Utilização de Aglutinados Para Confecção de Giz

Сomentários

Transcrição

Utilização de Aglutinados Para Confecção de Giz
INSTITUTO DE ARTES – IDA
DEPARTAMENTO DE ARTES VISUAIS - VIS
LABORATÓRIO DE MATERAIS EXPRESSIVOS – LEME
Universidade de Brasília
UTILIZAÇÃO DE AGLUTINANTES PARA
CONFECÇÃO DE GIZ PASTEL
Pâmella Nunes Otanásio 1 – [email protected]
Therese Hofmann Gatti 2 – [email protected]
Daniela de Oliveira 3 – [email protected]
INTRODUÇÃO
A manufatura de materiais em artes com materiais
alternativos tem como objetivo facilitar o contato dos
alunos com bastões e tintas, em especial o pastel seco
que é um giz composto apenas de pigmento e
aglutinante. O presente trabalho teve a finalidade de
investigar a Utilização de materiais alternativos como
componentes aglutinantes para confecção de giz
pastel.
METODOLOGIA e DESENVOLVIMENTO
Para a produção do giz pastel foram utilizados quatro
tipos de aglutinantes, sendo que o carboximetilcelulose
- CMC foi usado como referência, pois este é indicado
como substituto da goma adragante,usada antigamente
como aglutinante na manufatura desse tipo de bastão.
Os outros aglutinantes testados foram a CANELA
(média e alta concentração), CERVEJA CHOCA e a
BABOSA.
A
partir
dessas
soluções
foram
confeccionados 65 pasteis, 15 para cada aglutinante. Os
pasteis são feitos de pó xadrez, dióxido de
titânio,pigmento liquido com a adição de carbonato de
cálcio ,eles passaram por testes de fixação, de
consistência, de resistência e de uniformidade do traço.
Canela e cerveja choca.
Babosa
Fotos:M.Diolindo ,P.Otanásio
RESULTADOS
O material confeccionado com aglutinantes
alternativos apresentam resultados satisfatórios ,a
canela em uma concentração média proporciona
bastões macios,porém os mais resistentes são os
bastões feitos com CMC e babosa, seguidos dos
bastões de cerveja e canela (média). Conclui-se
que os aglutinantes alternativos objeto desta
pesquisa podem ser utilizados para confecção do
giz pastel, pois estes, observando-se os
determinantes do processo de manufatura
resultam em bastões macios, com uniformidade
de traço e de aplicação fácil sobre o papel.
(1) Estudante de graduação de Artes Plásticas/Licenciatura – UnB;
(2) Orientadora, Artista Plástica, Mestre em Arte e Tecnologia da Imagem, Doutora em Desenvolvimento Sustentável e Professora Adjunta do Instituto de Artes/Departamento de Artes Visuais/UnB;
(3) Orientadora, Mestranda em Desenvolvimento Sustentável e Professora da Secretaria de Educação do Distrito Federal cedida para o Instituto de Artes/Departamento de Artes Visuais/UnB.
Agradecimentos
Instituto de Química
Departamento de Botânica
Apoio
Decanato de Graduação - DEG
Decanato de Assuntos Comunitários - DAC
ProIC/UnB e Secretaria de Educação - SEDF

Documentos relacionados