Se habitares ou visitares uma zona vulcanica - MED-SUV

Сomentários

Transcrição

Se habitares ou visitares uma zona vulcanica - MED-SUV
Se habitares ou visitares
uma zona vulcanica:
Prepara-te, estudando o plano de emergência
com a tua família, quando ele existir. Podes
consultá-lo na câmara municipal.
Em caso de erupção, mantém-te informado e
segue apenas as instruções oficiais fornecidas
pela proteção civil.
Prepara um kit de emergência. Deve conter,
pelo menos, os seguintes elementos: uma
lanterna com pilhas de reserva, um estojo de
primeiros socorros e o seu manual, alimentos
enlatados e água, um abre-latas manual,
medicamentos essenciais a toda a família,
sapatos resistentes,
máscaras de proteção
respiratória,
protetores para os
olhos (óculos) e um
rádio a pilhas.
Para mais informações,
consultar as
entidades oficiais
da proteção civil.
http://med-suv.eu/
Este folheto é produzido pelo projeto MED-SUV e destina-se a crianças e jovens estudantes. Em caso algum
ele pode substituir as mensagens oficiais dos serviços de proteção civil e do Governo. Este trabalho foi
financiando pelo Sétimo Programa-Quadro da Comunidade Europeia [FP7/2007-2013] no âmbito do projeto
MED-SUV: contrato n.º308665.
2015 - Desenho: Kalankaa - Ilustração: graphisme-medical.fr Fotos: © Tanguy de Saint Cyr / Fotolia; © Audrey Baills; © INGV
formas de vulcoes:
es::
es
Um vulcao e um
sitio na superFicie
da Terra (ou de
outro planeta)
onde o magma sai.
Quando isso
acontece, fala-se
de erupcao
vulcanica.
Monitorizacao
M
on
Há diferentes tipos de vulcões e não têm
têêm
todos a mesma forma. A forma dee um
vulcão depende da natureza do magma
agmaa e do
do
tipo de erupção.
A forma cónica é a mais conhecida.
a
a.
ções
Origina-se em resultado de erupções
scoaddas
vulcânicas que fazem acumular escoadas
rochhosoos
lávicas e depósitos de fragmentoss rochosos
ou de cinzas vulcânicas.
FFelizmente,
ellizme
na maior parte das vezes, a
monitorização
m
onitor
permite-nos prever as
eerupções
ruupçõe e prepararmo-nos para a
eevacuação.
vaacuaç Na verdade, os cientistas têm
nnumerosos
um
mero
sistemas de vigilância à sua
ddisposição.
issposiç Eles podem utilizar sistemas
iinstalados
nsstalad no solo (inclinómetro, GPS,
ccâmaras,
âm
mara sismómetros, etc.), sistemas
aaéreos
érreos (imagens visuais e térmicas,
m
ediçõe de gases) e sistemas espaciais
medições
((imagens
im
magen de radar, óticas e de
iinfravermelhos)
nffraver
para monitorizar as
eemissões
missõe de gases, as deformações da
ssuperfície
upperfíc ou ainda os sismos.
O Etna e o Vesúvio (Itália), o Pitonn dee la
Teide
Fournaise (Ilha Reunião, França), o Teide
ma
(Ilhas Canárias, Espanha) e o Colima
(México) são exemplos de vulcõess de forma
cónica. Mas os vulcões podem ter outras
formas. Por exemplo, as caldeirass
ressão.
correspondem a uma grande depressão.
Etna
Estratovulcao
E
N
O
Imagens térmicas
S
Catania
Satélite
Controlo
Contr aéreo
Medição das emissões
gasosas
Câmaras
110
0
km
Vesúvio
GGPS
PS
S
Estratovulcao
E
pompei
10
0
km
m
N
O
Inclinómetro
Observação no solo
Monitorizacao
Sismómetro
Escala temporal
Piton de la Fournaise
As erupções podem durar desde poucas horas até vários anos e os vulcões podem
manter-se adormecidos durante várias centenas de anos, entre duas erupções.
Deste modo, mesmo um vulcão que nunca tenha entrado em erupção durante o tempo
de vida de uma pessoa, pode representar uma ameaça.
vulcao em escudo
O
S
SAINTE-ANNE
Agua de pau
e furnas
N
E
oceano Artico
SAINTE-rose
(Portugal)
Campos FlEgreos,
vesuvio e etna
10
km
teide
(Espanha)
Colima
(México)
oceano indico
Umaa caldeira forma-se durante uma
eru
erupção muito explosiva. Geralmente,
atividade prossegue e origina o
a at
nascimento de novos centros
nas
eruptivos
no seio da caldeira. Os
eru
ru
Campos
Flégreos em Itália, as Furnas
Ca
Cam
m
de Pau (também conhecido por
e Água
Á
Fogo)
Fo
og nos Açores (Oceano Atlântico,
PPortugal) são exemplos de vulcões
Por
com caldeiras.
oceano atlantico
oceano pacificO
piton de la fournaise
(Ilha Reunião)
História eruptiva recente dos vulcões incluídos no MED-SUV:
Campos Flegreos
etna
vesuvio
Campos Flégreos
piton
de la fournaise
vulcao com Caldeira
Formas de vulcoes
Escala temporal
(Itália)
E
S
N
Napoli
O
Agua de pau
solfatara
Pozzuoli
furnas
Mt nuovo
Bagnoli
Colima
TEIDE
-4000
-3000
= Erupção ou fase eruptiva do vulcão
= Exemplos de grandes erupções
-2000
(ano)
-1000
Na
atualidade
10
km
perigos vulcanicos:
Os vulcoes representam uma ameaca potencial
para as pessoas e para os bens.
-> Gases vulcânicos: além da lava, os vulcões libertam gases para a atmosfera.
Estes gases podem ser perigosos para a saúde, mesmo que não os consigamos cheirar.
-> Queda de cinzas: os fragmentos mais pequenos das erupções
vulcânicas são projetados no ar e caem como chuva sobre grandes
áreas. Grandes quantidades de cinzas podem acumular-se
sobre os telhados, causando o seu abatimento. As cinzas mais
finas podem gerar problemas de saúde se forem inaladas.
Fumarolas
(G
Gases vulcanicos)
escoada piroclastica
quente de gases e materiais vulcânicos (cinzas e rochas)
que corre muito rapidamente pelas vertentes do vulcão.
É um fenómeno muito perigoso!
-> Movimentos de vertente: durante uma erupção
QUEDA de cinzas
(Ver ampliação abaixo)
Escoada lAvica
-> Escoadas piroclásticas: trata-se de uma mistura
-> Lahars: esta palavra javanesa designa uma
escoada formada por uma mistura de água e materiais
vulcânicos (cinzas e rochas). Os lahars ocorrem
geralmente junto de um rio ou quando chove muito
durante uma erupção. Podem cobrir grandes zonas
sob vários metros de detritos.
BOMBAS VULCaNICAS
Movimento de vertente
Lahar (escoada de lama OU DE DETRITOS)
(Ver ampliação abaixo)
SISmo
pode
p
produzir-se
p
um escorregamento
g
de uma
grande
grand
nde parte de um vulcão.
vulcã
ulcão.
-> Sismos: os sismos acompanham frequentemente a
atividade vulcânica e os habitantes das zonas vulcânicas
também se devem preparar para eles.
perigos vulcanicos
-> Escoadas lávicas: a temperatura da lava é muito elevada e as escoadas lávicas
queimam tudo à sua passagem. Além disso, quando a lava arrefece forma rochas que
cobrem o solo impedindo a sua utilização durante muitos anos. Não se deve aproximar
de uma escoada lávica, mesmo quando ela parece avançar devagar: ela está muito
quente, pode libertar gases perigosos e até explodir. Mesmo após o final da erupção
não caminhes sobre uma escoada lávica; ela manter-se-á quente durante muitos anos.
Queda de cinzas
Lahar
(escoada de lama
OU DE DETRITOS)

Documentos relacionados

e os seus riscos - MED-SUV

e os seus riscos - MED-SUV com a tua família, quando ele existir. Podes consultá-lo na câmara municipal.

Leia mais