Mariliense conquista o 1º ouro na história do salto com vara do Brasil

Сomentários

Transcrição

Mariliense conquista o 1º ouro na história do salto com vara do Brasil
Mariliense conquista o
1º ouro na história do
salto com vara do Brasil
O mariliense Thiago Braz da
Silva, 22, alcançou um feito
duplamente incrível na noite
de segunda-feira (15). Ele, que
não era um dos favoritos no salto com vara, conquistou a medalha de ouro e ainda derrubou o recorde Olímpico da pro-
va, para delírio do público no
Estádio Olímpico, o Engenhão.
É a primeira medalha do Brasil
no salto com vara na história,
bem como o primeiro pódio do
atletismo brasileiro no Rio 2016.
O último ouro tinha sido o de
Maurren Maggi no salto em dis-
tância, em Pequim 2008. Já o
último recorde Olímpico era o
de Joaquim Cruz em Los
Angeles 1984, também a última
medalha de ouro no atletismo
masculino. Pois Thiago quebrou
todas essas marcas com um salto de 6,03m, deixando para trás
Foto: Divulgação
o francês campeão Olímpico
em Londres 2012, Renaud
Lavillenie, que não superou o
sarrafo em 5,98m. A medalha
de bronze ficou com o norteamericano Sam Hendricks, que
ficou nos 5,85m.
Página 6-A
Brasil ganha
seu primeiro
ouro no boxe
das Olimpíadas
Robson Conceição fez história ontem à noite. Empurrado pelos torcedores presentes no pavilhão seis do
Riocentro, o baiano confirmou seu favoritismo com uma
vitória incontestável para se
consagrar como o primeiro
pugilista medalhista de ouro
do Brasil em Olimpíadas. O
feito histórico veio após vencer a luta contra o francês
Sofiane Oumiha por decisão
unânime dos jurados na categoria dos pesos-leves (até
60 quilos).
Página 5-A
Seleção tenta vaga na decisão
Robson Conceição comemora vitória que garantiu primeiro ouro olímpico do boxe brasileiro
Após um começo nada animador na Rio-2016, a seleção
olímpica do Brasil se impôs nos
últimos dois jogos e venceu de
forma categórica. Agora, precisa
confirmar o enorme favoritismo
sobre a inexperiente seleção de
Honduras para disputar a meda-
lha de ouro. A partida decisiva
acontece hoje, às 13h, no
Maracanã. Já garantido na briga
por medalhas, o Brasil precisa
manter o embalo para chegar à
final olímpica e buscar o ouro
inédito para o futebol brasileiro. Já a seleção feminina, após
empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, foi derrotada pela Suécia por 4 a 3 nas
cobranças de pênaltis, ontem,
no Maracanã, e disputará a medalha de bronze contra o Canadá, que perdeu da Alemanha
por 2 a 0.
Página 5-A
Foto: Alexandre de Souza
Negada liberdade por Curso do Sebrae
tentativa de homicídio ensina a ser patrão
A Justiça de Marília recebeu
a denúncia contra o autônomo
Marcos Vagner Pelizer, 41, acusado de tentativa de homicídio
contra a ex-mulher, no estacionamento de um supermercado,
no bairro Palmital, zona norte
da cidade. Também foi negado
o pedido de liberdade provisória e de revogação da prisão
preventiva do acusado, que
permanecerá atrás das grades.
De acordo com a decisão do juiz
da 3ª Vara Criminal de Marília,
Décio Divanir Mazeto, a denúncia do Ministério Público (MP)
foi recebida, por se encontrarem “presentes os pressupostos
autorizadores para a persecução
penal”. A defesa terá dez dias
para resposta à acusação. O
magistrado negou os pedidos
feitos pelo advogado Ovídio
Nunes Filho.
Página 4-A
O Sebrae-SP lançou o Super
MEI, um programa que oferece 50 mil vagas gratuitas em
164 cursos de capacitação em
todo o Estado de São Paulo para
quem quer ter o próprio negócio, administrá-lo da maneira correta e aumentar as
chances de sucesso. Na unidade de Marília, meta é conseguir atrair 10% das 7.200 micro
empresas individuais (MEI) da
cidade. Pode participar quem
já atua como Microempreendedor Individual (MEI); é
autônomo, mas ainda não está
regularizado; e também quem
deseja trabalhar por conta própria. O participante do programa passa por quatro etapas. Na
primeira, ele se formaliza como
MEI, caso ainda não esteja regularizado.
Página 3-A
Programa ensinar a abrir, produzir, gerenciar
e até vender através de uma MEI