Sustentabilidade

Сomentários

Transcrição

Sustentabilidade
Cristina Câmara
Rio de Janeiro, 07 mar. 2012
www.acicate.com.br
Sobre o cenário da
sustentabilidade das ONG no
Brasil
www.acicate.com.br
Um grupo social organizado é
movido por uma ‘causa’, estabelece
alianças políticas com outros atores
sociais em defesa de interesses
coletivos e visa algum tipo de
mudança social
Missão
• Quando a razão de ser da organização/rede está
confusa
• Quando falta o sentido da competência
institucional
• Quando as motivações estiverem em baixa
www.acicate.com.br
• Crenças comuns e razão de sua
existência
• Quando trabalhar a missão?
Como definir a missão?
• Qual o objetivo da organização/rede?
• Características distintas e
competência
www.acicate.com.br
• Por que e para quem existe e,
principalmente, o que quer realizar?
Sustentabilidade
Manutenção institucional e agenda política
• um continuum entre as dimensões
sociopolítica, financeira e institucional
• Sustentabilidade sociopolítica
• Interlocuções e parcerias entre ONG,
governos, Agências e setor privado
• Participação de PVHIV na formulação de
políticas públicas
www.acicate.com.br
• Sustentabilidade
• Equipe regular e capacitada
• Descentralização interna de poder
• Capacidade de gestão instalada de tal
modo que possa ser assumida por
outros indivíduos, além de seus
dirigentes atuais
• Ter como exercício periodicamente
fazer um rodízio das responsabilidades
internas
www.acicate.com.br
Sustentabilidade institucional
Sustentabilidade financeira
• Atividade de médio e longo prazos e exige
planejamento
• Atenção ao desenvolvimento institucional e
à necessidade de equilibrar gestão e
sustentabilidade
www.acicate.com.br
• Captação de recursos
• Atuação: ações de ajuda mútua, advocacy,
democratização da informação, pressão
política, ativismo e controle social, entre
outros.
• Por sua vez, quando a referência é à
instituição fala-se em: recursos humanos,
estrutura organizacional, gestão,
sustentabilidade e accountability
(prestação de contas: financeira e
política)
www.acicate.com.br
Sustentabilidade financeira
Sustentabilidade financeira
• Ganhar, mas também minimizar gastos
(em bens e serviços)
• Premiações
www.acicate.com.br
• Diversificar fontes de financiamento
• Apoio a projetos
• Geração de renda
• Doação através da Internet
• Shows beneficentes, bazares, brechós...
• Transparência e prestação de contas de
todos os recursos financeiros utilizados
www.acicate.com.br
Sustentabilidade financeira
www.acicate.com.br
Um debate atual no mundo
das ONG e sua relação com
o setor privado
• O setor privado tem focalizado o mundo
do trabalho e esta não é uma tendência
restrita ao nosso debate
• Possível inversão futura no Brasil –
debate GIFE e Abong sobre o papel do
investimento social privado
www.acicate.com.br
Primeiras informações:
Setor privado
• Intervenções intersetoriais estão em evidência,
sendo valorizadas nos projetos para HIV/Aids
• A sustentabilidade futura da proposta
• A valorização de projetos executados em rede ou
consórcio, não significa que sejam
explicitamente incentivados ou ressaltados
• Resultados mensuráveis, forte capacidade de
M&A e impacto do projeto (associando-se
resultados a mudanças) têm sido exigências
explícitas por parte de diferentes doadores,
públicos e privados
www.acicate.com.br
A atenção dos doadores (em
geral)
• Recursos parados nos estados
• A maioria não tem lançado editais
• Muita burocracia
• Alguns estados sinalizaram não ter interesse de
fazer editais para OSC
• Grande maioria das OSC não atendem às
exigências de documentação (certidões
negativas – INSS, RF)
• Alguns Conselhos de Saúde não concordam que
as ONG recebam recursos governamentais
www.acicate.com.br
DN-DST/Aids e HVDescentralização
• Desde início dos anos 90 – mudanças na
cooperação internacional com ONG e na
presença das Agências de Cooperação
Internacional no Brasil
• “ONGs Abong” são reflexo das parcerias
com essas Agências
• Entre 2003-7 – queda na cooperação
internacional, mas as ONG conseguiram
manter seu volume de recursos no período
www.acicate.com.br
Cooperação nãogovernamental
• Entre as 189 associadas da Abong, enquanto a
Cooperação internacional caiu 66% em seu
orçamento, aumento 71% de recursos públicos
federais
• Do mesmo modo, tendência de crescimento de
apoio de empresas, institutos e fundações
empresariais: 8,3% (2003) para 21,3% (2007)
• Preocupação com fontes instáveis (2008):
cooperações multi e bilaterais; recursos
públicos estaduais; e, contribuições
associativas
www.acicate.com.br
Cooperação nãogovernamental
• Fontes que nos últimos sete anos tem
tendência a crescimento: empresas,
institutos e fundações empresariais;
recursos públicos municipais; e, doações de
indivíduos
• Doações de indivíduos: 12,2% (2000) para
42,4% (2007) para educação, justiça e
promoção de direitos e trabalho e renda
www.acicate.com.br
Cooperação nãogovernamental
• Censo GIFE 2009-2010: 102 instituições (25
empresas, 63 associações ou fundações
empresarias e 14 fundações e associações
familiares, independentes e comunitárias)
• Área prioritária de atuação
• 82% Educação
• 60% Cultura e arte/formação para o trabalho
• 58% Meio ambiente (em crescimento)
www.acicate.com.br
Setor privado:
Institutos; Fundações e
Empresas
• *Apesar de ‘cultura’ aparecer em 2º lugar,
apenas quatro dos 102 investem
prioritariamente em ‘cultura’. Entretanto,
dos 19 que investem, 68% financiam ONG
ou organizações comunitárias
• Lei Rouanet, principal lei de incentivo
utilizada, não é a principal via nem
condicionante para o investimento em
cultura
www.acicate.com.br
Setor privado:
Institutos; Fundações e
Empresas
Setor privado:
Institutos; Fundações e
Empresas
• Temáticas atuais saturadas. É preciso ir além do
padrão corporativo
• Ampliar sua legitimidade, diversificar temáticas,
regiões e públicos
• Papel social do GIFE com relação às ONG
www.acicate.com.br
• Desde abr-2010 o GIFE incentiva a
diversificação
• Novidades - Prospecção Visão 2020
Setor privado:
Institutos; Fundações e
Empresas
• Defesa de direitos e comunicação ainda
recebem pouca atenção
• “sexualidade” (Juventude) – 18% dos
associados
• “saúde (excluindo sexualidade)” – 15% dos
associados
www.acicate.com.br
• Áreas temáticas
• Fortalece o capital social
• Pode ampliar a produção de conhecimento,
dando visibilidade ao trabalho da ONG e
seu diferencial
• Mais experiências americanas (ONG
inglesas, p.ex., parecem utilizar-se mais de
especialistas como consultores)
www.acicate.com.br
Parcerias com Universidades
Algumas constatações no
cenário mais amplo
O debate sobre as parcerias entre ONG e
setor privado está na ordem do dia
• De modo geral, em todos os perfis de
doadores, observa-se a exigência por
impactos dos projetos financiados
• Planos de M&A, ou pelo menos a
apresentação de resultados esperados e
como se pretende alcançá-los é uma
exigência constante
www.acicate.com.br
•
• É importante divulgar conquistas, resultados e uso
dos recursos
• Identificar as condições técnicas da organização
para participar de uma seleção de projetos
• Debater a sustentabilidade em seu continuum
• Considerar a captação de recursos através de
outras fontes, além do financiamento de projetos
• Setor privado, voltado ao mundo do trabalho, mas,
no Brasil, também repensando seu papel social
como “corpo coletivo” (GIFE)
• Universidades (Identificar núcleos e linhas de
pesquisa; pesquisadores interessados)
www.acicate.com.br
Em síntese
Como manter uma
organização sustentável?
www.acicate.com.br
Exercício 1
Que tipo de recursos são
importantes para uma
organização?
(Análise SWOT)
www.acicate.com.br
Exercício 2
www.acicate.com.br
Mobilização e captação de
recursos: elaboração de
projetos, campanhas e outros
• Elaborar um Plano de Mobilização/Captação de
Recursos
• Considerar diferentes fontes de doação, como:
Indivíduos; Fundações; Empresas; e, Governos.
• Determinar quem, quando, como e quanto
pedir
• Desenvolver estratégias para fazer o pedido,
estabelecer prioridades e criar relações
• *Atenção: Procurar não comprometer mais de
30% do orçamento anual da organização com
um único tipo de fonte de doação.
www.acicate.com.br
Planejando…
• Identificar e desenvolver uma lista de possíveis
doadores. Essa identificação permite à ONG
desenvolver estratégias adequadas de
aproximação dos doadores e fazer sua solicitação
• Avaliar seu potencial
• Envolver/cultivar a relação com os mesmos
• Solicitar a doação e cuidar, ou seja, fazer o
monitoramento, agradecer e reconhecer.
• *O público alvo da captação de recursos não é o
público alvo da organização
www.acicate.com.br
Planejando...
Ferramentas de captação
• Contato pessoa a pessoa
• Mala direta/Doação através da Internet
• Telemarketing
• Doação por telefone
• Participação em eventos
• Programas de associados
• Apoio a projetos
• Geração de renda
• Shows beneficentes
• Eventos beneficentes (almoço, jantar, festa...)
• Bazares, brechós...
Transparência e prestação de contas de todos os recursos financeiros utilizados
*
Elaboração de projetos
• Introdução
• Breve histórico da ONG
• Justificativa do projeto
• onde de aparecer o problema a ser enfrentado
•
•
•
•
•
•
•
Objetivos
Estratégias
Atividades
Resultados esperados
Indicadores de monitoramento e avaliação
Cronograma
Orçamento
www.acicate.com.br
• Observe se o potencial doador não oferece um
formulário padrão a ser seguido. Caso contrário, os
principais itens de um projeto social são:
Campanha
• Conhecida por ser um momento para reunir
pessoas que doam naquele momento
específico
• Diferenciar campanhas anuais de campanhas
capitais
• Novo: recomendação para que a organização
crie uma cultura de campanhas anuais de
captação de recursos, considerando recursos
necessários para o desenvolvimento de
projetos, mas também de toda a entidade
Campanhas
ANUAIS
• Envolvem recursos para
projetos e para a organização
em geral
• É central no Plano Anual de
Captação, que deve visar
recursos necessários para
cobrir o orçamento anual da
ONG
• São definidas as cotas de
doação
*Ideal: criar a cultura de
campanhas anuais
CAPITAIS
• Recursos para uma
determinada situação
• Recursos que fogem do
orçamento da
organização
• Tem começo, meio e fim
• Ex.: construção, compra
de equipamento caro,
viagens com um fim
específico, etc.
• GRAACC e Droga Raia
www.drogaraia.com.br/RaiaEcommWeb/sorria.do
• Oxfam e PizzaExpress (marketing relacionado à causa)
Site da ABCR, 12.09.11:
http://captacao.org/recursos/noticias/366-oxfam-epizzaexpress-sao-exemplo-de-marketing-relacionado-a-causa
• Greenpeace Brasil (somente doações individuais)
www.greenpeace.org/brasil/pt/
• Médicos Sem Fronteiras e Outback Steakhouse
www.msf.org.br/noticias/1392/nesta-sexta-ajudar-vai-ser-umadelicia!/
• Fundação Abrinq: “Vending machine do Bem” (vídeo da
Campanha)
www.fundabrinq.org.br/portal/noticias/ano/2011/maio/vendingmachine-do-bem-ganha-ouro-no-premio-abemd.aspx
www.acicate.com.br
Alguns exemplos – Cases
• ARMANI, D. Mobilizar para transformar: a mobilização de
recursos nas organizações da sociedade civil. São Paulo:
Peirópolis; Recife, PE:Oxfam, 2008.
• CÂMARA, C. Aids e sustentabilidade: sobre as ações das
organizações da sociedade civil. Brasília: Ministério da
Saúde, 2001. Disponível em:
• CÂMARA, C., FREITAS, K.B. (Orgs.). Sustentabilidade: Aids e
sociedade civil em debate. Brasília: Ministério da Saúde,
2004. Disponível em:
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cd10_17.pdf
• CRUZ, C.M., ESTRAVIZ, M. Captação de diferentes recursos
para organizações sem fins lucrativos. São Paulo: Global,
2000. (Coleção Gestão e Sustentabilidade)
www.acicate.com.br
Referências
• DEGENSZAJN, A. (Coord.). Censo GIFE 2009-2010. São Paulo:
Gife, 2010. Disponível em:
www.gife.org.br/arquivos/publicacoes/22/Censo%20GIFE%
20(baixa).pdf
• ESTRAVIZ, M. Um dia de captador. São Paulo: Zeppelini
Editorial, 2011. Disponível em:
http://issuu.com/zeppelini/docs/livro_captador
• GOUVEIA, T. (Coord.). Sustentabilidade das ONGs no Brasil:
Acesso a recursos privados. Rio de Janeiro: ABONG, 2010.
Disponível em: www.abong.org.br/publicacoes.php
• LAFER, I.M. Dicas para captação de recursos para projetos.
IDIS – Instituto para o Desenvolvimento do Investimento
Social. Disponível em:
http://www.idis.org.br/biblioteca/artigos/dicas-captacao-derecursos.pdf/view
www.acicate.com.br
Referências

Documentos relacionados

charityvillage.ca

charityvillage.ca Foundantion Center em Nova Iorque: www.fdncenter.org Rede de informação do terceiro setor: www.ritz.org.br Empresas privadas; Eventos; Individual. Fernando Kuschnaroff: Fontes de Financiamento: o d...

Leia mais