Cine Debate estimula troca de idéias entre associados no

Сomentários

Transcrição

Cine Debate estimula troca de idéias entre associados no
Cine Debate estimula troca de idéias entre associados no Qualidade de Vida
Qui, 26 de Setembro de 2013 16:31 - Última atualização Ter, 08 de Outubro de 2013 09:27
Um grupo de idosos que viaja à Índia em busca do próprio interior, além de muitas aventuras
pessoais. Este é, basicamente, o roteiro que envolveu a turma de associados na atividade do
Qualidade de Vida de setembro, na tarde da quarta-feira (25), com o Cine Debate. Seguindo a
linha de eventos sobre cultura, o auditório da Afubesp se tornou uma sala de cinema com a
exibição do filme “O Exótico Hotel Marigold” (The Best Exotic Marigold Hotel, 2011), do diretor
John Madden.
O filme conta a história dos aposentados Muriel (Maggie Smith), Douglas (Bill Nighy), Evelyn
(Judi Dench), Graham (Tom Wilkinson) e mais amigos que decidem curtir a aposentadoria na
Índia, um lugar cheio de exotismo. Lá, são recebidos pelo jovem Sonny (Dev Patel). Porém,
muitas das coisas que eles imaginaram não saem como o planejado, forçando o grupo a viver
novas experiências que mudam o destino de todos.
Após a exibição do longa, os cerca de quarenta colegas entraram em debate sobre os temas
abordados no filme. Assuntos como o respeito aos mais velhos, a internação de idosos em
casas de repouso e como lidar com a aposentadoria depois de uma vida inteira de trabalho
foram trazidos à tona na conversa. “O filme mostra que existe vida após a aposentadoria. Muita
gente que conheço, inclusive, pensa que depois dos 60 anos a vida acaba”, disse o associado
José Matias, que completou: “Pelo contrário. Quando surge a aposentadoria, existe a chance
de se fazer o que gosta”.
O associado Roberto também falou sobre a fase: “Tem gente aqui que viveu para o banco, e
não pensou que poderia se aposentar. Não pensou em fazer cursos para se ocupar no futuro,
arrumar outro jeito para viver”, pontuou. Esta busca por manter o bem-estar físico e mental na
velhice se mostrou uma preocupação recorrente na discussão. A diretora Shisuka Sameshima,
que também acompanhou a atividade, colocou em questão o momento de autoreflexão.
“Gostaria de pontuar como é importante olharmos sempre para nós mesmos. Buscar nossos
sonhos, necessidades enquanto seres humanos”, disse.
Para a banespiana Sílvia, o mais importante é sempre se manter produtivo. “Se você não tem
dom para o artesanato, procure algo que te faça bem. Vire cinéfilo, ou o que seja. Mas
mantenha-se produtivo. Alguns alicerces precisam estar calcados”, pontuou. A colega usou seu
próprio exemplo no debate: ela, que não cozinhava, começou a se aventurar na cozinha após a
aposentadoria. “O bom é aprender coisas novas sempre”, ressaltou.
Questionados por Olivia Araújo, coordenadora das atividades do Qualidade de Vida e
mediadora do debate, os banespianos fizeram a avaliação final da edição cinematográfica
como positiva e consideraram o tema apropriado às suas respectivas realidades. “A discussão
é saudável e ajuda a exercitar a mente”, elogiou Matias. Já a colega Theresinha Eliane revelou
ter se identificado com o filme. “Me vi ali em vários momentos, nos personagens, nas falas”,
contou. Todos da turma foram participativos e deram seu ponto de vista.
1/2
Cine Debate estimula troca de idéias entre associados no Qualidade de Vida
Qui, 26 de Setembro de 2013 16:31 - Última atualização Ter, 08 de Outubro de 2013 09:27
A cada mês chegam novos colegas para integrar o fiel grupo que está sempre ativo no
Qualidade de Vida. Foi o caso da associada Sueli da Conceição Camargo, aposentada desde
2003. “Está super recomendado para minhas amigas. É mais conhecimento, coisas que vão
me acrescentar”, disse. Ela irá marcar na agenda toda última quarta-feira do mês para
prestigiar a atividade. “Hoje, por exemplo, levantei decidida a vir para a Afubesp. A cabeça é
seu maior amigo e, ao mesmo tempo, inimigo. A gente precisa sair, viver coisas novas”, frisou
Sueli.
Letícia Cruz - Afubesp
2/2

Documentos relacionados