Platelmintos: “Vermes Achatados” Apresentam simetria bilateral

Сomentários

Transcrição

Platelmintos: “Vermes Achatados” Apresentam simetria bilateral
Platelmintos:
“Vermes Achatados”
Apresentam simetria bilateral;
Acelomados
Tubo digestivo incompleto;
Ocorre o processo de cefalização (acúmulo de órgãos sensoriais na direção do movimento).
Existem três classes distintas: os turbelários, trematódios e cestódios.
Turbelário: a planária é um exemplo de ser vivo desta classe, é um verme de vida livre, encontrado em poças d’água e ribeirões.
É pequeno e possui o corpo recoberto de cílios vibráteis, forma turbilhões na água ao se movimentar.
O sistema excretor é definido: as células-flama ou solenócitos, sugam a água com resíduos metabólicos dos tecidos e lançam a
excreção ao exterior, com um sistema de canalículos (se abrem em pequenos poros). A planária possui corpo achatado para
facilitar a difusão de gases, em sua respiração “cutânea”.
Possui alta capacidade de regeneração, podendo ser cortado em 3 ou mais segmentos, originando igual número de indivíduos.
Apresentam na cabeça um par de ocelos, como se fossem pequenos olhos, que são considerados o início do desenvolvimento
de globo ocular na natureza, ainda que rudimentares (permitem a visão de vultos). São hermafroditas e se reproduzem por visão
cruzada.
Trematódio: é outra classe dos platelmintos, que, com exceção da fêmea do esquistossomo, que é cilíndrica, todos tem corpo
achatado e formato semelhante a uma folha de árvore. Possuem duas ventosas, uma anterior, com função de boca, e outra
mediana com finalidade de fixação. São vermes parasitas, e atacam inclusive o homem.
Abaixo o ciclo vital do esquistossomo (Schistosoma mansoni, causador da esquistossomose, “barriga d’água”):
Profilaxia: consiste em exterminar caramujos, orientar pessoas para não entrarem em contato com a água em locais
contaminados, não evacuarem no campo e não lançarem dejetos nos rios e nos ribeirões.
Cestódios: possuem um corpo achatado e longo, como um fita. São parasitas intestinais humanos e os principais exemplos são a
Taenia Saginata (hospedeiro intermediário: boi), Taenia Solium (hospedeiro intermediário: porco).
As tênias são conhecidas como solitárias, possuem ventosas na cabeça, sendo 4 ventosas no caso da Taenia saginata, e a
Taenia solium, apresenta 4 ventosas e uma coroa de ganchos quitinosos, chamada rostro. Nos hospedeiros intermediários,
evoluem até a forma de larva, se parece com uma pipoquinha branca, e é o cisticerco.
Podem ocorrer duas doenças principais, de acordo com a forma de ingestão humana: teníase, no caso de ingestão de
cisticercos; cisticercose, no caso da ingestão de ovos de tênia. A última é mais grave, porém as duas podem ser evitadas com
um cozimento eficaz da carne destes animais.
O corpo da tênia se divide em:
Escólex (a cabeça), colo e estróbilo (o tronco). Suas ventosas são utilizadas para fixação. O estróbilo é fragmentado em anéis
chamados proglotes, que possuem os órgãos sexuais masculinos e femininos (realizam fecundação cruzada e autofecundação),
quando maduros apresentam os ovos, que são eliminados junto às fezes.
Ciclo Vital da Tênia:
Asquelmintos (Nematelmintos):
São numerosos e polimórficos;
Apresentam corpo longo e cilíndrico;
Presença de cutícula quitinosa que envolve o corpo;
Tubo digestivo completo;
Sistema nervoso com um anel e cordões nervosos longitudinais;
Sistema locomotor muscular;
Unissexuados;
Pseudocelomados.
Exemplos de Nematelmintos e seus ciclos vitais:
Ascaris Lumbricoides: Lombriga. A fêmea é ligeiramente maior que o macho, parasita o intestino delgado. É adquirido através da
ingestão de água e alimentos contaminados com os ovos (contágio direto). A doença chama-se ascaridíase.
Ciclo Vital:
Ancylostoma Duodenale e Necator Americanus: verme que possui boca desenvolvida, os dentículos ocasionam traumas na
mucosa intestinal, ocasionando perdas de hemoglobina e causando anemia, a ancilostomose também é conhecida por
Amarelão. Sua profilaxia é feita orientando as populações a não evacuarem no solo e usarem calçados.
Ciclo Vital:
Enterobius (Oxyurus) vermicularis: verme comum, é pequeno, fino e numeroso. É eliminado com as fezes com movimentos
intensos, causam coceira na região anal durante a noite, a pessoa coça e contamina suas mãos, levando à boca, sofre
autocontaminação. A doença é denominada oxiuríase.
Wuchereria bancrofti: é um verme extra-intestinal. Localiza-se no interior dos vasos linfáticos, e impede a circulação da linfa, e
extravasa para os tecidos vizinhos, ocorrendo uma inchação (edema). Os nomes da doença são wuquererose ou filariose,
popularmente é conhecida por elefantíase. A construção de mosquiteiros, a eliminação de locais com água parada, que servem
como foco de reprodução de mosquitos são medidas profiláticas contra esta doença.
Anelídeos
-Tubo digestivo completo;
-Vasos sanguíneos e sistema circulatório fechado, com pigmento respiratório (clorocruorina e hemoglobina), com inclusive um
esboço de coração (vasos pulsáteis);
-Celomados (apresentam celoma, cavidade geral do corpo forrada por folhetos do mesoderma no embrião);
-Sistema excretor formado por nefrídias, tubos delgados que apresentam-se aos pares, excretam os resíduos metabólicos pela
pele;
-Respiração por difusão ou branquial.
Apresenta três classes distintas, os poliquetos, oligoquetos, e aquetos (ou hirundíneos).
Oligoquetos: apresentam poucas cerdas, são terrestres e vivem enterrados no solo, são hermafroditas porém não se
autofecundam. Possuem poder de regeneração. Ex.: Minhoca. Apresentam metâmeros, segmentos corporais que apresentam
órgãos e funções semelhantes.
Poliquetos: grande quantidade de cerdas, são marinhos, carnívoros e unissexuados. Um exemplo é nereide, que pica as pessoas
na praia por seu instinto carnívoro.
Aquetos ou hirundíneos: não possuem cerdas, são as sanguessugas, que vivem em água doce e parasitam os vertebrados,
sugando o sangue por meio de suas potentes ventosas (em número de duas). É utilizada na medicina, por sua substância
anticoagulante, hirundina.

Documentos relacionados

platelmintos - Colégio Santa Rosa

platelmintos - Colégio Santa Rosa Entre outros sintomas da teníase, podemos considerar a ocorrência de insônia, irritabilidade, diarréia, cólicas abdominais e náuseas. Medidas de prevenção: - Exigir que as autoridades do governo re...

Leia mais

Anelideos - WordPress.com

Anelideos - WordPress.com Mais de 200.000 espécies. Vivem em praticamente todos os ecossistemas, terrestres, marinhos e de água doce. Tamanho varia de poucos milímetros até mais de 5 metros. Representantes mais conhecidos s...

Leia mais