do arquivo

Сomentários

Transcrição

do arquivo
LOGÍSTICA INTEGRADA
DA MADEIRA
Francisco Eduardo de Faria
LOGÍSTICA INTEGRADA DA MADEIRA
AGENDA:
Introdução
Desenvolvimento
Resultados
Conclusão
LOGÍSTICA INTEGRADA DA MADEIRA
AGENDA:
Introdução
Desenvolvimento
Resultados
Conclusão
INTRODUÇÃO
Celulose NipoNipo-Brasileira S.A.
INTRODUÇÃO
• Produto
- Celulose Branqueada de Eucalipto
CENIBRA
(ha)
Plantio ..............126.180
Arredamento ........1.934
• Capacidade
- 1.160 mil TSA
- 100 % ECF – A partir de Jul./02
- Após Setembro/2001 JBP (100%)
Reserva ..............97.540
FOMENTO
(ha)
Área atual ...........20.641
Nº de Produtores ..1.075
INTRODUÇÃO
Produção de Celulose
Produto: Celulose Branqueada de Eucalipto
Estrutura Acionária: JBP (100%)
1500
1300
1160
mil tSA
1100
900
655
700
500
741
818
885
960
364
300
100
1995
1996
1998
2000
2003
2005
2008
INTRODUÇÃO
Distribuição de Vendas
Europa
38 %
America do
Norte
11,0 %
Asia
19,0 %
Japão
22,0 %
Brasil
8,0%
America
Latina
2,0 %
Base : Outubro 2008
INTRODUÇÃO
INTRODUÇÃO
Certificações:
FSC – Ambiental e Social (Cadeia de Custódia)
em Julho de 2005
CERFLOR – Ambiental e Social ( Cadeia de
Custódia), em julho de 2005
ISO 14.000 – Ambiental, em outubro 1997
ISO 9000 – Qualidade, em 1993
INTRODUÇÃO
Fontes de Abastecimento
Própria: 94,0 %
Fábrica
Terceiros/Fomento: 6,0 %
DESENVOLVIMENTO
INTRODUÇÃO
Operação em Região Montanhosa
Áreas Florestais Dispersas
Necessidade de Infra-estrutura Adequada
Sistema Rodo-Ferroviário
INTRODUÇÃO
Modais de Transporte
79% Rodoviário
21% Ferroviário
LOGÍSTICA INTEGRADA DA MADEIRA
AGENDA:
Introdução
Desenvolvimento
Resultados
Conclusão
DESENVOLVIMENTO
Idade Média dos Caminhões
16,3 anos
6,9 anos
Brasil
Estados Unidos
FONTE: ANTT / 04/8/2008 - U.S. Department of Transportation 2006 (análises CEL/COPPEAD)
DESENVOLVIMENTO
Prazo Médio dos Contratos
3,1
3,1
3,1
2,6
2,1
América
do Norte
Europa
América
Latina
Ásia
Pacífico
Brasil
FONTE: Nazario 8/2008 - (análises CEL/COPPEAD)
DESENVOLVIMENTO
Prazo Médio dos
Contratos no Brasil
45%
24%
11%
12 %
4%
3%
1%
1 ano
2 anos
3 anos
4 anos
5 anos
10 anos
Indeterminado
FONTE: Nazario 8/2008 - (análises CEL/COPPEAD)
DESENVOLVIMENTO
A Terceirização Integrada da Logística da Madeira
Segundo Bowersox e Closs(1996)“é de responsabilidade
da gerência de transporte a pesquisa de meios alternativos,
pelos quais o transporte possa ser efetuado com redução
de custo logístico total “
DESENVOLVIMENTO
Operações Integradas
Manutenção
de Estradas
Carregamento
de Madeira
Umedecimento
de Estradas
Arraste de
Caminhões
Atividade Crítica
Movimentação de
Pátio Rodoviária
Movimentação de
Pátios Ferroviário
Transporte de
Máquinas
Transporte de madeira
DESENVOLVIMENTO
Contexto anterior
Execução de atividades de forma segmentada.
Elevada quantidade de contratos (45 contratos)
Baixa capacidade de investimento das contratadas;
Investimento em ativos fixos (gruas, semi-reboque,
comboio, etc) pelo embarcador.
Elevada quantidade de mão-de-obra.
Idade da frota elevada.
DESENVOLVIMENTO
Contexto anterior
Falta de sincronia entre as atividades;
Baixa produtividade e ociosidade no transporte;
Desgaste nas relações contratuais;
Constantes pleitos por perda de faturamento.
Surgimento de diversos gargalos operacionais e
Visão segmentada do processo por todos integrantes
do processo.
Gargalo
Fluxo de “Unidades de Meta” DESENVOLVIMENTO
Modelo Proposto
Atividades integradas,
Uma única empresa assumindo vários elos da cadeia
de suprimento,
Investimento em ativos fixos (gruas, semi-reboque,
comboio, etc) pelas OL’s,
Idade máxima da frota de caminhões de 3 anos.
DESENVOLVIMENTO
Premissas Básicas para Parceiras
Capacidade de investimento,
Saúde financeira,
Expertise na área florestal,
Empresas consolidas no mercado,
Conhecimento de operações em área
montanhosa.
LOGÍSTICA INTEGRADA DA MADEIRA
AGENDA:
Introdução
Desenvolvimento
Resultados
Conclusão
RESULTADOS
A eliminação de gargalos operacionais (visão sistêmica da
operação)
Gargalo
Fluxo de “Unidades de Meta” RESULTADOS
Redução da idade da frota.
+ 3 anos
40%
+ 3 Anos
5%
Tradicional
Integrado
RESULTADOS
Tempo médio dos contratos.
6,0 Anos
2,5 Anos
Tradicional
Integrado
RESULTADOS
Quadro de mão de obra
Função
Antes
Depois
Diferença
Supervisor de Logística
08
09
+ 01
Monitor de Logística
20
16
- 04
Operador de Grua
31
00
- 31
59
25
Total
- 34
RESULTADOS
Quadro de Equipamentos
Valor unit./
Valor unit./
Atual
Equipamento
Equipamento
Grua de Esteira
20
R$ 700.000,00
R$ 14.000.000,00
Semi-reboques
134
R$ 180.000,00
R$ 24.120.000,00
Caminhão Comboio
04
R$ 500.000,00
R$ 2.000.000,00
Pranchas
03
R$ 120.000,00
R$
Equipamentos
Total
161
00
360.000,00
R$ 40.480.000,00
RESULTADOS
Estimativa de arrecadação com Vendas de Equipamentos
Equipamentos
Antes
Valor unit./
Valor unit./
Depois
Equipamento
Equipamento
Grua de Esteira
13
00
R$ 200.000,00
R$ 2.600.000,00
Semi-reboques
78
00
R$ 30.000,00
R$ 2.340.000,00
Caminhão Comboio
04
00
R$ 150.000,00
R$
600.000,00
Pranchas
03
00
R$ 15.000,00
R$
45.000,00
Total
98
00
R$ 5.585.000,00
RESULTADOS
Quadro de serviços contratados
Categorização do
prestador de Serviço
Antes
Depois
Diferença
Operadora Logística
30
06
- 24
Empresa Prestadora Serviço
15
08
- 07
45
14
Total
- 31
RESULTADOS
Vantagens do Embarcador
• Direcionamento de recursos financeiros para
investimento em ativos da atividade fim,
• Capitalização de recursos financeiros com a venda de
ativos,
• Redução de custo,
• Redução de mão-de-obra,
• Redução do nº de contratos,
• Gastos com sinistros contabilizados de forma linear.
RESULTADOS
Vantagens para OL’s
• Eliminação de gargalos operacionais,
• Maior flexibilidade nas operações logística,
• Emprego do expertise nas atividades integradas ,
• Otimização do recurso principal e
• Aumento da duração média dos contratos.
RESULTADOS
Vantagens para OL’s
Duração média dos contratos
•2,5 para 6 anos
• 2,1 anos média nacional
• 2,5 anos na Ásia Pacifico
• 3,1 anos na América Latina, Europa e América do
Norte.
RESULTADOS
Outras Vantagens
• A idade média da frota é inferior a 3 anos, enquanto, que
a média da idade frota nacional é de 16,3 anos, segundo
Fleury.
• Redução de controles de medição (madeira entregue na
Fábrica).
• A extensão do modelo aos demais elos da cadeia de
suprimentos (Colheita e Silvicultura).
LOGÍSTICA INTEGRADA DA MADEIRA
AGENDA:
Introdução
Desenvolvimento
Resultados
Conclusão
CONCLUSÃO
• A relação comercial estabelecida no processo de
negociação foi Cooperativa (Ganha X Ganha),
• Melhoria nas relações comerciais entre Embarcador e
Operadora Logística,
• Resultados mais justos para ambas as partes,
• Redução de mão-de-obra,
• Redução do nº de contratos,
CONCLUSÃO
• Redução de custos a médio e longo prazos,
• Alto comprometimento,
• Direcionamento de recursos financeiros, para
investimento na atividade fim.
• Redução de gargalos operacionais
• Criação de parcerias.
Agradecimentos
Equipe participante: Srs. Alexandre Schettino Castilho
Arnaldo Nick Júnior,
Efigênio Roberto Alvim,
Cristian Moreira Castro,
Wilson G. Soares ,
Expresso Nepomuceno
Júlio Simões,
Rodoviário Líder e
VIX.
Obrigado !