museu do douro - músicas do mundo

Сomentários

Transcrição

museu do douro - músicas do mundo
MUSEU DO DOURO - MÚSICAS DO MUNDO
SINOPSE
NIAMH NÍ CHARRA
(Irlanda)
Talento e virtuosismo de uma das mais reconhecidas intérpretes de música irlandesa.
O seu mais recente álbum "Cruz", lançado em Março, foi nomeado para melhor "Álbum do Ano" de
música irlandesa. Nomeada para o “Top Solo Performer 2011″ da Irish Music Awards e vencedora do
“Female Musician of the Year 2012″ (Live Ireland Music Awards).
Amplamente reconhecida no panorama da música folk irlandesa pelo seu virtuoso trabalho de
miscigenação entre a música tradicional e as sonoridades mais contemporâneas.
Niamh Ní Charra acabou de realizar uma digressão pela China, assumindo a sua música uma celebridade
internacional notável pelos sucessivos prémios obtidos pelos mais de uma dezena de CD’s já editados.
A sua música ganha universalidade, quer pela interpretação de temas oníricos, quer pelos contagiantes e
frenéticos ritmos que conquistam audiências pelo poder com que impulsionam a dança.
“Este disco [Cruz] é imediato candidato a Melhor Álbum do Ano.” Chicago Irish American News 03/2013
“Música eclética tradicional e original, interpretada com requintado virtuosismo e charme”. BBC Radio 2
TCHEKA
(Cabo Verde)
Um dos músicos de Cabo Verde com maior projeção internacional.
Começou a desenvolver um estilo baseado no batuque transposto para as cordas da guitarra, uma marca
forte na sua produção musical, que já inclui quatro álbuns: “Argui!” (2003), “Nu Monda” (2005), vencedor
do prémio RFI Musiques do Monde, “Lonji” (2007) e “Dor de Mar” (2011). Já lhe chamaram um “griot pop”
e o epíteto não o desmerece como contador de histórias contemporâneo que é. Com influências que vão
do batuque ao jazz, o cantor, guitarrista e compositor Tcheka é um dos mais destacados cronistas
musicais do Cabo Verde contemporâneo.
Prémio da RFI - Musiques du Monde 2005 com o seu disco "Nu Monda".
De voz rouca e doce, Tcheka, autor e compositor, na arte de dedilhar a inseparável guitarra. A sua música
resulta da dedicação, conhecimento e respeito pela música tradicional de Cabo Verde e foi alvo das mais
prestigiantes críticas por parte da imprensa qualificada.
Realizou a abertura de vários concertos de Cesária Évora na América do Norte.
“A sua voz revela plenamente a flexibilidade que o caracteriza, com a inesperada facilidade para passar,
em segundos, de uma entonação melancólica para um sentimento de euforia” Festival Timitar
CIBELLE (Brasil)
Originalidade contemporânea por uma artista brasileira multifacetada.
Uma artista performativa multimídia, cantora, compositora e produtora musical que, nos últimos anos, tem
merecido elogiosas críticas pela originalidade contemporânea da sua música
Cibelle fará um DJ/set antropofágico dançante, indo de Tropical Bass, Moombathon, Trap, Baile Funk e
Cumbia Digital. Dentro deste DJ set, Cibelle fará o Live PA de algumas músicas de seu mais recente
álbum, UNBINDING, em primeiríssima mão para Portugal (Tom de Festa e Douro no Mundo). O disco traz
um som novo e upbeat, essencialmente dance music.
Em seu Live PA, Cibelle cantará também alguns de seus antigos sucessos, como Noite de Carnaval,
Lightworks e Man From Mars.
O Visual Artist inglês Clifford Sage faz participação especial na performance, linkando arte visual e VJing
com os beats da nova música de Cibelle. Saliente-se a forte ligação com o projeto musical nacional “The
Legendary Tiger Man”.
CHIMANGO COMANDO RUMBERO
(Argentina)
Uma sonoridade contagiante dum músico que realizou encontros artísticos com Manu Chao.
Pablo Pascuale é um músico argentino, nascido em Buenos Aires. Começou a tocar muito cedo, lançando
o seu primeiro álbum "Lunar Multitrack". Vai viver para Barcelona, criando o seu projeto “"Chimango Comando Rumbero", apresentando-se em concertos de ManuChao, Che Sudaka, Amparo Sanchez e
muitos outros.
Em 2007, edita "Donde el Diablo El Poncho por Deus": um trabalho onde la rumba se mestiça com os
ritmos ciganos e a percussão cubana e o reggae. O seu tema “Afrika” reflete um encontro artístico com
Manu Chao que o acompanha num dueto. Este tema obteve amplo reconhecimento, tendo sido
reconhecida como símbolo do respeito pelos direitos humanos e a independência do continente africano.
LUIS PASTOR
(Espanha)
Um dos mais reconhecidos cantautores de Espanha. O seu disco bilingue “En Esta Esquina del Tiempo”
com poemas de José Saramago, constitui um marco memorável na divulgação poética do Nobel da
Literatura.
Este compositor criou músicas para conceituados músicos internacionais, como Cesária Évora, Juan
Valderrama e Carma Linares, entre muitos outros.
Nos seus discos participaram músicos como Dulce Pontes, João Afonso, Chico César, Bebe e vários
outros grandes nomes da cena musical internacional.
Nestes concertos especiais, vai fazer-se acompanhar com uma banda de músicos portugueses “A Cor da
Língua ACERT”, interpretando temas criados para o espetáculo da ACERT “A Viagem do Elefante” e
outros temas duma obra discográfica com mais de duas dezenas de edições. O seu concerto irá estar
associado ao lançamento público do seu recente livro/ disco “Nesta Esquina do Tempo” que reflete uma
forte ligação com a obra poética de José Saramago, tal como as canções emblemáticas que fazem de
Luis Pastor um dos cantautores internacionais com maior afinidade com a música e cultura portuguesas.
ARRAIAL DELUXE
(Portugal)
Com música ao vivo dos Dead Combo, Arraial Deluxe é um espetáculo poderoso e arrebatador. Arraial
Deluxe, um espetáculo de teatro-dança. Um olhar poético sobre o Norte de Portugal com as suas festas e
romarias, crenças e rituais, ventos frios e ares agrestes.
Santo Amaro, São Sebastião, Senhora do Ó, São Lázaro, São Bartolomeu... Quisemos essencialmente
relevar a convivência muito própria de vários opostos: o sagrado e o profano, os atos de fé e as explosões
dos sentidos, o ancestral e o pós-moderno, o cru e o piroso. E numa curiosa amalgamada, o humano nas
suas múltiplas dimensões: fé, dor, medo, morte, desamparo, solidão, riso, gula, excesso, vaidade, amor,
ciúme, violência, comunhão...
Interessa-nos a proximidade a um certo estar desmemoriado e as emoções a variar ao ritmo de um
coração acelerado.
Arraial Deluxe estreia a versão do espetáculo com um elenco exclusivamente profissional.
TERTÚLIA CONCERTO COM JOÃO NEGREIROS E MÚSICA AO VIVO DO MISTÉRIO DA CULTURA
(Portugal)
19 Julho | 21h30 | Wine Bar - Museu do Douro, Peso da Régua
Um homem, um palco. Palavras escritas, palavras ditas. Palavras levadas ao extremo, ao ponto em que
tudo começa. João Negreiros é poeta, escritor, dramaturgo e master em Programação Neurolinguística.
Premiado em Portugal e no Brasil, João faz da palavra o ponto de partida para um mundo melhor.
Organizada pelo Mistério da Cultura, esta tertúlia concerto é também uma festa à poesia que promete
fazer sentir a música e ouvir as palavras como nunca foram ditas.

Documentos relacionados