PORTUGUÊS OBJETIVO E o concurso é assim... Prof. Marcio

Сomentários

Transcrição

PORTUGUÊS OBJETIVO E o concurso é assim... Prof. Marcio
PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
Texto Epitáfio (Sérgio Brito) Devia ter amado mais, ter chorado mais, Ter visto o sol nascer. Devia ter arriscado mais e até errado mais, Ter feito o que eu queria fazer. Queria ter aceitado as pessoas como elas são. Cada um sabe a alegria e a dor que traz no coração. O acaso vai me proteger, Enquanto eu andar distraído. O acaso vai me proteger, Enquanto eu andar, Devia ter complicado menos, trabalhado menos Ter visto o sol se pôr. Devia ter me importado menos com problemas pequenos, Ter morrido de amor. Queria ter aceitado a vida como ela é. A cada um cabe a alegria e a tristeza que vier. O acaso vai me proteger, Enquanto eu andar distraído. O acaso vai me proteger, Enquanto eu andar. PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
01) O tema ou o assunto principal do poema é: a) a revolta do narrador por não ter conseguido bens materiais; e) "Devia ter me importado menos com problemas pequenos". b) a aceitação do autor diante das dificuldades cotidianas; 04) Qual a passagem do texto que mostra pouco entrosamento do eu‐lírico com as pessoas? c) a exaltação das coisas mais simples da vida; a) "Devia ter complicado menos, trabalhado menos"; d) a frustração do eu‐lírico por não ter valorizado mais certas atitudes; e) o arrependimento do poeta por não ter conseguido amar mais do que devia. b) "Devia ter me importado menos com problemas pequenos"; c) "Devia ter arriscado mais e até errado mais"; d) "Ter feito o que eu queria fazer"; 02) Que segmento abaixo traduz de forma mais clara a resposta dada à questão anterior? e) "Devia ter amado mais, ter chorado mais". a) "O acaso vai me proteger"; b) "Enquanto eu andar distraído"; 05) Tendo em vista a mensagem do texto; qual a sentença que melhor a retrata? c) "Devia ter"; a) O amor com amor se paga; d) "Enquanto eu andar"; b) ”Carpe diem”; e) "Cada um sabe a alegria". c) É dando que se recebe; d) De médico e louco todos temos um pouco; 03) Que segmento do poema demonstra urna visão maniqueísta? e) Quem com ferro fere com ferro será ferido. a) "Devia ter amado mais, ter chorado mais"; b) "Devia ter arriscado mais e até errado mais"; c) "Devia ter complicado menos, trabalhado menos"; d) "Queria ter aceitado as pessoas como elas são"; 06) O texto "EPITÁFIO" é um caso de: a) um poema escrito para chamar a atenção de uma personagem de novela; b) desabafo de Sérgio Brito por ter perdido um grande amor; PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
c) intertextualidade, pois se baseia num poema do argentino Luís Borges; d) um poema que virou música de novela; e) um soneto escrito para desabafar as mágoas. 07) O item em que não houve falta de paralelismo é: a) Na Europa, ele teve oportunidade de visitar Paris, Roma, Munique e sua avó; 09) Os provérbios são frases que condensam a ciência e o bom senso. Existem provérbios que se contradizem, mas são válidos em ocasiões diferentes; nesse caso encontram‐se: a) Não coma gato por lebre./Cachorro que late não morde; b) A solidão é a oficina das ideias./O dinheiro não compra tudo; c) Quem tudo quer tudo perde./Em terra de sapo, de cócoras como ele; b) As pessoas se dividem em dois grandes grupos: as trabalhadoras e as que pretendem explorar as outras; d) Nem só de pão vive o homem./Quem tem telhado de vidro não joga pedra ao do vizinho; c) O professor mandou José fechar o livro e que pegasse uma folha de papel; e) Não deixes para amanhã o que podes fazer hoje./Roma não se fez num dia. d) Ela admirava muito os franceses, espanhóis, ingleses e porcelana chinesa. e) Em público, ele demonstra insociabilidade, irritabilidade, desconfiança e insegurança. 08) O item que não apresenta ambiguidade é: 10) O vocábulo "EPITÁFIO" apresenta prefixo com valor semântico idêntico ao encontrado em: a) superfície/supracitado; b) desleal/anemia; c) abuso/apogeu; a) Vacas que comem junco frequentemente ficam doentes; d) contrapor/antipatia; b) Lá vai à moça do carro que chegou; e) beneficio/eufonia. c) Depois que pus salame no anzol, um peixe começou a beliscar; Fatos da língua d) Ela colocou uma peruca na cabeça que estava manchada de verde; 11) Considerando o uso apropriado do termo sublinhado, identifique em que sentença do diálogo abaixo há um erro de grafia: e) Sendo um garoto terrível, meu pai bateu‐me muitas vezes. a) Por que você não entregou o trabalho ao professor? PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
b) Você quer mesmo saber o porquê? c) Claro. A verdade é o princípio por que me oriento. d) Pois, acredite, eu sei porque fiz isso. e) Você está mentindo. Por quê? 12) Assinale a única alternativa que apresenta erro no emprego dos ” porquês”: a)Por que insistes no assunto? c) Mas porque não veio ontem? d) Não respondi porquê não sabia. e) Eis o porque da minha viagem. 15)”................você brinca?................? Ora,...................me agrada. A experiência .................passei , foi desagradável. Depois você saberá o .............. Preencha as lacunas com: b)O carpinteiro não fez o serviço porque faltou madeira. a)porque‐porquê‐ porque‐porque‐ por que. c) Não revelou porque não quis contribuir. b)por que‐ porquê‐ porque‐porque‐porque. d)Ele tentou explicar o porquê da briga. c) por que‐ porquê‐ porque‐porque‐por quê. e)Ele recusou a indicação não sei por quê. d) porque‐porque‐ por quê‐ porque‐por que e)por que‐ por quê‐ porque‐ por que‐porquê 13) _”....................me julgas indiferente? .................tenho meu ponto de vista. 16) Assinale a alternativa que apresenta erro quanto ao emprego do “porquê”: —E não o revelas ...........................? a)Não sei por que as coisas ocultam tanto mistério. —Nem sei o .............................. Assinale a alternativa que preenche adequadamente as lacunas : a)
b)
c)
d)
e)
Por que, Porque, por que, por quê. Por que, Porque, por quê, porquê. Porque, Por que, porque, por quê. Por quê, Porque, por que, porquê. Porque, Porque, por quê, por quê. b) Os poetas traduzem o sentido das coisas sem dizer por quê. c)Eis o motivo porque o meu sentido aprendeu sozinho; d)Por que os filósofos pensam que as coisas são o que parecem ser? 14) Assinale a frase gramaticalmente correta: e) Os homens indagam o porquê das estranhezas das coisas. a) Não sei por que discutimos. b) Ele não veio por que estava doente. PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
17) A frase em que a grafia da palavra “porquê” não está de acordo com a norma culta da língua é: a) O brasileiro não reclama por quê? b)O pesquisador quer saber por que o brasileiro não reclama. c)O brasileiro não reclama porque não vê os demais reclamarem. e)Não entendo porque certas pessoas são tão mal‐humoradas. 19) Está grafado corretamente o que se destaca em: a) Sei porquê você chorou ontem. b)Não sei o por quê de tanta pressa. c) Ele está triste porquê foi transferido. d)A pesquisa vai tentar estudar o porquê de o brasileiro não reclamar. d) Não sei o motivo por que ele não veio. e) Tudo isso ocorre por que o governo não faz cumprir a lei. 20) A alternativa em que a lacuna é preenchida com a palavra porque é: 18)Indique a opção em que a grafia está correta de acordo com a norma culta. a) Nunca acerto na loteria .......................? a)Ela chegou cedo por que tinha muito a fazer. b).........................todos sempre mantêm a esperança de ganhar no jogo? b) O cargo porque você esperava foi preenchido. c)Ninguém sabe ...................tem sorte ou azar. c)O funcionário não terminou o relatório, por quê? d)O funcionário explicou..................razão a loja lotérica fechou. d) A cidade porque ela passou foi fundada por imigrantes. e)As pessoas jogam ......................... sonham em mudar de vida. e) Quero saber porque você não foi à festa. PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
EMPREGO DO “PORQUE”
1- Porquê
2 - Porque
3 - Por quê
1. Pode ser substituído
pela palavra motivo.
1. Pode ser substituído
pela palavra pois.
1. Se puder colocar
depois dele a palavra
“razão”.
2. Trata-se de um
substantivo.
2. Pode ser substituído
pela expressão a fim de
que.
2. Aparece no fim de
frase ou sozinho.
3. Aparece diante de
pontuação.
3. Pode estar antecedido
de um artigo, pronome ou
numeral.
4 - Por que
1.
a) Se puder colocar
depois dele a palavra
“razão”.
b) Se não estiver
em
fim de frase ou sozinho.
2. Se puder ser
substituído pelas
expressões por qual por
quais.
3. Se puder ser
substituído pelas
expressões pelo qual e
variantes.
4. Pode ser: preposição
POR + conjunção QUE.
MARATONA DE PALAVRA “PORQUE”
 Numere as colunas do seguinte modo: 1. Porquê. 3. Por quê. 2. Porque. 4. Por que.
1 ‐ 1. ( ) O texto tem um (....) a mais. 6. ( ) Não sei (....), mas gosto de você. 2. ( ) (....) você faltou à aula? 7. ( ) Você adoeceu, (....)? 3. ( ) Eis a razão (....)adoeceste. 8. ( ) Espere, (....) já volto. 4. ( ) Sei (....) você adoeceu. 9. ( ) Estudei (....) fosse promovido. 5. ( ) Não sei (....) você adoeceu. 10. ( ) Opto (....) venhas logo. PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
2 ‐ 1. ( ) Não fui ao teatro (....) choveu. 2. ( ) Sei o (....) de sua decisão. 3. ( ) Ele está apreensivo (....)? 4. ( ) O motivo (....) saiu não sei. 5. ( ) Sei o (....) do choro. 6. ( ) Sei o (....) choras. 7. ( ) (....) você chegou agora? 8. ( ) Voto (....) faças a prova. 9. ( ) Ela viajou; não sei (....). 10. ( ) Ela viajou; não sei o (....).
3 ‐ 1. ( ) Eu canto (....) o instante existe. 2. ( ) Ela saiu e ninguém disse o (....). 3. Ela saiu e ninguém disse (....). 4. ( ) Vocês não se casam (....)? 5. ( ) Diga o (....) de você ter saído. 4‐ 6. ( ) (....) você passou por aqui? 7. ( ) Você passou por aqui (....)? 8. ( ) Você passou por aqui. (....)? 9. ( ) Sei (....) você passou por aqui. 10. ( ) Não sei (....) você passou por aqui. 1. ( ) Ela dizia tudo (....) o amava. 6. ( )Todos saíram, não sei (....). 2. ( ) Luto (....) venças na vida. 7. ( ) Todos saíram, não sei o (....). 3. ( ) (....) todos saíram não sei. 8. ( ) Eis o autor (....) o livro foi escrito. 4. ( ) Não sei (....) todos saíram. 9. ( ) Sei (....) gritas. 5. ( ) Não sei (....), todos saíram. 10. ( ) Sei o (....) do grito. PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
5‐ 1. ( ) O colégio (....) passei é novo. 2. ( ) Ele não fala o (....) da briga. 3. ( ) (....) você brigou? 4. ( ) Você brigou (....)? 5. ( ) Diga (....) você brigou. 6. ( ) Você brigou (....)? 7. ( ) A mãe avisou (....) ele não viria. 8. ( ) Daí (....) razão não tem vindo. 9. ( ) Eis a pessoa (....) fui enganado. 10. ( ) (....) será que ninguém fala nada? 6‐ 1. ( ) ‐ (....) você não disse para ela? 2. ( ) ‐ Nem eu sei bem (....). 3. ( ) ‐ Não será (....) tem inveja dela? 4. ( ) ‐ Acho que não, até (....) não a conheço. 5. ( ) ‐ Deve haver um (....) para isso. 7. 1. ( ) Você sabe (....) rua eu vim? 2. ( ) Você chegou aqui (....)? 3. ( ) Não sei (....), mas eu vim. 4. ( ) Ele morreu (....) adoeceu. 5. ( ) Não sei o (....) de ter vindo. 6. ( ) Corra (....) não chegue tarde. 8. 1. ( ) Ninguém sabe (....) chegou agora. 2. ( ) Você não reclama (....)? 3. ( ) Você não reclama (....) nada sabe. 4. ( ) Ele sabe (....) você não reclama. 5. ( ) Ele vai estudar (....) você não reclama. 9. 1. ( ) Sei (....) você chorou ontem. 2. ( ) Você chorou ontem; (....)? 3. ( ) Não sei (....), mas você chorou. 4. ( ) Sei o (....) você chorou ontem. 5. ( ) Não sei (....) você chorou ontem. 6. ( ) ‐ Acho (....) tenho sido imaturo. 7. ( ) ‐ Você é imaturo (....)? 8. ( ) ‐ Sei lá (....). 9. ( ) ‐ Sei lá (....), mas sou imaturo. 10. ( ) ‐ Eis o motivo (....) você fica só. 7. ( ) Você sabe (....) rua eu vim? 8. ( ) Você sabe (....) rua eu vim. 9. ( ) Ninguém sabe o (....) de tudo isso. 10. ( ) Todos sabem (....) você veio. 6. ( ) Isso ocorre (....) o governo nada faz. 7. ( ) Cheguei cedo (....) tinha o que fazer. 8. ( ) O carro (....) eu esperava não veio. 9. ( ) Terminaste o relatório (....)? 10. ( ) Não entendo (....) saíste cedo. 6. ( ) Sei a razão (....) você chorou. 7. ( ) Você chorou; não sei (....). 8. ( ) Você chorou; não sei o (.....). 9. ( ) Quero saber (....) você chorou. 10. ( ) Sei o motivo (....) ela chorou. PORTUGUÊS OBJETIVO
E o concurso é assim...
Prof. Marcio Coelho
10. 1. ( ) Estou triste (....) ela chorou. 2. ( ) Entre em silêncio, (....) elas não acordem. 3. ( ) DEUS fez a vida (....) fosse vivida. 4. ( ) (....) a Amazônia é nossa (capa de revista). 5. ( ) Abre‐lhe a porta (....) ela entre. Anotações 6. ( ) (....) você pergunta isso? 7. ( ) Você pergunta isso; (....)? 8. ( ) Eis o (....) de ter perguntado isso. 9. ( ) Eis (....) perguntei isso. 10. Este (....) está mal empregado aqui. ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ ___________________________________ 

Documentos relacionados