o operador consegue movimentar no local de trabalho, enquanto que os outros modelos convencionais praticamente precisam ser carregados”, afirma Carrino.
Ele observa que diferentemente dos modelos convencionais, o Hipot pode ser
considerado um transformador “a seco”. “O modelo da Instrutemp tem essa van-
tagem sobre muitos equipamentos convencionais que são a óleo e se danificam
facilmente”, explica o vendedor técnico da
Instrutemp.
Ajustável, o equipamento se desliga automaticamente quando a corrente ultrapassa um valor previamente programado
pelo operador. “Além de grande robustez mecânica e de proteção, cada equipamento possui medidores digitais e foi
desenvolvido com tecnologia própria”,
observa Carrino.
NOTAS TÉCNICAS Eletroeletrônica
CABO ETHERNET
MEDIDOR DE ENERGIA E POTÊNCIA
O cabo ethernet
moldados com conectores
PushPull
oferecem conectividade conÞ‡vel. ƒ
ideal para conex›es
PROFINET e nas redes SERCOS III. O
cabo de interconex‹o IP67 moldado consegue
suportar aplica•›es que exijam uma Ethernet
de atŽ 10 Gigabits. A sec•‹o transversal do
condutor Ž de 4xAWG 22/7 - 0,36 mm², a medida m‡xima do di‰metro da bainha Ž de 6,7
mm (bainha de PUR) e o di‰metro m‡ximo do
isolamento central Ž de 1,6 mm. Apresenta
resist•ncia ˆ abras‹o, a sua retardamento
do calor est‡ em concord‰ncia com a IEC
60332-1 e a sua resist•ncia ao —leo com a IEC
60811-2-1. Os cabos Ethernet industrial para
PROFINET est‹o dispon’veis de f‡brica nos
tamanhos: 1 m, 2 m, 3 m, 5 m e 10 m.
O medidor de Consumo de Energia e Pot•ncia ( KWh), modelo
POL-80, Ž utilizado para teste e monitoramento de aparelhos eletrodomŽsticos tais
como: l‰mpadas, condicionadores de ar, refrigeradores,
ventiladores, etc; e pode ser
usado para teste de efeito de
economia de energia. O medidor possui quatro bot›es em
seu painel: ÒTÓ, ÒSÓ, ÒsettingÓ
e ÒenterÓ; tela de LCD possui
backlight (ilumina•‹o do display); tens‹o de opera•‹o Ž
de AC 100V ~ 240V, sendo seu consumo de
energia inferior a 0.8W; c‡lculo cont’nuo dos
custos de energia elŽtrica em d—lares e cents
por horas e minutos; fatores instant‰neos exibem consumo em: Volts, Hertz, Amperes, VA,
Watts, KWh, Co2.
WEIDMÜLLER CONEXEL do Brasil Conexões
POLITERM Instrumentos de Medição Ltda.
Tel.: (11) 5581-1728
E-mail: [email protected]
Elétricas Ltda. Tel.: (11) 4366-9600
E-mail: [email protected]
radarindustrial.com.br/em/27815.aspx
24 | IT Indústria & Tecnologia
24-25.indd 24
25/3/2013 17:04:52
F
INDÚSTRIA & TECNOLOGIA
5
1
2
3
4
5
CARACTERÍSTICAS
PRINCIPAIS
PROTEÇÃO DE SAÍDA
Por meio de um potenciômetro que
permite o ajuste da corrente de
desligamento quando esta ultrapassar o
valor máximo permitido
APLICAÇÃO NA
INDÚSTRIA
• Testes para comprovar a integridade
do cabo para saber se este não vai se
romper
• Teste de muflas - terminação nos
cabos de alta tensão aplicada onde
existe uma transição do tipo de
isolamento.
PROTEÇÃO CONTRA
FALTA DE ATERRAMENTO
Só permite sua energização se estiver
devidamente aterrado
PROTEÇÃO DE ENTRADA
POR FUSÍVEIS
CIRCUITO ULTRARRÁPIDO
DE SOBRECORRENTE
Sistema impede a destruição do objeto
de teste
CABO DE ALIMENTAÇÃO
E CABO TERRA
com 2 m de comprimento
www.instrutemp.com.br
IT Indústria & Tecnologia | 25
24-25.indd 25
25/3/2013 14:04:38
NOTAS TÉCNICAS Eletroeletrônica
TESTADOR DE TENSÃO
FONTE DE ALIMENTAÇÃO AC PROGRAMÁVEL
O T5-600 600V CAT III, da
Fluke, é excelente ferramenta para resolução de problemas, com medições de
corrente OpenJaw, prático e fácil de manusear
com botão rotativo para
selecionar as funções
tensão,corrente e resistência.Medição de
corrente CA(média)
100A, medição de
Continuidade < 25Ω, medição de Resistência 1000Ω indicador de polaridade
CC, cabo flexível.
As Fontes de Alimentação de tensão alternada (AC)
Programável, da Chroma, geram de 0 a 300 V e variam
frequências de 45 Hz a 2 kHz e também tensão contínua (DC). Fazem medições de potências (aparente,
ativa e reativa), tensões (RMS e Pico), correntes (RMS e Pico), Fator de potência, fator
de crista e frequência. Estão disponíveis em potências de 500 VA a 18 kVA, monofásicas
e trifásicas. Drivers para trabalhar com LabView também são disponíveis. Podem ser
programadas via painel frontal e através das interfaces RS-232 e GPIB.
ITEST Medição e Automação Ltda.
Tel.: (11) 2533-8003
E-mail: [email protected]
LUZ DE EMERGÊNCIA
A luz de emergência DNI
- 6936 com (30) Trinta LED´s de alto brilho, possui
memória com proteção de
sobrecarga, para preservar
a bateria,proporcionando
maior vida útil. Na ausência
de eletricidade é acionada
e acende automaticamente. Por operar com 30 LED´s tem baixo consumo de
energia elétrica. Funciona
também como Luz Balizadora, Lanterna Móvel ou Luz
Pendente. Apresenta alça e
interruptor de duas intensidades de iluminação; bivoltagem 127/220v; medidas:
7,0x4, 5x24, 0cm; alimentação por bateria recarregável 800 mAh de Ni-Cd (inclusa); autonomia de duas a três horas.
T&M Instruments Representações Ltda.
Tel. (11) 5092-2928. E-mail: [email protected]
TRANSFORMADOR A SECO
O transformador a seco Tricast é o equipamento ideal
para projetos de infraestrutura, como subestações de
transmissão e distribuição de energia, instalações em
aeroportos; estações de metrô; indústrias susceptíveis
a risco de incêndio; e aplicações especiais em parques
eólicos. O produto está disponível em unidades monofásicas e trifásicas. Apresenta um range de até 25MVA
na classe 36,2kV, 50/60Hz, para regime de serviço contínuo, com ventilação ar natural (AN) e opcional ventilação
ar forçado (AF), para instalação abrigada ou ao tempo, com
perdas normais ou reduzidas. É projetado para ambientes úmidos ou
com alto grau de poluição e para áreas com alto distúrbio elétrico. Possui
uma excelente performance em carga e curto-circuito, baixo nível de ruído e pouca manutenção e atende as normas nacionais e internacionais do setor.
SCHNEIDER ELECTRIC Brasil Ltda.
Tel.: 08007289110. Site www.schneider-electric.com.br
SEMICONDUTORES
DNI - KEY WEST /DANI Condutores
Os conjuntos montados são compostos pelo semicondutores de potência, dissipadores térmicos, grampo de
fixação e circuito RC. Conta com semicondutor de potência (Tiristor e/ou Diodo), da marca Westcode; dissipadores térmicos com refrigeração a ar ou a água, fabricados em cobre eletrolítico com tratamento superficial em níquel-cromo; grampos
de Fixação, fabricados em aço inox ou aço 1045, com tratamento superficial de
níquel-cromo, com torque pré-definido de acordo com o semicondutor a ser utilizado e
arruela de destrave indicadora do torque; e circuito RC composto por capacitor e resistor, montado em placa isolante.
Elétricos Ltda.
Tel.: (11) 3933-8888. E-mail: [email protected]
CORONA BRASIL Indústria Comércio Representação Ltda.
Tel.: (19) 3936-9444. E-mail: [email protected]
26 | IT Indústria & Tecnologia
26.indd 26
25/3/2013 16:30:07
NOTAS TÉCNICAS Eletroeletrônica
GRUPO GERADOR
SISTEMAS DE ENTRADAS DE CABOS
O grupo gerador é utilizado em
um sistema
de geração
de energia.
Projetado de
acordo com
as características da rede
de energia
elétrica e seus tipos de cargas (origens de
consumo). É composto por motor Diesel (Volvo-Penta, MTU-Mercedes ou MWM), acoplado
a um gerador WEG ou Bambozzi e montados
sobre base de aço (viga laminada ou chapa
dobrada).
O KDP se encaixa em chapas com espessuras adequadas. O KDP redondo pode ser fixado com uma
contra-porca de rosca métrica ou diretamente, por
meio de um encaixe integrado; possui furos regeneráveis, sendo uma excelente alternativa aos prensa cabos convencionais. De modo bem simples, os cabos
com pontas abertas atravessam o KDP e são inseridos até a metragem desejada. A aliviação da tração
ocorre quando o cabo é puxado alguns centímetros
no sentido contrário à entrada.
GERMEK Equipamentos
Tel.: (19) 3682-7070. E-mail: [email protected]
BORNES
Os sistemas de bornes para
tecnologia energética são
plugáveis de modo universal, ou seja, montagem de
instalações modular e
compacta. Com a tecnologia de conexão
push-in o cabeamento
é simples e rápido pelo encaixe a
mola, permitindo
que até pequenos conectores a
partir de 0,34mm2 sejam instalados de modo
seguro e sem ferramenta. Para remoção fácil
do condutor basta pressionar o botão de destravamento. Permite a triagem no menor espaço com bornes de quatro andares com jumpers plugáveis, jumpeamentos de potencial e
campos de triagem com componentes livres.
PHOENIX CONTACT Indústria e Comércio Ltda.
Tel.: (11) 3871-6444
Site: www.phoenixcontact.com.br
MURRELEKTRONIK do Brasil Indústria e Comércio Ltda.
Tel.: (11) 5632-3000. Site: www.murrelektronik.com.br
DISTRIBUIDOR DE ENERGIA
Os blocos de distribuição de energia para uso em trilho DIN (TS35) distribuem
a alimentação trazida por cabos de grandes bitolas, para cabos de bitolas
menores, mantendo sempre uma conexão segura para ser manuseada. Os
custos de instalação são minimizados, combinando ligações de alimentação
ao painel elétrico por meio de um único módulo de passagem. De forma simples e compacta proporciona a distribuição de energia com configuração
monofásica e trifásica; IP20.
WEDMÜLLER Conexel Conexões Elétricas Ltda.
Tel.: (11) 4366-9600. E-mail: [email protected]
CONECTORES ELÉTRICOS
Os conectores elétricos, de potência, de sinal, de fibra ótica, coaxiais etc para todas as
indústrias oferecem alta condutividade elétrica, redução do aquecimento, excelente confiabilidade no tempo (milhões de ciclos de encaixe possíveis) e economia de energia. Graças
a sua concepção modular, os sistemas de contato tornam-se flexíveis e adaptáveis conforme
as necessidades.
STÄUBLI Comércio, Importação, Exportação e Representações Ltda.
Tel.: (11) 2348-7800. E-mail: [email protected]
IT Indústria & Tecnologia | 27
27.indd 27
25/3/2013 17:01:00
INTERNACIONAIS MITUTOYO SUL AMERICANA LTDA
Perfeição a toda prova
Equipamento da Mitutoyo promete conceber peças
com dimensões irretocáveis
A
s peças de pequeno porte já contam com uma novidade capaz de
medi-las com grande exatidão. Lançado pela Mitutoyo, o equipamento Ko-ga-me está apto a dimensionar detalhes geométricos no
espaço 3D de peças para várias aplicações na indústria.
“A altíssima exatidão nas medidas de peças é o maior diferencial que
a Ko-ga-me tem no mercado. Para conseguir definir bem as medidas, a máquina
foi constituída por uma resolução muito alta, ou seja, de 0,02 micrometros (µm),
uma medida considerada extremamente pequena”, afirma Ricardo Gonzalez, gerente de marketing da Mitutoyo.
Concebida com comando CNC, a Ko-ga-me conta com sistemas de medição disponíveis para a montagem horizontal ou vertical, e pode ser usada em aplicações
independentes ou integradas em células de trabalho. “Apesar de especializada em
dimensionar peças pequenas, a Ko-ga-me é ideal também para o dimensionamento de peças maiores com montagem especial. O sistema ainda oferece uma ampla
gama de sensores de medição, incluindo sistemas ópticos e de escaneamento”,
explica Gonzalez.
Além de permitir o uso de sensores de toque, a Ko-ga-me apresenta resultados com valores absolutos (e não comparativos como os dispositivos
convencionais). “Além disso, é uma máquina que tem velocidade de medição muito rápida, podendo chegar ao dobro dos modelos convencionais”,
garante Gonzalez.
A Ko-ga-me está disponível em dois modelos com (XYZ) de 80mm x 80mm x
40mm e 120mm x 120mm x 40mm e oferece uma resolução de 0.02µm com
velocidade máxima de deslocamento de 200mm/s (1 eixo) e 340 mm/s (3 eixos), e aceleração máxima de 0,39G (3900mm/s2) para 1 eixo e 0,68G (6750
mm/s2) para 3 eixos. “Por ser de tamanho reduzido o cliente vai ter facilidade
em montá-la podendo usar uma base fixa
ou um dispositivo do seu próprio projeto
com movimento de um eixo ou, ainda,
combinada com uma máquina operatriz”, explica o gerente de marketing da
Mitutoyo.
APLICAÇÃO NA
INDÚSTRIA
• Peças de motores e de sistemas
com comandos eletrônicos
na indústria automotiva
• Peças e componentes
de comandos eletrônicos
na indústria aeronáutica
• Peças pequenas de motores
e mecanismos da indústria
naval
NOTAS TÉCNICAS Eletroeletrônica
QUADROS DE DISTRIBUIÇÃO
A solução completa, denominada POWER, é composta por quadros de
distribuição XL³, tipo TTA (Type Tested Assembly), ensaiados e certificados conforme as normas NBR IEC 60439-1 e NBR IEC 60439-3. Com
amplo espaço interno para conexões de cabos, a gama inclui desde os
quadros XL³ 160/400 até os painéis XL³ 800/4000, totalmente modulares.
A Legrand também dispõe do disjuntor caixa aberta DMX³ customizada.
Com alta performance e garantia de qualidade, a linha tem opção de
160A a 4000A e capacidade de interrupção de corrente até 110kA. A família é complementada por: relé temporizado, interruptor horário digital, disjuntor DX-MA, contatores
modulares, minuterias, fontes de alimentação e instrumentos de medição, em total sinergia com
os quadros XL³. GL ELETROELETRONICOS Ltda. Tel.: 0800118008. E-mail: [email protected]
ATUADOR ELÉTRICO ROTATIVO
Com diversos opcionais disponíveis, o atuador elétrico rotativo apresenta tensão de alimentação 12Vcc, 24 Vcc, 110Vac e 220Vac;
regime de trabalho 30% e 75% Duty Cicle. Conta com caixa em
alumínio injetado com pintura eletrostática; grau de proteção
IP67, Nema 4X; indicador local de posição; operador manual por
eixo ou volante (non-clutch); máxima temperatura ambiente 60ºC;
torques 15Nm a 4500 Nm; caixa a prova de explosão e falha fecha ou falha abre.
POLICON Controles Industriais
Tel.: (11) 4425-0675. E-mail: [email protected]
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
O inversor de frequência
MC500 de alta performance
apresenta: modo de controle
SVC – Controle Vetorial sem
Sensor; V/F – Controle Escalar; torque de partida 0,5 Hz
/150% (SVC); reator DC embutido (de 18.5 kW a 90kW)
para melhoras a eficiência e
o fator de potência. Possui
unidade de frenagem embutida (de 0,75 kW a 15kW); controle PID,
PLC simples e multivelocidade (função
de controle de velocidade multipassos
com ajuste de até 16 passos); 8 entradas digitais multifuncionais (PNP&NPN),
2 entradas analógicas, 2 saídas tipo relé,
2 saídas analógicas, 1 saída tipo coletor
aberto; comunicação via RS485 com suporte para Modbus-RTU e Profibus DP;
proteções contra falhas e outras funções.
SMAR Equipamentos Industriais Ltda.
Tel.: (16) 3946-3599
Site: www.smar.com.br
28 | IT Indústria & Tecnologia
28-29.indd 28
26/3/2013 12:49:36
Fotos: Divulgação
5
1
2
3
4
5
CARACTERÍSTICAS
PRINCIPAIS
FACILIDADE NA
MONTAGEM DEVIDO AO
SEU TAMANHO (440MM
X 410MM X 120MM) E
PESO DE 26KG / 29KG
DISPONÍVEL NOS MODELOS COM (XYZ) DE 80MM
X 80MM X 40MM A
120MM X120MM X 40MM
RESOLUÇÃO DE 0.02 μm
EXATIDÃO DE MEDIÇÃO:
2,0 + 5L/1000 M
(L=MEDIDA EM MM)
PODE SER USADO
EM APLICAÇÕES
INDEPENDENTES OU
INTEGRADAS EM
CÉLULAS DE TRABALHO
www.mitutoyo.com.br
28-29.indd 29
25/3/2013 14:08:36
NOTAS TÉCNICAS Eletroeletrônica
INVERSOR DE FREQUÊNCIA
O inversor Z1000 foi projetado para automações prediais em ventiladores, bombas, compressores, evaporadores e torres de
resfriamento, atendendo até 500 CV de potência. Possui interface alfanumérica e teclado com comandos específicos para
operação local (H), Desligamento (O) e Operação Automática (A). A interface conta com relógio de tempo real e funções de
cópia e verificação de parâmetros.
YASKAWA Elétrico do Brasil Ltda.
Tel.: (11) 3585-1100. E-mail: [email protected]
ALICATE VOLT-AMPERÍMETRO
Fabricado no Japão, o alicate volt-amperímetro Kyoritsu apresenta leitura
True RMS, ideal para medições precisas em formas de ondas distorcidas e formas de ondas não senoidais formadas por tiristores. Faz
medição de tensão e corrente de circuitos de alta e baixa potência. É capaz de medir correntes AC e DC de 0 a 2000A; medir
variação de corrente e tensão de pelo menos 10ms com função
de congelamento de pico. Conta com função AVERAGE (média)
que permite fácil leitura de flutuação de tensão ou corrente; e
terminal de saída para conexão com registradores. Padrões
aplicáveis: IEC 61010-1 CAT IV 600V; CAT III 1000V – Grau de
Poluição 2; IEC 61010-031; IEC 61010-2-032; IEC 61326-1;
IEC 61326-2-1.
HOMIS Medição e Automação Ltda.
Tel.: (11) 2799-7999. E-mail: [email protected]com.br
ANALISADOR DE ESPECTROS DE MÃO
INVERSORES DE FREQUÊNCIA
A série Altus 100 apresenta características
inovadoras em inversores de frequência: potências de 0,55kW (0,75 CV) a 160 kW (250
CV), tensão de alimentação 220Vca a 440Vca
e grau de proteção IP21 com IP54 opcional.
Os inversores possuem 6ED, 3SD relé, 2EA
(mA/V) e 1SA (mA), protocolo de comunicação
Modbus RTU/TCP, e os opcionais DeviceNet,
Profibus DPV1 e CANOpen. Possuem, também, chopper incorporado a partir do MR4 ao
MR6 e opcionais MR7 a MR9, filtro RFI e controle PID. Contam com três slots para placas
de expansão, IHM gráfica integrada e possibilidade de expansão da IHM.
Contam com recursos
adicionais como: controle remoto do instrumento e medição
de pico de potência
de sinais pulsados.
Os novos recursos
padrões dos N9344C
de 20 GHz, N9343C de
13,6 GHz e N9342C de 7 GHz incluem: SCPI e conexão Telnet; filtro RRC para medir a
potência do canal e a razão de potência de canal adjacente de LTE/W-CDMA; padrões
de canais para LTE, WiFi e WiMAX™. Além de outros recursos opcionais, apresentam
conformidade com MIL PRF 28800F Classe 2; tela brilhante e teclado com luz de fundo;
mais leve com apenas 3,6 kg com bateria inclusa; opção de segurança que apaga dados confidenciais; Task Planner (planejador de tarefas) etc.
ALTUS Sistemas de Informática S/A.
Tel.: (51) 3589-9500. E-mail: [email protected]
AGILENT Tecnologies Brasil Ltda.
Tel.: (11) 4197-3600. E-mail: [email protected]
30 | IT Indústria & Tecnologia
30.indd 30
25/3/2013 16:25:38
Paradigmas do passado devem dar lugar
à inovação e ousadia
“
H
oje ainda se confunde muito o conceito de marketing e suas funções
com as outras áreas da organização e isto dificulta ainda mais a sua
aplicação.
No setor industrial, ainda nos vemos amarrados a conceitos e paradigmas de um passado conservador, tanto nas estratégias de marketing
quanto na comunicação bastante restrita aos pensamentos das lideranças acomodadas
em suas posições e no receio da inovação.
É muito comum você se deparar na indústria com empresas que, de certa forma, são
bem- sucedidas, mas com grandes “falhas de marketing”. Exemplos disso encontramos
nas tradicionais revistas B2B, anúncios que mostram a pura falta de profissionalismo
com erros gritantes ou nos sites que parecem verdadeiros blogs abandonados. Muito se
perde, pois estas ações não levam em conta a importância da persuasão das palavras, das
cores, dos elementos gráficos e de tudo aquilo que possa ser considerado influenciador a
uma tomada de decisão. Certamente, é impossível mudar o perfil de alguém já formado,
principalmente quando este pertence a gerações mais tradicionais, que, por receio de
algo que não vive ou não viveu, não se arrisca. Marketing é muito além de saber o que
mercado pensa e deseja; é, sobretudo, saber como oferecer, como ser inovador e ao
mesmo tempo criativo.
Uma definição conceitual de Marketing que gosto bastante, apesar de não definitiva:
“É uma função organizacional e um conjunto de processos que envolvem a criação, a
comunicação e a entrega de valor para os clientes, bem como a administração do relacionamento com eles, de modo que beneficie a organização e seu público interessado.”
Adriano Oliveira (*)
Toda decisão de compra tem componentes racionais e objetivos e componentes
emocionais. Como a marca é associada
ao produto, ela é um bom exemplo de
carregar em si elementos tangíveis, racionais, e outros intangíveis ou emocionais.
O marketing industrial deve ser feito
para todos, não saindo do princípio B2B
ou B2C. Um case que responde essa tese
é a empresa Tetra Pack que passou um
bom tempo fazendo propaganda em mídia de massa, sendo que nenhum consumidor final comprou embalagens, mas
sim a marca, fomentando o conceito da
estratégia do “Por que não pensei nisto
antes?”. E levando sempre em consideração o uso das regras, do público-alvo e de
toda a sua atmosfera.
Já imaginou como serão as empresas lideradas pelas gerações Y e Z? Tenho certeza
que ousadia e inovação serão suas marcas
registradas. Fica aqui esse questionamento. Sucesso a todos. Câmbio, desligo!
“
Marketing Industrial,
por que não pensei
nisto antes?
Foto: Divulgação
ARTIGO
(*) Formado em Publicidade e Propaganda pelas Facul-
dades Integradas de Bauru (FIB) e responsável pelo
Departamento de Marketing na Mectrol do Brasil. Tem
especializações em Design, Marketing Digital e eventos
industriais.
NOTAS TÉCNICAS FIEE
FIOS E CABOS ELÉTRICOS
ESPAÇADORES AMORTECEDORES
CONECTOR P/ATERRAMENTO
A SIL, com 39
anos de atuação, é uma
das
principais empresas brasileiras
na área de
fios e cabos
destinados às instalações elétricas com
tensões até 1 kV (baixa tensão), bem
como de cabos de solda e para transmissão de áudio e de sinal de vídeo.
Na filial em Joinville (SC) são produzidos vergalhões de cobre eletrolítico,
principal matéria-prima de seus fios e
cabos elétricos. Seus parques fabris
possuem equipamentos de última geração e a empresa tem capacidade
instalada para processar 26 mil toneladas/ano de cobre.
Desenvolvida pela
Divisão
Eletropeças, da Forjasul
Eletrik, a linha de
espaçadores amortecedores em liga
de alumínio, além
de garantir o espaçamento
ideal,
reduz as vibrações
nas linhas de transmissão a níveis que
preservam a integridade dos condutores.
Este desempenho deve-se ao desenho do
mecanismo de amortecimento da articulação dos espaçadores, permitindo maior
resistência à fadiga. A fixação dos condutores ao espaçador por meio de varetas
pré-formadas reduz ao mínimo as tensões
localizadas sem riscos de afrouxamento.
A Burndy® lança o mais
versátil conector de pedestal em piso elevado
para sistema de aterramento Super-Clamp™
GXP1828RF,
que
abrange vários tamanhos e formatos
de pedestal.
Sua aplicação atinge
uma ampla faixa de condutores e
pode ser utilizado em um ou
dois condutores ao mesmo tempo. Faz
conexões cruzadas ou paralelas, e a instalação é fácil e rápida, sem necessidade de tirar parafusos e porcas.
FORJASUL ELETRIK/GRUPO TRAMONTINA
Tel.: (54) 3461-8200
E-mail: [email protected]
BURNDY do Brasil Ltda.
Tel. (11) 5515-7225
E-mail: [email protected]
SIL Fios e Cabos Elétricos
Tel.: 0800550008. Site: www.sil.com.br
IT Indústria & Tecnologia | 31
31.indd 31
26/3/2013 17:05:46
NOTAS TÉCNICAS FIEE
MULTÍMETRO DE BANCADA
Multímetro digital de bancada MDB-600 é utilizado para
manutenção de eletroeletrônicos, verificação de instrumentos e análise de circuitos. O equipamento possui
display LCD de 47/8 80000 contagens com luz de fundo, efetua medições AC e DC TRUE RMS, frequência,
resistência, capacitância, temperatura, medição relativa, indicação de sobre-escala,
barra gráfica, comunicação RS-232 óptica isolada, segurança conforme IEC 61010-1 CATII- 1000V, grau de poluição 2 e alimentação de 110/220.
INSTRUTHERM Instrumentos de Medição Ltda.
Tel.: (11) 2144-2800. Site: www.instrutherm.com.br
TERMINAIS REUTILIZÁVEIS
CARRO ELÉTRICO
O multimedidor de grandezas elétricas e analisador da qualidade
da energia elétrica, o Mult-K-NG (instalação em painel) e MPK-NG
(uso portátil com sensores de corrente de 1(A) a 3000(A), classe
“S”, realiza medição em conformidade à norma IEC-61000-4-30. Disponibiliza os registros de detecção de eventos (VTCDs - elevação,
afundamento, interrupção, desequilíbrio de tensão), frequência de
10 segundos, agregações de 150/180 ciclos, 10 minutos e 2 horas,
fator de potência de deslocamento e real, harmônicos de grupo e
subgrupo até a 40ª ordem (EC-61000-4-7); flutuação de tensão/FLICKER (IEC 61000-4-15); classificação dos eventos de QEE (resolução ANEEL), módulo 8 do PRODIST e disponibiliza indicadores DRP
e DRC; tensão em regime permanente, histograma e relatório da QEE (PRODIST. Como
multimedidor, realiza as medições de mais de 100 parâmetros, máximos em sistema de
corrente alternada (CA). Todas as medições são TRUE RMS; parâmetros de medição:
Var, VA, Hz, THD, KWh, KVArh demanda e fator de potência.
Os terminais da família KLOK,
desenvolvidos
para fazer a ligação de equipamentos
elétricos em sistemas de baixa
e média tensão, têm um acabamento
superficial inibidor da corrosão galvânica, que permite conexões com condutores de cobre, viabilizando o uso
do produto na indústria, inclusive em
ambientes agressivos. São formados
por dois componentes, sendo um fêmea em forma de C e o outro macho,
acoplados um ao outro e são fixados
a um barramento por meio de parafuso, porca e arruela. Fabricados
em liga de alumínio, permitem condutividade elétrica compatível com
os condutores a eles conectados.
Foram projetados para acomodar
cabos entre 16 mm² a 400 mm². Em
função do seu projeto eletromecânico são facilmente removíveis sem
afetar a estrutura dos condutores e
do próprio terminal aos quais estavam conectados, possibilitando a
reutilização de ambos em novas instalações.
KRON Instrumentos Elétricos Ltda.
Tel.: (11) 5525-2000.
E-mail: [email protected]
KRJ Indústria e Comércio Ltda.
Tel.: (11) 2971-2300
Site: www.krj.com.br
Tecnologia do i-Miev, único automóvel totalmente elétrico
disponível para compra no Brasil. Alternativa para contribuir para melhorar o meio ambiente, compacto, com
3,67 metros de comprimento, o modelo Mitsubishi i-Miev
tem uma potência máxima de 49kW, equivalente a 69 cv,
e conta com torque de 196 Nm (20 kgf/m) a partir de 01 RPM, além de atingir até 130 km/h.
A autonomia é de 180 quilômetros, suficiente para rodar durante o dia nas grandes cidades.
Para recarregá-lo, basta conectar a rede elétrica e o processo completo pode levar até oito
horas ou 30 minutos utilizando uma estação de abastecimento rápido.
MITSUBISHI MOTORS do Brasil.
Tel.: 08007020404. Site: www.mitsubishimotors.com.br
MEDIDOR DE GRANDEZAS ELÉTRICAS
32 | IT Indústria & Tecnologia
32.indd 32
25/3/2013 16:27:15
capa-3.indd 30
25/3/2013 13:35:28
radarindustrial.com.br/em/46573.aspx
CAPA-4.indd 444
25/3/2013 13:37:20

Documentos relacionados