blocos na rua! - Agenda da Periferia

Сomentários

Transcrição

blocos na rua! - Agenda da Periferia
ANO 10 - NÚMERO 97
WWW.AGENDADAPERIFERIA.ORG.BR
BLOCOS
NA RUA!
Durante o carnaval, 360 blocos
desfilarão pela cidade de São Paulo.
Um terço deles são de regiões
periféricas, como o M’ Boi Mirim,
que terá como destaque o Bloco É Di
Santo (foto). O bloco ocupa as ruas
na segunda-feira, dia 8, trazendo uma
musicalidade africana e uma estética
que reverencia os Orixás e os terreiros.
Brisa Serena
DISTRIBUIÇÃO GRATUITA
FEVEREIRO 2016
CAPITAL E GRANDE SÃO PAULO
II MOSTRA
DE TEATRO
DO CCJ
CONTEXTOS
LITERÁRIOS –
LITERATURA
INDEPENDENTE
9º ANIVERSÁRIO
DO PAGODE DO
SOBRADO
L
A
I
R
Na região da Piraporinha, M’Boi Mirim e seus
O
bairros no extremo sul da Cidade de São Paulo, há
T
I
uma numerosa quantidade de grupos, coletivos artísticos,
D
manifestações culturais periféricas que formam um vigoroso
E
circuito cultural que têm como base a Casa de Cultura do M’
Boi Mirim. Esse espaço público municipal é tomado regularmente
por grupos locais como a Cooperifa, Umojá, Samba da Cultura e
pelo Bloco É Di Santo, que agita o carnaval de rua daquela efervescente
quebrada desde 2011,quando surgiu por iniciativa de seu mentor, Mestre
Rabi, seus alunos e amigos.
É Di Santo surgiu em 2010, como grupo de músicos a agitadores culturais, quando
alguns percussionistas e batuqueiros resolveram se juntar para fazerem música
percussiva a partir das suas referências afro-brasileiras. Nos encontros, realizados
na referida Casa de Cultura do M’Boi Mirim, faziam experimentações e criações
percussivas. Nesse processo, resolveram registrar a criação de algumas músicas e
arranjos com violonista. Assim surgia um Bloco com uma proposta estética arrojada e
muita densidade musical, indo além da folia de carnaval.
O nome do Bloco diz muito de sua estética que bebe na fonte das tradições religiosas
de matriz africana. É Di Santo corresponde a expressão nas irmandades dos terreiros
usada para distinguir se uma pessoa é candomblecista e/ou umbandista. O santo está
relacionado aos Orixás. Dessa forma, o Bloco expressa sua pretensão de reverenciar
os ancestrais, valorizar o lugar de onde partiu a diáspora do povo negro e evocar
as fontes que também inspiram o processo de criação do grupo que faz música de
terreiro.
Com a pulsação latente e energias positivas para a percussão, a dança, alegrias,
cantorias e brincadeiras, o Bloco faz da rua, nos desfiles de carnaval, um espaço de
experimentação, abrindo os processos do grupo. Sendo assim, o É Di Santo tornouse um grupo/bloco afro aberto para todas as pessoas, mesmo que ainda não saibam
tocar, dançar, cantar, pois a primeira premissa é entrar e partilhar seus conhecimentos,
suas energias, seus saberes e fazeres. Nas relações de aprendizagens, o Bloco
prima pela reciprocidade – ninguém sabe menos ou mais; todos são portadores de
conhecimento. E assim tem sido, todas as segundasfeiras de carnaval nas ruas do Piraporinha há 6
anos.
Mas, como foi dito, o É Di Santo não
existe apenas em função do Carnaval.
Sua atuação acontece durante todo o
ano e em 2015, o grupo, por meio de
financiamento do VAI II – Valorização
de Iniciatívas Culturais - pode realizar
um importante intercâmbio cultural
com mestres e blocos de Salvador/
Bahia, como Viviam Caroline - Didá
Banda Feminina, Mário Pam – Bloco
Afro ilê Aiyê e César Veloso – Bloco
Afro Malê Debalê. É Di Santo não é
só carnaval, mas no dia 8, segundafeira, será a apoteose para um grupo
que vive a música afro-brasileira
diariamente. Saravá!
Brisa Serena
Ancestralidade e musicalidade africanas nos becos e vielas da Zona Sul
Ancestralidade e
musicalidade africana nos
becos e vielas da Zona Sul
Divulgação
ÍNDICE
Hip Hop
Projeto “Bloco da
Quebrada: Hip Hop,
Periferia, Gênero e
Empoderamento
04
05
Formação Cultural
08
09
Teatro
Samba
Literatura
12
Especial
Renato Stockler
13
Outras
Cenas
Nhocuné Soul
Show de
encerramento das
comemorações de
15 anos da banda.
14
Hip-Hop
BLOCO DAS QUEBRADAS
REAL SUL FESTIVAL
Festival com grupos produzidos pela a
produtora independente RealSul que completa
15 anos de resistência e fortalecimento das
produções artísticas locais. Apresentação de
Aliança Racial, Lauren Priscila, Versão Popular,
Batatão Sintonia, DJ Rec, Dj Scooby.
Divulgação
Dia 21 (domingo), 19h.Fábrica de Cultura Jardim São Luis –
Rua Antônio Ramos Rosa, 651. Jardim São Luís. Zona Sul.
Entrada franca. (11) 5510-5530.
O projeto “Bloco da Quebrada:
Hip Hop, Periferia, Gênero e
Empoderamento” nasce do desejo de
compartilhamento, troca e parcerias do
movimento Hip Hop do Brasil e chega
a sua 2ª edição. Organizado pelo grupo
Fragmento Urbano (SP), em parceria
com o Coletivo MariaM-Ari-Poria (AM),
propõem um bloco carnavalesco um
tanto “atípico”, que sai para rua e traz
para a Zona Leste MC’s; DJ, Grafite
e Jam de Danças Urbanas, unidos
à grupos de cultura popular das
quebradas.
Dia 28(domingo), a partir das 12h.Concentração
para o cortejo na saída da estação da CPTM
Guaianases – Av. Salvador Gianett. Praça do
Mercado Municipal de Guaianases, Zona Leste.
Entrada franca.
GOG
Um dos pioneiros da Cultura Hip Hop, o rapper
GOG, de Brasília, tem 30 anos de carreira e
já lançou dez discos. No cenário do hip-hop,
está lado a lado com nomes como Racionais
Mc’s, Sabotage e Thaíde. Nesta apresentação
com acompanhamento musical de Richelmy
(percussão), Victrola (vocal e violão), Tico
(contrabaixo) e DJ A.
Dia 27 (sábado), 20h. Centro de Formação Cultural de
Cidade Tiradentes. R. Inácio Monteiro, altura do nº 6.900.
Inácio Monteiro, Zona Leste. Entrada franca. (11)25552840.
04
DJ KL JAY
Kleber Simões, conhecido como DJ Kl Jay,
possui mais de 28 anos de carreira e é um dos
pioneiros da Cultura Hip Hop no Brasil. Integra
o grupo de rap Racionais MC’s.
Dia 28 (domingo), 20h. Casa de Cultura Raul Seixas. Rua
Murmúrios da Tarde, 211, Itaquera. Zona Leste. Entrada
franca. (11)2521-6411.
LANÇAMENTO DO VÍDEO DO FINU
DO RAP
Música do rapper Finu do Rap com
participação de James Lino (Potencial 3),
intitulada Gueto, Love, Rima e Sobrevivência.
O vídeo foi gravado durante o lançamento do
álbum “Quixote” que aconteceu em outubro
de 2015 no Sesc Belenzinho. Pocket show de
Finu do Rap e participação de James Lino.
Dia 04 (quinta-feira), 19h. Ação Educativa – Rua General
Jardim, 660. Vila Buarque. Entrada franca. (11) 3151-2333
r. 153/126.
FRENTE NACIONAL DE MULHERES
NO HIP HOP
O espetáculo contará com apresentações
dos cinco elementos com RAP (Feniks), DJ
(DJ Niely, BREAKING (B.Girl Lua), grafite
(Nenesurreal), MC (Lunna Rabetti) e dança
afro com leitura de poesia (Vanessa Soares).
Dia 20 (sábado), 17h. Fábrica de Cultura Jardim São Luis –
Rua Antônio Ramos Rosa, 651. Jardim São Luís. Zona Sul.
Entrada franca. (11) 5510-5530.
JÉ VERSÁTIL
Show de rap, beat box e poesia, com músicas
do disco homônimo.
Dia 20 (sábado), 19h. Casa de Cultura do Campo Limpo. Av.
Carlos Lacerda, 678. Pirajussara. Zona Sul. Entrada franca.
(11)5843-4801.
Samba
EVENTOS
SAMBA DOS AMIGOS DA CIDADE
LIDER
Roda de samba formada por sambistas da
Cidade Líder com repertório de sambas que
vão de partido alto, samba de raiz e músicas
consagradas.
Dia 14 (domingo), das 15h às 20h. Quadra Grêmio Gaspar
– Antiga Farol – Rua Virginia Augusta Miguel, 350. Cidade
Líder, Zona Leste. Entrada franca. (11) 99583-5437/949907472.
TERAPIA DOS BOÊMIOS
Encontro de amigos para falar do cotidiano
e samba de mesa com repertórios de
compositores consagrados. Este projeto visa
resgatar a boêmia paulistana no mundo do
samba.
Todos os sábados e domingos, 16h. Varanda do Ó – Rua
Coronel Tristão, 119. Largo da Matriz Nossa Senhora do Ó,
Freguesia do Ò, Zona Norte. Entrada franca. (11) 947865330.
SAMBA NOSSAS COISAS
Idealizado pelos @migosdosamba.com, em
parceria com a Ação Educativa, o projeto
convida sambistas das rodas de samba.
Convidada: Adriana Moreira.
Dia 19 (sexta-feira), das 19h30 às 22h. Ação Educativa –
Rua General Jardim, 660. Vila Buarque. Entrada franca. (11)
3151-2333.
SAMBA DO BALAIO DO CANJICO
Esta roda teve início em setembro de 2013,
reunião mensal para difundir o samba de raiz e
resgatar compositores da velha guarda. Nesta
edição especial carnaval com marchinhas e
samba enredo.
Dia 13 (sábado), das 15h às 21h. Rua Pascoal da Costa ,
04. Vila Albertina (CDC Curtiball, Antigo Cliper), Zona Norte.
Entrada franca. (11)99259-8181.
SAMBA É CULTURA CONVIDA
BURACO DO SAPO
O cantor e compositor da velha guarda da
Portela traz o ritmo que embala o carnaval do
Rio de Janeiro. Acompanhado da banda Mania
de Samba, apresenta seus grandes sucessos,
além dos clássicos que marcaram a história da
escola de samba do coração.
Noca da Portela começou a compor aos 15
anos de idade para a Escola de Samba Unidos
do Catete.
Dia 07 (domingo), 20h. Sesc Campo Limpo - Rua Nossa
Senhora do Bom Conselho, 120.Campo Limpo, Zona Sul.
Entrada franca. (11) 5510-2700.
ORIGINAIS DO SAMBA
Conjunto vocal e de percussão que foi criado
no Rio de Janeiro no início da década de
60. Com mais de vinte álbuns lançados, os
músicos já participaram de gravações junto a
vários e importantes artistas nacionais como
Chico Buarque, Jair Rodrigues, Toquinho, entre
outros.
Dia 14 (domingo), das 15h às 20h. Quadra Grêmio Gaspar
Dia 28 (domingo), 18h. SESC Bom Retiro - Alameda
Nothmann, 185 - Bom Retiro. Entrada R$ 30,00 (inteira), R$
15,00 (meia) e R$ 9,00 (comerciário).
11) 3332-3600.
Arquivo Pessoal
NOCA DA PORTELA E BANDA MANIA
DE SAMBA
O Projeto Samba é Cultura completou
cinco anos de atuação e um CD
independente gravado. O grupo difunde
a música popular brasileira, o samba
de autoria, o compositor e suas raízes.
Nesta edição, convida a Comunidade
Buraco do Sapo, que atua desde 2001
na Freguesia do Ò com samba de raiz.
Dias 02,16 e 23 (terças-feiras), das 19h às
20h30. Galeria Olido – Sala Vitrine de Dança –
Avenida São João, 473. Centro. Entrada franca.
05
RODAS DE SAMBA DE COMUNIDADE
Beto de Souza
VELHA GUARDA DO CAMISA
VERDE E BRANCO
De uma roda de samba batizada
como Botequim do Trevo, nos anos
1990 surgiu a Velha Guarda Musical
do Camisa Verde e Branco, integrada
por poetas sambistas de distintas
atividades dentro desta escola de
samba. Imortalizados como “Os
Raízes Trevianos do Samba”, nesta
apresentação, o grupo traz um registro
histórico do samba paulistano e
brasileiro com composições inéditas e
sambas que representam verdadeiras
joias da arte popular. A velha guarda é
o celeiro dos bambas dentro de uma
agremiação, pois representa a tradição
e a união dos artistas do povo.
Dia 08 (segunda-feira), 15h às 16h30. SESC Vila
Mariana – Rua Pelotas, 141. Vila Mariana. Entrada
franca. (11) 5080-3000.
COMUNIDADE SAMBA DA VELA
Roda de samba criada em 2000 com o
intuito de celebrar o autêntico samba de
terreiro, enaltecer compositores da velha
guarda e revelar novos autores, os quais
atuam e desenvolvem trabalhos em outras
comunidades e em prol do samba paulista.
As apresentações seguem um ritual próprio,
com uma vela no centro da roda que indica o
começo do samba e só termina quando sua
luz se apaga.
Todas as segundas-feiras, a partir das 20h30. Casa de
Cultura de Santo Amaro - Praça Francisco Ferreira Lopes,
434 (Altura do nº 820 da Av. João Dias) - Santo Amaro.
Zona Sul. Entrada: R$ 5,00. (11) 3106-8569/ 99851-4175.
06
COMUNIDADE MOGIANA
PACATICABUM
Grupo formado por amigos amantes e
pesquisadores dos Sambas de Raiz. Fundada
em 19 de agosto de 2011, com as cores
Rosa, Branco e Preto com sede em Mogi das
Cruzes. O Pacaticabum é composto por vinte
integrantes.
Dia 20 (sábado), a partir das 16h. Rua Francisco Afonso
de Melo, 630. Ao lado do Fórum de Brás Cubas. Mogi
das Cruzes. Entrada franca. (11)98403-6036 / 976569810/9.4870-9521. [email protected]
PAGODE DA 27
Esta roda teve início em 2005. Busca revelar
novos compositores, mas também exalta
grandes nomes e preserva as raízes do samba
mantendo o comprometimento com a sua
história. Realiza também trabalhos sociais em
pról dos moradores da região do Grajaú.
Todos os domingos, a partir das 16h. Rua Manoel
Guilherme dos Reis s/n. Grajaú. Zona Sul. Contribuição
Voluntária: 1 kg de alimento não-perecível.(11) 59392913/99109-2772/97639-1602. [email protected]
http://www.pagodeda27.com.
COMUNIDADE MARIA CURSI
Fundada em julho de 2004, formada por
moradores da Zona Leste e o público que
chega de vários cantos da cidade. Com um
repertório formado por nomes consagrados
da música brasileira, como Cartola, Nelson
Cavaquinho, João Nogueira, Demônios da
Garoa e Martinho da Vila, o encontro da
Comunidade Maria Cursi também evidencia
novos compositores. Especial Carnaval Bloco Batuque Muleque saída dia 07/02, a
partir das 18h.
Dias 13,20 e 27 (sábados), a partir das 20h. Avenida Maria
Cursi, 799 - São Mateus (altura do nº 2680 da Av. Mateo
Bei). Zona Leste. Entrada franca. 99188-9186 C/ Reinan.
SAMBA DO OLARIA
Iniciou em 2004 com uma reunião de amigos
e instrumentistas num bate-papo sobre a
autenticidade do ritmo, sem a intenção de
prosseguir regularmente. Em formato de
Samba de Mesa.
Dia 14 (domingo), a partir das 14h. Rua Gaspar Barreto,
387. Vila Alpina. Zona Leste. Entrada franca. (11) 999091837/96722-6924 c/ Ricardo Romano.
COMUNIDADE SAMBA JORGE
A Comunidade Samba Jorge teve inicio em
setembro de 2007, com uma reunião entre
amigos para uma confraternização uma
vez por mês com samba de raiz. Esta roda
acontece na Associação Recreativa São Jorge,
sede do time de futebol fundada em 1952, por
pais e avós dos integrantes da comunidade.
Desfile do Bloco Carnavalesco Projeto Cultural
Social Comunidade de São Jorge, a partir das
13h e após roda de samba normal.
SAMBA DA TENDA
Roda de samba formada em 2001 por
músicos e compositores de São Miguel
Paulista com o objetivo de resgatar o samba
popular e apresentar composições da
comunidade. Acontece no último sábado do
mês e com novo endereço.
Dia 27 (sábado), a partir das 17h. Associação dos
Amigos do Parque Boturussu – Rua Rubens Galvão de
França, 363. Parque Boturussu, Zona leste. Entrada: 1kg
de alimento não perecível. (11) 98419-0665/98225-2227.
[email protected]
Dia 13(sábado), a partir das 13h. Bar Coro Come – Sede
do Time São Jorge – Rua Guaraita, 192. Vila Curuça. São
Miguel Paulista, Zona Leste. Entrada franca. (11)972459007. www.sambajorge.org.br.
9º ANIVERSÁRIO DO PAGODE
DO SOBRADO
SAMBA NO ASFALTO
Criada em 2007 no bairro de Ermelino
Matarazzo, tem o objetivo de resgatar o samba
de raiz e proporcionar lazer e cultura para a
comunidade. Conta com a participação dos
compositores e intérpretes locais.
Dia 21 (domingo), a partir das 16h. Praça Benedicto
Ramos Rodrigues (Praça 1º de Maio). Altura do nº 2.500
da Av. Boturussu . Ermelino Matarazzo, Zona Leste. Entrada
franca. (11)99154-2808.
www.projetosambanoasfalto.blogspot.com
Encontro de sambistas e compositores na
Zona Leste, que apresentam suas músicas
e evidenciam composições de samba que
são reunidas em um caderno para que
todos possam acompanhar a letra e seguir a
melodia.
Todas as quintas-feiras, das 20h30 às 23h. Bareskina
Avenida Luis Inácio de Anhaia Mello, 1720. Próximo ao
Metrô Vila Prudente. Zona leste. Entrada franca. (11)
96400-3770. [email protected]/
www.terreirodecompositores.com.br
SOCIEDADE SAMBA DÁ CULTURA!
Criada em 2006 por antigos sambistas
moradores da região de Santo Amaro, nas
imediações do Guarapiranga e M’Boi Mirim,
no qual reúnem admiradores desse gênero
musical.
Dia 07 (domingo), a partir das 17h. Casa Popular de Cultura
M´Boi Mirim - Av. Inácio Dias da Silva, S/Nº, Piraporinha.
Zona Sul. Entrada franca. (11) 5514-3408/98560-6042.
[email protected] www.sambadacultura.com.
Waldo Lao
TERREIRO DE COMPOSITORES
Teve início em janeiro de 2007 quando
o Sr. Alisson e sua família resolveram
abrir as portas da sua casa para
enaltecer o Samba Raiz e o Partido
Alto. Festa de comemoração com os
convidados: Keilla Regina, Francis
Gabriel, Samba da Laje, Pagode da 27,
Chitão e Comunidade Samba Cocaia.
Dia 27 (sábado), a partir das 15h Av. Sítio
Novo, 176 - Jd. Lenize (em frente à escola Cyro
Barreiros) – Guarulhos. Entrada 1 kg de feijão ou
arroz + R$ 5,00. (11) 2467-0818/96753-6865.
[email protected]
07
Formação Cultural
Kelson Barros
WORKSHOP GUMBOOT DANCE
Introdução às técnicas do gumboot
dance em uma experiência de diálogos
culturais entre a África do Sul e o
Brasil. Gumboot é um estilo de dança
da Africa do Sul que nasceu no século
XIX, nas minas de ouro e diamante.
Trabalhadores vindos de sete povoados
distintos da África criaram uma forma
de se comunicar pelas batidas nas
botas que usavam ao explorarem as
minas. Essas batidas evoluíram para
uma dança que chega ao público
por meio da pesquisa do bailarino e
coreógrafo Rubens Oliveira.
Dia 28 (domingo), 14h. SESC Campo Limpo
– Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120.
Campo Limpo, Zona Sul. Entrada franca. (11)
5510-2700.
ENCONTROS FOTOGRÁFICOS
A oficina Encontros Fotográficos – ministrada
pela fotógrafa Dani Sandrini - visa dividir os
conteúdos do aprendizado da fotografia em
seis encontros pontuais e independentes. Por
meio de exercícios rápidos, os participantes
adquirem noções básicas de fotografia.
Inscrições na Central de Atendimento. Até dia
25/02.
Todas as quintas-feiras, das 18h30 às 21h30. SESC Campo
Limpo – Rua Nossa Senhora do Bom Conselho, 120.
Campo Limpo, Zona Sul. Entrada franca. (11) 5510-2700.
08
SEIS TEMAS À PROCURA DE
AUTORIA
Curso voltado para artistas em geral. Nasceu
da experiência da escritora e palestrante
Ana Maria Gonçalves como residente em
universidades dos Estados Unidos. No curso,
por meio de uma perspectiva do fazer artístico,
os seis temas centrais abordados serão a
escravidão e o racismo através dos tempos,
religiosidade e outros afetos, branquitude
e negritude, o corpo negro, pertencimento
e memória, provocando e despertando o
interesse pela pesquisa e pelo entendimento
desses assuntos.
Dias 29/02 a 04/03 (segunda a sexta-feira, das 19h às 22h.
Itaú Cultural – Avenida Paulista, 149. Próximo da Estação
Brigadeiro do metrô. Inscrições nos dias 02 a 17/02 pelo
telefone (11) 2168-1876. 25 vagas.
OFICINA DE RECICLAGEM VIRANDO DO AVESSO
A técnica virando do avesso foi em criada
pela Eco-Educadora, Morgana Cruz, com o
objetivo de incentivar a prática da reciclagem
e reutilização de todo tipo de material de papel
e papelão, que são descartados no lixo todos
os dias. A técnica reutiliza 100% do material de
papel e papelão. Nas oficinas transformamos
resíduos em novos produtos e incentivamos
o consumo consciente. Atualmente as peças
do virando do avesso estão expostas na
Exposição Coletiva permanente no Museu do
Tietê e no Museu das Invenções em São Paulo.
Dia 27 (sábado), 10h. Fábrica de Cultura Jaçanã - Rua
Raimundo Eduardo da Silva, 138 - Jaçanã, Zona Norte.
Entrada franca. (11) 2249-8010.
MOVIMENTO VÍDEO DANÇA
Proposta que envolve a combinação de
elementos da dança contemporânea com
as técnicas de filmagem. Uma linha de
desenvolvimento que inclui a apresentação
prática e conceitual das estruturas de dança
contemporânea com os conceitos iniciais do
audiovisual.
Inscrições até dia 10/12.
Todos os sábados, 13h. SESC Campo Limpo – Rua Nossa
Senhora do Bom Conselho, 120. Campo Limpo, Zona Sul.
Entrada franca. (11) 5510-2700.
Literatura
CONTEXTOS LITERÁRIOS
LITERATURA INDEPENDENTE
Atividade realizada pelo Coletivo Magoma e
pela A.P.L (Academia Periférica de Letras)
reúnem a poesia e a música. Nesta edição,
com o lançamento do livro Em Reticências,
da escritora Thata Alves. Discotecagem DJ
Marina Porto (Projeto Vitrolas) e DeeJay Mi
(Dois PontoZero). Dança de rua com Latinos
Crew. Exposição de fotografia com Wilton
Sadiki. Apresentação: Fuzzil.
Dia 27 (domingo), das 14h às 19h. Rua Participação, 14.
Parque Fernanda, Zona Sul. Entrada franca. (11) 963414171.www.coletivomagoma.blogspot.com
SARAU LITERATURA NOSSA
Atividade organizada pela Associação Cultural
Literatura no Brasil toda terceira sexta-feira do
mês. Nesta edição com o lançamento do livro
“Todo mundo quer ir pro cel”, do escritor Valter
Luis (Limonada). Apresentação musical com o
grupo Banhu Maria.
Dia 19 (sexta-feira), 19h30. Comunidade Kolping do Jardim
Revista – Rua Cumbica, 630. Jardim Revista. Suzano.
Entrada franca. (11) 96680-4065.
www.literaturanobrasil.blogspot.com
COMUNIDADE DO CONTO
Grupo de escritores que se reúne uma vez ao
mês para escrever, discutir e estudar o gênero
conto.
Dia 03 (quarta-feira),19h. Faculdade Piaget – Av. Mogi das
Cruzes, 1001. Jardim Imperador, Suzano. Entrada franca.
(11) 99526-3561.
SARAU DO BINHO
O Sarau do Binho já se transformou em marco
de expressão cultural para poetas e escritores
dos movimentos de periferia da cidade.
Dia 15 (segunda-feira), 21h. Espaço Clariô –Rua Santa
Luzia, 96. Vila Santa Luzia, Taboão da Serra. Entrada franca.
6º SARAU DE CENAS ENCENA
Espaço para experimentação e troca. Vale
apresentar cenas, esquetes, stand up,
clown, poesias dramatizadas, músicas,
performances. Palco e microfone aberto.
Dia 19 (sexta-feira), 20h. Espaço Cultural Encena - Rua
Sargento Estanislau Custódio, 130, CEP 05534-030, Jd.
Jussara-Vila Sônia-Butantã. Zona Oeste. Entrada franca. (11)
98336-0546 e 2867-4746.
Mauricio Pisano
SARAU MAGOMA
Encontros com convidados
percorrendo desde os processos de
criação individual dos textos, como
os caminhos da produção literária,
o mercado editorial alternativo e os
possíveis espaços de circulação das
obras e de seus autores.
Dia 01 (segunda-feira) – MERCADO
LITERÁRIO - como será que funciona
o mercado literário na concepção
da Literatura Independente? Com
Alessandro Buzo e João Varella.
Dia 15 (segunda-feira) - O LUGAR DOS
SARAUS - Neste encontro partiremos
de duas experiências de organização
de saraus bem distintas, Com Rodrigo
Ciriaco (foto) e Wagner Merije.
Dia 22 (segunda-feira) - CANAIS DE
DIVULGAÇÃO -Quais alternativas
de divulgação têm sido criadas e
implantadas para a circulação das
produções literárias?. Com Elizandra
Souza e Alexandre Staut.
Dia 29 (segunda-feira) – TEIMOSIA
LITERÁRIA - nesta edição contaremos
com a experiência de dois escritores
com longa trajetória na produção
cultural. Com Aroldo Pereira e Ivana
Arruda Leite.
Dias 01,15,22 e 29 (segundas-feiras), 19h15 às
21h30.Sesc Consolação - Rua Doutor Vila Nova,
245 - Vila Buarque. Entrada franca. (11) 32343000.
09
Divulgação
CARNASARAU COM SARAU
DO BINHO
O CarnaSarau chega à 4ª edição com
marchinhas, literatura e performance,
contemplando autores clássicos com
produção relacionada à temática do
Carnaval. O encontro reúne diversos
poetas de diferentes grupos de sarau
da cidade de São Paulo e propõe
que o público também entre na folia
declamando poesias. A curadoria é do
Sarau do Binho.
Dia 05 (sexta-feira), das 19h às 21h. SESC
Pinheiros - Rua Pais Leme, 195 – Pinheiros.
Entrada franca. (11) 3095-9400.
SARAU COM A FAMÍLIA TRINDADE
O Sarau da Kambinda convida a Família
Trindade a realizar um bate-papo repleto de
música, histórias e poesias onde a artista
Raquel Trindade, a Kambinda, junto com
sua família, apresentam o legado de Solano
Trindade, que foi poeta, pintor e militante do
movimento negro.
Junto com Raquel estará seu filho, o músico
Vitor da Trindade, que musicou os poemas de
seu avô; seus netos, o rapper Zinho Trindade,
o músico e ator Manoel Trindade, a cantora
Maria da Trindade, o músico André Trindade
e o educador e produtor Marcelo Tomé,
transmitindo saberes e a beleza da cultura
afro-brasileira.
Dia 14 (domingo), das 16h30 Às 17h30 e dia 27 (sábado),
17h às 18h.SESC Vila Mariana – Rua Pelotas, 141. Vila
Mariana. Entrada franca. (11) 5080- 3000.
10
SARAU RITMO E POESIA
A partir do termo “rhythm and poetry”
(traduzido do inglês, ritmo e poesia), que
deu origem à sigla RAP, o encontro apresenta
as múltiplas relações existentes entre essa
vertente do hip hop e a literatura, recebendo
escritores, compositores e MCs para um
bate-papo, que também inclui leituras e
intervenções poéticas. Os convidados desta
edição são a poeta Alice Ruiz, o MC Sombra e
o escritor e editor Daniel MInchoni.
Dia 19 (sexta-feira), das 19h às 21h30. SESC Pinheiros
Rua Pais Leme, 195 – Pinheiros. Entrada franca. (11)
3095-9400.
SARAU PALMARINO
Evento de iniciativa do núcleo Embu das Artes
do Circulo Palmarino, corrente do movimento
negro. Acontece todo último sábado do mês
na periferia da cidade de Embu das Artes. A
atividade reúne músicos, poetas, dançarinos,
ativistas culturais e pessoas da comunidade e
da região.
Dia 27 (sábado), a partir das 20h. Sede Nacional do
Circulo Palmarino - Rua Campos Sales, 12. Presidente
Kennedy. Embu das Artes. Entrada franca. (11) 4557-5773.
[email protected]
SARAU SUBURBANO
Esta atividade acontece desde 2010 dentro da
Livraria Suburbano Convicto, especializada em
literatura marginal e periférica. Apresentação:
Alessandro Buzo. Toda edição realiza
lançamentos de livros e CD’s. Microfone
aberto para recital de poesias e intervenções
artísticas.
Dias 02,16 e 23 (terças-feiras), das 19h30 às 22h. Livraria
Suburbano Convicto – Rua 13 de Maio,70. 2º andar. Bixiga.
Entrada franca. (11) 98218-7512.
www.sarausuburbano.blogspot.com
SARAU DO Ó
Esta atividade acontece na Casa de Cultura
Salvador Ligabue na Freguesia do Ó, com
microfone aberto, que é uma oportunidade
para que os presentes possam se manifestar
artisticamente com diversas linguagens como
poesias, contos, músicas, entre outras.
Dia 27(sábado), 19h30. Casa de Cultura Salvador Ligabue –
Rua da Matriz de Nossa Senhora do Ó,215. Freguesia do Ò,
Zona Norte. Entrada franca. (11) 3931-8266.
Sarau de Cordas convida poetas do Grajaú e
promove um encontro de artistas e ativistas
da região da periferia do extremo sul de São
Paulo, buscando a valorização da cultura
nordestina, igualdade de gêneros, e reflexão
sobre o genocídio da população negra,
pobre e periférico por meio de expressões
artísticas como a literatura, música e artes
manuais. O evento pretende tomar as ruas,
mais especificamente a praça Trabalhadores
do Comércio, localizada em frente ao Sesc
Interlagos, convidando todas/os presentes
para interagir no microfone aberto com
artistas, entre poetas, músicos, grafiteiros e
fazedores de cultura, todas/os moradores da
região do Grajaú. Além dos artistas residentes
do Sarau de Cordas, também teremos a
presença do Sarau Clamarte, Sarau do Grajaú,
roda de poesia do Caps, Sarau das Mina,
Sarau Memórias Nordestinas e Sobrenome
Liberdade.
Dia 28 (domingo), 16h30 às 19h. SESC Interlagos – Avenida
Manuel Alves Soares, 1100. Parque Colonial, Zona Sul.
Entrada franca. (11) 5662-9500.
SARAU DA MADRUGADA
O grupo Semente do Jogo de Angola realiza
sarau com microfone aberto para poetas,
músicos, seresteiros, contadores de histórias,
repentistas e rimadores. Microfone aberto e
roda de capoeira.
Dia 12 (sexta-feira), a partir das 20h30 até 05h. Sede do
Grupo de Capoeira Semente do Jogo de Angola – Avenida
Vereador João Lucca, 41. Cupecê. Zona Sul. Entrada franca.
(11) 95199-9158.
http://sementedeangolasp.blogspot.com.br.
RODA DE POESIA CAPS
O Centro de Arte e Promoção Social – CAPS
organiza todo segundo sábado do mês o
encontro de sustentabilidade e a roda de
poesia. Microfone aberto para intervenções
artísticas.
Dia 13 (sábado), 19h às 22h. Casa de Cultura Palhaço
Carequinha Rua Professor Oscar Barreto Filho, 350. Parque
América -Grajaú - Zona Sul. Entrada franca.
(11) 98296-7527.
SARAU PRETO NO BRANCO
Criado em 2012, formado por um grupo de
jovens do Jd. Ibirapuera justamente para
incentivar jovens da região, poetas e artistas
do bairro, a se expressarem. Microfone aberto
com poesias e manifestações culturais.
Dia 27 (sábado), das 19h às 22h. Bloco do Beco – Rua
Doutor Benedito Arruda Vianna,126. Jardim Ibirapuera, Zona
Sul. Entrada franca. [email protected]
SARAU DE PARAISÓPOLIS
Studio Tripé
SARAU DE CORDAS CONVIDA
POETAS DO GRAJAÚ
Realizado pelo Núcleo Arte e
Comunicação - Programa Einstein
na Comunidade de Paraisópolis
desde 2011, é um sarau temático
com apresentações de teatro,
dança, música, poesia, entre outras
manifestações artísticas realizadas
pelos jovens artistas da comunidade.
Acontece no último sábado do mês.
Convidados: Achiles Luciano (Grafite
digital), Dádivas da Melanina (foto),
Idiotas Inferiores, Movimento Cruck,
Tribo Sonono e Victor Kreutz.
Dia 27 (sábado), a partir das 18h30. Programa
Einstein na comunidade de Paraisópolis
- Rua Ernest Renan, 1068 - Paraisópolis.
Zona sul. Entrada franca. (11) 97297-5057.
saraudeparaisopolis.blogspot.com
11
Teatro
Eugenio Barbosa
II MOSTRA DE TEATRO DO CCJ
O Centro Cultural da Juventude (CCJ)
realiza a segunda Mostra de Teatro
com espetáculos de várias linguagens.
Dia 20 (sábado), 17h. JOÃO COME
FEIJÃO Um vendedor com sua banca
de bugigangas anuncia seus produtos.
Nesse divertido encontro, o ambulante
conta como se tornou o maior
vendedor de feijões do mundo. Com
Cia. Mariza Basso Formas Animadas.
Dia 21 (domingo), 18h - CURRA,
TEMPEROS SOBRE MEDÉIA - (foto)
Espetáculo que realiza uma celebração
aos Orixás sobre o mito clássico
estreado em 2008. Grupo Contadores
de Mentira.
Dia 27 (sábado), 17h - HISTÓRIA SEM
TEMPO QUE CONTA O TEMPO - O
espetáculo se utiliza da linguagem
do Teatro de Bonecos para mostrar
que a nossa inteligência e os nossos
sentimentos só têm valor e poder
quando cada um aproveita melhor o
tempo que tem. Cia. Patética.
Dia 28 (domingo), 18h - AQUILO
QUE ME ARRANCARAM FOI A
ÚNICA COISA QUE ME RESTOU O espetáculo narra a trajetória de
Matheus, um jovem despedaçado
que corre batendo de porta em porta
para reaver com amigos, familiares,
amores, pedaços do seu corpo.
Centro Cultural da Juventude - Av. Deputado
Emílio Carlos, 3.641. Vila Nova Cachoeirinha,
Zona Norte. Entrada franca. (11) 3984-2466.
12
SECAS
Inspirado no romance “Vidas secas”, de
Graciliano Ramos, o espetáculo utiliza
a linguagem corporal para trazer à tona
fragmentos da vida dos personagens Sinhá
Vitória, Fabiano, a Cachorra Baleia, o Menino
Mais Novo e o Menino Mais Velho.Coletivo
Sem Palavras.
Dias 12 e 13 (sexta-feira e sábado),20h e dia
14 (domingo), 19h. Teatro Zanoni Ferrite. Av.
Renata, 163, Vila Formosa. Zona Leste. (11)
2216-1520.
Dia 18 (quinta-feira),14h. Biblioteca Pública
Padre José de Anchieta. R. Antônio Maia, 651,
Perus. Zona Norte. Entrada franca. (11)39170751.
Dia 20 (sábado), 20h. Casa de Cultura da
Brasilândia. Praça Benedicta Cavalheiro, s/nº,
Brasilândia. Zona Norte. Entrada franca. (11)
3922-9123.
Dia 26 (sexta-feira), 13h. Biblioteca Pública
Cassiano Ricardo. Av. Celso Garcia, 4.200,
Tatuapé. Zona Leste. Entrada franca.
(11)2092-4570.
Dia 27 (sábado), 19h. Casa de Cultura
Salvador Ligabue. Largo da Matriz, 215,
Freguesia do Ó. Zona Norte. Entrada franca.
(11)3931-8266.
PERIPÉCIAS E BRINCADEIRAS DO
BOI BUMBÁ
A Cia Duo Encantado apresenta a história
do Boi Bumbá num espetáculo repleto
de musicalidade e cantigas populares
nordestinas.
Casa de Cultura de Santo Amaro – Praça Dr. Francisco
Ferreira Lopes, 434. Altura do nº 820 da Av. João Dias.
Entrada franca. (11) 5691-0164.
O PODER DA MÚSICA E A SERPENTE
ENCANTADA
Espetáculo que integra dança, música
e literatura de cordel para apresentar os
instrumentos musicais brasileiros dentro
dessas manifestações artísticas.
Dia 17 (quarta-feira), 15h. Fábrica de Cultura Jaçanã - Rua
Raimundo Eduardo da Silva, 138 - Jaçanã, Zona Norte.
Entrada franca. (11) 2249-8010.
Especial
BLOCOS CARNAVALESCOS
Dia 05 (sexta-feira), 13h. Bloco das Emílias e
dos Viscondes – Rua General Jardim, 485.
Dia 06 (sábado), 15h. BLOCO AFOXÉ OBA INÃ
- Rua Ômega, alt. do nº 94
Vila Mariana
Dia 08 (segunda-feira), 15h.Afoxé Oba Inã Rua Omega, altura do número 94. Jabaquara
Dia 09 (terça-feira), 15h. Bloco Conselho do
Samba - Esquina da Rua das Cobéias com a
Rua das Valerianas. Vila Prudente.
Dia 09 (terça-feira),15h. Bloco Carnavalesco
Império do Morro - Esquina da Rua Inácio
Dias de Oliveira com a Rua George Arié - M
Boi Mirim
Dia 09 (terça-feira), 17h. Carnaval de
Parelheiros - Rua Terezinha do Prado Oliveira.
Parelheiros.
Dia 09 (terça-feira), 15h. Bloco Favela
- Boteco do Timaia - Rua Coruqueamas, São
Rafael - São Mateus
Dia 13 (sábado), 12h. Bloco do Peri - Praça
da Feira de Quarta - altura do nº 20 da Rua
Condessa Amália Matarazzo. Casa Verde.
Dia 14 (domingo), 13h G.R.S.C. Escola de
Samba Acadêmicos do Parque Bristol - Rua
José Pinto Tavares, 120. Ipiranga
Dia 14 (domingo), 11h. Bloco de Rua Sound
System - Rua Roberto Caetano Maria Lenci,
s/n. Vila Maria.
Dia 14 (domingo), 9h30. Bloco Vem Pro
Trem das Onze - Rua Irmã Emerenciana, s/n.
Jaçanã/Tremembé.
BLOCO DO BECO
Foi fundado em 2002, o nome do bloco
faz referência ao local onde foi fundado,
um dos diversos becos do bairro. O grupo
de moradores que compõe o Bloco do
Beco começou a fomentar reflexões sobre
as tradições da cultura popular local que
estava se perdendo, especialmente aquelas
relacionadas ao Carnaval de Rua.
Dia 06 (sábado), 15h. Rua Salgueiro do Campo, entre as
ruas Margaria de Fátima e Pinhal Velho. Jardim Ibirapuera,
Zona Sul. Entrada franca. (11) 94720-5254/5851-2964.
www.blocodobeco.org.br
CORTEJO AFRO ILÚ OBÁ DE MIN
Neste ano, a homenageada do Bloco afro
Ilú Obá de Min é a cantora Elza Soares, em
um cortejo com mais 300 integrantes pelas
ruas do centro de São Paulo. O bloco afro foi
fundado em 2004 pela percussionista, atriz
e arte-educadora Beth Beli. O Ilú Obá De Min
(cujo significado é “mãos femininas que tocam
tambor para Xangô”) é um grupo cultural
composto apenas por mulheres que incentiva
a educação, cultura e arte negra, promovendo
cursos e oficinas. Show com participação de
Elza Soares às 20h.
Dia 05 (sexta-feira), a partir das 19h. Praça da República.
BLOCO AFRO É DI SANTO
Brisa Serena
BLOCOS CARNALESCOS NAS RUAS
DE SÃO PAULO
Bloco Afro É Di Santo constitui-se
como bloco de rua de musicalidade
afro percussiva. Percorre as ruas de
Piraporinha com os tambores, as
danças, as cantorias, as cores amarelo
e branco, sorrisos e alegrias cobertos
pela beleza afrobrasileira e conectado
com os ritmos que (r)existem e
encantam: samba reggae, samba afro,
samba de roda, ijexá, congo de ouro,
cabula, funk, entre outros.Os tambores,
a Dança, o Canto são os meios
de conexão com a ancestralidade
africana e fortalecimento da nossa
afrodescendência.
Dia 08 (segunda-feira), a partir das 17h. Casa de
Cultura M’Boi Mirim s/n - Av Inácio Dias da Silva.
Piraporinha, Zona Sul. Entrada franca. (11)967239568/ 96155-8245.
13
Outras Cenas
Divulgação
NHOCUNÉ SOUL
Show de encerramento das
comemorações de 15 anos da banda
Nhocuné Soul, que em 2015 se
apresentou em diversos equipamentos
culturais da cidade. A banda, originária
da zona leste de São Paulo, leva no
nome seu bairro a Vila Nhocuné.
Fundado no final da década de 1990,
o grupo desde então vem traçando
sua trajetória nos espaços de música
alternativa da cidade, tanto no centro
como “na quebrada”. Formada por
Jhony Guima (percussão e voz),
Juninho Batucada (percussão e voz),
Ronaldo Gama (baixo), Julio César
Silva (bateria e voz), Luiz Couto
(guitarra e voz) e Renato Gama (violão
e voz). Nesta apresentação, o grupo
traz uma prévia das canções do novo
trabalho e conta com as participações
de Edvaldo Santana, o grupo Dolores
Boca Aberta Mecatrônica de Artes e
Tião Carvalho.
Dia 28 (domingo), 17h. Sesc Itaquera - Avenida
Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000
– Itaquera. Zona Leste. Entrada Franca.
LEANDRO LEHART
O sambista Lehart acompanhou vários artistas
e grupos, como Art Popular, e tem quatro
discos e três DVDs lançados em carreira solo.
Acompanhamento musical: Elias Jó (teclados),
Nenê Jr. (percussão), Emerson Marciano
(contrabaixo) e Joan Barros (guitarra).
Dia 20 ( sábado), 20h. Centro Cultural Jabaquara – Rua
Arsênio Tavolieri, 1. Jabaquara, Zona Sul. Entrada franca.
(11) 5011-7445.
BODEGA DO BRASIL
É um movimento cultural que reúne música,
literatura e teatro e divulga a cultura popular
em suas variadas vertentes e também um
ponto de encontro de para cantores, atores,
poetas e interessados. Criado 2009 com a
curadoria do cantor e cordelista Costa Senna.
Dia 13 (sábado), a partir das 17h. Ação Educativa – Rua
General Jardim, 660. Vila Buarque. Entrada franca. (11)
99448-2049/9419-7667.
NANY SOUL E GROOVE DE BAMBA
Show que resgata os clássicos da soul music
com muito groove, swing e forte influência de
Tim Maia, Ed Motta, Sandra de Sá, Jorge Ben
Jor, James Brown e Stevie Wonder. Nanny Soul
é cantora da banda do programa Altas Horas
e se apresentou ao lado de Tony Tornado, Karl
Dixon, Tony Lindsay e Banda Vitória Régia
(grupo que acompanhou Tim Maia). O grupo
Groove de Bamba é composto por Fabíola
Ognibeni (vocal e guitarra), Willian de Paula
(teclado), Felipe Gianei (baixo) e Vinicius
Suzuki (bateria).
Dia 21 (domingo), 18h30. Sesc Campo Limpo - Rua Nossa
Senhora do Bom Conselho, 120.Campo Limpo, Zona Sul.
Entrada franca. (11) 5510-2700.
COLETIVO FLOR DA AROEIRA
CINE VIZINHO
Exibição de filmes na Fábrica de Cultura
Jardim São Luís proporcionando um espaço
lúdico com filmes de diversas temáticas com
sessões durante a tarde para toda a família e
distribuição de pipocas para a garotada.
Dia 28 (domingo),14h. Fábrica de Cultura Jardim São Luís –
Rua Antônio Ramos Rosa, 651. Jardim São Luís. Zona Sul.
Entrada franca. (11) 5510-5530.
14
Esta roda é um convite aberto ao público,
um espaço aberto para o compartilhamento
da música e da dança, ao ritmo da batida do
tambor, do canto coletivo e da dança feminina.
Criação: Stefania Faro, Pedro Alfazema e
Valdenir Alves (Nenê). Com Stefania Faro,
Maria Morena, Pedro Alfazema, Nenê e outros.
Dia 25 (quinta-feira), 19h. Biblioteca Pública Belmonte. R.
Paulo Eiró, 525, Santo Amaro. Zona Sul. Entrada franca.
(11) 5687-0408/5691-0433.
CIA. DIVERSIDANÇA
CHORANDO NA GAROA
O Projeto “Chorando na Garoa – Memórias
Musicais de São Paulo” busca difundir a
música popular brasileira, tendo como seu
pilar central o livro de mesmo nome. Nesta
proposta, palestra, exposição de fotos e
apresentação musical com o grupo Papo de
Anjo que apresentam um trabalho que surgiu,
a partir do gosto pela música instrumental, em
particular, o choro.
Dia 25 (quinta-feira), 15h. Fábrica de Cultura Vila Nova
Cachoeirinha – Rua Franklin do Amaral, 1575. Vila Nova
Cachoeirinha, Zona Norte. Entrada franca.
CORPOS EM DIÁSPORA
Resultado de uma pesquisa teatral realizada
pelo Coletivo Corpos de Fervo, que buscou
diversas diásporas que o corpo é submetido
constantemente. Corpos em permanente
mutação, corpos vitimados pelo preconceito
contra nordestinos, racismo, homofobia,
machismo e pela violência sexual. Um corpo
que ferve, que pode, que ama e que se
transforma naquilo que ele quiser.
Dia 25 (quinta-feira), das 20h às 21h30. Oficina Cultural
Alfredo Volpi - Rua Américo Salvador Novelli, 416 – Itaquera,
Zona Leste. Entrada franca. (11) 2205-5180.
CHEMICAL FUNK
Divulgação
O Manifesto Poético Por Que Danço? reuniu
depoimentos de artistas da dança que
contaram parte de suas histórias. Os relatos
foram entrelaçados com os dos próprios
integrantes do grupo. Apresentação: “Porque
danço”. Concepção, criação e direção.:
Rodrigo Cândido. Com Alessandro Saldanha,
Iliandra Peluso, Marcos Ramon e outros.
Dia 11 quinta-feira), 14h30. Biblioteca Pública
Álvares de Azevedo. Pça Joaquim José da
Nova, s/nº, Vila Maria. Zona Norte. Entrada
franca. (11) 2954-2813.
Dia 14 (domingo), 15h. Casa de Cultura de
São Mateus. R. José Francisco dos Santos,
502. São Mateus. Zona Leste. Entrada franca.
(11) 3793-1071.
Dia 27 (sábado), 16h. Casa de Cultura do
Campo Limpo - Rua Aroldo de Azevedo, 100 Campo Limpo. Zona Sul. Entrada franca. (11)
5841-8164.
Apresentação de danças urbanas
- locking por meio de esquetes
que ilustram o surgimento dessa
expressão artística. Grupo formado
por estudantes da Dança de Rua no
primeiro trimestre de 2006, com o foco
de levar a “Dança Urbana” aos palcos
e teatros de uma maneira profissional
e educativa aos espectadores. Dando
ênfase a uma das vertentes desta
linguagem: O estilo “Locking”. (Criado
no final da década de 60 por Don
Campbell na cidade de “Los Angeles Estados Unidos”).
Sob a direção de Ivo Alcântara, o
grupo reúne dançarinos das cidades
de Ribeirão Preto, Santo André, Mauá,
Mogi das Cruzes e da capital, que
participam paralelamente de outros
grupos e companhias no estado de
São Paulo desenvolvendo trabalhos
através das diversas modalidades do
“Street Dance”.
Dia 26 (sexta-feira), 10h. Biblioteca Pública
Vicente Paulo Guimarães. R. Jaguar, 225, Vila
Curuçá. Zona Leste. Entrada franca. (11) 20355322/2034-0646.
15
Ilustrativa
Plano Municipal de Cultura de São Paulo
Em fevereiro terá início o processo participativo para elaboração do Plano Municipal
de Cultura PMC, cuja base será as propostas aprovadas na Conferência Municipal
de Cultura realizada em 2013. O ponto de partida será um seminário que acontecerá
no dia 18 no Centro Cultural São Paulo (Rua Vergueiro, 1000). Na sequência serão
promovidas duas jornadas de oficinas, uma de caráter regional, focada nos territórios,
e outra voltada às linguagens artísticas. As oficinas regionais serão descentralizadas
conforme calendário abaixo e as oficinas temáticas acontecerão nos dias 23 e 25 de
fevereiro e 01 e 03 de março sempre na Praça das Artes que fica na Avenida São João
281, no Centro. O PMC, juntamente com o Conselho e Fundo Municipais de Cultura
são exigências para a efetivação do Sistema Municipal de Cultura, instrumento que
consolida a política pública de estado para a cultura. Mais informações acesse:
www.planomunicipaldecultura.prefeitura.sp.gov.br . Participe!
A Agenda Cultural da Periferia está no Rádio! Todas as terças-feiras, das
16h às 17h. Programa Agenda da Periferia, com a locutora: Elizandra Souza.
Acompanhe pelo site www.radioheliopolisfm.com.br ou direto pelo rádio nas
imediações da comunidade: 87,5 FM
www.agendadaperiferia.org.br
/agendadaperiferia
@agendaperiferia
Ação Educativa - Assessoria, Pesquisa e Informação
Rua General Jardim, 660 - CEP 01223-010
São Paulo - SP - BRASIL
Para divulgar eventos na Agenda Cultural da Periferia fale
com Elizandra Souza pelo telefone (11) 3151-2333, ramal
142 ou pelo e-mail [email protected]
[email protected] - www.acaoeducativa.org
A Ação Educativa mantém em sua sede o Ponto de
Cultura: Espaço Cultural Periferia no Centro, aberto ao
público, que promove regularmente atividades de formação,
intercâmbio e difusão cultural.
Coordenação: Eleilson Leite.
Edição e redação: Elizandra Souza.
Assistente de Comunicação: Michelle Ohl.
Projeto Gráfico: Agência Enkel.
Diagramação: Gledson Neix.
Revisão: Marcel Coronato.
Site: Paulo Pastor Monteiro.
Colaboração: João Claúdio Sena , Sonia Bischain,
Sérgio Most, Jana Inocêncio, Juliane Cintra, Denise
Eloy e Waldo Lao.
Jornalista Resp.: Elizandra Souza - MTB 62725/SP.
Tiragem: 10.000 exemplares.

Documentos relacionados