O Amendoim

Сomentários

Transcrição

O Amendoim
O Amendoim
Uma Cultura de Boa Nutrição e Rendimento
ABRIL DE 2010
P R E FÁ C I O
Do norte ao sul da Província de Nampula, em Moçambique, a cultura de Amendoim
tem aumentado notavelmente. Nos últimos 5 anos o Amendoim tem registrado maior
crescimento em áreas cultivadas, e de maior procura pelos compradores locais e
internacionais. Esta cultura é muito apreciada e tem alta demanda nos mercados da
União Européia, do Canadá e do Japão. . . mercados importantíssimos para
Moçambique. Mas, estes mercados também são muito exigentes em termos de
padrões de qualidade, tanto do produto como das condições sócio-ambientais em
que se produz. Este fato representa uma excelente oportunidade para os camponêses
melhorarem as suas receitas familiares...através de uma produção mais competitiva
e sócio-ambientalmente amigável, implementando boas práticas de produção.
O Amendoim é a única noz que cresce por baixo da terra; é considerado como uma
noz devido ao alto valor nutritivo. Ele tem mais proteína que carne e ovos, e também
é rico em energia, minerais e vitaminas. Também é um alimento importante para as
crianças e as mães grávidas e lactantes. O amendoim tem muitos usos: pode ser
comido cru, fervido, tostado, torrado e também como farinha e até leite. Também o
óleo de amendoim tem muitos usos.
O Amendoim é uma leguminosa, como o feijão. Sendo leguminosa o amendoim produz
nitrogênio em nódulos nas raízes que enriquece o solo para as culturas que seguem
como o milho, a mapira, a mandioca, e outras.
Por tais razões, nós, os membros do Consórcio SANA (Africare, CLUSA e Save The
C h i l d re n ) , c o n s i d e ra m o s mu i t o o p o r t u n o ap re s e n t a r e s t e m a nu a l ,
O AMENDOIM-UMA CULTURA DE BOA NUTRIÇÃO E RENDIMENTO, como uma
ferramenta que vai facilitar o desempenho dos extensionistas que têm como missão
principal: contribuir ao desenvolvimento sócio-econômico dos camponêses.
O AMENDOIM-UMA CULTURA DE BOA NUTRIÇÃO E RENDIMENTO é um manual
apresentado numa linguagem simples, com desenhos que ilustram as práticas mais
importantes nas diferentes etapas da cultura. O manual apresenta tecnologias e
recomendações que se ajustam às condições reais dos produtores. São fáceis de
implementar e de baixos custos...para garantir sua aplicação, e melhorar sua
capacidade competitiva através de uma maior produtividade.
A elaboração deste manual conta com a colaboração de pessoas com muitos anos
de experiência na produção de amendoim, tanto a nível nacional como internacional:
pesquisadores do IIAM, líderes camponêses, pessoal técnico de diversas ONGs e
outros--que por muitos anos têm promovido a geração e transferência de tecnologia
e o desenvolvimento rural sustentável.
Índice
Introdução…………………………..........................………………………………………….1
Perguntas Importantes antes de começar...............................................................1
Os Lucros Líquidos e Custos de Produção de
1 Hectare de Amendoim – Com Preparo da Terra
Manual e Mecanizado (4 Tabelas)............................................................................2
Seleção da Terra.....................................................................................................4
Seleção de Sementes.............................................................................................6
Tratamento de Sementes........................................................................................7
Teste de Germinação..............................................................................................7
Preparação da Terra...............................................................................................8
Compasso (Espaçamentos) e Sementeira.....................................................................11
Ressementeira...............................................................................................................12
Sachas..................................................................................................................13
Contrôle de Pragas e Doenças..............................................................................13
Colheita, Secagam e Debulha................................................................................16
Seleção dos Amendoins........................................................................................17
Transporte até ao Armazém.................................................................................18
Armazenamento da Produção...............................................................................18
Grandes Esperanças de Um Futuro Bem Melhor!......................................................19
Ficha Técnica........................................................................................................20
INTRODUÇÃO
Nos últimos 5 anos o Amendoim, em Moçambique, tem constituído uma cultura de
muita importância para a economia camponêsa, por sua alta demanda nos mercados
internacionais e locais, bons preços, altos rendimentos por hectare e fácil manejo
agronômico. O Amendoim está permitindo ao camponês – produtor
pequeno – ALCANÇAR MAIORES LUCROS em sua atividade de produção, e
CONSEGUIR ÓTIMO IMPACTO NA VIDA DA FAMÍLIA DELE.
PERGUNTAS IMPORTANTES ANTES DE COMEÇAR
-Eu quero cultivar AMENDOIM. Vi que meus vizinhos tiveram bom rendimento no ano
passado com aquela cultura. Mas, eu acho que EU, aprendendo da experiência deles,
poderei ultrapassá-los e LUCRAR ainda mais do que eles, na MINHA machamba!
O amendoim é adaptado à minha área? Sim, é. Há muitos aqui que cultivam esta
cultura.
A minha família pode comer o amendoim? Sim, pode, porque é uma fonte ótima
de proteína e energia para a família toda! Além de torrado e outros preparos de
costume, dá para preparar papas enriquecidas e doces muitos gostosos!
Eu poderia conseguir lucro mesmo, com amendoim? Acho que sim! Mas devo
primeiro fazer uns cálculos...
... Com a ajuda dos técnicos do Projeto SANA (Africare, CLUSA e Save The Children),
consegui fazer duas estimativas dos custos de produção, e lucro, para 1 hectare de
amendoim... com preparo da terra MANUAL ou MECANIZADO. Estes dois
ORÇAMENTOS estão a seguir...
1
OS LUCROS LÍQUIDOS E CUSTOS DE PRODUÇÃO DE 1 HECTARE DE AMENDOIMCOM PREPARO DA TERRA MANUAL E MECANIZADO (4 TABELAS A SEGUIREM)
O Lucro Líquido Obtido por 1 Hectare de Amendoim
(Preparação Manual)
O Total de Receitas por Venda
7.000,00 Mt
Menos o Total de Custos de Produção
4.050,00 Mt
O Lucro Líquido
2.950,00 Mt
Os Custos de Produção de 1 Hectare de Amendoim
(Preparação Manual)
O Custo por Hectare em Meticais
Atividades/Trabalhos
Lavoura (preparação do solo)
800,00
Sementeira
250,00
Ressementeira
250,00
Sachas (2 vêzes)
1.200,00
Contrôle de pragas
600,00
Colheita
450,00
Debulha
300,00
Limpeza e Ensacamento
200,00
O Total de Custos de Produção
4.050,00
O Rendimento Médio Esperado por Hectare
O Preço Médio de Venda por Quilo (kg)
O Total de Receitas por Venda
700 Quilos (kg)
10 Meticais
7.000,00 Mt.
NOTA BEM: Todos os custos de produção podem variar de um lugar para outro nas
áreas de produção de amendoim em Moçambique. Os custos apresentados aqui são
apenas médios de vários lugares na província de Nampula. Cabe aos leitores (técnicos
e promotores) deste manual, ajustarem estes custos para representar a realidade
das áreas onde estão a trabalhar. Também o lucro líquido recebido pelo produtor vai
depender de outros fatores como o rendimento por hectare da cultura, o preço de
venda, etc., e não só dos custos de produção.
2
Lucro Líquido Obtido por 1 Hectare de Amendoim
(Preparação Mecanizada)
O Total de Receitas por Venda
8.500,00 Mt
Menos o Total de Custos de Produção
5.250,00 Mt
O Lucro Líquido
3.250,00 Mt
Os Custos de Produção de 1 Hectare de Amendoim
(Preparação Mecanizada)
O Custo por Hectare em Meticais
Atividades/Trabalhos
Lavoura (preparação do solo)
1.800,00
Sementeira
250,00
Ressementeira
250,00
Sachas (2 vêzes)
1.200,00
Contrôle de pragas
800,00
Colheita
450,00
Debulha
300,00
Limpeza e Ensacamento
200,00
O Total de Custos de Produção
5.250,00 Mt
O Rendimento Médio Esperado por Hectare
850 Quilos (kg)
O Preço Médio de Venda por Quilo (kg)
10 Meticais
O Total de Receitas por Venda
8.500,00 Mt
NOTA BEM: Todos os custos de produção podem variar de um lugar para outro nas
áreas de produção de amendoim em Moçambique. Os custos apresentados aqui são
apenas médios de vários lugares na província de Nampula. Cabe aos leitores (técnicos
e promotores) deste manual, ajustarem estes custos para representar a realidade
das áreas onde estão a trabalhar. Também o lucro líquido recebido pelo produtor vai
depender de outros fatores como o rendimento por hectare da cultura, o preço de
venda, etc., e não só dos custos de produção.
3
- M a s , e u a i n d a t e n h o d e p e n s a r m a i s. . . e fa ze r m a i s p e rg u n t a s. .
...Eu terei acesso aos insumos necessários...boas sementes, adubo, cal, etc? Acho
que vou ter acesso, sim. Meus colegas dizem que eu devo comprar insumos na loja
agrícola local.
Eu também terei acesso a um bom mercado, depois de colher? Acho que sim, mas
primeiro PENSO QUE DEVO ENTRAR NUMA ASSOCIAÇÃO como os meus amigos
produtores. Eles estão dentro de uma associação que garante vender a produção
deles, e a um bom preço!
Será que eu posso evitar uns problemas dos meus amigos produtores...que: Não
controlam as queimadas; e assim a terra fica cada vez mais fraca e sem matéria
orgânica; não deixam restolhos das culturas para aumentar a matéria orgânica e
captar água e evitar o muchém (a térmite); não semeam na hora certa e não praticam
a rotação de culturas para ficarem com as mesmas machambas... só passam para
longe para desbravar um outro terreno.
O Projeto SANA deu-me MUITAS SUGESTÕES´BOAS para eu ter sucesso com a
produção do AMENDOIM...
SELEÇÃO DA TERRA
O SOLO IDEAL para o amendoim é um bem drenado, granulado, franco-arenoso com
estrutura solta, com um teor de cal suficiente e com bastante matéria orgânica. O
solo deve ter um pH ligeiramente ácido (6,0 a 6,5), mas um pH de 5,5 até 7,0 e
aceitável. O pH é simplesmente uma medida da acidéz ou da alcalinidade de um solo.
Já foi comprovado que a maioria dos solos onde se cultiva amendoim em Moçambique
são acidos. Assim, é aconselhavel lançar CAL numa banda de 20 cm de largura
(LOGO ANTES DE FAZER A SEMENTEIRA). A cal deve ser ENTERRADA com uma
enxada até 8 cm de profundidade. Com prática, uma lata de refresco, cheia de cal,
pode tratar 25 metros de linha. A cal vai corrigir o pH e você vai PRODUZIR MAIS
AMENDOIM!
4
Deve escolher TERRENOS QUASE PLANOS para evitar EROSÃO de solo. UMA BOA
PRÁTICA!
N Ã O d ev e u t i l i z a r T E R R E N O S D E C L I V O S O S. U M A M Á P R Á T I C A !
Se NÃO HOUVER um terreno quase plano na sua propriedade, e você TIVER QUE
preparar um TERRENO DECLIVOSO ou INCLINADO, será melhor SEMEAR NA CURVA
DE NÍVEL. UMA BOA PRÁTICA!
5
Deve escolher TERRAS MAIS FRANCO-ARENOSAS OU LEVES, de boa penetração
e drenagem de água. UMA BOA PRÁTICA!
SELEÇÃO DE SEMENTES
Há duas opções: a) selecionar sementes boas da sua própria machamba, ou
b) comprar sementes certificadas.
a) Para selecionar BOAS SEMENTES de amendoim da sua machamba-PARA SEMEARsepara GRÃOS GRANDES, FIRMES, COMPLETOS, NÃO RACHADOS, NÃO
DESCOLORIDOS, QUE AINDA TÊM A PELE, E NÃO CHEIRAM A BOLOR. Assim os
grãos produzidos vão ter melhor germinação e vigor... e você VAI LUCRAR MAIS!
Antes de semear, se é possível, levar as suas sementes para serem TRATADAS; é
ainda melhor.
6
TRATAMENTO DE SEMENTES
b) É melhor você comprar SEMENTES
CERTIFICADAS para semear, numa loja
agrária. Compra SEMENTES TRATADAS.
As VARIEDADES MELHORES de
amendoim são: ‘Nametil’, e ‘JL-24’,
ambas de cíclo curto (90 a 110 dias) do
tipo “Spanish” com o hábito de
crescimento semi-ereto. ‘Momane’ (CJ7)
do tipo “Virginia” e de hábito de
crescimento semi-rasteiro e de cíclo
longo (120 a 140 dias). É melhor utilizar
SEMENTE TRATADA com inseticida e
fungicida para evitar os ataques de
pragas e doenças.
TESTE DE GERMINAÇÃO
Como fazer o Seu TESTE DE
GERMINAÇÃO DE SEMENTES, em casa?
1.Contar 100 sementes de amendoim,da
sua machamba ou compradas na loja,
e pôr num prato limpo pequeno, ou num
outro recipiente raso e limpo. As
sementes devem estar EM CIMA DUM
PANO LIMPO.
2.Humedecer as sementes
completamente com água e cobrir com
um pano limpo, ou outro prato. Manter
estas sementes húmidas cada dia (as
sementes NÃO podem secar).
3.Pôr as sementes, recipiente, pano ou
prato num LUGAR FRESCO E ESCURO,
como no desenho ao lado.
4.DEPOIS DE 5 DIAS separar as sementes que germinaram bem, das sementes que
não germinaram ou que tem bolor, manchas escuras ou outros problemas.
5.Contar só as boas sementes. Este número de sementes que germinaram, sem
problemas, é a PERCENTAGEM ou % (número por 100 sementes) que germinou bem.
Este número de sementes vai determinar o número de sementes que você vai semear
na sua machamba (ver a tabela a seguir).
NÃO deve utilizar semente de amendoim com GERMINAÇÃO MENOS DE 85
PORCENTO!
7
Número de sementes
Número de sementes de amendoim
de amendoim que germinaram
que você deve semear
no seu teste de germinação (%)
em cada covacho
94 - 100
1a2
85 - 93
2a3
Conta o número de sementes de amendoim, que germinou sem problemas, no seu
teste de germinação. Procura na tabela acima o seu número, ou o número mais
próximo ao seu número. Exemplo: Vamos supôr que no seu teste de germinação,
germinaram 86 sementes. Seu número 86 fica na faixa de 85 até 93 porcento (%) na
tabela. Então, você deve semear em cada covacho 2 a 3 sementes. Assim, semeando
mais sementes, para substituir aquelas que não vão germinar, você vai produzir uma
colheita maior, e GANHAR MAIS LUCRO (DINHEIRO)!
NÃO deve utilizar semente de amendoim com GERMINAÇÃO MENOS DE 85
PORCENTO!
PREPARAÇÃO DA TERRA
O PREPARO MANUAL de terra custa Mt. 800
p o r h e c t a re, c o m M Ã O D E O B R A
CONTRATADA.
O preparo de terra COM TRATOR,
CHARRUA E GRADE custa Mt. 1.800 por
hectare. O trator deve trabalhar
CONTRA O DECLIVE, se a terra é
inclinada.
8
A tendência agora, ou em poucos anos, na
nossa agricultura Moçambicana, é de
passarmos do trator, charrua e grade para O
TRATOR E RISCADOR (ver o desenho ao
lado). A razão para isso é que O RISCADOR
PODE PREPARAR UM TERRENO ENORME, E
EM MENOS TEMPO, que o trator com charrua
e grade... QUE EQUIVALE MENOS CUSTO
PARA VOCÊ, O AGRICULTOR! Também, os
grandes riscadores em si, podem servir muito
bem para DEMARCAR e ajudar a FAZER OS
COVACHOS de diversas culturas. O custo
atual deste preparo com o RISCADOR é
aproximadamente Mt. 1.800 por hectare.
Como fazer a PROVA DE HUMIDADE DO SOLO para o seu amendoim? Depois do dia
05 de Novembro FAZ UNS BURACOS NO SOLO DA MACHAMBA, ao acaso, de pelo
menos 60 cm DE PROFUNDIDADE com uma enxada. Isto é para ver se a TERRA ESTÁ
SUFICIENTEMENTE MOLHADA NO FUNDO DO BURACO, PARA SEMEAR. Gôtas de
água saem quando você apalpa bem um punhado de terra do fundo? Se sim, está
na hora de semear. Se não, é para esperar por mais chuvas.
SEMENTEIRA de CONSERVAÇÃO: A idéia desta sementeira é de APROVEITAR de
uma parte daquela MASSA TODA DE CAPIM E OUTRAS ERVAS, que sempre nasce
durante as chuvas torrencias de cada ano...para eventualmente MELHORAR A SUA
T E R R A c o m M AT É R I A O RG Â N I C A e c o n s eg u i r o u t ra s va n t age n s.
9
Há dois tipos de sementeira. NO PRIMEIRO TIPO, que é MUITO MELHOR para as
suas machambas, há cortes dos capins e ervas em toda a machamba uma vez por
mês, começando em Maio e seguindo até a sementeira de Amendoim. Estes cortes
de capins/ervas são para ajudar a RETER ÁGUA NA TERRA para facilitar a
GERMINAÇÃO das sementes de Amendoim. TODA ESTA VEGETAÇÃO É CORTADA
E DEIXADA COMO COBERTURA MORTA NAS ENTRELINHAS. O amendoim é semeado
no tempo apropriado, abrindo a COBERTURA MORTA para semear (ver o desenho
dos dois agricultores acima).
NO SEGUNDO TIPO de sementeira, o capim e ervas são queimados e o terreno
preparado (a prática atual e comúm). Esta prática ruim faz com que os solos fiquem
muito pobres em matéria orgânica. O amendoim é semeado em linhas sachadas mais
tarde, DEPOIS dos próximos capins e ervas terem nascido e crescido logo das cinzas.
Então, todos os novos capins e ervas, das linhas e entrelinhas, são sachados e postos
nas entrelinhas como COBERTURA MORTA... que vai produzir MATÉRIA ORGÂNICA.
Mas vai produzir MUITO MENOS que o primeiro tipo de sementeira citado acima.
Ha certas VANTAGENS das duas SEMENTEIRAS de CONSERVAÇÃO(especialmente
da primeira):
1.Aquela COBERTURA MORTA de capins/ervas vai apodrecer eventualmente e
aumentar a MATÉRIA ORGÂNICA da terra. A MATÉRIA ORGÂNICA é a CHAVE para
AUMENTAR A FERTILIDADE da TERRA e conseguir BOA PRODUÇÃO de amendoim.
Por causa de TEMPERATURAS ALTAS durante quase todo o ano, e das QUEIMADAS
10
DESCONTROLADAS--os solos nas áreas das machambas são, em geral, MUITO
POBRES em matéria orgânica. Mas, a cobertura morta pode começar a eliminar este
grande problema. E, com mais matéria orgânica, vai haver mais microorganismos
e minhocas, e outros para “fazerem” a terra bem produtiva para as suas
culturas -- em tempo!
2.A mesma cobertura morta vai PROTEGER O SOLO da força das gôtas de chuva
forte, assim REDUZINDO A EROSÃO do solo; e também a cobertura vai RETER ÁGUA
para o BOM CRESCIMENTO do amendoim.
3.A cobertura vai CONTROLAR ERVAS DANINHAS, que vai resultar, em
tempo, em MENOS TRABALHO ONEROSO, PARA VOCÊ, DE FAZER SACHAS!
4.Também, a cobertura vai servir como “COMIDA” para os muchéns (as térmites),
e até as formigas, em vez deles comerem o seu amendoim.
5.Vai haver a oportunidade de VOCÊ FIXAR-SE NAQUELA SUA CASA, perto da sua
machamba, e melhorar a sua terra -- com tempo. Pode ficar nas mesmas machambas
por muitos anos. Assim, em vez de ir para LONGE para desbravar e fazer outras
machambas, cada 2 ou 3 anos, você vai poder ficar mais tempo com a família e
amigos. Também, vai ser muito melhor ter as suas machambas por perto da sua
casa, para poder vigiá-las bem e EVITAR ROUBOS das colheitas.
COMPASSO (ESPAÇAMENTOS) E SEMENTEIRA
AMENDOIM
AMENDOIM
10 -15 cm
20 cm
45 cm
45 cm
Tipo Arbusto
Tipo Rasteiro
Variedades de amendoim TIPO ARBUSTO (“Spanish”) devem ser semeadas para ter
150.000 – 220.000 plantas por hectare, com compasso (espaçamento) de 45 cm por
10 - 15 cm. Os TIPOS RASTEIROS (“Virginia”) devem ter 100.000 – 125.000 plantas
por hectare, com compasso de 45 cm por 20 cm. Densidades altas de amendoeiros
são necessárias para obter rendimentos altos. Também tais densidades fazem boa
sombra da terra para controlar ervas más, e promover maturação rápida e uniforme.
O IDEAL é ter UMA POPULAÇÃO de 5 – 7 plantas por METRO LINEAR no sulco (ver
desenhos acima).
O amendoim deve ser semeado a uma profundidade de 3 a 5 cm. Isso é para conseguir
uma germinação homogênea, assim evitando falhas. As datas mais apropriadas da
11
sementeira são do dia 20 de Novembro até o dia 20 de Dezembro para ambas as
variedades de cíclo longo, e intermédio. Semeando o amendoim CEDO, na estação
de chuvas, vai resultar em produção alta...que É MAIS DINHEIRO NO SEU BOLSO!
GERGELIM
7 - 8cm
45cm
AMENDOIM
135cm
45cm
AMENDOIM
15cm
45cm
GERGELIM
Amendoim em CONSORCIAÇÃO com gergelim leva 2 fileiras (linhas) de amendoim
para cada fileira de gergelim (ver o desenho acima). Os COMPASSOS são de 45 cm
entre fileiras de amendoim, e de 135 cm entre fileiras de gergelim. Entre
COVACHOS o COMPASSO é de 7 - 8 cm para gergelim e de 15 cm para amendoim.
A consorciação é para ter produção de mais culturas (em vez de só uma), e também
para reduzir o risco de perder produção por causa de pragas, doenças, e outros
problemas.
RESSEMENTEIRA
Se houver falhas na germinação de amendoim, podemos ressemear onde há falhas
8 DIAS DEPOIS da germinação dos outros amendoeiros, e AO LADO de cada covacho
inicial. As primeiras sementes AINDA PODEM GERMINAR.
SACHAS
12
O DESENVOLVIMENTO INICIAL de amendoim É LENTO, e assim a cultura oferece
pouca concorrência contra ervas más. É provável que a cultura vá precisar 3 sachas
durante o cíclo. Se só 2 sachas podem ser feitas, é aconselhável fazer estas com
aproximadamente 20 e 40 dias depois da sementeira. PUXA as ervas daninhas e terra
PARA O AMENDOIM para realizar uma produção melhor. Fazendo assim FAVORECE
O CRESCIMENTO DE RAÍZES do amendoeiro, e EVITA CHARCOS.
CONTRÔLE DE PRAGAS E DOENÇAS
A PRÁTICA MELHOR para o contrôle de PRAGAS E DOENÇAS é a PREVENÇÃO! A
PREVENÇÃO é proveniente destas práticas:
ROTAÇÃO de Amendoim com outras culturas cada 2 ou 3 anos;
CONSORCIAÇÃO de amendoim com gergelim, milho, mapira e outras culturas, e
com cajueiros por alguns anos (até eles fazerem sombra demais) e
USO DE COBERTURA MORTA (restolhos de culturas e ervas daninhas sachadas).
Também é BEM IMPORTANTE...
MONITORAR OS SINTOMAS de DOENÇAS periodicamente e
FAZER CONTAGENS de PRAGAS... DUAS VÊZES POR SEMANA para saber se está
na hora de tentar controlá-las (ver o desenho acima do homem ajoelhado que está
a descobrir uma infestação de AFÍDIOS). Semear mais cedo, as vêzes, pode reduzir
o problema de afidios. Sempre é bom consultar os técnicos do projecto SANA ou
extensionistas quando há dúvida sôbre o contrôle de pragas e doenças
13
LAGARTAS E OUTRAS PRAGAS DO SOLO podem ser controladas por pássaros
depois do solo ser bem preparado (preparação mecânica). Um solo rico em MATÉRIA
ORGÂNICA pode ter menos problemas com pragas porque as lagartas, etc. podem
alimentar-se da matéria orgânica em vez das raízes e dos frutos da própria cultura.
Outras pragas de importância são GAFANHOTOS. Os gafanhotos são
insetos mastigadores que podem voar da vegetação natural e entrar em machambas
de amendoim. Podem causar o desfolhamento total da cultura. Os gafanhotos podem
aparecer em qualquer período do desenvolvimento do amendoeiro, mas geralmente
com mais intensidade na época seca. O manejo integrado pode incluir:
Tentar destruir as ninfas logo depois da eclosão. Aplicar inseticida de contato nas
ninfas pequenas, quando agrupadas, durante a madrugada.
Inspeccionar o campo, capins e arbustos, cada semana, até uma distância de 100
metros ao redor das machambas, para a presença de gafanhotos.
Tentar eliminar fisicamente os gafanhotos, esmagando-os.
Deve tomar em conta também a presença de insetos benéficos (que comem os maus),
a tolerância da cultura aos danos das pragas, e a relação: custo da aplicação de um
pesticida VS o benefício que esta aplicação pode realizar.
As medidas mais importantes para prevenir DOENÇAS de amendoim são:
a ROTAÇÃO com outras culturas (por exemplo Gramíneas como milho, mapira e
mexoeira) pelo menos a cada 3 anos;
a SELEÇÃO DE VARIEDADES RESISTENTES às doenças;
a disponibilidade suficiente de NUTRIENTES (o amendoim geralmente não precisa
de fertilização nitrogenada) e
a QUEIMADA dos AMENDOEIROS AFETADOS com a doença, depois da colheita
(ver o desenho acima).
14
BIO-DIVERSIDADE... (ver os desenhos de animais e insetos na página anterior) uma
palavra grande para uma melhoria bem importante para as suas culturas! BIO significa
seres vivos (culturas, árvores, plantas silvestres, mato... e aves, sapos, rãs, bichos
e até minhocas e microorganismos como bactérias, fungos e vírus, e ainda seus
animais). Existe uma certa HARMONIA quando todos estes podem viver juntos numa
área de machambas. Na página anterior há apenas 6 exemplos desta BIODIVERSIDADE... todos contribuindo ao aumento das suas colheitas e lucro (dinheiro)!
Vemos nos desenhos que a garça come insetos (bichos) maus, o sapo também, e há
outros insetos que comem, chupam, põe ovos e larvas nos outros insetos maus, e
até um vírus (doença) que ataca os insetos maus que estragam as sus culturas.
Para conseguir e manter esta BIO-DIVERSIDADE, cabe a nós pequenos produtores
adotarmos os seguintes conselhos:
1.NÃO queimar os capins. É melhor fazer mais capinas (sachas) e aproveitar da
massa verde cortada para melhorar o solo, assim aumentando a matéria orgânica.
2.NÃO utilizar pesticidas desnecessariamente. Estes matam também os predadores
(comedores) dos insetos maus.
3.NÃO plantar culturas em grande escala (Monoculturas) porque esta prática convida
muitos insetos maus (pragas), e doenças, que vão reduzir os seus rendimentos...
e lucro.
4.SIM, pratica CONSORCIAÇÃO de culturas, porque aumenta a BIO-DIVERSIDADE.
5.SIM, pratica POLICULTURA (ter diversas culturas na mesma área de machambas)
com os seus vizinhos, porque também aumenta a BIO-DIVERSIDADE.
6.SIM, pratica a ROTAÇÃO de culturas cada 2 ou 3 anos. Esta prática não deixa as
pragas e as doenças aumentarem tão rapidamente, e não contribui para o esgotamento
dos solos.
Então, obedecendo estes conselhos pode, em tempo, levar-nos até uma certa
HARMONIA entre todos os seres vivos nas áreas das nossas machambas.
Faz PULVERIZAÇÕES de PESTICIDAS, se os seus cálculos determinam que OS
DANOS VÃO REDUZIR OS RENDIMENTOS com IMPACTO NEGATIVO ECONÔMICO.
DEVE CONSULTAR UM TÉCNICO DO PROJETO SANA, OU OUTRO, PRIMEIRO.
ANTES de começar a pulverizar PESTICIDAS, deve LER
e OBEDECER BEM O RÓTULO do INSETICIDA ou
OUTRO PESTICIDA! SEGUE AS INSTRUÇÕES a
respeito de ROUPAS E EQUIPAMENTO DE PROTEÇÃO.
Estes podem incluir: CHAPÉU, MÁSCARA, ÓCULOS
ESPECIAIS, LUVAS, BOTAS, CAMISA DE MANGAS
COMPRIDAS, “MACACÃO”, CALÇAS (FORA das botas)
em vez de calção, etc.
15
Tenta pulverizar QUANDO NÃO HÁ VENTANIA, que pode causar DERIVA do
PESTICIDA, que pode atingir PESSOAS, ANIMAIS, CULTURAS, ETC. É melhor
PULVERIZAR NA TARDINHA (do que bem cedo na manhã) porque o Amendoim tratado
vai passar a noite nas calmas, sem a presença do calor do sol, que pode reduzir
muito o efeito do pesticida.
Sempre TENHA MUITO CUIDADO com
SACOS, FRASCOS, VASILHAMES, LATAS,
TAMBORES e outras EMBALAGENS VAZIAS
de PESTICIDAS. Estes NUNCA DEVEM SER
RE-UTILIZADOS PARA QUALQUER FIM. Mas
SIM, devem ser LAVADOS 3 VÊZES e depois
PARTIDOS (frascos e garrafas), ou FURADOS
(latas, tambores, etc.), ou QUEIMADOS (sacos
de PAPEL, mas NÃO PLÁSTICO; melhor furar
e enterrar...EVITAR O FUMO!) Depois TODOS
OS LAVADOS, FURADOS, e QUEIMADOS
devem ser bem ENTERRADOS num lugar
seguro LONGE DE HABITAÇÕES, HOSPITAIS,
ESCOLAS, etc...onde há concentrações de
pessoas, e também LONGE DE FONTES DE
ÁGUA.
COLHEITA
Para FAZER A COLHEITA de amendoim NA HORA CERTA,
faz um TESTE DE MATURIDADE. Tira AMOSTRAS DE
PLANTAS INTEIRAS, ao acaso, de algumas fileiras (linhas)
da sua machamba. A maioria dos amendoeiros já deve
mostrar FOLHAS AMARELAS E SECAS.
16
Os amendoins ESTÃO MADUROS QUANDO: a estrutura
da casca é bem visível, as sementes ocupam todo o
espaço do fruto, e a parte interior dos frutos tem uma
coloração escura, cor castanha carregada (ver o
desenho ao lado). Agora os amendoeiros podem ser
arrancados manualmente (a maioria assim).
MADURO
NÃO
MADURO
A SECAGEM dos AMENDOEIROS começa no campo num SECADOR MELHORADO
(ver o desenho acima).
A DEBULHA é feita a mão, tirando os amendoins um por um (desenho acima).
SELEÇÃO DOS AMENDOINS
Depois os amendoins, AINDA COM CASCA, são estendidos numa ESTEIRA ou LONA
para secarem perto da casa. O tegumento ou pele do grão é bem importante porque
protege o grão contra doenças e bolor. Por isso o amendoim COM CASCA
17
conserva-se melhor (ver o desenho na página anterior).
Secando os amendoins O MAIS RAPIDAMENTE POSSÍVEL, depois da colheita, é
MUITO IMPORTANTE para reduzir a produção de AFLATOXINA (um tipo de veneno
causado por FUNGOS ASPERGILLUS que podem causar vários PROBLEMAS SÉRIOS
EM PESSOAS). Quando a HUMIDADE dos amendoims é baixa, a produção de
AFLATOXINA É INIBIDA.
Na maioria dos casos só alguns grãos estão contaminados por aflatoxina. Por isso,
A SELEÇÃO DE GRÃOS, DEPOIS DO DESCASQUE, é uma medida preventativa MUITO
IMPORTANTE (ver o desenho das duas senhoras acima). O DESCASQUE só deve ser
feito LOGO ANTES DA VENDA para O CONSUMO IMEDIATO.
TRANSPORTE ATÉ AO ARMAZÉM
Uma COMPANHIA TRANSPORTADORA LOCAL, para
levar as sementes de amendoim ao armazém da sua
associação, deve ser MAIS BARATA e MAIS SEGURA
do que uma companhia desconhecida de fora.
ARMAZENAMENTO DA PRODUÇÃO
Sempre É MAIS VANTAJOSO vender a sua produção À SUA PRÓPRIA ASSOCIAÇÃO!
Há vários BENEFÍCIOS que a associação presta para VOCÊ! Na SUA PRÓPRIA
ASSOCIAÇÃO há pessoas responsáveis para GUARDAR BEM A PRODUÇÃO, a
associação deve PAGAR BEM pelo AMENDOIM, e o armazém da ASSOCIAÇÃO deve
dotar-se de meios para um BOM ARMAZENAMENTO das suas sementes como:
18
um LUGAR SECO com BOA VENTILAÇÃO;
ESTRADOS de MADEIRA para não deixar os sacos pegarem humidade e sujidade
do chão, e o fiel de armazém ou encarregados, devem sempre;
VIGIAR para a presença de RATOS e BICHOS (INSETOS); e
NO ARMAZÉM DA SUA PRÓPRIA ASSOCIAÇÃO os grãos devem ser PROTEGIDOS
do CALOR INTENSIVO.
GRANDES ESPERANÇAS DE UM FUTURO BEM MELHOR!
Realmente a minha PRIMEIRA TENTATIVA com o AMENDOIM foi BOA!...MUITO BOA!
A ótima variedade ‘JL - 24‘ sugerida pelos técnicos do Projeto SANA, e que comprei
na loja agrária, me ajudou conseguir pagar as minhas contas familiares – a tempo,
para EVITAR JUROS – e mesmo consegui POUPAR DINHEIRO para COMPRAR
SEMENTES E OUTROS INSUMOS para a próxima campanha agrícola, NECESSIDADES
PARA A FAMÍLIA, etc. Agora preciso pensar em que outras variedades de AMENDOIM
eu posso acrescentar à ‘JL - 24‘ , que semeei desta vez! Acho que vou semear
também uma outra variedade que meus amigos gostaram chamada ‘Nametil‘. Com
a ajuda do Projeto SANA eu fiquei bem SATISFEITO MESMO este ano! E sabe?, agora
vou SONHAR de poder MANDAR TODAS AS NOSSAS CRIANÇAS À ESCOLA, ganhar
uma MOTORIZADA para mim, e UMA OUTRA CASA BONITA e MAIOR para a minha
família!
19
Ficha Técnica
Título: O Amendoim - Uma Cultura de Boa Nutrição e Rendimento
Prefácio: Sr. Stephen Gudz, Diretor Nacional da CLUSA - Moçambique
Autores: Engº Agrº Carlos Sánchez, Engº Agrº Henrique Fischer, Engº
Agrº Carlos Vasconcelos, Especialista em Agricultura Martin
Mason e a Equipe Técnica do Consórcio SANA (Africare, CLUSA
e Save The Children).
Capa: Marcas
Paginação: Marcas
Desenhos: António C. Guimarães/Justino Cardoso
Impressão: Marcas
Ano: Abril de 2010