Governo anuncia prolongamento da Rodovia dos Imigrantes

Сomentários

Transcrição

Governo anuncia prolongamento da Rodovia dos Imigrantes
II – São Paulo, 123 (111)
Diário Oficial Poder Executivo - Seção I
sábado, 15 de junho de 2013
Geraldo Alckmin - Governador
Baixada
Santista
em obras
www.imprensaoficial.com.br
GENIVALDO CARVALHO
Volume 123 • Número 111 • São Paulo, sábado, 15 de junho de 2013
Rodovia dos Imigrantes
ganha prolongamento
e dois viadutos para
eliminar cruzamentos
Governo anuncia prolongamento
da Rodovia dos Imigrantes,
reforma estrutural da Ponte Pênsil,
construção de viadutos e várias
outras obras
MIGUEL SCHINCARIOL
A
Baixada Santista vai ganhar uma
série de melhorias nos transportes,
como o prolongamento da Rodovia
dos Imigrantes (SP-160) e a reforma estrutural da Ponte Pênsil,
ambas em São Vicente. Haverá
também a construção de dois viadutos na Imigrantes, para os quais
já existe Decreto de Utilidade
Pública (DUP) que possibilita a
emissão da licença ambiental. Isso
vai eliminar o cruzamento feito por
semáforo na rodovia. Outro viaduto será erguido no Jardim Casqueiro, em Cubatão, sobre a Via
Anchieta. Já a Ponte Pênsil, próxima de completar 100 anos, será
reformada em 12 meses. As obras
serão realizadas pelo Departamento
de Estradas de Rodagem (DER),
órgão vinculado à Secretaria de
Logística e Transportes (SLT), com
investimento de R$ 216 milhões.
Ponte Pênsil: reforma quase 100 anos depois
O DER calcula que o prolongamento
da pista sul da Imigrantes, do km 62 ao
km 65,25, e ampliação da ponte sobre o
Canal do Barreiro sejam iniciados na próxima semana e concluídos em dezembro.
O investimento é de R$ 53,5 milhões. A
restauração da ponte, com a substituição de
todos os cabos de aço, terá início até o final
deste mês, e o tráfego de veículos ficará
suspenso durante o período. A opção para a
passagem de pedestres está em estudo pelo
DER. Serão aplicados R$ 24,8 milhões.
Está orçada em R$ 94 milhões a
construção dos dois viadutos na SP-160,
entre o km 65,25 e o km 67,6, sobre a
Avenida Marechal Rondon e Rua Paulo
Horneaux de Moura. O início dos serviços também deverá ocorrer até o final
de junho, com prazo de execução de 30
meses. O investimento do Estado é da
ordem de R$ 94 milhões.
O DER também fará obras em
Cubatão, na altura do km 59 da Anchieta
(SP-150), onde será construído um viaduto paralelo ao já existente, denominado
Rubens Paiva. O novo dispositivo dará
acesso rápido aos moradores do Jardim
Casqueiro ao outro lado da cidade e à própria rodovia. A estimativa é que as obras
comecem até o final de junho e sejam
concluídas em meados do próximo ano. O
recurso é de R$ 43,5 milhões.
Em andamento – O DER realiza,
atualmente, 15 obras na Baixada Santista,
com investimento de R$ 103 milhões, onde
58,3 quilômetros de rodovias serão modernizados. Outras 23 melhorias foram concluídas, com recursos de R$ 121 milhões e 115,7
quilômetros de estradas recuperadas.
No período de 2011 a 2013, a Desenvolvimento Rodoviário S/A (Dersa)aplicou cerca de R$ 1,2 bilhão em rodovias
da Baixada e entregou quatro balsas para
a travessia Santos/Guarujá. O atracadouro santista também foi revitalizado e três
embarcações foram reformadas, totalizando investimento de R$ 38,7 milhões.
Outros R$ 26,8 milhões foram usados
na aquisição de quatro lanchas, do tipo
catamarã, para a travessia de até 350 pessoas entre a Praça da República, em Santos,
e Vicente de Carvalho, em Guarujá. A compra aumentou a capacidade de cada lancha
em 400 passageiros por hora. A primeira
foi entregue em abril deste ano, a segunda
deverá operar em julho e as outras estarão
em funcionamento em dezembro.
A travessia Guarujá/Bertioga recebeu
R$ 8,2 milhões na construção de um novo
flutuante e reforma de duas balsas, e encontra-se em andamento a reforma do atracadouro de Bertioga. A previsão de entrega é
para novembro, com investimento de R$
23,2 milhões. A Dersa prevê ainda o Túnel
Santos-Guarujá, com 700 metros de extensão, com início em agosto de 2014 e conclusão em 2017. O valor é de R$ 1,43 bilhão.
Rodovias da região – A Agência
de Transporte do Estado de São Paulo
(Artesp) realiza atualmente obras para
remodelação no trevo do km 270,6 da
Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, em
Cubatão, entre Anchieta e Imigrantes.
Será também instalada faixa operacional
do km 271,4 ao km 273,7, com 4 quilômetros de extensão. A conclusão é prevista
para setembro de 2014, com investimento de R$ 182,9 milhões.
Ainda em Cubatão, há obras para construir 8 quilômetros de terceiras faixas, entre
o km 262 e o km 270, com prazo para conclusão em setembro e o investimento de R$
159,7 milhões. No km 292,3 da Manoel da
Nóbrega constroi-se um viaduto para acessar o bairro Samambaia, o qual deverá ser
entregue em janeiro de 2014, com recursos
de R$ 32,4 milhões. Ainda na cidade, estão
em construção 10,4 quilômetros de terceiras faixas, do km 292,2 ao km 302,6, com
investimento de R$ 22,5 milhões.
Entre Itanhaém e Peruíbe, o DER toca
obras de recuperação de pista entre o km
324 e o km 344, da Manoel da Nóbrega,
com recursos de R$ 29,4 milhões e previsão de entrega de quatro lotes para abril
de 2014. O DER investe também R$ 7,3
milhões na construção de cinco novas
passarelas para pedestres em Mongaguá,
com término previsto para outubro. Outra
melhoria para a Baixada ficou por conta do
Departamento Aeroviário do Estado de São
Paulo (Daesp), que recuperou a pista de
rolamento e ampliou o pátio do Aeroporto
Antônio Ribeiro Nogueira Jr, em Itanhaém,
obras (já concluídas) que consumiram R$
8,5 milhões.
Habitação – A Companhia de
Desenvolvimento Habitacional e Urbano
(CDHU) irá investir R$ 6 milhões na compra de um terreno em Santos para construir 328 unidades habitacionais. Para o
Guarujá, haverá recursos de R$ 1,5 milhão
na complementação do canal de drenagem da Avenida. Rafael Vitielo, Vila Zilda,
essencial para o empreendimento Guaruja
G, já em curso pela CDHU. Em Cubatão,
a companhia vai erguer 800 apartamentos paras famílias afetadas pelas chuvas
de fevereiro deste ano, como parte do
Programa de Recuperação Socioambiental
da Serra do Mar.
Finalmente, em São Vicente, numa
parceria entre prefeitura e Estado, a CDHU
vai construir o conjunto habitacional
Tancredo Neves. O Estado vai dispor de R$
33,6 milhões, por meio do programa Casa
Paulista, para erguer 1.120 unidades.
Do Portal do Governo do Estado
A IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO SA garante a autenticidade deste documento
quando visualizado diretamente no portal www.imprensaoficial.com.br
sábado, 15 de junho de 2013 às 01:03:21.