Como abrir uma empresa de sucesso

Сomentários

Transcrição

Como abrir uma empresa de sucesso
Como abrir uma empresa de sucesso – Dez Pontos Essenciais
1. Busque um sócio que te complemente
Há três anos, as amigas Lucilla Queiroz e Cristina Cruz montaram o Ateliê das Três,
loja de roupas paulistana. Ali, cada uma tem função definida, o que ajuda a otimizar o
tempo. ”Nossa parceria é uma junção de conhecimentos. Por exemplo: como não levo
jeito para números, a Cris se encarrega da parte financeira”, diz Lucilla. ”Com isso,
sobra tempo para pesquisar tecidos de qualidade e preço baixo, matéria-prima das
peças.”
Procure criar um clima agradável no trabalho e invista nos seus funcionários. Eles se
sentirão muito mais motivados para trabalhar na sua empresa Foto: Getty Image
2. Explore um nicho pouco conhecido
Há 16 anos, Simone Mattar mergulhou no mundo da food design e começou a
transformar alimentos em obras de arte, que podem ser expostas ou apenas degustadas
por clientes de restaurantes. Hoje, por causa do sucesso, pode escolher os clientes com
quem quer trabalhar. ”Desenvolvo a apresentação dos pratos e penso em como integrála à imagem comercial da empresa. O resultado é um produto único, que concilia
culinária e marketing”, explica.
3. Invista em variedade
Há pouco mais de um ano, Bruna Cicuto abriu sua primeira loja de lingeries, a Sexy
Dolls. Para agradar a diferentes gostos e bolsos, oferece modelos e linhas diversificadas,
da básica à sensual. ”Produzimos peças com vários tamanhos de costas e bojo: sutiã
com costas P e bojo G, por exemplo”, conta. ”Essa inovação alavancou o negócio. Já
temos pontos em todo o Brasil e exportamos para a Europa. E nossa loja virtual, criada
há dois meses, representa 20% das vendas.”
4. Facilite a vida do cliente
As arquitetas Claudina Ferrante e Silvia Tranjan trabalham juntas há 18 anos e não
medem esforços para satisfazer a clientela. ”Por causa da rotina agitada das pessoas,
passamos a atender no local escolhido por elas”, conta Claudina. ”Procuramos lugares
agradáveis para tomarmos um café e, assim, criamos uma atmosfera de bate-papo sem
formalidade”, completa Silvia. Foi com essa receita, acrescida de doses de dedicação,
que elas conseguiram multiplicar as cifras e, recentemente, até fecharam contratos em
Angola.
5. Trate seu cliente com atenção
Desde que abriram a assessoria de eventos As Duas, Tatiana Creazzo Cury e Silvia
Wolosker Levi investiram no relacionamento com os clientes. ”Somos apaixonadas pelo
nosso trabalho e o envolvimento vem como conseqüência”, explica Tatiana. Não é para
menos. A organização de um casamento, uma das especialidades, implica um ano de
convivência com a noiva. ”Além de idealizar e produzir a festa, nos prontificamos até a
ajudar na escolha do destino da lua-de-mel”, exemplifica. Como cliente paparicado é
cliente satisfeito, essa dedicação rende uma eficiente propaganda boca a boca.
”Acabamos de fechar um casamento com uma garota que soube da nossa empresa por
três conhecidas!”, conta.
6. Invista no relacionamento com a equipe
Manter a qualidade, motivar os subordinados e ainda trazer lucro para a empresa. Esses
são os três grandes desafios de Angelita Ribeiro Carvalho, de 33 anos, gerente de um
restaurante da rede McDonald s. E sabe como ela dá conta do recado? Investindo no
relacionamento com a equipe. ”Procuro criar um clima de trabalho agradável e ajudar
meus funcionários no que precisarem. Dessa forma, garanto o comprometimento e a
produtividade deles”, conta. Tem dado tão certo que, este ano, ela foi uma das
vencedoras do Prêmio Ray Kroc 2006/2007, programa de incentivo da empresa. Além
do reconhecimento, ganhou troféu, pin, o valor equivalente a um salário e uma viagem a
Las Vegas. Se vem cargo novo por aí? Luís Bueno, diretor de RH da rede, responde:
”Quando surgem oportunidades de promoção, olhamos primeiro para os funcionários
que se destacam”.
7. Inove sempre
Para venderem as roupas de sua marca, as estilistas Monayna Pinheiro e Patricia
Almeida foram criativas. Logo que lançaram a Apego, montaram um fotoblog (site com
fotos) a fim de divulgar as peças conforme fossem produzindo. ”Recebemos muitos
pedidos por esse meio”, conta Monayna. Como não tinham loja no começo, acertaram
ao expor a coleção num bar descolado. ”Isso fez a grife ficar conhecida.” Outra sacada?
”Levamos as roupas à casa de quem vive sem tempo. E ajudamos a cliente a coordenar
com o que já tem. Ela acaba comprando mais.”
Dez Pontos Essenciais para Abrir uma Empresa com Sucesso
Dez Pontos Essenciais para Abrir uma Empresa com Sucesso
“Você está, agora, diante de uma nova experiência. Dedique-se a ela de corpo e alma,
e verá surgir o próximo degrau de evolução.” (Taniguchi)
Você detectou que tem capacidade empreendedora e pretende tornar-se um empresário,
parabéns! Agora, observe os pontos essenciais abaixo para ter a sua idéia realizada com
o máximo possível de acertos e muito sucesso empresarial:
1. Ver-se trabalhando no negócio
Imagine-se frente àquele tipo de empreendimento. Algumas pessoas resolvem abrir
empresas somente porque ouviram dizer que o mercado está propício para tal atividade.
Se você não sentir-se bem – fazendo o que gosta ou aprendendo a gostar da sua
atividade – não será feliz e, consequentemente, seu negócio estará fadado ao fracasso.
Se houver sócios, veja-os também, ao seu lado: é agradável? Estude, pesquise, conheça
e adquira habilidades gerenciais, que são vitais a qualquer empresário.
2. Escolher um ponto adequado ao negócio
A escolha do ponto é vital para seu negócio. O que você deve considerar é se precisará
do fluxo de muitas pessoas (neste caso considere um ponto de frente de rua ou em
shopping) ou se seu negócio não depende deste fluxo. Verifique o valor do metro
quadrado dos locais onde pretende instalar sua empresa e veja as outras opções como
necessidade de estacionamento. Talvez a escolha de uma sala, ou de um galpão ou até
mesmo um ponto em ruas secundárias pode resolver o seu problema de localização.
Essa escolha deve levar em conta o conforto dos seus clientes, o fluxo de pessoas e
ainda a distribuição do seu produto. E não deixe de considerar a venda pela internet.
3. Projetar quanto precisa para abrir a empresa
Faça as contas. Projete tudo que precisará, incluindo o capital de giro, que é o
investimento necessário para suprir as despesas em períodos em que ainda não há
entrada em caixa. Considere a compra de máquinas, instalações, reformas no ponto,
consultorias e não esqueça do item “divulgação” do seu negócio. Projete sempre um
investimento maior, para evitar surpresas.
4. Projetar Receitas
Faça pesquisas sobre o tipo de atividade que pretende abrir em negócios similares.
Descubra quanto é viável faturar nos meses iniciais. Projete Receitas menores e para,
pelo menos, um ano e não se empolgue muito. Se as receitas surpreenderem
positivamente, ótimo!
5. Projetar Despesas
Aluguéis, energia elétrica, custo das mercadorias vendidas, telefone, salários, contador,
taxas diversas, internet, impostos, divulgação, material de escritório, pro-labore dos
sócios que trabalharão na empresa. Tudo isso e mais um pouco deve ser projetado para
que você tenha a real noção de quanto irá precisar para manter a sua empresa aberta.
Prudência não faz mal: projete despesas maiores.
6. Planejar o Marketing (vendas, produtos, preço dos produtos, divulgação,
distribuição)
Essencial na vida de toda empresa conhecer o marketing, sem vendas a empresa não
existe. Para vender bem é necessário ter políticas para escolha ou lançamento de
produtos, formas de divulgação da empresa, equipe de vendas forte, treinada e
motivada, preços de produtos adequados à estratégia da empresa – não sem considerar o
mercado – e uma distribuição eficiente. Isso tudo para atender àqueles que farão o seu
sucesso: seus clientes internos e externos.
7. Conhecer as necessidades legais
Não deixe de legalizar sua empresa. Empreendimentos legalizados faturam até quatro
vezes mais que os informais. Consulte um bom contador, que será seu braço direito na
legalização do seu negócio, fazendo um planejamento tributário estratégico adequado a
sua atividade.
8. Organizar a administração e gestão
Sem planejamento não há perpetuação. Organize sua empresa como se ela fosse
futuramente transformar-se em uma franquia. Documente tudo, planeje o organograma,
projete a sua necessidade de capital humano e como mantê-los na empresa. Elabore
missão e visão da empresa, controles adequados e não esqueça que serão necessários
alguns líderes para esse negócio andar.
9. Pessoas
As empresas são projetadas para realizar os sonhos de pessoas. Os seus, o sonho de seus
clientes, de seus colaboradores, seus fornecedores e até, indiretamente das pessoas que
você não conhece, através dos programas sociais governamentais que você mantém
através dos impostos. Considere em todo o processo que todos precisam estar felizes,
motivados, tendo alegria ao relacionar-se com sua empresa. As empresas têm uma
missão social antes de mais nada. Pesquise o que essas pessoas desejam com o seu
negócio, a sua atividade. E atenda a esses anseios. O lucro virá como conseqüência.
10. Escrever isso tudo no Plano de Negócios
Se você já pensou nos itens anteriores, agora é a hora de colocar isso tudo no papel e
seja bem-vindo ao que chamamos de Plano de Negócios. Por mais simples que seja, o
plano de negócios é o seu empreendimento no papel antes de você gastar dinheiro.
Servirá para analisar a viabilidade naquela hora, local e com as pessoas que você tem
em mente. Se não der certo no papel, reveja tudo, item por item, e refaça o que for
necessário.