FRICINE impressiona pela qualidade das obras apresentadas

Сomentários

Transcrição

FRICINE impressiona pela qualidade das obras apresentadas
13
Variedades
FRICINE impressiona pela qualidade das obras apresentadas
Dentre as vocações de Nova Friburgo destaca-se inegavelmente a vocação cultural e ambiental. Festivais como
o FRICINE caem como uma luva em nosso município e consolidam a nossa posição de centro cultural e
ambiental de toda uma região, além de nos tornarmos para o Brasil e para o mundo uma referência em matéria
de cinema socioambiental e na consciência da preservação de nossa riquíssima mata atlantica de altitude.
O
quarto
Festival
Internacional
de
Cinema
Sócioambiental movimentou Nova
Friburgo durante toda a última
semana (de 6 a 12 de dezembro)
com grandes filmes, palestras,
debates e oficinas. A convivência
dos formadores de opinião de
nossa cidade com as reflexões
importantíssimas trazidas pelo
FRICINE é uma garantia de um
crescimento na consciência
ambiental e na certeza de que
eventos culturais desta natureza
tem muita coisa de positivo a
acrescentar ao nosso município.
Desde a abertura com o
maravilhoso show de Hamilton de
Holanda até o encerramento com a
celebração melódica de Claudio
Nucci, o s c i d a d ã o s p u d e r a m
tomar contato com que há de
melhor em termos de arte e de
reflexão socioambiental. Filmes
como “Percepção de Risco”, “O
Sangue de Kuan Kuan”, “O
Presente de Pachamama”,
“Cinzas do Céu”, entre tantos
outros, foram verdadeiras obras
primas
de
engajamento,
sensibilidade e beleza de diretores
de todo o mundo. Concorreram 41
filmes entre os 147 filmes
enviados, de 36 países e 5
continentes.
A degradação do meio
ambiente e a dicotomia entre
desenvolvimento econômico e a
preservação do meio ambiente,
além da
importância da
preocupação com o ser humano
e as maiorias desassistidas foram
temas que perpassaram todas as
obras apresentadas. Os filmes
tiveram uma qualidade visual
muito grande, que adicionada a
extrema qualidade da projeção e
do som e ao conforto do Teatro
Municipal de Nova Friburgo
Confira os filmes
premiados pelo FRICINE:
1- MELHOR LONGA METRAGEM TROFÉU
ALCANTAREA
IMPERIALIS PERCEPÇÃO DE RISCO - A
Descoberta de um novo olhar
de Sandra Alves e Vera Longo (documentário) - Brasil
2- - MELHOR MÉDIA METRAGEM
CHICO MENDES - Cartas da
Floresta - de Dulce Queiroz (
documentário) - Brasil
Parabéns aos esforços de Pedro e Ana Cavalcante,
idealizadores e organizadores do fantástico FRICINE.
Na foto, seguram os belos troféus “Alcantarea Imperialis”
fizeram do FRICINE uma opção de
lazer construtivo ao nível das
opções de lazer e cultura dos
países de primeiro mundo. Um
evento com a cara de Nova
Friburgo.
A Petrobrás foi a grande
patrocinadora do evento
O FRICINE contou com o
patrocínio da Petrobrás e contou
com o apoio da Prefeitura
Municipal de Nova Friburgo,
através da Secretaria de Cultura
representada durante o evento
pelo secretário, Rosevelt Concy.
Os convidados para as
palestras foram nomes de peso de
nosso país como a jornalista Sonia
Hirsch, o biólogo Gusmão Pedrini e o
médico Aléxis Botsaris, que
trouxeram para o nosso município
importantes reflexões acerca da
saúde e do meio ambiente. Também
nomes de Nova Friburgo como o
cineasta Pedro Kiua, a produtora
orgânica Jovelina e o sociólogo
Marcelo Castaneda e a curadora
Mônica Araújo foram palestrantes
do evento.
A inegável vocação ambiental
e cultural de nosso município faz do
Festival Internacional de Cinema
Ambiental (FRICINE) uma agenda
obrigatória, não só porque necessária
e útil, mas também extremamente
agradável. Afinal de contas Nova
Friburgo possui um papel muito grande
na preservação da mata atlântica e no
desenvolvimento social de toda a
região centro norte fluminense.
3-MELHOR CURTA-METRAGEM TROFÉU
ALCANTAREA
IMPERIALIS
A TERRA A GASTAR - de Cassia
Itamoto e Celina Kurihara (animação) - Brasil
4- MELHOR FILME PELO VOTO
POPULAR -TROFÉU ALCANTAREA
IMPERIALIS
O PRESENTE DE PACHAMAMA de Tosifumi Matsushita - (ficção) Bolívia/Japão
5- PRÊMIO FRICINE CIÊNCIA
SOCIAMBIENTAL:
BODE REI, CABRA RAINHA - de
Helena Tassara - (documentário) Brasil
6- PRÊMIO ROBERTO FARIAS
(melhor filme pelo Júri Oficial)
O SANGUE DE KOUAN KOUAN de Yorgos Avgeropoulos ( documentário) - Grécia

Documentos relacionados