Leituras das linguagens inconográfica, escrita, oral, gestual em

Сomentários

Transcrição

Leituras das linguagens inconográfica, escrita, oral, gestual em
Universidade do Estado da Bahia – UNEB
Departamento de Ciências Humanas/Campus V – Santo Antonio de Jesus
Programa de Pós-Graduação em História Regional e Local - PPGHIS
TÍTULO DO PROJETO: LEITURAS DAS LINGUAGENS ICONOGRÁFICA, ESCRITA, ORAL,
GESTUAL EM FOLHETOS DA LITERATURA POPULAR POR GRUPOS NÃO
ALFABETIZADOS OU EM PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO NA BAHIA.
LINHA DE PESQUISA ESTUDOS REGIONAIS: CAMPO E CIDADE.
Equipe
Docente:
Responsável: Prof. Dr. Gilmário Moreira Brito
Prof. Dr. Gilmário Moreira Brito
Discente:
Adriana da Silva Oliveira
Ano de Início: 2009
Natureza: Pesquisa
Egressos do PPGHIS/UNEB:
Adriana de Jesus Sacramento
Edenair Carvalho Rocha
Cristiane Lima Santos
Alex Sandro da Conceição Brandão
Discentes da Graduação UNEB:
Bianca Costa Oliveira Santos
Jeane dos Reis Santos Rocha
Descrição:
A pesquisa pretende levantar e estudar as linguagens em folhetos de cordel do Nordeste do início ao fim
do século XX, buscando perceber de que forma a produção, transmissão e leituras das linguagens que se
articulam nessa mídia impressa contribuíram para formação de leitores e culturas nessa região.
Considerando as linguagens como elaboração de grupos sociais historicamente situados no tempo / espaço
do chamado Nordeste brasileiro, almejamos apreender meios de expressão, elaboração de valores, crenças,
hábitos e gestos oriundos de tradições orais em suas relações com universos de culturas escritas. Tomando
como referência discussões em torno de história, cultura, linguagem, leitura e compreendendo o folheto
como suporte de práticas sociais, que estão presentes na produção, transmissão e recepção de linguagens
escritas, orais, gestuais, que possibilitam apreender modos de ser de segmentos da população nordestina
que encontram, nesses folhetos, um dos elementos constitutivos de suas relações culturais. Percebe-se que
um estudo sobre imagens em capas de folhetos constitui-se em desafio a ser enfrentado, já que emerge
permanentes interconexões de linguagens visual/escrita, imagem/letra nas fronteiras em que, histórica e
culturalmente, emergiu a produção, transmissão e leitura dessa literatura popular de folhetos.
Financiamentos:
CAPES
FAPESB