Podcast: como fazer?

Сomentários

Transcrição

Podcast: como fazer?
• A princípio, podcast e filme parecem duas mídias
bastante distintas, mas será que realmente são tão
diferentes assim?
• Além de muito similar ao rádio, o processo de produção
do podcast se aproxima ao do filme.
• Fazer um filme não é apenas ligar uma câmera e encenar
diante dela, assim como fazer um podcast não é apenas
ligar o microfone e falar.
Podemos dividir a produção de um podcast da mesma maneira
que se divide a produção de um filme. Basicamente, temos três
“etapas”:
• PRÉ-PRODUÇÃO
• Tudo aquilo que precisa estar pronto antes de ligar o microfone.
• PRODUÇÃO
• Aquilo que se passa durante o processo da gravação.
• PÓS-PRODUÇÃO
• Aquilo que acontece depois que o microfone é desligado.
• A pré-produção de um podcast envolve desde a idealização de
um programa (se esse ainda não existir) ao planejamento do
que será tratado em determinado episódio de um programa já
existente;
• Portanto, as palavras de ordem são planejar e projetar;
• Este não é só o momento de pensar nas possibilidades, mas
também viabilidade do projeto, em seu foco, público-alvo,
linguagem, estrutura e em tudo aquilo que o tornará atrativo
e interessante para os ouvintes que irão recebe-lo.
• Temática: Deve ser algo que você goste, algo que você
conheça bem, assim terá mais segurança ao falar sobre seu
tema. Você precisa saber o que está falando, para saber para
quem você vai falar.
• Integrantes: O podcast costuma ter seus participantes fixos,
aqueles os quais sempre farão parte de episódios, não
necessariamente todos. Os integrantes devem conhecer a
temática de seu podcast. Lembrem-se: todos precisam saber
do que estão falando, entender aquilo que falam.
• O nome do programa e do episódio: O nome para o seu
podcast pode, ou não, fazer referência a sua temática.
Você escolhe o nome de acordo com o que achar mais
atrativo.
• Nome igual a temática ajuda os ouvintes a encontrarem seu
podcast, mas para isso também existem as keywords (tags).
• Convidados: Os convidados são geralmente pessoas que
vem acrescentar ao seu podcast, ou seja, prestarão uma
contribuição para o seu programa e ouvintes. Lembre-se:
se o tema do seu podcast é “cinema”, não vai ser nada
atrativo chamar alguém para falar de feijoada.
• Keywords (Tags): As palavras chaves serão aquelas
palavras que você vai escolher para que os ouvintes
consigam achar seu podcast.
• Por exemplo, se o seu podcast estiver falando sobre
Clarice Lispector e suas obras, você poderia colocar as
seguintes keywords: “#Clarice Lispector”, “#Obras
literárias”, “#Literatura brasileira”, “#Modernismo”, entre
muitas outras. As palavras-chave são escolhidas por
aquilo que você acha que as pessoas irão procurar.
• Pauta: A pauta trata-se de algo como se fosse um
roteiro. Assim como um filme tem seu roteiro, o
podcast tem sua pauta. É o que irá guiar os
acontecimentos do seu podcast.
• Temos diferentes tipos de pautas, você irá escolher
a sua de acordo com a necessidade do seu podcast.
conteúdo originalmente disponível em:
• Sem pauta: É basicamente uma pauta sem pauta,
ou seja, não há exatamente algo a seguir, os
integrantes definem o seu tema e começam a
gravar, descontraidamente, apenas conversam sobre
esse tema. (Não recomendado)
• Pauta-guia: Como o nome sugere é apenas um guia,
uma pauta simples a qual irá guiar os integrantes,
alguns tópicos para ajudar a lembrar o que deve ser
dito. (Recomendado)
• Pauta-lembrete: Parecido com o 2º, mas com algumas
informações sobre os tópicos. Exemplo: 1º Tópico,
Cultura: Falar o que será desenvolvido aqui, terá algum
convidado? Será feito alguma crítica de livro, cinema?
Alguém tocará uma música? Nessa pauta, assim como na
anterior será colocado tópicos, mas com alguns detalhes
a mais para ajudar os participantes. (Recomendada)
• Pauta informativa: Esse tipo de pauta é algo bem
elaborado, mais cheio de conteúdo. Seus tópicos
deverão conter bastante informação sobre o que será
dito. (Não recomendado)
• Pauta-transcritiva: É o conteúdo de todo o podcast. Cada palavra,
vírgula e ponto deve estar nessa pauta. (Não recomendado)
• Importante lembrar: A pauta é apenas um guia, algo que irá
ajudar você e os participantes a deixarem seu podcast em ordem,
para que não fiquem perdidos sem lembrar o que irão falar. Ela
serve para ajudar, mas não se prenda a ela.
• Outro lembrete importante: Caso seja necessário alguma leitura
(por exemplo, ler um poema ou alguma informação que você
pesquisou, mas que não domina o assunto), leia muitas vezes
antes de gravar, pois ninguém gosta de ouvir alguém com pausas
longas ou gaguejos por não saber o que está escrito.
• PESQUISE SOBRE O TEMA!
• Assim será muito mais fácil desenvolver um programa que flua
naturalmente, algo agradável para ouvir.
• Com o seu convidado: Deixe claro para ele sobre o que vocês falarão.
Caso ele seja alguém de alguma área específica, converse com ele sobre
alguns termos que você pode não saber
• Faça referências: Se você pesquisou sobre o assunto o qual você falou em
seu podcast em algum lugar e esse conteúdo foi produzido por outra
pessoa, dê sempre sua referência. Exemplo: se você for apontar alguma
pesquisa, diga de quem, quando e onde essa pesquisa foi feita.
• Cuidado! Há muita coisa na internet, certifique-se de que os sites os quais
você está usando em sua pesquisa estão atualizados e buscam fontes
confiáveis para fornecer informação.
• A produção é o momento de colocar em prática tudo aquilo
organizado na pré-produção;
• Para se gravar um podcast é preciso:
• Um gravador de áudio (microfones de computador, headsets...);
• Se em computadores, um software de gravação:
Audacity: software gratuito de gravação e edição de áudio
• Um ambiente adequado para a gravação (com poucos ruídos, os
participantes falando próximo ao microfone...);
•
A gravação não precisa ser presencial (todos os participantes reunidos num
mesmo ambiente). Ela pode ser feita por softwares de gravação que captam
o áudio do Skype, por exemplo.
• O momento de produção também dependerá do formato
do podcast:
• Se o podcast for sobre uma temática a ser discutida, serão
apresentados os temas, os argumentos...
• Se houver alguma entrevista, serão introduzidas as perguntas e
a conversa será conduzida a partir dessas.
• Nesse momento, não é preciso se preocupar com as pausas
ou outros possíveis erros que possam ser apagados na
edição.
A pós-produção de um podcast se dá em, basicamente, três etapas:
• Editar um podcast envolve alguns processos, tais como:
• Tratamento do som;
• Junção de áudio e corte;
• Adição de trilha sonora*;
• Inclusão de uma vinheta*;
• Em programações de áudio como podcast, o uso de músicas com direitos autorais é
restrito. É possível utilizar os primeiros ou últimos 30 segundos de uma música com
direitos autorais.
• Uma alternativa é o uso de material creative commons (de direitos e uso livres).
A Creative Commons é uma ONG americana que se baseia na expansão da
disponibilidade recursos para o desenvolvimento de trabalhos criativos de
maneira legal.
• Existem sites especializados em que é possível encontrar materiais (em áudio)
de direitos livres, entre os quais:
freesound.com
jamendo.com
newgrounds.com
freemusicarchive.com
freeplaymusic.com
Alguns softwares de (gravação e/ou) edição de som:
Audacity: é um software gratuito, frequentemente indicado para
podcasters iniciantes.
OBS.: Não há output em MP3. É interessante converter o áudio produzido para MP3, já que é o formato mais
comum de áudio.
Adobe Audition: é um software pago da Adobe, com interface mais
sofisticada e profissional (e, por isso, tem mais opções para a edição).
Auphonic: é um site que permite a edição de duas horas de áudio
processado por mês gratuitamente, tratando o áudio (com relação a
uniformidade e similares...).
Sony Sound Forge: é um software pago da Sony, de gravação, edição e
mixagem, considerado um dos melhores editores de áudio existentes.
Seu podcast está pronto! Agora só falta publicá-lo.
• Primeiramente, é preciso encontrar um hospedeiro para o seu arquivo de
áudio.
• Existem diversos sites que realizam essa função, alguns voltados apenas
para podcasts:
podomatic.com
soundcloud.com
podbean.com
(pago)
bluehost.com (pago)
archive.org
• Uma vez hospedado em um desses sites, é possível gerar o feed do
podcast, bem como disponibilizá-lo para download.
• É preciso (ou possível, dependendo do hospedeiro selecionado) disponibilizar
esse arquivo em um site ou blog.
• Nesse caso, a publicação dependerá tanto do site do hospedeiro do áudio
quanto do hospedeiro da página.
• O hospedeiro de áudio mais comum é o blubrry, que é compatível com a
plataforma de blog mais utilizada por podcasters, o wordpress.org.
Hoje, a plataforma do wordpress.org suporta plug-ins
(extensões) voltados para a publicação de podcasts.
A plataforma, no entanto, está apenas disponível a
assinantes de pacotes pagos.
• Para quem não tem essa opção, é preciso utilizar códigos em HTML para a
criação dos ícones do player, download e afins, na postagem.
• No caso dos usuários soundcloud, isso não é preciso, uma vez que basta
copiar o código gerado pelo próprio site para embuti-lo em qualquer
plataforma.
Além do áudio, convencionalmente apresentam-se em um post de podcast:
•
Um texto de descrição e resumo do conteúdo do episódio em questão, contendo os
principais temas tratados, os participantes, enfim, aquilo que é básico para que o
ouvinte saiba do que se trata o podcast (em cerca de dois a três parágrafos);
•
•
•
•
•
É interessante haver uma descrição ainda mais breve, no começo do texto, de, no máximo,
156 caracteres, para aparecer no rich snippet do Google.
Um “mapa” dos momentos do episódio (de tal a tal minuto – apresentação...);
Links que possam ser interessantes aos ouvintes (para páginas com mais
informações sobre determinados assuntos, fotos, vídeos, enfim, informações
complementares);
Em muitos sites, quando o podcast é hospedado, é necessária a criação de
“palavras-chave” que definam o conteúdo do programa brevemente e facilitem a
busca de futuros ouvintes - o mesmo serve para postagens em blogs;
Créditos aos proprietários de materiais com direitos autorais usados no podcast
(músicas utilizadas com a autorização dos artistas, artes das vitrines...).
• 1ª DICA: Uma fan page no Facebook é uma boa forma de divulgar seu podcast;
• 2ª DICA: Publique os novos episódios no tópico específico para isso no grupo
de podcasts brasileiros do Facebook, o Podcasters BR;
• 3ª DICA: Sempre interaja com seus ouvintes. Nunca os ignore (salvo raros
casos em que isso é realmente necessário) e nem os desrespeite ou insulte;
• 4ª DICA: Envie seu endereço do feed de seu podcast para o perfil
@Podcast_BR. Este é um perfil disponibilizado apenas para divulgar novos
episódios de podcasts. Siga-os e divulgue-os, assim mais gente será atingida
pelos links das postagens lá publicadas.
• 5ª DICA: Cadastre seu programa na Wikicast, a enciclopédia dos podcasts
brasileiros (disponível em wikicast.com.br)
• 6ª DICA: Cadastre seu podcast nos seguintes diretórios:
• Youtuner
• Podflix
• Podpods
• Falacast
• Teiacast
• iTunes
• Skynerd (é uma rede social criada pelo Jovem Nerd para um público fã de podcast,
disponível em skynerd.com.br)
• 7ª DICA: Faça episódios de qualidade, com o tempo o boca-a-boca será seu
maior aliado para a divulgação.

Documentos relacionados

O podcast no Brasil e no mundo

O podcast no Brasil e no mundo brasileiros desde então, é uma conversa informal sobre temas gerais (no caso deles, dentro da “cultura nerd”, que pode envolver desde a série cinematográfica Star Wars até discussões sobre bolsa de...

Leia mais