Cultura - CCPF - Coordination des Collectivités Portugaises en France

Сomentários

Transcrição

Cultura - CCPF - Coordination des Collectivités Portugaises en France
Cultura 13
LusoJornal n°006/II de 13/10/2010
Organisé par l’association Mémoire Vive/Memória Viva
Em breve
Hommage à Zéca Afonso à Aubervilliers
Le samedi 16 octobre: à 16h00, vernissage avec un petit pot convivial; à
17h30, conférence du musicologue
António Sousa Dias sur l’apport de
Zéca Afonso au renouvellement de la
musique portugaise; de 19h30 à
20h30, concert du chanteur et compositeur Francisco Fanhais, Président
de l’Association José Afonso
(Portugal).
Le dimanche 17 octobre: à 16h30, le
chanteur, auteur et compositeur
Simon Berjeaut (France) chante ses
chansons, seul à la guitare; 17h30, le
chanteur et compositeur Teófilo
Chantre (Cap Vert) marie les rythmes
du Brésil, la java de Paname, la rumba
de Cuba et le jazz créole.
L’entrée est gratuite. Des livres et des
affiches sur Zéca Afonso, ainsi que des
CD’s de cette icône de la musique
portugaise et des ses interprètes
seront mis en vente dans le local.
Espace Renaudie
30 rue Lopez et Jules Martin
93300 Aubervilliers
DR
Octeto português
Acord’ensemble toca em
Juvisy-sur-Orge
Acord’ensemble
O Acord’ensemble vai tocar no
próximo domingo, dia 17 de outubro, em Juvisy-sur-Orge, no quadro da
8ª edição do Festival Guitar’Essonne,
organizado pelo português Quito de
Sousa.
Acord’ensemble é um octeto de guitarras constituído por Pedro Rufino,
Sérgio Oliveira, Carlos Marques,
André Cardoso, Hugo Simões, Paula
Sobral, Mário Adélio e Jorge Pires.
Embora seja uma formação recente
(maio de 2007) conta já com algumas
apresentações em concerto das quais
se destacam, a participação no V
Encontro Nacional de Guitarras
(Portugal),
no
Concurso
Internacional de Guitarra do Fundão,
Síntese – Ciclo de Música
Contemporânea da Guarda e no 10º
Festival Internacional de Guitarra de
Sernancelhe.
O repertório do Acord’ensemble, é
constituído essencialmente por obras
de música contemporânea escritas
para oito guitarras, compostas por
nomes como Roland Dyens ou Leo
Brouwer.
Esta formação além da adaptação de
algumas obras idiomáticas do repertório da História da Música Ocidental,
aposta também na interpretação de
Música Portuguesa, quer através da
transcrição e adaptação de algumas
obras de compositores de referência,
como por exemplo Carlos Seixas,
quer através da estreia e interpretação de obras da nova geração de
compositores portugueses, como por
exemplo a obra “Reflexões” de José
Carlos Sousa, dedicada a este grupo.
Domingo 17 de outubro, 15h00
Espace Jean Lurçat
Juvisy-sur-Orge (91)
Ana Telhado
ciste.
«Le Festival villes des musiques du
monde s’est intéressé à notre projet
et nous a donné les conditions pour
exprimer, avec une exposition, avec
nos artistes et conférenciers invités»
explique Octávio Espírito Santo,
Président de Mémoire Vive/Memória
Viva. «Seuls, nous n’aurions pas les
conditions de mener à bien notre
projet. Il en est de même pour le partenariat de l’Association José Afonso,
de la banque Caixa Geral de
Depósitos et de l’Institut Camões».
Du jeudi 14 au dimanche 17 octobre,
à partir de 15h00: exposition de photos sur Zéca Afonso
Vendredi 15 octobre: à 18h30, visites
guidées à l’exposition; à 19h30, la
chanteuse et auteur Márcia Santos
(Portugal) compose avec la guitare et
la voix des textes poétiques et mélodiques; à 20h30, le chanteur et musicien Lulendo (Angola) opte pour une
musique afro-lusophone soutenant
des textes narrant les maux de
l’Angola.
L’Association Mémoire Vive organise
quatre journées (du 14 au 17 octobre) d’exposition, spectacles et conférences pour mieux connaître José
Afonso, alias Zéca Afonso, une icône
majeure de la musique portugaise,
comme auteur, interprète et compositeur. Il fut prématurément arraché à
l’affection des antifascistes portugais
le 23 février 1987.
Ces 4 jours intègrent le Festival des
villes des musiques du monde qui se
tient à Aubervilliers du 14 octobre au
14 novembre.
De pair avec les plus grands artistes
de la scène internationale, il était
remarquable par sa simplicité. Il a
marqué la musique populaire et l’histoire du Portugal par la qualité de ses
œuvres et de ses recherches musicales. Opposant de premier plan au
régime fasciste/colonialiste de
Salazar. Sa chanson, interdite sur les
ondes du régime, «Grandola Vila
Morena», fut le mot de passe du soulèvement des Capitaines d’Avril 1974,
qui a mis fin à 48 ans de régime fas-
Os Terrakota em
Paris
O grupo português Terrakota, “os
Embaixadores da multiculturalidade portuguesa” vão tocar em
Paris, no Olympic Café, no
próximo sábado, dia 16 de outubro, às 21h00.
O grupo põe em evidência a diversidade cultural de Lisboa com as
mais variadas influências graças à
imigração, nomeadamente das ex
colónias portuguesas, como
Angola, Cabo Verde, Guiné Bissau
ou Moçambique.
Criados em 1999 os Terrakota
deram a conhecer a bela voz da
cantora angolana Romi (na foto).
Exposition: «Des
fleurs contre le
Pétrole»
Le Collectif «Artistes & Frontière
de Vie», un Collectif d’artistes
engagés contre l’extraction du
pétrole dans l’Amazonie, dans les
terres du peuple Kichwa (en
Equateur), organise actuellement
une exposition collective de peiture, à Paris, sous le nom: «Des
fleurs contre le Pétrole». Cette
exposition est présenté à la Mairie
de Paris 2.
8 Artistes brésiliens participent à
cette exposition: Frans Krajcberg,
Sérgio Bello, Claudia do Amaral,
Claudia Camposs, Júlia Keito,
Sonia Daly, Chica Boyriven et
Nathalie Christophe.
Concert de Ilha
Bossa Nova à Paris
Le quartet Ilha Bossa Nova donne
un concert samedi prochain, le 16
octobre, à 20h30, au French K-Wa
(6 rue planchat, à Paris 20).
Ilha Bossa Nova est un quartet –
voix, guitare, basse et baterie –
proposant un répertoire de standards bossa nova interprétés de
manière personnelle.
Ses influences von de Tom Jobim a
Vinicius de Moraes, de Chico
Buarque à Djavan, Baden Powel,…
Le groupe emprunte aux plus
grands poètes et compositeurs
brésiliens, sa diversité musicale.
Francis (batterie), Nico (guitare),
Marcos (chant) et Ivan (basse).
Associações 17
LusoJornal n°006/II de 13/10/2010
Inaugurada pela associação Casa Amadis
Em breve
Exposição em Montpellier sobre Soeiro Pereira Gomes
Nuit du Cap Vert à
Paris
Ferdinand Fortes
Une Nuit du Cap vert va avoir lieu
le samedi 16 octobre prochain, à
partir de 18h00 au Saraaba, 19 rue
de la Goute d’Or, à Paris 18.
0 18h30 sera projeté le film
«Présence juive au Cap Vert» de
Jovino et Murielle dos Santos, suivi
par une conférence avec la sociologue Eliza Andrade.
Pour la même occasion, Benvinda
Pereira expose ses tableaux dans le
même lieu.
A partir de 20h30 place à la
musique, avec Jovino dos Santos
(guitare et chant), accompagné par
Alain Radford (bass), Daniel
Misaine (violon), Pedro Soares
(cavaquinho), Sabine Boyer (flûte)
et Miguel fernandez (percussions).
Infos: 01.42.62.65.83
Halloween em
Orsay
Gonçalo Duarte, Isabel Câncio Nunes, Cônsul-Geral, Jacques Touchon, Florent Robin, Tito Lívio Santos Mota e irmã
A Associação Portuguesa Casa
Amadis, de Montpellier, inaugurou
no passado dia 7 de outubro, a
exposição “Soeiro Pereira Gomes,
sur le chemin de la liberté”, no
Espace Jacques 1er d'Aragon, à
qual presidiu a Cônsul de Portugal
em Marseille, Maria da Conceição
Pilar, e que contou com as presenças de Jacques Touchon, Adjoint au
Maire de Montpellier, com o
pelouro das relações internacionais, Isabel Câncio Nunes, sobrinha
do escritor, Gonçalo Duarte, leitor
do Instituto Camões em Paris e o
Professor Jean-Claude Mirabella, da
Universidade III Paul Valéry de
Montpellier.
O representante do Maire de
Montpellier evocou com “carinho”
o trabalho desenvolvido pela associação Casa Amadis, visivelmente
muito apreciado e respeitado pelas
autoridades de Montpellier.
Após a inauguração, teve lugar uma
Conferência sob o tema “Cruzando
olhares sobre o Néo-Realismo Portugal/Brasil/Itália”, à qual assistiram várias dezenas de pessoas, que
entusiasticamente seguiram as
intervenções dos diversos oradores, em particular, o testemunho
da sobrinha do autor, sobre o
homem por detrás do escritor, e
que muito comoveu o público presente. Foi ainda efetuada leitura de
alguns trechos da obra “Os
Esteiros”, em versão francesa, a
qual pertence ao espólio da
Biblioteca da Casa Amadis.
A realização desta exposição, é a
concretização de um sonho antigo
de Tito Lívio Santos Mota,
Presidente daquela associação, e
demorou dois anos a ser preparada.
“Estou a desenvolver as diligências
necessárias junto das instituições
competentes, com vista a apresentar esta exposição em Marseille”
disse ao LusoJornal a Cônsul-Geral
de Portugal.
Convidado pela Mission des Relations
Internationales da cidade de ClermontFerrand, o Administrador executivo do
Parque de Exposições de Braga, Miguel
Corais, deslocou-se ao Auvergne para
apresentar o Parque de Exposições,
para identificar possíveis parcerias e
para enriquecer a sua programação cultural.
Miguel Corais participou no Sommet de
l’Elevage. “Fiz alguns contactos e notei
muito interesse nos organismos e
empresas do Auvergne em participar
em Braga,na nossa feira agrícola,a Agro”
disse ao LusoJornal. “Identifiquei algumas empresas que estão interessadas
em promover os produtos do Auvergne
na nossa feira, assim como algumas
empresas ligadas à venda de equipamentos agrícolas”.
Miguel Corais veio a Clermont-Ferrand
porque a cidade está geminada com
Braga desde 1999.Por isso,a Mission des
Relations Internationales organizou um
programa da visita com a colaboração
da Conselheira Municipal com o
pelouro do Comércio, a portuguesa
Manuela Ferreira.
“Confesso que em Portugal estas questões das geminações não são vistas com
a mesma importância que são aqui” diz
Miguel Corais.“Aqui dá-se muita importância a esta componente internacional
e é evidente que é fundamental para o
desenvolvimento de uma cidade. Vou
levar esta mensagem para Portugal.
www.lusojornal.com
Natércia Gonçalves
Administrador do Parque de Exposições de Braga visitou
Clermont-Ferrand
Miguel Corais (ao centro) em Clermont-Ferrand
Estas oportunidades criam valores para
a cidade e eu vim aqui descobrir isso”.
Miguel Corais é Administrador do
Parque de Exposições de Braga desde
novembro de 1999.“Foi o Presidente da
Câmara que indicou o meu nome,
porque, no fundo, trata-se de um cargo
de confiança política”.
A feira agrícola, que vai na 84ª edição é
o evento mais conhecido do Parque de
Exposições de Braga e foi com este
evento que o Parque foi criado em
1986. No próximo ano, realiza-se entre
os dias 31 de março e 8 de abril.
Miguel Corais está à frente de uma
equipa de 24 pessoas desde os serviços
técnicos, aos comerciais, passando pela
área administrativa, financeira e de marketing. Gere uma área de 40 mil metros
quadrados, com 6.500 metros quadrados de área coberta para exposições.
Também tem um auditório com 1.200
lugares e salas de exposição e trabalho.
“Temos muitos contactos em Espanha
por causa da proximidade e da língua.
De França, nem tanto. Mas estamos integrados num conjunto de organismos
como por exemplo a UFI União de
Feiras Internacionais, organismo que
assume todo o apoio das feiras profissionais. Também estamos integrados na
Urasco, organismo que promove as feiras agricolas e temos muitos contactos
com feiras da América Latina” e explica
que “é mais fácil desenvolver este tipo
de laços com países onde se fala o
espanhol, porque a língua é mais
próxima do português”.
O Parque de Exposições de Braga tem
um projeto “estratégico” que é de organizar uma feira agrícola em Angola.
“Assinámos um protocolo com a
Exponor que já organiza feiras em
Angola, mas não organizava nenhuma
feira agrícola naquele país” explica ao
LusoJornal.“Estamos motivados”.
Em termos culturais,oAdministrador do
Parque procura conteúdos que possam
enriquecer a sua programação. “Nós
organizamos Feira do livro de Braga e
queremos transformar esta feira do livro
num dos principais eventos culturais da
cidade” disse ao LusoJornal.“Queremos
integrar um conjunto de manifestações,
de artes plásticas, artes performativas
em geral. Podemos prever integrar uma
programação cultural de ClermontFerrand através da Missão das Relações
Internacionais”.
n
Natércia Gonçalves
A Associação Terra Lusa organiza
uma soirée dançante dia 30 de
outubro no Ginásio Blondin, em
Orsay. Será servido um jantar antes
do baile, “para que ninguém
chegue atrasado”, aceitam-se reservas junto desta associação.
Quanto ao baile será animado por
Vitor D’Arcas que se desloca de
Portugal expressamente para animar esta festa que tem por titulo
“Soirée Halloween”. Haverá também um concurso para os que quiserem participar mascarados, dentro do tema.
Os mais jovens terão à sua disposição um stand de maquilhagem
para se poderem integrar melhor
na festa. “Como em todas as festas
organizadas pelas associações portuguesas, não podia faltar um bar
aberto a todos os que precisam de
um pouco de desibinição e não só,
também por outras razões, cada
um sabe as suas” disse ao
LusoJornal Graciano Martins, membro da associação.
A noite promete ser muito divertida.
Infos: 06.14.40.78.94
Folklore: Groupe
de Villepinte
cherche des musiciens, chanteurs,
danseurs,...
Je viens de créer un groupe folklorique sur Villepinte (93) il y a un an,
et nous recherchons des musiciens
de concertina, cavaquinho,... des
chanteurs et danseurs, principalement des hommes.
Nous représentons la région du
Minho. Nous sommes tout de
même 30 adhérents avec une
ambiance très conviviale. Nous
sommes principalement des
jeunes d'où le nom du groupe
«Nova Geração do Minho», mais
tout âge est accepté bien sur.
Nos répétitions ont lieu tous les
vendredis, de 21h00 à 23h00, à la
Salle de la Haie Bertrand, rue Sacco
et Vanzetti, à Villepinte (93).
Infos: 06.24.97.44.08
18 Associações
LusoJornal n°006/II de 13/10/2010
Organizado pelo grupo Alegria do Algarve
Em breve
Festival de folclore convidou grupo do Algarve a Epinay
Jorge Campos
Joaquim Pereira – Lusitana TV
Festa de N. Sra. de
Fátima em Neuville
No domingo dia10 de outubro, a
Associção Familiar Portuguesa de
Neuville s/Saône (69) organizou a
sua Festa em honra de Nossa
Senhora de Fátima. O padre da
Paróquia, Luc Biquez, animou a
missa franco portuguesa, e pela
tarde, companhado pelo padre
dominicano José Luis de Almeida,
responsável pela Comunidade
católica portuguesa em Lyon, animaram a procissão nas ruas da
cidade, onde várias centenas de
pessoas puderam assistir.Abrindo o
cortejo, seguia o grupo folclórico
da associação, com todos os elementos, em trajes tradicionias da
região do Minho.
No final da tarde estavam todos
convidados na Sala de festas da
Mairie de Neuville onde houve um
espetáculo de folclore e de danças
modernas.
“Como esperávamos correu tudo
bem, e deste modo, mais uma vez
honrámos Nossa Senhora de
Fátima e assim ela certamente protegerá toda a Comunidade” declarou ao LusoJornal Ilda Lima, uma
das organizadoras desta manifestação religiosa e profana.
Neuville situa-se a norte de Lyon, e
esta cidade está geminada com
Cabeceiras de Bastos.A construção
e os serviços são os setores que
mais mão de obra portuguesa
empregam. Nesta região várias
empresas de construção portuguesas evoluem, participando assim no
desenvolvimento económico da
região.
n Jorge Campos
Grupo folclórico S. Sebastião em Epinay
Realizou-se no domingo passado
mais uma edição do Festival internacional de folclore de Epinay-surSeine, numa organização do grupo
Alegria do Algarve. Este evento, organizado todos os anos, marcou o 32°
aniversário do grupo dirigido por
Fernando Silva.
“Esta é uma das associações mais ativas de Epinay-sur-Seine e não temos
só folclore” explica Fernando Silva.
“Temos por exemplo uma escola de
português com bastantes crianças”.
Mas é pelo folclore que a associação
é mais conhecida. Organiza vários festivais por ano. Ainda no passado dia
26 de setembro organizou um festival
numa das salas da cidade.
Mas o Festival internacional é já um
marco importante na cidade. Junta
centenas de pessoas (milhares até) na
sala, e as autoridades portuguesas e
francesas marcam presença obrigatória, nomeadamente o Maire de
Epinay-sur-Seine que é um fiel espectador do Festival. Aliás, o Festival
começa com uma receção na Mairie
da cidade.
Mas a característica principal do
Festival é a presença de um grupo
algarvio.“Cada um chega a braza à sua
sardinha” diz Fernando Silva ao
LusoJornal. “Eu convido sempre um
grupo algarvio, porque sou do
Algarve e o nosso grupo representa o
folclore algarvio”.
Este ano, o grupo convidado foi o
Grupo folclórico etnográfico da
Freguesia de S. Sebastião, de Loulé.
Depois da receção na Mairie, um
grupo de bombos desfilou pelas ruas
da cidade e no palco do Espace
Lumière, passaram os grupos de
Puteaux, de Villiers-le-Bel, de
Vincennes, Alegria do Algarve de
Epinay, assim como um grupo de danças orientais.
Fernando Silva nasceu em Paderne,
no Algarve e desde muito pequeno
começou a dançar no grupo de Faro.
Desde então nunca mais parou.
Visivelmente emocionado com a presença do grupo algarvio, Fernando
Silva encontrou gente com quem
dançou quando era ainda adolescente.
O grupo da freguesia de S. Sebastião
de Loulé existe há 8 anos. “Há um
grande espírito de união no grupo,
temos muitos jovens à volta do rancho, o que os afasta dos maus vicios”
disse ao LusoJornal Rui Domingos,
Presidente do grupo que tem atual-
mente 50 elementos, entre os quais
15 pares de dançarinos e 5 acordeonistas... “Praticamente temos gente
entre os 8 e os mais de 70 anos.
Alguns já são pais e trazem os filhos”.
José de Brito Barão, que já viveu em
França, é um dos ensaiadores mais
reputados do Algarve. Há 60 anos que
está no meio do folclore. “Isto é a
minha vida. Já fiz várias tentativas de
deixar o folclore, mas nessa altura fico
doente, há qualquer coisa que me
falta...” diz ao LusoJornal.
A esposa é transmontana e também
integra o grupo, “canta lindamente
algarvio, e também é ensaiadora de
um grupo da terceira idade, da região
de Faro”.
O grupo apreciou o “excelente acolhimento” que teve em França e agradeceu à Câmara Municipal de Loulé
pelo apoio que sempre tem dado ao
grupo.“Já participámos em 40 ou 50
festivais em Portugal, já fomos aos
Estados Unidos, Espanha, duas vezes a
França e tudo isso com a apoio da
Câmara Municipal” disse Rui
Domingos. Para esta deslocação, a
Câmara atribuiu um subsídio de
3.000 euros e o Vereador com o
pelouro da cultura, Joaquim
Guerreiro, acompanhou o grupo até
França. “Um autarca deve acompanhar a vida cultural do concelho e
quando há estas saídas mais nobres,
costumamos acompanhar” disse
Joaquim Guerreiro.
n
Joaquim Pereira, Lusitana TV
7ème Rencontre nationale d’associations et
8ème Congrès de la CCPF
La Coordination des Collectivités
Portugaises de France (CCPF) organise la 7ème Rencontre Nationale
des Associations Portugaises de
France (RNAPF) le samedi 16 octobre, à l’Auditorium de l’Hôtel de Ville
de Paris.
Cette rencontre réunira des dirigeants associatifs portugais de toute
la France, des représentants d’institutions officielles et d’entreprises,
afin de débattre sur les thèmes propres au milieu associatif portugais.
Unique initiative de ce genre en
France, la RNAPF facilite les
échanges d’expériences, d’idées, de
témoignages et de contacts entre les
associations franco-portugaises.
Consciente des différentes nécessités des associations, la CCPF sou-
haite, par le biais de cet événement,
«informer les dirigeants associatifs
mais aussi défendre les intérêts de
toute la Communauté portugaise en
France. Consciente de l’énorme
richesse de ce travail mais aussi des
difficultés rencontrées, la CCPF propose lors de cette rencontre de partager les expériences, de transmettre
de nouvelles informations, de débattre autour de thèmes propres à cette
Communauté».
Différents thèmes seront abordés
lors d'ateliers et de débats, comme la
citoyenneté, l'enseignement de la
langue portugaise, les radios locales
et les programmes en portugais, le
financement pour les associations
ou encore le renforcement du
réseau associatif portugais en
France.
Par ailleurs, la campagne menée par
Santa Casa da Misericórdia est d'autant plus importante que 2010 est
l'année européenne de lutte contre
la pauvreté et l'exclusion sociale.
Une présentation des actions
menées dans le cadre de cette campagne et un appel aux associations
seront faits par les représentants de
l'association.
Une partie de la journée sera plus
«ouverte» afin de permettre aux
associations de se présenter et
d’échanger leurs informations et
leurs contacts plus facilement.
La librairie Chandeigne sera présente et tiendra un stand sur la littérature portugaise. Enfin, des actions
(exposition, livres) seront proposées
autour du Centenaire de la
République fêté cette année ainsi
qu’un hommage au Consul Aristide
Sousa Mendes, le Juste de Bordeaux.
Le samedi soir, les participants à la
Rencontre seront invités à un spectacle de l’humoriste lusodescendant
José Cruz au Théâtre des Deux
Rêves.
Le dimanche 17 octobre, les associations adhérentes se réuniront lors
du 8ème Congrès de la CCPF, afin
d’élire le nouveau Conseil d’administration et de définir le plan d’activités de la CCPF pour les trois prochaines années.
www.ccpf.info
Nova morada
do LusoJornal:
63 rue de
Boulainvilliers
75016 Paris
No domingo dia 10 de outubro, teve
lugar na Basílica de Saint Benoît-surLoire, na zona de Orléans, pelo trigésimo ano consecutivo, uma missa
solene em honra de Nossa Senhora
de Fátima, celebrada pelo padre
Humberto Coelho que veio propositadamente de Portugal para o efeito.
A Comunidade portuguesa da
região, que esteve presente em
grande número, aproveitou o
momento, com a colaboração da
Associação portuguesa de Saint
Benoît-sur-Loire e a Associação
Franco Portuguesa de Châteauneufsur-Loire, para homenagear o Frei
Jean Marcel, homem que desde os
anos sessenta tem dedicado grande
parte da sua vida a ajudar os
Portugueses.
DR
Saint Benoît-sur-Loire: Homenagem ao Frei Jean Marcel
Homenagem a Frei Jean Marcel
Frei Jean Marcel, que na época foi
enviado para Portugal para aprender
a língua portuguesa, foi o grande
impulsionador da criação da
Associação de Saint Benoît-sur-Loire
e da escola de português, contri-
buindo de uma forma decisiva para
uma boa integração dos Portugueses
da região.
Nesta homenagem, estiveram presentes, para além de várias individualidades, o Maire de Saint Benoît-surLoire e o Cônsul Geral de Portugal
em Paris, Luís Ferraz, que aproveitou
a oportunidade, para entregar ao
homenageado a medalha comemorativa do 10 de junho, Dia de
Portugal, de Camões e das
Comunidades Portuguesas, como
reconhecimento do trabalho do Frei
Jean Marcel em prol da Comunidade
portuguesa. Também estiveram presentes o Cônsul Honorário de
Portugal em Orléans, José Paiva e o
Conselheiro das Comunidades
Portuguesas Carlos dos Reis.
www.lusojornal.com
Associações 19
LusoJornal n°006/II de 13/10/2010
Acolheu Campeonato de sueça inter associações
Jorge Campos
Associação portuguesa de St. Maurice de Beynost
Membros da associação portuguesa
A Associação Cultural Desportiva
Portuguesa de St. Maurice de Beynost
(01) organizou no sábado passado, dia 9
de outubro, uma jornada do
Campeonato de sueca inter associações
da reião de Lyon.
Esta jornada não teve grandes modificações na tabela geral. Em primeiro lugar
continua Avelino e Jorge, em segundo
Antunes e Lázaro, em terceiro Manuel e
Vieira, e em quarto Vitor e Manuel. A
Associação Estrelas do Minho vai em
primeiro lugar.
“Estou muito contente em participar.
Tenho feito novos amigos e conhecimentos, e não só” diz Álvaro dos Santos
ao LusoJornal.“Hoje posso dizer que a
vida associativa também tem as suas
qualidades e pontos positivos. Eu aprecio muito”.
A Direção da Associação Portuguesa de
S. Maurice é composta pelo Presidente
Arsénio Aleluia, pelo Vice Presidente
José Amaral, pelos Tesoureiros José
Esteves e António Andrade e pelos
SecretáriosTozé Biscaia e Lúcia Antunes.
A agenda das atividades para o biénio
2010/11 tem previsto para breve, a festa
do S. Martinho com as tradicionais cas-
tanhas assadas, a Passagem de ano, jantares de convívo para os sócios, a Festa
de aniversário do 25 de Abril, e em
junho, o Torneio de futebol.
As instalações são cedidas pela Mairie
de St. Maurice de Beynost com duas
salas de convívio: uma sala de jogos e
bar, e uma sala de jantares. Com uma
superfície de 120 metros quadrados no
total, cerca de 130 famílias associadas
encontram-se regularmente para conviverem nas diferentes atividades propostas, e assim matarem saudades de
Portugal.
Uma equipa de doze dirigentes alternam as permanências e serviços. As
esposas dos dirigentes têm também
uma função importante, pois são elas
que preparam os jantares e toda a
ementa para os convivas.
“Existe também o grupo de danças
modernas onde os nossos jovens se
encontram e dão liberdade às suas imaginações criativas, tanto na dança como
nas coreografias”explica Tozé Biscaia ao
LusoJornal. “Agora sinto um pequeno
desinteresse mas vamos motivar estes
jovens pois para eles é muito construtivo”. E depois acrescenta que “assim
não andam por aí nas ruas sem ponto
de interesse ou de objetivos.Temos que
os ocupar em atividades extra escolares
como esta, e que os ajudem a enfrentar
a vida, e a crescerem sem maus contatos”. O Secretário da associação, que
também coordena o trabalho dos
jovens no seio da coletividade, lembra
que “eles ensaiam duas vezes por
semana, aqui nas salas da associação”.
n
Jorge Campos
Cours d’initiation à la langue portugaise à Ceyrat
Arte : JorgeVilelaDesign/LusoJornal
Les premiers cours d’initiation à la
langue portugaise organisés par
l’Association franco-portugaise 63
Ceyrat, dans le Puy-de-Dôme, ont
démarré le 8 septembre avec une vingtaine d’élèves franco-portugais, accompagnés de Carolina qui possède un cursus universitaire à Lisboa et qui initie les
élèves franco-portugais tous les lundis et
les mercredis, de 18h00 à 19h30, Salle
Prévert, à Ceyrat.
Une expérience réussie pour l’association et la ville de Ceyrat qui a permis le
bon déroulement des cours pour les
enfants et les adultes de tout horizon
d’Auvergne.
«Nos remerciements à Mr Alain Brochet,
Maire de Ceyrat, Conseiller Général de
Puy-de-Dôme et à Mr Yves Peuch,
Conseiller délégué à l’Animation culturelle,pour leur participation à la mise en
place des cours d’initiation à la langue
portugaise sur Ceyrat» explique au
LusoJornal le Président de l’association,
Joaquim de Mendonça.
n

Documentos relacionados

Comunidade - CCPF - Coordination des Collectivités Portugaises

Comunidade - CCPF - Coordination des Collectivités Portugaises avec une semaine culturelle. Au programme: la projection du film «Désobéir» suivi d'un débat avec Manuel Dias Vaz, sociologue et Président du Comité National Français en hommage à Aristides Sousa M...

Leia mais