O que é rinite alérgica? A rinite alérgica pode ser definida como

Сomentários

Transcrição

O que é rinite alérgica? A rinite alérgica pode ser definida como
O que é rinite alérgica?
A rinite alérgica pode ser definida como
uma reação exagerada de resposta inflamatória
da mucosa que reveste o nariz, toda vez que ela
entra em contato com determinadas substâncias
que são chamadas de alérgenos. Estes podem ser encontrados tanto
nos recintos domésticos (poeira domiciliar), quanto nos ambientes
externos (pólen).
Existem indivíduos que apresentam rinite alérgica durante o
ano todo e outros cujas manifestações se concentram em
determinadas épocas.
Os principais sinais e sintomas da rinite alérgica incluem crises
de espirros, coriza, coceira nasal, obstrução nasal e sintomas
oculares (coceira, lacrimejamento). Uma característica diagnóstica
dos indivíduos que têm rinite alérgica é apresentar teste cutâneo
positivo a um ou mais alérgenos. Neste teste cutâneo, injetam-se
mínimas quantidades de diversos alérgenos. Aqueles aos quais o
indivíduo for alérgico causarão uma irritação na sua pele (teste
positivo).
No entanto, há outros tipos de rinites, nas quais os sintomas e
sinais clínicos são muito parecidos com os da rinite alérgica. Alguns
indivíduos apresentam espirros, coriza e prurido nasal, mas não
apresentam teste cutâneo positivo: eles são classificados como tendo
rinite não alérgica.
Há indivíduos que apresentam de modo mais preponderante
sinais de obstrução nasal e secreção pós-nasal (que drena para a
parte posterior do nariz), principalmente quando há mudanças de
temperatura ou umidade do ar. É a chamada rinite vasomotora. Esses
indivíduos também apresentam teste cutâneo negativo.
Existe a chamada rinite infecciosa, que também leva à coriza,
obstrução nasal e espirros. No entanto, o agente causador não é um
alérgeno, mas sim um vírus, na maior parte das vezes, e as pessoas
costumam também apresentar dor de garganta e estado febril.
Por fim, muitos indivíduos que apresentam alguma dessas
rinites
fazem
uso
por
conta
própria
de
medicamentos
descongestionantes nasais para controlar a obstrução nasal, muito
comum nos períodos de crise. Porém, o uso continuado dessas
medicações leva ao que chamamos de rinite medicamentosa,
caracterizada por uma obstrução nasal persistente.
As pessoas que têm rinite alérgica – ou outras formas de rinite
–
podem ter seus sintomas nasais piorados se também
apresentarem alterações anatômicas nasais, como desvio de septo ou
hipertrofia de conchas nasais (aumento dos “tecidos esponjosos” do
nariz). Elas estão mais sujeitas a desenvolverem sinusite, e em
alguns casos, pode haver a necessidade de uma cirurgia nasal, para
poder melhorar a qualidade respiratória.
Arthur Guilherme L. Bettencourt S. Augusto
Cuide da sua rinite
Talvez não seja possível eliminar totalmente os sintomas da
rinite alérgica, mas você pode aprender como controlá-los e diminuílos. Comece com uma visita ao médico, para que ele estude a sua
condição e prescreva um medicamento apropriado. Se isso não aliviar
seus sintomas, é provável que seu médico indique um especialista,
que poderá fazer uma avaliação mais detalhada e prescrever um
tratamento adequado. Seu clínico ou alergista poderão indicar um ou
mais dos seguintes procedimentos:
• Aplicar testes cutâneos para identificar a quais alérgenos você está
sensível e desencadeiam seus sintomas.
• Ajudar você a desenvolver um plano de tratamento, incluindo
medicamentos e controle do seu ambiente.
• Prescrever medicamentos como corticosteróides sob a forma de
spray nasal, anti-histamínicos, descongestionantes ou outras
medicações adequadas à sua alergia.
• As manifestações de rinite alérgica podem ser muito incômodas.
Assim, lembre-se que evitar a exposição aos alérgenos e tomar a
medicação de forma correta ajudam a controlar os sintomas de sua
alergia.
Para saber mais sobre a rinite, seu tratamento e como se
prevenir, visite o site do CORA (Centro de Orientação em Rinite
Alérgica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da
Universidade
de
São
Paulo).
O
endereço
é: http://www.ocora.com.br .
HU
UH
Quais os tipos de rinites existentes?
Existem vários tipos de rinite, entre elas, a rinite
medicamentosa, a rinite vasomotora e a rinite alérgica. A rinite
medicamentosa geralmente é causada por auto-medicação, ou seja,
sem orientação médica, as pessoas decidem por conta própria o que
irão utilizar por via nasal. Esta é uma atitude de grande risco, pois
muitos destes medicamentos podem piorar sintomas preexistentes.
A rinite alérgica é a mais comum das rinites. Atualmente,
de acordo com a iniciativa ARIA, que é um projeto que avalia o
impacto da rinite alérgica na asma, a rinite alérgica mudou sua
classificação. Antigamente, a rinite alérgica era classificada como
sazonal e perene. Atualmente, esta classificação foi alterada para
intermitente, na qual os sintomas estão presentes menos de quatro
dias por semana e por menos de um mês e persistente, quando os
sintomas permanecem por mais de quatro dias por semana e por
mais de um mês. A rinite alérgica ocorre, principalmente, em
decorrência da poluição, poeira ou pólen, que são os grandes vilões
desta doença.
Para saber se você tem rinite, consulte seu médico. Ele poderá
orientá-lo quanto ao tratamento ideal para o seu caso.
FONTE: WWW.tratandoalergia.com.br

Documentos relacionados

Saiba Mais... - IPI ASAC Brasil

Saiba Mais... - IPI ASAC Brasil Rua Loefgreen, 2455 – Vila Clementino – São Paulo – SP 04040 033 (11) 5579 9622

Leia mais

Conselhos Abr02

Conselhos Abr02 acrescentar que o tratamento é essencialmente feito através de anti-histamínicos, que, tal como o nome indica, funcionam contra a histamina (o mais importante mediador da rinite). Apresentam-se na ...

Leia mais

Manual Asma.pmd - paulonassar.com.br

Manual Asma.pmd - paulonassar.com.br Pacientes com rinite alérgica podem ter aumento da reatividade brônquica: A) Rinite Alérgica Perene( sintomas nasais na maior parte dos dias de um ano): - Hiperreatividade brôquica é mais comum e g...

Leia mais