Mostrar o Prefácio - Roteiros Fluviais PORTUGAL River Pilots

Сomentários

Transcrição

Mostrar o Prefácio - Roteiros Fluviais PORTUGAL River Pilots
Prefácio
Foreword
Não posso deixar de começar por dizer, em
nome das populações ribeirinhas: Muito obrigado,
José Gomes.
I can’t start without saying, on behalf of the
riverside populations: Thank you,
José Gomes.
A Porta do Rio Sado tem estado fechada à
náutica de recreio e ao turismo, como podemos
ver nas edições do roteiro Atlantic Spain & Potugal
da Imray Laurie Norie & Wilson, com todos os
prejuízos que esta situação acarreta para a
actividade económica da cidade e, em particular,
para o comércio local.
Podemos então inferir, daí, a importância
extraordinária desta obra, escrita em português e
inglês, que, ao ficar também disponível sob a forma
de e-book nas livrarias on line, ficará também acessível
a qualquer navegador estrangeiro que por aqui
planeie passar. Ela representa, finalmente, o
começo de uma inversão de rumo que projecta
Setúbal e as suas populações ribeirinhas para o
lugar de destaque que as condições naturais,
inequivocamente únicas no mundo (João
Cabeçadas), há muito lhe prometeram.
Sobre o José Gomes. Estou a lembrar-me de
que, antes ainda de o conhecer pessoalmente, com
ele regateei na Associação Portuguesa de Pequenos
Veleiros de Cruzeiro, APVC, de que foi o último
Presidente da Direcção, em acumulação com a
Presidência da Associação de Veleiros de Cruzeiro,
AVC, facto que possibilitou a fusão destas
associações rivais, onde se destacou o seu
empenhamento que levou à fundação da
Associação Nacional de Cruzeiros, ANC, a maior
e mais prestigiada associação náutica de velejadores
cruzeiristas.
As qualidades de um roteiro medem-se também
pela capacidade de síntese do seu autor para
transmitir, de uma maneira objectiva e eficaz, o que
o leitor que nunca esteve na região precisa de saber.
O Roteiro do Sado e os anteriormente
publicados, do Tejo e do Guadiana, cumprem esta
missão de maneira exemplar.
É de salientar a forma peculiar e eficaz como se
apresenta todo o trabalho. Depois de uma
introdução onde o autor faz um verdadeiro
enquadramento físico e cultural do grande estuário
do Sado, desde Alcácer do Sal a Sesimbra e
The door of the River Sado has been closed to
the recreation nautical activities as well as tourism,
as we can see in the editions of the Atlantic Spain
& Portugal Pilots by Imray Laurie Norie & Wilson,
with all the losses that this situation implies to the
economical activity of the city and, particularly, of
the local commerce.
From there we can infer the extraordinary
importance of this work, written in Portuguese
as well as in English, which, becoming available
also as a e-book at on-line libraries, will be also
accessible to any foreign navigator who might plan
passing by. Finally, it represents the beginning of
a route inversion that projects Setúbal and its
riverside people to a place of prominence that
natural conditions, without doubt unique in the
World (João Cabeçadas) have long been
promised.
About José Gomes. I remember that, even
before I met him personally, I did regattas with him
in the Small Sailing Cruisers Portuguese
Association (APVC). He was the last President of
this association while he also was President of the
Sailing Cruisers Association (AVC) fact that
allowed the fusion of these two rival associations,
were his engagement was remarkable and led to
the foundation of the Cruise Ships National
Association (ANC), the big gest and most
prestigious cruise sailors nautical association in the
country.
The qualities of a pilot are also measured by the
synthesis capacity of its author to transmit, in an
objective and efficient way, what a reader that never
was in the region needs to know.
The Sado Pilot and the one’s published before
it – Tejo and Guadiana – fulfil this mission in an
exemplary manner.
I must point out the peculiar and efficient way
in which the work is presented. After an
introduction were the author makes a true physical
and cultural framing of the great Sado estuary, from
Alcácer do Sal to Sesimbra and Comporta, the
6
Comporta, o leitor é convidado a entrar nele, para
depois, a partir do seu interior, visitar os recantos
e encantos mais afastados, valorizando as
particularidades de um dos mais belos estuários
do mundo.
As panorâmicas aéreas e as numerosas cartas
desenhadas pelo autor tornam clara a navegação.
A complementação com a cartografia
electrónica oferecida no CD e um site para
actualizações fazem, também, deste Roteiro um
trabalho único e invulgar.
O índice, muito bem feito, orienta-nos para
uma panorâmica global da região, evidenciando
de maneira simples e objectiva os seus pontos
conspícuos.
Depois desta análise, o leitor só tem de escolher
por onde quer começar e decidir-se por
determinada rota. A partir daí, o patrão encontra,
de maneira extremamente objectiva e profissional,
o que necessita para traçar a rota, determinar a
proa e o número de milhas da primeira perna,
como se já tivesse estado no lugar.
Assim, companheiros nautas, profissionais do
mar, patrões da marítima turística e ainda as
inúmeras embarcações da Rota do
Mediterrâneo, venham visitar os recantos da Mais
Bela Baía do Mundo. Não há que ter medo de
encalhar, a Chave da trancada Porta do Rio foi
finalmente achada: O Roteiro do Estuário do Sado.
Afinal, para o desenvolvimento da náutica no
Sado, com todos os benefícios para as populações
que tal significa, não é condição “sine qua non” a
existência de marinas. Esta sim, é também, e tão
só, uma condição necessária.
Seguindo o bom exemplo do Tejo, assim o
saibam interpretar as nossas autoridades marítimas,
que podem utilizar um critério de bom senso, que
possibilite o uso dos inúmeros abrigos naturais que
os nautas vão descobrindo para os seus cruzeiros.
reader is invited to enter it, to then, from its
interior, visit the further corners and
enchantments, valuing the particularities of
one of the most beautiful estuaries of the
world.
The aerial views and the numerous charts drawn
by the author make the navigation very clear.
Complemented by electronic cartography
offered on a CD and a web site to permit upgrades
also make this Pilot a unique and uncommon
work.
The index, very well made, orientates us to a
global panorama of the region, pointing out in a
simple and objective manner its conspicuous
points.
After this analysis, the reader only has to
choose were to start and decide on a route. From
there on, the skipper can find in a very objective
and professional way what he needs to draw his
route, determine the bearing and the number of
miles of the first leg, as if he had already been
there.
So, fellow shipmates, professionals of the sea,
skippers of tourist navigation and the numerous
vessels of The Mediterranean Route, come and
visit the corners of the Most Beautiful Bay in the
World. Don’t be afraid to go aground, the Key to
explore the River was finally found: The Sado
Estuary Pilot.
After all, for the development of nautical
activities in the Sado, with all the benefits that this
means for the populations, the existence of marinas
isn’t a “sine qua non” question. It is only a necessary
condition.
Following the good example of the Tejo, I
hope our maritime authorities can interpret that
using sensible criteria, the numerous natural
shelters that sailors find on their cruises can be
made to good use.
Termino como comecei, agradecendo ao José
Gomes, em nome das populações ribeirinhas, este
excepcional contributo para o Sado do século
XXI.
I end like I started, thanking José Gomes, on
behalf of the riverside populations, this exceptional
contribution to the 21th century Sado.
João Barbas
Troiacruze – Navegação Costeira de Cruzeiro, Lda.
7

Documentos relacionados