Baixar essa Seção do Catálogo this Catalog Section

Сomentários

Transcrição

Baixar essa Seção do Catálogo this Catalog Section
Globalização é disputa
Silvio Caccia Bava
globalização
globalization
Globalization is a dispute
Silvio Caccia Bava
Roubando dos Pobres / Stealing from the Poor
Globalization is a term widely
used nowadays. A globalized world
can be understood as a world that
has become close, became smaller,
allows exchanges on a global scale.
From my house I can see on TV
news of everything relevant that
is happening in the world. With
my cell phone I can talk to anyone
on the planet. Through Internet
there are no more distances,
communication is instantaneous.
But is it what are we talking about?
More promptness and facilities
for all of us? Cultural diversity
Globalização é um termo muito usado hoje em dia. Um mundo globalizado pode ser entendido como um
mundo que se tornou próximo, ficou menor, permite trocas em escala
global. Da minha casa eu assisto nos
telejornais tudo que está acontecendo de relevante no mundo. Com
meu telefone celular posso falar com
qualquer pessoa no planeta. Pela internet não existem mais distâncias,
a comunicação é instantânea. Mas
é disso que estamos falando? Mais
facilidades para todos? Uma diversidade cultural compartilhada como
riqueza da humanidade?
No momento atual da história da humanidade não encontramos este padrão de
solidariedade e cooperação como dominante.
Muito ao contrário, vivemos uma era de competição, de individualismo, de ganância sem
limites. E a globalização só pode ser entendida
neste contexto. O avanço das tecnologias que
permitem tudo isso não é ingênuo, tem um
sentido e tem atores que lhes imprimem o sentido; a globalização, portanto, serve a interesses.
A globalização, neste século XXI, nesta fase
atual do capitalismo, é a integração dos mercados e a exploração sem limites, em escala
global, dos recursos naturais. A globalização é
a produção da desigualdade em escala global. É
um processo que gera pobreza em larga escala
e beneficia a poucos. Os atores que impulsionam este processo são empresas que têm como
único objetivo a maximização dos lucros, não
importam os danos ambientais e sociais que
promovam. E o seu sentido trágico é que não
globalização
globalization
75
shared as a wealth of humankind?
At the present moment in human
history we do not find this
solidarity and cooperation pattern
as dominant. On the contrary,
we live in an era of competition,
individualism, and greed without
limits. And globalization can only
be understood in this context.
The advance of technologies that
allows all of this is not naive, has a
meaning and has actors that bring
sense to it, globalization, therefore,
serves the interests.
Globalization, in this century
XXI, in the current phase of
capitalism, is the integration of
markets and exploitation with no
limits, on a global scale, of the
natural resources. Globalization
is the result of inequality on a
global scale. It is a process that
generates large-scale poverty for
few ones benefiting from it. The
há quem lhes imponha
actors that drive this
limites. Estas empresas vão A globalização
process are companies
transformando tudo em
whose sole purpose
é a produção da
mercadoria, deixam um rasis to maximize profits,
tro de morte, de destruição, desigualdade em
never mind the
comprometem o futuro da
environmental and
escala global. É um social
humanidade.
damage that
Os sofisticados equi- processo que gera
it promotes. And its
pamentos de pesca, com
tragic sense is that
pobreza em larga
radares e sonares, não dão
there is no one to
qualquer chance para os escala e beneficia a
build limits to them.
cardumes cada vez mais
These companies
poucos.
escassos de peixes. A escala
will go on turning
de produção destes barcos
everything into a
pesqueiros é de grande magnitude, são verda- commodity, leave a trail of death,
deiras indústrias flutuantes que não respeitam destruction, compromising the
qualquer tipo de regulação, seja ela nacional future of human beings.
ou internacional, invadem territórios maríti- The sophisticated fishing
mos de países que não têm como proteger suas equipment, with radars and
águas de uma pirataria promovida pelo pri- sonars, do not give any chance
meiro mundo.
for the increasingly more scarce
A globalização não é orquestrada a partir fish shoals. The production scale
de um centro de decisões, que eventualmente of this fishing boats is of great
magnitude, they are true floating
industries that do not respect any
kind of regulation, be it national or
international, invading maritime
territories of countries who cannot
protect its waters from a piracy
promoted by the first world.
Globalization is not orchestrated
from a decisions center, which
eventually could change the
course of things. She is the
Sushi: A Caçada Global / Sushi: The Global Catch
anarchic expansion of voracious
animals, increasingly powerful
predators consuming
Globalization is the result all that lies ahead and
of inequality on a global affect reproduction
poderia mudar o curso
rules of nature
scale. It is a process that itself, causing the
das coisas. Ela é a
expansão anárquica de
generates large-scale extinction of species
animais vorazes, preand committing itself
poverty for few ones playability of life on
dadores cada vez mais
poderosos que conbenefiting from it. our planet.
somem tudo que tem
When carbon
pela frente e afetam as regras de reprodução emissions are denounced as
da própria natureza, provocando a extinção de promoters of global warming,
espécies e comprometendo a própria capaci- when scientists come to the
dade de reprodução da vida em nosso planeta. conclusion that we are striding to
Quando as emissões de carbono são denun- climatic catastrophes, then this
ciadas como promotoras do aquecimento Midas who turns everything into
global, quando os cientistas chegam à conclu- gold creates the carbon market
são que estamos caminhando a passos largos as a solution to the crisis. And
para catástrofes climáticas, então esse Midas companies are operating with
que transforma tudo em ouro cria o mercado de carbon credits by promoting an
carbono como solução para a crise. E as empre- alleged compensation for the
sas passam a operar com créditos de carbono, ravages they promote. But forests
promovendo uma suposta compensação pelas do not recompose...
devastações que promovem. Mas as florestas When science discovers that
não se recompõem...
produce seeds that can increase
Quando a ciência descobre que pode produ- productivity, but do not allow
zir sementes que aumentam a produtividade, the reproduction of the species,
mas não permitem a reprodução da espécie, this supposedly neutral science
esta suposta neutra ciência captura todos os captures all the small farmers who
pequenos agricultores, que têm de comprar must buy for all sowing GM seeds
para toda semeadura as sementes transgênicas offered by transnational companies.
oferecidas pelas transnacionais. E se não têm And if there is no way to buy, there
com que comprar, não têm como comer.
is no way to ea.
globalização
globalization
77
foto/photo: Anand Pande
A Corrida do
Carbono
Amargas Sementes / Bitter Seeds
The Carbon Rush
Canadá, 2012, 85 min
DIREÇÃO DIRECTOR
Centenas de represas hidrelétricas no Pana-
Amy Miller má. Incineradores de queima de lixo na Índia.
A mesma produtividade perseguida pelas empresas demanda o
uso de pesticidas, que correm para
os rios e contaminam as águas,
que envenenam a cadeia da vida na
qual estas plantações se inscrevem.
A globalização dos mercados e
dos negócios, pois é disso que se
trata, não tem ética, não tem valores,
não visa senão ao lucro. E caminha
cegamente para um ponto de não
retorno, no qual a natureza perde
sua capacidade de se recompor da
faina devastadora das empresas, no
qual a humanidade fica ameaçada
na sua própria reprodução.
E como a globalização é uma
obra dos homens, assim como ela
foi construída ela também pode ser
transformada, resta saber se a mãe
Natureza terá paciência de esperar
este despertar da humanidade. Se
ele vier...
The same productivity pursued
by companies demand the use
of pesticides, that flow into
rivers and contaminate the water,
poisoning the chain of life in
which these crops fall.
The globalization of markets
and business, which is what ii is
about, has no ethics, no values,
it refers only to profit. And it
walks blindly into a point of no
return, where nature loses its
ability to recover from devastating
companies toil, in which human
beings are threatened in its own
reproduction.
And as globalization is a work
of men, as it was built it can also
be transformed, the question is
whether Mother Nature will have
the patience to wait this human
being awakening.
If it comes...
Silvio Caccia Bava é sociólogo, Silvio Caccia Bava is a sociologist,
fundador e coordenador de projetos do
Instituto Pólis, diretor e editor-chefe do
jornal Le Monde Diplomatique Brasil.
founder and project coordinator of the
Instituto Polis, director and chief editor
of Le Monde Diplomatique Brazil
newspaper.
PRODUÇÃO PRODUCER
Biogás extraído do óleo de palma em Hondu-
Amy Miller e ras. Florestas de eucalipto ceifadas para carByron A. Martin
ROTEIRO WRITER
Amy Miller
FOTOGRAFIA CINEMATOGRAPHER
Paul Kell
EDIÇÃO EDITOR
Boban Chaldovich e
Étienne Gagnon
vão vegetal no Brasil. O que esses projetos
têm em comum? Eles estão todos recebendo créditos de carbono para compensar a
poluição criada em algum outro lugar. Mas
qual o impacto que essas compensações
estão tendo? Elas estão realmente reduzindo
emissões? E as pessoas e as comunidades
onde esses projetos foram criados? A Corrida
do Carbono nos leva ao redor do mundo para
conhecer as pessoas mais afetadas. Elas são
as menos ouvidas na cacofonia em torno
dessa emergente indústria multibilionária de
“ouro-verde” de carbono.
Hundreds of hydroelectric dams in Panama.
Incinerators burning garbage in India.
Biogas extracted from palm oil in Honduras.
Eucalyptus forests harvested for charcoal
in Brazil. What do these projects have in
common? They are all receiving carbon credits
for offsetting pollution created somewhere else.
But what impact are these offsets having? Are
they actually reducing emissions? And what
about the people and the communities where
these projects have been set up? The Carbon
Rush takes us around the world to meet the
people most impacted. They are the least heard
in the cacophony surrounding in this emerging
“green-gold” multi-billion dollar carbon industry.
globalização
globalization
79
Pescando
Sem Redes
Amargas
Sementes
Fishing Without Nets
Bitter Seeds
Quênia, 2011, 17 min
USA/ Índia, 2011, 88 min
DIREÇÃO DIRECTOR
A cada 30 minutos um fazendeiro se mata
por desespero na Índia por não poder mais
suprir as necessidades de sua família. Será
Ramkrishna o próximo? Um agricultor de
algodão no epicentro da região atingida pela
crise de suicídios, ele está lutando para manter sua terra. Manjusha, filha dos vizinhos,
está determinada a superar as tradições da
vila e se tornar uma jornalista. A situação de
Ramkrishna é seu primeiro trabalho. Amargas Sementes levanta questões críticas sobre
o custo humano da agricultura geneticamente modificada dentro de uma narrativa
baseada em personagens emocionantes.
Uma história de piratas na Somália contada
Cutter Hodierne da perspectiva dos piratas.
DIREÇÃO DIRECTOR
Micha X. Peled
PRODUÇÃO PRODUCER
Cutter Hodierne, John Hibey, A story of pirates in Somalia told from the
Raphael Swann, Harold Otieno perspective of the pirates.
e AbuBakr Mire
PRODUÇÃO PRODUCER
Micha X. Peled
FOTOGRAFIA CINEMATOGRAPHER
Devendra Golatkar
ROTEIRO WRITER
Cutter Hodierne
EDIÇÃO EDITOR
Leonard Feinstein
fotos/photos: Shaul Vitis
Every 30 minutes a farmer in India kills himself
in despair because he can no longer provide
for his family. Will Ramkrishna be next? A
cotton farmer at the epicenter of the suicide
crisis region, he is struggling to keep his
land. Manjusha, the neighbors’ daughter, is
determined to overcome village traditions and
become a journalist. Ramkrishna’s plight is
her first assignment. Bitter Seeds raises critical
questions about the human cost of genetically
modified agriculture within a gripping
character-based narrative.
globalização
globalization
81
Sushi:
A Caçada Global
Roubando
dos Pobres
Sushi: The Global Catch
Stealing from the Poor
Grécia, 2011, 55 min
Alguma vez você já se perguntou de onde
vem o peixe que você come? A demanda
sempre crescente de peixe no mercado internacional tem impulsionado frotas de pesca
europeias e asiáticas para as costas da África
Ocidental. Centenas de navios piratas industriais estão pescando ilegalmente nas águas
territoriais dos países da região, devastando
todas as formas de vida no oceano e condenando milhões de africanos à pobreza e
à fome. Roubando dos Pobres foi filmado no
Senegal, onde a pesca pirata perpetrada por
enormes navios pertencentes a países desenvolvidos está privando os habitantes daquele
país do oeste africano de sua principal fonte
de subsistência.
Have you ever asked yourself where does
the fish you eat come from? The ever-rising
demand for fish in the international market
has driven European and Asian fishing fleets
towards the coasts of West Africa. Hundreds
of industrial pirate ships are fishing illegally in
the territorial waters of the nations of the area,
devastating all forms of life in the ocean and
condemning millions of Africans to poverty and
hunger. Stealing from the Poor was filmed
in Senegal, where pirate fishing perpetrated by
huge ships belonging to developed countries is
depriving the inhabitants of this West African
country of their main source of subsistence.
EUA, 2011, 84 min
DIREÇÃO DIRECTOR
Yorgos Avgeropoulos
PRODUÇÃO PRODUCER
Georgia Anagnou
ROTEIRO WRITER
Yorgos Avgeropoulos
FOTOGRAFIA CINEMATOGRAPHER
Yiannis Avgeropoulos
EDIÇÃO EDITOR
Yiannis Biliris, Anna Prokou
DIREÇÃO DIRECTOR
Como o sushi se tornou item de uma culinária global? O
Mark Hall que começou como um alimento simples mas eleganPRODUÇÃO PRODUCER
te comercializado por vendedores de rua em Tóquio
Mark Hall tornou-se um fenômeno mundial nos últimos 30 anos.
FOTOGRAFIA CINEMATOGRAPHER
Sushi: A Caçada Global é um documentário de longa-me-
Matt Franklin, Jason
tragem filmado em cinco países que explora a tradição, o
Faust e Kazu Furuya
crescimento e o futuro dessa culinária popular. Belos pedaços de peixe cru e arroz aparecem agora de Varsóvia e
Catie Cacci e Sandra
Adair Nova York a jogos de futebol em cidades do Texas. Esse
crescimento pode continuar sem consequências?
EDIÇÃO EDITOR
How did sushi become a global cuisine? What began as a
simple but elegant food sold by Tokyo street vendors has
become a worldwide phenomenon in the past 30 years. Sushi:
The Global Catch is a feature-length documentary shot in
five nations that explores the tradition, growth and future
of this popular cuisine. Beautiful raw pieces of fish and rice
now appear from Warsaw and New York to football games in
Texas towns. Can this growth continue without consequence?
globalização
globalization
83